FOCONEWS - Jornal Online

Brasil

 IPVA, IPTU e IR: como se preparar financeiramente para esses impostos?
Data: 01/03/2018

temos na vida apenas duas certezas: a morte e os impostos.

Há um ditado popular muito conhecido pelos brasileiros que diz que temos na vida apenas duas certezas: a morte e os impostos. Ano após ano os tributos continuam sendo cobrados e não tem escapatória, uma hora ou outra você precisará enfrentá-los. Por isso, já que não dá para se livrar dessa obrigatoriedade, o melhor a fazer é se preparar financeiramente e o quanto antes possível. Após consultar alguns especialistas, o Yahoo Finanças separou quatro dicas essenciais que vão te ajudar nessa tarefa. Seguindo esses quatro passos, será muito mais simples de arcar com o IPVA, IPTU e o imposto de renda e evitará com que eles pesem no seu bolso no começo do ano. Organização O primeiro passo é organizar todos os impostos que se tem a pagar, inclusive outras contas que sejam constantes. Segundo Masimo Della Justina, economista e professor de Ciências Econômicas da PUCPR, é preciso que o brasileiro considere IPTU, IPVA e, no caso de algumas famílias, até gastos escolares de início de ano como custos fixos e não variáveis. Em relação à declaração do imposto de renda, ser desorganizado só aumenta as probabilidades do contribuinte cair na malha fina. “Guarde todos os comprovantes durante o ano para que não haja erro ou falta de informações”, aconselha o especialista. Orçamento Após colocar tudo em ordem, analise seu orçamento anual total. Coloque no papel quanto entrará de dinheiro, os gastos fixos que você terá o ano inteiro e as possíveis despesas de emergência. Analisar antecipadamente o valor que vai ser pago em tributos ajuda a saber se haverá dinheiro suficiente para pagar tudo à vista ou precisará parcelar. Ou, ainda mais, se haverá a necessidade de cortar gastos. Para Masimo, utilizar o 13º salário para quitar impostos e até mesmo pendências no crediário em lojas faz sentido. “A pessoa pode até utilizar dos descontos dos tributos ou barganhar no caso das compras. Assim, começará o ano aliviado e ganhará satisfação psicológica.” Planejamento Com o conhecimento do orçamento total, o indivíduo já pode fazer um planejamento financeiro. Se os gastos não tiverem sido altos e sobrará dinheiro, ótimo. Caso contrário, guardar um valor mensal para quitar em parcela única o IPTU e o IPVA pode ser a saída. Não deu para fazer isso o ano inteiro? Sem desespero! José Carlos de Souza Santos, especialista em finanças pessoais e professor da Faculdade de Economia (FEA) na USP, recomenda economizar nas festas de Natal e Revéillon. “Melhor poupar um pouco no fim de ano e pagar as contas do ano seguinte do que ficar em dívida.” Disciplina Para que tudo isso funcione da melhor maneira possível, José Carlos garante que é preciso, acima de tudo, ter disciplina – ainda mais nos casos em que o dinheiro que sai é superior ao que entra. Um caixa de investimento pode ajudar a não passar sufoco com os impostos. Por isso, tente separar um pouco do seu salário todo mês e aplique, seja em uma caderneta de poupança ou ação na bolsa de valores. Assim, segundo o economista, a chance de você não ter dinheiro para pagar as contas diminui – e ainda pode sobrar uma grana no fim do ano. “Use os juros sempre a seu favor.”

Link Notícia: https://br.yahoo.com/financas/noticias/ipva-iptu-e-ir-como-se-preparar-financeiramente-para-esses-impostos-201520064.html