FOCONEWS - Jornal Online

Notícias da Geral

BTS: veja possível repertório do show do grupo de k-pop no Brasil
Data: 13/03/2019

Depois de esgotar rapidamente os ingressos do dia 25 de maio, a banda sul-coreana anunciou uma data extra no dia 26, também em São Paulo

O BTS se apresenta em São Paulo, nos dias 25 e 26 de maio, no estádio Allianz Parque. O grupo de k-pop traz ao Brasil a turnê Love Yourself: Speak Yourself. O BTS chega novamente ao País em clima de fanatismo pois, na segunda-feira (11), o grupo esgotou os ingressos do primeiro show em uma hora, obrigando a organização a abrir show extra no dia 26. Vale lembrar que são os únicos espetáculos da América Latina, então não só brasileiros estão disputando acirradamente a chance de ver seus ídolos de perto. A venda dos convites para a segunda data em São Paulo será aberta às 10h desta quinta-feira (14) no site da Eventim. Já na bilheteria oficial, a venda terá início às 12h. A turnê Love Yourself: Speak Yourself traz uma extensa lista de músicas para nenhum fã botar defeito. Segundo um site especialista em repertórios de shows, o BTS tem programado 27 faixas. Além disso, são cinco troca de roupas e números solos dos integrantes ao lado de bailarinos. Foi assim, por exemplo, um espetáculo mais recente no estádio Fukuoka Dome, em Fukuoka (Japão). Veja o possível repertório do show em SP: - Introdução (vídeo) 1. IDOL 2. Save ME 3. I'm Fine 4. Magic Shop - VCR (troca de roupa e vídeo) 5. Trivia: Just Dance (J-Hope solo) 6. Euphoria (Jungkook solo) 7. I Need U 8. RUN - VCR (troca de roupa e vídeo) 9. Serendipity (Jimin solo) 10. Trivia: Love (RM solo) 11. DNA 12. Boyz With Fun 13. Attack on Bangtan 14. Fire 15. Silver Spoon 16. Dope 17. Airplane pt.2 - VCR (troca de roupa e vídeo) 18. Singularity (V solo) 19. FAKE LOVE - VCR (troca de roupa e vídeo) 20. Trivia: Seesaw (Suga solo) 21. Epiphany (Jin solo) 22. The Truth Untold 23. Outro: Tear 24. MIC Drop - Intermission (troca de roupa e vídeo) BIS: 25. So What 26. Anpanman 27. Answer: Love Myself

Link Notícia: https://diversao.r7.com/bts-veja-possivel-repertorio-do-show-do-grupo-de-k-pop-no-brasil-12032019

Canal indiano pode superar PewDiePie e virar maior do YouTube
Data: 13/03/2019

Com 89 milhões de seguidores, T Series deve superar o sueco PewDiePie em até o fim de março, caso mantenha o crescimento estrondoso

O reinado absoluto de PewDiePie no YouTube está próximo do fim. O sueco que domina a lista dos canais com maior número de seguidores da plataforma pode ser desbancado do topo ainda em março. E quem pegará o lugar dele é um canal indiano que no ocidente é pouco conhecido. Com apenas 800 mil seguidores a menos, o T Series representa uma gravadora que já existe há 36 anos. Entre o conteúdo publicado por eles, estão entrevistas com artistas populares no país asiático e vídeo clipes musicais. Até por ser uma corporação antiga e bem estruturada, o canal leva uma imensa vantagem sobre o PewDiePie, que investe no tradicional formato de youtuber solo que comenta o cotidiano, dá dicas sobre games e cria desafios para os fãs. Segundo a imprensa internacional, a chegada do T Series ao topo é inevitável. Se comparar o crescimento dos dois canais no último, a desvantagem de PewDiePie fica bastante evidente. Enquanto o sueco conquistou 9 milhões de novos inscritos, o indiano viu chegar 40 milhões de seguidores no mesmo período. E na Índia famosos fazem campanha para que o T Series se torne de fato o líder mundial no YouTube rapidamente. Apesar de dizer que genuinamente não se importa em perder a liderança, em novembro do ano passado, PewDiePie publicou um vídeo no qual pede que a plataforma de vídeos cogite em separar grandes corporações de criadores individuais, pois isso poderia desequilibrar a concorrência. Já o T Series não tem do que reclamar. Desde que resolveu investir pesado no YouTube, tem praticamente monopolizado o mercado fonográfico indiano no site: 80% do consumo de música através do YouTube no país tem como origem o canal. Dessa maneira e levando em conta o crescimento acelerado, PewDiePie pode ser desbancado em 20 ou 25 dias.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/helder-maldonado/canal-indiano-pode-superar-pewdiepie-e-virar-maior-do-youtube-12032019

Anitta identifica negro inocente como ladrão e é acusada de racismo
Data: 13/03/2019

Cantora teria visto homem furtando celulares e pediu ajuda da polícia militar, mas depois foi constatado que ele não tinha culpa

Uma atitude de Anitta durante o Carnaval provocou debate sobre a criminalização do corpo negro. No sábado (9), a cantora comandava o Bloco das Poderosas pelas ruas do Rio de Janeiro, quando teria visto lá do alto, um jovem supostamente furtando telefones celulares. Ela, então, pediu ajuda da Polícia Militar e o suposto criminoso acabou preso. No entanto, horas depois a PM confirmou que o jovem negro foi chamado injustamente de ladrão. Durante depoimento na 5ª DP de Mem de Sá, os policiais perceberam o equívoco. Inocente, ele foi liberado no mesmo instante. A atitude de Anitta repercutiu mal nas redes sociais. Usuários acusaram a funkeira de racismo ao associar, sem provas substanciais, um homem negro com atos criminosos. Soa familiar? Anitta acusou um jovem negro de roubo. Ele era inocente “Alô, polícia. Tem um ladrãozinho aqui no meio. O último que veio aqui para roubar se lascou. Nasci pobre, estou aqui ralando. Ninguém precisa tirar nada de ninguém!”, disse a cantora do alto do trio elétrico. Anitta levou o sermão para a meritocracia. A carioca destacou a origem pobre e criticou o furto, mesmo sem ter visto o autor. “Eu também não tinha condições de ter minhas coisas e nem por isso ia pegando as de ninguém. Não importa se a gente nasceu…infelizmente se a gente não teve as mesmas oportunidades. A gente tem que ralar mais? Tem! Mas isso não quer dizer que a gente tem que pegar o que é dos outros”, encerrou para o deleite dos presentes. A situação salta aos olhos pela potência do racismo. Diante de uma multidão de milhões de pessoas, a pele negra se destaca instantaneamente como ameaça. Assim como Anitta, muitos foliões concluem sem delongas que a culpa é do negro. E se não for? Até o momento a funkeira não se pronunciou sobre o assunto ou pediu desculpas. Teve quem viu diferente. O perfil feminiismo publicou o relato de Lola Ferreira. Ela afirmou que estava trabalhando no Bloco das Poderosas e que não foi Anitta, mas sim os foliões que acusaram o jovem errado de roubo. “Anitta não interrompeu o bloco para prender o menino. Ele já estava rendido pelos seguranças”. Lola disse que não pretendia defender a cantora. No entanto, segundo ela, “Anitta só parou de cantar porque o menino tava há um tempo rendido sem a PM chegar. A interrupção foi para chamar a PM.

Link Notícia: https://meuestilo.r7.com/hypeness/anitta-identifica-negro-inocente-como-ladrao-e-e-acusada-de-racismo-11032019

Palmeiras vence com tranquilidade e mantém 100% na Libertadores
Data: 13/03/2019

Felipe Melo, Ricardo Goulart e Deyverson marcaram gols da vitória por 3 a 0 sobre Melgar-PER, no Allianz Parque, que marcou estreia do uniforme novo

O Palmeiras estreou o uniforme novo do jeito que a torcida gosta: com vitória. O time do técnico Luiz Felipe Scolari não teve trabalho para vencer o Melgar-PER por 3 a 0, no Allianz Parque. Felipe Melo, Ricardo Goulart e Deyverson marcaram os gols da vitória, pela segunda rodada do Grupo F da Copa Libertadores. Com a vitória, o Verdão mantém o 100% de aproveitamento, vai a seis pontos, na liderança da chave. Já o Melgar é o terceiro, com apenas um ponto conquistado. Na próxima rodada, em 2 de abril, o Palmeiras enfrenta o San Lorenzo, na Argentina; enquanto o Melgar pega o Junior Barranquilla. Com o uniforme azul, em homenagem à conquista da Libertadores de 1999, o Palmeiras começou a construir o placar elástico com Felipe Melo, de cabeça, nos acréscimos do primeiro tempo — o volante escapou de ser expulso por uma entrada violenta, no meio-campo. Já na etapa final, sem perder a intensidade, o Verdão ampliou com Ricardo Goulart (aos 8 minutos) e Deyverson (aos 25 minutos). O adversário, já rendido, pouco levou perigo ao gol de Weverton. O goleiro defendeu uma única bola perigosa, em cruzamento de Joel Sánchez, na segunda fase. Nos minutos finais, de pé em pé, os donos da casa mantiveram os resultados, levantaram os 30 mil torcedores e até se pouparam em relação ao clássico do fim de semana. Autores dos gols, Felipe Melo, Goulart e Deyverson deram lugar a Thiago Santos, Hyoran e Borja. No sábado, o Palmeiras enfrenta o São Paulo, no Pacaembu, pela penúltima rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/palmeiras-vence-com-tranquilidade-e-mantem-100-na-libertadores-12032019

Cristiano Ronaldo após classificação: 'A Juventus me contratou para isso'
Data: 13/03/2019

Português marcou três gols na vitória da Juve sobre o Atlético de Madri por 3 a 0. O placar garantiu a classificação para as quartas da Liga dos Campeões

Cristiano Ronaldo fez história, mais uma vez, na Liga dos Campeões. O português fez três gols e a Juventus venceu o Atlético de Madrid, por 3 a 0. O resultado classificou a equipe italiana para as quartas de final, após derrota no jogo de ida, por 2 a 0. Depois da partida, CR7 destacou o empenho da equipe, a mentalidade vencedora do clube e o seu papel como jogador. — Tinha que ser uma noite especial e foi uma noite especial. Não só pelos gols, mas pela equipe. Essa é a mentalidade da Champions. É um motivo de orgulho e estamos em um bom caminho. Foi para isso que a Juventus me contratou — disse o português após a partida O jogo A Juventus foi melhor em campo em todo o jogo. Pressionando o Atlético desde o início da partida, a equipe abriu o placar no meio do primeiro tempo, ampliou no início da segunda etapa e garantiu a vitória, perto do fim do jogo. O Atleti, por sua vez, não chutou nenhuma bola a gol.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/cristiano-ronaldo-apos-classificacao-a-juventus-me-contratou-para-isso-12032019

Técnica de basquete Laís Elena morre aos 76 anos em Santo André
Data: 13/03/2019

Treinadora, que dirigiu equipes de base e princnipal no ABC paulista por 40 anos, enfrentava um câncer de mama e havia passado mal na última sexta

A ex-jogadora da seleção brasileira de basquete Laís Elena, de 76 anos, morreu nesta terça-feira. Natural de Garça, no interior de São Paulo, a também ex-treinadora estava hospitalizada em Santo André, cidade onde vivia. O resultado mais expressivo da carreira da ex-armadora foi a medalha de bronze conquistada no Mundial de 1971, disputado no Brasil. Laís Elena sofria de câncer de mama e estava internada na UTI do hospital A.C. Camargo. A ex-atleta sofreu uma convulsão, na última sexta-feira, em decorrência do tratamento para controlar a doença. "Com enorme pesar noticiamos o falecimento da ex-jogadora da seleção brasileira e grande treinadora, Laís Elena Aranha da Silva, de 76 anos. Nossos sentimentos aos familiares e amigos", disse, em comunicado, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB). Pela seleção, Laís Elena também foi cinco vezes campeã sul-americana (1965, 1967, 1968, 1970 e 1974) e ganhou medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos (1967 e 1971). A carreira dela começou no extinto ADC Pirelli, sediado em Santo André. Treinadora Depois de se aposentar, Laís Elena dirigiu por um período de 40 temporadas os times adulto e de base de Santo André. Entre as principais conquistas como técnica se destacam o título da primeira edição da Liga de Basquete Feminino (LBF), em 2011, o Campeonato Nacional de 1999 e o Campeonato Paulista de 1995. Laís Elena vinha trabalhando como secretária-adjunta da Secretaria de Esporte e Prática Esportiva do município de Santo André.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/esportes-olimpicos/tecnica-de-basquete-lais-elena-morre-aos-76-anos-em-santo-andre-12032019

Governo libera saque do Bolsa Família em Brumadinho
Data: 13/03/2019

Retiradas podem ser feitas em até 180 dias após a data da disponibilização do crédito, com valor máximo de R$ 600

O presidente Jair Bolsonaro assinou medida provisória que libera saques de até R$ 600, referentes ao auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família, do BPC (Benefício de Prestação Continuada) e da Renda Mensal Vitalícia, a moradores de Brumadinho (MG). Os saques podem ser feitos em até 180 dias após a data da disponibilização do crédito. A Medida Provisória 875 está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (13), na seção 1, página 2. Poderão sacar o auxílio os moradores que tinham os benefícios ativos em janeiro de 2019. A medida atende os atingidos pela tragédia do rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), no qual 197 pessoas morreram e 111 estão desaparecidas. O auxílio de R$ 600 será pago em parcela única, segundo o texto da MP. O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal. Para beneficiários do BPC e da Renda Mensal Vitalícia, o dinheiro será liberado pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-libera-saque-do-bolsa-familia-em-brumadinho-13032019

Câmara dos Deputados começa a instalar comissões permanentes
Data: 13/03/2019

Casa vai eleger o presidente e os três vice-presidentes de cada uma delas; 16 dos 30 partidos com representação comandarão alguma comissão

A Câmara dos Deputados começa a instalar nesta quarta-feira (13) as comissões permanentes da Casa, com a eleição do presidente e dos três vice-presidentes de cada uma. O número de cadeiras que cada partido pode ocupar em cada uma das 25 comissões é feita com base no resultado da última eleição para a Câmara e no princípio da proporcionalidade partidária. Dessa forma, quanto maior a representação do partido ou bloco partidário na Casa, mais cadeiras poderá ocupar nos colegiados. O PSL, que agrupa o maior, ficará com o comando das comissões de CCJ (Constituição e Justiça e de Cidadania), de Fiscalização Financeira e Controle, e de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. A CCJ é considerada a principal comissão da Casa e terá a função de dar encaminhamento à reforma da Previdência. Segundo a deputada Joice Hasselman, a CCJ será presidida pelo deputado Felipe Francischini (PSL-PR). No entanto, a indicação ainda não foi oficializada pelo partido. Já o PT comandará as comissões de Cultura; de Direitos Humanos e Minorias; e de Legislação Participativa. Segundo o partido, o deputado Hélder Salomão (PT-ES) conduzirá a Comissão de Direitos Humanos, a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) comandará a Comissão de Cultura e o deputado Leonardo Monteiro (PT-MG) deve presidir a Comissão de Legislação Participativa. PublicidadeFechar anúncio O PSDB presidirá a Comissão de Educação e indicou o deputado Pedro Cunha Lima (PB) para a condução dos trabalhos do colegiado. O Solidariedade anunciou a indicação do deputado federal Bosco Saraiva (AM) para a presidência da Cdeics (Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços) da Câmara. O deputado Otaci Nascimento (RR) foi indicado para a primeira vice-presidência. O MDB, PP, PR, PSB e o PSD comandarão duas comissões cada. O MDB ficará com o comando da Comissão de Finanças e Tributação, também considerada estratégica na Casa por analisar, entre outras pautas, se as despesas previstas nos textos que tramitam na Câmara estão adequados ao Orçamento. Ao todo, dos 30 partidos com representação na Câmara nesta legislatura, 16 comandarão alguma comissão. Veja quais são os partidos que vão comandar cada uma das comissões permanentes da Câmara: Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural – PP Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática – PDT Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania – PSL Comissão de Cultura – PT Comissão de Defesa do Consumidor – PR Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher – PTB Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa – PSB Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência – PSC Comissão de Desenvolvimento Urbano – Podemos Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços – SD Comissão de Direitos Humanos e Minorias – PT Comissão de Educação – PSDB Comissão do Esporte – PSD Comissão de Finanças e Tributação – MDB Comissão de Fiscalização Financeira e Controle – PSL Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia – PP Comissão de Legislação Participativa – PT Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – PSB Comissão de Minas e Energia – PRB Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional – PSL Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado – PR Comissão de Seguridade Social e Família – PSD Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público – PCdoB Comissão de Turismo – MDB Comissão de Viação e Transportes – DEM

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/camara-dos-deputados-comeca-a-instalar-comissoes-permanentes-13032019

Supremo decide se Justiça Eleitoral pode julgar crimes da Lava Jato
Data: 13/03/2019

Julgamento pode ter efeito nas investigações e nos processos que estão em andamento no âmbito da operação em São Paulo, no Rio e no Paraná

O STF (Supremo Tribunal Federal) começa a julgar às 14h desta quarta-feira (13) a competência da Justiça Eleitoral para conduzir inquéritos de investigados na Operação Lava Jato. Na sessão, a Corte vai definir se a competência para julgar crimes comuns conexos a crimes eleitorais é da Justiça Eleitoral ou Federal. De acordo com procuradores da força-tarefa do MPF (Ministério Púbico Federal), o julgamento poderá ter efeito nas investigações e nos processos que estão em andamento no âmbito da operação em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Paraná. A punição prevista para crimes eleitorais é mais branda em relação aos crimes comuns. De acordo com a força-tarefa da Lava Jato, um eventual resultado negativo para o MPF poderá "acabar com as investigações”. Segundo o procurador Deltan Dallagnol, o julgamento afetará o futuro dos processos da operação. No entanto, ministros do STF consideram que os argumentos dos procuradores são extremados. Para o ministro Marco Aurélio, a decisão não terá grande impacto na investigação. "Não esvazia em nada a Lava Jato, é argumento extremado, que não cabe." O plenário da Corte vai se manifestar sobre a questão diante do impasse que o assunto tem provocado nas duas turmas do tribunal. Dilema No início das investigações da Lava Jato, na primeira instância da Justiça no Paraná, a maioria dos investigados foi processada pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, ao ser acusada de receber recursos em forma de propina e usar o dinheiro para custear suas campanhas políticas, sem declarar os valores à Justiça Eleitoral. PublicidadeFechar anúncio Na medida em que os recursos dos acusados foram chegando ao STF, a Segunda Turma da Corte passou a ter o entendimento de que, em alguns casos, as acusações deveriam ser remetidas à Justiça Eleitoral, porque as imputações de corrupção e lavagem de dinheiro devem ser tratadas como crime de caixa 2, cuja competência é daquela Justiça especializada. Com base no entendimento, investigações contra o senador José Serra (PSDB-SP) e outros políticos já foram remetidas para a primeira instância da Justiça Eleitoral. O colegiado é composto pelos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Cármen Lúcia e Edson Fachin. Na Primeira Turma, o entendimento de alguns ministros é de que as acusações devem ser julgadas pela Justiça Federal, cujas sentenças por crimes comuns resultam em penas mais altas. A turma é formada pelos ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber, Marco Aurélio e Alexandre de Moraes. A questão será decidida com base no inquérito que investiga o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes e o deputado federal Pedro Paulo Carvalho Teixeira (DEM-RJ) pelo suposto recebimento de R$ 18 milhões da empreiteira Odebrecht para as campanhas eleitorais. Segundo as investigações, Paes teria recebido R$ 15 milhões em doações ilegais no pleito de 2012. Em 2010, Pedro Paulo teria recebido R$ 3 milhões para campanha e mais R$ 300 mil na campanha à reeleição, em 2014. Os ministros vão julgar um recurso protocolado pela defesa dos acusados contra decisão individual do ministro Marco Aurélio, que enviou as investigações para a Justiça do Rio. Os advogados sustentam que o caso deve permanecer na Corte, mesmo após a decisão que limitou o foro privilegiado para as infrações penais que ocorreram em razão da função e cometidas durante o mandato.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/supremo-decide-se-justica-eleitoral-pode-julgar-crimes-da-lava-jato-13032019

'Pensamento crítico não é copiar críticas dos outros': especialistas debatem meios de combate às 'fake news'
Data: 13/03/2019

Para cinco especialistas presentes no seminário 'Beyond Fake News - Em Busca de Soluções', medidas passam por educação e credibilidade jornalística

Como interromper a propagação de boatos e notícias falsas na internet? Para um grupo de cinco jornalistas, pesquisadores e influenciadores digitais reunidos pela BBC News Brasil no seminário "Beyond Fake News - Em Busca de Soluções", a resposta passa por educar melhor os leitores, de um lado, e por tornar conteúdo da imprensa mais atraente, mantendo a credibilidade. Cláudia Costin é hoje diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV (Fundação Getúlio Vargas). Filha de imigrantes romenos e neta de sobreviventes do Holocausto, ela contou ter ouvido relatos sobre o uso de notícias falsas para criar ódio contra minorias. Segundo ela, este costuma ser um dos objetivos por detrás da produção dos boatos - incitar ódio, motivar a guerra e atingir objetivos políticos seriam outros. Costin defende que a melhor forma de combate à doutrinação e às notícias falsas é ensinar a pensar criticamente e discutir políticas públicas. Para ela, "pensamento crítico é aprender a pensar criticamente, e não copiar a crítica que o outro faz. E combater doutrinação não é criar uma lei que tire a voz dos professores [referência ao projeto Escola sem Partido], porque isso não vai resolver, mas sim ensinar a pensar". Costin afirmou ainda que as notícias falsas são usadas também para desviar a atenção do público de questões mais prementes, como saúde e educação. "Se eu começo um debate eleitoral como fez [o presidente americano] Donald Trump falando de emails da [adversária democrata na eleição de 2016] Hillary Clinton, eu não discuto o que vai ser feito em outras áreas, como saúde, educação e infraestrutura", diz ela, que foi ministra de Administração e Reforma do Estado durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de 1995 a 2002. Camila Marques, responsável pelas estratégias digitais da Folha de S. Paulo, comparou o ambiente de fake news a um esgoto a céu aberto. Para ela, é necessário dar saídas a quem sofre com a desinformação, mas o problema só será resolvido por "obras de infraestrutura": nessa analogia, a solução para o problema das notícias falsas passa pela educação. "O jornalismo não tem mais tempo para se reinventar." Neutralidade da rede em jogo A alienação do público no ambiente democrático passa também pelas redes sociais, afirmou Yasodara Córdova, pesquisadora-sênior sobre desinformação e dados na Digital Harvard Kennedy School. Segundo ela, o acesso à informação acaba prejudicado quando redes sociais como o Facebook ferem a neutralidade da rede - isto é, o princípio segundo o qual um provedor de internet deve fornecer aos consumidores acesso igualitário a todo conteúdo. "No Brasil, 60% dos celulares são pré-pagos e têm acesso grátis a essas redes sociais, oferecido pelas operadoras [que não descontam do pacote de dados o acesso a esses serviços]. Então, essas pessoas que usam pré-pago ficam rendidas a essas fontes de informação e interação." Para ela, as pessoas recebem as informações por essas plataformas, mas não saem dali para ler a notícia inteira ou mesmo checar informações por causa de diversas barreiras, a exemplo da econômica. Nathalia Arcuri, jornalista e fundadora do Me Poupe!, plataforma de finanças pessoais e educação financeira que inclui um canal no YouTube com 3,2 milhões de seguidores, defende uma aproximação dos leitores a partir de mudanças em paradigmas jornalísticos, como uma linguagem dura e objetiva que se aproxima mais da academia que do leitor. "Além da informação certa e apurada, é preciso torná-la atraente, sedutora e quase sensual a ponto de atrair as pessoaa para aquelas informações", afirmou. Para ela, a grande mídia precisa ter intenção de se aproximar do público e trabalhar pela educação dele. Modelo de negócios 'tradicional' atrapalhou Octavio Guedes, jornalista da GloboNews, avaliou que o modelo de negócio capaz de financiar o jornalismo profissional é baseado principalmente em credibilidade. "Você pode até ter um monte de clique, mas isso é fácil e efêmero. Jornalismo vive de relevância e credibilidade." Para ele, a estratégia de negócio adotada pela grande mídia favoreceu, em certa medida, a disseminação de notícias falsas porque a internet foi considerada inicialmente uma ameaça aos veículos, e não uma oportunidade. Guedes também fez considerações sobre os ataques sofridos por jornalistas no exercício da função, no Brasil - recentemente, ele próprio foi alvo de ataques nas redes depois de um blog postar uma foto sua almoçando com o chefe do Ministério Público do Estado do Rio, Eduardo Gussen. Entre outros casos, o MP-RJ apura as suspeitas de corrupção envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) - filho do presidente Jair Bolsonaro - e seu ex-assessor Fabrício Queiroz. O profissional relembrou uma ocasião, nos anos 1990, quando o então governador interino do Rio de Janeiro cancelou uma entrevista coletiva por causa da presença de Guedes. "Eu voltei para a redação bufando. Meu editor da época me disse. 'Cara, faz o que você sabe fazer. Faça jornalismo'. E é isso. Agora, me sinto da mesma maneira. Indignado, mas com a consciência de que não podemos entrar no jogo. De ver o outro como inimigo político, como adversário. Nós não somos isso", disse ele. O que são 'fake news' A BBC considera fake news informações falsas distribuídas intencionalmente, geralmente com fins políticos ou comerciais. "O propósito é convencer as pessoas a pensarem de uma certa maneira, a votarem de uma certa maneira, ou ganhar dinheiro de publicidade toda vez que alguém clica em um conteúdo fraudulento", disse o diretor do BBC World Service Group, Jamie Angus na abertura do evento. Ele afirmou que, no Brasil, a desinformação compartilhada nas redes pode causar mortes - assim como informações falsas sobre sequestros de crianças provocaram uma série de linchamentos na Índia e no México. "Comunidades em favelas recebem rumores falsos sobre onde tiroteios ocorrem, vítimas são injustamente associadas à criminalidade numa tentativa de justificar essas mortes." Ele citou reportagens da BBC News Brasil que expuseram táticas de disseminação de fake news, entre as quais a criação de perfis falsos para manipular a opinião pública nas eleições de 2010 e 2014. Beyond Fake News Desde o início da manhã desta terça-feira, a BBC News Brasil realiza o seminário "Beyond Fake News - Em Busca de Soluções", para discutir o avanço da desinformação no Brasil e no mundo. O projeto é realizado pelo Serviço Mundial da BBC, que transmite conteúdo em mais de 40 idiomas ao redor do mundo. O Brasil é o quarto país a receber a iniciativa, que já foi realizada na Índia, no Quênia e na Nigéria. O evento - gratuito e aberto ao público - está sendo realizado no auditório do Centro Brasileiro Britânico, em São Paulo. A fala de abertura ficou a cargo do diretor do World Service Group, Jamie Angus, e o evento tem representantes da academia, das redes sociais, do Jornalismo e da Educação. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/pensamento-critico-nao-e-copiar-criticas-dos-outros-especialistas-debatem-meios-de-combate-as-fake-news-13032019

PGR entra com ação para anular acordo entre Petrobras e Lava Jato
Data: 13/03/2019

Acordo prevê a criação de fundação para gerir recursos oriundos de multa de R$ 2,5 bilhões paga pela Petrobras

A PGR (Procuradoria-Geral da República) entrou nesta terça-feira (12) com ação no STF (Supremo Tribunal Federal) em que pede a anulação do acordo firmado entre os procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba e a Petrobras, que prevê a criação de uma fundação para gerir recursos oriundos de multa de R$ 2,5 bilhões paga pela Petrobras em ação nos Estados Unidos. Diante das criticas feitas ao fundo, a própria força-tarefa já havia pedido à Justiça a suspensão da criação do fundo, que seria gerido por entidade privada. Uma vez que o tratado feito entre MPF e a Petrobras foi resultado de um acordo entre a estatal e a Justiça norte-americana, a PGR destacou que, caso o STF acolha seu pedido, a Petrobras poderá adotar outras medidas para cumprir o que foi celebrado com as autoridades dos EUA. Primeiro deputado condenado na Lava Jato se aposenta com R$ 28 mil Segundo Raquel Dodge, chefe da PGR, o acordo entre a estatal e a força-tarefa da Lava Jato ofende princípios como da separação de Poderes, da preservação das funções essenciais à Justiça, da legalidade e moralidade na "independência finalística e orçamentária do Ministério Público". Ou seja, para a procuradora-geral da República, o MPF teria extrapolado suas competências ao fechar o acordo, que foi chancelado pela 13ª Vara Federal de Curitiba. "O Ministério Público também tem funções constitucionais claras — cíveis e criminais — , e vedações constitucionais que, como o Poder Judiciário, o impede de exercer funções estranhas ao seu escopo de função essencial à Justiça", afirma a procuradora. Na ação, Raquel afirma que membros da força-tarefa da Lava Jato assumiram compromissos pelo Ministério Público Federal, falando pela própria instituição, "sem poderes para tanto". A chefe da PGR ainda destaca que o acordo deixa "bastante evidente" o protagonismo de determinados membros da instituição, "singularmente os que integram a Força-Tarefa Lava Jato Curitiba". Raquel destacou que os procuradores desviaram-se de suas funções constitucionais ao assumir o compromisso de desenvolver uma atividade de gestão orçamentária e financeira de recursos, por meio de uma fundação privada, "situação absolutamente incompatível com as regras constitucionais e estruturantes da atuação do Ministério Público". A procuradora também afirma que o acordo estabelecido entre a Petrobras e o Departamento de Justiça americano não estabelece condição alguma para que o MPF seja o gestor dos recursos, ou defina sua aplicação em finalidades estabelecidas por ele. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/pgr-entra-com-acao-para-anular-acordo-entre-petrobras-e-lava-jato-12032019

Justiça considera ilegal cobrança de taxa na venda de ingressos pela web
Data: 13/03/2019

STJ considerou que a taxa não pode ser cobrada pela mera disponibilização de ingressos, constatando que a prática configura venda casada

A Terceira Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) reconheceu nesta terça-feira (12) a ilegalidade da taxa de conveniência cobrada na venda online de ingressos para shows e outros eventos. O colegiado considerou que a taxa não pode ser cobrada dos consumidores pela mera disponibilização de ingressos em meio virtual, constatando que a prática configura venda casada e transferência indevida do risco da atividade comercial do fornecedor ao consumidor, pois o custo operacional da venda pela internet é ônus do fornecedor. A ministra Nancy Andrighi, relatora do recurso julgado, explicou que a sentença restabelecida foi proferida no âmbito de uma ação coletiva de consumo, e por isso tem validade em todo o território nacional. O caso julgado pela Terceira Turma tem origem em uma ação coletiva movida pela Adeconrs (Associação de Defesa dos Consumidores do Rio Grande do Sul) em 2013 contra a Ingresso Rápido e obteve sentença favorável na 16ª Vara Cível de Porto Alegre. De acordo com a relatora, “a venda do ingresso para um determinado espetáculo cultural é parte típica e essencial do negócio, risco da própria atividade empresarial que visa o lucro e integrante do investimento do fornecedor, compondo, portanto, o custo embutido no preço”. Ela acrescentou que a venda dos ingressos pela internet alcança interessados em número infinitamente superior ao da venda por meio presencial, privilegiando os interesses dos promotores do evento. Nancy Andrighi destacou que a cobrança da taxa de conveniência pela mera disponibilização dos ingressos na internet transfere aos consumidores parcela considerável do risco do empreendimento, pois os serviços a ela relacionados, remunerados pela taxa de conveniência, deixam de ser suportados pelos próprios fornecedores. Para a ministra, o benefício fica somente para o fornecedor. A vantagem que o consumidor teria ao poder comprar o ingresso sem precisar sair de casa, segundo a ministra, acaba sendo “totalmente aplacada” quando ele se vê obrigado a se submeter, “sem liberdade”, às condições impostas pelo site de venda de ingressos e pelos promotores do evento, o que evidencia que a disponibilização de ingressos via internet foi instituída exclusivamente em favor dos fornecedores. A ministra lembrou que no caso analisado não há declaração clara e destacada de que o consumidor está assumindo um débito que é de responsabilidade do incumbente — o promotor ou produtor do espetáculo cultural — “não se podendo, nesses termos, reconhecer a validade da transferência do encargo”.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/justica-considera-ilegal-cobranca-de-taxa-na-venda-de-ingressos-pela-web-12032019

EUA dizem não ver motivos para suspender uso dos Boeing 737 MAX 8
Data: 13/03/2019

Agência de aviação norte-americana diz que 'não há base' para paralisar as operações dos aviões do modelo que caiu na Etiópia no último domingo

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, em inglês) afirmou nesta terça-feira (12) que sua revisão "não proporciona nenhuma base" para ordenar a suspensão das operações do avião Boeing 737 MAX 8, que já foi tirado de funcionamento pela Europa e empresas de vários países, inclusive a Gol, após o acidente ocorrido na Etiópia que deixou 157 mortos. "Até agora, nossa revisão não mostra problemas sistêmicos de rendimento e não proporciona nenhuma base para ordenar a colocação em terra do avião", declarou em comunicado a FAA, que está vinculada ao Departamento de Transporte dos EUA. A FAA, que tem uma equipe conjunta com a Junta Nacional de Segurança no Transporte (NTSB, em inglês) na área do acidente ocorrido no domingo na Etiópia, assegurou que autoridades civis de outros países também não lhes proporcionaram "dados que justifiquem a ação". "No curso da nossa revisão urgente dos dados do acidente do voo 203 da Ethiopian Airlines, se for identificado algum problema que afete a aeronavegabilidade contínua do avião, a FAA tomará medidas imediatas e apropriadas", acrescentou o comunicado. Nesta terça-feira, depois que China, Indonésia e outros países vetaram este modelo de Boeing, a Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA) anunciou que, como "medida preventiva" e para "assegurar a segurança de todos os passageiros", também proibia a operação de todas as aeronaves 737 MAX 8 - e seu irmão, o MAX 9 - no seu espaço aéreo. Ontem, a Gol já havia informado em comunicado que deixará de voar com as sete aeronaves tipo 737 MAX 8 que utilizava, principalmente em rotas para os Estados Unidos, o Caribe e outros pontos da América do Sul. A Boeing insistiu nesta terça-feira na segurança da sua gama de aviões 737 MAX e entrou em contato com a autoridade americana de aviação para argumentar que "não há razões para emitir novas diretrizes aos operadores". A fabricante sofreu um severo castigo nas últimas duas jornadas da bolsa de Nova York nunca visto em dez anos: na segunda-feira perdeu quase US$ 13 bilhões e hoje, com um retrocesso de 6,15%, viu desaparecer um capital de cerca de US$ 14 bilhões - US$ 27 bilhões em apenas 48 horas. Por sua vez, uma porta-voz da Casa Branca, Judd Deere, disse à Agência Efe que o presidente Donald Trump falou com o diretor-executivo da Boeing, Dennis Muilenburg, e confirmou que segue monitorando a situação. Trump fez uma defesa no Twitter de aviões "mais simples" que não requeiram "Albert Einstein" como piloto. Em outubro do ano passado, outro Boeing 737 MAX 8, da companhia indonésia de baixo custo Lion Air, caiu no mar de Java matando 189 pessoas e, nessa ocasião, a caixa-preta revelou erros no sistema automático da aeronave.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/eua-dizem-nao-ver-motivos-para-suspender-uso-dos-boeing-737-max-8-12032019

Juros do crédito caem pelo 12º mês seguido em fevereiro, diz Anefac
Data: 12/03/2019

Taxa para pessoas físicas chegou ao menor nível desde fevereiro de 2015; para pessoas jurídicas, foi o menor percentual desde outubro de 2014.

Os juros cobrados nas operações de crédito continuaram em trajetória de queda em fevereiro. As taxas foram reduzidas pelo 12º mês seguido, tanto para pessoas físicas como jurídicas. É o que aponta um levantamento da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) divulgado nesta terça-feira (12). Com juros em baixa, portabilidade de crédito cresce 70% em 2018 No caso das pessoas físicas, houve uma redução de 0,04 ponto percentual dos juros cobrados no último mês. Passaram de 6,75% ao mês (ou 118,99% ao ano), em janeiro, para 6,71% ao mês (118% ao ano) em fevereiro. É a menor taxa média desde fevereiro de 2015. As taxas do cartão de crédito – uma das mais elevadas no país – recuaram de 11,52% ao mês para 11,40% ao mês entre janeiro e fevereiro, mostrou a Anefac. Mas em 12 meses, ainda acumula uma taxa média de 283,32%, patamar bem superior a outras linhas de crédito como o empréstimo pessoal. Para as pessoas jurídicas, todas as linhas pesquisadas (como capital de giro e desconto de duplicatas) apresentaram recuo em fevereiro. A taxa média cobrada caiu 0,05 ponto percentual, passando de 3,54% ao mês (51,81% ao ano) em janeiro para 3,49% ao mês (50,93% ao ano) em fevereiro. É a taxa média mais baixa desde outubro de 2014. Para o diretor executivo de estudos e pesquisas da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, essa redução pode ser atribuída à melhora do cenário econômico, a redução do risco da inadimplência. Selic nos últimos 6 anos Ao levar em conta todas as mudanças da taxa básica de juros (Selic) promovidas pelo Banco Central desde março de 2013, houve uma redução de 0,75 ponto percentual, passando de 7,25% ao ano para 6,50% ao ano em fevereiro. Neste mesmo período, a taxa de juros média para pessoa física subiu 30,03 pontos percentuais, passando de 87,97% ao ano, em março de 2013, para 118% ao ano em fevereiro deste ano. Já nas operações de crédito para pessoa jurídica, a Selic caiu 7,35 pontos percentuais em quase seis anos, passando de 43,58% ao ano para 50,93% ao ano no último mês, segundo a Anefac.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/03/12/juros-do-credito-caem-pelo-12o-mes-seguido-em-fevereiro-diz-anefac.ghtml

IR 2019: Quais são os rendimentos isentos e os tributados? Veja lista
Data: 12/03/2019

Rendimentos de caderneta de poupança, herança e dividendos são alguns dos rendimentos isentos, mas que devem ser declarados.

Pelas regras do Imposto de Renda 2019, a declaração é obrigatória para quem recebeu mais de R$ 28.559,70 no ano passado. Mas nem todos os rendimentos são tributáveis. Há diversos casos isentos do pagamento do imposto tributação como, por exemplo, resgate de conta do FGTS, rendimentos de caderneta de poupança, herança e dividendos. SAIBA TUDO SOBRE O IMPOSTO DE RENDA 2019 Vale lembrar, entretanto, que todos os rendimentos recebidos, até mesmo os isentos, precisam ser declarados ao Fisco. E para cada tipo de rendimento há uma ficha específica a ser preenchida com as informações da fonte pagadora e do valor. Como lembra o advogado Luiz Henrique Mazetto Veronezi, sócio do escritório PLKC, a Receita faz o cruzamento de uma série de informações para confirmar não houve nenhuma omissão de rendimentos. "O fato do rendimento não ser tributado pelo imposto de renda não o desqualifica como origem dos recursos recebidos pelo contribuinte durante o ano-calendário", explica. Clique aqui para fazer o download do programa O prazo de apresentação da declaração do Imposto de Renda 2019, ano-base 2018, se estende até o dia 30 de abril. A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74, sendo limitada a 20% do imposto devido. Saiba quem deve declarar O programa do IR 2019 lista 25 rendimentos isentos de pagamento de imposto de renda. Entre os mais comuns estão: parcela isenta de proventos de aposentadoria; pensão de declarante com 65 anos ou mais; rendimento de poupança, LCI e LCA; herança; doações; lucros e dividendos e restituição de imposto de renda de anos-calendários anteriores. Confira lista de rendimentos não tributáveis: Bolsas de estudo e de pesquisa caracterizadas como doação, exceto médico-residente ou Pronatec, exclusivamente para proceder a estudos ou pesquisas e desde que os resultados dessas atividades não representem vantagem para o doador, nem importem contraprestação de serviços Bolsas de estudo e de pesquisa caracterizadas como doação, quando recebidas exclusivamente para proceder a estudos ou pesquisas, recebidas por médico-residente e por servidor da rede pública de educação profissional, científica e tecnológica que participe das atividades do Pronatec Capital das apólices de seguro ou pecúlio pago por morte do segurado, prêmio de seguro restituído em qualquer caso e pecúlio recebido de entidades de previdência privada em decorrência de morte ou invalidez permanente Indenizações por rescisão de contrato de trabalho, inclusive a título de PDV, e por acidente de trabalho; e FGTS Ganho de capital na alienação de bem, direito ou conjunto de bens ou direitos da mesma natureza, alienados em um mesmo mês, de valor total de alienação até R$ 20 mil, para ações alienadas no mercado de balcão, e de R$ 35 mil, nos demais casos Ganho de capital na alienação do único imóvel por valor igual ou inferior a R$ 440 mil e que, nos últimos 5 anos, não tenha efetuado nenhuma outra alienação de imóvel Ganho de capital na venda de imóveis residenciais para aquisição, no prazo de 180 dias, de imóveis residenciais localizados no Brasil e redução sobre o ganho de capital Ganho de capital na alienação de moeda estrangeira mantida em espécie cujo total de alienações, no ano-calendário, seja igual ou inferior ao equivalente a US$ 5 mil Lucros e dividendos recebidos Parcela isenta de proventos de aposentadoria, reserva remunerada, reforma e pensão de declarante com 65 anos ou mais Pensão, proventos de aposentadoria ou reforma por moléstia grave ou aposentadoria ou reforma por acidente em serviço Rendimentos de cadernetas de poupança, letras hipotecárias, letras de crédito do agronegócio e imobiliário (LCA e LCI) e certificados de recebíveis do agronegócio e imobiliários (CRA e CRI) Rendimento de sócio ou titular de microempresa ou empresa de pequeno porte optante pelo Simples Nacional, exceto pro labore, aluguéis e serviços prestados Transferências patrimoniais – doações e heranças Parcela não tributável correspondente à atividade rural Imposto sobre a renda de anos-calendário anteriores compensado judicialmente neste ano-calendário 75% dos rendimentos do trabalho assalariado recebidos em moeda estrangeira por servidores de autarquias ou repartições do governo brasileiro situadas no exterior, convertidos em reais Incorporação de reservas ao capital/bonificações em ações Transferências patrimoniais – meação e dissolução da sociedade conjugal e da unidade familiar Ganhos líquidos em operações no mercado à vista de ações negociadas em bolsas de valores nas alienações realizadas até R$ 20 mil em cada mês, para o conjunto de ações Ganhos líquidos em operações com ouro, ativo financeiro, nas alienações realizadas até R$ 20 mil em cada mês Recuperação de prejuízos em renda variável (bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhados e fundos de investimento imobiliário) Rendimento bruto, até o máximo de 90%, da prestação de serviços decorrente do transporte de carga e com trator, máquina de terraplenagem, colheitadeira e assemelhados Rendimento bruto, até o máximo de 40%, da prestação de serviços decorrente do transporte de passageiros Restituição do imposto sobre a renda de anos-calendário anteriores Rendimentos com imposto retido na fonte Outros tipos de rendimentos como 13º salário e participação nos lucros e resultados têm imposto retido na fonte e não são passíveis de restituição, mas também devem ser declarados em ficha específica.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/imposto-de-renda/2019/noticia/2019/03/12/ir-2019-quais-sao-os-rendimentos-isentos-e-os-tributados-veja-lista.ghtml

Petrobras aumenta pelo 2° dia seguido o preço da gasolina
Data: 12/03/2019

Com a nova alta, o combustível acumula avanço de 17,3% nas refinarias.

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (123) que elevou em 0,90% preço médio da gasolina nas refinarias. A companhia também divulgou que manteve inalterado preço médio do diesel. Os reajustes serão válidos a partir desta quarta-feira (13). O preço médio do litro da gasolina passará de R$ 1,7542 para R$ R$ 1,770, enquanto o litro do diesel se manterá, na média, em R$ 2,1871. Trata-se do valor mais alto para a gasolina desde 2 de novembro, quando o litro era comercializado a R$ 1,8466. Na véspera, a estatal elevou em 1,47% preço médio da gasolina, e manteve inalterado preço médio do diesel, nas refinarias. Com a nova alta, o combustível acumula avanço de 17,3%. A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho de 2017. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior periodicidade, inclusive diariamente. No ano passado, o governo anunciou fim do programa de subvenção do diesel instituído pela União. O programa de subvenção ao diesel havia sido criado pelo governo após a greve dos caminhoneiros, no fim de maio. Uma das principais reivindicações da categoria era redução no preço do combustível.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/03/12/petrobras-aumenta-pelo-2-dia-seguido-o-preco-da-gasolina.ghtml

8 DE MARÇO DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Data: 11/03/2019

8 DE MARÇO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Link Notícia:

DELICIOSA MACARRONADA COM MOLHO(SEM EDITAR)
Data: 11/03/2019

DELICIOSA MACARRONADA COM MOLHO(SEM EDITAR)

Link Notícia: https://www.youtube.com/embed/siTp_LaQiRI

Gagliasso e Loreto pedem para sair, e Globo pode encurtar novela
Data: 01/03/2019

Afastado da novela, Gagliasso estaria disposto a deixar "O Sétimo Guardião", que deve acabar antes do previsto por conta do climão no elenco

A crise instalada nos bastidores de "O Sétimo Guardião" está longe de acabar. A trama das 21h da Globo pode perder os seus protagonistas e ainda ser encurtada. Após a polêmica separação de Débora Nascimento e José Loreto, que envolveu o nome de uma série de famosos em uma rede de fofocas e intrigas sem fim, o clima ficou insustentável para alguns integrantes do elenco. José Loreto, Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso, que compõe o triângulo amoroso da novela, não conseguem mais trabalhar juntos. Segundo fontes da Globo, Bruno e Marina não se falam. A atriz também não conversa mais com Loreto, que teria até pedido da deixar a novela. O ator teria conversado com a direção do folhetim alegando que precisava se afastar para tentar salvar o seu casamento com Débora Nascimento. As cenas de Loreto diminuíram muito na novela, mas ele não foi liberado. Outro que teria pedido para sair é Bruno Gagliasso. O mocinho de "O Sétimo Guardião" não estaria feliz com o seu personagem e teria dito que não há clima para voltar a gravar. Para amigos, o ator teria confessado que é "insuportável" trabalhar nesse climão. Para completar, Bruno, que havia se afastado para retirada de uma pedra no rim, terá de se submeter a uma nova cirurgia e ficará ainda mais tempo longe da novela. O ator estaria com um quadro de infecção e não tem data para voltar ao ar. Apontada inicialmente como pivô da separação de Loreto e Débora, Marina Ruy Barbosa passou mal nesta semana pouco antes de gravar uma cena com Loreto. A atriz foi atendida e acabou voltando para as gravações. O clima no elenco é de tensão e descontentamento. O roteiro de gravações de "O Sétimo Carnaval" durante o Carnaval está ainda indefinido. Com todo esse furacão, já corre nos bastidores da Globo que o folhetim pode e deve ficar menor. A trama pode ser encurtada e chegar ao fim em abril, em vez de maio, como era inicialmente previsto. Procurada, a Globo nega que os atores queiram deixar a novela. Diz que a previsão de término continua a mesma. A emissora não sabe quando Gagliasso volta ao trabalho.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/keila-jimenez/gagliasso-e-loreto-pedem-para-sair-e-globo-pode-encurtar-novela-01032019

Casos de dengue crescem 605% no Estado de São Paulo
Data: 01/03/2019

Diferente de 2015, quando a circulação do sorotipo 1 da dengue foi prevalente, casos atuais são predominantemente do sorotipo 2

O Estado de São Paulo enfrenta nova epidemia de dengue, com maior incidência nas regiões norte e noroeste, mais distantes da capital. Entre o início do ano e o último dia 15, o número de casos confirmados saltou de 1,9 mil para 13,4 mil - alta de 605% ante o mesmo período de 2018. Já o total de casos suspeitos foi de 15,2 mil para 40,2 mil, conforme a Secretaria da Saúde paulista. Segundo a pasta, o maior risco da dengue neste verão se deve à circulação do sorotipo 2 do vírus. Na grande epidemia de 2015, quando 1,6% da população do Estado foi infectada, predominou o sorotipo 1 do vírus. Quando o paciente se infecta pelo vírus, de outro sorotipo, os sintomas são mais graves. Nas regiões com as maiores infestações, como Bauru, Barretos e Araraquara, foi confirmada a circulação do sorotipo 2. Segundo a secretaria, houve 5 óbitos no período - dois em São Joaquim da Barra, dois em São José do Rio Preto e um em Araraquara -, mas as prefeituras confirmaram mais 4 e investigam outras 20 mortes. Dez cidades, oito nas regiões norte e noroeste, concentram 66% dos casos. Em Bauru, com 3.510 casos confirmados e 12 mortes com suspeita, pacientes lotam as unidades de saúde. O movimento subiu mais de 73,6% desde o início da epidemia. Os cinco postos de saúde (UPAs) atendem 2,7 mil pacientes por dia e o horário foi estendido até 23 horas. Em Araraquara, ao menos 300 pessoas com sintomas procuram, diariamente, os serviços municipais de saúde. Também foi confirmada a terceira morte por dengue, diz a prefeitura. Ângela Santos, de 66 anos, morreu no dia 10 e os exames deram positivo para a doença. Outros quatro óbitos são investigados. Na segunda-feira, Valdelaine Deoadato, de 43 anos, morreu após oito dias internada na Santa Casa local com manchas pelo corpo e outros sintomas da doença. A família registrou a morte suspeita por dengue na Polícia Civil. Outros dois óbitos suspeitos tinham sido registrados no sábado - de um idoso de 85 anos e uma mulher de 33. Bilac decretou epidemia na terça, após registrar 171 casos confirmados este ano, numa população de 7 mil habitantes. Em todo o ano passado, foram só sete casos. Em fevereiro, 802 casas foram vistoriadas e 484 tinham focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. A doença avança também para o oeste do Estado. No dia 21, Paraguaçu Paulista decretou emergência, com 152 casos confirmados e 350 em apuração. Em 2015, a cidade teve 4,5 mil casos, a maioria do tipo 3. "Sabemos que para cada caso confirmado, há outros quatro não notificados", estima a diretora de Saúde, Cristiane Bonfim. A Justiça de Mogi Guaçu, região de Campinas, autorizou a prefeitura e entrar em imóveis particulares sem morador para remover criadouros do Aedes. Lá, são 60 casos confirmados e 44 suspeitos, quatro vezes mais que em todo o ano passado. Família inteira Em Sorocaba, foram confirmados 39 casos de dengue este ano, mais 16 são importados. A diarista Marilda Cresciulo, de 47 anos, moradora do Jardim Zulmira, zona oeste da cidade, conta que cinco pessoas da família - ela, o pai, a mãe, um irmão e uma sobrinha - tiveram dengue entre 2017 até o início deste ano. "Eu fiquei quatro dias com febre, manchas no corpo e dor de cabeça. Foi horrível, o corpo todo doía, parecia que tinha levado umas pancadas." Sua sobrinha teve a forma mais grave da doença. "A contagem de plaquetas baixou tanto que ela precisou ser internada e ficou 15 dias de cama, com os sintomas." Apesar de gostar de plantas, Marilda eliminou os vasos de sua casa, com medo de novas infecções. "Vasilha com água, é só o bebedouro do cachorro, mas lavo e desinfeto todo dia." Capital Na capital paulista, foram confirmados 126 casos de dengue, segundo boletim divulgado pela Prefeitura em 5 de fevereiro. Há registros em todas as regiões. Campo Limpo, na zona sul, é o distrito que lidera em número de casos (10). Não havia relatos de mortes por causa da doença e, até a data, a cidade não registrava casos de zika e chikungunya, também transmitidas pelo Aedes aegypti. Em todo o Brasil, são 54,7 mil casos prováveis de dengue, alta de 149% em relação ao ano passado. A Região Sudeste concentra 60% dos registros. Piora em 2020 O coordenador de Controle de Doenças da Secretaria da Saúde do Estado, Marcos Boulos, alerta que a epidemia pior deve vir entre o final deste ano e o início de 2020. "O próximo verão deve ser pior, porque neste a dengue não pegou com força as regiões mais populosas do Estado", disse. "Há uma epidemia em regiões bem definidas, no norte e noroeste, mas o problema maior não é o número de casos e, sim, a circulação de um novo tipo de vírus, que torna a dengue mais grave", acrescentou o infectologista. De acordo com a secretaria, a dengue é uma doença sazonal - típica do verão - e cíclica, com oscilação de casos e aumento no número a cada três ou quatro anos. Em 2015, segundo a pasta, houve número recorde de infecções, com 709.445 casos. Somente em janeiro daquele ano, foram 41.844 casos. Ação conjunta Por diretriz do Sistema Único de Saúde (SUS), ainda segundo a pasta, o trabalho de campo para o combate ao mosquito Aedes aegypti compete aos municípios, mas o Estado presta auxílio. Entre os dias 11 e 16 de fevereiro, o Estado atuou em ações conjuntas com as prefeituras para eliminar criadouros e orientar a população. Saiba mais: Número de casos de dengue ultrapassa 4.500 em janeiro em SP Entre os sintomas, estão manchas vermelhas na pele, dores nas articulações, febre e dor de cabeça. Muitas vezes, a dengue é confundida com outras doenças transmitidas pelo Aedes, como zika e chikungunya.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/saude/casos-de-dengue-crescem-605-no-estado-de-sao-paulo-01032019

Congresso paga viagens e parlamentares emendam Carnaval
Data: 01/03/2019

Entre eles estão o senador Espiridão Amin e a deputada Ângela Amin; ela publicou vídeo do marido em evento de tecnologia

Embora o feriado prolongado de Carnaval só comece amanhã, ao menos dez deputados e senadores emendaram ou pretendem emendar os dias de folga com viagens ao exterior pagas com dinheiro público, revela reportagem publicada nesta sexta-feira (1º) pelo jornal "O Estado de S.Paulo". O principal destino foi Barcelona, na Espanha, um dos locais mais turísticos da Europa. A cidade recebeu, até ontem, o Mobile World Congress, evento sobre tecnologia que atraiu o interesse de nove parlamentares. Entre eles o senador Espiridião Amin (PP-SC) e a mulher dele, a deputada federal Ângela Amin (PP-SC). Nas redes sociais dela é possível assistir a um vídeo do senador se divertindo com óculos de realidade virtual durante o evento. Câmara Senado e Câmara pagaram todos os gastos da viagem do casal. Os valores do ingresso para participar do evento variavam de 799 euros a 4.999 euros. Uma passagem de Brasília a Barcelona não sai por menos de R$ 2,5 mil. A assessoria de imprensa do senador justificou a viagem com o fato de ele integrar a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional e que sua participação no congresso “oportuniza o aprofundamento dos debates sobre a evolução e o futuro de importante setor na conjuntura nacional e internacional”. Já a dela afirma que a deputada faz parte da Comissão de Tecnologia e Inovação da Câmara. O senador nem a deputada têm projetos relacionados ao tema do evento. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/congresso-paga-viagens-e-parlamentares-emendam-carnaval-01032019

BC mantém taxa básica de juros em 6,5% ao ano pela sétima vez seguida
Data: 26/02/2019

Decisão tomada por unanimidade pelo Copom é a primeira desde que Bolsonaro assumiu a Presidência da República

O Copom (Comitê de Política Monetária), do BC (Banco Central), optou por manter a taxa básica de juros da economia brasileira em 6,5% ao ano pela sétima vez consecutiva. A decisão foi novamente tomada por unanimidade entre os diretores do BC. A taxa segue no atual patamar desde março do ano passado, quando o Copom reduziu a Selic em 0,25 ponto percentual, para 6,5% ao ano. O veredito que mantém os juros básicos da economia brasileira no patamar atual até o mês de março foi aprovado pelo presidente do BC, Ilan Goldfajn, e pelos diretores Carlos Viana de Carvalho, Carolina de Assis Barros, Maurício Costa de Moura, Otávio Ribeiro Damaso, Paulo Sérgio Neves de Souza, Sidnei Corrêa Marques e Tiago Couto Berriel. Para justificar a decisão, o Copom afirma que os indicadores recentes da atividade econômica "continuam evidenciando recuperação gradual da economia brasileira" e observa que as medidas de inflação subjacente estão em "níveis apropriados ou confortáveis". "O Comitê entende que essa decisão reflete seu cenário básico e balanço de riscos para a inflação prospectiva e é compatível com a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante para a condução da política monetária, que inclui o ano-calendário de 2019 e, com peso menor e gradualmente crescente, de 2020", avalia o órgão do BC. A diretoria da autoridade monetária aponta ainda a continuidade do processo de reformas econômicas como "essencial" para a manutenção da inflação baixa no médio e longo prazo. "O Copom avalia que cautela, serenidade e perseverança nas decisões de política monetária, inclusive diante de cenários voláteis, têm sido úteis na perseguição de seu objetivo precípuo de manter a trajetória da inflação em direção às metas", conclui a nota. Trata-se da primeira decisão desde que Jair Bolsonaro assumiu a Presidência da República. A reunião também deve ser a última comandada por Goldfajn, que dará lugar a Roberto Campos Neto na presidência da autoridade monetária nacional após ter seu nome aprovado pelo Senado Federal. A manutenção da Selic também atende as expectativas do mercado financeiro, que projeta a taxa básica de juros justamente no patamar de 6,5% ao ano ao final de 2019. Juros básicos A Selic é conhecida como taxa básica porque é a mais baixa da economia e funciona como forma de piso para os demais juros cobrados no mercado. A taxa é usada nos empréstimos entre bancos e nas aplicações que as instituições financeiras fazem em títulos públicos federais. Em linhas gerais, a Selic é taxa que os bancos pagam para pegar dinheiro no mercado e repassá-lo para empresas ou consumidores em forma de empréstimos ou financiamentos. Por esse motivo, os juros que os bancos cobram dos consumidores são sempre superiores à Selic. A taxa básica também serve como o principal instrumento do BC para manter a inflação sob controle, próxima da meta estabelecida pelo governo, de 4,5%. Isso acontece porque os juros mais altos encarecem o crédito, reduzem a disposição para consumir e estimulam novas alternativas de investimento. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/bc-mantem-taxa-basica-de-juros-em-65-ao-ano-pela-setima-vez-seguida-06022019

Quais os riscos para o Brasil de uma ação militar na Venezuela
Data: 26/02/2019

Enquanto EUA não descartam ação militar na Venezuela, governo brasileiro diz que não cogita usar a força contra governo de Nicolás Maduro

Enquanto o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirma que não descarta a possibilidade de intervenção militar na Venezuela, o governo brasileiro tem repetido que não cogita usar a força contra o governo de Nicolás Maduro. Em reunião na segunda (25) do Grupo de Lima, formado por países da América Latina para tentar resolver o conflito da Venezuela, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, reforçou a ameaça de ação militar de Trump. "O presidente deixou claro: todas as opções estão sobre a mesa", afirmou. Mas Brasil e outros países da América do Sul presentes ao encontro, na Colômbia, deixaram claro que rejeitam usar tropas para forçar Maduro a deixar o poder. "O Brasil acredita firmemente que é possível devolver a Venezuela ao convívio democrático das Américas sem qualquer medida extrema que nos confunda com aquelas nações que serão julgadas pela história como agressoras, invasoras e violadoras das soberanias nacionais", disse o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão. O que explica essa postura de cautela do Brasil? Especialistas em relações internacionais e integrantes do Exército ouvidos pela BBC News Brasil dizem que pesa na decisão o temor de que uma ação militar liderada pelos Estados Unidos abra precedente para outras intervenções na região por potências estrangeiras. O fato de a fronteira do Brasil com a Venezuela ser em área da Floresta Amazônica acende um alerta adicional, sobretudo entre os militares. Também conta na decisão do governo a tradição diplomática brasileira de não intervir em outros países, sobretudo sem o aval do Conselho de Segurança das Nações Unidas. "A não-intervenção sempre foi um pilar da nossa política externa e militar. É uma questão de Estado, independentemente dos governo. Isso ainda é mais sensível por se tratar da região amazônica", disse à BBC News Brasil o general da reserva Eduardo Schneider, que atuou nas missões de paz da ONU no Haiti e em Angola. Há, também, o fator econômico. As consequências de uma guerra são imprevisíveis - se uma intervenção estrangeira na Venezuela gerasse uma guerra civil, por exemplo, o Brasil poderia ter que manter tropas lá por anos. O que poderia detonar um conflito armado? A preocupação imediata é que uma escalada da tensão na fronteira do Brasil com a Venezuela possa gerar reações violentas por parte dos Exércitos dos dois países. Para impedir que alimentos e medicamentos doados por Estados Unidos e outras nações entrassem no território, Maduro enviou tropas às fronteiras com Colômbia e Brasil. Ele argumenta que a ajuda humanitária é parte de uma estratégia do governo americano para tirá-lo do poder. Bombas de gás lacrimogêneo, balas de borracha e armas letais foram usadas contra venezuelanos que tentaram forçar a passagem dos caminhões com suprimentos no fim de semana. Os confrontos geraram o temor de que a violência escalasse e incitasse uma resposta armada do Brasil. "Uma pequena provocação pode acabar gerando uma reação violenta. E um disparo que cruze a fronteira pode acabar atingindo um soldado venezuelano ou brasileiro e gerar uma resposta. É uma situação delicada", destaca a professora Jennifer McCoy, diretora do Instituto de Estudos Globais da Georgia State University, nos Estados Unidos, e autora do livro Mediação Internacional na Venezuela. O coronel do Exército brasileiro José Jacaúna, que atua em Pacaraima, Roraima, chegou a defender, em entrevista à TV Globo, uma "posição firme" por parte do Brasil em resposta às bombas de gás lacrimogênio disparadas por soldados venezuelanos. Para aplacar os ânimos, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que Brasil não iria "estressar" com o fato de tiros e bombas de efeito moral terem atingido território brasileiro. "O Brasil não tomaria a iniciativa de atacar. Mas, na hora que você é atacado, é até um instinto de sobrevivência revidar. Nesse caso, é importante orientar os soldados a não cair em provocações levianas", afirma o general da reserva Eduardo Schneider. Além do risco de um conflito gerado por tensões na fronteira, há a possibilidade de os Estados Unidos pressionarem países da América Latina a apoiar uma intervenção militar planejada. Precedente 'perigoso' para soberania Segundo especialistas, neste caso, o apoio de países como Brasil e Colômbia seria importante para garantir legitimidade a uma intervenção liderada pelos EUA. "É uma questão diplomática e simbólica. O apoio permitiria aos Estados Unidos dizer que estão alinhados com os interesses dos países vizinhos à Venezuela", explicou à BBC News Brasil Oliver Stuenkel, professor de Relações Internacionais da FGV (Fundação Getúlio Vargas). Segundo Jennifer McCoy, uma estratégia que eventualmente pode ser adotada pelos Estados Unidos caso decida intervir é evocar o princípio da "responsabilidade de proteger", das Nações Unidas, que permite intervenção estrangeira se o governo de um país se omitir quanto à prática de crimes contra humanidade, crimes de guerra, genocídio e limpeza étnica. "Há especulação de que esse princípio possa ser evocado pelos Estados Unidos para justificar uma intervenção agora que a ajuda humanitária foi rejeitada pela Venezuela. Acho que tentariam enquadrar na cláusula de crimes contra a humanidade", diz McCoy. Mas há ampla divergência sobre se essa cláusula, de fato, poderia ser acionada no caso venezuelano. E, se a discussão for levada ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, a Rússia, aliada do governo Maduro, possivelmente vetaria uma intervenção militar. "Com esse possível veto, obter o apoio de países da América Latina ou da OEA (Organização dos Estados Americanos) seria uma forma de tornar a decisão multilateral. Se os Estados Unidos agirem sozinhos, podem ser acusados de estar intervindo para satisfazer a interesses próprios. E isso pode estimular apoiadores de Maduro a lutarem por ele em vez de abandoná-lo", explica a professora norte-americana. Militares e diplomatas brasileiros, no entanto, resistem à ideia de uma ação militar por acreditarem que isso poderia abrir caminho para futuras intervenções de potências internacionais na região. "O militar enxerga as coisas de maneira pragmática, sob a ótica dos interesses do Brasil. Com as voltas que o mundo dá, o Brasil poderia ser alvo de intervenção no futuro. Temos que tomar cuidado para não sermos peões dentro de uma estratégia de uma superpotência", afirma o general da reserva Eduardo Schneider. Custos econômicos e perda de vidas Outra explicação para a cautela adotada pelo governo brasileiro é o custo econômico que um conflito armado poderia gerar. Além dos gastos imediatos de uma operação militar, o conflito poderia acabar por se prolongar e exigir gastos fixos para manter tropas brasileiras no país vizinho. "Quando você toma a decisão de intervir, se torna responsável pelo problema depois", diz Oliver Stuenkel, da FGV. "Os Estados Unidos estão há 18 anos no Afeganistão. Eles têm a responsabilidade de reconstrução do país, porque se tornaram atores políticos. No Iraque, há presença de tropas americanas há 16 anos." O general Eduardo Schneider chama a atenção para o risco de surgirem conflitos armados entre grupos a favor e contrários a Maduro, com a possibilidade, inclusive, de formação de guerrilhas. "Um conflito no nosso vizinho, se arrastando por anos, seria horrível para o Brasil. Você pode derrubar militarmente Maduro, mas depois não sabemos se isso pode gerar uma guerra de guerrilhas." Um conflito que se arraste também pode, evidentemente, gerar perdas humanas tanto de venezuelanos quanto de militares estrangeiros. Por isso, segundo especialistas, a justificativa para uma ação militar deve ser sólida a ponto de garantir apoio popular para o envio de tropas. "Não se sabe qual a capacidade de resposta do Exército venezuelano, mas é possível que uma fragmentação do conflito acabe gerando maior sofrimento humano sem que se resolva a raiz do problema da crise humanitária e política na Venezuela", avalia Par Engstrom, professor de Relações Internacionais da University College London, no Reino Unido. Desconfiança entre países vizinhos Os especialistas ouvidos pela BBC News Brasil dizem ainda que um eventual apoio do Brasil a uma ação militar sem o aval de outros países da América Latina poderia gerar conflitos diplomáticos e desconfiança na região. "Os vizinhos vão interpretar a atuação brasileira como um precedente. O Paraguai, por exemplo, pode pensar: 'Se o Brasil faz isso com a Venezuela, pode fazer com a gente também'", destaca Oliver Stuenkel. O maior conflito armado da América do Sul foi a Guerra do Paraguai, quando Brasil, Argentina e Uruguai formaram a "Tríplice Aliança" contra o Paraguai. O conflito durou de 1864 a 1870 e resultou na morte de mais de dois terços da população masculina paraguaia. A memória desse conflito continua viva entre os paraguaios. "Hoje, não temos hoje problemas latentes de fronteira com vizinhos. Nossas fronteiras foram negociadas por meio de tratados. Não há interesse em reacender feridas nessa direção", completa o general Eduardo Schneider. Mas pressão política e econômica é suficiente para resolver a crise? O governo brasileiro acredita que a pressão política e econômica sobre a Venezuela acabará por convencer Maduro a deixar o poder, viabilizando a realização de novas eleições. Algumas das sanções econômicas mais duras impostas pelos Estados Unidos, como a que praticamente paralisa importação de petróleo venezuelano, ainda não entraram integralmente em vigor. A exportação de petróleo é a principal fonte de renda da Venezuela e a medida deve ter impacto significativo na economia do país. "A situação atual não é sustentável para o governo Maduro, principalmente considerando esse nível de sanção econômica e o fechamento das fronteiras com Brasil e Colômbia, de onde a Venezuela importa a maioria dos produtos básicos", diz Jennifer McCoy. Na visão da professora americana, uma negociação liderada por nações da América Latina, sem a participação direta dos Estados Unidos, seria mais eficaz em alcançar uma solução negociada. "As negociações precisariam prever novas eleições presidenciais e o partido de Maduro teria que participar, mas ele, obviamente, não pode estar no controle do processo eleitoral", afirma. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/quais-os-riscos-para-o-brasil-de-uma-acao-militar-na-venezuela-26022019

Senado deve aprovar hoje Roberto Campos Neto para o Banco Central
Data: 26/02/2019

Novo presidente do BC e demais diretores da instituição serão sabatinados e terão nomes encaminhados para o plenário da Casa

A CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) vai sabatinar nesta terça-feira (26), a partir das 10h, o economista Roberto Campos Neto para o cargo de presidente do BC (Banco Central). Perfil do futuro comandante do BC agrada a analistas O presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), decidiu realizar, na mesma reunião, as sabatinas de Bruno Serra Fernandes e João Manoel Pinho de Mello, indicados para duas diretorias do BC, e Flávia Martins Sant’anna Perlingeiro, indicada para o cargo de diretora da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Na última terça-feira (19), os senadores da CAE analisaram o relatório do que indica o nome do economista para o Banco Central. Depois de aprovada pela comissão, a indicação do economista será analisada pelo plenário do Senado. A expectativa é de que isso ocorra também nesta terça-feira. Campos Neto vai ocupar o lugar de Ilan Goldfajn, que decidiu, por motivos pessoais, não permanecer no comando do Banco Central no governo Bolsonaro. Roberto Campos Neto, de 49 anos, é neto do diplomata e economista, que foi embaixador em Washington e Londres, além de ministro do Planejamento no governo do presidente Castelo Branco nos anos 1960. Ricardo Vélez Também nesta terça-feira, a CE (Comissão de Educação, Cultura e Esporte) fará uma audiência pública com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. Ele irá falar sobre os projetos do governo Bolsonaro e de temas como o programa Escola Sem Partido.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/senado-deve-aprovar-hoje-roberto-campos-neto-para-o-banco-central-26022019

Moro e Toffoli abrem seminário sobre Justiça e Segurança Pública
Data: 26/02/2019

Ministro da Justiça anunciou projeto piloto de "contrato local de Segurança Pública" para combate ao crime organizado

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, abriram nesta segunda-feira (25) o seminário “Políticas Judiciárias e Segurança Pública”, realizado em parceria entre o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e o STJ (Superior Tribunal de Justiça). Participaram ainda da mesa de abertura a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o ministro no STF Alexandre de Moraes, o ministro da Defesa, general Azevedo e Silva, o presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha e o ministro do STJ Humberto Martins, corregedor-nacional de Justiça. O presidente da Record TV, Luiz Cláudio Costa e o presidente da Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão) Márcio Novaes estiveram na abertura do seminário. O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, lembrou da importância do tema da segurança pública para a sociedade e defendeu a inserção do Judiciário no Sisbin, o Sistema Brasileiro de Inteligência da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). — Os graves problemas de segurança pública enfrentados pelos brasileiros afligem e permeiam todos os extratos da sociedade. O sistema de segurança passa pelo sistema de Justiça. Em todo esse processo Poder Judiciário se faz presente, seja como supervisor dos inquéritos, seja como depois como o fiscal, corregedor dos presídios e trabalhando a reinserção. Mas há outro foco desse grupo que é a segurança dos magistrados e uma inteligência em defesa do Poder Judiciário, de forma a nos inserir no sistema brasileiro de inteligência. Hoje o Judiciário não está integrado e é necessário que nós façamos essa integração para proteção daqueles que atuam principalmente nas áreas de combate ao crime organizado. O ministro Sérgio Moro usou a sua fala no primeiro painel do seminário para anunciar um projeto piloto dentro do ministério de coordenação dos trabalhos de municípios, Estados e a União para o enfrentamento dos problemas de Segurança Pública. Inspirado em ações feitas da União Europeia, o projeto estabeleceria o que foi chamado de "contrato local de Segurança Pública". — É uma reclamação geral, do Estado desorganizado contra o crime organizado. Não só crime organizado, mas crimes violentos. Temos uma federação, o que é importante porque reduz riscos à liberdade. Por outro lado facilita que experiências locais sejam preservadas porque as realidades são diferentes, mas às vezes falta ação coordenada das Unidades da Federação em relação a problemas conjuntos, como de Segurança Pública. Para resolver uma questão de segurança pública de um local se precisa de uma ação não só da União Federal, não só dos Estados, mas dos municípios. Mas essas ações têm que ser conjuntas. Não pode cada um trabalhar com uma política que não seja compatível ou consistente. Precisamos estabelecer uma forma de coordenar as ações. A ideia inicial do projeto é selecionar um número de municípios com alto número de criminalidade e realizar uma espécie de "contrato" estabelecendo as condutas e responsabilidade de cada ente (união, Estados, municípios) nas questões de segurança. — O termo não é o mais adequado, mas seria um contrato entre União, Estados e municípios para definir responsabilidades e ações conjuntas no âmbito específico daqueles municípios. Direcionado especificamente à redução da criminalidade daquelas regiões de alta incidência. Isso incialmente seria um projeto piloto, mas que queremos expandir para outras áreas específicas. Um exemplo exitoso, há cerca de duas semanas houve transferência de lideranças de uma das organizações que estavam há muito tempo em SP e foram transferidas de maneira eficaz a presídios distantes dos seus locais de poder. É uma ação importante e existem diversas para se desmantelar, mas isso passa por investigações e prisões exitosas. Essa ação foi feita de forma coordenada com governo federal, Estado de São Paulo e contou com uma coordenação com vários órgãos e ministérios.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/moro-e-toffoli-abrem-seminario-sobre-justica-e-seguranca-publica-25022019

Moro vai apresentar investigação sobre facada a Bolsonaro
Data: 26/02/2019

Minsitro da Justiça disse que inquérito ainda não foi concluído pela Polícia Federal

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai se reunir agora à tarde com o presidente Jair Bolsonaro e vai apresentar ao presidente o resultado até agora das investigações sobre o atentado a faca em 6 de setembro em Juiz de Fora. Moro, no entanto, negou que as investigações tenham sido concluídas pela Polícia Federal. — A investigação está ainda em andamento. O presidente é vítima e portanto interessado e será apresentado a ele o resultado da investigação até o momento. Além de Moro, estarão na reunião com Bolsonaro nesta segunda-feira (25) o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, e os delegados Cairo Costa Duarte e Rodrigo Moraes.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/moro-vai-apresentar-investigacao-sobre-facada-a-bolsonaro-25022019

Governo Bolsonaro é aprovado por 57,7% dos eleitores da Bahia
Data: 26/02/2019

Dados são do Instituto Paraná Pesquisa e foram divulgados nesta terça-feira. Pesquisa também também ouviu os baianos sobre o governador Rui Costa

Um levantamento divulgado nesta terça-feira (26) pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) é aprovado por 57,7% dos eleitores da Bahia. Os que desaprovam somam 35,3%. Já 6,9% dos baianos não sabem ou não opinaram. Governo Bolsonaro tem 38,9% de avaliação positiva, diz CNT/MDA O Paraná Pesquisas ouviu 1.542 eleitores em 70 municípios do Estado, entre os dias 20 e 24 de fevereiro. O nível de confiança é de 95%. PublicidadeFechar anúncio Governo do Estado A pesquisa também quis saber a opinião dos baianos sobre a administração do governador Rui Costa (PT). Ele tem a aprovação de 68,4% dos baianos. De acordo com o levantamento, o petista é reprovado por 26,1% dos entrevistados, enquanto 5,5% não souberam opinar. Também foram ouvidos 1.542 eleitores.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/governo-bolsonaro-e-aprovado-por-577-dos-eleitores-da-bahia-26022019

Mourão vai à Colômbia discutir crise na Venezuela
Data: 26/02/2019

Anúncio foi feito pelo vice-presidente em uma rede social

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, vai semana que vem à Colômbia participar de reunião do Grupo de Lima, que irá discutir a crise na Venezuela. O anúncio foi feito em uma rede social. Nesta quinta-feira (21), o presidente venezuelano Nicolás Maduro determinou o fechamento da fronteira com o Brasil, em Roraima. O governo brasileiro prepara um plano de para entrega de suprimentos aos venezuelanos, no próxima sábado.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/mourao-vai-a-colombia-discutir-crise-na-venezuela-21022019

Nadja Pessoa será musa oficial do camarote de Ronaldinho Gaúcho
Data: 26/02/2019

R10 Samba Dreams estará no situado na área vip do sambódromo com dois andares de ambiente climatizado, divididos em pouco mais de 800m²

Ronaldinho Gaúcho será um dos representantes dos camarotes especiais da Marquês de Sapucaí nos grupos de acesso e especial em 2019. Batizado de R10 Samba Dreams, o espaço estará no situado na área vip do sambódromo carioca com dois andares de ambiente climatizado, divididos em pouco mais de 800m². A principal estrela do camarote será Nadja Pessoa, escolhida como musa oficial dos cinco dias de festa no local. O camarote ainda terá shows de Delacruz, Ananda, Clareou, D’Black (marido de Nadja), Grupo Bom Gosto e edições exclusivas do Baile do R10.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/drama-com-julia-roberts-fatura-r-184-milhoes-na-primeira-semana-nos-cinemas-do-brasil-27122017

Ferrugem é internado e revela que precisa perder no mínimo 32 kg
Data: 26/02/2019

"Vocês me ajudam? Cantar é a minha vida, mas para isso, preciso de saúde", escreveu o cantor, pedindo a compreensão do público

Ferrugem usou as redes sociais para explicar ao público o motivo que o fez cancelar shows que faria nos últimos dias 23 e 24 de fevereiro. Em post compartilhado no Instagram, o cantor contou que, por determinação médica, fará uma pausa na carreira para cuidar da saúde. Cantor Ferrugem vai ser pai novamente, diz jornal "Tudo ficando melhor do que antes, graças a compreensão de vocês e a dedicação dos médicos. Com isso, descobri que a saúde não está tão linda assim e que preciso me cuidar. Tenho que perder um mínimo de 32 kg (não é novidade alguma), recuperar a saúde, porque ainda tenho muito para mostrar e isso será feito", escreveu o artista. Ex-mulher do cantor Ferrugem morreu após procedimentos estéticos em 2015 Ferrugem encerrou o post pedindo apoio e compreensão dos fãs e desculpas ao público dizendo que em breve irá remarcar novas datas de apesentação. "Vocês me ajudam? Cantar é a minha vida, mas para isso, preciso de saúde."

Link Notícia: https://diversao.r7.com/ferrugem-e-internado-e-revela-que-precisa-perder-no-minimo-32-kg-26022019

Gretchen comemora novo sorriso após lente nos dentes
Data: 26/02/2019

Rainha do Rebolado contou ter colocado 24 lentes de contato: "Eis aí a diferença de transformação", escreveu a dançaria na legenda da foto

Gretchen está de sorriso novo. Após passar por um procedimento estético que mudou significativamente as expressões faciais, a cantora colocou lentes de contato em 24 dentes. A novidade foi contada por ela própria nas redes sociais. A Rainha do Rebolado compartilhou uma fotomontagem mostrando o antes e depois. — Eis aí a diferença de transformação. Esse sorriso mudou tudo. E sabe quem? @drviotto lentes em 24 dentes.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/gretchen-comemora-novo-sorriso-apos-lente-nos-dentes-25022019

Beto Barbosa comemora luta contra câncer: '100% curado
Data: 18/02/2019

"Não vejo a hora de voltar para casa. Acredito que até terça-feira (19)", escreveu o cantor, que foi submetido a duas cirurgias, bexiga e próstata

Beto Barbosa usou uma rede social para celebrar o fim da luta contra o câncer. Em post compartilhado, o cantor disse estar "100% curado". No domingo (17), o Rei da Lambada contou sobre avanço no seu quadro de saúde, após ter feito duas cirurgias devido a um câncer na bexiga e próstata. — Hoje comecei a andar sem estar com os aparelhos ligados. Tomei banho sozinho e comecei a sentir o ar da independência hospitalar. Não vejo a hora de voltar para casa. Acredito que até terça-feira (19) já estarei em casa e, no dia do meu aniversário, 27 de fevereiro, quero estar caminhando na esteira e malhando com a orientação da equipe médica. Beto aproveitou e agradeceu a todos os fãs que enviaram mensagens e palavras de força. — Deus me curou e me salvou através dos médicos. Agradeço de corpo, alma e coração as orações e palavras de força que recebi e continuo recebendo de todos vocês. O cantor já havia deixado a UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) no último dia 9 e está fazendo fisioterapia no quarto do hospital.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/beto-barbosa-comemora-luta-contra-cancer-100-curado-18022019

Empresária agredida no primeiro encontro é alerta para mulheres
Data: 18/02/2019

Elaine Caparróz teve o rosto desfigurado por um homem que conheceu nas redes sociais. Ele alega ter tido um surto

A empresária Elaine Caparróz, de 55 anos, está internada em um hospital particular no Rio de Janeiro, depois de passar 4 horas sendo agredida por um cara que conheceu nas redes sociais. Era o primeiro encontro dos dois. Mulher é espancada por quatro horas durante primeiro encontro O agressor, preso em flagrante, foi identificado como Vinícius Batista Serra, de 27 anos. Para a polícia, disse que tomou um vinho, dormiu e acordou em surto. Depois de desfigurar Elaine, ele agora diz que não se lembra de nada. Ao jornal Extra, Elaine contou: 'Ele falou deita no meu ombro pra gente dormir abraçadinho, pra dormir juntinho'. Acordou com ele esmurrando seu rosto. Exames já constataram várias fraturas na face. Elaine é ex-cunhada de Kyra Gracie. A lutadora usou o Instagram para comentar o caso. "Vinícius, advogado, morador do Leme, agrediu brutalmente uma mulher muito próxima da minha família de maneira premeditada e tentou feminicídio. Um monstro". A vítima não tem culpa "Está mal contada essa história" foi o primeiro comentário que ouvi a respeito da notícia. Os motivos de desconfiança são os de sempre: "como ela marcou o primeiro encontro dentro do próprio apartamento?". "O que uma coroa queria com um garotão?". De fato, a primeira dica de segurança para mulheres que estão em aplicativos de relacionamento ou conhecem gente nas redes sociais é marcar o primeiro encontro em um local público. Ainda não temos como saber o que levou Elaine a abrir as portas da própria casa para seu algoz entrar, mas a verdade é que a violência não teria como ser evitada. Se ela tivesse ido encontrar o cara num restaurante, e fosse de lá para um motel, teria sido agredida do mesmo jeito. Porque sim, uma coroa pode estar interessada apenas no sexo com um garotão. O problema não é o lugar. É confiar em um estranho. O ocorrido, infelizmente, é um alerta importante para todas. A gente nunca sabe DE VERDADE quem é o boy do outro lado do celular. Os aplicativos e as redes sociais aproximam, muitas vezes, pessoas que jamais se cruzariam na vida real. E as conversas, que muitas vezes migram para outros apps, como o Whatsapp, dão uma sensação de proximidade. Criam uma falsa intimidade. É comum a gente se pegar conversando com uma criatura de quem não sabemos nem o nome completo, só o apelido. Quando vai ver, a amizade estabelecida ganha contornos de realidade e, com ela, a possibilidade de uma confiança que não deveria existir. O script é o mesmo, na maior parte dos casos. Bom papo, bonitão, sedutor, e a idealização daquela criatura se instaura sem que a gente perceba. Não duvido que esse tenha sido o caso de Elaine. Mais jovem, bem diagramado, Vinícius parecia um bom parceiro. No mínimo, poderia valer o sexo casual. Não custava arriscar. Mas, como já diziam os antigos, quem vê cara não vê coração. E muito menos a mão pesada que vai deformar seu rosto.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/blog-da-db/empresaria-agredida-no-primeiro-encontro-e-alerta-para-mulheres-18022019

Sucesso nos anos 80, Christiane F. vai virar série na Amazon
Data: 18/02/2019

Plataforma de streaming também anunciou que vai preparar mais 20 projetos que serão filmas em vários cantos do mundo

A Amazon anunciou que pretende lançar mais de 20 produções na própria plataforma de streaming. Segundo a revista Variety, a empresa confirmou que 17 destas séries serão gravadas fora dos Estados Unidos, em países como Alemanha, Índia, Itália, Espanha, Japão, México e Inglaterra. Entre os destaques está o remake do filme Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada e Prostituída, sucesso nos anos 80 por retratar a decadência de Berlim Ocidental durante a Guerra Fria. Agora, a história será transformada em uma série que visa atualizar as discussões que o roteiro aborda, que vão de prostituição infantil, abandono dos pais e abuso de drogas na adolescência. Uma série documental em parceria com a edição japonesa da revista Vice também está prevista. The Power é outra série em que a Amazon apostará bastante. Baseada no thriller de ficção científica O Poder, de Naomi Alderman, terá dez episódios e será dirigida por Reed Morano, que também foi uma das diretoras de The Handmaid’s Tale. Por fim, também está confirmado o seriado El Presidente, que abordará um escândalo de corrupção na FIFA, do ponto de vista de um pequeno clube de futebol chileno.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/sucesso-nos-anos-80-christiane-f-vai-virar-serie-na-amazon-15022019

Corinthians bate São Paulo por 2 a 1 no Paulista; Gustagol decide de novo
Data: 18/02/2019

Em Itaquera, clássico é marcado por reclamações nos lances que originaram gols de Corinthians e São Paulo, além do oportunismo do atacante Gustavo

Em clássico bastante intenso e equilibrado, o Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 1 neste domingo (17), em Itaquera, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. O zagueiro Manoel e o atacante Gustagol — em ótima fase — fizeram os gols do Corinthians no Majestoso. Pablo marcou para o São Paulo. Com o resultado, o time alvinegro chegou aos dez pontos e à liderança do Grupo C. O São Paulo, eliminado da Libertadores na semana passada — comandado pelo coordenador técnico Vagner Mancini, que dirige o time até que Cuca assuma —, está em segundo no Grupo D, com nove pontos. Tabu A vitória corintiana aumenta um tabu enfrentado pelo São Paulo nos clássicos disputados em Itaquera. O Tricolor ainda não venceu na casa do rival. Em dez jogos, foram sete triunfos do Corinthians e três empates. O jogo O tempo inicial foi marcado por jogadas duras e um jogo bastante truncado. A primeira boa jogada ofensiva aconteceu somente aos 41 minutos e foi realizada pelo time da casa. O atacante Clayson foi até a linha de fundo e tocou para trás. O meia Pedrinho dominou e chutou bonito do bico esquerdo da área são-paulina. O goleiro Tiago Volpi precisou se esticar para desviar a bola. Os jogadores do São Paulo reclamaram da arbitragem de Lucas Canetto Bellote, pois entenderam que a bola teria saído no momento do passe de Clayson para Pedrinho. Na sequência, o equatoriano Sornoza cobrou o escanteio, o zagueiro Manoel subiu bem e cabeceou. Vopi defendeu no canto esquerdo, mas a arbitragem entendeu que a bola ultrapassou a linha e confirmou o gol, decisão que gerou mais reclamações por parte dos são-paulinos. No segundo tempo, o São Paulo conseguiu o empate ainda nos primeiros minutos e em jogada semelhante àquela que culminou no primeiro gol corintiano. Aos 12 minutos, Reinaldo cobrou escanteio também pelo lado direito e a bola chegou à cabeça do atacante Pablo, que desviou e tirou totalmente do alcance de Cássio: 1 a 1. O lance também provocou críticas dos jogadores. Desta vez, as reclamações foram de corintianos. Os atletas alvinegros entenderam que houve falta do atacante Antony no lateral Danilo Avelar no lance que originou o escanteio. Curta a página do R7 Esportes no Facebook Aos 27 minutos, uma falha de Tiago Volpi culminou no segundo gol corintiano, marcado por Gustagol, que confirma o oportunismo e a boa fase na equipe alvinegra. Em bola alçada na área pelo lateral-direito Fagner, o goleiro são-paulino dividiu no alto com Wagner Love, a bola passou, bateu na perna do centroavante Gustagol que, mesmo atrapalhado, completou para as redes. Aos 37 minutos, o São Paulo empatou novamente a partida, mas o árbitro Lucas Bellotte invalidou o lance, assinalando toque de mão do atacante uruguaio Carneiro antes da conclusão do zagueiro Arboleda. Próximos jogos O Corinthians voltará a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, para tentar a classificação à segunda fase da Copa Sul-Americana. O time paulista enfrenta o Racing, em Avellaneda, nos arredores de Buenos Aires. Na partida de ida, em São Paulo, houve empate em 1 a 1. Já o São Paulo jogará somente do domingo que vem, às 17 horas, no Morumbi, pela oitava rodada do Paulistão. O adversário será o RB Brasil. Apresentação de Cuca De acordo com a assessoria de imprensa do São Paulo, o técnico Cuca, que se recupera de uma cirurgia cardíaca, deverá ser apresentado oficialmente às 15 horas desta segunda-feira no CT da Barra Funda. Entretanto, o treinador só começará o trabalho com o grupo depois que receber o aval dos médicos para retomar a carreira.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/corinthians-bate-sao-paulo-por-2-a-1-no-paulista-gustagol-decide-de-novo-17022019

Vasco marca no fim, vence Flu e conquista Taça Guanabara
Data: 18/02/2019

Após confusão judicial e tumultos, torcida vascaína comemora a vitória por 1 a 0 no Maracanã que valeu o título do 1º turno do Campeonato Carioca

A decisão da Taça Guanabara de 2019, entre Vasco e Fluminense, foi em parte diminuída pela incrível confusão provocada pelas reviravoltas judiciais quanto à permissão da entrada das torcidas no Maracanã, neste domingo (17). Em campo, o time vascaíno venceu o Tricolor das Laranjeiras por 1 a 0 e conquistou o troféu do primeiro turno do Campeonato Carioca. Danilo Barcelos, em cobrança de falta, fez o gol do título, aos 35 do 2º tempo. Com o título, a equipe alvinegra de São Januário, que venceu todos os jogos do primeiro turno, garantiu uma vaga nas semifinais do Campeonato Carioca. O clima da partida foi afetado pela imagem do estádio completamente vazio. Os jogadores não criaram oportunidades agudas de gol até a metade do primeiro tempo e o jogo foi tenso, com cartões amarelos distribuídos pela arbitragem para ambos os lados — foram dois para atletas do Vasco e outros dois para jogadores do Flu. Por volta dos 35 minutos, uma cena inusitada chamou a atenção de todos em campo. Após inúmeros conflitos no entorno do estádio, a Justiça decidiu liberar a entrada dos torcedores e as arquibancadas começaram a ser ocupadas.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/vasco-marca-no-fim-vence-flu-e-conquista-taca-guanabara-17022019

Com um a menos, Internacional derrota o Caxias no Beira-Rio
Data: 18/02/2019

No sufoco, Colorado vence o time de Caxias do Sul por 2 a 1, com gols de Potkker e Edenílson, e assume a vice-liderança do Campeonato Gaúcho

O Internacional sofreu, mas conseguiu derrotar o Caxias por 2 a 1, neste domingo (17), no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pelo Campeonato Gaúcho. O resultado deixou o Colorado na vice-liderança, com 13 pontos. Enquanto isso, o time da Serra é o quinto, com 10 pontos. O confronto O jogo era na casa do Internacional, mas parecia que o mandante era o Caxias. O time da Serra atacava pelo lado esquerdo e dava trabalho ao Colorado, que tinha dificuldade para travar a marcação. Aos 11 minutos, em lance confuso, o Inter marcou. Em bate-rebate, Dourado achou Pottker, que encheu o pé e balançou a rede. Com a vantagem, os comandados de Odair Hellmann exploravam os contra-ataques e davam campo o Caxias, que por muito pouco não empatou em chute de Bruno Alves. No segundo tempo não teve jeito. O Caxias voltou melhor e abriu o placar em jogada de almanaque. Após uma bela troca de passes, Bruno Alves cruzou, Dourado não afastou e Rafael Gava, sem ângulo, estufou as redes do Inter. O que estava difícil para o Colorado ficou pior ainda aos 17 minutos. Edenilson precisou impedir um contra-ataque do Caxias, levou o segundo amarelo e foi expulso. A partir daí, o Caxias teve o domínio do meio-campo, mas não era agudo quando tinha a posse de bola. A equipe preferia trocar passes ao invés de agredir. Nos minutos finais, quando tudo parecia decidido e a torcida soltava a raiva contra Odair Hellmann, Patrick, que veio do banco, decidiu. Rafael Sóbis bateu escanteio e o volante cabeceou. Sem chances para o goleiro. Próximos jogos Na próxima rodada, o Internacional encara o Avenida, fora de casa. Já o Caxias receberá o Pelotas. INTERNACIONAL 2 X 1 PELOTAS Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS) Data-Hora: 24/1/2019 – 21h15 Árbitro: Douglas Silva (RS) Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Michel Stanislau (RS) Público/renda: 16.512 pagantes/R$ 494.095,00 Cartões amarelos: D’Alessandro, Edenilson, (INT), Muriel, Thiago Sales, Eduardo Grasson, Bruno Alves (CAX) Cartões vermelhos: – Gols: William Pottker (10’/1ºT) Rafael Gava (10’/2ºT) Edenilson (43’/2ºT) INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e Nonato (Patrick, aos 30/2ºT); Neilton (d’Alessandro, aos 23/2ºT), William Pottker e Pedro Lucas (Pedro Lucas, aos 37/2ºT). Técnico: Odair Hellmann. CAXIAS: Lee; Muriel (Alex Henrique, aos 29/2ºT), Júnior Alves, Thiago Sales e Samuel Balbino; Juliano (Júnior Juazeiro, aos 45/2ºT), Foguinho (Eduardo Grasson, aos 33/2ºT), Diego Miranda e Rafael Gava; Ruan e Bruno Alves. Técnico: Pingo.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/com-um-a-menos-internacional-derrota-o-caxias-no-beira-rio-17022019

Economia perde ritmo e deve ter desempenho fraco neste ano, dizem analistas
Data: 18/02/2019

Com dados fracos de dezembro, bancos e consultorias começam a consolidar a avaliação de que o PIB de 2019 ficará próximo de 2%.

O desempenho esperado para a economia neste ano deve frustrar as expectativas mais otimistas. Se no fim de 2018 uma parte das projeções indicava um crescimento de 3% em 2019, por ora, está se consolidando a avaliação entre os analistas de que o Produto Interno Bruto (PIB) do país deve avançar apenas 2% depois dos últimos indicadores divulgados. A safra dos números do fim de 2018 revelou uma perda de ritmo da economia e um desempenho mais fraco da atividade do que o esperado para boa parte dos analistas. E essa decepção ocorreu em todos os setores: no varejo, no serviços e, sobretudo, na indústria. O resultado do mercado de trabalho também foi considerado fraco. No ano passado, a taxa média de desocupação foi de 12,3%, pouco inferior aos 12,7% de 2017. Na esteira desses números, nos últimos dias, bancos e consultorias começaram a revisar para baixo a previsão para o PIB de 2018 e deste ano. Embora os dados decepcionantes tenham sido colhidos no fim do ano passado, a revisão no cenário de 2019 se dá pelo chamado carrego estatístico, a influência que o fraco desempenho econômico do ano passado vai exercer sobre a atividade em 2019. "Creio que haverá revisões gerais para quem estava mais otimista antes", afirma o economista-chefe da consultoria MB Associados, Sergio Vale. Na semana passada, o banco Itaú reduziu a previsão de crescimento de 1,3% para 1,1% para 2018 e baixou a projeção deste ano de 2,5% para 2%. O Santander ainda projeta crescimento de 1,3% e 3%, respectivamente, mas já vê coloca viés de baixa nesses números. Já banco Fator estima avanço de 2% em 2019 – antes previa alta de 2,8%. A prévia do Banco Central, o IBC-Br, indicou um crescimento de 1,15% no ano passado. Nesta segunda-feira, o boletim Focus, do BC, mostrou que o mercado reduziu de 2,5% para 2,48% a expectativa de alta para o PIB deste ano. Os dados oficiais serão divulgados pelo IBGE em 28 de fevereiro. "Eu acho que claramente que o fim do ano teve cara de fim de feira. A economia perdeu o ímpeto", afirma o economista-chefe do banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves. Lenta retomada Maioria dos bancos e consultorias estima crescimento de próximo a 2% em 2019; dados em % 1,91,9 22 22 2,32,3 2,32,3 33 4E Tendêncais Banco Itaú MB Associados MacroSector Banco Santander 0 0,5 1 1,5 2 2,5 3 3,5 4E 1,9 Fonte: Bancos e consultorias A piora das projeções para a economia ocorre mesmo com o avanço da confiança entre consumidores e empresários e a avaliação, entre economistas, de que o governo de Jair Bolsonaro vai ser capaz de levar aprovar a reforma da Previdência, considerada fundamental para que os investidores mantenham confiança na trajetória das contas públicas do país. Indústria, a vilã O cenário dos economistas começou a mudar com o resultado da indústria. Em 2018, a produção do setor encerrou com alta de 1,1%, uma desaceleração em relação a 2017, quando cresceu 2,5%. "Houve uma frustração forte na indústria de transformação por causa da crise na Argentina", diz Giulia Coelho, economista da consultoria 4E. Com os dados de dezembro, ela revisou a projeção de PIB deste ano para 1,9%, de 2,3%. Veja 11 perguntas e respostas sobre a crise na Argentina A Argentina é o principal destino do produtos manufaturados do País. No setor automotivo, tradicionalmente, o país vizinho era responsável por cerca de 70% das exportações. Em janeiro deste ano, no entanto, essa fatia caiu para 56% por causa da crise local. A perda de participação argentina nas exportações fica evidente pela queda de unidades vendidas. Em janeiro de 2018, foram exportadas 30,8 mil unidades para o país vizinho. No mês passado, apenas 15,6 mil unidades foram vendidas. "Houve um efeito da Argentina importante, mas não dá para falar que foi só isso. Outras linhas (da indústria) mostraram uma perda de tração, em especial no último trimestre", diz a economista e sócia da Tendências Consultoria Integrada, Alessandra Ribeiro. Com o resultado da indústria, a Tendências, que espera esperava uma estabilidade do PIB no quarto trimestre, passou a prever uma ligeira queda da atividade nos últimos três meses do ano. "Além da indústria de transformação, a construção civil decepcionou. Isso está puxando a nossa revisão", afirma Alessandra.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/02/18/economia-perde-ritmo-e-deve-ter-desempenho-fraco-neste-ano-dizem-analistas.ghtml

Receita alerta para falso e-mail sobre malha fina do Imposto de Renda
Data: 18/02/2019

Órgão pediu que destinatários não cliquem em link enviado e reforçou que não envia mensagens por e-mail aos contribuintes.

A Receita Federal divulgou uma nota nesta segunda-feira (18) alertando que contribuintes têm recebido mensagens falsas por e-mail informando que eles teriam caído na malha fina do Imposto de Renda 2018. Caiu na malha fina? Veja o que fazer No ano passado, o órgão havia alertado para mensagens sobre uma falsa suspeita de sonegação fiscal pedindo que os usuários preenchessem um formulário. Segundo o fisco, a mensagem informa que o destinatário deve clicar em um link que supostamente levaria a um relatório da declaração. "A Receita Federal ressalta que não envia e-mails para informar se o contribuinte está ou não em malha fiscal. Tampouco autoriza outras instituições a enviarem e-mails em seu nome", informou em comunicado. Riscos O órgão pede ao destinatário que apague a mensagem, pois pode conter "vírus ou qualquer outro software malicioso", podendo causar danos ao computador. "Como o e-mail abre a possibilidade de 'entrega de documentação', há ainda o risco de exposição de dados pessoais do cidadão, o que pode facilitar o cometimento dos mais diversos tipos de fraudes", informou a Receita. Malha fina Para saber se sua declaração está na malha fina, o contribuinte deve acessar o Extrato de Processamento da DIRPF via e-CAC, no site da Receita Federal. Para acessar o extrato da declaração, é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita ou certificado digital emitido por autoridade habilitada. Na seção "Pendências de malha" do extrato, o contribuinte pode identificar se a declaração está retida em malha fiscal ou se há alguma outra pendência que possa ser regularizada por ele mesmo

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/02/18/receita-alerta-para-falso-e-mail-sobre-malha-fina-do-imposto-de-renda.ghtml

Veja as 137 vagas de emprego do Sine Paraíba para esta semana de 18 a 22 de fevereiro
Data: 18/02/2019

Maioria das vagas está concentrada em João Pessoa, com 94 oportunidades de emprego.

O Sistema Nacional de Empregos da Paraíba (Sine-PB) oferece 137 vagas de emprego a partir desta segunda-feira (18), distribuídas em seis municípios paraibanos. A maioria das vagas está concentrada na cidade de João Pessoa, com 94 oportunidades de emprego, sendo 30 para Instalador-reparador de linhas e aparelhos de telecomunicações. As demais vagas estão distribuídas nos municípios de Campina Grande, Cabedelo, Bayeux, Santa Rita e Guarabira. Há oportunidades para nutricionista, chefe de cozinha, mecânico de manutenção de ônibus, operador de caixa, vendedor pracista, auxiliar de linha de produção, engenheiro de alimentos, auxiliar de limpeza, entre outras. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (83) 3218-6619, 3218-6618 ou 3218-6624, em João Pessoa, e (83) 3310-9412, em Campina Grande. Em João Pessoa, a sede do Sine-PB está localizada na rua Duque de Caxias, 305, no Centro de João Pessoa (próximo ao Shopping Terceirão). Vagas de emprego em João Pessoa (94 vagas) 20 - Agente de coleta supervisor 7 - Almoxarife 3 - Barman 1 - Chefe de cozinha 3 - Churrasqueiro 1 - Colador de cartazes 1 - Consultor de vendas 1 - Cozinheiro do serviço doméstico 7 - Cumim 1 - Gerente comercial 30 - Instalador-reparador de linhas e aparelhos de telecomunicações 2 - Maître 2 - Mecânico de manutenção de ônibus 2 - Monitor de recreação 2 - Montador de elevadores e similares 2 - Motofretista 2 - Nutricionista 1 - Operador de caixa 1 - Padeiro 1 - Subchefe de cozinha 1 - Subgerente de loja 1 - Técnico de enfermagem do trabalho 1 - Técnico de refrigeração 1 - Torneiro mecânico 5 - Vendedor de consórcio 4 - Vendedor pracista 1 - Visual merchandiser Vagas de emprego em Bayeux (4) 1 - Auxiliar de limpeza 2 - Auxiliar de linha de produção 1 - Engenheiro de alimentos Vagas de emprego em Campina Grande (20) 2 - Cabeleireiro 1 - Costureira de máquinas industriais 1 - Cozinheiro de restaurante 1 - Manicure 2 - Motofretista 1 - Saladeiro 2 - Técnico em eletromecânica 10 - Vendedor pracista Vagas de emprego em Cabedelo (4) 1 - Estoquista 3 - Instalador-reparador de linhas e aparelhos de telecomunicações Vagas de emprego em Santa Rita (8) 1 - Auxiliar contábil 2 - Borracheiro 1 - Comprador 4 - Mecânico de manutenção de tratores Vagas de emprego em Guarabira (7) 1 - Motorista de automóveis 4 - Vendedor interno 2 - Vendedor pracista

Link Notícia: https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2019/02/18/veja-as-137-vagas-de-emprego-do-sine-paraiba-para-esta-semana-de-18-a-22-de-fevereiro.ghtml

Governo determina fim de barragens como a de Brumadinho
Data: 18/02/2019

Atualmente, há 84 barragens de mineração a montante em todo o País, das quais 43 são classificadas como de alto dano potencial

Por recomendação da ANM (Agência Nacional de Mineração), o MME (Ministério de Minas e Energia) definiu uma série de medidas de precaução de acidentes nas cerca de mil barragens existentes no país, começando neste ano e prosseguindo até 2021. A medida inclui a extinção ou descaracterização das barragens chamadas "a montante" até 15 de agosto de 2021. A resolução está publicada, na seção 1, página 58, no Diário Oficial da União desta segunda-feira (18). LEIA TAMBÉM: Crime da Vale: número de mortos em Brumadinho sobe para 169 “Essa resolução estabelece medidas regulatórias cautelares, objetivando assegurar a estabilidade de barragens de mineração, notadamente aquelas construídas ou alteadas pelo método denominado "a montante" ou por método declarado como desconhecido”, diz o texto. Em três meses, a diretoria colegiada da agência vai avaliar a execução das medidas.“A Diretoria Colegiada da ANM, até 1º de maio de 2019, reavaliará as medidas regulatórias cautelares objeto desta resolução e, se for o caso, fará as adequações cabíveis considerando, dentre outras informações e dados, as contribuições e sugestões apresentadas na consulta pública.” Riscos Há 84 barragens no modelo denominado a montante em funcionamento no país, das quais 43 são classificadas de "alto dano potencial": quando há risco de rompimento com ameaça a vidas e prejuízos econômicos e ambientais. Porém, no total são 218 barragens classificadas como de “alto dano potencial associado”. Pela resolução, as empresas responsáveis por barragens de mineração estão proibidas de construir ou manter obras nas chamadas ZAS (Zonas de Autossalvamento). A resolução é publicada menos de um mês depois da tragédia de Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte (MG), na qual 169 pessoas morreram e ainda há 141 desaparecidos com o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão. Datas Pela resolução, as responsáveis pelas barragens têm até 15 de agosto de 2019 para concluir a elaboração de projeto técnico de descomissionamento ou descaracterização da estrutura. Nesse período, as empresas também serão obrigadas a reforçar a barragem a jusante ou a construção de nova estrutura de contenção para reduzir ou eliminar o risco de liquefação e o dano potencial associado, obedecendo a todos os critérios de segurança. Outro prazo fixado é até 15 de fevereiro de 2020 para concluir as obras de reforço da barragem a jusante ou a construção de nova estrutura de contenção a jusante, conforme estiver previsto no projeto técnico. Por determinação do governo, todas as barragens a montante, como a da Mina Córrego de Feijão, em Brumadinho (MG), que sofreu o rompimento no último dia 25, serão submetidas a descomissionamento ou a descaracterização até 15 de agosto de 2021. Diferenças A resolução detalha as diferenças entre as barragens “a montante” e “a jusante”. As denominadas "a montante” consistem na existência de diques de contenção que se apoiam sobre o próprio rejeito ou sedimento previamente lançado e depositado. O modelo "a jusante" consiste no alteamento para jusante a partir do dique inicial, onde os diques são construídos com material de empréstimo ou com o próprio rejeito. Há ainda o método "linha de centro", variante do método a jusante, em que os alteamentos sucessivos se dão de tal forma que o eixo da barragem se mantém na posição inicial, ou seja, coincidente com o eixo do dique de partida. Tragédias Na resolução, o MME e a ANM citam um histórico de recentes rompimentos de barragens de mineração, como a barragem B1 da Mina Retiro do Sapecado, em 10 de setembro de 2014, em Itabirito (MG). Também mencionam a barragem de Fundão da Mina Germano, em 5 de novembro de 2015, localizada em Mariana (MG), e a última da barragem B1, da mina Córrego do Feijão, em 25 de janeiro, em Brumadinho (MG). “Considerando que todos os episódios recentes de rompimento envolveram barragens de rejeitos construídas e alteadas pelo método construtivo "a montante" cuja eficiência e segurança são controversas”, diz o texto da resolução.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-determina-fim-de-barragens-como-a-de-brumadinho-18022019

Governo Bolsonaro surfa em herança de Temer e vai leiloar aeroportos, ferrovia e portos nos 100 primeiros dias
Data: 18/02/2019

Atrasos no programa de investimentos acabaram deixando 69 projetos de infraestrutura engatilhados para atual administração

O governo Jair Bolsonaro estipulou 35 metas a serem alcançadas já nos primeiros 100 dias de governo. Enquanto a esperada - e complicada - reforma da previdência ficou de fora desse pacote, o que entrou e poderá permitir à nova administração mostrar resultados rápidos na área econômica são dezenas de projetos de infraestrutura herdados do governo de Michel Temer. O PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) - anunciado em setembro de 2016 com uma carteira de obras e estatais a serem concedidas ou vendidas ao capital privado - apresentou os atrasos habituais que o brasileiro está acostumado a ver na administração pública e saiu parcialmente do papel no governo anterior. Dos 193 projetos apresentados ao longo do programa, 124 foram concluídos (64% do total). Os leilões renderam R$ 46,4 bilhões em outorgas (valores pagos à União pelo contrato) e os investimentos previstos ao longo das concessões, que podem chegar a 30 anos, somam R$ 253,3 bilhões. A taxa de sucesso ficou muito concentrada no setor de energia, com 94 dos projetos concedidos, principalmente linhas de transmissão, enquanto a parte de transportes foi a maior decepção - apenas quatro aeroportos, uma rodovia e nenhuma ferrovia. As privatizações também não saíram do papel por enquanto. A proposta de venda de ações da Eletrobrás, anunciada para a primeira metade de 2018 e agora prevista para 2020, vem enfrentando questionamentos na Justiça e resistência no Congresso. A venda da Casa da Moeda segue em fase de estudos. Já a concessão da Lotex (Loteria Instantânea Exclusiva), a "raspadinha", já foi adiada três vezes por falta de interessados. Apesar dos atrasos, o PPI recebe uma avaliação predominantemente positiva entre empresários e analistas da área de infraestrutura. A percepção é que o principal mérito do programa, que conta com apenas 50 pessoas, foi coordenar projetos que estavam "espalhados" em diferentes ministérios, centralizando a interlocução entre os diversos órgãos envolvidos - ministérios, agências reguladoras, órgãos de controle como Tribunal de Contas da União e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) - e o meio de campo com o setor privado. "Considerando que (a gestão Temer) foi um governo curto, acho que o balanço foi positivo. Houve um bom trabalho de estruturação dos projetos e o novo governo tem mais é que aproveitar essa herança", afirma o pesquisador do Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura da FGV Edson Gonçalves. 24 projetos entre março e abril A gestão Bolsonaro vai botar no mercado 24 projetos nos primeiros cem dias. Entre 15 de março e 5 de abril, serão leiloados 10 terminais portuários, a ferrovia Norte-Sul, a rede de comunicações integradas do Comando da Aeronáutica e 12 aeroportos - Recife (PE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Maceió (AL), Aracajú (SE), Juazeiro do Norte (CE), Vitória (ES), Macaé (RJ) e mais cinco no Mato Grosso. A previsão é que esses projetos gerem R$ 2,3 bilhões em outorgas e R$ 8,3 bilhões de investimentos ao longo dos contratos, que têm prazo de até 30 anos. A carteira recebida de Temer soma no total 69 projetos: o programa prevê outros 24 concedidos até o final do ano e mais 21 em 2020, com destaque para mais onze ferrovias e seis rodovias. O impacto sobre a economia, porém, não será sentido de imediato, já que os investimentos em infraestrutura demandam etapas, como o licenciamento ambiental, que podem levar mais de um ano, nota o economista Claudio Frischtak, sócio da Inter B. Consultoria. Ele estima que a taxa de investimento em infraestrutura deve ficar em 1,6% do PIB (total de riquezas produzidas no país) neste ano, patamar parecido com os de 2017 e 2018 e inferior a média de 2,2% vista de 2010 a 2016. Na sua projeção, os investimentos devem se acelerar a partir de 2020, o que pode levar essa taxa a 4% em 2022. "Seria um pequeno milagre. Não vemos esse patamar há muitos anos", destaca. Para isso se concretizar, porém, "tudo tem que dar certo", afirma Frischtak. Isso significa novos projetos serem incluídos no PPI e o governo conseguir aprovar no Congresso as reformas que vem prometendo, como a da Previdência (para equilibrar as contas públicas), o novo marco regulatório do saneamento básico (para destravar obras no setor) e uma lei das agências regulatórias (que dê mais segurança jurídica). 'Não foi consequência do que sobrou do governo', diz secretário O governo Bolsonaro já mapeou mais 94 projetos, quase metade de aeroportos (44), que podem ser incluídos no PPI. Tudo está sendo tocado sob o comando de Adalberto Vasconcelos, engenheiro com duas décadas de experiência no Tribunal de Contas da União que foi mantido como secretário especial do programa. Ele não vê os projetos iniciados na gestão anterior como "herança". "Não foi consequência do que sobrou do governo. Foi algo planejado para dar continuidade administrativa. É uma virtude do governo manter o programa e aos leilões planejados", afirma. Para reforçar o argumento, o secretário ressalta que 18 projetos entraram na carteira em julho de 2018, quando faltavam menos de seis meses para o fim da gestão Temer. O grosso dos projetos atrasados, no entanto, foi anunciado até agosto de 2017 (60 dos 69). É o caso, por exemplo, da construção da Ferrogrão, ferrovia de 933 km para escoar a produção de grãos de Mato Grosso, partindo da cidade de Sinop, até o porto de Miritituba no Rio Tapajós, Pará. O projeto foi anunciado na primeira reunião do PPI, em setembro de 2016, mas se encontra em fase de consulta pública. Seu traçado impactará mais de 20 áreas protegidas, entre Terras Indígenas e Unidades de Conservação. A Rede Xingu+, que representa povos e comunidades da região, teme que o empreendimento estimule mais plantações assim como a abertura de mais estradas para levar a carga até a ferrovia, atingindo seus territórios e nascentes de rios. Apesar dessa resistência, o governo prevê leiloar a Ferrogrão até o fim de 2019. "Cada setor de infraestrutura tem seu timing. Quando você faz um terminal portuário, (o impacto) é localizado. Uma linha de transmissão também não dá muita discussão. Mas quando você vai fazer uma rodovia, uma ferrovia, tem interferência, precisa fazer a consulta", afirma Vasconcelos, ao explicar a diferença de andamento dos projetos. Mas não é só isso: a diferença de ritmo também reflete o que Temer herdou do governo Dilma Rousseff. No caso das linhas de transmissão, foi possível aproveitar projetos que haviam empacado em diversas tentativas mal sucedidas de leilões entre 2013 e 2016. Em agosto de 2015, por exemplo, quando o governo ofertou 11 lotes, só quatro foram arrematados, sendo que três receberam apenas um lance. Segundo o secretário, o PPI fez ajustes nos contratos, tornando a remuneração do investimento mais atrativa, o que levou a 100% de sucesso nos 82 leilões de transmissão realizados na gestão Temer. No caso do setor portuário, que não tinha concessões desde 2013, foi possível fazer oito novas, além de nove renovações, aproveitando estudos já em andamento na Empresa de Planejamento e Logística. Já na parte de ferrovias, rodovias e aeroportos o trabalho a ser feito era maior, segundo o secretário. "Em ferrovias, o governo anterior não tinha feito nada", justifica. Leilão da Ferrovia Norte-Sul enfrenta polêmica O leilão de um trecho da Norte-Sul, previsto para 28 de março, será a primeira concessão de ferrovia à iniciativa privada em doze anos no Brasil. São 1.537 km de extensão, ligando Estrela d'Oeste (SP) a Porto Nacional (TO). O lance mínimo para o leilão está previsto em R$ 1,35 bilhão e os investimentos obrigatórios no prazo de dois anos para acabamento e melhoria da malha são de R$ 2,8 bilhões. O edital foi aprovado pelo TCU, apesar das críticas do procurador do Ministério Público que atua junto ao tribunal Júlio Marcelo de Oliveira. Na sua avaliação, o contrato traz regras favoráveis à VLI (empresa de logística da mineradora Vale que opera ferrovias no norte do país) e à Rumo (que opera a malha ferroviária em São Paulo), afastando investidores estrangeiros. Isso porque o edital prevê solução temporária, de apenas cinco anos, para o "direito de passagem" da carga transportada na Norte-Sul seguir depois por trilhos das duas empresas até o porto de Santos (SP) ou os portos em São Luís (MA). Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, na avaliação do MP, a regra do direito de passagem não foi acatada pelas empresas que já atuam no setor. O "direito de passagem" teria sido imposto de forma unilateral pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), mudando regras de contratos já existentes, "o que poderia levar a questionamentos jurídicos". "Na opinião do procurador", diz o jornal, "esse fato retira a atratividade da licitação, já que não seria garantido que a Vale deixaria locomotivas de outras empresas percorrerem o trecho que hoje administra". "Não se há de admitir uma licitação viciada, dirigida, feita sob medida para a vitória de interessado previamente identificável", escreveu o procurador no ano passado, em artigo para o site Consultor Jurídico, sobre o leilão. Adalberto Vasconcelos contesta as críticas. Segundo ele, o governo fará a renovação antecipada das concessões de ferrovia, inclusive as operadas por VLI e Rumo, e nos novos contratos as empresas terão que abrir mão da exclusividade de passagem da carga. Ele argumenta ainda que a Estrada de Ferro Carajás, da VLI, foi recentemente duplicada, de modo que é vantagem para a empresa escoar a carga da Norte-Sul. "Qualquer trem que passar por ali é renda extra para a Vale. Precisamos resolver o direito de passagem, isso será feito na prorrogação, mas não existe esse problema hoje, tanto que o TCU aprovou o edital", disse. Além da Norte-Sul, o PPI quer leiloar mais onze ferrovias até 2020 - a previsão é dobrar a parcela de carga transportada trens no Brasil de 15% para 31% a partir de 2025. Problema maior nas rodovias Mas é na parte de rodovias, em que as obras têm grande potencial de geração de empregos, que o PPI mais tem enfrentado dificuldades. A primeira concessão - da RIS (Rodovia de Integração do Sul), com 473 km que cortam 32 municípios gaúchos - saiu com atraso em novembro. A CCR ganhou a operação por 30 anos ao oferecer o menor pedágio (R$ 4,30) e terá que investir R$ 7,8 bilhões em obras de melhorias e duplicação de alguns trechos. Foi o primeiro leilão desde abril de 2014. "É um avanço muito lento que está totalmente defasado em relação às necessidades do país", crítica Cesar Borges, presidente da Associação Brasileira de Concessões Rodoviárias (ABCR) e ex-ministro dos Transportes por cerca de um ano no governo Dilma. "Mas defendemos que é melhor manter o PPI do que voltar pra estaca zero e recomeçar tudo de novo", ponderou. Para 2019, só há previsão de mais duas concessões: um trecho da BR 101 (SC) e a BR 364/365 (GO/MG). Na avaliação de Borges, o grande entrave está nas revisões dos projetos impostas pelo Tribunal de Contas da União. "Estão sempre colocando questões pseudotécnicas para aprimorar o projeto, mas que no fundo vão criando delongas, embaraços e inseguranças", reclama. A questão é que as concessões de rodovias realizadas em 2013 e 2014 deram muito problema, o que elevou as exigências do tribunal na revisão dos novos projetos. São contratos que previam investimentos, como duplicação de estradas, e não estão sendo cumpridos. As empresas reclamam que o cenário econômico mudou, com queda no volume de tráfego, de modo que os valores fixados nos pedágios não são suficientes. Elas querem repactuar os contratos e, em alguns casos, até mesmo devolver a concessão. O próprio Borges reconhece que de um total de cerca de 10 mil km concedidos, "quase 5 mil km tem problemas que pode levar até a devolução". "Tem que ter bom senso pra sentar, repactuar e destravar os investimentos. Isso envolve a concessionário, o governo e os órgãos de controle", defende. Já o procurador Julio Marcelo defende a postura do TCU e diz que "as empresas dão lances agressivos e aventureiros já pensando na repactuação". "O PPI trouxe avanços na coordenação de projetos, agora espera-se que continue a incrementar a qualidade (dos projetos) para restaurar uma cultura de seriedade do cumprimento dos contratos no Brasil", disse à reportagem. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-bolsonaro-surfa-em-heranca-de-temer-e-vai-leiloar-aeroportos-ferrovia-e-portos-nos-100-primeiros-dias-18022019

Falha processual do STF inocenta ex-deputado acusado de corrupção
Data: 18/02/2019

Ação penal que o tribunal decidiu enviar à primeira instância, com base na nova regra que limita o foro privilegiado, arquivou o processo

Um erro do STF (Supremo Tribunal Federal) "inocentou" um deputado acusado por corrupção e lavagem de dinheiro. Uma ação penal que o tribunal decidiu enviar à primeira instância, com base na nova regra que limita o foro privilegiado, tomou o caminho errado - o do arquivo. O processo só voltou a tramitar após o jornal O Estado de S. Paulo descobrir o desvio e questionar a Corte, que alegou ter ocorrido um erro e reabriu o caso. O réu que se livraria sem julgamento é Marcos Reategui (PSD-AP), deputado federal até 31 de janeiro. Ele é acusado de, enquanto procurador estadual no Amapá, em 2006, ter atuado para viabilizar um acordo entre o Estado e uma empresa de amigos, credora de R$ 3,9 milhões do Amapá, e ficar com parte dos valores. O agora ex-deputado nega as acusações. O rumo da ação penal, que estava na fase de apontamento de testemunhas, mudou depois da decisão do Supremo, em maio de 2018 que restringiu a competência da Corte para só julgar parlamentares se o crime tiver sido cometido durante o mandato e em razão dele. A nova regra, segundo ministros, ajudaria a reduzir o "elevador processual" - as subidas e descidas de instância paralisando inquéritos e ações penais. De pronto, ainda em maio, o ministro-relator, Dias Toffoli, decidiu enviar o caso à 4.ª Vara Criminal de Macapá. A posição foi mantida, pela Segunda Turma, em setembro, rejeitando recurso da defesa. Em vez da remessa, porém, o STF promoveu em outubro o arquivamento. O erro só foi percebido pelo Supremo, e o deputado voltou a ser réu, após o questionamento do Estado, no dia 8. A Corte desarquivou a ação penal, após três meses, e a encaminhou a Macapá no mesmo dia. O setor apontado como responsável foi a Secretaria Judiciária do STF. "Foi constatada falha no processamento da ação penal nos trâmites da Secretaria Judiciária do STF. Tão logo verificado o equívoco, foram adotadas as medidas necessárias ao imediato encaminhamento dos autos para a instância competente, conforme decisão da Segunda Turma", disse o tribunal em resposta à reportagem. Na prática, porém, o caso ficou parado por nove meses no Supremo desde a decisão de Toffoli. O período total sem avanços no caso chega a 11 meses. O último passo na instrução foi um pedido da defesa para ouvir testemunhas em 3 de março de 2018 - ainda não analisado. A falha causou, ainda que indiretamente, a paralisação do caso também na primeira instância, em que são rés outras pessoas que não tinham foro no Supremo. Reategui agora se juntará a elas. À reportagem, o ex-deputado federal disse desconhecer a informação de arquivamento e que acreditava que o caso tivesse ido à primeira instância. "Se houve um arquivamento por engano, coisa que eu não sei, isso é corrigido e o caso continua. Eu só lamento que demore mais ainda para esclarecer que se trata de uma armação", afirmou. 'Elevador' O arquivamento indevido foi um ponto fora da curva, mas diversos outros casos pararam após a decisão de envio a instâncias inferiores. Enquanto os recursos são analisados, medidas de investigação e tomada de depoimentos estão interrompidas. Treze inquéritos e ações penais que foram alvo de decisão deste tipo em maio de 2018 ainda não haviam sido baixadas até o início de fevereiro, incluindo a de Marcos Reategui. Os motivos para o longo período para o envio não são apenas os recursos. A própria forma como cada ministro-relator lida com essa situação faz diferença. Até sexta-feira, havia 17 processos aguardando julgamento de recursos. Nenhum deles é de relatoria dos ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes. Os dois magistrados adotaram, como regra, o envio independentemente de recursos. Quando questionamentos das defesas chegaram, os dois ministros abriram um procedimento à parte para análise, sem prejudicar o andamento do caso nas outras instâncias. Se a decisão for revista na turma, o tribunal pode pedir à outra instância o retorno. Condução diferente tem sido adotada pelo ministro Gilmar Mendes em uma ação penal que tem como alvo o deputado federal Édio Lopes (PR-RR). O relator decidiu encaminhar à Comarca de Boa Vista (RR) em maio de 2018. A Procuradoria recorreu. Nove meses depois, o ministro nem sequer liberou o recurso para julgamento. Deixar de enviar casos para outras instâncias durante análise de recursos pode ter como efeito prático a paralisação de atividades de investigação por meses, uma vez que os processos são físicos. Eles não ficam à disposição da Polícia Federal, por exemplo, no período. A cada vez que isso acontece, o "elevador processual" trava. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/falha-processual-do-stf-inocenta-ex-deputado-acusado-de-corrupcao-18022019

Barragens em risco afetam cidades de MG pela 3ª vez após Brumadinho
Data: 18/02/2019

Neste domingo (17), a Vale cadastrou 110 pessoas que vivem na comunidade Macacos, em Nova Lima, a 25 km de BH. Cerca de 170 tiveram de sair de casa

Vinte e dois dias depois da tragédia de Brumadinho, em 25 de janeiro, moradores de três cidades do interior de Minas Gerais já tiveram que deixar as casas em que moram em três ocasiões em decorrência do risco de alguma barragem da Vale se romper. O caso mais recente ocorreu na noite do último sábado (16), quando cerca de 170 pessoas deixaram 49 casas da comunidade Macacos, em Nova Lima, a pedido da Defesa Civil e dos Bombeiros de Minas Gerais. A cidade fica a 25 km de Belo Horizonte e faz parte da região metropolitana. Os moradores foram obrigados a sair de casa por causa do risco das barragens B3 e B4 da Mina Mar Azul, ambas da Vale, se romperem. Em nota, neste domingo (17), a Vale informou que 110 pessoas foram cadastradas, sendo que “42 estão em hotéis e as demais em casas de parentes ou outros locais, respeitando suas escolhas”. “A empresa colocou à disposição hospedagem, alimentação, transporte, medicamentos e itens de necessidade básica, além de uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, assistentes sociais e médicos nos pontos de atendimento, no Centro Comunitário de Macacos e em dois hotéis de Belo Horizonte”, informou a Vale em nota. A mineradora também informou que “intensificou as inspeções” nas barragens, “que estão sendo realizadas em regime especial, com a presença de profissionais especializados 24 horas por dia”. A possibilidade de uma nova tragédia impediu também o tráfego em duas estradas. A PM (Polícia Militar) interditou o acesso a Macacos pela BR-040 e pela MG-030. Agora, segundo a própria Vale, “para chegar à região, o acesso disponível é pela estrada da Passárgada, via Vale do Sol, em Nova Lima, com bloqueio apenas para o bairro Capela Velha”. Outros dois casos Antes do episódio deste final de semana, já houve esvaziamento de áreas de risco e retirada de pessoas de suas respectivas casas, devido ao possível rompimento de barragem da Vale, em outras duas ocasiões. Apenas dois dias depois da catástrofe provocada pelo mar de lama na antevéspera, Brumadinho teve que acionar sirenes e retirar os moradores de casa em plena madrugada. A razão era o risco de uma nova barragem estourar. No dia 8 de fevereiro, foi a vez dos moradores de Barão dos Cocais, a cerca de 100 km de Belo Horizonte. Como também havia risco de rompimento de uma barragem, a Sul Superior da mina Gongo Soco, cerca de 500 pessoas foram retiradas de casa como forma de prevenção.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/barragens-em-risco-afetam-cidades-de-mg-pela-3-vez-apos-brumadinho-17022019

França usou helicóptero em atos políticos e até para jantar na praia
Data: 18/02/2019

Ex-governador de São Paulo é alvo de investigação do Ministério Público pelo suposto uso indevido de helicópteros da Polícia Militar na sua gestão

Alvo de investigação do Ministério Público de São Paulo pelo suposto uso indevido de helicópteros da Polícia Militar na sua gestão, o ex-governador Márcio França (PSB) embarcou nas aeronaves do governo para se deslocar a uma série de compromissos políticos e particulares durante seus quase nove meses de mandato, em 2018. PUBLICIDADE Registros da Secretaria da Casa Militar obtidos pelo jornal O Estado de São Paulo por meio da Lei de Acesso à Informação mostram que França voou nos helicópteros da PM para participar de convenções de partidos que o apoiaram na eleição, de encontros com líderes religiosos aliados, para assistir a jogo de futebol no estádio e até jantar com a então primeira-dama em uma hamburgueria em Santos, no litoral sul paulista. Ao todo, foram 365 voos pelo Estado entre os dias 7 de abril, quando França assumiu o governo após a renúncia de Geraldo Alckmin (PSDB), e 31 de dezembro, quando ele deixou o cargo após perder a eleição para o tucano João Doria. A soma dos tempos de voos chega a 169 horas, o que equivale a uma semana inteira no ar - cada hora de voo custa R$ 5,9 mil a preço de mercado. Em menos de nove meses, França fez 83% mais decolagens do que Alckmin em todo o ano anterior: 199. Quinze diferentes helicópteros Águia da PM paulista foram utilizados por França em seus deslocamentos aéreos. A maioria dos percursos foi feita com o modelo executivo Eurocopter EC135, prefixo PR-GSP. Adquirido em 2010 para transporte de autoridades, a aeronave foi transferida em 2017 da Secretaria de Logística e Transportes para o Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar pelo valor de R$ 12,9 milhões. Foi com esse helicóptero que França deixou a base aérea da PM na Praia Grande, a 9 km de seu apartamento no litoral, para subir a serra no domingo de 22 de abril e pousar no heliponto do Hotel Emiliano, no bairros dos Jardins, na capital, para se encontrar com o ex-prefeito e então adversário na eleição João Doria, na casa do tucano, a 2 km de distância. À época, Doria já havia iniciado seus ataques eleitorais contra França, a quem chamava de "Márcio Cuba" para vinculá-lo à esquerda. A reunião foi um dos 23 eventos fora da agenda oficial do governador em que França utilizou as aeronaves da PM para se deslocar durante a pré-campanha, de abril a julho. A prática começou já no primeiro fim de semana de governo. No sábado, 7 de abril, França voou do heliporto da Ecovias na Imigrantes, em São Bernardo do Campo, até o Campo de Marte para participar de uma reunião da Igreja Renascer no antigo ginásio da Portuguesa, na capital. A igreja tem representantes no PSC, partido que apoiou e ganhou cargos de França. No dia seguinte, o então governador decolou do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, na zona sul da capital, e foi até o heliponto da Federação Paulista de Futebol, na zona oeste. Dali seguiu de carro até o Allianz Parque para assistir à final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Corinthians. Os dois compromissos não foram divulgados na agenda do governador. Campanha As aeronaves da PM também foram usadas em agendas casadas, que uniam compromissos de governador e atos políticos. Em 22 de julho, por exemplo, França decolou em Catanduva, no interior, onde havia visitado uma escola um dia antes, e desceu no Hospital Bandeirantes, no centro da capital, para participar da convenção do Solidariedade que oficializou apoio à sua reeleição. O ex-governador também usou o Águia da PM para ir do Bandeirantes ao Campo de Marte pegar aviões fretados por seu comitê para fazer agendas de campanha no interior, em setembro e outubro, ou para ir a emissoras de rádio e TV conceder entrevistas como candidato. Foi assim no dia 1.º de setembro, quando ele fez campanha em Ribeirão Preto, Franca e Araraquara. A planilha obtida pelo jornal O Estado de São Paulo contém as datas dos voos, prefixo das aeronaves utilizadas, locais de destino, nomes dos integrantes que embarcaram na aeronave e o motivo do deslocamento aéreo. A reportagem já havia solicitado por meio da Lei de Acesso à Informação a relação de voos em maio e junho do ano passado, ainda no governo França, mas a Casa Militar não respondeu o pedido. Os registros mostram que no dia 11 de maio, por exemplo, França e a ex-primeira-dama voaram do Palácio até o heliponto do Hospital Samaritano, em Higienópolis, na capital, para participar do jantar em comemoração ao aniversário do ex-deputado federal Arnaldo Madeira (PSDB). O evento também não constou da agenda oficial divulgada no site do governo. Já no dia 23 de agosto, segundo registro feito pela Casa Militar, o ex-governador, a esposa e dois ajudantes de ordem militares deixaram o Campo de Marte no helicóptero Águia 22, prefixo PP-SPS, e pousaram no heliporto da Ecovias na Imigrantes para jantar em um endereço onde funciona uma hamburgueria na praia do Gonzaga, em Santos. Principal destino dos voos de França fora da capital, o heliporto da Ecovias era usado quando as condições climáticas impediam a aeronave de descer a serra e pousar no litoral. Nestes casos, o restante do trajeto era feito de carro pela rodovia. Naquele mesmo dia 23, eles voltaram de helicóptero para o Palácio dos Bandeirantes. Quando as condições eram favoráveis nas viagens ao litoral, onde França nasceu e iniciou a carreira política, as aeronaves prosseguiam viagem e pousavam na base aérea da PM na Praia Grande, no aeroporto de Itanhaém ou no 2º. Batalhão de Infantaria Leve do Exército, que fica a 10 minutos da casa do ex-governador na Ilha Porchat, em São Vicente. Foi assim no dia 22 de dezembro, quando a ex-primeira-dama Lúcia França voou do Palácio até a base aérea na Praia Grande acompanhada do neto e de uma outra criança para ir até um colégio, segundo registro da Casa Militar. Em alguns de seus deslocamentos, o ex-governador também deu carona nas aeronaves da PM, como para o deputado estadual e líder de seu governo na Assembleia Legislativa, Carlos Cezar (PSB), no retorno de um encontro da Assembleia de Deus em Santo André, em abril. Em outro evento semelhante, em julho, foi o deputado federal Gilberto Nascimento (PSC) esteve a bordo. Ainda há registros de uso dos helicópteros para ir a uma consulta médica no Hospital Sírio-Libanês, em novembro, e quatro deslocamentos entre o Palácio dos Bandeirantes e o aeroporto de Itanhaém nos dias em que o ex-governador foi para uma casa em Peruíbe, nos últimos dias de dezembro. Há dez dias, França entrou com um recurso no Conselho Superior do Ministério Público pedindo o arquivamento do inquérito, aberto em janeiro pelo promotor Ricardo Manuel Castro para investigar possível ato de improbidade administrativa por uso indevido das aeronaves. Não há prazo para decisão dos procuradores. Enquanto isso, a investigação fica suspensa. Defesa França afirmou, por meio de nota, que os helicópteros da Polícia Militar "nunca foram utilizados indevidamente" por ele e que "todo o modo de deslocamento do governador é definido pela Casa Militar". Segundo ele, o órgão "segue normas institucionais" — decreto de 2004 — e o ex-governador "não tem ingerência nesse assunto". "A logística e a decisão do tipo de veículo, horários, planejamento e deslocamentos, quem acompanha e onde estaciona ou pousa o veículo, são de competência desses policiais e seus superiores." Ainda de acordo com a nota, "todos os eventos" citados pela reportagem "foram compromissos do governador". "A ida ao estádio atendeu, por exemplo a convite do presidente da Federação Paulista de Futebol para a entrega da taça ao vencedor do Campeonato Paulista." Sobre o jantar com a então primeira-dama em uma hamburgueria na praia do Gonzaga, informou que ambos haviam tido agenda oficial antes em Santos. França, segundo o texto, só usava helicópteros operacionais da PM quando a aeronave executiva destinada ao transporte de autoridades estava em manutenção e quando não havia prejuízo ao serviço policial. Segundo a nota, "a esposa do governador, que sempre exerceu a função de presidente do Fundo Social de Solidariedade, sem remuneração, também tem tratamento semelhante nos seus deslocamentos". Sobre o aumento do número de voos em comparação com Alckmin, disse que "imprimiu o ritmo de inaugurações, vistorias técnicas de obras e reuniões públicas que entendeu adequado para o momento do Estado e do País", sem relação com período eleitoral. A nota diz que as aeronaves usadas na campanha foram locadas pelo comitê e declaradas à Justiça Eleitoral. "Nunca foi usada aeronave oficial para evento eleitoral." Ainda de acordo com França, o pedido de arquivamento da investigação foi feito porque o promotor se baseou em denúncia anônima, contrariando norma do Ministério Público que exige a identificação e qualificação do autor da denúncia. O jornal O Estado de São Paulo não conseguiu localizar nos dois últimos dias a coronel Helena Reis, chefe da Casa Militar no governo França que autorizava os voos com helicópteros. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/franca-usou-helicoptero-em-atos-politicos-e-ate-para-jantar-na-praia-17022019

Propina pagou hotel e até comida da campanha de Beto Richa, diz delator
Data: 18/02/2019

Em depoimento à Lava Jato, ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná descreveu três pedidos de propinas

Em depoimento complementar à Operação Lava Jato, o ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná (DER-PR) Nelson Leal Júnior descreveu três pedidos de propinas, em 2014 e 2015, ao então presidente da Econorte, Helio Ogama — também delator. O ex-dirigente do DER apontou que cerca de R$ 220 mil da Econorte foram repassados para a campanha de Beto Richa (PSDB), para o deputado Guto Silva (PSD), hoje chefe da Casa Civil do governo do Paraná, e para um congresso em Foz do Iguaçu. O ex-governador do Paraná Beto Richa, a mulher dele, Fernanda Richa, e o filho, André Vieira Richa viraram réus em um processo de lavagem de dinheiro. Nelson Leal Júnior declarou que a ‘primeira solicitação’ envolvendo a Econorte ocorreu em 2014. O delator contou que José Richa Filho, o Pepe Richa, irmão do ex-governador, e Mounir Chaowiche, ex-secretário de Habitação, ambos coordenadores da campanha de Beto Richa ao Governo do Estado, o enviaram aos municípios de Paranavaí e Umuarama, no interior do Estado por 40 dias, para fazer campanha pelo tucano. “José Richa Filho orientou o colaborador a procurar alguma empresa que tivesse contrato com o DER para que ela arcasse com as despesas inerentes ao deslocamento e realização da campanha”, relatou Nelson leal Júnior. “O colaborador procurou o então presidente da Econorte, Helio Ogama, e solicitou a este o valor de R$ 80 mil.” Segundo o ex-diretor do DER, ‘o pedido foi aceito’. Nelson Leal Júnior declarou que, ‘em junho ou julho de 2014, logo no início da campanha para o Governo do Estado do Paraná, o valor foi entregue por Helio Ogama na sala do colaborador no DER’. “O colaborador utilizou integralmente o montante de R$ 80 mil nos 40 dias que ficou no interior do Estado do Paraná fazendo campanha para Carlos Alberto Richa, quitando despesas de hotel, gasolina, alimentação”, contou. O segundo pedido de valores envolveu o deputado Guto Silva, segundo o depoimento complementar de Leal Júnior. O delator disse ter repassado R$ 100 mil, em mãos, ao deputado em 2014. Desde janeiro deste ano, o parlamentar é secretário-chefe da Casa Civil do governador Ratinho Júnior (PSD), no Paraná. A terceira solicitação, contou o delator, ocorreu em 2015. Nelson Leal Júnior narrou que ‘a Associação Brasileira dos Departamentos de Estradas de Rodagem (Abder) fez um congresso na cidade de Foz do Iguaçu’. “Para custear as despesas do evento, o colaborador solicitou o valor de R$ 100 mil para Helio Ogama, então presidente da Econorte; que Helio Ogama disse que iria ver como poderia ‘ajudar’ o colaborador”, afirmou. “Em razão da solicitação, no mês de março de 2015, o colaborador recebeu de João Marafon, advogado da Econorte, o montante de R$ 40 mil ou R$ 50 mil; que a entrega foi realizada no hotel Four Points by Sheraton em Curitiba/PR, no qual João Marafon estava hospedado.” O que diz Helio Ogama? Em janeiro, Helio Ogama foi interrogado em ação penal na 23ª Vara Federal de Curitiba. O juiz Paulo Sergio Ribeiro perguntou ao delator se ele havia levado ‘dinheiro para algum agente público seja vinculado ao DER, seja vinculado ao governo’. O ex-presidente da Econorte citou uma ‘boa vontade’. “O dinheiro foi para o Nelson Leal Júnior, tá certo, entreguei uma vez no início, a pedido dele”, afirmou. “Ele (Nelson Leal Júnior) estava falando, que como o governo não estava repassando dinheiro para as obras todas, estava com dificuldade interna, ele precisaria resolver um problema interno dele. Foi nisso, demorou um pouco conseguiu 80 mil, entreguei para ele, na sala dele.” Na ocasião, o ex-presidente da Econorte citou também uma ‘ajuda política’ de R$ 100 mil a um ‘deputado ou candidato’, sem tocar no nome de Guto Silva. “Ele (Nelson Leal Júnior) pediu ajuda política, seria para um deputado ou candidato, que seria cem mil reais. Eu dificultei um pouco, mas devido à várias insistências, eu arrumei para ele cem mil reais, entreguei na sala dele”, contou. À Justiça, Helio Ogama falou ainda sobre uma entrega de dinheiro em 2017. O delator disse que Nelson Leal Júnior foi de carro pegar o dinheiro. “Foi acho que 2017, teve mais uma, que houve até um pedido de 100 mil, que o senhor Nelson Leal pediu para mim, tá certo. Aí eu falei que estava muito difícil, porque ele já estava em um momento muito perigoso, devido às investigações todas”, afirmou. “Aí ele ficou me insistindo, insistindo, aí eu consegui arrumar sessenta mil, entreguei sessenta mil, onde foi entregue através de João Marafon, no Hotel Four Point.” A reportagem não localizou João Marafon. O espaço está aberto para manifestação. COM A PALAVRA, O ADVOGADO WALTER BITTAR, QUE DEFENDE BETO RICHA “O escritório Walter Bittar, responsável pela defesa de Beto Richa, esclarece que não apenas esse fato como outros relatados pelo réu confesso Nelson Leal Júnior são inverídicos e só se justificam como um ato para tentar se livrar das penas de sua conduta. Reiteramos a confiança no poder judiciário e na sentença absolutória ao final do processo.” COM A PALAVRA, O ADVOGADO RODRIGO FAUCZ PEREIRA E SILVA, QUE DEFENDE PEPE RICHA “O escritório Faucz, Santos & Advogados Associados, responsável pela defesa do ex-secretário José Richa Filho, esclarece que os fatos são inverídicos e lamenta a credibilidade dada ao criminoso confesso que busca, a todo custo, benesses indevidas. Pepe Richa confia na aplicação da Justiça e continua à disposição para esclarecer os fatos.” Rodrigo Faucz Pereira e Silva COM A PALAVRA, O ADVOGADO GABRIEL BERTIN, QUE DEFENDE HELIO OGAMA “Hélio Ogama já se manifestou sobre este mesmo assunto tanto no acordo de colaboração quanto no interrogatório recentemente realizado.” COM A PALAVRA, GUTO SILVA ESTADÃO: Conhece Nelson Leal Júnior? GUTO SILVA: Conheço. ESTADÃO: Há quanto tempo? GUTO SILVA: Desde que ele assumiu seu cargo no DER. ESTADÃO: São amigos pessoais? GUTO SILVA: Não. A relação que eu sempre tive com Nelson Leal Júnior foi referente a trabalho. Sempre lutei por obras no Sudoeste do Paraná. ESTADÃO: Esteve no DER, em 2014, para pegar R$ 100 mil? GUTO SILVA: Não estive nem no DER nem em qualquer outro lugar. ESTADÃO: Pegou R$ 100 mil com Nelson Leal Júnior? GUTO SILVA: Não. Essa declaração é inverídica. Não é apresentada uma prova sequer. Apenas palavras ao vento. ESTADÃO: Espaço aberto para manifestação. GUTO SILVA: Sou a favor de que todo ocupante de cargo público possa ser investigado e deve ter os seus atos acompanhados de forma pública e transparente. Mas não tenho nenhum receio ou problema de confrontar essa delação porque é uma declaração mentirosa e caluniosa. Não há nenhum fato que possa, no mínimo, sugerir essa minha conduta. Agradeço essa oportunidade de deixar isso bem claro e a Justiça terá essa certeza também ao final de qualquer apuração. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/propina-pagou-hotel-e-ate-comida-da-campanha-de-beto-richa-diz-delator-17022019

Dois funcionários da Vale presos pedem habeas corpus ao TJMG
Data: 18/02/2019

Oito empregados da empresa foram detidos, na última sexta-feira (15), durante investigação sobre o rompimento da barragem de Brumadinho

A defesa de dois dos oito funcionários da Vale presos durante a investigação sobre o rompimento da barragem de Brumadinho enviou, nesta segunda-feira (18), pedidos de habeas corpus ao TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais). As solicitações foram feitas pelos advogados de Marilene Christina Oliveira Lopes e de Artur Bastos Ribeiro e foram enviados à 7ª Câmara Criminal. Segundo o Tribunal, os recursos devem ser analisados o mais breve o possível. Marilene trabalhava no setor de gestão de riscos geométricos da barragem da mina Córrego do Feijão. Ela participava do gerenciamento de dados corporativos que avaliam a qualidade das estruturas e integrava o setor que colocou a barragem I na “zona de alerta”. Ribeiro era membro da gerência de geotecnia. Segundo o MPMG (Ministério Público de Minas Gerais), ele teria participado ativamente da conversa entre funcionários da Vale e da Tüv Süd nos dias 23 e 24 de janeiro deste ano, às vésperas do rompimento, falando sobre uma possível anormalidade na barragem. Além dos dois, outros seis funcionários da mineradora foram presos na última sexta-feira (15). De acordo com o juiz Rodrigo Heleno Chaves, percebe-se "fundadas razões de autoria ou participação dos investigados na prática de centenas de crimes de homicídio qualificado". Nesta segunda-feira, o MP continua colhendo depoimento dos detidos. A reportagem tenta contato com a defesa dos presos. Procurada, a Vale informou que considera as prisões “desnecessárias”, uma vez que os envolvidos já haviam prestado esclarecimentos espontaneamente.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/minas-gerais/dois-funcionarios-da-vale-presos-pedem-habeas-corpus-ao-tjmg-18022019

Venezuela expulsa parlamentares europeus que visitariam Guaidó
Data: 18/02/2019

Representantes do Parlamento Europeu fariam visita diplomática ao governo e à oposição, mas foram impedidos de entrar no país neste domingo (17)

A Venezuela expulsou no domingo uma missão de europarlamentares que iria visitar o país e sustentar várias reuniões, entre elas uma com o chefe do Parlamento, Juan Guaidó, o que gerou condenação de Espanha e França. "Naturalmente queríamos que eles visitassem o país e condenamos a atitude do Governo da Venezuela, do senhor Maduro, do Governo que como sabem é questionado", indicou Josep Borrell à imprensa em sua chegada a um Conselho de ministros de Relações Exteriores da União Europeia (UE). A comissão que viajou para a Venezuela era integrada por Esteban González Pons, porta-voz da delegação espanhola do Partido Popular no Parlamento Europeu (PE); Esther de Lange, vice-presidente do Grupo do Partido Popular Europeu (PPE) e Paulo Rangel, vice-presidente do Grupo PPE e tesoureiro, entre outros. "Protestamos energicamente pelas condições nas quais foram expulsos hoje cinco deputados europeus na Venezuela", disse por sua parte Jean-Yves Le Drian. Borrell explicou que esteve em contato com o embaixador espanhol em Caracas, que "cumpriu com todos os pedidos do Ministério das Relações Exteriores da Venezuela para facilitar a entrada destes parlamentares". "Infelizmente, não tivemos o resultado esperado e a última notícia é que não puderam entrar", afirmou. De qualquer forma, o chefe da diplomacia espanhola considerou que "há temas a respeito da situação na Venezuela que talvez sejam mais importantes". O ministro espanhol deixou claro que a situação na Venezuela "não pode ser resolvida mediante uma intervenção militar estrangeira". "Sabemos que a via da pressão política, do diálogo, da atuação como a UE está fazendo, que tenta provocar uma mudança sem provocar um enfrentamento que seria catastrófico, é o caminho a seguir", enfatizou.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/venezuela-expulsa-parlamentares-europeus-que-visitariam-guaido-18022019

LEGISLATIVO EMPOSSA MESA DIRETORA EM VALPARAÍSO DE GOIAS
Data: 12/02/2019

INICIA OS TRABALHOS 2019

Link Notícia:

Conheça os primeiros finalistas do
Data: 07/02/2019

Erik Moraes, Stanya, Bruna Oliver e Fernando Manso foram selecionados antes da estreia do reality show; eles terão que defender o posto até o final

O The Four Brasil estreou nesta quarta-feira (6) e os finalistas foram revelados logo no primeiro programa. Este é um dos diferenciais do novo reality show da Record TV. Assim que a atração começou, Erik Moraes, Stanya, Bruna Oliver e Fernando Manso entraram no palco, se apresentaram juntos, ao som de I Want It All e Will Rock You do Queen, e sentaram nas respectivas cadeiras. Antes mesmo do início do reality, o quarteto passou por uma avalição criteriosa para ocupar o posto mais cobiçado do programa. Para continuar na disputa, eles terão que defender esse lugar até o final. João Marcello Bôscoli, um dos jurados do The Four Brasil, exalta esse diferencial e dá detalhes do processo de escolha. — Achei interessante o formato já começar com os finalistas, finalmente alguém teve uma ideia diferente. Achei legal e eleva o nível da competição. Os quatro foram escolhidos por nós e por um grupo coeso de pessoas e, realmente, para tirar um daqueles da cadeira você precisa ser do ramo. Aqui o que vai contar é a performance do artista como um tudo no palco. Saiba mais sobre cada um dos finalistas Erik Moraes é de São Paulo, casado e pai dois filhos. Ele já participou de outro programa musical na televisão e chegou até a ser premiado. Erik também atua como coach e é CEO de uma academia na capital paulista. Natural de Cuiabá, Stanya é cantora desde os sete anos e atualmente canta em casamentos, noivados, aniversários e eventos corporativos. Stanya também trabalha como modelo e, no fim do ano passado, foi pedida em casamento pelo namorado. Bruna Oliver é mineira, graduada em música e professora de técnica vocal. A cantora tem um canal no YouTube onde compartilha vídeos de apresentações musicais. Nas redes sociais, a finalista do The Four Brasil faz sucesso e tem mais de 17 mil seguidores no Instagram. O goiano Fernando Manso se apresenta em festas de casamentos. Além de embalar os noivos e convidados com grandes sucessos, ele também gosta de compartilhar músicas de autoria própria no canal dele no YouTube. Fernando está em um relacionamento sério há oito meses.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/conheca-os-primeiros-finalistas-do-the-four-brasil-06022019

Na UTI, Beto Barbosa comemora vitória contra o câncer na bexiga
Data: 07/02/2019

"Hoje eu sei o valor de um copo de água quando se atravessa um deserto", declarou o cantor que segue se recuperando após duas cirurgias

Beto Barbosa segue internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Centro Oncolócigo do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, onde se recupera de duas cirurgias: retirada e reconstrução da bexiga, e retirada completa da próstata e dos gânglios. Na manhã desta quarta-feira (6), o cantor usou uma rede social para atualizar os fãs as informações sobre seu estado de saúde. As notícias são animadoras. Estou feliz da notícia de que tive: uma resposta completa ao tratamento para o câncer na bexiga, diagnosticado em julho do ano passado. O tumor, localmente avançado, se estendia para a região da próstata. O tratamento foi realizado por 12 semanas, com três quimioterápicos, sob os cuidados do meu oncologista e amigo Fernando Maluf, diretor-associado da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, do Hospital Israelita Albert Einstein e Diretor do Hospital Santa Lúcia, em Brasília. No mesmo post, o Rei da Lambada celebrou a vitória contra o câncer, dizendo que os testes mais recentes realizados não indicam mais a presença do tumor. — E é com muita alegria que recebo os testes realizados nos tecidos extraídos na cirurgia na qual me submeti e que não indicam mais a presença do tumor, revelando um patamar de cura muito mais alto do que era esperado no primeiro momento quando tive o diagnóstico. Em breve estarei mais presente por aqui e bem mais colado aos meus fãs, amigos, amigas , imprensa e familiares. Hoje eu sei o valor de um copo de água quando se atravessa um deserto. Deus eterno e sempre. Amo vocês. O R7 também conversou com a assessoria de imprensa do artista, que informou que Barbosa está recuperando "muito bem" e que ainda nessa semana deve deixar a UTI.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/na-uti-beto-barbosa-comemora-vitoria-contra-o-cancer-na-bexiga-06022019

James Brown pode ter sido assassinado, revela investigação
Data: 07/02/2019

Morte do cantor cantor, que aconteceu há 13 anos, ainda gera dúvidas e polêmicas entre as autoridades norte-americanas

Nesta quarta-feira (6), uma investigação realizada pela CNN, revelou que James Brown, morto em 2006, aos 73 anos, pode ter sido assassinado e não vítima de insuficiência cardíaca. Após entrevistar 140 pessoas e analisar processos judiciais, testes forenses e mensagens de textos, a emissora descobriu que foram encontrados vestígios de drogas no tubo de respiração usado por ele para tratar uma pneumonia. O médico responsável pelo atestado de óbito de Brown, Marvin Crawford, foi ouvido e comentou que a piora rápida no quadro de saúde do cantor nos meses que antecederam a morte indicam que algo anormal pode ter acontecido com ele. "Ele ainda não foi enterrado", revela motorista do cantor James Brown "Ele mudou muito rápido. Era um paciente que eu nunca teria previsto com esse quadro. Mas ele morreu e eu levantei a questão: o que deu errado naquela sala? Alguém poderia ter dado a ele uma substância ilícita, que levou à sua morte", analisou. Crawford ainda comentou que solicitou uma segunda autópsia no corpo do músico, mas um das filhas dele, Yamma, recusou. Além dele, outras 11 pessoas também pediram uma nova investigação sobre a causa da morte. Brown, uma das figuras mais influentes da música negra americana, morreu na manhã de Natal de 2006, aos 73 anos, após uma curta pneumonia. A causa oficial registrada foi insuficiência cardíaca.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/james-brown-pode-ter-sido-assassinado-revela-investigacao-06022019

Raí amarga derrota e garante permanência de André Jardine
Data: 07/02/2019

Diretor-executivo do São Paulo confirma sequência do treinador, mesmo com eliminação na Copa Libertadores e acredita na classificação, no Morumbi

O trabalho de André Jardine parece que está garantindo pelas próximas semanas. Após derrota para o Talleres por 2 a 0, o diretor-executivo do São Paulo, Raí confirmou que o treinador está mantido - mesmo que o time não conquiste a classificação na Copa Libertadores. Além disso, acredita em reviravolta no segundo jogo, que acontece na próxima quarta-feira, no Morumbi. - Eu assumo toda a responsabilidade, mas continuo acreditando. Se depender de mim, eu tenho convicção no momento em que eu escolhi. Eu falei que é o começo, primeiro jogo da Libertadores e acreditando na reviravolta e no trabalho de Jardine - completou. O São Paulo terá mais um novo desafio. A equipe terá que entrar com outra postura e conquistar uma vitória com mais de três gols de diferença. Raí acredita em recuperação e apoio da torcida. - Resultado duro, difícil, mas a gente acredita no poder de reação, dos jogadores, do elenco. E também obviamente na torcida para reverter essa situação. E contamos com o apoio da torcida - disse. Antes de pensar nos argentinos, o São Paulo volta a campo já no sábado, contra a Ponte Preta, às 19h, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pelo Campeonato Paulista.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/rai-amarga-derrota-e-garante-permanencia-de-andre-jardine-07022019

Corinthians inicia busca pelo tetra na Copa do Brasil
Data: 07/02/2019

Equipe paulista enfrenta o Ferroviário (CE), em Londrina, também visando as altas premiações que a competição tem dado aos vencedores

O atacante Vágner Love, contratado na semana passada, será a maior novidade do Corinthians no jogo da equipe paulista contra o Ferroviário, do Ceará, nesta quinta-feira (7), às 21h, válido pela primeira rodada da Copa do Brasil. O jogo será realizado no Estádio do Café, em Londrina (PR), porque o time cearense negociou o mando, em troca de uma quantia em dinheiro. Love, que atou pelo clube em 2015, reestreia com o objetivo de repetir a boa campanha na ocasião, quando estava no grupo que se sagrou campeão brasileiro sob o comando de Tite. O Corinthians busca o quarto título na Copa do Brasil, que se encerra em 11 de setembro próximo, para obter uma vaga direta na Libertadores do próximo ano. Em 2018, o time ficou com o vice-campeonato, após perder as finais para o Cruzeiro. Além da vaga na Libertadores, a Copa do Brasil tem sido bem vista pelo fato de distribuir altas quantias em prêmios. Mesmo com a premiação deste ano ainda não tendo sido divulgada, em 2018, o campeão Cruzeiro faturou R$ 61,9 milhões com o título. A ideia do técnico Fábio Carille, do Corinthians, também é aproveitar o jogo como uma oportunidade para o grupo se entrosar e atuar de forma consistente, com regularidade, aproveitando o embalo após a vitória contra o Palmeiras, por 1 a 0, no último sábado (2), pelo Campeonato Paulista. O time, no entanto, ainda está oscilando. Até agora, nos cinco primeiros jogos da competição estadual, o Corinthians obteve duas derrotas, duas vitórias e um empate, nos cinco jogos realizados neste início de temporada. Ocupa apenas a terceira colocação no Grupo C, atrás de Bragantino e Ferroviária. Contra o Ferroviário, Carille deverá completar o ataque com a escalação de Gustagol, que chegou do Fortaleza, após grande campanha na Série B do Brasileirão de 2018, e já marcou três gols nas primeiras quatro partidas em que atuou. O argentino Boselli, com isso, iniciará no banco de reservas. O técnico do Corinthians se mostrou supreso e satisfeito com a iniciativa da diretoria em contratar 10 reforços, o que lhe possibilitou vislumbrar um elenco mais completo para as próximas competições. O clube está perto de anunciar mais uma contratação: o zagueiro Bruno Méndez, do Nacional, tido como uma das revelações do Campeonato Sul-Americano sub-20, atualmente realizado no Chile. Prováveis escalações Ferroviário (CE) x Corinthians Local: Estádio do Café, em Londrina (PR) Data/Horário: 7/2/2019, às 21h (de Brasília) Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR) Assistentes: Luciano Roggenbaum e Luiz H Souza Santos Renesto (PR) FERROVIÁRIO: Gleibson; Gustavo (Afonso), Da Silva, Luis Fernando e Fernandes; Mazinho, Leanderson, Janeudo e Enercino; Edson Cariús e Klenisson. Técnico: Marcelo Villar. CORINTHIANS: Cássio; Fágner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro, Sornoza e Jadson; Vágner Love e Gustagol. Técnico: Fábio Carille.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/corinthians-inicia-busca-pelo-tetra-na-copa-do-brasil-07022019

Para atender Sampaoli! Veja situação do Santos no mercado
Data: 07/02/2019

Peixe está atrás de fechar carências no elenco de 2019. Raniel, Christian Cueva, Jean Lucas e Thiago Carleto interessam. Pato segue distante

O Santos espera trazer mais reforços durante a semana para encerrar as carências do elenco. O técnico Jorge Sampaoli quer, ao menos, um lateral-esquerdo, um meia armador e um centroavante. O mais próximo de chegar é Cueva, do Krasnodar, da Rússia. O peruano já assinou contrato com o Santos, porém o clube russo e o São Paulo precisam liberar. Os russos ainda têm de assinar os documentos. O Tricolor tem até esta quinta-feira para cobrir a oferta do Alvinegro. PUBLICIDADE O volante Jean Lucas, do Flamengo, é outro que está encaminhado para ser o novo reforço do Peixe. O jogador reconsiderou a decisão e espera ter uma sequência de jogos na temporada. Ainda assim, Sampaoli espera que o Santos consiga trazer Ronaldo. - São jogadores que tenho analisados. Seduzem para o projeto, mas Jean Lucas está muito mais perto, Ronaldo se afastou agora e temos a intenção de trazer os dois - disse o técnico. O atacante Raniel tem a situação mais complicada. Isso porque o Cruzeiro já recusou uma primeira oferta do Santos, de 3 milhões de dólares (cerca de R$ 11 milhões). Os empresários do centroavante têm uma reunião com o Cruzeiro nos próximos dias. A intenção da Raposa é de não liberar o jogador. A situação de Thiago Carleto segue na mesma. O estafe do jogador espera um novo contato da diretoria do Santos nos próximos dias para seguir a negociação adiante. Vale lembrar que houve um início de conversa nos últimos dias, como antecipou o L! PublicidadeFechar anúncio O mais distante é Alexandre Pato. Mesmo com o desejo de retornar ao Brasil pela disputa da Copa América deste ano, os chineses fazem jogo duro para liberar o atleta. O contrato do atacante de 29 anos com o Tianjin Tianhai vai até o fim de 2020. O estafe também acredita que a negociação é difícil. Até o momento, o Santos já contratou o goleiro Everson, o meia-atacante Yeferson Soteldo e o zagueiro Felipe Aguilar. A tendência é que o Peixe faça o anúncio de Cueva nesta quinta-feira.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/para-atender-sampaoli-veja-situacao-do-santos-no-mercado-07022019

Sobe para cinco número de mortos em tempestade no Rio de Janeiro
Data: 07/02/2019

Forte chuva atingiu a capital fluminense no fim da noite de quarta-feira (6) e deixou rastro de destruição. Município entrou em estágio de crise

Subiu para cinco o número de mortos na tempestade que atingiu a cidade do Rio de Janeiro entre o fim da noite de quarta-feira (6) e a madrugada desta quinta-feira (7). A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade. PUBLICIDADE O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, decretou luto oficial de três dias. Ele passou a madrugada vistoriando as equipes da prefeitura que trabalham na recuperação dos estragos causados. O município entrou em estágio de crise às 22h15 de quarta. A previsão para esta quinta-feira é de chuva moderada ao longo do dia. Vítimas Mãe e filho morreram soterrados no deslizamento que atingiu uma casa em Barra de Guaratiba, na zona oeste da cidade. Outras duas pessoas da mesma família que também estavam no imóvel ficaram feridas. Elas foram socorridas ao hospital Lourenço Jorge e, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, apresentam quadro de saúde estável. Outras duas vítimas, também em deslizamentos de terra, foram registradas na Rocinha e no Vidigal, na zona sul. O local da terceira morte confirmada não foi informado. Há, ainda, pelo menos uma pessoa desaparecida após um deslizamento de terra com queda de árvores na avenida Niemeyer, altura do Vidigal, atingir um ônibus e destruir um trecho da ciclovia, que caiu no mar. A via, que liga o Leblon a São Conrado, está interditada nos dois sentidos para o trabalho do Corpo de Bombeiros. De acordo com a Geo-Rio, há risco de novos deslizamentos no local. Estragos Pelo menos 170 árvores e seis postes caíram na cidade. Vias das zonas sul e oeste ainda estão interditadas pelas quedas. Um veleiro, arrastado pelos fortes ventos, foi parar na areia da praia do Arpoador, na zona sul, e ficou encalhado no local. De acordo com o Centro de Operação da prefeitura do Rio, ainda há pontos de alagamento na Barra da Tijuca, na zona oeste, e em bairros da zona sul da cidade. Foram registrados 35 bolsões d'água. Além de Rocinha e Vidigal, os bairros mais atingidos foram Barra da Tijuca, na zona oeste, Alto da Boa Vista, na zona norte, Jardim Botânico e São Conrado, na zona sul.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/sobe-para-cinco-numero-de-mortos-em-tempestade-no-rio-de-janeiro-07022019

Chuva provoca alagamentos no Itaim Paulista, zona leste de SP
Data: 07/02/2019

Segundo moradores, obra para construir muro de contenção que impediria avanço de águas do Tietê agrava enchentes na Vila Itaim

As fortes chuvas que atingem a cidade de São Paulo e o trasbordamento do rio Tietê causaram alagamentos na região do Itaim Paulista, zona leste da capital, desde segunda-feira (4). De acordo com a Record TV, na região da Vila Itaim, um muro de contenção foi construído para impedir que as águas do Tietê avancem pelo bairro mas, segundo os moradores, desde o início da construção, os alagamentos pioraram. Em Guarulhos, as fortes chuvas também causaram transtorno aos moradores, que enfrentam problemas com as enchentes. Outras regiões De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas), entre o meio da tarde e o início da noite desta quinta-feira (7), há possibilidade de pancadas de chuvas e formação de alagamentos. Até às 8h, o centro não registrava áreas de atenção nem de alerta para enchentes.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/chuva-provoca-alagamentos-no-itaim-paulista-zona-leste-de-sp-07022019

BC mantém taxa básica de juros em 6,5% ao ano pela sétima vez seguida
Data: 07/02/2019

Decisão tomada por unanimidade pelo Copom é a primeira desde que Bolsonaro assumiu a Presidência da República

O Copom (Comitê de Política Monetária), do BC (Banco Central), optou por manter a taxa básica de juros da economia brasileira em 6,5% ao ano pela sétima vez consecutiva. A decisão foi novamente tomada por unanimidade entre os diretores do BC. A taxa segue no atual patamar desde março do ano passado, quando o Copom reduziu a Selic em 0,25 ponto percentual, para 6,5% ao ano. O veredito que mantém os juros básicos da economia brasileira no patamar atual até o mês de março foi aprovado pelo presidente do BC, Ilan Goldfajn, e pelos diretores Carlos Viana de Carvalho, Carolina de Assis Barros, Maurício Costa de Moura, Otávio Ribeiro Damaso, Paulo Sérgio Neves de Souza, Sidnei Corrêa Marques e Tiago Couto Berriel. Para justificar a decisão, o Copom afirma que os indicadores recentes da atividade econômica "continuam evidenciando recuperação gradual da economia brasileira" e observa que as medidas de inflação subjacente estão em "níveis apropriados ou confortáveis". "O Comitê entende que essa decisão reflete seu cenário básico e balanço de riscos para a inflação prospectiva e é compatível com a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante para a condução da política monetária, que inclui o ano-calendário de 2019 e, com peso menor e gradualmente crescente, de 2020", avalia o órgão do BC. A diretoria da autoridade monetária aponta ainda a continuidade do processo de reformas econômicas como "essencial" para a manutenção da inflação baixa no médio e longo prazo. "O Copom avalia que cautela, serenidade e perseverança nas decisões de política monetária, inclusive diante de cenários voláteis, têm sido úteis na perseguição de seu objetivo precípuo de manter a trajetória da inflação em direção às metas", conclui a nota. Trata-se da primeira decisão desde que Jair Bolsonaro assumiu a Presidência da República. A reunião também deve ser a última comandada por Goldfajn, que dará lugar a Roberto Campos Neto na presidência da autoridade monetária nacional após ter seu nome aprovado pelo Senado Federal. A manutenção da Selic também atende as expectativas do mercado financeiro, que projeta a taxa básica de juros justamente no patamar de 6,5% ao ano ao final de 2019. Juros básicos A Selic é conhecida como taxa básica porque é a mais baixa da economia e funciona como forma de piso para os demais juros cobrados no mercado. A taxa é usada nos empréstimos entre bancos e nas aplicações que as instituições financeiras fazem em títulos públicos federais. Em linhas gerais, a Selic é taxa que os bancos pagam para pegar dinheiro no mercado e repassá-lo para empresas ou consumidores em forma de empréstimos ou financiamentos. Por esse motivo, os juros que os bancos cobram dos consumidores são sempre superiores à Selic. A taxa básica também serve como o principal instrumento do BC para manter a inflação sob controle, próxima da meta estabelecida pelo governo, de 4,5%. Isso acontece porque os juros mais altos encarecem o crédito, reduzem a disposição para consumir e estimulam novas alternativas de investimento. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/bc-mantem-taxa-basica-de-juros-em-65-ao-ano-pela-setima-vez-seguida-06022019

Confiança empresarial atinge maior nível desde janeiro de 2014
Data: 07/02/2019

Alta foi puxada pelo Índice de Expectativas, que mede a confiança dos empresários nos próximos meses e que avançou pela sétima vez consecutiva

O Índice de Confiança Empresarial, medido pela FGV (Fundação Getulio Vargas), subiu 1,9 ponto de dezembro de 2018 para janeiro deste ano e chegou a 98 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Com essa, que foi a quarta alta consecutiva do indicador, o índice atingiu o maior nível desde janeiro de 2014 (98,5 pontos). A alta foi puxada pelo Índice de Expectativas, que mede a confiança dos empresários nos próximos meses e que avançou pela sétima vez consecutiva, em 1,7 ponto, para 104,5 pontos, o maior nível desde dezembro de 2012 (104,9 pontos). O Índice de Situação Atual, que mede a confiança dos empresários no momento presente, no entanto, caiu 0,1 ponto, para 90,9 pontos, após dois meses em alta. Em janeiro, houve alta de 65% da confiança dos 49 segmentos que integram o índice. No mês passado, a disseminação de alta havia alcançado 61% dos segmentos. De acordo com a FGV, foram percebidas altas na confiança dos empresários da indústria (2,6 pontos) e de serviços (3,6 pontos). O setor da construção civil manteve o mesmo nível de confiança de dezembro. Já a confiança do comércio caiu 0,2 ponto. Para o pesquisador da FGV Aloísio Campelo Jr, parte do otimismo empresarial está relacionada à perspectiva de mudanças na política econômica e na reforma da Previdência.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/confianca-empresarial-atinge-maior-nivel-desde-janeiro-de-2014-31012019

Concursos públicos estão com mais de 5.000 vagas abertas
Data: 07/02/2019

Há oportunidades para brasileiros com ensino fundamental até superior. Tribunal de Justiça do Acre paga salário de R$ 30 mil

O R7 selecionou concursos públicos com mais de 5.000 vagas abertas para os brasileiros que desejam se recolocar no mercado de trabalho. O concurso para o Tribunal de Justiça do Estado do Acre é o com maior salário. Há 15 vagas para juiz substituto, com vencimento de R$ 30.404,41. Veja as vagas disponíveis: Concurso para Universidade Federal Fluminense Vagas: 190 Níveis: médio e técnico Cargos: administrador, psicólogo, técnico em contabilidade, médico, bibliotecário, auditor, economista, farmacêutico, entre outros Valor da inscrição: de R$ 130 a R$ 180 Salários: de R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66 Prazo de inscrições: de 17 de janeiro a 11 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Universidade Estadual do Oeste do Paraná Vagas: 613 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: assistente social, bioquímico, enfermeiro, engenheiro de segurança do trabalho, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista e psicólogo médico/especialidades e médico do trabalho, técnico em enfermagem, técnico em higiene dental, técnico em laboratório e técnico em radiologia Valor da inscrição: de R$ 120 a R$ 180 Salários: de R$ 2.132,74 a R$ 4.915,55 Prazo de inscrições: até 4 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Itapevi Vagas: 366 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: professor de educação básica I, monitor de desenvolvimento infantil, agente comunitário de saúde, guarda civil municipal, técnico em enfermagem, professor de artes, professor de inglês, agente de administração pública, agente de inclusão escolar e professor de educação básica II em educação especial. Valor da inscrição: de R$ 44,50 a R$ 82,20 Salários: de R$ 1030 a R$ 9.280,30 Prazo de inscrições: até 21 de fevereiro de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Instituto Nacional de Educação de Surdos Vagas: 220 Níveis: não informado Cargo: professor mediador Valor da inscrição: não informado Salário: R$ 765 Prazo de inscrições: entre os dias 4 e 5 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Beruri Vagas: 288 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: carpinteiro, comandante marítimo, cozinheiro, mestre de obras, motorista, operador de máquinas pesadas, auxiliar de serviços gerais, merendeira, pedreiro, pintor, servente de obras e vigia, assistente social, enfermeiro, engenheiro civil, farmacêutico, fisioterapeuta, bioquímico/ biomédico, médico clínico geral, médico veterinário, nutricionista, psicólogo, odontólogo, tecnólogo em alimentos, professor multisseriado, professor classe a, pedagogo, professor de língua portuguesa, professor de matemática, professor de educação física, professor de ciências, professor de história, professor de geografia, professor de língua inglesa, professor de ensino religioso e professor de artes. Valor da inscrição: de R$ 40 a R$ 80 Salários: de R$ 954 a R$ 4.000 Prazo de inscrições: até 5 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Bonito Vagas: 227 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: advogado, assistente social, contador, enfermeiro padrão, farmacêutico bioquímico, fisioterapeuta, psicólogo, terapeuta ocupacional, professor de arte de 1º ao 5º ano, professor regente de educação infantil e professor regente de 1º ao 5º ano, agente administrativo, assistente de administração, fiscal de postura, guarda vidas, orientador social e técnico de enfermagem, cuidador e auxiliar de consultório dentário, auxiliar de serviços diversos, gari, merendeira, motorista, operador de máquinas, tratorista, vigia e zelador. Valor da inscrição: de R$ 110 a R$ 135 Salários: de R$ 819,82 a R$ 3.551,66. Prazo de inscrições: até dia 10 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Formiga Vagas: 325 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: assistente social, bioquímico, engenheiro civil, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, monitor de esporte, nutricionista, entre outros Valor da inscrição: de R$ 30 a R$ 50 Salários: de R$ 1.011,12 a R$ 3.710,24 Prazo de inscrições: de 14 de fevereiro até 31 de março de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital (31 e 32). Concurso para Prefeitura de Tomé Açú Vagas: 755 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: engenheiro civil, professor, biomédico, fisioterapeuta, odontólogo, psicólogo, farmacêutico, servente, motorista, entre outros Valor da inscrição: de R$ 46,80 a R$ 121,50 Salários: de R$ 998 a R$ 1.869,60 Prazo de inscrições: até 21 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para a Transerp (Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto) Vagas: 30 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: gente administrativo, agente civil de trânsito, agente de fiscalização de transporte, assistente social, agente operacional – pintor, contador, técnico em segurança do trabalho e agente operacional – eletricista. Valor da inscrição: de R$ 45,50 a R$ 95 Salários: de R$ 1.990,86 a R$ 6.048,02 Prazo de inscrições: até dia 15 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Tribunal de Justiça do Estado do Acre Vagas: 15 Nível: superior Cargo: juiz substituto Valor da inscrição: R$ 304,04 Salário: R$ 30.404,41 Prazo de inscrições: até dia 13 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Conselho Regional de Profissionais de Relações Públicas da 2ª Região Vagas: 46 Níveis: médio e superior Cargos: assistente administrativo, agente de fiscalização e analista de relações públicas Valor da inscrição: de R$ 45 a R$ 50 Salários: de R$ 1.200 a R$ 2.300 Prazo de inscrições: até dia 7 de março de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Guarulhos Vagas: 147 Nível: superior Cargos: várias especialidades médicas Valor da inscrição: R$ 98,86 Salários: de R$ 6.070,13 a R$ 15.347,74 Prazo de inscrições: até dia 28 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Marinha do Brasil Vagas: 1.000 Nível: médio Cargo: aprendiz de marinheiro Valor da inscrição: R$ 42 Salários: não informado Prazo de inscrições: até dia 13 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Vespasiano Vagas: 663 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: advogado, agente de trânsito, auxiliar administrativo I, II e III, auxiliar de serviços gerais, borracheiro, eletricista, gari, mecânico, motorista, operador de máquinas, porteiro, técnico em meio ambiente, telefonista, vigia e zelador. Valor da inscrição: não informado Salários: de R$ 998 a R$ 1.601,26 Prazo de inscrições: até dia 22 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Força Aérea Brasileira Vagas: 200 Níveis: superior Cargo: estágio de sargento Valor da inscrição: R$ 60 Salários: não informado Prazo de inscrições: até dia 12 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal Vagas: 47 Níveis: administração, arquitetura, biologia, ciências contábeis, comunicação social, direito, economia, engenharia ambiental, engenharia civil, engenharia de produção, engenharia de segurança do trabalho, engenharia elétrica, engenharia mecânica, engenharia química, geografia, informática, serviço social e gestão das atividades de resíduos sólidos Cargo: analista Valor da inscrição: R$ 65 Salário: R$ 5.070 Prazo de inscrições: de 11 de março até 1 de abril de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para a Polícia Civil do Espírito Santo Vagas: 173 Nível: superior Cargos: auxiliar perícia médico-legal, assistente social, escrivão de polícia, investigador, médico legista, psicólogo, ciências contáveis, engenharia, química, farmácia, ciências biológicas, biomedicina, odontologia, medicina veterinária, ciências econômicas, direito Valor da inscrição: de R$ 96,50 a R$ 146.73 Salários: de R$ 3.622,08 a R$ 5.103,84 Prazo de inscrições: até dia 11 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/concursos-publicos-estao-com-mais-de-5000-vagas-abertas-04022019

Doze senadores mudam de sigla e novas legendas ganham poder
Data: 07/02/2019

Mudanças diminuíram importância de siglas tradicionais como o PSDB e colocando em destaque novos grupos partidários como o Podemos e o PSD

Mesmo após uma eleição marcada pelo discurso de nova práticas política, 12 senadores já trocaram de partidos desde outubro do passado até este mês fevereiro, quando se iniciou a nova legislatura no Senado Federal. O troca-troca partidário acabou por mudar a dinâmica de forças nas bancadas da Casa, diminuindo a importância de siglas tradicionais como o PSDB e colocando em destaque novos grupos partidários como o Podemos e o PSD. A forte renovação no Senado — das 54 cadeiras em disputa, 46 foram entregues a novos senadores — não evitou que uma parcela significativa desses parlamentares trouxesse à tona o já conhecido fisiologismo e protagonizasse "traições" ou acordos envolvendo 12 partidos. Entre os nomes, figuras tradicionais como o ex-presidente Fernando Collor (AL) e estreantes como Jorge Kajuru (GO) e Capitão Styvenson (RN). As mudanças, inclusive, "expulsaram" cinco siglas do Senado — PTC, PRP, PHS, PTB e Solidariedade. Todas tinham ou saíram das urnas com pelo menos um senador, mas começaram o ano legislativo abandonadas por seus parlamentares. O caso mais simbólico entre os que saíram prejudicados é o do PTB, partido do ex-deputado Roberto Jefferson, conhecido pelo envolvimento no caso do mensalão. O partido elegeu dois novos senadores em outubro e, como já tinha um em meio de mandato, terminou 2018 projetando uma bancada de três parlamentares, o que garantira direito até a uma estrutura de liderança partidária, ou seja, mais espaço físico, por meio de um gabinete, e cargos em comissão. Nesses 90 dias, a sigla perdeu os três, sendo dois deles para o PSD, e deixou de sequer ter representação na Casa. O Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, apurou que a "traição" irritou Roberto Jefferson, que tentou reverter as saídas, mas não conseguiu. Na outra ponta está o PSD, de Gilberto Kassab. O ex-ministro articulou mesmo durante o recesso e conseguiu fazer seu partido saltar de sete senadores para dez nesse mesmo período: trouxe Nelsinho Trad (MS) e Lucas Barreto (AP), ambos do PTB, além do Carlos Viana (MG), do PHS. Em compensação, a sigla perdeu o senador Lasier Martins (RS) para o Podemos. Ainda assim, o PSD ultrapassou o PSDB em tamanho e força. Os tucanos não conseguiram seduzir nenhum novo senador e permaneceram com uma bancada de oito parlamentares, contra nove do PSD. A ofensiva de Kassab serviu para que o partido pudesse requisitar mais espaço no Senado, devido à regra da proporcionalidade, que dá direitos dos maiores partidos escolherem mais e melhores cargos. Nas negociações, a sigla conseguiu garantir a Primeira-Secretaria do Senado, além da Presidência de uma das mais importantes comissões, a de CAE (Assuntos Econômicos). O outro exemplo foi o Podemos, partido do senador Alvaro Dias (PR). A sigla trouxe, além de Lasier Martins, os senadores Eduardo Girão (CE), que era do PROS, e Capitão Styvenson (RN), que veio da Rede Sustentabilidade. Com isso, a legenda subiu de cinco parlamentares, após as eleições, para oito nomes agora. O crescimento fez com que Alvaro Dias garantisse a indicação para a Segunda Vice-Presidência do Senado, um dos cargos mais importantes da Mesa Diretora. O assédio foi tanto que houve quem atuasse para evitar uma "debandada". A articulação de Alvaro Dias representou um duro golpe, por exemplo, para o partido de Marina Silva, a Rede Sustentabilidade. A saída de Styvensson foi a segunda baixa na sigla, que já havia perdido o senador Delegado Alessandro Vieira (SE) para o PPS. Com isso, a Rede deixou de ter cinco senadores, como havia eleito em outubro, e passou a ter uma bancada com apenas três parlamentares no Senado. Um dos principais aliados de Marina, o senador Randolfe Rodrigues atuou para evitar que a debandada fosse maior. Se perdesse três senadores, a Rede não teria direito, por exemplo, a uma estrutura de liderança na Casa. O motivo que explica essas saídas do partido da ex-ministra do Meio Ambiente é fato da sigla não ter atingido a cláusula de barreira. Quando isso acontece, na prática, o partido perde o direito de ter acesso a fundos públicos com verbas para financiais as atividades partidárias e eleitorais. Renovação histórica Em outubro, o Senado renovou 2/3 de seu plenário — 54 parlamentares foram eleitos. Foi a maior renovação desde o fim da ditadura militar, com a entrada de 46 novos senadores. Dos 32 parlamentares que tentaram a reeleição, somente oito conseguiram novo mandato, entre eles Renan Calheiros, do MDB de Alagoas, Ciro Nogueira, do PP do Piauí e Humberto Costa, do PT de Pernambuco. Nomes tradicionais como Romero Jucá (MDB-RR), Valdir Raupp (MDB-RO), Eunício Oliveira (MDB-CE), Roberto Requião (MDB) do Paraná, Lindbergh Farias (PT-RJ) e Magno Malta (PR-ES) ficaram de fora. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/doze-senadores-mudam-de-sigla-e-novas-legendas-ganham-poder-07022019

Lorenzoni é exonerado para desarquivar projetos na Câmara
Data: 07/02/2019

De acordo com a pasta, afastamento do ministro, publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (7), é temporário

O DOU (Diário Oficial da União) desta quinta-feira (7) traz a exoneração de Onyx Lorenzoni do cargo de ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República. De acordo com a pasta, o afastamento do ministro é temporário. "Ele reassumiu como deputado federal para desarquivar os projetos, como é de praxe em cada nova legislatura. Deve retornar ao cargo de ministro amanhã (sexta-feira, 8) mesmo", explica. Na semana passada, Lorenzoni havia sido desligado do governo de Jair Bolsonaro para poder tomar posse como deputado federal na Câmara dos Deputados. A licença ocorreu na sexta-feira (1º), dia da posse dos parlamentares do Congresso e de eleições internas, e o retorno de ao posto de ministro foi formalizado no domingo (3). Outros três ministros com mandato de deputado federal também foram licenciados dos cargos no Executivo para assumir os mandatos na Câmara. Tereza Cristina (Agricultura) e Osmar Terra (Cidadania) foram exonerados ainda na sexta, junto com Onyx, e já foram renomeados como ministros. Já o ministro do Turismo, Marcelo Henrique Teixeira Dias, conhecido como Marcelo Álvaro Antônio, só tomou posse na Câmara nesta quarta-feira, 6, quanto também foi licenciado da pasta do Turismo. Ele estava com atestado médico e não pôde comparecer à sessão do dia 1º de fevereiro, junto com os outros 512 deputados. Ele retornou ao cargo de ministro nesta quinta-feira, com a nova nomeação publicada no Diário Oficial. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/lorenzoni-e-exonerado-para-desarquivar-projetos-na-camara-07022019

Lula condenado: Entenda as penas e os demais processos contra o petista
Data: 07/02/2019

Ex-presidente foi condenado novamente em 1ª instância e fica proibido de exercer cargo público por 24 anos

Na tarde desta quarta-feira (6), logo depois da sentença da juíza federal Gabriela Hardt, que condenou o ex-presidente Lula (PT) a mais 12 anos e 11 meses de prisão no caso do "Sítio de Atibaia", a hashtag #LulaLivre2043 chegou ao primeiro lugar nos assuntos mais comentados no Twitter no Brasil. Os internautas parecem ter simplesmente somado as duas condenações de Lula até agora. Mas como é o cálculo da pena quando alguém já preso é condenado novamente? PUBLICIDADE No caso do sítio de Atibaia, o petista é acusado de receber propinas das construtoras OAS e Odebrecht por meio de reformas, em 2010, num sítio no município do interior paulista. O imóvel pertence formalmente ao empresário Fernando Bittar, mas o MPF alega que Lula é o verdadeiro dono do sítio e era o principal usuário do local. Além de Lula, outras dez pessoas foram condenadas na sentença proferida pela juíza Hardt, entre elas os ex-presidentes da OAS, Léo Pinheiro, e da Odebrecht, Marcelo Odebrecht. O ex-presidente Lula nega irregularidades, enquanto os dois empresários são hoje colaboradores da Lava Jato, e confessaram os crimes. A Justiça também determinou o confisco do sítio, que será levado a leilão. Além disso, Lula foi condenado a pagar multa de R$ 423 mil - e foi proibido de exercer cargos públicos pelos próximos 24 anos e dois meses. Esta é a segunda vez que Lula é condenado na Lava Jato. Em janeiro passado, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmou a condenação de Lula no caso conhecido como "Tríplex do Guarujá": o petista é acusado de receber propina da empreiteira OAS na forma da reserva e reforma de um apartamento de três andares no balneário paulista. Na ocasião, os desembargadores do TRF-4 fixaram a pena em 12 anos e 1 mês de prisão. Mas como é feito o cálculo das penas quando alguém é condenado mais de uma vez? E quais são as chances do petista conseguir o regime semiaberto? Como é o cálculo do tempo de prisão? Advogado criminalista e professor do curso de Direito da FGV (Fundação Getúlio Vargas) de São Paulo, Celso Vilardi explica que o cálculo das penas é um pouco mais complexo que a simples soma das penas. "Não é a soma simples, até porque no Brasil existe a chamada progressão de regime (para o regime semiaberto). É errado dizer que ele vai ficar preso por 12 anos mais doze da nova condenação", diz. No caso do "Sítio de Atibaia", diz Vilardi, é preciso aguardar uma decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) - o tribunal pode confirmar ou rever a sentença de Hardt, mantendo ou alterando a pena. "Só então a execução penal vai unificar as penas, aí sim com um somatório. O tempo total que o réu deve cumprir no regime fechado é de um sexto do tempo total de pena", diz o advogado, que defendeu alguns réus na Lava Jato. O tempo que o ex-presidente permanecerá na prisão pode ainda ser reduzido em relação à pena total por outras remissões, como por exemplo a leitura de livros durante o cárcere e também pela idade de Lula que impede que presos idosos passem mais de 20 anos encarcerados. Suponha que o TRF-4 mantenha exatamente a mesma pena decretada por Gabriela Hardt: neste caso, a pena total de Lula chegaria a 25 anos ou 300 meses (12 anos e 1 mês, mais 12 anos e 11 meses). Lula teria portanto um sexto deste tempo para cumprir no regime fechado: 50 anos, ou 4 anos e dois meses. Este cálculo prossegue até o limite máximo de 30 anos - que é o período máximo que alguém pode passar preso no Brasil. "O tempo máximo que alguém pode ficar no regime fechado é 30 anos. Mas isso não significa que o aumento de pena não tenha nenhum impacto para o preso. Por exemplo: se alguém for condenado diversas vezes e as penas somarem 60 anos de prisão, esta pessoa passará dez anos em regime fechado. Quanto maior for a pena total, mais o réu levará para conseguir a progressão de regime", diz João Paulo Martinelli, que é advogado criminalista e professor do Instituto de Direito Público (IDP) de São Paulo. No caso de Lula, explica Martinelli, o processo ficará suspenso até que o TRF-4 julgue os recursos apresentados pela defesa do petista - em nota nesta quarta-feira (06), a defesa de Lula informou que irá recorrer. O professor do IDP lembra ainda que o período de prisão já cumprido por Lula será abatido na hora de calcular quanto falta para a progressão de regime. Supremo Independentemente da situação na 1ª Instância, há dois processos em andamento no Supremo Tribunal Federal (STF) que podem alterar a situação do ex-presidente. Ao assumir o comando da corte, o atual presidente do STF, ministro Dias Toffoli, marcou para o dia 10 de abril o julgamento de uma ação a respeito do cumprimento de pena após a condenação na Segunda Instância. Caso a maioria dos 11 ministros entenda que a pena só começa depois que forem esgotadas todas as instâncias da Justiça, Lula voltaria para casa. Em outro processo, a defesa do petista questiona na 2ª Turma do STF uma parte da pena atribuída a ele no caso do Tríplex do Guarujá. Se o pedido de Lula for atendido antes de uma nova condenação do petista no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, ele pode conseguir a progressão de regime, e passar ao semiaberto. Defesa de Lula nega acusações Em nota, o advogado responsável pela defesa de Lula, Cristiano Zanin Martins, acusou a Justiça Federal de Curitiba de fazer "uso perverso das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política". A defesa destaca que o ex-presidente nunca foi o dono do sítio, e que a decisão se baseia num suposto "caixa geral" de propinas das empreiteiras porque não há, segundo a defesa, provas materiais de que o dinheiro desviado de contratos da Petrobras foi usado nas reformas. "A decisão desconsiderou as provas de inocência apresentadas pela defesa de Lula nas 1.643 páginas das alegações finais", diz um trecho da nota. "Chega-se ao ponto de a sentença rebater genericamente a argumentação da defesa de Lula fazendo referência a 'depoimentos prestados por colaboradores e co-réus Léo Pinheiro e José Adelmário (sic)'" - Léo Pinheiro é o apelido de José Adelmário Pinheiro Filho. Quais são os outros processos contra Lula? Além dos casos do Tríplex e do Sítio de Atibaia, Lula é réu em outras cinco ações penais na Justiça Federal, além de recursos em tribunais superiores. 1. O outro apartamento de Lula Trata-se de mais uma ação penal sob a responsabilidade da juíza Gabriela Hardt. Neste caso, o MPF acusa Lula de receber propina da Odebrecht por meio da compra de um terreno em São Paulo no valor de R$ 12 milhões, que seria usado para a construção de uma nova sede para o Instituto Lula. A empreiteira também teria comprado o apartamento nº 121 do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo (SP), no mesmo andar e no mesmo prédio onde Lula vivia antes de ser preso - o local serviria para abrigar a equipe de seguranças do ex-presidente. O processo está concluído para sentença, com o MPF e a defesa das partes já tendo apresentado suas alegações finais. Uma decisão pode sair a qualquer instante. 2. Guiné Equatorial e o Instituto Lula Neste caso, o ex-presidente é acusado de receber propina de R$ 1 milhão - paga por empresários brasileiros - em troca de intermediar negócios destes empresários com o líder da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang. O pagamento teria sido feito de forma dissimulada, por meio de uma doação ao Instituto Lula. Esta é uma das ações mais recentes contra o ex-presidente - a denúncia foi aceita pela Justiça Federal em São Paulo em novembro passado. O ex-presidente nega irregularidades - ele admite ter recebido a doação, mas nega ter feito qualquer favor em troca da mesma. Na época, sua defesa disse que a acusação "pretendeu, de forma absurda e injurídica, a transformação uma doação recebida de empresa privada pelo Instituto Lula, devidamente contabilizada e declarada às autoridades, em tráfico internacional de influência". 3. Caças Gripen NG Este processo corre na 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, por ser parte das investigações da operação Zelotes - está atualmente na fase de coleta dos depoimentos de testemunhas. O MPF apura se Lula e um de seus filhos, Luís Cláudio, cometeram os crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O ex-presidente é suspeito de ter conseguido benefícios para seu filho em troca da aquisição de 36 jatos de caça do modelo Gripen NG, produzidos pela fabricante sueca Saab. No mesmo caso, é investigada também a suposta influência de Lula na edição de uma medida provisória em 2013, que beneficiou a indústria automotiva. Em ambos os fatos Lula já não era mais presidente. Ele nega irregularidades. 4. Medida provisória para favorecer a indústria automotiva Mais um processo na 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília. Assim como o caso envolvendo os caças suecos, está na fase de oitiva de testemunhas. A acusação contra Lula é de corrupção passiva - ele teria recebido vantagens indevidas para editar a medida provisória 471 de 2009, que beneficiou com isenção de alguns impostos montadoras de veículos instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. Lula nega as acusações. 5. Empréstimos do BNDES para Angola Para o MPF, Lula cometeu os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e tráfico de influência ao, supostamente, pressionar o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para liberar empréstimos que financiaram obras da Odebrecht em Angola. A ação de Lula teria se dado entre os anos de 2008 e 2015 - o ex-presidente nega e diz que jamais interferiu na concessão de qualquer benefício do BNDES. O caso está sob responsabilidade do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília - a mesma dos dois casos anteriores. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/lula-condenado-entenda-as-penas-e-os-demais-processos-contra-o-petista-07022019

Margem de segurança da barragem era baixa em caso de liquefação
Data: 07/02/2019

Relatório ainda indica presença de pedregulho de extensão indeterminada no pé da barragem, cujo eventual deslocamento poderia causar liquefação

O relatório da consultoria alemã Tüv Süd, que atestou a estabilidade da barragem que se rompeu em Brumadinho (MG), revela que a estrutura trabalhava com uma margem de segurança muito baixa para a hipótese da liquefação dos rejeitos - fenômeno apontado como a provável causa do colapso. Além disso, o relatório chama a atenção para a presença de um pedregulho de extensão indeterminada no pé da barragem, cujo eventual deslocamento poderia servir de gatilho para a liquefação. Os rejeitos de uma barragem de minérios são compostos, basicamente, de ferro em partículas muito finas, areia e água. Essa combinação é propensa ao fenômeno da liquefação. Ou seja, quando o volume e a pressão da água aumentam por algum motivo, o solo tende a se liquefazer. Fatores externos, como tremores de terra, também podem servir de gatilho para a liquefação. No entanto, a margem de segurança da barragem do Córrego do Feijão para a hipótese da liquefação era bem baixa, segundo o relatório. Ela foi estimada em três pontos diferentes em 1,2; 1 18 e 1,09. As normas vigentes para o setor preconizam uma margem de segurança mínima de 1,50 (ou de 50%). O relatório entende, no entanto, que a barragem atende a norma na condição drenada (ou seja, em condições ideais, quando não há infiltração de água), registrando fatores de segurança de 1,93; 1,76 e 1,60. A norma NBR-13028, de fato, não preconiza um fator de segurança mínimo para o modo de falha liquefação (quando há infiltração de água), mas apenas em condições ideais. "As obras de engenharia em geral deixam uma margem de segurança extra, em geral de 1,50 ou 50% a mais de resistência", explicou o professor Mario Riccio, da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora. "Algumas obras admitem fatores de segurança um pouco menores, dependendo da situação, quando não há riscos de vidas humanas, por exemplo." No entanto, o próprio relatório explica que "as análises de estabilidade sob condições não-drenadas (com água) têm o intuito de avaliar o potencial de ruptura da barragem por liquefação". Além disso, o relatório também aponta problemas nos sistemas de drenagem da barragem que podem ter levado a algum tipo de infiltração. "Para que o fenômeno da liquefação ocorra, além da presença dos materiais suscetíveis, há também a necessidade de ocorrência de um gatilho", ressalta o relatório. Os gatilhos, segundo o documento, podem estar associados a eventos estáticos ou dinâmicos, como o alteamento rápido da barragem, a elevação do nível do reservatório, excesso de equipamentos, detonações, remoção de materiais, movimentação da fundação da barragem, entre outros. O próprio relatório chama a atenção para um potencial gatilho: "Já no pé da barragem, deve-se atentar ao grande bloco abaixo da estrada. Para determinar com precisão sua extensão, recomenda-se a limpeza da área e a realização do mapeamento geológico de superfície. Esta última deve ser complementada por investigação geofísica para determinação das dimensões não expostas". E recomenda: "Uma vez realizadas tais investigações, a estabilidade do bloco e seu potencial de comprometimento da estrutura devem ser avaliados. Especialmente, deve-se atentar à possibilidade de que as movimentações deste bloco constituam gatilhos para a liquefação". O relatório, de agosto do ano passado, tinha validade de um ano. O documento foi assinado pelo engenheiro Makoto Namba e o consultor em geotécnica André Jum, que chegaram a ser presos, mas foram soltos ontem. O documento, de 265 páginas, foi elaborado com base em informações fornecidas pela Vale, análises técnicas e vistorias de campo. A Vale informou que a barragem "possuía fator de segurança de acordo com as boas práticas mundiais e acima da referência da norma brasileira". A mineradora disse ainda que "a barragem passava por inspeções de campo quinzenais, todas reportadas à Agência Nacional de Mineração. Todas essas inspeções não detectaram nenhuma alteração no estado de conservação da estrutura."

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/margem-de-seguranca-da-barragem-era-baixa-em-caso-de-liquefacao-06022019

Acidente com Campos: MPF quer mudanças na fiscalização de aviões
Data: 07/02/2019

Entre os pedidos, estão melhorias no registro de dados dos voos e maior rigor com a manutenção das aeronaves. Órgãos têm 60 dias para dar a resposta

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) recomendou aos órgãos de controle de aviação mudanças na fiscalização de aeronaves. As alterações levam em consideração as dificuldades encontradas na apuração da queda do bimotor que vitimou o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e mais seis pessoas, em Santos (SP), em agosto de 2014. Na época, Campos era candidato à presidência da República e viajava para cumprir agenda de campanha. As recomendações são destinadas à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e à Base Aérea de Santos (Bast). Entre os pedidos, estão melhorias no registro de dados dos voos e maior rigor com a manutenção das aeronaves. Os órgãos têm 60 dias para informar ao MPF as providências que serão adotadas, sob pena de responsabilização de seus representantes por atos de improbidade administrativa. Leia mais: Investigação de acidente aéreo que matou Teori é arquivada A procuradoria recomendou que a Anac tenha maior rigor na fiscalização das manutenções preventivas dentro do prazo estipulado pelos fabricantes dos aviões. Uma das propostas é que o órgão regulador estabeleça eventual punição para aqueles que realizarem voos sem as revisões e os consertos devidos. Sobre o registro de dados, o MPF recomenda que a agência reguladora reavalie a não exigência de gravador de dados de voo (FDR) em aeronaves de pequeno porte, como a que levava o ex-governador Eduardo Campos. O equipamento grava as vozes e os dados da cabine de comando. Segundo os procuradores, “os registros são fundamentais para elucidar eventuais acidentes”. Para o modelo de aeronave envolvido no acidente, no entanto, é obrigatório o gravador de vozes da cabine (CVR). Mas, no voo investigado, o equipamento, apesar de instalado, tinha feito a última gravação em janeiro de 2013, mais de um ano antes do acidente. Nesse sentido, o procurador da República Thiago Lacerda Nobre, autor das recomendações, pede que a Anac fiscalize a manutenção do CVR e a checagem de seu funcionamento regular. O procurador orienta ainda que o Cenipa altere o procedimento para extração de dados do gravador de voz de cabine, garantindo a participação de autoridades competentes para investigação criminal. O objetivo é assegurar “maior transparência e respaldo nas constatações”. Nobre recomenda que, nas investigações futuras, o órgão da Aeronáutica viabilize o acesso direto das autoridades policiais ao equipamento de CVR recuperado. O MPF quer também que a Anac amplie o controle sobre a titularidade das aeronaves, eventuais arrendamentos e transferências de posse, de maneira antecipada. “O objetivo é deixar claro quem são os responsáveis civis por ocasionais danos que venham a ocorrer em determinado período”, explica o órgão em nota. Além disso, caberá à agência reguladora “promover maior integração de informações com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) quanto ao sistema de aprovação de planos de voo, a fim de que eventuais insuficiências formais de operação dos pilotos possam ser detectadas previamente”. Para a Base Aérea de Santos, o MPF recomendou que sejam feitos treinamento e aprimoramento dos operadores de sua estação de telecomunicações, com programa de atualização e reciclagem. Caberá à Bast também exigir desses profissionais a apresentação de documentos formais de habilitação para operação nas estações de telecomunicação. Investigação As recomendações expedidas esta semana fazem parte do procedimento cível instaurado pelo MPF para apurar o acidente aéreo. As medidas foram tomadas após o órgão fazer a primeira rodada de análise do inquérito policial que matou Eduardo Campos, o qual continua sendo analisado pela Procuradoria da República em Santos. O relatório final da Polícia Federal sobre as causas do acidente, apresentado em agosto do ano passado, conclui que não houve infração à legislação penal, considerando-se as dificuldades encontradas ao longo da apuração. “A percepção de tais obstáculos ao esclarecimento do caso motivou a expedição das recomendações pelo MPF, de forma a evitar que futuras investigações de sinistros aéreos também sejam prejudicadas”, aponta a procuradoria. Respostas A Força Aérea Brasileira (FAB) – que responde pelo Cenipa e pela Bast – informou, por meio de nota, que os órgãos não receberam as recomendações do MPF e que "tão logo isso aconteça, elas serão analisadas". A Anac também informou que não foi oficialmente notificada e que, portanto, deve se pronunciar após a análise das recomendações.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/acidente-com-campos-mpf-quer-mudancas-na-fiscalizacao-de-avioes-06022019

Aquecimento global: década pode ser a mais quente da história, diz agência britânica
Data: 07/02/2019

Previsões do Met Office, serviço metereológico do Reino Unido, indicam que período de 2014 a 2023 será a década mais quente em 150 anos de registros

O mundo está no meio do que pode ser a década mais quente já registrada, de acordo com um estudo do Met Office - o serviço meteorológico do governo britânico. O serviço, cujos registros remontam a 1850, projeta que as temperaturas nos próximos cinco anos estarão até 1°C mais altas do que aquelas observadas no período pré-revolução industrial. Há também uma pequena chance de que um destes anos registre temperaturas até 1,5°C maiores. Este patamar é visto como um limite crítico para o aquecimento global. Se os dados realmente corresponderem às projeções do Met Office, o período de 2014 até 2023 será a década mais quente nos 150 anos de dados da agência. Como as projeções do Met Office podem impactar o Acordo de Paris? Segundo o Met Office, o ano de 2015 foi o primeiro no qual a temperatura média global da superfície da Terra atingiu 1°C acima dos níveis pré-revolução industrial - geralmente, este nível é calculado levando em conta as temperaturas entre os anos de 1850 e 1900. Em todos os anos desde 2015, a temperatura média global ficou próxima ou ligeiramente acima desta marca de 1°C a mais. Agora, o Met Office afirma que esta tendência deve se manter ou até se fortalecer nos próximos cinco anos. "Acabamos de fazer as previsões deste ano e elas vão até 2023 e o que sugerem é um rápido aquecimento global", disse o professor Adam Scaife, chefe de previsão de longo prazo do Met Office. "Olhando individualmente para cada ano nessa previsão, podemos ver agora, pela primeira vez, que há o risco de uma superação temporária, e repito, temporária, do limiar de 1,5°C estabelecido no acordo climático de Paris." Em outubro passado, cientistas da ONU publicaram um relatório sobre os impactos de longo prazo de um aumento de temperatura de 1,5°C. Eles concluíram que seria necessário um grande esforço de corte de carbono para impedir que o mundo ultrapassasse esse limite até 2030. Agora, a análise do Met Office diz que há 10% de chance de isso acontecer nos próximos cinco anos. "É a primeira vez que as previsões mostram um risco significativo de superação - que é apenas temporária. Estamos falando de anos individuais variando acima do nível de 1,5 grau", disse o professor Scaife. "Mas o fato de que isso possa acontecer nos próximos anos devido a uma combinação de aquecimento geral e flutuações devido a eventos como os do El Niño significa que estamos chegando perto desse limiar". Quão confiante está o Met Office sobre sua previsão? O serviço diz que tem um patamar de confiança de 90% nas previsões para os próximos anos. Segundo o Met Office, de 2019 a 2023, veremos temperaturas variando de 1,03°C a 1,57°C acima do nível de 1850-1900, com aumento do aquecimento em grande parte do globo, especialmente em áreas como o Ártico. A equipe de pesquisadores diz que está bastante segura de suas previsões por causa de experiências passadas. Sua previsão anterior, feita em 2013, já havia mencionado a rápida taxa de aquecimento que foi observada nos últimos cinco anos. Previu também alguns dos detalhes menos conhecidos, como a mancha de resfriamento observada no Atlântico Norte e os pontos mais frios do Oceano Antártico. Se as observações do Met Office para os próximos cinco anos corresponderem às expectativas, a década entre 2014 e 2023 será a mais quente em mais de 150 anos de registros. E o que disseram outras agências climáticas? A previsão do Met Office vem ao mesmo tempo que várias agências publicam suas análises sobre as temperaturas observadas em 2018, mostrando que o ano foi o quarto mais quente desde que os registros começaram. Dados divulgados nesta quarta pela NASA e pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), instituição governamental dos Estados Unidos, ressaltam esse panamora e informam que 2015, 2016 e 2017 foram os outros três anos mais quentes. A Organização Meteorológica Mundial (OMM) publicou uma análise de cinco grandes conjuntos de dados internacionais, mostrando que os 20 anos mais quentes já documentos aconteceram nos últimos 22 anos. "As temperaturas são apenas parte da história. O clima extremo e de alto impacto afetou muitos países e milhões de pessoas, com repercussões devastadoras para economias e ecossistemas em 2018", disse o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas. "Muitos dos eventos climáticos extremos são consistentes com o que esperamos de um clima em transformação. Essa é uma realidade que precisamos encarar. A redução de emissões de gases do efeito estufa e as medidas de adaptação ao clima devem ser uma prioridade global", afirmou. Outros pesquisadores da área disseram que a nova previsão para os próximos cinco anos está alinhada com as expectativas, dado o nível recorde de CO2 bombeado para a atmosfera em 2018. "A previsão do Met Office, infelizmente, não é uma surpresa", disse Anna Jones, química do British Antarctic Survey, órgão responsável pelos interesses do Reino Unido na Antártica. "Temperaturas médias em todo o mundo estão em um recorde de alta, e tem sido assim por vários anos. Elas são impulsionadas predominantemente pelo aumento das concentrações de gases do efeito estufa, como o dióxido de carbono, que resultam do nosso uso contínuo de combustíveis fósseis", disse. "Até reduzirmos as emissões de gases do efeito estufa, podemos esperar tendências de alta nas temperaturas médias globais". BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/aquecimento-global-decada-pode-ser-a-mais-quente-da-historia-diz-agencia-britanica-07022019

Chris Brown é solto e xinga mulher que o acusou de estupro
Data: 23/01/2019

Cantor deixou prisão na noite de terça-feira (22) e foi autorizado a deixar a capital francesa mesmo com investigação em andamento

Chris Brown foi solto nesta terça-feira (22) após passar pouco mais de 24 horas detido em Paris. O rapper foi acusado de estupro no último domingo (20) por uma mulher de 24 anos que não quis se identificar. Embora a investigação ainda esteja em andamento, Brown foi autorizado a deixar a capital francesa. Segundo a jovem que o acusou, o cantor a violentou em um quarto de hotel após saírem juntos de uma boate. No Instagram, Chris Brown fez diversos posts divulgando que tinha deixado a prisão e também xingou a mulher que o acusou. — Esta vadia está mentindo. Eu quero deixar perfeitamente claro. Isto é falso e um monte de baboseira! Nunca! É um desrespeito com a minha filha e minha família, vai contra meu caráter e minha moral.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/chris-brown-e-solto-e-xinga-mulher-que-o-acusou-de-estupro-23012019

Ludmilla mostra o cabelo natural:
Data: 23/01/2019

A cantora, que passou pela transição capilar para assumir os cachos naturais, compartilhou resultado do processo nas redes sociais

"Uma mulher quando está com seu black lindo não quer guerra com ninguém", escreveu a cantora Ludmilla na legenda de um dos vídeos que publicou na manhã desta terça-feira (22) em seu stories do Instagram, ao mostrar o resultado da transição capilar a que se submeteu. Ludmilla assume fios naturais após transição capilar Em julho de 2018, a cantora iniciou o processo para deixar os cabelos naturais. Segundo ela, foi difícil assumir os cachos. Como fazer a transição capilar como a cantora Ludmilla "Cresci achando que meu cabelo era errado, o mais feio do planeta e andava com várias pessoas que alisavam. Ter cabelo cacheado ou crespo não existia para mim. Hoje, aprendi a usá-lo e entendi que todos nós somos bonitos, basta a gente botar para fora e confiar mais na gente".

Link Notícia: https://meuestilo.r7.com/beleza/ludmilla-mostra-o-cabelo-natural-black-lindo-22012019

Filha de pedreiro da Zona Leste de SP vai estudar medicina nos EUA
Data: 23/01/2019

Contrariando as estatísticas, Nathalia Oliveira, de 22 anos, foi aprovada em um dos vestibulares mais concorridos do país e fará intercâmbio

No Brasil, o fator socioeconômico tem ligação direta com o sucesso no vestibular. Segundo pesquisa divulgada na semana passada, o aluno pobre tem apenas 0,16% de chances de estar entre as melhores notas do Enem. Contrariando as estatísticas, Nathalia Oliveira, de 22 anos, não apenas foi aprovada em um dos vestibulares mais concorridos do país – medicina na Universidade de São Paulo (USP), como agora se prepara para fazer um intercâmbio de um ano em Harvard, uma das universidades mais famosas do mundo. A conquista, porém, não foi das mais fáceis. Nascida em São Miguel Paulista, extrema zona leste de São Paulo, o incentivo para estudar e tirar boas notas esteve desde sempre em sua vida. Seu pai, pedreiro e bombeiro, não aceitava nada menos do que 10. Aos 13 anos, a família se mudou para Vargem Grande, e Nathalia foi aprovada para fazer o Ensino Médio em uma escola técnica em Cotia, cidade vizinha. Foi a partir deste momento que ela decidiu ser médica e lutou para isso. Após conseguir uma bolsa de estudo em um cursinho pré vestibular, até chegou a ser aprovada em uma universidade pública em Recife, mas os custos de viver em outro estado seriam quase tão altos quanto custear uma universidade privada. Depois de 3 anos de muito estudo, a jovem foi aprovada na USP, Unicamp, Unesp, Unifesp e UFMG e, acabou optando pela primeira. Tamanho esforço foi recompensado. Recentemente, Nathalia foi surpreendida com a notícia de que junto de outros 14 estudantes de Medicina da USP, havia sido aprovada para um intercâmbio na universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Para custear suas despesas, a estudante fez uma vaquinha online, na qual conseguiu arrecadar R$ 60 mil, mais do que o dobro do que esperava conseguir. Com este valor, ela pretende fazer um curso de aprimoramento, na própria Harvard ou no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Impossível não sentir orgulho!

Link Notícia: https://meuestilo.r7.com/hypeness/filha-de-pedreiro-da-zona-leste-de-sp-vai-estudar-medicina-nos-eua-22012019

Desaparecimento de avião: polícia trabalha com quatro hipóteses
Data: 23/01/2019

Autoridades policiais de Guernsey, no Canal da Mancha, retomaram buscas por avião e priorizam a possibilidade de Emiliano Sala e o piloto estarem vivos

A polícia de Guernsey, ilha no Canal da Mancha responsável pelas buscas do avião que transportava o jogador argentino Emiliano Sala, divulgou na manhã desta quarta-feira (23) que trabalham com quatro hipóteses para o sumiço da aeronave. Em três delas o atacante e o piloto teriam conseguido salvamento e em outra eles estariam no mar que liga o Reino Unido e a França. Na primeira hipótese, o avião conseguiu parar em outro lugar, e não em Cardiff, no País de Gales. A segunda trabalha com a possibilidade de eles terem pousado no mar e conseguiram resgate por meio de um barco que passava pelo local. Nos dois primeiros casos, eles ainda não teriam feito contato com ninguém. Na terceira possibilidade, o piloto conseguiu pousar o avião no mar e os dois usaram o bote salva-vidas da aeronave. Com isso, eles estão à deriva no Canal da Mancha. David Barker, capitão do porto de Guernsey, afirmou que os trabalhos de busca estão concentrados nesta hipótese. A última chance é que a aeronaves quebrou ao colidir com a água e os dois estão perdidos no mar. Na última segunda-feira, Emiliano Sala saiu de Nantes, na França, a caminho de Cardiff, no País de Gales, para ser apresentado como novo atacante do Cardiff City, time que está na zona de rebaixamento do Campeonato Inglês. Áudio O jornal argentino 'Clarín' conseguiu um áudio em que Emiliano conversa com um companheiro de equipe e revela medo com o avião. "Irmão, estou morto. Estive aqui em Nantes fazendo coisas, coisas, coisas, coisas e coisas... Não termina, não termina, não termina. De modo que estou aqui em cima em um avião que está por cair aos pedaços", afirmou.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/desaparecimento-de-aviao-policia-trabalha-com-quatro-hipoteses-23012019

Corinthians visita o Guarani no reencontro com Osmar Loss
Data: 23/01/2019

Hoje no clube de Campinas, treinador foi efetivado ao cargo no Alvinegro Paulista após a saída de Fábio Carille, que voltou à equipe do Parque São Jorge

O Corinthians enfrenta o Guarani nesta quarta-feira (23), às 19h15, em Campinas, pela segunda rodada do Campeonato Paulista no jogo que marcará o reencontro com um técnico que ajudou a formar. Osmar Loss foi efetivado de auxiliar para treinador no time alvinegro após a saída de Fábio Carille em maio do ano passado. Mas ele ficou por apenas 25 jogos na função, com dez vitórias, dez derrotas e cinco empates. Rebaixado novamente a auxiliar, tirou um período de férias para a Europa e depois acertou com o Guarani. Gaúcho de 43 anos, Loss tem uma ligação íntima com o Corinthians, o seu adversário desta noite. Lá, trabalhou entre 2013 até 2018. Conquistou duas vezes 2015 e 2017 - a Copa São Paulo Júnior. Em 2015 foi emprestado ao Bragantino, mas só durou 12 jogos no cargo. A partir de 2017 assumiu a função de auxiliar técnico corintiano. Carille, que retornou ao Corinthians em dezembro após passagem de sete meses pelo Al Wehda, fará uma mudança no Corinthians em relação à estreia contra o São Caetano: a entrada Léo Santos na zaga no lugar de Marllon. O treinador vem revezando o companheiro de Henrique no setor defensivo. O titular deverá ser Manoel, inscrito na terça-feira no Paulistão, mas fora do jogo desta quarta. O meia-atacante Sornoza ganhará mais uma chance como ponta esquerda no esquema tático 4-2-3-1. O equatoriano disse na sua chegada que prefere atuar centralizado, mas foi testado até agora somente pelos lados. Quem também segue no time por falta de alternativa é o lateral-esquerdo Danilo Avelar. Depois de terminar o Campeonato Brasileiro na reserva de Carlos Augusto, o jogador voltou a ganhar uma chance neste início de temporada pois o principal concorrente está com a seleção brasileira na disputa do Sul-Americano Sub-20. No comando do ataque, Gustagol ganhará mais uma oportunidade entre os titulares. O provável titular, Mauro Boselli, ainda ficou fora da lista de relacionados, mas já está regularizado. A tendência é que fique ao menos no banco de reservas no jogo contra a Ponte Preta, sábado. No reencontro com o Corinthians, Loss promete um Guarani agressivo para buscar a reabilitação, uma vez que perdeu na estreia para o Bragantino, por 1 a 0. "Tenho grandes e boas lembranças do Corinthians, mas agora estou vivendo um outro momento de minha carreira. Agora estou do outro lado, e, por isso, preciso me doar ao máximo aqui ao Guarani. Mas vai ser emocionante ver os dois times alinhados no campo", afirmou. A base da escalação deve ser a mesma do último jogo. "A gente busca manter um padrão neste começo, para ganhar entrosamento e corpo. Então, até os últimos instantes, a gente decide. Temos uma equipe preparada, mas eu não costumo divulgar antes. É uma possibilidade de usar dois laterais pela esquerda, não só por ser muito forte o lado direito do Corinthians, mas também para termos uma rotina. É importante dar tempo para as coisas acontecerem", justificou. A única mudança deve ser a entrada de Lucas Crispim no meio de campo na vaga de Carlinhos. Ele já era cotado para atuar na primeira rodada, mas sentiu um desconforto muscular na reta final da preparação que o tirou do jogo. Recuperado, deve ter a oportunidade de começar jogando. Mas houve uma baixa de última hora. O lateral Lenon foi vetado por uma lesão muscular grave, inclusive, podendo ficar fora do time por dois meses. Como Léo Príncipe, emprestado pelo Corinthians, ainda não está inscrito, o técnico deve ser obrigado a improvisar o volante Fabrício Bigode. Por determinação do Ministério Público do Estado de São Paulo, o jogo contra o Corinthians terá apenas torcedores do Guarani no Brinco de Ouro.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/corinthians-visita-o-guarani-no-reencontro-com-osmar-loss-23012019

Na estrada! São Paulo faz sua maior viagem no Paulistão nesta quarta
Data: 23/01/2019

Tricolor viaja para Novo Horizonte, cidade distante 400km da capital paulista, onde encara o time da casa na quinta, pela segunda rodada do estadual

Nesta quarta-feira, a delegação do São Paulo faz sua viagem mais longa durante a fase de classificação do Campeonato Paulista. Após o fim do treinamento no CT da Barra Funda, programado para tarde, o Tricolor embarca para Novo Horizonte, cidade distante 400 quilômetros da capital paulista, percurso que deve ser percorrido em pouco mais de 4 horas. Ao longo da primeira fase, o São Paulo não fará mais nenhuma viagem tão longa. Dos 12 jogos desta etapa do Paulistão, o Tricolor fará oito na capital. Além das suas seis partidas como mandante, a equipe encara o Corinthians, em Itaquera, e o Santos, no Pacaembu. No mais, viaja para São Caetano do Sul (22 km de distância), Campinas (84 km) e Bragança Paulista (114 km). Caso avance para as quartas de final do Paulistão, o Tricolor pode fazer outra viagem longa de ônibus. Isto porque, o Grupo D tem o Botafogo, de Ribeirão Preto, distante 310 km de São Paulo. As outras possibilidades são Barueri (26 km), onde o Oeste manda seus jogos, e Itu (94 km), a casa do Ituano. O jogo contra o Grêmio Novorizontino, às 21h da próxima quinta, será válido pela segunda rodada do Paulistão. Na estreia, o São Paulo goleou o Mirassol, por 4 a 1, no Pacaembu. O técnico André Jardine ainda não definiu qual equipe mandará a campo, mas há a possibilidade do Profeta Hernanes não ser relacionado para o duelo para cuidar da parte física. Mesmo assim, o provável Tricolor para esta partida tem: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Nenê; Helinho, Pablo e Everton.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/na-estrada-sao-paulo-faz-sua-maior-viagem-no-paulistao-nesta-quarta-23012019

Relatório mostra desigualdade de trabalho na América Latina
Data: 23/01/2019

Documento produzido pela Cepal traz que a diferença entre homens e mulheres persiste e, em alguns casos, aumentou nos últimos anos

No mercado de trabalho em países da América Latina e do Caribe, a diferença entre homens e mulheres persiste e, em alguns casos, aumentou nos últimos anos. Esta é uma das conclusões do relatório Panorama Social de América Latina 2018, elaborado pela Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe) e divulgado nesta semana. Segundo o levantamento, em 2016 a taxa de desemprego urbano era de 10,4% entre mulheres e de 7,6% entre homens. No mesmo ano, 48,7% das mulheres recebiam remunerações abaixo do salário mínimo, índice que cai para 36,7% entre os homens. Na distribuição por faixa etária, a diferença se mantém, alcançando o máximo nas trabalhadoras com idade entre 45 e 64 anos, parcela onde a diferença chegou a 16 pontos. No mesmo ano, em média, 26,9% das mulheres ocupadas estavam em situação classificada pelo estudo como “subemprego” (em razão dos valores abaixo da linha da pobreza e com jornadas extensas), contra 19% dos homens na mesma condição. A média geral foi de 21,5%. Na evolução histórica desde 2002, os índices caíram para os dois gêneros, embora em ritmo maior no caso dos homens, “razão pela qual aumentou a brecha de gênero”, destaca o documento. Considerando os trabalhadores que contribuem para a previdência, houve uma inversão entre 2002 e 2016. Enquanto na primeira data a média dessa condição era maior entre mulheres (37,7%) do que entre homens (36,4%), na segunda essa prevalência mudou com índice maior no público masculino (46,5%) do que no feminino (45,5%). “Nem nem” A maior diferença de gênero no mercado de trabalho identificada pela pesquisa da Cepal está naquelas mulheres jovens fora dele: as que não não estão ocupadas nem estudam, denominadas “nem nem”. “Enfatizamos o tema da juventude, porque é a porção etária que está enfrentando as maiores dificuldades de inserção laboral e, sobretudo, as mulheres”, afirmou a secretária executiva da Cepal, Alicia Bárcena. As jovens que não estudavam nem trabalhavam em 2016 correspondiam a 31,2% nos países pesquisados da região. Já quando a análise se voltou aos homens jovens, esse índice caiu quase três vezes, ficando em 11,5%. Embora nos últimos 15 anos a queda nas taxas dessa condição tenha sido maior entre as mulheres, a diferença continua representativa. Entre os fatores para esse quadro, a Cepal citou a ausência de políticas e sistemas de cuidado, a manutenção da divisão sexual do trabalho nas famílias, a gravidez na adolescência e a alta carga de trabalho doméstico e de cuidado, ambos não remunerados. “Em particular a distribuição desigual do trabalho não remunerado e de cuidado entre homens e mulheres, o não reconhecimento de seu valor econômico e das barreiras que isso impõe a uma plena integração das mulheres ao mercado de trabalho e, portanto, à obtenção de autonomia econômica, reproduzem as desigualdades de gênero ao largo do ciclo de vida”, analisam os autores do relatório. Causas e impactos Segundo a oficial de Gênero e Raça do Escritório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) no Brasil e pesquisadora em gênero, Ismália Afonso, para entender o fenômeno é preciso analisar o histórico dessas mulheres. No Brasil, o perfil mais comum é de jovens negras de periferia, evidenciando uma inter-relação entre gênero, raça e classe. Mas outros fatores devem ser considerados, como a violência presente nas histórias de vida e nos ambientes onde essas pessoas estão inseridas. “Isso vem sendo forjado ao longo de anos, elas são vítimas de violência doméstica parental e indireta, dos pais contra as mães. E isso ajuda que elas tenham mais dificuldade de se manter na escola. O ambiente público, a cidade mais violenta, concorre para que pessoas que morem em territórios mais violentos [se mantenham], porque é muito difícil sair de casa para estudar de forma estável se a escola é violenta, se o trajeto é violento”, analisa. Outro elemento que contribui, acrescenta Afonso, é a sobrecarga de trabalho doméstico. E aí não somente dos filhos, mas também de familiares e dos próprios companheiros ou companheiras. Assim, a explicação que busca sugerir como causa central da saída da escola e da dificuldade de empregabilidade a gravidez da adolescência deveria ser observado com mais cuidado. Muitas vezes, a jovem já deixou a educação formal antes, ou vivencia o casamento ou a gestação como formas de socialização em condutas mais próximas do mundo adulto. Além de ver o fenômeno em suas múltiplas causas, a oficial do Pnud defende que esse cenário deve merecer resposta do Poder Público porque afeta não somente o presente com o futuro dessas jovens. “Sem contribuição previdenciária, já que não trabalham, há uma série de direitos que não serão garantidos a elas (licenças, aposentadoria). Dessa maneira, é possível esperar que avancem para a idade adulta e a velhice ainda mais empobrecidas”, completa.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/relatorio-mostra-desigualdade-de-trabalho-na-america-latina-19012019

Os grandes riscos que ameaçam a economia global em 2019
Data: 23/01/2019

Política econômica dos EUA, desaceleração chinesa, comércio internacional, Brexit e situação na Europa são questões que rondam o desempenho da economia global neste novo ano

O que o ano de 2019 reserva para a economia global? O crescimento econômico global de 2018 provavelmente fechará em cerca de 3,7%, quando todos os números forem computados, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI). PUBLICIDADE As duas principais economias do mundo - Estados Unidos e China - devem registrar índices razoáveis de expansão em 2018. A maior economia de todas, os Estados Unidos, teve dois trimestres de forte expansão no meio do ano passado. Os dados dos últimos três meses do ano passado devem estar disponíveis no fim de janeiro, e mesmo que eles mostrem um pouco de desaceleração, o ano como um todo deve registrar um crescimento bastante forte (para os padrões daquele país), de cerca de 3%. Quanto à China, a desaceleração do crescimento deve continuar em 2018, após três décadas de crescimento estonteante. Mesmo assim, a taxa deve fechar em cerca de 6,6% em 2018, o que é mais que suficiente para produzir uma melhora significativa no padrão de vida dos cidadãos chineses. A maioria das análises mais conservadoras sugere que a retomada do crescimento global, depois da grande recessão de 2008-2009 deve continuar por pelo menos mais um ano - ou mais. Então, o que são as tais nuvens negras? 'Trumponomics' É provável que o crescimento nos Estados Unidos seja mais lento em 2019. A aceleração do ano passado refletiu os cortes de impostos realizados pelo presidente Donald Trump em 2017, com efeito em 2018. Há controvérsia entre os economistas sobre o quanto este impacto vai durar. A medida funcionará como um "empurrão", cujos efeitos diminuem ao longo do tempo, ou terá resultados duradouros sobre os incentivos para trabalhar e investir? É preciso também levar em conta o impacto do banco central americano, o Fed (Federal Reserve). A instituição continuará aumentando as taxas de juros para manter a inflação perto da meta de 2% ao ano, como fez ao longo de 2018? Trump acredita que a ação do Fed é uma ameaça para a economia americana. O Fed, disse ele, "é o único problema da nossa economia". Na verdade, Trump reforça essa ideia com tanta frequência que seu secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, sentiu a necessidade de dizer publicamente que o presidente não tem intenção de demitir o chefe do Fed, Jerome Powell. Não está claro também se Trump tem realmente o poder de fazer isso, mas o político republicano certamente se recusaria a nomear Powell para outro mandato à frente do Fed quando o período atual acabar, em 2022 (isto é, se Trump ainda for o presidente dos EUA). De qualquer forma, a mera perspectiva do presidente de os EUA exercer o que muitos consideram ser uma influência indevida sobre o Fed tem potencial para tumultuar o mercado financeiro. O Fed recebe do Congresso dos EUA a responsabilidade sobre a política monetária do país, o que inclui o poder de definir as taxas de juros. A visão mais aceita entre os economistas é a de que manter este tipo de decisões afastadas do controle político direto é a melhor forma, no longo prazo, de controlar a inflação. Há ainda um outro ponto da política econômica de Trump que pode prejudicar o crescimento econômico: o comércio internacional. Guerra tarifária? Os Estados Unidos já estão há algum tempo em confrontação aberta com a China, por causa daquilo que Donald Trump chama de "roubo de tecnologia" das empresas americanas que fazem negócios no país asiático. Daqui a três meses, as tarifas impostas pelo governo Trump a uma gama de produtos chineses sofrerão aumentos, de 10% a 25%. Espera-se que a China retalie os EUA, como fez na primeira rodada de aumentos tarifários. Trump e o presidente chinês Xi Jinping tiveram algumas conversas recentes sobre o tema, e é possível que a "escalada" de agressões seja revertida. Mas não há nada certo. Além disso há as tarifas americanas sobre o aço e o alumínio - criadas sob o pretexto de proteger a 'soberania nacional' dos EUA, e que afetaram um grande número de parceiros comerciais dos americanos. O Brasil e a Argentina se livraram das tarifas, que poderiam ter causado fortes danos à indústria metalúrgica dos dois países. Assim, a perspectiva de mais tensões no comércio internacional é a primeira nuvem carregada no horizonte. Diminuição do crescimento na Europa A Europa tem seus próprios problemas para enfrentar. Os dados econômicos relativos ao terceiro trimestre do ano passado já mostraram uma queda pronunciada no crescimento da zona do Euro. Uma parte destes dados negativos pode refletir uma queda de curtíssimo prazo, causada quando a União Europeia passou a aplicar novas regras para testes de emissão de poluentes de veículos - o que paralisou durante algum tempo essa indústria. Mas os dados ruins podem também ser o começo de uma perda mais significativa de velocidade no processo de recuperação econômica - que nunca foi especialmente forte na Europa. Um levantamento recente sobre o setor industrial na região mostrou que o desaquecimento continuou em dezembro passado - e duas das principais economia do bloco, Itália e França, tiveram retração. A Europa também tem o seu próprio problema de comércio exterior com que se preocupar: o Brexit. O Reino Unido deve deixar a União Europeia em 29 de março. Como exatamente será esta saída ainda é uma questão em aberto - há vários resultados possíveis, alguns dos quais com potencial de destroçar o comércio entre o Reino Unido e o continente. Recessão a caminho? Os mercados de ações tiveram um período turbulento no fim de 2018. Muitas bolsas de valores mundo afora tiveram ganhos vultosos no começo do ano, mas que foram revertidos depois. De forma geral, foi o pior ano para os mercados globais desde a crise financeira de 2008. Preços baixos de ações podem (atenção, podem) ser sinal de alerta de problemas econômicos mais generalizados à frente, e até mesmo de uma nova recessão - mas não é líquido e certo que isso vá acontecer. Como disse ironicamente o ganhador do prêmio Nobel de economia Paul Samuelson, "os indicadores de Wall Street conseguiram prever nove das últimas cinco recessões". Os mercados podem dar alarmes falsos. O mercado de títulos de dívidas - que inclui os títulos dos governos - também está mais perto de acender a luz amarela sobre as perspectivas da economia nos EUA. Um fenômeno conhecido como "curva invertida de rendimentos", observado no fim de 2018, tem sido um indicativo mais confiável de uma desaceleração econômica, embora não diga quando a recessão vai ocorrer. O fenômeno acontece quando, num dado momento, títulos de dívidas com prazo de vencimento mais curto começam a pagar mais aos investidores que os títulos de prazo longo - o contrário do que ocorre geralmente. Dito isso, há economistas sérios que acreditam que os Estados Unidos estão à caminho de uma recessão - não neste ano, mas em 2020. Nouriel Roubini, que previu a crise de 2008, é um deles. Ele também avisa que a próxima recessão será mais difícil para o governo dos EUA e o Fed que a anterior. A China também tem com o que se preocupar - ali, há o crescimento das dívidas do governo e das empresas, que pode comprometer a estabilidade financeira do país. Pesquisas recentes com as empresas do país mostram que o número de encomendas novas recebidas pelas fábricas caiu em dezembro de 2018. É a primeira vez que isso acontece nos últimos dois anos. Tudo considerado, há boas razões para considerar as perspectivas de 2019 em diante mais nebulosas do que jamais estiveram, em anos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/os-grandes-riscos-que-ameacam-a-economia-global-em-2019-19012019

Bolsonaro assina MP de combate a fraudes em benefícios do INSS
Data: 23/01/2019

Estima-se que a medida provisória trará um impacto positivo de R$ 9 bilhões nas contas públicas somente neste ano

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta sexta-feira (18) a prometida medida provisória contra fraudes e com endurecimento de regras para concessão de benefícios da Previdência Social. É estimando que a medida tenha um impacto positivo de R$ 9 bilhões somente neste ano. PUBLICIDADE Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o foco da medida é a melhoria da gestão e da eficiência do INSS. Serão redirecionados aproximadamente R$ 300 milhões para o exercício desse combate a fraudes, acrescentou. “Essa medida provisória que acabou de ser assinada pelo senhor presidente Jair Bolsonaro, ela se trata de um esforço que o governo fará no sentido do combate às fraudes. E nós chamamos essa medida, internamente, de uma medida provisória anti-fraudes”, disse Onyx, que também assinou a MP. “Em diversas auditorias realizadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União) e pela CGU (Controladoria-Geral da União), foram encontradas inúmeras irregularidades e uma das metas que está sendo estabelecida pelo governo é no sentido de criar mecanismos que nos permitam combater essas fraudes, dar eficiência ao sistema”, explicou o ministro. Inicialmente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, havia calculado uma economia anual de R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões com as alterações promovidas pela MP. Entre as propostas da medida estão um reforço no pente-fino feito por peritos do INSS para identificação de benefícios indevidos, a instituição de um tempo de carência de 24 meses nas contribuições a concessão de auxílio-reclusão e o aperto nas regras para comprovação da atividade rural. Segundo o secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, a ideia é que sejam destinados pouco mais de R$ 200 milhões para o combate às fraudes no primeiro ano, e a expectativa é que esse valor chegue por volta de R$ 300 milhões quando o sistema estiver adaptado, conforme estimado pelo ministro da Casa Civil. Marinho disse ainda que o custo mencionado por Onyx engloba eventual prorrogação para 2020 do pagamento de gratificações a peritos médios federais na revisão de benefícios por incapacidade e a técnicos e analistas do INSS para análise de benefícios com indícios de irregularidade. Considerando apenas o ano de 2019, a previsão de gasto com esse impulso no pente-fino é de R$ 223 milhões, apontou. A MP, que havia sido prometida por Guedes em seu primeiro discurso no cargo, tem força de lei a partir de sua edição, mas precisa ser aprovada pelas duas Casas do Congresso em um prazo de vigência de 120 dias para valer em definitivo, do contrário, perde a validade. Copyright Thomson Reuters 2018

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/bolsonaro-assina-mp-de-combate-a-fraudes-em-beneficios-do-inss-18012019-1

GCM é baleada e morre em padaria de São Caetano do Sul, em SP
Data: 23/01/2019

A guarda havia chegado ao estabelecimento para tomar café e um homem atirou. Sem resistir aos ferimentos, ela morreu antes de ser levada pelo SAMU

Uma guarda-civil municipal foi baleada e morta em uma padaria, por volta das 5h45 desta quarta-feira (23), na Rua Alagoas, 325, em São Caetano do Sul, na região do ABC. Segundo as primeiras informações, a guarda, Iara Cristiane de Oliveira, estava chegando na padaria para tomar um café antes de iniciar o expediente. estacionou o carro, um homem que estava na padaria viu a agente fardada e atirou contra ela. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu antes de ser resgatada pelo SAMU. Após a ação, o suspeito fugiu, mas foi detido por uma equipe da GCM minutos depois. O local será preservado para perícia. O caso vai ser registrado na Delegacia Central de São Caetano do Sul.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/gcm-e-baleada-e-morre-em-padaria-de-sao-caetano-do-sul-em-sp-23012019

Relatório mostra desigualdade de trabalho na América Latina
Data: 22/01/2019

Documento produzido pela Cepal traz que a diferença entre homens e mulheres persiste e, em alguns casos, aumentou nos últimos anos

o mercado de trabalho em países da América Latina e do Caribe, a diferença entre homens e mulheres persiste e, em alguns casos, aumentou nos últimos anos. Esta é uma das conclusões do relatório Panorama Social de América Latina 2018, elaborado pela Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe) e divulgado nesta semana. PUBLICIDADE Segundo o levantamento, em 2016 a taxa de desemprego urbano era de 10,4% entre mulheres e de 7,6% entre homens. No mesmo ano, 48,7% das mulheres recebiam remunerações abaixo do salário mínimo, índice que cai para 36,7% entre os homens. Na distribuição por faixa etária, a diferença se mantém, alcançando o máximo nas trabalhadoras com idade entre 45 e 64 anos, parcela onde a diferença chegou a 16 pontos. No mesmo ano, em média, 26,9% das mulheres ocupadas estavam em situação classificada pelo estudo como “subemprego” (em razão dos valores abaixo da linha da pobreza e com jornadas extensas), contra 19% dos homens na mesma condição. A média geral foi de 21,5%. Na evolução histórica desde 2002, os índices caíram para os dois gêneros, embora em ritmo maior no caso dos homens, “razão pela qual aumentou a brecha de gênero”, destaca o documento. Considerando os trabalhadores que contribuem para a previdência, houve uma inversão entre 2002 e 2016. Enquanto na primeira data a média dessa condição era maior entre mulheres (37,7%) do que entre homens (36,4%), na segunda essa prevalência mudou com índice maior no público masculino (46,5%) do que no feminino (45,5%). “Nem nem” A maior diferença de gênero no mercado de trabalho identificada pela pesquisa da Cepal está naquelas mulheres jovens fora dele: as que não não estão ocupadas nem estudam, denominadas “nem nem”. “Enfatizamos o tema da juventude, porque é a porção etária que está enfrentando as maiores dificuldades de inserção laboral e, sobretudo, as mulheres”, afirmou a secretária executiva da Cepal, Alicia Bárcena. As jovens que não estudavam nem trabalhavam em 2016 correspondiam a 31,2% nos países pesquisados da região. Já quando a análise se voltou aos homens jovens, esse índice caiu quase três vezes, ficando em 11,5%. Embora nos últimos 15 anos a queda nas taxas dessa condição tenha sido maior entre as mulheres, a diferença continua representativa. Entre os fatores para esse quadro, a Cepal citou a ausência de políticas e sistemas de cuidado, a manutenção da divisão sexual do trabalho nas famílias, a gravidez na adolescência e a alta carga de trabalho doméstico e de cuidado, ambos não remunerados. “Em particular a distribuição desigual do trabalho não remunerado e de cuidado entre homens e mulheres, o não reconhecimento de seu valor econômico e das barreiras que isso impõe a uma plena integração das mulheres ao mercado de trabalho e, portanto, à obtenção de autonomia econômica, reproduzem as desigualdades de gênero ao largo do ciclo de vida”, analisam os autores do relatório. Causas e impactos Segundo a oficial de Gênero e Raça do Escritório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) no Brasil e pesquisadora em gênero, Ismália Afonso, para entender o fenômeno é preciso analisar o histórico dessas mulheres. No Brasil, o perfil mais comum é de jovens negras de periferia, evidenciando uma inter-relação entre gênero, raça e classe. Mas outros fatores devem ser considerados, como a violência presente nas histórias de vida e nos ambientes onde essas pessoas estão inseridas. “Isso vem sendo forjado ao longo de anos, elas são vítimas de violência doméstica parental e indireta, dos pais contra as mães. E isso ajuda que elas tenham mais dificuldade de se manter na escola. O ambiente público, a cidade mais violenta, concorre para que pessoas que morem em territórios mais violentos [se mantenham], porque é muito difícil sair de casa para estudar de forma estável se a escola é violenta, se o trajeto é violento”, analisa. Outro elemento que contribui, acrescenta Afonso, é a sobrecarga de trabalho doméstico. E aí não somente dos filhos, mas também de familiares e dos próprios companheiros ou companheiras. Assim, a explicação que busca sugerir como causa central da saída da escola e da dificuldade de empregabilidade a gravidez da adolescência deveria ser observado com mais cuidado. Muitas vezes, a jovem já deixou a educação formal antes, ou vivencia o casamento ou a gestação como formas de socialização em condutas mais próximas do mundo adulto. Além de ver o fenômeno em suas múltiplas causas, a oficial do Pnud defende que esse cenário deve merecer resposta do Poder Público porque afeta não somente o presente com o futuro dessas jovens. “Sem contribuição previdenciária, já que não trabalham, há uma série de direitos que não serão garantidos a elas (licenças, aposentadoria). Dessa maneira, é possível esperar que avancem para a idade adulta e a velhice ainda mais empobrecidas”, completa.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/relatorio-mostra-desigualdade-de-trabalho-na-america-latina-19012019

ressesso câmara municipal de 01 a 31 de janeiro 2019
Data: 21/01/2019

ressesso câmara municipal de 01 a 31 de janeiro 2019

Link Notícia:

Estado de saúde de Caio Junqueira ainda é grave e ele segue internado
Data: 18/01/2019

Ator sofreu um acidente de carro na quarta-feira (16), no Rio de Janeiro. Segundo Corpo de Bombeiros, carro colidiu contra uma árvore e capotou

O estado de saúde de Caio Junqueira ainda é grave. Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, o ator segue internado e recebendo os cuidados necessários, depois de realizar uma cirurgia. O ator sofreu um acidente no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, na quarta-feira (16), depois que o carro perdeu o controle. Segundo a equipe do Corpo de Bombeiros, o veículo teria subido na sarjeta, colidiu com uma árvore e capotado, em frente ao Museu de Arte Moderna, na Glória. Caio estava sozinho na hora do acidente e teria ficado preso às ferragens. Caio Junqueira tem uma extensa lista de trabalhos no cinema e na televisão. Na telona, destacou-se como o policial Neto, o aspirante 06, em Tropa de Elite(2007). Na RecordTV, integrou o elenco das novelas Escrava Isaura (2004), Ribeirão do Tempo (2010), José do Egito (2013) e Milagres de Jesus (2014). Na TV Globo, participou dos folhetins O Clone (2001), O Quinto dos Infernos (2002) e Paraíso Tropical (2007). O trabalho mais recente do ator foi na série O Mecanismo, da Netflix, lançada em 2018.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/estado-de-saude-de-caio-junqueira-ainda-e-grave-e-ele-segue-internado-18012019

Ariana Grande e amigas curtem festa em clipe de 7 rings
Data: 18/01/2019

Cantora lançou vídeo na madrugada desta sexta-feira (18). Canção é single de novo álbum, previsto para ser lançado no começo de 2019

Ariana Grande lançou na madrugada desta sexta-feira (18) o clipe da música 7 rings, single da nova fase da carreira. Todo rosa, o vídeo mostra a cantora e as amigas curtindo uma festa regada a champanhe em uma mansão. Em pouco mais de três horas, o clipe já tinha mais de 1,8 milhão de visualizações. A música é diferente dos trabalhos anteriores da cantora. Em sweetner, último álbum de trabalho, Ariana apostou em singles que mostrassem sua potência vocal e batidas mais lentas. Já com 7 rings, a artista aposta em um rap e um ritmo mais sensual e dançante e fala sobre como ela pode usar anéis de diamante mesmo sem estar casada. Ariana teve um noivado relâmpago com o comediante Pete Davidson, em 2018. A cantora contou no Twitter que a aparição do cachorrinho T, que também aparece no clipe de thank u, next, não estava prevista para acontecer. — T não ia aparecer no vídeo, mas ele literalmente não me deixava e nem o set, então. View image on Twitter

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/ariana-grande-e-amigas-curtem-festa-em-clipe-de-7-rings-18012019

Alok e Romana embarcam para lua de mel em jatinho decorado
Data: 18/01/2019

Casal segue para as Maldivas num avião particular, que foi enfeitado com latas de refrigerante, costume comum nos Estados Unidos

Depois da cerimônia de casamento aos pés do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, no final da madrugada desta terça-feira (15), Alok e Romana Novais embarcaram em um jato particular rumo às Maldivas. O que chama a atenção na fuselagem do avião é a decoração com os nomes do casal, além das latas de refrigerante penduradas na cauda costume comum dos casais nos Estados Unidos. Veja também: Carlinhos Maia brinca com foto de ovo e tenta quebrar recorde Os recém-casados estão levando até o cachorro Apolo para a lua de mel.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/alok-e-romana-embarcam-para-lua-de-mel-em-jatinho-decorado-16012019

Na seca! Times vivem jejuns de títulos estaduais pelo Brasil
Data: 18/01/2019

Dos grandes da 1ª divisão, São Paulo é um dos que está há mais tempo sem levantar a taça do Estadual. Última conquista do Tricolor foi em 2005

O São Paulo é o time da Série A do Brasileirão há mais tempo na fila, sem ganhar o título estadual, cujas competições começam neste fim de semana. Levantamento feito pelo R7 mostra quais são os mais longos jejuns em todos os Estados do Brasil. A relação reúne todos os times de Série A e os grandes de cada Estado. Existe até clube que vai completar 90 anos sem levantar a taça. O critério para o levantamento das informações é simples: apenas foram escolhidos os clubes que já ganharam pelo menos cinco edições de seu Estadual e que ainda mantenham atividade no futebol profissional. Rio e São Paulo No Paulistão, o São Paulo é o gigante que está há mais tempo sem conquistar o título. Para se ter uma ideia, a última vez que isso aconteceu, em abril de 2005, o time ainda não tinha ganhado o tricampeonato da Libertadores e do Mundial, tampouco era hexacampeão do Brasileiro. O treinador era o Emerson Leão. No Rio de Janeiro, o cenário é parecido ao que acontece em São Paulo, com um adendo de que o jejum é menor. Dentre os grandes do Estado, o Fluminense, 31 vezes campeão do Carioca, não leva a taça para casa há seis edições. Desde 2012, os rivais Flamengo, Fluminense e Botafogo revezam as conquistas entre si. Grêmio e Inter soberanos Dos principais estaduais espalhados pelo Brasil, o Gauchão é o único que não registra qualquer caso que se encaixe nos critérios adotados para a pesquisa. Grêmio e Internacional são soberanos e somam 82 títulos combinados. O time que mais ganhou a competição fora da dupla é o Guarany de Bagé, com apenas duas taças. Veja abaixo, quais são os maiores jejuns de títulos estaduais em cada unidade da federação: Campeonato Paulista São Paulo (21 títulos) - 2005 Palmeiras (22 títulos) - 2008 Campeonato Mineiro Villa Nova (5 títulos) - 1951 Campeonato Gaúcho Não tem Campeonato Carioca Fluminense (31 títulos) - 2012 América-RJ (8 títulos) - 1960 Campeonato Baiano Ypiranga (10 títulos) - 1951 Botafogo (7 títulos) - 1938 Galícia (5 títulos) - 1968 Campeonato Cearense Ferroviário (9 títulos) - 1995 Campeonato Goiano Vila Nova (15 títulos) - 2005 Goiânia (14 títulos) - 1974 Campeonato Catarinense Avaí (16 títulos) - 2012 Joinville (12 títulos) - 2001 Criciúma (10 títulos) - 2013 Campeonato Paraense Tuna Luso (10 títulos) - 1988 Campeonato Paranaense Paraná (7 títulos) - 2006 Campeonato Paraibano Treze (15 títulos) - 2011 Auto Esporte (6 títulos) - 1992 Campeonato Pernambucano América-PE (6 títulos) - 1944 Campeonato Alagoano ASA (7 títulos) - 2011 Campeonato Sergipano Itabaiana (10 títulos) - 2012 * Estagiário do R7, sob supervisão de Adalberto Leister Filho

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/na-seca-times-vivem-jejuns-de-titulos-estaduais-pelo-brasil-18012019

Jorge Sampaoli é aposta do Santos para voltar a ganhar títulos em 2019
Data: 18/01/2019

Peixe demorou a se movimentar no mercado de contratações e perdeu peças importantes no elenco; meia Soteldo é único reforço confirmado até agora

Time que menos se reforçou até agora, o Santos chega para a temporada 2019 ainda sob uma certa desconfiança da torcida. Pior do que não trazer jogadores foi perder nomes importantes do elenco. Ao menos, para o banco de reservas, a equipes contratou Jorge Sampaoli para tentar reconquistar títulos. O jejum de troféus pelos lados da Vila Belmiro está prestes a completar três anos. O Peixe, então de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, conquistou o Campeonato Paulista de 2016 e, de lá para cá, amargou decepções no futebol profissional. Agora com Sampaoli, que estava sem clube desde quando deixou a seleção argentina, depois da Copa do Mundo, há a cobrança para ser diferente. O técnico acertou com o Santos ainda no final de 2018. Em dezembro, esperava-se da equipe maior movimentação no mercado, mas não foi o que aconteceu. Para piorar, o time ainda se viu sem Léo Cittadini, que foi para o Athlético-PR, e Gabigol, em negociação entre Inter de Milão e Flamengo. Mais do que isso, Bryan Ruiz, insatisfeito no clube, pediu a rescisão contratual; e Dodô, emprestado pela Sampdoria, tem situação indefinida e ainda pode sair. Quando foi ao mercado de contratações, o Santos ainda causou mal-estar em seu próprio elenco. A pedido de Sampaoli, o time ainda busca um goleiro que saiba jogar com os pés. Martín Campaña, do Independiente-ARG, e Éverson, goleiro do Ceará, estavam na mira e irritaram o titular Vanderlei. Entre as contratações oficialmente confirmadas, apenas o meia Yeferson Soteldo assinou contrato. O jovem, de 21 anos, recentemente se destacou pelo Universidad de Chile e chamou a atenção do Peixe. O clube também estaria acertado com o zagueiro Felipe Aguilar, de 25 anos, que inclusive já se despediu do Atlético Nacional-COL.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/jorge-sampaoli-e-aposta-do-santos-para-voltar-a-ganhar-titulos-em-2019-18012019

Fluminense começa a temporada com mais perdas do que reforços
Data: 18/01/2019

Dez jogadores deixam as Laranjeiras para 2019 e oito atletas chegaram. A grande aposta da diretoria é a chegada do técnico Fernando Diniz

Depois brigar contra o rebaixamento até a última rodada do Brasileiro, o Fluminense começa 2019 com mais perdas do que ganhos. Esse fato aumenta ainda mais a preocupação dos torcedores, que há sete anos não sabem o que é ser campeão. Para desespero de Fernando Diniz, treinador contratado para a temporada, dez jogadores se despediram do Tricolor. Entre eles, duas peças fundamentais no clube: o zagueiro e capitão Gum, que está sem clube, e o camisa 10 Junior Sornoza, negociado com o Corinthians. Além deles, saíram: Jadson (volante), Marcos Junior (atacante), Ayrton Lucas (lateral-esquerdo), Richard (volante), Matheus Alessandro (atacante), Fernando Neto (lateral-esquerdo), Junior Dutra (atacante) e Julio Cesar (goleiro). Reforços Para compensar as perdas, Diniz vai ter oito novos atletas em todos os setores do time. Para montar o sistema defensivo chegou o goleiro Agenor, do Guarani. Na zaga, Matheus Ferraz, do América-MG, vai tentar substituir Gum. Do Cruzeiro, vieram o volante Bruno Silva e o lateral-direito Ezequiel. O ataque foi o setor mais reforçado e três atletas foram contratados: Mateus Gonçalves (Sport), Luis Felipe (Internacional) e Yony González (Junior Barranquilla/Colômbia). O último nome anunciado foi o meia Caio Henrique, que estava no Atletico de Madri, da Espanha. Pedro continua A boa notícia para os tricolores é que o menino-artilheiro Pedro continua nas Laranjeiras. Mesmo sem jogar desde agosto, por causa de lesão no joelho direito, o jovem de 21 anos foi artilheiro do time na temporada, com 19 gols. Em 2019, o Fluminense disputa quatro competições: Campeonato Carioca, Campeonato Brasileiro, Copa Sul-americana e Copa do Brasil. O dilema da torcida tricolor é saber se o estilo de Fernando Diniz vai fazer com que a temporada traga menos preocupação do que no ano passado, quando o clube lutou contra o rebaixamento no Brasileirão.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/fluminense-comeca-a-temporada-com-mais-perdas-do-que-reforcos-18012019

Governador de Mato Grosso diz que decretará calamidade financeira
Data: 18/01/2019

Governador Mauro Mendes pediu ao ministro da Economia a liberação de R$ 500 milhões para o Estado garantir sua "sobrevivência" nos próximos meses

O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes, disse nesta quarta-feira (16) que pretende decretar nesta quinta-feira (17) estado de calamidade financeira. Ele esteve com o ministro da Economia, Paulo Guedes, pedindo a liberação de recursos do FEX (Fundo de Apoio às Exportações). Segundo o governador, seriam aproximadamente R$ 500 milhões para o Estado garantir sua "sobrevivência" nos próximos meses. "A liberação do FEX nesse momento seria um canudinho para que possamos não morrer afogados", disse Mendes. Segundo ele, Guedes ficou de estudar a possibilidade de fazer a liberação aos Estados, o que depende de espaço no Orçamento e no teto de gastos. O último repasse ocorreu no fim de 2017, no valor de R$ 1,9 bilhão. Mato Grosso está com o pagamento dos salários de servidores de dezembro e do 13º atrasados. Segundo o governador, metade das viaturas policiais saíram de circulação no último mês por falta de recursos para manter o serviço. "É o colapso do serviço público", disse. Mendes reconheceu que o Estado precisará adotar medidas duras, mas disse que algumas delas já foram propostas à Assembleia Legislativa, como a elevação da alíquota previdenciária de servidores de 11% para 14%. O governo estadual também tem planos de tributar o agronegócio. Segundo ele, as gestões anteriores promoveram um "aumento irresponsável de despesas do Executivo", que extrapolaram o crescimento da arrecadação. Agora, disse o governador, será preciso traçar um plano para reduzir despesas e ampliar as receitas do Estado. Além disso, Mendes destacou que vai trabalhar pela aprovação da reforma da Previdência. "Não dá para ficar protelando", afirmou. Segundo ele, Mato Grosso deve ter um déficit de R$ 1,6 bilhão só na Previdência. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/governador-de-mato-grosso-diz-que-decretara-calamidade-financeira-16012019

Fiscalização recupera R$ 5,2 bilhões de FGTS não recolhido em 2018
Data: 18/01/2019

Resultado divulgado pelo governo federal é o maior desde 2015 e 23,6% maior do que o registrado em 2017

As equipes de fiscalização do então Ministério do Trabalho recuperaram R$ 5,2 bilhões que deveriam ter sido recolhidos por empregadores ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em 2018. Segundo os dados, divulgados pelo governo federal nesta terça-feira (15), o valor foi o maior desde 2015. O resultado registrado no ano passado 23,6% superior ao ano anterior. Em 2017, o montante recuperado foi de R$ 4,23 bilhões, enquanto em 2016 o volume ficou em R$ 3,1 bilhões e em 2015, em R$ 2,2 bilhões. No recorte geográfico, os maiores montantes recuperados foram em São Paulo, com R$ 961 milhões, quase 20% do total. Em seguida apareceram Rio de Janeiro, com R$ 460 milhões, Rio Grande do Sul, com R$ 326 milhões, e Minas Gerais, com R$ 269 milhões. O recolhimento do FGTS é um direito dos trabalhadores e uma das obrigações de empregadores no caso de contratações com carteira assinada, temporários, avulsos, trabalhadores rurais e atletas. Para pessoas em atividades domésticas, o recolhimento do FGTS é opcional. O valor deve ser correspondente a 8% da remuneração paga no mês anterior. O trabalhador pode acompanhar o depósito por meio do site da Caixa Econômica Federal. Caso identifique alguma irregularidade, pode denunciar ao sindicato ou ao Ministério Público do Trabalho. A fiscalização era feita pelo Ministério do Trabalho. Com a extinção do órgão pelo atual governo, as funções foram repassadas ao Ministério da Economia.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/fiscalizacao-recupera-r-52-bilhoes-de-fgts-nao-recolhido-em-2018-15012019

Receita Federal exclui 521 mil empresas devedoras do Simples
Data: 18/01/2019

Empresas excluídas, que devem R$ 14,46 bilhões ao Simples Nacional, poderão voltar ao programa se quitarem débitos até 31 de janeiro

A Receita Federal excluiu 521.018 micro e pequenas empresas que não quitaram os débitos com o Simples Nacional, regime especial de tributação para as pessoas jurídicas de menor porte. Em setembro, 732.664 empresas haviam sido notificadas de débitos previdenciários e não previdenciários com a Receita e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Quem não regularizou a situação foi excluído em 1º de janeiro. As empresas excluídas devem R$ 14,46 bilhões ao Simples. Elas podem pedir a reinclusão no regime especial até 31 de janeiro, desde que quitem os débitos antes dessa data. A dívida pode ser paga à vista ou seguir o parcelamento ordinário, em até cinco anos, com pagamento de multas e juros. A consulta à situação fiscal da empresa e os pedidos de regularização podem ser feitos por meio do Portal do Simples Nacional na internet. Regime simplificado de pagamentos de tributos federais, estaduais e municipais, o Simples Nacional beneficia micro e pequenas empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/receita-federal-exclui-521-mil-empresas-devedoras-do-simples-15012019

STJ e Conselho da Justiça Federal divulgam salário de magistrados
Data: 18/01/2019

Também foram divulgados os vencimentos de outros servidores destes órgãos. Dados foram publicados no DOU

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) e o Conselho da Justiça Federal publicaram no DOU (Diário Oficial da União) desta sexta-feira (18), a remuneração de magistrados e outros servidores do Poder Judiciário. Os ministros do STJ recebem salário de R$ 37.328,65; juízes de Tribunais Regionais Federais, R$ 35.462,22; juízes federais, R$ 33.689,11; e juízes federais substitutos, R$ 32.004,65. O subsídio e a remuneração de cargos como analistas e técnicos judiciários também estão disponíveis para consulta no documento. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/stj-e-conselho-da-justica-federal-divulgam-salario-de-magistrados-18012019

Bolsonaro concede Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul a Netanyahu
Data: 18/01/2019

Primeiro-ministro de Israel o Brasil como “grande potência”, lembrando que reúne a quinta maior população mundial

O presidente Jair Bolsonaro concedeu a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, no grau de Grã-Cruz, ao primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. O decreto com a concessão foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (18). A concessão ocorre menos de um mês depois da primeira visita de Netanyahu ao Brasil. Na ocasião, ele classificou o país como “grande potência”, lembrando que reúne a quinta maior população mundial. A mensagem foi postada em sua conta no Twitter. “É uma grande mudança com Bolsonaro. Estou contente por podermos começar uma nova era entre Israel e a grande potência chamada Brasil", disse Netanyahu. Durante a visita, Bolsonaro e Netanyahu se reuniram, o primeiro-ministro e a mulher passearam pelas praias do Rio de Janeiro, provaram comidas e bebidas brasileiras. O presidente brasileiro manifestou a intenção de viajar a Israel.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-concede-ordem-nacional-do-cruzeiro-do-sul-a-netanyahu-18012019

General Silva e Luna é escolhido para dirigir usina de Itaipu
Data: 18/01/2019

O último militar a assumir a companhia foi Ney Braga (1985-1990). O diretor-geral de Itaipu ganha aproximadamente R$ 80 mil mensais

Mais um general vai ocupar um cargo estratégico no governo Jair Bolsonaro. Ministro da Defesa da gestão de Michel Temer, Joaquim Silva e Luna foi escolhido para ocupar a direção-geral da Itaipu Binacional, usina hidrelétrica que pertence ao Brasil e ao Paraguai. A nomeação do general Silva e Luna foi confirmada por fontes do Palácio do Planalto e do Ministério de Minas e Energia ao qual a empresa está vinculada. Os procedimentos para a nomeação do general Silva e Luna estão em andamento há pelo menos duas semanas. Várias reuniões já foram realizadas na pasta de Minas e Energia para discutir o que o novo governo quer da administração brasileira na empresa, que esteve na mão do representante do PT Jorge Samek durante 14 anos e, agora, está sob a direção de Marcos Stamm, que assumiu o cargo em abril de 2018, indicado pelo ex-presidente Temer. O último militar a assumir a Itaipu foi Ney Braga (1985-1990). O diretor-geral de Itaipu ganha aproximadamente R$ 80 mil mensais, recebe entre 14 e 15 salários por ano, tem plano de saúde sem custo para toda família e mais plano de aposentadoria. De acordo com informações obtidas pelo Estado, há uma grande preocupação com o aparelhamento que existe na empresa. A ideia é seguir a orientação geral do Planalto, de verificar em que áreas estão concentradas as nomeações políticas feitas ainda pela administração petista, mas não só por ela, como também pelos demais partidos, inclusive o MDB, de Temer. Há preocupação também com a forte influência das administrações do governo do Paraná na empresa binacional. Um dado que reforça a tese do atual governo de que é muito forte a influência política do governo do Paraná sob a administração da Itaipu brasileira é que cresceu de 16 para 54 o número de municípios do Estado que recebem royalties de Itaipu. Todos os atos administrativos da parte brasileira serão revistos principalmente nas áreas de segurança e de coordenação. A área financeira também terá um novo comando. O governo Bolsonaro quer tirar toda a influência política que exista na empresa, deixando-a com foco na sua atividade-fim, que é a geração de energia. Durante a administração petista, foram criadas várias áreas de atuação que não têm a ver com a atividade-fim da usina, abrindo um leque de ações que estariam sendo usadas para beneficiar grupos políticos. É o caso, por exemplo, da Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana), instalada em Foz do Iguaçu e criada em janeiro de 2007 com apoio da usina. Revisão 2023. Uma das questões relevantes de discussão da nova administração é em relação à revisão do "Anexo C" do Tratado de Itaipu. Em 2023, o atual tratado completa 50 anos e, com isso, será encerrado o pagamento anual de US$ 2,2 bilhões referente à dívida de Itaipu. Esse valor representa 62% das despesas da usina. Esse tratado cuida da parte do financiamento da empresa, que estará totalmente paga em 2023. A partir daí, o governo brasileiro terá de fazer diversas negociações para definir o investimento dos recursos que ficarão disponíveis pelos dois países - Brasil e Paraguai - para definir os novos investimentos pela binacional. A renda de Itaipu é de US$ 3,8 bilhões por ano e 62% desse montante é destinado ao pagamento da dívida de seu financiamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/general-silva-e-luna-e-escolhido-para-dirigir-usina-de-itaipu-18012019

Ghosn recebeu R$ 33 milhões em pagamentos
Data: 18/01/2019

Executivo foi preso no dia 19 de novembro em Tóquio e posteriormente indicado por fraudes financeiras e nega irregularidades

A Nissan e a Mitsubishi informaram nesta sexta-feira (18) que o executivo brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente do Conselho de Administração das duas companhias, recebeu US$ 8,9 milhões (R$ 33,3 milhões) em pagamentos "impróprios" realizados por uma subsidiária que ambas mantinham na Holanda. A Mitsubishi informou que Ghosn recebeu os pagamentos entre abril e novembro do ano passado, depois de ser contratado pela Nissan-Mitsubishi BV, estabelecida em junho de 2017 em território holandês. As companhias disseram que seus atuais diretores executivos — Hiroto Saikawa da Nissan e Osamu Masuko da Mitsubishi — não foram consultados sobre os pagamentos, embora também fossem executivos da empresa holandesa, ao lado de Ghosn. A Nissan afirmou crer que os pagamentos a Ghosn foram "resultado de má conduta" e que vai tentar reaver o dinheiro. Ghosn foi preso no dia 19 de novembro em Tóquio e posteriormente indicado por fraudes financeiras. O executivo nega irregularidades. Nesta sexta, uma corte em Tóquio rejeitou o pedido da defesa de Ghosn para que fosse uma estabelecida uma fiança, para que ele pudesse responder ao processo em liberdade. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ghosn-recebeu-r-33-milhoes-em-pagamentos-improprios-18012019

Críticas a decreto sobre posse de armas são falácias, diz Bolsonaro
Data: 18/01/2019

Presidente usou seu Twitter para rebater críticos e dizer que o governo ainda lançará outras medidas e propostas na área de segurança pública

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que “muitas falácias” têm sido usadas sobre o decreto que flexibiliza o acesso à posse de armas e acrescentou que o governo ainda lançará mão de outras medidas e propostas na área de segurança pública. “Muitas falácias sendo usadas a respeito da posse de armas. A pior delas conclui que a iniciativa não resolve o problema da segurança pública”, publicou o presidente em seu perfil do Twitter. Para ele, as críticas ignoram “o principal propósito, que é ‘iniciar’ o processo de assegurar o direito inviolável à legítima defesa”. “Para a infelicidade dos que torcem contra, medidas eficientes para segurança pública ainda serão tomadas e propostas. Os problemas são profundos, principalmente pelo abandono dos governos anteriores. Mal dá pra resolver tudo em 4 anos, quem dirá em 15 dias de governo”, acrescentou o presidente. Na terça-feira (15), Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza as regras para posse de armas no país, uma de suas principais bandeiras de campanha, em sintonia com a chamada bancada da bala no Congresso, que o apoiou na disputa presidencial. O novo decreto facilita o reconhecimento da chamada “efetiva necessidade” para a posse de armas, amplia a lista de casos em que ela será permitida —como morar em área rural ou em cidades com elevados índices de violência—, e ainda aumenta o prazo para renovação da autorização de posse de arma de 5 para 10 anos. Mas críticos dizem que a flexibilização da posse de armas não só não vai diminuir a violência como pode aumentá-la. “Eu acho que aumentar o número de armas na sociedade num ambiente como esse não é sadio, acho que vai fazer mal, vai aumentar a violência”, afirmou o diretor-executivo da ONG Viva Rio, o antropólogo Rubem César Fernandes, em entrevista à Reuters TV. “A arma em si não faz violência, mas em um ambiente tão tenso, cheio de conflitos, pequenos e grandes conflitos, onde todo dia a gente vê cenas de violência armada no Brasil, urbanas, então o uso da arma fica muito na cabeça das pessoas", acrescentou. (Reportagem de Maria Carolina Marcello) Copyright Thomson Reuters 2018

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/criticas-a-decreto-sobre-posse-de-armas-sao-falacias-diz-bolsonaro-17012019

Bolsonaro tem 40% de avaliação positiva no início do mandato
Data: 18/01/2019

Pesquisa XP Ipespe, divulgada nesta quinta-feira (17), mostra que outros 29% ainda avaliaram os primeiros dias como regulares

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) conta com 40% de avaliação ótima ou boa e 20% de ruim ou péssima no início do mandato. De acordo com a pesquisa XP Ipespe, divulgada nesta quinta-feira (17), outros 29% ainda avaliaram os primeiros dias como regulares, enquanto 11% não souberam opinar ou não responderam. O levantamento foi realizado por telefone com 1.000 pessoas entre os dias 9 e 11 de janeiro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. Ainda de acordo com a pesquisa, a expectativa para o restante do governo é positiva. Para 63% das pessoas entrevistadas, Bolsonaro vai fazer um mandato ótimo ou bom, contra 59% em dezembro e 57% em novembro. Já para a expectativa negativa, os dados são opostos: 15% agora ante 20% em novembro. Primeiras medidas A pesquisa mostrou ainda que 62% aprovam a equipe do governo e as primeiras medidas anunciadas por Bolsonaro, enquanto 29% desaprovam. Para 58% dos entrevistados, Bolsonaro deveria eleger como primeiras medidas de governo as da área de segurança pública. Na sequência, 33% priorizam as reformas econômicas. Por último, 5% citaram as questões relativas a valores e costumes. Ainda de acordo com o levantamento, 37% dos entrevistados têm avaliação negativa do novo Congresso Nacional, que toma posse em 1º de fevereiro, enquanto 34% acham regular e 17% avaliaram como ótimo ou bom.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-tem-40-de-avaliacao-positiva-no-inicio-do-mandato-17012019

Foco da febre amarela neste verão será litoral de SP e Vale do Ribeira
Data: 18/01/2019

Doença, que retornou à Mata Atlântica, não tem a mesma magnitude de 2018, mas continua em circulação; dengue deve emergir, segundo especialista

No verão passado, a febre amarela provocou uma epidemia no país. Neste verão, com uma cobertura vacinal maior, mas ainda baixa – apenas 60% dos brasileiros estão imunizados –, a doença não apresenta a mesma magnitude, mas continua em circulação, principalmente no litoral de São Paulo e no Vale de Ribeira, de acordo com Maurício Nogueira, presidente da Sociedade Brasileira de Virologia. “O vírus retornou à Mata Atlântica, por onde foi introduzido no século 18. Migrou com a população europeia para o interior de São Paulo, movimentando-se até a Amazônia, e agora está fazendo o caminho de volta. Hoje, é uma doença endêmica em todo o Brasil”, afirma. Nas últimas semanas, dois homens morreram com suspeita de febre amarela e outras seis pessoas estão internadas com sintomas da doença na cidade de Eldorado, no Vale do Ribeira, região sul do Estado de São Paulo. “A febre amarela está circulando neste momento em Eldorado, Jacupiranga e Iporanga, que são bem próximos à fronteira do Paraná”, afirma Helena Sato, coordenadora de imunização da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo. Para o médico e doutor em microbiologia, os casos da doença no Vale do Ribeira não são uma surpresa. “O fato de ter morte de macacos e casos de febre amarela neste verão não me surpreende, já que a circulação do vírus nessas áreas era prevista. O que me surpreende é ver gente morando em área de mata que não se vacinou ainda”, diz. Quem se vacina protege quem não pode se imunizar Nogueira ressalta que todos devem se vacinar, independentemente de frequentar áreas de mata. “O Ministério da Saúde colocou o país inteiro como área de vacinação. Então, é preciso vacinar toda a população brasileira, mesmo quem não vai para área de mata ou borda de mata”, afirma. Segundo Nogueira, quem não foi imunizado está correndo risco. “As pessoas que não podem tomar vacina estão protegidas pelas pessoas ao redor que estão vacinadas. Esse é o ponto fundamental da vacinação”, diz. Mesmo prologando a campanha de vacinação contra febre amarela, no ano passado, o país não conseguiu atingir a meta de 95%, segundo o Ministério da Saúde. Cobertura vacinal no Estado de São Paulo é baixa PublicidadeFechar anúncio A menor cobertura vacinal foi registrada no Alagoas, com apenas 32% da população imunizada - os dados do Ministério são preliminares. Já o Distrito Federal e Roraima atingiram 100% da cobertura vacinal. Já no Estado de São Paulo, considerado o provável epicentro da febre amarela neste verão, a cobertura é de 65%, em média, com variação entre as regiões, segundo a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo. “Na Baixada Santista, o percentual é de 65%. No Vale do Ribeira, de 66% e, no Vale do Paraíba e Litoral Norte, de 85%”, informou a secretaria por meio de nota, em referência aos locais com maior circulação do vírus no momento. Em 2018, houve 503 casos de febre amarela confirmados no Estado, sendo que 176 evoluíram para morte. Já Minas Gerais, que passou por epidemia a partir de 2016 e dispõe de cobertura vacinal de 91%, apresentou de junho de 2017 a junho de 2018, 527 casos confirmados, dos quais 178 evoluíram para óbito, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais. Já no período de 2016/2017, houve 475 casos confirmados de febre amarela, com 162 mortes. Os dados mais recentes do Ministério da Saúde sobre a febre amarela foram divulgados em 17 de dezembro e correspondem ao período sazonal de 1º de julho de 2018 a 30 de junho de 2019. De acordo com este boletim, o país registra 383 casos da doença confirmados e uma morte. O boletim do Ministério considerou o perído sazonal de 2017/2018 como "surto mais expressivo no Brasil, que afetou principalmente os Estados da região Sudeste, quando foram registrados 1.376 casos e 483 óbitos". Para o presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, neste verão, a dengue tende a emergir. “Já há um aumento significativo dos casos de dengue no Estado de São Paulo”. O país fechou o ano de 2018 com 247 mil casos de dengue, cerca de 8 mil casos a mais do que o ano anterior.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/saude/foco-da-febre-amarela-neste-verao-sera-litoral-de-sp-e-vale-do-ribeira-18012019

Paulistanos gastam mais de 13% da renda com transporte público
Data: 18/01/2019

Capital paulista figura como última colocada do Índice de Mobilidade Urbana realizado em 38 cidades mundiais pela Here Technologies

Os moradores da cidade de São Paulo desembolsam cerca de 13,7% do orçamento mensal somente para pagar as tarifas de transporte público. Com o resultado, a capital paulista amarga a última colocação no Índice de Mobilidade Urbana feito em 38 cidades do mundo pela empresa Here Technologies. Atualmente, a tarifa para andar de ônibus ou metrô pela cidade de São Paulo é de R$ 4,30. O valor é 7,5% superior ao pago pelos passageiros no ano passado e corresponde a um reajuste acima da inflação oficial de 2018, de 3,75%. No Rio de Janeiro (RJ), também incluída na pesquisa, os moradores gastam cerca de 11,65% da renda para arcar com os gastos do transporte público. A localidade figura apenas na frente de São Paulo no ranking. Para chegar ao resultado, o estudo usou como base para o cálculo do gasto com transporte indicadores que apontam congestionamento e tempo gasto no trânsito. Além disso, foi apurada velocidade, eficiência, automação e acessibilidade econômica da rede de transporte público de cada localidade pesquisada. Ao analisar os dados de trânsito em diferentes horários, o diagnóstico apontou que o fluxo do trânsito de São Paulo só não é pior do que Buenos Aires (Argentina), Londres (Inglaterra), Dublin (Irlanda), Moscou (Rússia), Cidade do México (México) e Mumbai (Índia). O vice-presidente executivo e diretor de plataforma da HERE Technologies, Peter Kürpick, afirma que a pesquisa foi realizada como forma de ampliar a visão da forma como nos locomovemos em ambientes povoados. “A ideia é ajudar o poder público e privado a identificarem os problemas de mobilidade em suas respectivas cidades para que soluções efetivas possam ser tomadas para melhorar o deslocamento da população”, explica ele.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/paulistanos-gastam-mais-de-13-da-renda-com-transporte-publico-18012019

Saiba qual o momento para pedir aposentadoria
Data: 14/01/2019

Especialistas ouvidos pelo R7 afirmam que possível aprovação da reforma da Previdência não deve motivo de pânico para os futuros aposentados

A reforma da Previdência voltou à tona no começo de 2019, quando Jair Bolsonaro (PSL) assumiu a Presidência da República. O novo governo será responsável pela aprovação ou não da proposta. Saber se as possíveis mudanças vão impactar a concessão do benefício dos trabalhadores é a dúvida de diversos brasileiros. Para especialistas ouvidos pelo R7, a possível aprovação da reforma não deve gerar pânico nos brasileiros e que não há motivo para pressa. O governo federal tem sinalizado possíveis mudanças no texto da reforma, como incluir o regime de capitalização, mas ainda não divulgou quais serão os moldes do texto final. O advogado especialista em direito previdenciário João Badari afirma que, quando o trabalhador atingir o mínimo para se aposentar, a reforma não irá influenciar na concessão do benefício, já que é um direito adquirido. Além disso, afirma que “a reforma não vai mexer na aposentadoria de quem já recebe”. “Se você já tem condição de se aposentar, você já tem o direito adquirido. Mesmo que ainda não tenha, não é momento de se desesperar”, afirma Badari. “As pessoas vão sair correndo para se aposentar e podem ter um prejuízo, que é para o resto da vida”. O coordenador do MBA de Previdência Complementar da FGV (Fundação Getulio Vargas), Gilvan Candido, também diz que não há motivo para desespero. Segundo ele, a reforma aparece na pauta política com a proposta de introduzir uma idade mínima. “Os que não tem idade, não tem tempo de contribuição, com a mudança da regra da aposentadoria devem se enquadrar em uma regra de transição”, explica. Badari afirma que há dois tipos mais comuns de aposentadoria: por contribuição, que utiliza a fórmula 86/96, e a especial, paga a pessoas submetidas a condições de risco no trabalho. Considerando a aposentadoria pela fórmula 86/96, o tempo de contribuição somado a idade precisa resultar em 86 pontos para as mulheres e 96 para homens. Uma mulher com 30 anos de contribuição e 56 anos de idade, por exemplo, pode se aposentar dentro desta regra. Confira as datas de pagamentos de aposentadorias e pensões em 2019 Badari afirma que o ideal é que o trabalhador deixe para se aposentar quando atingir os pontos mínimos da regra 86/96, para não ter descontos no valor. Candido, afirma que o fator previdenciário é determinante, mas que a decisão do momento de se aposentar varia de acordo com a avaliação pessoal de cada um. “Quando você se aposenta muito jovem, o fator impacta negativamente no benefício. Se você é mais novo, vai ficar recebendo muito tempo e o fator reduz o valor do benefício para poder receber pelo período”, explica. Assim, orienta que o ideal é se aposentar mais velho. O fator previdenciário é um indicador utilizado para calcular o salário da aposentadoria. Quanto menor a idade na data da aposentadoria e maior a expectativa de vida, menor o fator previdenciário e, portanto, menor o benefício recebido. Quanto mais velho e quanto maior for o tempo de contribuição do trabalhador, maior será o valor da aposentadoria. Sinalizações do governo Bolsonaro O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou na última terça-feira (8) que a nova reforma da Previdência trará um sistema de capitalização e que estuda uma reforma com regra de transição. A capitalização é um regime em que o segurado contribui para uma conta individual, que será remunerada e depois é usada para bancar os benefícios. Hoje, vigora no Brasil o regime de repartição, em que as contribuições pagas pelos trabalhadores e empregadores ajudam a bancar os benefícios de quem já está aposentado. Evite problemas Fique atento aos dados do Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais) na hora de solicitar a aposentadoria. O cadastro reúne todas as informações da vida profissional do trabalhador e é por meio dele que o valor da aposentadoria é calculado. Segundo Badari, é importante que o trabalhador junte todas as carteiras de trabalho, documentos profissionais, decisões na justiça trabalhista, se houver, e qualquer dado que possa alterar o valor da aposentadoria. O ideal é procurar um especialista para avaliar se os dados do Cnis estão completos. Se não estiverem, é preciso solicitar uma retificação do documento. “O site do INSS é muito didático, faz a somatória, calcula o salário da aposentadoria. Porém essa parte mais técnica, fica mais difícil da pessoa saber”, afirma. Badari complementa que este processo é importante, já que, na maioria dos casos, o valor do benefício não pode ser mudado depois que a aposentadoria é concedida. Quem tiver dúvidas a respeito da aposentadoria pode entrar em contato com a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135 de segunda a sábado das 7h às 22h.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/saiba-qual-o-momento-para-pedir-aposentadoria-14012019

'Não dá para confundir previdência e assistência', afirma economista
Data: 14/01/2019

O economista Marcos Lisboa, presidente do Insper, defende que a reforma previdenciária é o ponto central para a volta do crescimento econômico

Previdência e assistência social respondem hoje por 60% do gasto primário e são hoje a maior despesa do governo federal. Poucos anos atrás, essa fatia era de 40%. O crescimento acelerado desses gastos está asfixiando o Estado brasileiro e a sociedade, avalia o economista Marcos Lisboa, presidente do Insper. Ele defende a reforma da Previdência como um ponto central para a retomada do crescimento. No entanto, para desatar esse nó, o economista alerta que “não se pode confundir previdência com assistência”, algo que, na sua opinião, ocorre no País. “Não tem de atrelar um ao outro, mas, no Brasil, a gente atrela.” Lisboa argumenta que previdência é o resultado do trabalho e assistência é política social compensatória para grupos específicos. Neste caso, os benefícios são concedidos em paralelo, mas respeitando-se a disponibilidade de dinheiro. A seguir, trechos da entrevista. O tema da reforma da Previdência é central? Por quê? A primeira razão é que a Previdência e assistência social são responsáveis por 60% do gasto primário do governo federal. É o maior gasto do governo. Em segundo lugar, é um gasto que cresce muito rapidamente - há poucos anos era 40%. Isso está asfixiando o Estado brasileiro e a sociedade. Quais as razões? A razão é que o Brasil adotou regras de previdência que permitem aposentadorias muito precoces. Em média, um homem se aposenta por tempo de contribuição aos 55 anos e uma mulher, aos 53 anos. No resto do mundo, tradicionalmente, a idade mínima é de 65 anos ou mais - sobretudo nos países desenvolvidos. No Brasil, as pessoas se aposentam muito cedo. Você olha o quanto contribuem e o quanto recebem de aposentadoria e a conta não fecha. Nós trabalhamos muito menos ao longo da nossa vida do que os demais países. Estamos também envelhecendo muito rapidamente. O Brasil teve uma transição demográfica entre as dez mais rápidas do mundo. Gastamos o mesmo valor com aposentadorias do que o Japão, só que eles têm três vezes mais o número de idosos. Mas tem mais uma razão pela qual a reforma da Previdência é essencial: justiça. A nossa Previdência beneficia os mais ricos. Aquele trabalhador do tempo de contribuição que eu mencionei, que é o trabalhador formal, com carteira assinada: esse trabalhador se aposenta aos 55 anos, e as trabalhadoras, aos 53. Mas, os informais, não. Os trabalhadores de baixa renda, que não têm carteira assinada, no campo se aposentam aos 60; nas cidades, aos 65 anos. Então, os pobres têm de trabalhar muito mais do que os ricos para se aposentar. E os militares? Aí, estamos numa armadilha porque, de fato, militar é uma profissão diferente. Temos as melhores regras? Não sei. Nós deveríamos comparar com as regras dos demais países para ver como funciona a previdência deles, porque militar é uma carreira diferente. O problema no Brasil é que militar carrega o policial militar, que é a polícia. E o tratamento acaba sendo o mesmo. Só que polícia militar é polícia, não é militar. O Brasil inventou essa categoria curiosa. Mas é polícia, e deveria seguir a regra dos demais servidores públicos. Então, acho que o primeiro passo é separar a polícia militar dos militares. Que reforma o senhor defenderia? Você tem pequenas diferenças técnicas entre as propostas atualmente em voga, do Marcelo Caetano, e do Paulo Tafner e Pedro Nery, que fizeram um trabalho maravilhoso, de muito detalhamento. A reforma da previdência é meio que um padrão no mundo. Tem de ter uma idade mínima. E não se pode confundir previdência com assistência. Não tem de atrelar um ao outro, mas no Brasil a gente atrela. Previdência é o resultado do trabalho; assistência são políticas sociais compensatórias para grupos específicos, como deficientes, famílias carentes e por aí vai. É uma série de benefícios em paralelo, que você concede, mas respeitando o fato de ter dinheiro para pagar a conta. Essa é a previdência no mundo. A chave principal é a idade mínima? É a principal, mas está longe de ser a única. Tem outras coisas para fazer também, como pensão por morte, uma série de itens para serem revistos. E tem a questão dos Estados, que é um problema gravíssimo. Não basta botar idade, tem de fazer muito mais ali para poder resolver. Ainda assim o trabalhador privado recebe muito pouco de aposentadoria no Brasil. Ou não? Não! O Brasil é um país pobre. A gente esquece que o Brasil é um país pobre. Um salário mínimo, para o Brasil, não é um salário baixo. O Brasil é um país de renda média de R$ 2 mil a R$ 3 mil ao mês. Quarenta por cento da população brasileira ganha menos que um salário mínimo. O Brasil tem a fantasia de que somos um país rico, porém desigual. E que se nós dividirmos melhor o pedaço do bolo, a gente vira um país europeu. Não viramos. O Chile, aqui do lado, é quase duas vezes mais rico que o Brasil. Portugal e Grécia - os países pobres da Europa - são duas vezes mais ricos que o Brasil em termos per capita. Os países de renda média e alta aproveitaram o bônus demográfico - momento com muita gente trabalhando e pouca gente aposentada - para fazer infraestrutura, cuidar da educação, formar novas gerações mais produtivas, preparar o país. Nós aqui jogamos o dinheiro fora. Uma parte foi para Previdência e outra para maus investimentos. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/nao-da-para-confundir-previdencia-e-assistencia-afirma-economista-13012019

Aposentadoria dos militares: como ela é diferente da previdência do restante da população?
Data: 14/01/2019

O rombo o sistema de seguridade social dos militares inativos foi de 35,9 bilhões em 2017 para 40,5 bilhões até novembro de 2018, um aumento de 12,5% – maior do que o do INSS e do que o sistema de servidores públicos

A equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro (PSL) planeja enviar em fevereiro uma proposta consolidada de reforma da Previdência ao Congresso, segundo o novo ministro da Economia, Paulo Guedes. Ao que tudo indica, no entanto, os militares devem ficar de fora da reforma – ou ter regras diferentes. O novo comandante do Exército, general Edson Pujol, por exemplo, disse que as Forças Armadas não devem ser incluídas na reforma, e o novo dirigente da Marinha defendeu o sistema diferenciado de aposentadoria militar. O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, também já defendeu essa posição publicamente. Além do presidente – que é capitão reformado do Exército – e do vice, o general Hamilton Mourão, o alto escalão do governo Bolsonaro tem seis cargos ocupados por militares. A reforma dos sistemas de aposentaria no Brasil é considerada um tema essencial para o governo, sem a qual será difícil sanar as contas públicas. E a inclusão ou não dos militares na mudança tem sido tema polêmico desde o governo anterior, quando o presidente Michel Temer excluiu os militares de sua proposta de reforma. Mas afinal, quais diferenças entre a aposentadoria dos militares e dos civis? Crescimento da dívida Entre 2017 e 2018, o déficit de gastos com seguridade social dos militares fora da ativa subiu mais que o do INSS e mais que o sistema de servidores públicos, de acordo com dados oficiais. O rombo com a aposentadoria dos militares foi de 35,9 bilhões para 40,54% bilhões (até novembro de 2018), um aumento de 12,5%. O déficit para 2019 está projetado em R$ 43,3 bilhões, de acordo com dados da proposta orçamentária para esse ano. Esse valor é 47,7% dos R$ 90 bilhões de déficit previdenciário do setor público. Enquanto isso, o déficit do INSS cresceu 7,4% entre 2017 e 2018, e o dos funcionário públicos da União cresceu 5,22% no mesmo período. O Ministério da Defesa afirma que os valores referentes aos militares inativos não se tratam de "despesa previdenciária". Portanto, o gasto projetado de R$ 43,3 bilhões não pode ser entendido como "déficit previdenciário". A média de valores das aposentadorias e os tetos também são diferentes. Militares reformados e da reserva ganham em média R$ 13,7 mil por mês. Funcionários públicos da União ganham em média R$ 9 mil e quem se aposenta pelo INSS custa em média R$ 1,8 mil por mês para a previdência – com grandes discrepâncias entre quem recebe mais e quem recebe menos. Na Previdência Social, para trabalhadores do setor privado, o teto atual da aposentadoria é de R$ 5.645. Já um militar que vai para a reserva não possui um limite máximo para os valores recebidos. Em tese, ele está sujeito ao teto constitucional, equivalente ao salário de ministros do STF, reajustado recentemente para R$ 39,3 mil. Contribuição Os militares brasileiros não estão vinculados à Previdência Social (o regime RGPS — Regime Geral de Previdência Social —, administrado pelo INSS) nem ao sistema previdenciário próprio dos funcionários públicos, o RPPS (Regime Próprio de Previdência Social). Eles têm um sistema próprio de seguridade após saírem da ativa, e as muitas diferenças entre os sistema militar e os sistemas de previdência civil são resultado de uma grande diferença conceitual. O entendimento jurídico que se tem em relação à saída dos militares da ativa, hoje, é que eles na verdade não se aposentam, passam para a reserva e, a partir de certa idade, são reformados, explica o professor Luís Eduardo Afonso, especialista em previdência da USP (Universidade de São Paulo). Na reserva, eles podem ser chamados em caso de guerra — o que na prática não costuma acontecer, já que o Brasil não convoca reservistas para um conflito desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Então, o que o militar recebe tecnicamente não é entendido como um benefício previdenciário, é entendido como um salário – mesmo que na prática ele esteja inativo. Por isso, os militares na ativa não fazem contribuições para suas aposentadorias, apenas para pensões, que vão para dependentes em caso de infortúnios. "Na prática, o que acontece é que toda a sociedade está pagando pela aposentadoria dos militares. É uma alocação de recursos que não é adequada", afirma Luís Eduardo Afonso. "Acho que é algo que a gente precisa repensar, já que estamos discutindo benefícios e custos para todos os setores da sociedade." A contribuição de um civil para o INSS é de 11% do salário bruto. Já a única contribuição feita por militares, para pensões, é de 7,5% — que pode subir para 9% se o militar tiver ingressado antes de 2001 e quiser manter o benefício de pensão vitalícia para filhas não casadas. Só o Exército tinha, no início do ano, mais de 67.600 filhas de militares recebendo um total de R$ 407 milhões por mês — o que dá um valor de mais de R$ 5 bilhões por ano. A Aeronáutica e a Marinha não divulgam os valores, apesar de se tratarem de dados públicos. No total, são mais de 110 mil filhas de militares recebendo pensões. O Ministério da Defesa afirma que a contribuição para pensões é feita "desde o início da carreira até o falecimento", "sem que haja qualquer tipo de contribuição patronal da União". No entanto, ela não é suficiente para cobrir todas as despesas com pensões — devem ser gastos R$ 21,2 bilhões com as pensões em 2019, segundo a pasta. Desse valor, R$ 3,2 bilhões serão cobertos pelas contribuições, deixando um déficit de R$ 18 bilhões. Carreira diferente A lógica por trás da discrepância é que a carreira militar requer condições especiais, já que a categoria tem algumas restrições. Enquanto estão na ativa, militares não têm direito a greve nem a horas extras e não recolhem FGTS, além de não terem direito a adicionais noturnos e de periculosidade. "Obviamente, há diferenças. É uma carreira com muitas especificidades, com mais riscos, em que, se a pessoa sair, as condições são diferentes", explica o professor Luís Eduardo Afonso. No entanto, segundo Afonso e outros especialistas em previdência, os benefícios para os militares aposentados no Brasil acabam pesando muito mais nas contas e ultrapassando os concedidos em outros países, como o Reino Unido e os Estados Unidos. "A diferença entre a previdência dos militares e o setor privado [qualquer pessoa que aposente pela Previdêncial Social] no Brasil é muito grande e muito diferente de outros países", afirma o professor de direito Jorge Cavalcanti Boucinhas, da Escola de Administração de Empresas da FGV. "A necessidade de levar em consideração as especificidades do serviço militar não pode ser usada para justificar privilégios." "É questão conceitual: todos os países estão envelhecendo e isso nos obriga a uma preparação e exige um esforço maior de custeio de toda sociedade — incluindo os militares", afirma Afonso. "E isso não significa deixar de levar em consideração as peculiaridades da carreira." A questão da idade A legislação atual permite que os militares brasileiros se aposentem com salário integral após 30 anos de serviço, sem idade mínima. No setor público a idade mínima é de 55 anos para mulheres e 60 para homens. Hoje, não há idade mínima para quem se aposenta por tempo de contribuição no INSS. Na reforma da Previdência proposta por Temer, se estabeleceria um limite mínimo de 65 anos para homens e 62 para mulheres – tanto Paulo Guedes quanto Mourão já demonstraram concordar com essa idade, embora o presidente já tenha falado em limites menores. "Temos um sistema previdenciário que gera muitas desigualdades. E para alguns regimes, a Previdência é muito generosa, permitindo aposentadorias com valores muito elevados e idade relativamente baixa", afirma o professor Luís Eduardo Afonso. Em um relatório de 2017, o TCU (Tribunal de Contas da União) afirma que mais da metade (55%) dos membros das Forças Armadas no Brasil se aposentam entre os 45 e os 50 anos de idade. Segundo o professor Boucinhas, da FGV, os militares também são afetados pela questão demográfica que se usa para justificar as reformas na Previdência da iniciativa privada. Ou seja, o envelhecimento da população e o fato das pessoas estarem envelhecendo com mais saúde também deve ter um reflexo para os militares na reserva. O Ministério da Defesa diz que "tem discutido a questão internamente e com representantes dos demais órgãos do Governo". Mas, segundo a pasta, "as atividades desempenhadas pelas Forças Armadas requerem de seus membros vigor físico compatível". "O aumento da idade mínima provocaria um envelhecimento inevitável da tropa" e resultaria na "redução da capacidade operacional das Forças". No entanto, os analistas não concordam com essa visão. "O grande argumento, inclusive do presidente, é que o militar velho não pode estar na ativa", afirma Boucinhas. "Mas isso já evoluiu muito. Hoje, alguém com 60 anos pode ser absolutamente ativo — afinal, quanto mais alta a patente, menor a chance de ele estar na linha de frente." Segundo ele, há muitos cargos de comando e inteligência que um militar mais velho poderia ocupar. Reformas No Brasil, a remuneração dos militares na reserva e as pensões de militares são regidas por uma série de legislações que vêm desde os anos 1960 — a última alteração foi por meio de uma medida provisória em 2001. O benefício vitalício pra filhas não casadas foi extinto em 2001, portanto, quem entrou após essa data nas Forças Armadas não tem mais esse direito. Mas o governo deve continuar pagando pensões para filhas de militares pelo menos até 2060, quando ainda devem estar vivas as filhas dos últimos militares que tiveram direito ao benefício. O Ministério da Defesa afirma que "algumas medidas têm sido avaliadas com o intuito de reduzir o déficit das pensões militares, com a ampliação do rol de contribuintes (contribuição obrigatória inclusive por parte das próprias pensionistas) e avaliação das condições de elegibilidade". A pasta também cita a reforma de 2001 como parte dos "esforços impetrados pelas Forças Armadas" para a redução de gastos. A mudança não alterou as outras possibilidades de pensão. Viúvas e viúvos de militares continuam recebendo pensão integral, assim como dependentes de até 21 anos. Para os analistas, mesmo levando em conta as suas especificidades, a carreira militar no Brasil precisa ser repensada com urgência. "Quando mais se retardar isso, mais vamos sobrecarregar os trabalhadores da iniciativa privada com os ônus", afirma Boucinhas. "Como dizia o (um dos criadores do Plano Real) Gustavo Franco, todo privilégio vira imposto." Segundo o ministério, a falta de direitos remuneratórios (como o FGTS) "rende anualmente à União uma economia da ordem de R$ 23 bilhões, valor equivalente às despesas com militares inativos. Em outras palavras, significa dizer que a economia gerada pela ausência de direitos remuneratórios para os militares ativos em serviço é transferida para o pagamento de inativos." Apesar de afirmar que o sistema atualmente é "autossustentável", o Ministério da Defesa diz que "tem conduzido estudos no intuito de aperfeiçoar o Sistema de Proteção Social dos Militares, visando, no que couber, a redução de gastos, sem provocar danos colaterais que possam comprometer o cumprimento da missão constitucional das Forças Armadas". No entanto, não há uma data para seu envio ao Congresso. "Os estudos já estão em fase bem avançada, porém, em função da complexidade e a constante evolução dos acontecimentos, não podem ser entendidos como um produto acabado", afirma o ministério. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/aposentadoria-dos-militares-como-ela-e-diferente-da-previdencia-do-restante-da-populacao-14012019

Retorno de Gustagol alivia ausência de Boselli no Corinthians
Data: 14/01/2019

Centroavante marcou contra Santos e teve desempenho exaltado; ele deve começar o Paulista como titular e quer brigar com argentino pela vaga

Até os últimos dias do ano passado, o Corinthians mantinha uma grande preocupação com a carência de um centroavante, mas o cenário mudou com o início de 2019. Mesmo ainda sem poder contar com o argentino Mauro Boselli, principal contratação da temporada, o técnico Fábio Carille ganhou tranquilidade e ela tem nome: Gustagol. O início de ano do centroavante que retornou de empréstimo animou a comissão técnica e aliviou a ausência do experiente argentino, de 33 anos. Gustagol marcou o gol no empate contra o Santos por 1 a 1 no último domingo e teve outras chances. Atuação que refletiu o desempenho que ele já vinha mostrando nos treinos e o fez desbancar Roger, escalado por Carille nas primeiras atividades como titular. No primeiro grande teste, Gustagol mostrou mais maturidade no posicionamento tático, segurando os defensores adversários perto da área e um poder de fogo muito maior do que aquele apresentado em 2016, quando foi contratado. A tranquilidade foi um dos fatores mais importantes para sua evolução. O atacante recebeu elogios do técnico e dos companheiros, mas agradeceu a Rogério Ceni, seu ex-treinador. "Voltei do Fortaleza mais maduro, bem mais preparado. Tenho que agradecer muito ao Rogério Ceni, por tudo o que ele fez, me ajudou muito lá, hoje estou colhendo os frutos", afirmou o camisa 19. Gustagol deve iniciar o Campeonato Paulista como titular, já que Boselli ainda está no México e só retorna na próxima sexta-feira. Após o clássico, Carille disse que pretende definir os 11 que iniciam até quarta-feira. Por cima: Sem Boselli mas com Gustagol, jogo aéreo vira arma no Corinthians Além de Gustagol e Boselli, Roger e Jonathas atuam como centroavantes no grupo do Corinthians. A tendência é que pelo menos um dos dois últimos sejam negociados, mais provavelmente Jonathas. Ainda mais se for confirmada a chegada de Vagner Love, que tenta se desligar na Turquia. Enquanto isso, quem sorri é Gustagol.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/retorno-de-gustagol-alivia-ausencia-de-boselli-no-corinthians-14012019

Quem volta em alta? Veja balanço do período do São Paulo nos EUA
Data: 14/01/2019

Na Florida Cup, André Jardine utilizou 25 atletas nos jogos contra Eintracht Frankfurt-ALE e Ajax-HOL; delegação embarca no Brasil nesta segunda

As duas partidas do São Paulo na Florida Cup deram indícios da equipe titular que André Jardine utilizará a partir do próximo sábado, dia da estreia da equipe no Paulistão, contra o Mirassol, no Pacaembu, mas o próprio treinador avisou que ainda não escolheu seus 11 atletas ideais. O treinador utilizou 25 atletas ao longo das partidas contra o alemão Eintracht Frankfurt (derrota por 2 a 1) e contra o holandês Ajax (derrota por 4 a 2). Abaixo, o LANCE! analisa o desempenho de cada um deles nos Estados Unidos. A delegação embarca de volta ao Brasil nesta segunda-feira à noite, desembarca em Campinas na terça e volta a treinar na Barra Funda na quarta de manhã. Tiago Volpi fez as suas duas primeiras partidas com a camisa do São Paulo. Contra o Eintracht Frankfurt, ele integrou a equipe titular e foi mais acionado para jogar com os pés, iniciando a saída de bola, do que com as mãos. Tomou um gol de pênalti. Contra o Ajax, Jardine o utilizou apenas no segundo tempo, com a equipe reserva. Embora tenha feito uma defesa difícil, Volpi foi muito prejudicado pela bagunça defensiva do time e levou quatro gols. Jean, que terminou a temporada passada como titular, tomou só um gol na Florida Cup. E foi um gol contra de Igor Vinícius, que o atrapalhou quando ele tentava cortar um cruzamento na partida contra o Eintracht Frankfurt, em que o camisa 1 foi utilizado no segundo tempo. Contra o Ajax, ele atuou com os titulares e fez ótima defesa em cobrança de falta. Jardine não confirmou quem será o goleiro contra o Mirassol, mas a tendência é de que seja Tiago Volpi. Os jovens Lucas Perri e Júnior não foram utilizados nos Estados Unidos. LATERAIS Léo foi testado na ala esquerda Rubens Chiri/saopaulofc.net Bruno Peres e Reinaldo foram os escolhidos para a equipe titular. Bruno errou um domínio simples na defesa e fez o pênalti que resultou no primeiro gol do Eintracht Frankfurt, mas avançou bem ao ataque em algumas jogadas nesse jogo e teve desempenho seguro contra o Ajax, sobretudo defensivamente. Deve iniciar o Paulistão como dono da lateral direita, até porque seus reservas não encheram os olhos: Igor Vinícius jogou o segundo tempo contra os alemães, quando mostrou vitalidade no ataque e dificuldade na defesa (fez o gol contra), e Araruna atuou nessa função na etapa final contra o Ajax (HOL). Rendeu menos do que na estreia, quando jogou como volante. Na esquerda, Reinaldo mostrou que continuará sendo uma das melhores válvulas ofensivas da equipe. Apoiou bem nas duas partidas e fez o lançamento que resultou no gol de Hernanes contra o Ajax. Léo foi o lateral-esquerdo da equipe reserva nos dois jogos - Edimar não jogou nenhum minuto - e mostrou que também é bom no apoio. Contra os holandeses, deu assistência para Brenner marcar. Na defesa, porém, teve dificuldades de posicionamento. ZAGUEIROS Arboleda e mais um. Essa será a zaga do São Paulo no Campeonato Paulista. Na Florida Cup, o escolhido para jogar ao lado do equatoriano foi Anderson Martins. André Jardine explicou que quis dar essa oportunidade ao zagueiro porque não o havia escalado como titular nenhuma vez desde que assumiu. Anderson foi mal no jogo contra o Eintracht Frankfurt, mas jogou em alto nível diante do Ajax e é favorito a começar o Estadual. Bruno Alves, um dos bons nomes do Tricolor na temporada passada, compôs a zaga reserva com dois jovens durante a competição nos Estados Unidos: Lucas Kal, contra o Frankfurt, e Rodrigo, contra o Ajax. A desorganização defensiva do "time B" o impediu de jogar no mesmo nível de 2018. MEIO-CAMPISTAS André Jardine montou o meio de campo são-paulino com um tripé: um volante mais preso à frente da zaga (Jucilei) e dois homens que se dividem entre a marcação e o apoio (Hudson, com mais funções defensivas, e Hernanes, com mais liberdade para encostar em Pablo). Mesmo sem ritmo, o Profeta já deu sinais de que será o cérebro da equipe em 2019 e marcou seu primeiro gol neste retorno ao clube em uma linda jogada contra o Ajax. O bom desempenho de Liziero na partida contra o Eintracht Frankfurt - que ele não repetiu contra o Ajax - fez com que o treinador tivesse de responder sobre a possibilidade de colocar o garoto na vaga de Jucilei ou Hudson. Ele fez elogios a Jucilei, que o agradou na função de primeiro volante, e disse que a briga de Liziero será com Hudson. A tendência é de que não haja mudanças antes da estreia no Paulistão. A equipe reserva usou duas formações diferentes. Contra o Frankfurt, teve Willian Farias mais preso e Araruna e Liziero com mais liberdade (Nenê e Everton Felipe jogaram pelos lados). Contra o Ajax, Willian Farias seguiu como o meio-campista mais recuado, com Liziero e Nenê mais à frente. A imposição dos holandeses obrigou Liziero a ficar mais preso e fez o setor funcionar menos nesta segunda partida, embora Nenê tenha sido participativo, chegando bem à frente para finalizar (vacilou ao tentar marcar por cobertura) e acionar os companheiros (deixou Brenner na cara do gol com um passe de calcanhar). ATACANTES O trio de ataque titular na Florida Cup muito provavelmente será mantido para a estreia no Paulistão: Helinho e Everton jogaram bem pelas pontas, sobretudo o jovem de 18 anos, e Pablo deixou boa impressão principalmente na segunda partida, quando fez uma bela assistência para o gol de Hernanes e brigou muito com os zagueiros, além de se dedicar bastante taticamente. Diego Souza, artilheiro do elenco em 2018, inicia esta temporada como reserva imediato da posição de centroavante. O camisa 9 fez boas jogadas como pivô e deu a assistência para o gol de Nenê contra o Eintracht Frankfurt, mostrando que pode ser muito útil, mas Jardine revelou que ele ainda precisa de mais um tempo para retomar o auge da forma física. Nenê foi utilizado pela direita do ataque na primeira partida. Segundo Jardine, uma forma de aumentar o leque de posições em que ele possa jogar e elevar suas chances de entrar na equipe titular. O camisa 10 jogou bem e marcou um gol nesta partida. Na segunda, como meia centralizado, perdeu um gol por preciosismo, mas também protagonizou bons lances. Se seguir neste nível, será importante. Everton Felipe, escalado pela ponta esquerda, deu um chute perigoso de fora da área no primeiro jogo, mas ainda mostrou muito pouco para brigar por uma vaga entre os 11. Já Brenner, utilizado nesta função contra o Ajax (HOL), marcou um gol, saiu na cara do goleiro Onana em uma outra jogada e deu mostras de que pode ser mais utilizado neste ano. Biro Biro estreou como ponta direita diante dos holandeses, mas participou pouco e foi substituído por Tréllez no fim. Ele ainda precisa evoluir fisicamente e depende da chegada da documentação para poder atuar em compromissos oficiais. SEM ESPAÇO Tréllez, que jogou apenas cinco minutos contra o Ajax (HOL), acertou neste domingo sua transferência por empréstimo para o Internacional. Quatro jogadores nem entraram em campo: os goleiros Lucas Perri e Júnior, o lateral-esquerdo Edimar e o atacante Gonzalo Carneiro. Este último, segundo Jardine, teria jogado contra os holandeses se não estivesse sentindo um incômodo muscular. Edimar, por sua vez, está sem espaço e ainda pode deixar o Tricolor.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/quem-volta-em-alta-veja-balanco-do-periodo-do-sao-paulo-nos-eua-14012019

Individualidades superam coletivo na Florida Cup do Flamengo
Data: 14/01/2019

Nos Estados Unidos, Abel Braga rodou o elenco, ganhou opções para o início da temporada e viu alguns nomes terem boas atuações e ganharem confiança

Com o título da Florida Cup, o Flamengo retornará dos Estados Unidos com a confiança em alta. O time de Abel Braga venceu o alemão Eintracht Frankfurt, derrotou o Ajax, da Holanda, nos pênaltis e ficou em primeiro na competição, deixando para trás os europeus e o São Paulo. Para Abel Braga, treinador do Rubro-Negro, a experiência foi positiva visando a sequência da temporada. No torneio, Abel utilizou 23 jogadores, dando chance a todos os atletas. Assim, o técnico ganhou opções e teve como iniciar a melhor formação da equipe - o reforço Rodrigo Caio e o zagueiro Rhodolfo, por exemplo, foram elogiados. Os jogadores que foram bem largam na frente, mas Abel não garante titularidade. PUBLICIDADE - Muitos jogadores estão chegando, tem que brigar. Ninguém vai jogar por nome - afirmou o técnico Abel, que pediu a chegada de mais um zagueiro. Os colombianos foram outros destaques do torneio. Uribe, que marcou duas vezes contra o Ajax, foi eleito o melhor do campeonato, enquanto o volante Cuéllar foi o nome do jogo contra o Eintracht Frankfurt, da Alemanha. Jovens como Jean Lucas, Ronaldo, Vitor Gabriel e Thiago Santos tiveram chances. No total, Abel Braga acionou 23 jogadores, sendo que apenas os goleiros César e Diego Alves - um em cada partida - e os zagueiros Rodrigo Caio e Rhodolfo atuaram, de forma consecutiva, por mais de 70 minutos. Levando em conta a condição em que os rivais chegaram ,Abel ficou satisfeito com o rendimento. - Não tínhamos condição nem tempo de treinamento para tentar marcar mais alto. Foram seis dias contra seis meses. Mas minha estratégia é diferente. É marcar mais alto - analisou o treinador após o jogo contra o Ajax, da Holanda.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/individualidades-superam-coletivo-na-florida-cup-do-flamengo-14012019

Chris Pratt pede filha de Schwarzenegger em casamento
Data: 14/01/2019

Nesta segunda-feira (14), o astro de Guardiões da Galáxia pegou os fãs de surpresa ao anunciar o noivado nas redes sociais

Chris Pratt pediu a namorada Katherine Schwarzenegger em casamento. A notícia foi compartilhada pelo próprio noivo nas redes sociais. O galã de 39 anos começou a namorar a filha de Arnold Schwarzenegger no verão de 2018, após ter divorciado da também atriz Anna Faris. E, nesta segunda-feira (14), o astro de Guardiões da Galáxia pegou os fãs de surpresa ao anunciar o noivado, postado foto e legenda para os fãs. — Querida Katherine, estou tão feliz por você dizer sim! Estou entusiasmado para me casar contigo. Orgulhoso de viver corajosamente na fé contigo. Aqui vamos nós!

Link Notícia: https://diversao.r7.com/chris-pratt-pede-filha-de-schwarzenegger-em-casamento-14012019

Ken Humano tem problemas em aeroportos após mudar fisionomia
Data: 14/01/2019

Rodrigo Alves vai passar por mais um procedimento depois de não ser reconhecido por scanners da alfândega. Esta é a 69ª cirurgia dele

Ken Humano vai passar por uma cirurgia plástica para corrigir outros procedimentos feitos no rosto. O influenciador digital não estava mais sendo reconhecido por scanners de aeroportos porque a foto do passaporte é diferente da aparência atual. Veja também: Felipe Neto inaugura cinema particular na mansão onde vive Segundo Ken Humano, esta é a última intervenção estética que ele vai fazer para reduzir o tamanho da face. São sete procedimentos no total. — É a maior cirurgia plástica da minha vida. Depois ficarei três dias descansando ao ter um procedimento no nariz usando cartilagem das minhas costelas. Rodrigo mora na Inglaterra, mas optou por fazer a cirurgia no Irã.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/ken-humano-tem-problemas-em-aeroportos-apos-mudar-fisionomia-14012019

Game of Thrones divulga data de estreia da última temporada
Data: 14/01/2019

Série volta no dia 14 de abril, com seis episódios; HBO também mostrou teaser exclusivo de Jon Snow com Arya e Sansa Stark

O grande mistério acabou. A HBO divulgou neste domingo (13) a data de estreia da oitava e última temporada de Game of Thrones: a série volta no dia 14 de abril. Além da data, a emissora também divulgou um teaser inédito. No vídeo de 1 minuto e meio, Jon Snow (Kit Harrington), Sansa (Sophie Turner) e Arya Stark (Maisie Williams) caminham pelas catacumbas de Winterfell e ouvem as vozes de Lyanna, Catelyn e Ned Stark, todos falando algo relacionado a Jon. Durante a sétima temporada, os mistérios acerca das origens de Jon foram solucionados e ele descobriu que é filho de Lyanna Stark com Raeghar Targaryen e foi criado por Ned depois que a irmã morreu. Ao se reunirem, os três encontram as próprias estátuas. Enquanto eles tentam entender o que está acontecendo, o corredor vai sendo tomado de gelo, sinal de que os Caminhantes Brancos estão chegando, e empunham as armas. 90 dias, 23 horas, 55 minutos, 27 segundos. pic.twitter.com/tbWKDXG5bP — HBO Brasil (@HBO_Brasil) January 14, 2019 O trailer chega uma semana depois das primeiras imagens da série, em que mostram Daenerys Targaryen e Jon Snow chegando em Winterfell, quando encontram Sansa Stark. A aguardada temporada contará com apenas seis episódios, mas o Richard Plepler, diretor da HBO, garantiu que eles são como longas-metragens. A série começou com 10 episódios por temporada, mas a sétima e a última tiveram a quantidade reduzida para otimizar a história. Pelo Twitter, a HBO começou a contagem regressiva. Agora, os fãs só precisam aguardar mais 90 dias para descobrir o desfecho da história.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/game-of-thrones-divulga-data-de-estreia-da-ultima-temporada-14012019

Suspenso desde dezembro, rodízio de carros volta nesta segunda em SP
Data: 14/01/2019

A retomada da restrição tem de ser feita por causa do fim das férias escolares e do aumento do fluxo de veículos, segundo a prefeitura

O rodízio de veículos em São Paulo será retomado nesta segunda-feira (14), dia em que a restrição deve ser obedecida por carros com placas com o final 1 e 2. O rodízio, que estava suspenso desde 21 de dezembro, é válido para dias úteis em dois períodos: das 7h às 10h e das 17h às 20h. PUBLICIDADE Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, a retomada da restrição tem de ser feita por causa do fim das férias escolares e do aumento do fluxo de veículos na capital. Nos períodos em que o rodízio está ativo, a circulação de veículos no Centro Expandido é proibida. Fazem parte da área de restrição o Mini Anel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D'Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf. Para cada dia útil, dois finais de placa devem obedecer a restrição para circulação no trecho. Às segundas, a regra vale para final 1 e 2. Às terças, 3 e 4; às quartas, 5 e 6; às quintas, 7 e 8, e, às sextas, 9 e 0. Transitar pela área nos horários proibidos é infração média, conforme o Código de Trânsito Brasileiro, com multa de R$ 130,16 e são somados quatro pontos da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/suspenso-desde-dezembro-rodizio-de-carros-volta-nesta-segunda-em-sp-14012019

Itália investigará rede de 'financiadores' de Battisti
Data: 14/01/2019

Italiano condenado à prisão perpétua viveu anos no exterior, em países como França, México e Brasil, e recebeu ajuda e dinheiro de simpatizantes

A suposta rede de apoiadores e financiadores de Cesare Battisti será investigada pelas autoridades italianas, anunciou nesta segunda-feira (14) o procurador-geral de Milão, Roberto Alfonso, e o procurador substituto, Antonio Lamanna, que cuidam do caso. O italiano, condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos e considerado terrorista, viveu anos no exterior em países como França, México e Brasil, e recebeu ajuda e dinheiro de simpatizantes. Em isolamento na Itália Cesare Battisti desembarcou na manhã desta segunda-feira em Roma, na Itália, por volta das 11h30 no horário local (8h30, no horário de Brasília). Durante seis meses, ele ficará sozinho em uma cela e cumprirá um regime de isolamento diurno, de acordo com fontes do governo italiano. Depois desse período, ele será transferido para a ala de segurança máxima, reservada a terroristas, do centro de detenção de Rebibbia, que fica perto de Roma.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/italia-investigara-rede-de-financiadores-de-battisti-14012019

Governador do RJ diz que polícia tem suspeito de atacar deputada a tiros
Data: 14/01/2019

Segundo Wilson Witzel, linha de investigação inicial no caso do atentado ao carro da deputada estadual Martha Rocha (PDT-RJ) é de tentativa de latrocínio

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou no último domingo (13) que a linha de investigação inicial da polícia no caso do ataque à deputada estadual Martha Rocha (PDT-RJ) é de tentativa de latrocínio. Witzel falou à imprensa após uma reunião com o delegado Giniton Lages, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, e o secretário de Polícia Civil, Marcus Vinicius Braga. Ele acrescentou, porém, que a possibilidade de um atentado à vida da parlamentar não está descartada. Segundo informações do Fala Brasil, da RecordTV, o governador afirmou ainda que a polícia já identificou um suspeito de envolvimento no crime. O nome não foi divulgado. Nesta segunda-feira (14), o carro da deputada passará por uma nova perícia. Imagens das câmeras de segurança instaladas próximo ao local do crime também serão colhidas. Ex-chefe da Polícia Civil do Rio, a deputada estadual Martha Rocha teve o carro alvejado por tiros de fuzil na manhã de domingo, na Penha, zona norte do Rio. A deputada estava com a mãe e o motorista em um veículo blindado e não ficou ferida no ataque. O motorista da parlamentar, o subtenente reformado da PM Geonísio Medeiros, ficou ferido por estilhaços de bala na perna. A mãe da deputada, de 88 anos, se abaixou no carro durante o ataque e não foi atingida. Em novembro de 2018, Martha foi ameaçada de morte por milicianos. Segundo a deputada, a ameaça chegou três vezes, via disque-denúncia, e foi comunicada às autoridades de segurança. *Estagiária do R7, sob supervisão de Raphael Hakime

Link Notícia: https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/governador-do-rj-diz-que-policia-tem-suspeito-de-atacar-deputada-a-tiros-14012019

Homem recebe indenização de R$ 50 mil por picada de aranha
Data: 14/01/2019

Caso abre precedente para que trabalhadores possam entrar na Justiça em casos de acidentes semelhantes, envolvendo ataque de animais peçonhentos

Um vigia, que trabalhou na construção da Usina Hidrelétrica Jirau, em Porto Velho (RO), deverá receber uma indenização de R$ 50 mil por conta de uma picada de aranha que tomou durante o expediente, em 2014. Foi comprovado pelos médicos que a picada evoluiu para uma série de problemas graves, incluindo diabetes tipo II e uma extensa perda de substância nos membros inferiores, devido a complicações em uma infecção decorrente do acidente de trabalho. O laudo médico foi acolhido pelo juiz do trabalho Afrânio Viana Gonçalves, do TRT14 (Tribunal Regional do Trabalho da 14ª região), responsável por Rondônia e Acre. O homem estava em seu 18º dia de trabalho fazendo rondas em seu posto, um dos últimos e de dificil acesso dentro da obra da usina, quando foi ferido provavelmente por uma Aranha Marrom. Esta espécie possui o segundo pior veneno entre todas as aranhas e gera inflamações no local da picada, acompanhado de obstrução de pequenos vasos, edema, hemorragia e necrose focal. Sua rotina na construção consistia de fazer rondas às margens do Rio Madeira, próximo à mata virgem, onde encontravam-se vários maquinários, peças e ferramentas da obra. O homem relatou que caminhava com bastante receio, pois o posto era cercado por árvores e sempre avistava animais peçonhentos nos arredores. Além dos R$ 50 mil, o trabalhador receberá o valor de seu salário de R$ 1.108,80 pelo período em que esteve afastado, incluindo o 13º pagamento. A decisão abre precedente para que trabalhadores que tenham sofrido acidentes semelhantes consigam uma indenização da empresa em que trabalhavam na época.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/homem-recebe-indenizacao-de-r-50-mil-por-picada-de-aranha-14012019

Odebrecht usou PMs para repasses ilícitos de R$ 120 milhões
Data: 14/01/2019

Agentes usavam carros blindados para distribuir dinheiro em diversos endereços; por cada dia de bico, eles recebiam R$ 180

Em junho de 2014, o cabo Ednaldo Rocha Silva, do 14º Batalhão da Polícia Militar paulista, em Osasco, recebeu uma convocação extraoficial. O sargento Paulo Roberto Romualdo, que se aposentara um ano antes no 49º Batalhão, em Pirituba, zona norte da capital, estava recrutando "policiais de confiança" para fazer um bico sigiloso pelos próximos meses. PUBLICIDADE A missão: entregar dinheiro para "clientes VIP" de uma transportadora de valores da região. Embora aquele fosse um período de campanha eleitoral, cabo Silva não podia imaginar que ao aceitar o serviço estaria aderindo à engrenagem do que é considerado o maior esquema de corrupção já descoberto no país. Ele e Romualdo integraram uma tropa de PMs contratada pela empresa Transnacional e sua matriz no Rio de Janeiro, a Transexpert, para efetuar os pagamentos ilícitos da Odebrecht que teriam como destinatários finais políticos e agentes públicos de diferentes Estados. Operado pelo doleiro Álvaro Novis, o sistema distribuiu ao menos R$ 37,9 milhões em São Paulo e R$ 81,8 milhões no Rio entre 2011 e 2014. Dia sim, dia não, os oficiais se apresentavam à paisana às 8h na garagem da sede da Transnacional, na Vila Jaguara, bairro que fica entre o 14º o 49º batalhões da PM. Recebiam uma relação de endereços, recibos e senhas e saíam em dupla em carros blindados lotados de dinheiro. Os veículos Volkswagen Polo prata tinham sido comprados do Grupo Petrópolis, também usado pela Odebrecht para distribuir caixa 2 de campanha. Só em São Paulo, ao menos oito PMs da ativa ou aposentados atuaram na distribuição de dinheiro da Odebrecht, ganhando R$ 180 por dia de trabalho, mais do que o ganho diário de um cabo. Grandes quantias, como R$ 500 mil, eram entregues pelos policiais diretamente aos intermediários indicados pelos políticos em suas residências, escritórios ou flat. A exceção era quando a Odebrecht pedia ao doleiro um entregador com "boa apresentação". Nestes casos, era um funcionário de Novis chamado Rogério Martins quem fazia os pagamentos. Já quando havia muitos pagamentos menores, como R$ 50 mil, agendados para o mesmo dia, os PMs levavam o dinheiro até um quarto de hotel onde Martins se hospedava e aguardava os portadores dos políticos buscarem os valores. Um carro-forte da Transnacional ficava estacionado em local estratégico servindo de ponto de distribuição de dinheiro aos agentes. Depoimentos Todos esses detalhes foram revelados à Polícia Federal e a procuradores e promotores de São Paulo e do Rio pelos próprios PMs e por funcionários das empresas envolvidas em uma série de depoimentos concedidos no ano passado nos inquéritos da Lava Jato. Isso só foi possível depois que Álvaro Novis decidiu colaborar com os investigadores após sua segunda prisão, em 2017 e revelou como operava os pagamentos por meio das transportadoras. Em dezembro daquele ano, o gerente da Transnacional, Edgard Augusto Venâncio, entregou à PF um arquivo com centenas de conversas mantidas por Skype com os policiais que faziam as entregas nas ruas. Nas mensagens aparecerem nomes, endereços e até telefones dos intermediários que teriam recebido a propina. Com base nessas conversas foi possível identificar quem fez cada entrega. Colaboração Considerados "testemunhas colaboradoras", os policiais viraram peça-chave da última etapa da investigação: a comprovação dos pagamentos listados nas planilhas da Odebrecht. Todos eles afirmaram aos investigadores que não sabiam a origem do dinheiro e nem quem eram os destinatários. O PM cabo Silva, por exemplo, admitiu ter ido ao menos uma vez em 2014 entregar dinheiro no prédio onde um assessor do senador Ciro Nogueira (PP-PI) tinha um apartamento alugado em São Paulo. O parlamentar é acusado de ter recebido R$ 1,3 milhão da empreiteira naquele ano. Ciro Nogueira e o assessor negam que tenham cometido irregularidades e recebido repasses ilegais da construtora. Contribuição maior aos investigadores foi dada pelos policiais Abel de Queiroz, que ainda está na ativa no 14.º Batalhão, e Wilson Francisco Alves, que se aposentou em 2016. À PF, os dois reconheceram o escritório de advocacia de José Yunes, amigo e ex-assessor especial do ex-presidente Michel Temer, como um dos locais onde levaram malotes de dinheiro a serviço da Transnacional. Temer é acusado de ter recebido R$ 1,4 milhão da Odebrecht. Em setembro do ano passado, a assessoria do Palácio do Planalto apontou "perseguição" ao então presidente ao rebater o inquérito da Polícia Federal. A assessoria disse que o pedido de apoio formal para campanhas eleitorais à Odebrecht ocorreu "dentro de todos ditames legais" e "todos os registros foram feitos em contas do PMDB e declarados ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral)." A defesa de Yunes sustenta que ele não era intermediário de ninguém e que nunca teve contato com os policiais. Cunha Segundo os depoimentos dos policiais militares nas investigações envolvendo os repasses da Odebrecht, o mesmo esquema de distribuição de dinheiro a políticos foi operado no Rio pela transportadora Transexpert. O policial militar José Walber Francisco dos Santos disse aos investigadores que fazia entregas diárias de dinheiro no escritório do deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha também em carros blindados descaracterizados. Ele atuou na transportadora entre 2010 e 2015 e chegava a fazer até 15 pagamentos por dia. Cunha também nega ter recebido recursos ilícitos da empreiteira. O deputado cassado está preso desde outubro de 2018 na Operação Lava Jato. Tanto a Transnacional quanto a Transexpert faliram depois que a Lava Jato descobriu seus envolvimentos no esquema da Odebrecht. Ex-dirigentes e funcionários das empresas estão colaborando com as investigações. A reportagem não conseguiu contato com os representantes das empresas ou seus advogados. Investigação A Polícia Militar de São Paulo instaurou procedimento disciplinar para investigar a conduta de sete policiais que admitiram à Polícia Federal terem trabalhado na transportadora de valores usada pela Odebrecht para entregar dinheiro de propina e caixa 2 a políticos na capital paulista. Seis deles estavam na ativa em 2014, quando foi feita a maior parte dos pagamentos investigados pela Lava Jato. A Lei Orgânica da polícia, sancionada em 1979, proíbe que os policiais exercem uma atividade paralela, o chamado bico. Embora sejam considerados apenas testemunhas colaboradoras pela PF, os agentes podem sofrer sanções administrativas que vão de advertência à demissão caso a Corregedoria da PM conclua que eles descumpriram o código disciplinar. Três policiais se aposentaram entre 2016 e 2017 e outros três permanecem na ativa, com salários que variam de R$ 5,4 mil a R$ 7,5 mil. É o caso do cabo Abel de Queiroz, que fez entregas de dinheiro no escritório de José Yunes, amigo do ex-presidente Michel Temer, e Ednaldo Rocha Silva, que esteve ao menos uma vez no prédio de um assessor do senador Ciro Nogueira (PP-PI). Ambos estão lotados no 14.º Batalhão. Silva não quis falar com a reportagem e Queiroz não foi localizado na semana passada. Segundo vizinhos da Transnacional, os policiais do 14º e 49º batalhões começaram a ser recrutados pela Transnacional depois que a empresa foi alvo de um assalto, em 2009. Na ocasião, bandidos alugaram uma casa a 100 metros da empresa, escavaram um túnel e roubaram cerca de R$ 20 milhões. A transportadora, contudo, só fechou as portas em 2016, depois que a PF descobriu sua participação no esquema da Odebrecht. Em 2015, o 14º Batalhão chegou a ser investigado pelo suposto envolvimento de policiais em uma chacina ocorrida em agosto daquele ano, quando 23 pessoas foram mortas em Osasco e Barueri. Três PMs de outras unidades foram condenados pelo crime. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/odebrecht-usou-pms-para-repasses-ilicitos-de-r-120-milhoes-14012019

Macri vem ao Brasil para conversar com Bolsonaro nesta semana
Data: 14/01/2019

Antes da viagem ao Brasil, Macri cumprirá agenda interna na Argentina, indo até as províncias da Terra do Fogo, Santa Cruz e Chubut

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, irá se reunir, pela primeira vez, com o presidente Jair Bolsonaro na próxima quarta-feira (16), em Brasília. Além dos temas bilaterais de interesse da Argentina e do Brasil, eles devem tratar de preocupações comuns, como o agravamento da situação na Venezuela e Nicarágua. Assim como o Brasil, Argentina assinou no âmbito do Grupo de Lima, que reúne 14 países, declaração conjunta em que não reconhecem a legitimidade do segundo mandato do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e defendem novas eleições. No domingo (13), o Grupo de Lima, com exceção do México, emitiu declaração condenando a prisão do presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela, Juan Gauaibó, que é de oposição. Compromissos Antes da viagem ao Brasil, Macri cumprirá agenda interna na Argentina. Ele irá às províncias da Terra do Fogo, Santa Cruz e Chubut. As visitas a Santa Cruz e Tierra del Fuego serão as primeiras que fará à região. Macri vive um momento de tensão na Argentina com críticas internas em decorrência da inflação alta e desvalorização da moeda local (o peso argentino). No ano passado, recorreu a empréstimos do Fundo Monetário Internacional (FMI), que impôs exigências ao governo, como corte de gastos e contenção de despesas. *Com informações da Télam, agência pública de notícias da Argentina.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/macri-vem-ao-brasil-para-conversar-com-bolsonaro-nesta-semana-14012019

General Antônio Leite dos Santos Filho é nomeado diretor do Dnit
Data: 14/01/2019

Militar foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro e decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (14)

O presidente Jair Bolsonaro nomeou o general Antônio Leite dos Santos Filho para exercer o cargo de diretor-geral do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), autarquia federal vinculada ao Ministério da Infraestrutura, comandado pelo ministro Tarcísio de Freitas. O decreto com a nomeação está publicado no DOU (Diário Oficial da União) desta segunda-feira (14). Outros três diretores do Dnit também já foram definidos: Andre Kuhn (Diretoria Executiva), Marcio Lima Medeiros (Administração e Finanças) e Karoline Brasileiro Quirino Lemos (Infraestrutura Aquaviária). Ao todo, a diretoria colegiada do Dnit é composta por sete diretores, incluindo o diretor-geral. Infraestrutura No Ministério da Infraestrutura, foram nomeados Jamil Megid Júnior, para o cargo de secretário nacional de Transportes Terrestre e Aquaviário, e Alex de Sousa Araújo, para o cargo de diretor do Departamento de Parcerias da Secretaria de Fomento e Parcerias. Petróleo O Ministério de Minas e Energia (MME) nomeou Marcio Felix Carvalho Bezerra para o cargo de secretário de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis da pasta. A nomeação está no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira. Marcio Felix já exerceu a mesma função no governo anterior, antes de Moreira Franco assumir o ministério este ano. Em abril, Felix foi nomeado secretário executivo do MME na gestão de Moreira. Mas foi exonerado no início deste mês, pelo novo governo, dando lugar à nova secretária executiva da pasta, Marisete Fátima Dadald Pereira. Felix assume a Secretaria de Petróleo em substituição a João Vicente de Carvalho Vieira, exonerado nesta segunda-feira. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/general-antonio-leite-dos-santos-filho-e-nomeado-diretor-do-dnit-14012019

Novas sentenças de Lula podem sair até abril
Data: 14/01/2019

Se condenado, pena de prisão do ex-presidente pode triplicar; defesa de Lula alega que juízes não têm imparcialidade para julgar o caso

Na mesa da juíza federal Gabriela Hardt - substituta de Sérgio Moro na 13.ª Vara Federal de Curitiba - estão dois processos da Operação Lava Jato contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que podem ter sentenças até abril, quando o petista completa um ano de prisão. Em caso de condenações, os dois processos que podem, segundo investigadores e advogados, triplicar a pena de prisão de Lula são o da compra de um terreno para o Instituto Lula em São Paulo e de um apartamento em São Bernardo do Campo e o do sítio em Atibaia (SP). Em ambos, o petista é acusado de receber propina de empreiteiras por meio dos imóveis em troca de contratos da Petrobrás. O caso do terreno deve ser o primeiro a ser julgado. Está concluído para sentença desde 12 de dezembro. A ação do sítio chegou para a juíza substituta na semana passada e pode ser julgada pelo magistrado que ocupará a vaga de titular deixada por Moro. Investigadores da Lava Jato e advogados que atuam nos processos consideram o acervo de provas dessas ações mais robusto que o da primeira sentença, em que Lula foi condenado por Moro em julho de 2017, no caso do triplex do Guarujá (SP). O então juiz sentenciou o ex-presidente a 9 anos e 6 meses de prisão - posteriormente, a pena foi aumentada na segunda instância para 12 anos e 1 mês. Uma das provas desse acervo é a delação da Odebrecht, que será usada pela primeira vez na Justiça contra Lula. O material reúne e-mails do empresário Marcelo Odebrecht, planilhas - entre elas a "Italiano", referente a uma conta "gerenciada" pelo ex-ministro e delator Antonio Palocci -, registros contábeis do Setor de Operações Estruturadas da Odebrecht, como era chamado o "departamento de propinas" da empreiteira, e as confissões dos 77 executivos e ex-executivos da empresa. Nos arquivos do MyWebDay e Drousys - programas de computador que serviram para controle contábil e de comunicação de despesas ilícitas da Odebrecht - estão boa parte das transações que teriam Lula - identificado como "Amigo" nos registros da empresa - como beneficiário de corrupção. Outro material apontado como prova contra Lula nos processos são os registros de custeio e montagem da cozinha do sítio de Atibaia pela OAS. São notas fiscais, projetos, e-mails e prestações de contas os envolvidos. Esse mesmo tipo de material foi usado na sentença do ex-presidente no caso do tríplex. O acervo, segundo investigadores, conta ainda com contratos e recibos "simulados", lançamentos contábeis de pagamentos que teriam ocultado propinas, e-mails, anotações, ligações telefônicas, confissões de colaboradores, laudos periciais, entre outros, que comprovariam o envolvimento de Lula na corrupção na Petrobrás. Nas alegações finais dos dois processos em que pede a condenação de Lula, o Ministério Público Federal disse ter apresentado "vasto, sólido e coeso acervo probatório". Lista "provas documentais, testemunhais e periciais, inclusive obtidas em diligências de busca e apreensão ou afastamento de sigilo bancário, fiscal e telemático". Os procuradores anexaram ainda documentos que, segundo a força-tarefa, indicam que Lula atuou em 2009 para garantir a "perpetuação (do esquema), deixando de adotar qualquer providência para fazê-lo cessar". Os processos apontam acerto de cerca de R$ 230 milhões em propinas da Odebrecht e da OAS com políticos e agentes públicos ligados ao PT. ‘Parcialidade’ A defesa de Lula sustenta que a indicação de diretores da Petrobrás estava relacionada ao papel de Lula como presidente, não de "líder ou sequer participante de um esquema criminoso". Segundo os advogados, não há provas de que ele é o dono do sítio e o imóvel, comprovadamente, pertence a Fernando Bittar e Jonas Suassuna. "Não sendo dono, não é o beneficiário das benfeitorias " Contesta ainda provas de que o petista teve envolvimento direto com a compra do terreno destinado ao instituto. Os advogados apontam supostas nulidades do processo e pedem a absolvição do petista. Nas alegações finais do processo do sítio a defesa dedica um capítulo à parte ao aceite de Moro para chefiar o Ministério da Justiça do governo Jair Bolsonaro. Para os defensores, nem o ex-juiz nem Gabriela Hardt têm imparcialidade para julgar o petista. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/novas-sentencas-de-lula-podem-sair-ate-abril-13012019

É hoje! São Paulo e Flamengo abrem a temporada de 2019 na Florida Cup
Data: 10/01/2019

Times entram em campo no torneio de pré-temporada que acontece nos EUA, a partir desta quinta (10). Estrelas como Hernanes e Diego devem jogar

A temporada de 2019 começa um pouco mais cedo para os jogadores de São Paulo e Flamengo, que estreiam na Florida Cup, nesta quinta-feira (10). Apesar de amistoso, o torneio serve como preparação para um ano cheio para ambas as equipes. REFORÇO: Gabigol é mais um artilheiro do Brasileiro que desembarca no Fla O Rubro-Negro participa pela primeira vez da competição anual que acontece no Estado da Florida, nos Estados Unidos. Já o São Paulo vai para a sua segunda disputa. Em 2017, o time comandado por Rogério Ceni se sagrou campeão após empatar e vencer nos pênaltis os duelos contra River Plate e Corinthians. Oportunidade para testar elenco O São Paulo enfrenta o Eintracht Frankfurt no estádio Al Lang, às 22h (horário de Brasília), no primeiro desafio do técnico André Jardine na temporada. O treinador, que já conta com os reforços de Pablo e Hernanes, assumiu o time na 33ª rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado e já tem a oportunidade de conquistar um título, ainda que amistoso. Nos treinamentos durante a semana, o técnico do Tricolor esboçou dois times, mas não deixou claro qual deles irá começar a partida diante dos alemães. Especula-se que a equipe titular do encontro terá: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Hernanes; Helinho, Everton e Pablo.Nenê e Diego Souza devem entrar em campo no segundo tempo da partida. Além deles, Willian Farias, uma das novidades para a temporada, também deve entrar já com a bola rolando. Sem Gabigol, mas com novidade O Flamengo entra em campo no mesmo horário do São Paulo, às 22h. O compromisso dos cariocas é diante do Ajax, vice-líder da Eredivisie, primeira divisão da Holanda. O técnico Abel Braga ainda não tem à sua disposição o atacante Gabigol, confirmado nesta terça-feira. Em contrapartida, o zagueiro Rodrigo Caio, contratado nesta janela, está entre os relacionados e deve estrear. Apesar de ter seu nome entre os jogadores que podem participar do torneio, a permanência do meia Diego ainda é uma incógnita no Fla. O vice de futebol do Orlando City, Luiz Muzzi, admitiu que o clube, da mesma cidade em que acontece a Florida Cup, tem interesse no jogador. O vínculo com o Flamengo acaba em julho. A competição vai funcionar como uma espécie de experimento para as equipes brasileiras. Tanto Flamengo quanto São Paulo estão classificados para a Libertadores de 2019 — os paulistas disputam fase preliminar —, o que tomará as atenções de ambos neste primeiros semestre. * Estagiário do R7, sob supervisão de Adalberto Leister Filho

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/e-hoje-sao-paulo-e-flamengo-abrem-a-temporada-de-2019-na-florida-cup-10012019

Hernanes repete primeira passagem e estreia pelo São Paulo nos EUA
Data: 10/01/2019

Profeta inicia nesta quinta-feira, pela Florida Cup, sua quarta passagem pelo Tricolor; relembre as outras estreias do meio-campista no clube

Hernanes está de volta para onde tudo começou. Literalmente. Sua estreia como profissional do São Paulo foi nos Estados Unidos, assim como o jogo que abre sua quarta passagem pelo clube, às 22h desta quinta-feira (horário de Brasília), contra o Eintracht Frankfurt (ALE), pela Florida Cup. A partida desta noite será no Al Lang Stadium, na cidade de São Petersburgo, na Flórida. Já no longínquo 2 de junho de 2004, uma equipe repleta de reservas e jovens da base representou o São Paulo em um amistoso contra o Los Angeles Galaxy, em Los Angeles. Foi a primeira aparição do Profeta entre os profissionais do clube. Milton Cruz, auxiliar que dirigiu a equipe naquela ocasião, colocou Hernanes na vaga de Fábio Santos no segundo tempo. O São Paulo venceu por 1 a 0, gol do meia Rafinha, hoje no Cruzeiro. Lugano também participou do jogo e foi expulso. A escalação teve Flávio Kretzer, Renan, Lugano e Flávio Donizete; Alê, Marquinhos, Ramalho (Marcelo), Fábio Santos (Hernanes) e Lino; Vélber (Rafinha) e Jean Carlos (Robert). Por competições oficiais, a estreia de Hernanes pelo Tricolor foi em 19 de junho de 2005, em uma vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo pelo Brasileirão, diante de pouco mais de 4 mil pessoas no Morumbi. Naquela ocasião, ele foi escalado como titular por Paulo Autuori e viu o atacante Paulo Matos marcar o gol da vitória. Após atuar por empréstimo pelo Santo André em 2006, Hernanes iniciou sua segunda passagem pelo Morumbi em 2007. No início daquele ano, compôs um time alternativo que o São Paulo montou para jogar amistosos na índia. Foram cinco jogos por lá, sendo o primeiro uma vitória por 3 a 0 sobre o KF East Bengal. Jean, amigo inseparável de Hernanes e hoje jogador do Palmeiras, marcou um dos gols. O Profeta foi o destaque da equipe naquela excursão, com três gols e grandes atuações nas partidas seguintes. Faltavam seis meses para o término do contrato dele com o São Paulo, que não quis correr o risco: renovou o vínculo ainda na Índia, com os termos registrados inicialmente em um guardanapo. Naquele mesmo ano, Hernanes foi titular e destaque do título brasileiro do Tricolor. Em 2008, foi campeão nacional novamente e acabou eleito o craque do torneio. O casamento entre o ídolo e o clube foi interrompido em 2010, quando ele foi vendido à Lazio (ITA). Em 2017, após passagens pela Inter de Milão e pela Juventus, o meio-campista foi emprestado pelo Hebei China Fortune ao Tricolor por seis meses. Sua terceira passagem começou com uma vitória emocionante sobre o Botafogo, por 4 a 3, no Engenhão, com direito a um golaço dele. Após retornar ao clube chinês no início de 2018, Hernanes teve seus direitos adquiridos pelo Tricolor e assinou um contrato em definitivo válido por três temporadas. Sua trajetória pelo clube, até o momento, registra 242 jogos, 131 vitórias, 56 empates, 55 derrotas e 47 gols.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/hernanes-repete-primeira-passagem-e-estreia-pelo-sao-paulo-nos-eua-10012019

Pela paz, Corinthians e Santos vão almoçar juntos antes de amistoso
Data: 10/01/2019

Confraternização entre clubes será realizada no CT Joaquim Grava antes da partida amistosa de domingo, às 17h30, na Arena em Itaquera

Corinthians e Santos vão fazer uma ação para promover a paz no futebol. Antes do amistoso que será realizado no domingo, às 17h30, na Arena, as duas equipes almoçarão juntos no CT Joaquim Grava. A ação faz parte do esforço das duas equipes em iniciar a temporada 2019 com a mensagem de respeito e tolerância nos estádios. Após o almoço em conjunto entre os atletas, comissão técnica e dirigentes, as equipes seguirão suas respectivas programações até a chegada à Arena Corinthians. O amistoso valerá o Troféu Gylmar dos Santos Neves – goleiro que fez história vestindo as camisas dos dois clubes. Em caso de empate no clássico em Itaquera, a taça irá para a equipe com menos cartões (primeiro critério de desempate) e faltas cometidas (segundo critério de desempate) na partida. O amistoso entre Corinthians e Santos marcará a reestreia de Fábio Carille pelo Timão e a estreia de Jorge Sampaoli no comando do Peixe. O duelo terá torcida única da equipe da capital, mas a renda será dividida entre os clubes.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/pela-paz-corinthians-e-santos-vao-almocar-juntos-antes-de-amistoso-10012019

Mãe de autista fã de Nemo comemora ajuda:
Data: 10/01/2019

Fernanda Torres recebeu apoio de desconhecido nas redes sociais após o desenho preferido do filho sair do catálogo da Netflix

Depois de fazer um apelo da mãe nas redes sociais, o pequeno Miguel, de 6 anos, já consegue assistir ao filme preferido de novo. Depois de ter a animação Procurando Nemo removido do catálogo da Netflix no dia 1º, o menino, que é autista, teve uma crise por não achar mais o filme na plataforma de streaming. Graças a ajuda de um desconhecido, a criança ganhou um DVD totalmente personalizado. A ansiedade para encontrar o desenho da mesma maneira de sempre começou a deixar o menino nervoso, e ele não queria ver a animação em outro lugar que não na usual. Ou seja, simplesmente ter um DVD não resolveria o caso. “Ele me falava: 'Nemo', 'Netflix' e queria que fizesse o filme aparecer. Quando eu percebi que ele não ia parar de pedir e já estava batendo no próprio rostinho de nervoso, pedi ajuda na página da Netflix e da Disney”, conta Fernanda Torres, mãe do garoto. Ela recorreu às redes sociais na sexta-feira (4), quando escreveu na página do Facebook da Disney que tinha um “pedido desesperado” a fazer. “Devolvam o Procurando Nemo para a Netflix. Meu filho é autista, está tendo crises de ansiedade desde o dia 1º cada vez que procura o filme preferido e não encontra. Me ajudem”, escreveu a confeiteira. Das gigantes do entretenimento, no entanto, ela não teve resposta. A ajuda veio de um desconhecido, o técnico de informática Rodrigo Lima, que disse que conseguiria fazer um DVD imitando a interface da plataforma de streaming e a criança conseguiria ver o filme por ali. Ajuda efetiva O filme chegou dois dias depois e resolveu o problema de Fernanda e do filho. “Eu fiquei emocionada com a atitude linda do Rodrigo, pois recebi muitas mensagens dizendo que era frescura. E ele foi e fez o que ninguém fez, me ajudou sem julgamentos”, conta Fernanda. Rodrigo explica que encontrou o comentário da confeiteira nas redes sociais e se preocupou com a situação. “Eu percebi que tinham vários comentários que não resolveriam o problema e decidi ajudar porque entendi que ele teria dificuldades para se adaptar”, relata. Nenhum dos dois imaginava a dimensão que o caso teria. Em poucos dias, o pedido de Fernanda e a boa ação de Rodrigo viralizaram pelas redes sociais. Apesar da ajuda e recepção positiva, a confeiteira também se viu vítima de vários comentários negativos. “Eu não esperava essa repercussão toda, mas estou achando ótimo. É uma forma de dar voz à causa autista. Quem sabe agora as pessoas pesquisem mais, entendam mais e não julguem tanto, pois a gente já passa dificuldades demais para ter que ouvir besteiras de quem nem sabe o que é o autismo”, desabafa Fernanda. Já Rodrigo não imaginava que sua atitude ficaria tão conhecida. Mais reservado nas redes sociais, o técnico de informática pretende responder todas as mensagens que tem recebido. “Fiquei feliz que essa atitude pode inspirar várias pessoas a ajudar uns aos outros." Marcos Mion Pelo Instagram, Marcos Mion também divulgou o caso. O apresentador da RecordTV usou as redes sociais para postar os prints da interação entre Fernanda e Rodrigo e parabenizou o técnico de informática. Pai de Romeo, também é autista, ele relembrou ter vivido uma situação tão aflitiva quanto a que repercutiu nas redes sociais. Segundo Mion, o brinquedo do filho desapareceu e ele teve que providenciar um novo com urgência. “Dirigi como um insano irresponsável, coisa que odeio, mas nada poderia me impedir de tentar chegar naquela loja pelo meu filho", relembra o apresentador na publicação. "O desespero de ele perceber na hora de dormir que a baleia não estava lá me fez correr mesmo sabendo que não chegaria. Ou seja, pior ainda foi a cena: eu correndo até eles, gritando com as grades já fechadas. Mas ali também encontrei um Rodrigo Lima que me entendeu e reabriu a loja para comprar a baleia para o meu filho autista”, conta. "Me emocionei com a atitude do Rodrigo Lima que 'salvou a vida' da Fernanda, e eu sei do que to falando, não é exagero, e mostrou que existe sim compaixão e tolerância! Respeito e amor", completa. Procurado para comentar o caso, a equipe do apresentador informou que ele está em férias. Atualmente, o apresentador está no PlayPlus com a série exclusiva Pais da Nova Era. O apresentador reuniu depoimentos comoventes sobre paternidade de nomes como os cantores Júnior Lima e Bruno Belutti. Confira o teaser abaixo.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/mae-de-autista-fa-de-nemo-comemora-ajuda-emocionada-09012019

Shantal Abreu mostra rosto do filho recém-nascido
Data: 10/01/2019

Filippo é o primeiro herdeiro da digital influencer e fruto do relacionamento dela com o modelo Matheus Verdelho

Shantal Abreu exibiu o rostinho do filho, Filippo, pela primeira vez. O bebê é fruto do casamento da digital influencer com o modelo Matheus Verdelho. Na legenda da imagem, Shantal se derreteu pelo herdeiro ao publicar um poema. — Pra você guardei o amor... Pra você guardei o amor Que aprendi vendo os meus pais O amor que tive e recebi E hoje posso dar livre e feliz Céu cheiro e ar na cor que arco-íris Risca ao levitar Filippo, primeiro filho do casal, nasceu na tarde desta quarta-feira (9) e os próprios pais deram a notícia pelas redes sociais. Os internautas ficaram encantados com o pequeno. "Eu to mto apaixonada pelo Pippo!", escreveu uma seguidora. "Que mistura mais linda! Deus abençoe", comentou outra. Veja a publicação completa

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/shantal-abreu-mostra-rosto-do-filho-recem-nascido-09012019

Lady Gaga se posiciona contra R. Kelly:
Data: 10/01/2019

Artista é acusado de assédio sexual em documentário; cantora prometeu não trabalhar mais com rapper e vai excluir música que fizeram juntos

Lady Gaga usou o Twitter e se posicionou contra o músico R Kelly, acusado de assédio sexual, além de pedir desculpas pela música que fez com o rapper. O artista está no meio de uma polêmica, depois do lançamento do documentário Surviving R. Kelly (Sobrevivendo a R. Kelly, em português), exibido no canal norte-americano Lifetime, que conta as histórias de assédio e abuso do cantor. Vários artistas foram procurados para dar entrevista aos realizadores do documentário, mas Lady Gaga recusou o convite. Depois do questionamento dos fãs, a cantora fez uma longa carta explicando sua posição e prometendo tirar a música que fez com o artista, Do What U Want (With My Body), lançada em 2013, dos serviços de streaming, além de garantir que não voltará a trabalhar com ele. — Eu apoio essas mulheres 1000%, acredito nelas, sei que elas estão sofrendo e em dor, e acredito fortemente que suas vozes devem ser ouvidas e levadas a sério. O que eu estou ouvindo sobre R. Kelly é horrível e indefensável. “Como uma vítima de abuso sexual, eu fiz uma música e um clipe em um momento sombrio da minha vida. Minha intenção era criar algo extremamente desafiador e provocativo porque eu estava brava e ainda não tinha processado o trauma que tinha acontecido em minha vida”, contou, se referindo ao assédio que sofreu aos 19 anos por um executivo da indústria musical, mas Gaga nunca contou o nome do agressor. “A música se chama Do What U Want (With My Body), e eu acho que é claro o quanto meus pensamentos estavam distorcidos na época”. O clipe da música, dirigido por Terry Richardson, que também é acusado de assédio sexual, nunca foi lançado oficialmente. “Se eu pudesse voltar no tempo, eu teria uma conversa com a minha versão mais jovem, eu diria para ela fazer terapia, para ela entender o estado pós-traumático confuso que eu estava vivendo - e caso terapia não estivesse disponível para mim ou alguém na mesma situação – para procurar ajuda, e falar o mais aberta e honestamente possível sobre o que nós passamos”, continuou. “Eu não posso voltar no tempo, mas eu posso seguir em frente e continuar apoiando mulheres, homens e pessoas de todas identidades e todas as raças que foram vítimas de abuso sexual. Eu demonstrei minha postura sobre o assunto e outros várias vezes na minha carreira. Eu estou compartilhando isso não para dar desculpas, mas para explicar. Até isso acontecer com você, você não sabe como sabe como se sentir. Mas eu sei como eu me sinto agora. Eu pretendo tirar a música de todas as plataformas de streaming e não vou trabalhar com ele de novo. Eu sinto muito pela minha ingenuidade quando mais nova e por não ter me pronunciado antes. Amo vocês”, encerrou Gaga.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/lady-gaga-se-posiciona-contra-r-kelly-acredito-1000-nas-vitimas-10012019

'Pente-fino' deve atingir 2 milhões de benefícios da Previdência
Data: 10/01/2019

Ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta semana que medida pode significar redução de gastos na ordem de R$ 20 bilhões

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, afirmou nesta quarta-feira (9) que até 2 milhões de benefícios previdenciários deverão ser auditados por terem indícios de irregularidades, dentro do escopo da medida provisória antifraude que deve ser assinada até segunda-feira pelo presidente Jair Bolsonaro. "Há 2 milhões de benefícios que precisam ser auditados porque há algum indício de ilicitude. Não significa que sejam ilícitos, por isso há a necessidade de ser feito uma espécie de mutirão para zerar esse estoque. Isso por si só pode significar uma economia significativa", disse Marinho ao deixar uma reunião com Bolsonaro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Esta semana, Guedes afirmou que a economia com as medidas pode ficar entre R$ 17 bilhões e R$ 20 bilhões. Marinho confirma que a economia será na "casa dos bilhões" e pode chegar aos valores tratados pelo ministro, mas preferiu não dar números. Segundo ele, simulações ainda estão sendo feitas para fechar esses dados. De acordo com o secretário, relatórios anteriores do Tribunal de Contas da União mostram uma incidência de 16% a 30% de fraudes nos benefícios pagos pela Previdência. A MP, que já foi apresentada ao presidente e está em fase de análise jurídica pela Casa Civil, prevê cerca e 18 ações diferentes de combate à fraude e também para endurecer a concessão de determinados benefícios. Entre elas, alterações nas normas do auxílio-reclusão, pagas a família de presos, que passam a exigir uma contribuição de pelo menos um ano ao INSS para garantir o benefício. Em outro caso, o das pensões por morte, será necessário apresentar um documento de união estável para obter a pensão, e não mais apenas provas testemunhais. Marinho confirmou ainda que será pago um bônus aos servidores do INSS para que trabalhem para encontrar as irregularidades e que esse abono servirá como estímulo para que os fiscais se mantenham na ativa mesmo tendo idade para aposentadoria. Copyright Thomson Reuters 2018

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/pente-fino-deve-atingir-2-milhoes-de-beneficios-da-previdencia-09012019

Inflação do aluguel se mantém estável na prévia de janeiro
Data: 10/01/2019

Dados sobre o Índice Geral de Preços-Mercado, usado no reajuste dos contratos de aluguel, foram divulgados nesta quinta-feira (10)

O IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado), usado no reajuste dos contratos de aluguel, teve inflação de 0,03% na primeira prévia de janeiro e, com isso, se manteve perto da estabilidade. A taxa é superior à prévia de dezembro, que acusou deflação (queda de preços) de 1,16%. O dado foi divulgado nesta quinta-feira (10) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro. Segundo a FGV, com a prévia, o IGP-M acumula inflação de 6,77% em 12 meses. A alta da taxa de dezembro para janeiro foi puxada pelos três subíndices. O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que acompanha o atacado, teve uma deflação de 0,13% na prévia de janeiro, queda de preços mais moderada do que a de dezembro (-1,7%). O Índice de Preços ao Consumidor, que acompanha o varejo, teve inflação de 0,38% na prévia de janeiro. Na de dezembro, havia sido registrada deflação de 0,16%. Já o Índice Nacional de Custo da Construção passou de 0,06% em dezembro para 0,27% em janeiro.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/inflacao-do-aluguel-se-mantem-estavel-na-previa-de-janeiro-10012019

Indicadores do mercado de trabalho fecham 2018 com estabilidade
Data: 10/01/2019

Dois indicadores da Fundação Getulio Vargas ficaram estáveis de novembro para dezembro do ano passado

Os dois indicadores do mercado de trabalho da FGV (Fundação Getulio Vargas) fecharam 2018 com estabilidade. Tanto o Iaemp (Indicador Antecedente de Emprego) quanto o ICD (Indicador Coincidente de Desemprego) ficaram estáveis de novembro para dezembro. O Iaemp, que busca antecipar tendências do mercado de trabalho através de entrevistas com consumidores e com empresários da indústria e do setor de serviços, ficou em 97 pontos em uma escala de zero a 200. Apesar da estabilidade na passagem de novembro para dezembro, o indicador cresceu 2 pontos na média móvel trimestral, a segunda alta seguida. Já o ICD, que mede a percepção dos consumidores sobre a situação atual do desemprego, ficou em 98,9 pontos, em uma escala de zero a 200 (em que quanto maior a pontuação, pior é a avaliação dos consumidores). Apesar da estabilidade de novembro para dezembro, o ICD cresceu (ou seja, piorou) pelo terceiro mês consecutivo.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/indicadores-do-mercado-de-trabalho-fecham-2018-com-estabilidade-09012019

Bomba explode nas proximidades de estação do metrô de Fortaleza
Data: 10/01/2019

Engenheiros foram ao local para checar a estrutura do viaduto e observaram que o dano foi superficial e o funcionamento dos trens não foi afetado

Suspeitos explodiram uma bomba no Viaduto da estação Parangaba da Linha Sul do Metrofor, em Fortaleza, durante a madrugada desta quinta-feira (10) no 9º dia da onda de violência que atinge o Estado. A explosão foi registrada por volta de 0h40. No início da manhã, engenheiros foram ao local para checar a estrutura do viaduto. Após análise, observou-se que o dano foi superficial e o funcionamento dos trens não foi afetado. O reforço policial está mantido nas proximidades da estação. O Metrofor informa ainda que a SSPDS Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social está acompanhando o caso. A SSPDS informa que 277 suspeitos já foram presos ou apreendidos por participação nos atos criminosos registrados nos últimos dias no Estado. "As prisões e apreensões registradas na capital, região metropolitana e interior são oriundas de ações das Polícias Civil e Militar do Ceará, que atuam incessantemente para garantir segurança a todos os cidadãos cearenses e a normalidade no funcionamento dos serviços públicos", destacou a nota. Ataques O Ceará registrou 11 ataques na quarta-feira (9). Desde o dia 2 de janeiro, os atentados afetam a movimentação nas ruas de Fortaleza, que é menor do que o habitual. Foram transferidos na quarta para o presídio federal de Mossoró (RN) 21 presos. Com menos carros nas principais avenidas da capital cearense, o trânsito flui com mais rapidez, mas há falhas na circulação do transporte coletivo. Na quarta-feira, a frota de ônibus foi reduzida às 20h, segundo o Sindiônibus. As operações das linhas Sul e Oeste do metrô e do VLT Parangaba-Mucuripe também foram encerradas no mesmo horário. Ações Em entrevista à TV Verdes Mares na manhã desta quarta-feira, o governador Camilo Santana (PT) disse que a série de rebeliões ocorridas em 2016 destruiu o sistema penitenciário cearense. Para ele, as ações criminosas de agora são uma resposta ao trabalho de combate ao crime organizado iniciado em seu governo. O comandante da PM, coronel Alexandre Ávila, disse que o patrulhamento ostensivo e preventivo aos ataques feito na capital e na região metropolitana está acontecendo 24 horas por dia, com cerca de mil policiais em cada turno. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/cidades/bomba-explode-nas-proximidades-de-estacao-do-metro-de-fortaleza-10012019

Austrália avalia asilo de jovem saudita que fugiu da família
Data: 10/01/2019

Al-Qunun, que abriu uma conta no Twitter neste mês e publicou seu primeiro tweet no domingo, começou a escrever e a postar vídeos na rede social

O Governo da Austrália confirmou nesta quinta-feira (10) que está avaliando o pedido de asilo da jovem saudita que fugiu para Bangcoc após apostatar. Assim afirmou em entrevista coletiva em Bangcoc a ministra australiana, Marise Payne, depois de se reunir com seu colega tailandês, Sir Pramudwinai, com o qual abordou diversos assuntos bilaterais nesta visita oficial. Sobre a saudita Rahaf Mohammed Al-Qunun, Payne explicou que "a Austrália está agora imersa no processo de avaliação" do asilo solicitado em seu nome pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), que tem jovem sob sua proteção em Bangcoc. Payne não disse quanto tempo o processo pode durar e afirmou que depende de Al-Qunun solicitar uma permissão de viagem para a Austrália para esperar o fim do trâmite no próprio país. A titular de Exteriores também expressou que seu país está "muito preocupado com a" situação de Hakeem Al-Araibi, um refugiado e jogador bareinita residente na Austrália desde 2014. Al-Araibi foi detido em Bangcoc em novembro por causa de uma notificação da Interpol, que foi retirada dias depois, e atualmente está em processo de extradição a pedido de Bahrein, que o acusa de causar danos em uma delegacia de polícia, algo que ele nega. A Austrália pediu no passado a libertação de Al-Araibi para que possa voltar a solo australiano e Payne ressaltou que seu país seguirá em contato "muito próximo" com as autoridades tailandesas para seguir com sua evolução. Após viralizar no Twitter, o caso da jovem Al-Qunun, de 18 anos, recebeu uma grande atenção internacional. O chefe do Escritório de Imigração tailandês, Surachate Hakparn, indicou a Efe que o pai da jovem saudita, que chegou ontem à Tailândia, sustentou que sua filha fugiu por se sentir "menosprezada". Surachate disse que o progenitor não se pronunciou sobre as acusações de Al-Qunun, que assegura que sua família a submeteu a um tratamento humilhante e inclusive a ameaçou de morte. Segundo o policial, o pai, identificado só como um governador da Arábia Saudita, solicitou poder se encontrar com sua filha e que o Acnur a convença para que volte para casa com sua família, pedidos às que foram negados por ela. Al-Qunun chegou no sábado ao aeroporto de Suvarnabhumi procedente do Kuwait, onde aproveitou que as mulheres não necessitam da autorização de seus "guardiães masculinos" para viajar, como ocorre na Arábia Saudita. A intenção da jovem era chegar à Austrália, onde queria pedir asilo, após afirmar que tinha apostatado ao Islã e que temia que sua família "a matasse" por isso. A polícia e a Human Rights Watch (HRW) indicaram a princípio que também fugia de um casamento arrumado, mas o subdiretor da HRW na Ásia, Phil Robertson, disse mais tarde à Agência Efe que este fato não foi confirmado. A jovem afirmou que um funcionário da companhia aérea Kuwait Airways confiscou seu passaporte em sua chegada e a comunicou que, a pedido da embaixada da Arábia Saudita, seria obrigada a embarcar na segunda-feira em um voo outra vez ao Kuwait, onde era esperada por seus parentes. Al-Qunun, que abriu uma conta no Twitter neste mês e publicou seu primeiro tweet no domingo, começou a escrever e a postar vídeos na rede social, onde sua história viralizou e hoje em conta com 124 mil seguidores. A saudita se trancou em seu quarto de hotel na zona de passagem do aeroporto e bloqueou a porta com colchões, por isso que o avião no qual seria deportada saiu na segunda-feira sem ela a bordo. As autoridades tailandesas sustentaram que a jovem tentou entrar no país, algo que ela nega, e que seu visto foi negado, por isso que seria expulsa ao Kuwait, por ser o local desde o que chegou a Bangcoc. No entanto, finalmente permitiram que a jovem ficasse aos cuidados do Acnur, que ontem pediu à Austrália que concedesse asilo como refugiada à jovem saudita, que concedeu uma entrada temporária no país. A Tailândia não é signatária da Convenção dos Refugiados da ONU de 1951 e foi criticada por enviar refugiados e solicitantes de asilo a países onde enfrentam perseguição e inclusive tortura. Na Arábia Saudita, Al-Qunun poderia ser processada por desobedecer os guardiãos masculinos, danar a reputação do país ou inclusive apostatar, crime que é castigado com pena capital. Copyright Efe - Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/australia-avalia-asilo-de-jovem-saudita-que-fugiu-da-familia-10012019

Austrália avalia asilo de jovem saudita que fugiu da família
Data: 10/01/2019

Al-Qunun, que abriu uma conta no Twitter neste mês e publicou seu primeiro tweet no domingo, começou a escrever e a postar vídeos na rede social

O Governo da Austrália confirmou nesta quinta-feira (10) que está avaliando o pedido de asilo da jovem saudita que fugiu para Bangcoc após apostatar. Assim afirmou em entrevista coletiva em Bangcoc a ministra australiana, Marise Payne, depois de se reunir com seu colega tailandês, Sir Pramudwinai, com o qual abordou diversos assuntos bilaterais nesta visita oficial. Sobre a saudita Rahaf Mohammed Al-Qunun, Payne explicou que "a Austrália está agora imersa no processo de avaliação" do asilo solicitado em seu nome pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), que tem jovem sob sua proteção em Bangcoc. Payne não disse quanto tempo o processo pode durar e afirmou que depende de Al-Qunun solicitar uma permissão de viagem para a Austrália para esperar o fim do trâmite no próprio país. A titular de Exteriores também expressou que seu país está "muito preocupado com a" situação de Hakeem Al-Araibi, um refugiado e jogador bareinita residente na Austrália desde 2014. Al-Araibi foi detido em Bangcoc em novembro por causa de uma notificação da Interpol, que foi retirada dias depois, e atualmente está em processo de extradição a pedido de Bahrein, que o acusa de causar danos em uma delegacia de polícia, algo que ele nega. A Austrália pediu no passado a libertação de Al-Araibi para que possa voltar a solo australiano e Payne ressaltou que seu país seguirá em contato "muito próximo" com as autoridades tailandesas para seguir com sua evolução. Após viralizar no Twitter, o caso da jovem Al-Qunun, de 18 anos, recebeu uma grande atenção internacional. O chefe do Escritório de Imigração tailandês, Surachate Hakparn, indicou a Efe que o pai da jovem saudita, que chegou ontem à Tailândia, sustentou que sua filha fugiu por se sentir "menosprezada". Surachate disse que o progenitor não se pronunciou sobre as acusações de Al-Qunun, que assegura que sua família a submeteu a um tratamento humilhante e inclusive a ameaçou de morte. Segundo o policial, o pai, identificado só como um governador da Arábia Saudita, solicitou poder se encontrar com sua filha e que o Acnur a convença para que volte para casa com sua família, pedidos às que foram negados por ela. Al-Qunun chegou no sábado ao aeroporto de Suvarnabhumi procedente do Kuwait, onde aproveitou que as mulheres não necessitam da autorização de seus "guardiães masculinos" para viajar, como ocorre na Arábia Saudita. A intenção da jovem era chegar à Austrália, onde queria pedir asilo, após afirmar que tinha apostatado ao Islã e que temia que sua família "a matasse" por isso. A polícia e a Human Rights Watch (HRW) indicaram a princípio que também fugia de um casamento arrumado, mas o subdiretor da HRW na Ásia, Phil Robertson, disse mais tarde à Agência Efe que este fato não foi confirmado. A jovem afirmou que um funcionário da companhia aérea Kuwait Airways confiscou seu passaporte em sua chegada e a comunicou que, a pedido da embaixada da Arábia Saudita, seria obrigada a embarcar na segunda-feira em um voo outra vez ao Kuwait, onde era esperada por seus parentes. Al-Qunun, que abriu uma conta no Twitter neste mês e publicou seu primeiro tweet no domingo, começou a escrever e a postar vídeos na rede social, onde sua história viralizou e hoje em conta com 124 mil seguidores. A saudita se trancou em seu quarto de hotel na zona de passagem do aeroporto e bloqueou a porta com colchões, por isso que o avião no qual seria deportada saiu na segunda-feira sem ela a bordo. As autoridades tailandesas sustentaram que a jovem tentou entrar no país, algo que ela nega, e que seu visto foi negado, por isso que seria expulsa ao Kuwait, por ser o local desde o que chegou a Bangcoc. No entanto, finalmente permitiram que a jovem ficasse aos cuidados do Acnur, que ontem pediu à Austrália que concedesse asilo como refugiada à jovem saudita, que concedeu uma entrada temporária no país. A Tailândia não é signatária da Convenção dos Refugiados da ONU de 1951 e foi criticada por enviar refugiados e solicitantes de asilo a países onde enfrentam perseguição e inclusive tortura. Na Arábia Saudita, Al-Qunun poderia ser processada por desobedecer os guardiãos masculinos, danar a reputação do país ou inclusive apostatar, crime que é castigado com pena capital. Copyright Efe - Todos os direitos de reprodução e representação são reservados para a Agência Efe

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/australia-avalia-asilo-de-jovem-saudita-que-fugiu-da-familia-10012019

Após morte de pedreiro, Secretaria lacra ônibus de empresa do Rio
Data: 10/01/2019

Vistoria na garagem da empresa tirou de circulação 28 ônibus, além de outros três que estavam em circulação no centro; 46 multas foram aplicadas

Os fiscais da SMTR (Secretaria Municipal de Transportes) lacraram nesta quinta-feira (10) 31 ônibus e aplicaram 46 multas à empresa Transporte Estrela Azul, durante vistoria na seda da empresa, em Vila Isabel, zona norte da cidade, e no centro do Rio de Janeiro. Na garagem da empresa, dos 32 ônibus que foram vistoriados, 28 coletivos foram lacrados por irregularidades, como balaústres soltos, bancos rasgados, equipamentos de acessibilidade para cadeirantes quebrados, janelas sem puxadores e vistorias vencidas. Segundo a SMTR, foram aplicadas 37 multas, além dos ônibus lacrados com diversas irregularidades. Na avenida Churchill, no centro da cidade, oito coletivos da empresa Transporte Estrela Azul foram vistoriados e três lacrados, todos estes do itinerário 292. Esta é a mesma linha que a roda de um ônibus se desprendeu e atingiu, na última terça-feira (8), o pedreiro Maviavel Ferreira Cabral, de 41 anos, em Inhaúma, zona norte da capital. Além das interdições dos coletivos que apresentavam irregularidades de conservação, a SMTR aplicou nove multas por circulação de frota abaixo do determinado e vistoria vencida nos veículos vistoriados no centro. Em nota, a SMTR informou que continua a inspecionar os ônibus que circulam na cidade de forma intensificada e que em 2018 os consórcios Internorte e Intersul foram atuados 393 vezes por má conservação. A assessoria da Transportes Estrela Azul ressaltou que está empenhada em garantir serviço com regularidade e segurança e destacou a crise financeira que o setor atravessa, além da "concorrência desleal das vans".

Link Notícia: https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/apos-morte-de-pedreiro-secretaria-lacra-onibus-de-empresa-do-rio-10012019

Contas ligadas a Serra e ao PSDB na Suíça teriam R$ 10,8 milhões
Data: 10/01/2019

Ambos negam irregularidades, afirmando que doações a campanhas foram legais e com rigor técnico que sempre manteve as contas aprovadas

A Justiça suíça autorizou o envio de informações bancárias ao Brasil para compor investigação que apura supostos repasses para campanhas do PSDB e do senador José Serra por meio de instituições financeiras locais. A decisão final, tornada pública na manhã desta quinta-feira (10) ocorre após os suíços rejeitarem um recurso que pedia a suspensão da cooperação entre as procuradorias dos dois países. No pedido, os procuradores brasileiros solicitavam todas as movimentações bancárias envolvendo as offshores entre 2006 e 2017. Em agosto de 2017, o MP suíço aceitou o pedido e ainda bloqueou os recursos. Cinco meses depois, em 5 de janeiro de 2018, a Justiça de Berna autorizou o envio de dados das contas ao Brasil. Uma das empresas offshore supostamente usadas no esquema é a Circle Technical Company Inc, de Amaro Ramos, considerado operador do PSDB. Mas, um mês depois, os advogados da empresa e de Amaro entraram com um recurso para tentar impedir a transmissão dos dados. No dia 5 de setembro de 2018, os advogados argumentaram aos juízes suíços que a cooperação não poderia continuar já que, em 28 de agosto 2018, o STF reconhecia a "extinção da punibilidade" de Serra e de outros implicados. PUBLICIDADE Aos suíços, os advogados de Amaro entregaram um comunicado de imprensa do STF em que constava que "por unanimidade, a Segunda Turma do STF determinou a remessa à Justiça Eleitoral de São Paulo dos autos do inquérito 4428, em que o senador José Serra (PSDB-SP), o ex-deputado federal Ronaldo César Coelho (PSDB-RJ) e o ex-diretor da Dersa Paulo Vieira de Souza são investigados pelo suposto recebimento de recursos para financiamento de campanhas eleitorais com recursos advindos de contratos para a construção do Rodoanel, em São Paulo". "Por maioria, a Segunda Turma decidiu ainda reconhecer a extinção da punibilidade de Serra e Coelho em relação aos fatos supostamente ocorridos antes de agosto de 2010", indicava o STF no documento entregue aos juízes em Bellinzona. Os suíços, porém, rejeitaram o argumento dos advogados. De acordo com o Tribunal europeu, o acordo entre Brasil e Suíça "não prevê a prescrição como uma base para impedir uma cooperação". "Por essa razão, a queixa poderia ser rejeitada sem nova avaliação", apontou. Além disso, os juízes indicaram que, assim que receberam tal argumento, pediram uma explicação urgente por parte das autoridades brasileiras e a resposta apontou que a limitação ocorria pelo fato de Serra ter mais de 70 anos. "Mas nada é dito sobre o restante da investigação", alertam os juízes suíços, que deixaram claro a potencial importância dos documentos para desvendar eventuais crimes cometidos por outros suspeitos. De acordo com eles, os brasileiros não indicaram que querem abandonar o caso. O que diz o PSDB Em nota, o PSDB afirmou que desconhece quaisquer valores originados da Odebrecht e repassados às empresas citadas. "Todos os recursos recebidos pelo PSDB de São Paulo foram oriundos de doações legais, depositados em contas oficiais, e a prestação de contas feita de maneira regular e rigorosa à Justiça Eleitoral." O que diz José Serra O senador José Serra também negou qualquer tipo de irregularidade. "Todas as campanhas de José Serra sempre foram realizadas com rigor técnico para demonstrar aos eleitores as melhores propostas ao Brasil. E as contas, sempre aprovadas pela Justiça Eleitoral, ficaram a cargo do partido", afirmou a assessoria do tucano, também por meio de nota. O advogado Eduardo Carnelós, defensor do empresário José Amaro Pinto Ramos, não retornou o contato feito pela reportagem e os demais citados não foram encontrados. Depósitos Ao tentar derrubar o envio de dados, os advogados da offshore indicaram que existem "sérias inconsistências" na cronologia dos fatos. "Os pagamentos feitos entre junho de 2006 e outubro de 2007 não poderiam constituir vantagens indevidas resultantes de crime de corrupção", alegaram. "Os ex-diretores da Odebrecht confirmaram a existência de pedidos de pagamentos por políticos em relação ao financiamento das campanhas eleitorais de 2009 e 2010, pedidos atendidos entre 2008 e 2010. Portanto, depois de 2006 e 2007", insistem. "Na ausência de uma relação entre a oferta ou promessa de vantagens e o serviço, é impossível considerar os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, sob a lei suíça", alegaram. Uma vez mais, os juízes derrubaram o argumento, indicando que "não se pode esperar" que o país que pede a cooperação tenha uma solicitação isenta de falhas. Para o tribunal suíço, a cooperação serve "justamente para esclarecer pontos obscuros relacionados a casos no exterior". Na avaliação da corte, o Brasil não precisa "provar" a ofensa. Mas dar as bases suficientes das circunstâncias das suspeitas. De acordo com o tribunal, as suspeitas vem da análise de computadores e servidores que continham "e-mails, tabelas, justificação de pagamentos" e outros dados mantidos pela Odebrecht para subornar políticos. Teria sido, segundo a decisão dos juízes, a análise desse material que levou os investigadores a concluir que houve um pagamento total de R$ 10,8 milhões da construtora em 2006, 2007 e 2009 para contas que beneficiariam o candidato do PSDB. Apenas em uma das contas, a empresa Circle recebeu 11 depósitos, em 2006, totalizando R$ 2,1 milhões. Cada parcela variava de R$ 145 mil a R$ 245 mil e todas foram realizadas entre junho e dezembro daquele ano. A mesma offshore ainda recebeu em 2007 mais R$ 2,4 milhões. Os pagamentos ocorreram em 12 parcelas, cada uma no valor de R$ 200 mil. Uma segunda empresa ainda recebeu, entre 2006 e 2009, outros R$ 6,2 milhões. O dinheiro seria para apoiar "campanhas eleitorais", incluindo presidenciais. Os juízes ainda defenderam a troca de informações com o Brasil. "É precisamente para melhor entender a relação entre a Odebrecht e membros do PSDB que os investigadores brasileiros precisam da documentação do banco sob litígio", defendeu o tribunal. Segundo a corte, o pedido de cooperação "satisfaz todas as exigências formais" e o recurso, portanto, "precisa ser rejeitado". "A utilidade potencial da documentação bancária é obvia, independente se o status de limitação foi imposto (no Brasil), já que as investigações tentar reconstruir todas as ofensas supostamente cometidas por outras pessoas, assim como pelos implicados", completou. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/contas-ligadas-a-serra-e-ao-psdb-na-suica-teriam-r-108-milhoes-10012019

MEC vai abrir sindicância para investigar caso dos livros didáticos
Data: 10/01/2019

Informações indicam para possível boicote ao novo ministro, Ricardo Vélez Rodriguez, enquanto outras apontam erro foi no envio ao Diário Oficial

O Ministério da Educação (MEC) vai abrir sindicância para investigar o que aconteceu no caso da mudança do edital dos livros didáticos. Surgiram informações de que funcionários poderiam ter tirado partes do texto para boicotar o atual ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez. Por outro lado, há os que afirmam que foi apenas um equívoco do servidor que mandou o link do edital para o Diário Oficial. Na quarta-feira (9), o jornal O Estado de S. Paulo revelou as mudanças no edital para os livros didáticos que serão entregues em 2020 em escolas do ensino fundamental. No fim do dia, o MEC informou que a medida seria anulada. Segundo o texto do novo edital, não seria mais necessário que os materiais tivessem referências bibliográficas e também havia sido retirado o item que impedia publicidade e erros de revisão e impressão. O governo de Jair Bolsonaro culpou a gestão anterior, já que o edital estava datado do dia 28 de dezembro. "Não sei se houve alguma coisa intencional de algum colaborador, não posso responder por isso", afirmou hoje cedo em entrevista à Radio Eldorado, o ex-ministro da Educação e agora secretário da Educação em São Paulo, Rossieli Soares. "Eu espero que não seja (boicote), porque eu torço para que o novo ministro dê certo pelo bem do Brasil." A publicação no Diário Oficial aconteceu no dia 2 de janeiro, quando Bolsonaro já era o presidente. Integrantes da atual equipe estavam trabalhando dentro do MEC na transição desde o início de dezembro. Ontem, só depois das denúncias na imprensa, o MEC soltou nota avisando que "erros foram detectados" no documento. "Nós não fizemos nenhuma alteração, não entendemos o que aconteceu, não posso me responsabilizar sobre publicações no Diário Oficial do dia 2 de janeiro, quando já não era mais ministro", voltou a dizer Rossieli. Segundo ele, a única mudança no edital feita pela gestão anterior envolvia o esclarecimento de regras sobre arquivos audiovisuais que acompanham os livros didáticos. Entre os outros trechos que haviam sido mudados estava o que dizia que as obras deveriam "promover positivamente a cultura e a história afro-brasileira, quilombola, dos povos indígenas e dos povos do campo, valorizando seus valores, tradições, organizações, conhecimentos, formas de participação social e saberes". Metade de um item que se referia às mulheres também tinha sido cortado. Ele dizia os livros deveriam dar "especial atenção para o compromisso educacional com a agenda da não-violência contra a mulher". O edital foi modificado cinco vezes ao longo do ano. Numa delas, em outubro, foram incluídos os itens de maior valorização da mulher, dos quilombolas, a proibição de erros e publicidade e as exigências de referências bibliográficas. O que se imagina é que algum funcionário tenha mandado para o Diário Oficial o arquivo do edital anterior a esse. Mas o que MEC quer saber é se houve intenção ou foi apenas um erro de procedimento. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/mec-vai-abrir-sindicancia-para-investigar-caso-dos-livros-didaticos-10012019

Governo troca comando da Apex em uma semana para contornar crise
Data: 10/01/2019

Escolhido para presidir a agência não tinha qualquer experiência na área e chegou ao cargo por sua amizade com o deputado Eduardo Bolsonaro

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, anunciou na quarta-feira (9) a saída do presidente da Agência de Promoção de Exportações (Apex), Alex Carreiro, apenas um semana depois de sua nomeação, e a troca pelo experiente embaixador Mário Vilalva, para tentar resolver um terremoto provocado na agência. Sem qualquer experiência em comércio exterior e promoção comercial, e sem ter ocupado qualquer cargo relevante na administração federal, — e, segundo comentários internos, sem saber falar inglês direito — Carreiro, que foi assessor do PSL no Congresso, chegou ao cargo por sua amizade com o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro. PUBLICIDADE “O sr. Alex Carreiro pediu-me o encerramento de suas funções como presidente da Apex. Agradeço sua importante contribuição na transição e no início do governo. Levei ao presidente Bolsonaro o nome do embaixador Mário Vilalva, com ampla experiência em promoção de exportações, para presidente da Apex”, escreveu Araújo em sua conta no Twitter. Em seu primeiro dia no cargo, uma das medidas iniciais de Carreiro foi a demissão de 17 servidores, alguns com mais de 10 anos de casa, contaram à Reuters fontes que acompanharam de perto a crise na Apex. Carreiro ainda havia prometido para a próxima semana a demissão de mais 19 pessoas, o que levaria a mais de 10 por cento do efetivo da agência. A alegação, disse uma das fontes, era a “despetização” da agência. No entanto, apenas uma das pessoas demitidas até agora teria relação real com o PT —era irmão de um ex-assessor da ex-presidente Dilma Rousseff. “Foi um massacre, nunca vi coisa assim. Era um desmonte completo”, disse uma das fontes. A desestruturação da agência e as reclamações contra Carreiro —não apenas por parte de servidores, mas também de empresários e diplomatas— teriam chegado aos gabinetes do Palácio do Planalto e levaram à revisão da indicação do presidente da Apex, na primeira demissão de um nomeado pelo governo Bolsonaro. Não foi possível fazer contato com Carreiro para pedir comentários sobre a demissão. Vilalva, indicado para substituir Carreiro, retoma o caminho tradicional da Apex, e sua indicação foi feita para tentar diminuir os ruídos dentro da agência. Atual embaixador em Berlim, o diplomata entrou no Itamaraty em 1976 e já serviu nas embaixadas em Washington, Roma, Lisboa e Santiago, entre outras. Entre 2000 e 2006 foi o diretor-geral do Departamento de Promoção Comercial do Itamaraty. Dona de um orçamento independente de 650 milhões de reais oriundo do Sistema S, a Apex tem a função de organizar missões e feiras no exterior para promoção dos produtos brasileiros. A agência é tradicionalmente ligada ao Itamaraty. Na reestruturação promovida pelo atual governo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, tentou levar a agência para sua alçada, mas perdeu a disputa. A Apex se manteve no Itamaraty, com o apoio dos filhos do presidente Bolsonaro. Copyright Thomson Reuters 2018

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-troca-comando-da-apex-em-uma-semana-para-contornar-crise-10012019

Dallagnol: voto secreto ajuda Renan e dificulta leis contra corrupção
Data: 10/01/2019

Decisão de Dias Toffoli impediu votação aberta para decisão de mesa diretora, facilitando a agregação de votos sem necessidade de exposição

O coordenador da força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) em Curitiba, Deltan Dallagnol, afirmou, na noite de quarta-feira, 9, que a votação secreta na eleição da Mesa Diretora no Senado favorece a condução de Renan Calheiros (MDB-AL) à presidência da Casa e dificulta o andamento de projetos de lei contra a corrupção. A votação secreta foi mantida por decisão desta quarta-feira (9) do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. A medida é vista como caminho para eleição de Renan no Senado, já que ele teria a capacidade de agregar mais votos sem a necessidade de exposição dos senadores. No corpo da Lava Jato, o alagoano é visto como barreira no Congresso para o avanço de pautas como as dez medidas contra a corrupção propostas pelo MPF em 2016. "Decisão de Toffoli favorece Renan, o que dificulta a aprovação de leis contra a corrupção, pois a presidência do Senado decide pauta (o que e quando será votado). Diferentemente de juízes em tribunais, senadores são eleitos e têm dever de prestar contas. Sociedade tem direito de saber", escreveu Dallagnol em sua conta no Twitter.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/dallagnol-voto-secreto-ajuda-renan-e-dificulta-leis-contra-corrupcao-10012019

Palácio do Planalto divulga foto oficial de Jair Bolsonaro
Data: 10/01/2019

Retrato foi feito pelo fotógrafo Alan Santos, da Presidência da República, na segunda-feira (7)

O Palácio do Planalto divulgou nesta quinta-feira (10) a foto oficial do presidente da República, Jair Bolsonaro, que vai substituir as imagens já retiradas do ex-presidente Michel Temer em espaços do governo federal e nas páginas das internet. Bolsonaro aparece com a faixa presidencial e com a bandeira brasileira ao fundo. A imagem foi captada pelo fotógrafo da Presidência Alan Santos, na segunda-feira (7). Na semana passada, a gestão anunciou o novo slogan do governo federal: "Pátria Amada Brasil", que substitui o "Ordem e Progresso" adotado por Temer.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/palacio-do-planalto-divulga-foto-oficial-de-jair-bolsonaro-10012019

TORTINHAS DE FRANGO (Deliciosas, fáceis e rápidas!)
Data: 10/01/2019

TORTINHAS DE FRANGO (Deliciosas, fáceis e rápidas!)

Link Notícia: https://www.youtube.com/embed/n5jAkvzElTM

Grupos atacam estação ambiental, rádio e Câmara de Vereadores no CE
Data: 07/01/2019

Em 6º dia de violência, foram registrados mais de 100 ataques no estado. Membros de facções criminosas serão transferidos para presídios federais

Uma estação ambiental em Icapuí, no litoral do Ceará, foi atacada por suspeitos na noite do domingo (6) e na madrugada desta segunda-feira (7). Grupos incendiaram a estação e uma oficina mecânica no município. Na mesma madrugada, uma rádio e a Câmara dos Vereadores na cidade de Icó também foram atacadas. O Estado vive uma onda de violência desde quarta-feira (2) que já chega ao sexto dia consecutivo. De acordo com a Prefeitura de Icó, cidade a 369 km da capital Fortaleza, pela primeira vez um veículo de imprensa, uma rádio, localizada na avenida José Campos Monteiro, foi atacada na madrugada desta segunda. Os grupos de suspeitos dipararam pelo cinco tiros contra a Câmara Municipal de Icó. Um caminhão-caçamba que presta serviço para a prefeitura também foi alvo da ação. Na estação ambiental, eram realizados projetos sociais para incentivar a economia sustentável na região. Em Fortaleza, o grupo destruiu uma central de telefonia, uma agência bancária e ateou fogo no prédio do Departamento Nacional de Obras. Desde quarta-feira (2), 110 suspeitos foram presos e dois morreram em confronto com policiais. Cerca de 100 policiais militares da Bahia chegaram para reforçar a segurança no Ceará. Eles serão distribuídos pelas cidades atacadas, que passam de 30. Além dos agentes da Força Nacional, o Ceará deve receber ainda policiais de outros estados do Nordeste. O MJSP (Ministério da Justiça e Segurança Pública) informou que caiu o número de ataques em Fortaleza e região metropolitana, após as primeiras 24 horas de atuação da Força Nacional de Segurança. As tropas começaram a atuar na capital do Ceará no sábado (5). Houve 45 ataques na quinta-feira e 38 no sábado. No domingo, foram registrados 23. A Força Nacional irá permanecer no Estado por até 30 dias, prazo que pode ser prorrogado. São 300 homens e 30 viaturas que atuam no patrulhamento ostensivo, preventivo e repressivo em pontos importantes como terminais rodoviários e vias de grande circulação. Ataques Os ataques a ônibus e prédios públicos começaram após a declaração do novo secretário de Administração Penitenciária do Estado, Luís Mauro Albuquerque, que não reconhece facções criminosas no Ceará. Ele confirmou que a divisão de presos por unidades não irá mais obedecer a distribuição por vínculos com organizações criminosas. O governador Camilo Santana, que assumiu na terça-feira (1°) o segundo mandato para o qual foi reeleito em outubro de 2018, havia dito em janeiro do ano passado que, das 441 mortes registradas nos primeiros 29 dias de 2018, 84% eram vinculadas às facções criminosas. O principal grupo criminoso do Ceará é o GDE (Guardiões do Estado). A crise na segurança pública também teria sido motivada apreeensão de 400 celulares em presídios do estado. Os aparelhos teriam facilitado as ordens para rebeliões. Desde a quarta-feira (2), foram registrados cerca de 100 ataques em todo o Estado. Em represália, as autoridades responsáveis cancelaram visitas nos presídios e retiraram televisões. * Com a colaboração da RecordTV e Agência Brasil

Link Notícia: https://noticias.r7.com/cidades/grupos-atacam-estacao-ambiental-radio-e-camara-de-vereadores-no-ce-07012019

Rodízio de veículos permanece suspenso por mais sete dias
Data: 07/01/2019

Operação, interrompida desde o dia 21 de dezembro, vale normalmente para veículos pesados e demais restrições até a próxima segunda-feira (14)

A Prefeitura de São Paulo manterá a suspensão do rodízio de veículos para carros de passeio até a próxima segunda-feira (14). A operação está interrompida desde o dia 21 de dezembro de 2018. De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, continua valendo normalmente o rodízio de placas para veículos pesados (caminhões) e as demais restrições: ZMRC (Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões) e a ZMRF (Zona de Máxima Restrição ao Fretamento). Durante o rodízio, os veículos ficam impedidos de circular no centro expandido, incluindo as vias que delimitam o chamado Mini Anel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D´Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf nos horários das 7h às 10h e das 17h às 20h.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/rodizio-de-veiculos-permanece-suspenso-por-mais-sete-dias-07012019

EUA e da Coreia do Norte já discutiram nova cúpula, diz jornal
Data: 07/01/2019

Representantes dos dois lados conversaram sobre 2º encontro de Trump e Kim, segundo publicação sul-coreana. Vietnã pode sediar evento

Autoridades do Departamento de Estado norte-americano se reuniram diversas vezes recentemente com representantes norte-coreanos em Hanói e discutiram a organização de uma segunda cúpula entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, disse um jornal sul-coreano nesta segunda-feira (7). Autoridades dos EUA discutiram a agenda da segunda cúpula entre Trump e Kim em contato com autoridades norte-coreanas na capital vietnamita, alimentando a especulação de que o Vietnã pode sediar o evento, afirmou o jornal Munhwa Ilbo, citando fontes diplomáticas não identificadas de Seul e Washington. O Vietnã mantém relações diplomáticas tanto com os Estados Unidos como com a Coreia do Norte, contando com um escritório diplomático de Pyongyang, e possui a importância simbólica de ser um país comunista que reformou sua economia, afirmou o jornal. Um porta-voz da embaixada dos EUA em Seul não respondeu de imediato e pedidos de comentário. No domingo (6), Trump disse a repórteres em Washington que os Estados Unidos e a Coreia do Norte estão “negociando uma localização” para a segunda cúpula.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/eua-e-da-coreia-do-norte-ja-discutiram-nova-cupula-diz-jornal-07012019

Mais Médicos: brasileiros devem se apresentar a partir de hoje
Data: 07/01/2019

Ministério da Saúde diz que candidatos que desistirem dos postos terão as vagas colocadas de volta ao edital do programa

Profissionais com registro no Brasil inscritos na segunda chamada do Programa Mais Médicos devem se apresentar a partir de hoje (7) aos municípios. De acordo com o Ministério da Saúde, o prazo vai esta quinta-feira (10). Médicos que decidirem não comparecer mais às atividades devem informar ao município onde trabalharia, que fica encarregado de comunicar a desistência ao governo federal. Segundo o Ministério da Saúde, candidatos que desistirem dos postos terão as vagas colocadas de volta ao edital do Mais Médicos. O sistema será atualizado com as vagas disponíveis para os profissionais formados no exterior. A previsão é que a lista de médicos brasileiros homologados que deram início às atividades seja publicada no próximo dia 14. A seleção O ministério lançou, desde novembro, editais para a substituição de 8.517 cubanos que atuavam em 2.824 municípios e 34 DSEI (distritos sanitários especiais indígenas). Inicialmente, concorreram apenas médicos brasileiros com registro no país. Um novo edital, em andamento, seleciona também profissionais formados no exterior. Novo ministro Ao assumir o comando da pasta, o médico Luiz Henrique Mandetta disse, na última quarta-feira (2), que pretende revisar o Mais Médicos e rebateu a afirmação de que faltam profissionais no Brasil. Segundo ele, o país conta com aproximadamente 320 faculdades de medicina e 26 mil médicos graduados em 2018, com previsão de aumento desse contingente em 10% ao ano até chegar a 35 mil profissionais formados. “Quem forma essa quantidade toda de profissionais? Muitos deles endividados pelo Fies [Fundo de Financiamento Estudantil] e muitos formados em escola pública. Não temos uma proposta ou política de indução para que eles venham para o sistema público de saúde.”

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/mais-medicos-brasileiros-devem-se-apresentar-a-partir-de-hoje-07012019

Justiça volta a analisar denúncias contra João de Deus nesta segunda
Data: 07/01/2019

Médium é acusado por centenas de mulheres de abuso sexual; durante buscas foram encontradas armas e esmeraldas nas casas dele

O TJ-GO (Tribunal de Justiça de Goiás) volta a analisar as denúncias por violação sexual e estupro de vulnerável contra João de Deus, nesta segunda-feira (7), após o término do plantão judiciário. O processo retorna à “juíza natural” Rosângela Rodrigues dos Santos, responsável pela comarca de Abadiânia, onde o caso tramita. Durante o plantão, a juíza Marli de Fátima Naves despachou a denúncia para a juíza natural recebe ou rejeita o pedido, alegando que a decisão de tal matéria não cabia ao plantão. O médium, que está preso desde 16 de dezembro, nega as acusações. Entenda o caso João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, é acusado por diversas mulheres de abuso sexual durante os atendimentos espirituais na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, interior de Goiás. Após as primeiras denúncias, o MP-GO (Ministério Público de Goiás) criou uma força-tarefa – que conta com quatro promotores, seis delegados e duas psicólogas – para atenderem o caso. Na noite de 12 de dezembro do ano passado, a Promotoria de Justiça de Goiás solicitou a prisão preventiva do médium, cinco dias depois de as primeiras denúncias de abusos sexuais começarem a aparecer. Em sua primeira aparição pública, João de Deus ficou cerca de 10 minutos na Casa Dom Inácio de Loyola, se disse inocente e declarou que estava à disposição da Justiça. Em 16 de dezembro, João de Deus se entregou às autoridades. No dia seguinte, prestou depoimento à polícia. Em 26 de dezembro, João de Deus prestou depoimento ao MP-GO. O Ministério Público denunciou o médium em 28 de dezembro por quatro crimes: dois por violação sexual mediante fraude e dois por estupro de vulnerável. Durante as buscas nas casas de João de Deus, foram encontradas armas, esmeraldas e malas de dinheiros. A Justiça de Goiás concedeu habeas corpus pelo porte ilegal de arma. O médium, no entanto, continua preso por ser investigado pelos crimes de estupro, estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude. Para esses crimes, o habeas corpus foi negado. O MP recebeu mais de 600 e-mails com denúncias contra o médium. As mulheres que denunciaram João de Deus têm idade entre 9 e 67 anos. Até o momento, a Polícia Civil colheu depoimentos de 16 mulheres. Ministério Público, porém, já ouviu mais de 100. Além disso, a Justiça determinou o bloqueio de R$ 50 milhões das contas do médium. Nesta quarta-feira (2), João de Deus passou mal e foi levado às pressas para Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Na quinta-feira (3), teve alta e voltou para o Núcleo de Custódia, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia (GO), onde está preso.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/justica-volta-a-analisar-denuncias-contra-joao-de-deus-nesta-segunda-07012019

Ludmilla é elogiada ao mudar visual:
Data: 07/01/2019

Ao fazer show na Marina da Glória, na noite deste sábado (5), no Festival de Verão do Spanta, a funkeira surpreendeu

Ano novo, cabelo novo! Ludmilla mudou mais uma vez o visual e exibiu os cabelos ruivos e mais curtos durante show na Marina da Glória, no Rio de Janeiro, na noite deste sábado (5). A funkeira foi uma das convidadas do Festival de Verão do Spanta, um aquecimento para o carnaval, que em 2019 acontece em março. Nas redes sociais, os fãs aprovaram a transformação da funkeira. "Linda de todas as formas", disse um. "Amei esse cabelo", apontou um segundo. "Ficou linda ruivinha", acrescentou um terceiro. "Ludmilla sempre lacradora", fez coro outro. PUBLICIDADE Funkeira esclareceu 'vácuo' com Joelma. Entenda! As cantoras foram algumas das convidadas de um show de Natal organizado pelo Instituto Neymar Jr., mas a funkeira acabou envolvida em uma polêmica ao não notar que Joelma queria lhe dar um beijo no rosto. Através de sua rede social, Ludmilla desfez o mal-entendido. "Joelma sempre foi uma querida comigo. Se pareceu isso foi um mal-entendido, real. Tirem isso da cabeça de vocês, tá? E parem de ficar me incomodando", afirmou. "A Joelma fala comigo e eu não vi. Eu passo olhando pro coral e a Joelma fala comigo e eu não vi. Até pedi desculpas pra ela depois. Vou chamar ela aqui: 'Joelma, não te vi, mulher do céu!', porque eu estava olhando pro coral", reforçou a intérprete de Din Din Din. "Eu estava olhando pro celular lendo a letra da música que eu não sabia inteira e Joelma, uma fofa, sabia tudo e estava me dando cola. Até quando vocês vão ficar nessa palhaçada de querer botar uma mulher contra a outra?", continuou a filha de Silvana, a quem é comparada pela semelhança física. 'Amigo', frisou Ludmilla sobre Gabriel Jesus Após circularem rumores que estaria namorando o jogador Gabriel Jesus, Ludmilla encerrou o assunto durante participação no programa "Conversa com Bial". "Não, isso é história. O Gabriel é um amor de pessoa, bastante amigo. Ele mora na Inglaterra", afirmou a cantora, que recordou timidez no começo da carreira. "Comecei aos 16 anos. Cantava sempre no banheiro e, quando acabava, escutava as palmas do vizinho, morria de vergonha. Meu padrasto, que sempre foi do samba, dizia para eu cantar pagode. A primeira vez que subi no palco tremi feito vara verde. Depois sempre que ia pros pagodes me chamavam pra cantar no palco", lembrou a funkeira. 'Achava meu cabelo errado', admitiu cantora Camaleônica, Ludmilla contou certa vez que não gostava de assumir os cabelos naturais. "Cresci achando que meu cabelo era errado, o mais feio do planeta e andava com várias pessoas que alisavam. Ter cabelo cacheado ou crespo não existia para mim. Hoje, aprendi a usá-lo e entendi que todos nós somos bonitos, basta a gente botar para fora e confiar mais na gente", apontou.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/purepeople/ludmilla-e-elogiada-ao-mudar-visual-ficou-linda-ruivinha-06012019

Lady Gaga e Cooper integram time de apresentadores do Globo de Ouro
Data: 07/01/2019

Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood segue divulgando novos nomes confirmados para a cerimônia

Na contagem regressiva para o Globo de Ouro 2019, a Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood segue divulgando novos apresentadores confirmados na cerimônia. Dessa vez, a lista conta com diversos indicados ao prêmio, como Lady Gaga, Bradley Cooper (Nasce uma Estrela), Nicole Kidman (O Peso do Passado), Emily Blunt (O Retorno de Mary Poppins), Olivia Colman, Emma Stone, Rachel Weisz (A Favorita), Antonio Banderas (Genius) e Kristen Bell (The Good Place). Outros apresentadores anunciados são Steve Carell, Amy Poehler, Gina Rodriguez, Taron Egerton, Richard Gere, Danai Gurira, Lucy Liu, Julianne Moore, Maya Rudolph, Megan Mullally e Chris Pine. Isso sem falar na recheada lista divulgada na última quarta-feira (3). Sob o comando de Sandra Oh e Andy Samberg, o Globo de Ouro acontecerá no domingo, 6 de janeiro.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/adoro-cinema/lady-gaga-e-cooper-integram-time-de-apresentadores-do-globo-de-ouro-04012019

Marcelo Falcão anuncia que namorada australiana está grávida
Data: 07/01/2019

Cantor contou novidade pelas redes sociais e divulgou nome escolhido para o filho: Tom Falcão; músico não contou tempo da gestação

Marcelo Falcão vai ser pai de novo. O cantor usou o Instagram para anunciar que a namorada australiana, Éri Bauchiglione, está grávida de um menino, que se chamará Tom Falcão. O nome é uma homenagem ao “irmão de vida” Tom Capone, produtor que morreu em um acidente de moto em 2004, nos Estados Unidos. Na postagem, o cantor não contou de quantos meses a namorada está grávida. — Deus, muito obrigada pela bênção maior e a mais divina que eu poderia ter hoje, amanhã e sempre em minha vida: meu rasta filho Tom Falcão está a caminho (homenagem ao meu irmão amado da vida e que me ajudou muito nesse Mundo, Tom Capone). O ex-vocalista do Rappa é pai de uma menina de 19 anos, e descobriu a paternidade há dois anos, depois de um exame de DNA movido por Thiene Silveira, mãe da menina e ex-affair do músico.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/marcelo-falcao-anuncia-que-namorada-australiana-esta-gravida-04012019

Fred diz em rede social que nunca deveria ter saído do Fluminense
Data: 07/01/2019

Atacante citou seu próprio nome em um post de página de torcedores do Tricolor, que questionava quem nunca deveria ter deixado o clube

O atacante Fred deixou o Fluminense pelo Atlético-MG em 2016, mas a torcida tricolor não esqueceu o ídolo, que defendeu as cores da equipe carioca por sete temporadas. E, depois de um comentário nas redes sociais do atacante, que defende atualmente o Cruzeiro, a torcida pode ter uma certeza: Fred também não esqueceu o Fluminense. A pá Time de Guerreiros questionou os torcedores no Instagram: 'Cite um jogador que nunca deveria ter saído do Flu'. Em seguida, o perfil oficial de Fred comentou seu próprio nome, o que causou um alvoroço entre a torcida que passou a pedir sua volta a equipe, onde Fred atuou em 287 jogos e marcou 172 gols, sendo campeão carioca de 2012 e bicampeão Brasileiro em 2010 e 2012. - Você faz tanta falta, por enquanto o Pedro tá fazendo seu papel, mas sabemos que logo logo sairá ... Era só sua volta mesmo pra animar a torcida, comentou um torcedor. - A porta está aberta, Rei dos Stories, comentou outro. Já a torcida do Cruzeiro não gostou muito do comentário de Fred. Em um dos comentários, uma torcedora disse que Fred podia ir embora e levar Arrascaeta junto, que pode estar de saída para o Flamengo. - Acabou o respeito mesmo né ? Pode voltar pro Fluminense e leva o Arrascaeta junto, comentou uma cruzeirense. Depois que saiu do Flu, Fred voltou ao futebol mineiro, dessa vez no Galo, onde já havia defendido América-MG e Cruzeiro no Inicio da carreira, antes de defender o Lyon, da França. Enquanto jogava no Rio, Fred disse algumas vezes que gostaria de terminar sua carreira no clube carioca e chegou a ser eleito o maior ídolo da história do Fluminense em votação feita pelo LANCE, em 2015. No entanto, o atacante acabou saindo da equipe após desentendimentos com o presidente do clube à época, Peter Siemsen.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/fred-diz-em-rede-social-que-nunca-deveria-ter-saido-do-fluminense-07012019

Temporada do Flamengo começa com promessa por 'briga' no meio
Data: 07/01/2019

Abel Braga vai utilizar o 4-3-3 e pode alterar modo de alguns jogadores atuarem. Atacante que jogue pelas pontas é um dos focos para contratação

O Flamengo começa a temporada com uma promessa por briga no meio de campo. O técnico Abel Braga, que, ano passado, utilizou o esquema com três zagueiros no Fluminense, chegou ao Rubro-Negro prometendo adotar o 4-3-3, ou nas palavras dele, "na linguagem moderna, o 4-1-4-1". A intenção, inicialmente, é aproveitar a base do time deixada por Mauricio Barbieri e Dorival Júnior, mas com algumas mudanças. O treinador afirmou que pretende estudar e tentar colocar em prática a ideia de alguns jogadores atuarem de uma maneira diferente. Um deles seria Everton Ribeiro, que vinha sendo usado de ponta direita e pode passar a atuar mais centralizado, na vaga de Diego, que pode passar a ocupar a vaga de Paquetá. Até por isso, Abel entende que o Flamengo deve ir ao mercado atrás de atacantes que joguem pelas pontas, após as perdas de Geuvânio e Marlos Moreno - Bruno Henrique, do Santos, tem conversas avançadas. Além disso, houve um pedido de Abel e um esforço da diretoria para a manutenção do volante William Arão, que terminou o ano em alta e esteve na mira do São Paulo. Porém, com Arão em campo, Diego vinha sendo opção. Há ainda a busca pelo meia uruguaio Arrascaeta e, caso o negócio de concretize, acirraria ainda mais a disputa no setor. Abel indicou que, neste início de ano, poderá usar um time alternativo e avaliou que foi um erro o Flamengo não ter poupado jogadores na última temporada, quando disputou, simultaneamente, Copa do Brasil, Libertadores e Campeonato Brasileiro. Assim, pode ser que, mesmo com diversas opções, os jogadores sejam usados ao longo do ano. Futuro de Diego ainda é incerto O meia Diego tem uma proposta do Orlando City, dos Estados Unidos, e negocia uma renovação de contrato com o Flamengo - vínculo vai até o meio do ano. Com o clube norte-americano, está tudo alinhavado e o tempo do contrato seria de três anos. Porém, o camisa 10 ainda aguarda uma contraproposta do Rubro-Negro. Atualmente, a questão salarial emperra as conversas. Até o momento, a diretoria do Flamengo sinalizou um vínculo de mais um ano e meio e ainda estuda um aumento dos vencimentos. Diego chegou à Gávea no meio de 2016, depois de 12 anos na Europa, onde teve passagens por Porto (POR), Werder Bremen (ALE), Juventus (ITA), Wolfsburg (ALE), Atlético de Madrid (ESP) e Fenerbahçe (TUR). A contratação foi muito festejada pelos torcedores rubro-negros, que fizeram grande festa na recepção ao jogador.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/temporada-do-flamengo-comeca-com-promessa-por-briga-no-meio-07012019

Jogo vertical e intenso: Palmeiras já reforça identidade no início de 2019
Data: 07/01/2019

Primeiro trabalho técnico do ano teve ideais de Felipão definidos e mostrados para reforços. Meta é aperfeiçoar estilo campeão brasileiro de 2018

O Palmeiras teve no domingo seu primeiro treino efetivamente técnico na pré-temporada de 2019. Foi a chance para Luiz Felipe Scolari mostrar aos novatos de seu elenco a identidade que começou a formar em 2018 e planeja aperfeiçoar agora. Um jogo intenso e vertical, como na campanha do título brasileiro, e com conceitos já aplicados no quarto dia de trabalho. - Mostramos aos jogadores que estão chegando nosso modelo de jogo na parte defensiva. A gente colocou em prática nossa linha defensiva, onde trabalhamos coberturas. Foi um trabalho bom, intenso, mentalizando a forma como jogamos sem a bola. Automaticamente, a equipe que estava com a bola trabalha a transição na horizontal, com rapidez e infiltração. Já temos uma identidade e foi bom para os jogadores que estão chegando - disse o auxiliar Paulo Turra, à TV Palmeiras. PUBLICIDADE Na manhã de domingo, Turra ficou responsável por cuidar do posicionamento defensivo. Desde a chegada de Felipão, o time tornou-se muito mais seguro e acabou como a melhor defesa do Campeonato Brasileiro. O zagueiro Juninho, o lateral-direito Fabiano, e o volante Matheus Fernandes são os que se aproveitaram dessa atividade. Carlos Pracidelli, o outro homem de confiança de Scolari, cuidou da parte ofensiva. Ainda que o estilo de jogo alviverde seja bem vertical, buscando o centroavante para fazer o pivô ou a casquinha, a comissão técnica entende que o Palmeiras pode ter mais a bola em 2019. Allione, Raphael Veiga, Zé Rafael, Arthur Cabral, Carlos Eduardo, Felipe Pires e Erik foram os novatos que tiraram vantagem dessa etapa do trabalho. - Temos uma equipe agressiva, que joga de forma vertical. Quisemos mostrar aos jogadores que estão chegando e aos que já estão aqui de manter o pensamento agressivo, de forma vertical. Procurei colocar posse de bola, infiltrações, lançamentos (no treino). Temos jogadores habilidosos e velozes - acrescentou Pracidelli. Além de não ter perdido nenhum jogador decisivo na campanha do título, Felipão ainda recebeu atletas para resolver carências detectados por ele, como nas pontas. No momento, o grupo tem 36 atletas, mas deve ficar mais enxuto - só podem ser inscritos 26 atletas no Paulista e 30 na Libertadores. O clube ainda tenta contratar Ricardo Goulart, meia-atacante do Guangzhou Evergrande (CHN), que trata sua lesão no joelho direito na Academia de Futebol.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/jogo-vertical-e-intenso-palmeiras-ja-reforca-identidade-no-inicio-de-2019-07012019

Confira as datas de pagamentos de aposentadorias e pensões em 2019
Data: 07/01/2019

Orientação do INSS é que os segurados verifiquem o número final do cartão de benefício, sem considerar o último dígito

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) divulgou as datas de pagamentos de aposentados e pensionistas em 2019. Cerca de 34 milhões de pessoas devem receber os benefícios. Os depósitos variam conforme o valor a ser recebido (até ou acima de um salário mínimo) e o número final do benefício (o último dígito verificador, que aparece depois do traço). Bolsonaro assina decreto com mínimo em R$ 998 Por exemplo, quem tem o número do benefício 987.654.321-0, precisa desconsiderar o 0. Para ele, a data de pagamento será a que aparece com final 1.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/confira-as-datas-de-pagamentos-de-aposentadorias-e-pensoes-em-2019-04012019

Companhia aérea demite 140 funcionários
Data: 07/01/2019

O total de dispensados representa cerca de 2,5% do quadro de funcionários da empresa

A Avianca, companhia aérea que detém 13% do mercado doméstico, demitiu nesta semana 140 funcionários que tinham sido admitidos recentemente, apurou o jornal O Estado de S. Paulo. O total de dispensados representa cerca de 2,5% do quadro de funcionários da empresa. Em recuperação judicial desde o início de dezembro, a Avianca soma dívidas de R$ 500 milhões. Nos últimos meses do ano passado, vinha atrasando o pagamento de taxas aeroportuárias - conta que chegou a se aproximar dos R$ 100 milhões, antes de ser renegociada - e tendo dificuldade para pagar o aluguel de aeronaves. No próximo dia 14, a empresa terá uma audiência de conciliação com a Constitution Aircraft Leasing, que arrenda aviões para a Avianca e havia conseguido na Justiça reintegração de posse das aeronaves. Com o pedido de recuperação judicial, a reintegração foi suspensa por 30 dias. Procurada, a companhia aérea afirmou que as demissões fazem parte do processo natural de renovação de funcionários. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Link Notícia: https://www.folhavitoria.com.br/economia/noticia/01/2019/avianca-demite-140-funcionarios

'Perderam-se os bancos públicos' nos governos passados, diz Guedes
Data: 07/01/2019

Ministro da Economia afirmou, em cerimônia de posse dos presidentes do BB, Caixa e BNDES, que máquina de crédito do Estado foi desvirtuada

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira (7) que os bancos públicos brasileiros foram desvirtuados nos governos anteriores. A declaração foi durante a posse dos presidentes do Banco do Brasil, da Caixa e do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), em Brasília. PUBLICIDADE "A máquina de crédito do Estado sofreu desvirtuamento. Perderam-se os bancos públicos, através de associações perversas entre piratas privados, burocratas corruptos e algumas criaturas do pântano político. Isso não é o que queremos para o país." Foram empossados Pedro Guimarães (Caixa), Rubem Novaes (Banco do Brasil) e Joaquim Levy (BNDES). Em seu discurso, Guimarães prometeu trabalhar para a redução da taxa de juros aos consumidores no país. "Eu não me conformo em ter pessoas tomando dinheiro, a 15%, 20%, 22% ao mês. Ninguém se conforma." O presidente da Caixa também falou que pretende vender participações em empresas controladas pelo banco no setor de seguros, cartões e loterias para pagar uma dívida de R$ 40 bilhões da instituição. Joaquim Levy, do BNDES, que vai trabalhar junto ao Tribunal de Contas da União para garantir transparência e conformidade em todos os atos do banco. "Não será surpresa para alguns dos presentes que a gente lá [no BNDES] tem um papel de continuar combatendo o patrimonialismo e as distorções que foram verificadas e que são uma trava ao crescimento do país, à justiça e à equidade."

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/perderam-se-os-bancos-publicos-nos-governos-passados-diz-guedes-07012019

Bolsonaro cobra transparência em atos passados de bancos públicos
Data: 07/01/2019

Presidente discursou durante posse de novos chefes do BB, Caixa e BNDES e voltou a falar que 'caixa-preta' das instituições será aberta

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (7) que os atos do passado envolvendo os bancos públicos terão que "ser abertos ao público". A declaração ocorreu durante a posse dos novos presidentes do Banco do Brasil (Rubem Novaes), Caixa Econômica Federal (Pedro Guimarães) e do BNDES (Joaquim Levy). "Transparência acima de tudo. Todos os nossos atos terão que ser abertos ao público, o que ocorreu no passado também", disse. Bolsonaro acrescentou que "não podemos admitir em qualquer uma dessas instituições qualquer cláusula de confidencialidade pretérita". "Aqueles que foram a essas instituições, por serem amigos do rei, buscar privilégios... ninguém vai persegui-los, mas esses atos, ações e contratos tornar-se-ão públicos." Durante a campanha, Bolsonaro já havia defendido abrir a 'caixa-preta', principalmente, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), responsável por financiar algumas obras de construtoras brasileiras em países como Cuba e Venezuela. Também presente na cerimônia, o ministro da Economia, Paulo Guedes, chegou a dizer que "perderam-se os bancos públicos" no passado. "A máquina de crédito do Estado sofreu desvirtuamento. Perderam-se os bancos públicos, através de associações perversas entre piratas privados, burocratas corruptos e algumas criaturas do pântano político. Isso não é o que queremos para o país", declarou.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-cobra-transparencia-em-atos-passados-de-bancos-publicos-07012019

Presidência tem a porta aberta para toda a sociedade, diz ministro
Data: 07/01/2019

Carlos Alberto dos Santos Cruz reafirmou que a imprensa terá acesso a dados e informações para divulgação para a população

Responsável pelo diálogo entre o Executivo e diversos segmentos da sociedade, incluindo empresários e entidades sociais, o ministro da Segov (Secretaria de Governo), general Carlos Alberto dos Santos Cruz, reiterou que as “portas estarão abertas” para ouvir sugestões, críticas e colaborações. Também reafirmou que a imprensa terá acesso a dados e informações para divulgação para a população. “O mais importante dessa conscientização é que Presidência tem a porta aberta para qualquer segmento social, para a imprensa, para que a população saiba aquilo que acontece e saiba os valores do que acontece”, afirmou o general em entrevista divulgada pela Presidência da República. Segundo Santos Cruz, a participação popular se “dá naturalmente”. “Aqui tem a parte da Secretaria de Articulação Social que é por onde tem acesso à Presidência qualquer segmento da sociedade, qualquer instituição que quer fazer sua sugestão, sua colaboração e crítica, estará de portas abertas.” Para conseguir essa confiança, Santos Cruz disse que o governo estará “completamente exposto”. “A maneira mais eficaz de se combater a corrupção, além das medidas de gestão, além do uso da tecnologia no controle dos gastos públicos, é a divulgação, é a publicidade. Tem que divulgar tudo o máximo que puder”, afirmou. Para o general, quanto mais informada estiver a população, mais mobilizada vai se manter. Ele reiterou que o desenvolvimento econômico, a melhoria na segurança pública e o combate à corrupção são os pilares do governo Bolsonaro. Parcerias Santos Cruz disse que critérios técnicos de transparência e credibilidade vão garantir resultados positivos para a economia. “Eu não tenho medo dessa exposição, todo mundo aqui vai estar exposto a todas as avaliações e informações que devem ser divulgadas”, afirmou . Estes pilares, segundo o general, vão assegurar o sucesso de programas como a de PPI (Parcerias de Investimentos) nos próximos anos e a licitação de aeroportos. O ministro, que trabalhará a poucos metros do presidente, defendeu que cada processo seja “completamente transparente e limpo”. Em entrevista ao Portal do Planalto, o ministro da Secretaria de Governo afirmou que os empresários não podem ter “a mínima desconfiança” sobre obras e procedimentos e disse que o governo vai garantir segurança jurídica para assegurar contratos que podem vigorar entre 25 a 30 anos. “A pessoa só vai investir o dinheiro dela em um programa, em um projeto, que ela acredita que é absolutamente limpo”, afirmou. Ao classificar como “herança boa” as tratativas em torno de licitações de aeroportos do país, Cruz garantiu que o calendário programado até março será mantido e o Executivo trabalhará na divulgação dos projetos para atrair empresários e grupos no Brasil e no exterior interessados no setor. Paralisia O critério técnico que tem sido levantado por toda a equipe de Bolsonaro para respaldar decisões de todas as categorias também é apontado pelo general como uma aposta para retomada de obras paralisadas no país. Ao lamentar as diversas obras paralisadas, o ministro disse que o governo vai priorizar as mais estratégias, “dar um trato técnico nelas e colocá-las no bolo de leilão”. Santos Cruz afirmou que o trabalho do Executivo será garantir absoluta confiança para qualquer segmento. “A Nação já vem saturada de escândalos de grandes valores, de coisas traumáticas o tempo todo, então a principal mensagem de trabalho é a seriedade. E o norte é exatamente a confiança do povo no trabalho governamental”, finalizou.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/presidencia-tem-a-porta-aberta-para-toda-a-sociedade-diz-ministro-07012019

Bolsonaro dá posse aos novos presidentes do BNDES, BB e Caixa
Data: 07/01/2019

Evento está marcado para às 11h e acontece no Palácio do Planalto. Presidente se reúne com ministro do TCU no período da tarde

O presidente Jair Bolsonaro participa na manhã desta segunda-feira (7) da cerimônia de posse do novos presidentes do Banco do Brasil, Rubem Novaes, do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Joaquim Levy, e da Caixa, Pedro Guimarães. O evento começa às 11 horas no Palácio do Planalto. Às 15 horas, Bolsonaro recebe o deputado Fábio Ramalho (MDB-MG), que é primeiro-vice-presidente da Câmara. Em seguida, às 16 horas, reúne-se com o ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) Augusto Nardes. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-da-posse-aos-novos-presidentes-do-bndes-bb-e-caixa-07012019

Moro recebe cargo de ministro da Justiça e promete reduzir corrupção
Data: 02/01/2019

Segundo ele, "um juiz de Curitiba pouco pode fazer, mas o governo Federal, a história é outra", se comprometendo ainda a ampliar parcerias

O novo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, recebeu dos ex-ministros Torquato Jardim — da Justiça — e Raul Jungmann — da Segurança Pública —, na manhã desta quarta-feira (2), o cargo de comandante de uma das pastas mais importantes do governo federal. Durante a cerimônia, realizada no Palácio da Justiça, em Brasília, o agora ex-ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, lembrou da influência que o SUSP (Sistema Único de Segurança Pública) terá na unificação da inteligência em prol do combate ao crime organizado. Logo após, foi a vez de Jardim salientar da importância dos servidores e do combate à corrupção. Os dois, então, assinaram, junto do novo comandante do Ministério, o termo de transmissão de cargo, oficializando o ex-juiz Sergio Moro como novo comandante do Ministério. Em seu discurso, Moro lembrou que, apesar de ações como a Operação Lava Jato, o Brasil ainda é um dos países mais corruptos do mundo e afirmou serem necessária leis mais duras contra este tipo de crime e que "um juiz de Curitiba pouco pode fazer, mas no governo Federal, a história é outra". Segundo ele, "a missão prioritária dada pelo excelentíssimo presidente Jair Bolsonaro foi clara: o fim da impunidade da grande corrupção, o combate ao crime organizado e a redução dos crimes violentos". Este segundo tópico foi abordado principalmente pela preocupação com o crime organizado. Moro lembrou os exemplos americano e italiano para demonstrar como uma ação organizada por parte do governo pode desmantelar estas organizações criminosas. Ele ainda afirmou que é necessário que a Justiça tenha maior empenho na incrementação de qualidade nas políticas penitenciárias e melhora na estrutura das prórprias prisões, para se ter controle das comunicações de organizações criminosas, além de se proibir a progressão de penas para membros de tais facções. O novo ministro disse que pretende ampliar a cooperação internacional, para dificultar que criminosos internacionais "se escondam" no Brasil ou que brasileiros busquem refugio em outros países. Mas também ampliando as parcerias dentro do próprio país, iniciando "um ciclo virtuosos para diminuição de todos estes crimes, seguindo o legado de governos anteriores", fazendo isso "em parceria com estados e municipios". Dentro dessa parceria, Moro ainda conta com a ajuda do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para unificar e expandir o cadastro nacional biométrico, facilitando a prevenção de crimes e agilizando a identificação de culpados quando estes ocorrerem. Outro compromisso firmado foi com a liberdade de todos os órgãos sob a tutela do Ministério, como a Polícia Federal e a COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), garantindo verbas também para as operações vindouras. O ministro Sergio Moro encerrou seu primeiro discurso dizendo que "o brasileiro, seja qual for a sua renda — lembremos que o crime atinge mais fortemente os mais vulneráveis — tem o direito de viver sem medo da violência e sem medo de ser vítima de um crime, pelo menos nos níveis epidêmicos atualmente existentes. o brasileiro, seja qual for a sua renda — e lembremos que o desvios de recursos públicos atinge mais fortemente os mais vulneráveis e os mais dependentes dos serviçoes públicos — tem o direito de viver sem a sensação de que está sendo roubado ou enganado por seus representantes nas diversas esferas de poder. Tem o direito de que os recursos dos cofres públicos sejam destinados ao bem-estar geral e não ao enriquecimento ilícito dos poderosos".

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/moro-recebe-cargo-de-ministro-da-justica-e-promete-reduzir-corrupcao-02012019

Bolsonaro confirma transferência do Coaf para o Ministério da Justiça
Data: 02/01/2019

Presidente do Conselho, Roberto Leonel de Oliveira Lima, ganha poderes como o de tomar medidas em situações de urgência

Decreto do presidente Jair Bolsonaro confirmou a transferência do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) da estrutura do agora extinto Ministério da Fazenda para o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Agora sob a responsabilidade do ministro Sérgio Moro, o órgão que, entre as atribuições, identifica operações financeiras suspeitas teve a estrutura alterada e o novo presidente do Conselho, Roberto Leonel de Oliveira Lima, nomeado nesta quarta-feira (2), ganhou poderes, como o de tomar medidas em situações de urgência. O decreto presidencial publicado no DOU (Diário Oficial da União) em edição extraordinária de hoje mantém a previsão de que o órgão pode "aplicar penas administrativas, receber, examinar e identificar as ocorrências suspeitas de atividades ilícitas". O texto estabelece, ainda, que a entidade poderá celebrar acordos de cooperação técnica e convênios com "entes públicos ou entidades privadas" para executar a Lei da Lavagem de Dinheiro. A previsão não constava do decreto anterior, de 1998, que aprovava o estatuto do Coaf. Nessa reorganização do órgão, foi reforçado o papel do novo presidente do Conselho. Entre as novas atribuições, Oliveira Lima poderá "deliberar ad referendum do Plenário sobre as questões de competência do Plenário, nas hipóteses de urgência e de relevante interesse". Ou seja, o presidente do Coaf poderá tomar medidas que devem ser aprovadas posteriormente pelo plenário, que seguirá com a mesma composição de 11 votos. Entre os membros do plenário, continuam os representantes dos mesmos órgãos, entre eles o Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários, Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, Polícia Federal, além do próprio Ministério da Justiça. Na lista de atribuições do presidente do Coaf, está ainda a nova previsão de que ele poderá convidar representantes de entidades públicas ou privadas para as reuniões, desde que "observado pelo convidado a reserva das informações de caráter restrito e sigiloso". A exigência do sigilo para os convidados não era prevista anteriormente. Oliveira Lima também terá de "zelar, em conjunto com os demais dirigentes e servidores, pela imagem institucional do Coaf". Queiroz O Coaf é peça central do primeiro escândalo envolvendo membros da família Bolsonaro após a eleição presidencial de 2018. Como revelou o jornal O Estado de S. Paulo, o Conselho identificou movimentações atípicas de R$ 1,2 milhão na conta bancária do policial militar Fabrício Queiroz, ex-assessor do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017. Entre as operações identificadas pelo órgão que passará a estar sob o guarda-chuva de Sérgio Moro, está um repasse de R$ 24 mil para a primeira-dama Michelle Bolsonaro - o presidente Bolsonaro se defendeu e disse que se tratava do pagamento de uma dívida antiga do policial militar com ele. Em dezembro, Queiroz faltou por duas vezes ao depoimento que deveria prestar ao MPRJ (Ministério Público do Rio) e só se pronunciou recentemente sobre o caso em entrevista na TV. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-confirma-transferencia-do-coaf-para-o-ministerio-da-justica-02012019

PSL decide apoiar reeleição de Maia à Presidência da Câmara
Data: 02/01/2019

Em troca, Maia prometeu entregar ao PSL duas comissões importantes e a 2ª vice-presidência da Câmara. Reunião ocorreu na manhã desta quarta

O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, deciciu apoiar a reeleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) à Presidência da Câmara dos Deputados. A informação é do Jornal Estado de São Paulo. Na manhã desta quarta-feira (2), Maia se reuniu com o deputado federal eleito Luciano Bívar (PSL-PE), que é presidente nacional do partido. Em troca, Maia se comprometeu a entregar ao PSL a 2ª vice-presidência da Câmara, além de duas comissões importantes, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e Finanças. De acordo com o presidente do PSL, que tem uma bancada com 52 deputados, os nomes que ocuparão as comissões ainda não foram definidos.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/psl-decide-apoiar-reeleicao-de-maia-a-presidencia-da-camara-02012019

'Nunca mais serei a mesma', diz mãe de jovem morto pela PM em SP
Data: 02/01/2019

Câmeras de segurança mostraram que policiais forjaram morte de Thiago Celso Santos, 17, no dia 31. Ambos foram presos em Osasco

“Estou acabada. Eu nunca mais serei a mesma”, afirmou aos prantos Neuma Maria Celso, mãe de Thiago Celso Santos, de 17 anos, morto friamente por dois policiais militares na rodovia Castelo Branco, na altura de Osasco, na região metropolitana de São Paulo, na tarde de segunda-feira (31). Marcado por choro, dor e tristeza, familiares se despediram de Thiago na manhã desta quarta-feira (2), no cemitério Santo Antônio, em Osasco. “Mataram o meu filho, mas sei que a justiça de Deus nunca falha”, continuou dona Neuma. Thiago Santos foi executado a menos de um metro de distância pelos policiais Mike e Fábio, no km 16 da rodovia paulista. Em depoimento à delegacia, os agentes mentiram sobre a ocorrência, dizendo que o suspeito havia atirado contra eles. A farsa foi revelada pela câmera de segurança da via — os PMs assassinaram o adolescente e, depois, implantaram a arma na mão dele, na tentativa de incriminá-lo. “Ele nunca faria uma coisa dessas. Eu tenho certeza que meu filho não tinha arma”, disse o pai do jovem, Ednilton Francisco de Souza Santos. Aos prantos, continuou: “Ele estava no horário e lugar errado”. Thiago era um jovem amoroso com a família, se relacionava muito bem com as pessoas em sua volta e era só sorrisos, segundo o pai. Estava desempregado havia três meses, após ser demitido de uma loja de roupas, mas tinha diversos sonhos. No entanto, foi interrompido por tiros do policial militar Mike. “Ele ia passar a virada do Ano-Novo com a mãe dele”, disse o pai. “Agora não tem mais Ano-Novo. Agora só tem dor.” A descoberta da família sobre a morte de Thiago causou aflição. “Ninguém sabia onde ele estava”, relatou o pai. Uma tia do jovem disse que a reportagem do R7 publicada na última terça (1º) ajudou na busca. “Passaram-se mais de 12 horas até a gente encontrar ele”, contou. “Foi uma busca incessante pra pelo menos dar tchau pro meu filho.” O pai do jovem relatou que após suspeitarem do sumiço, a PM foi procurada, que confirmou uma ocorrência com o nome do jovem. Em seguida, fizeram buscas em diversos Institutos Médicos Legais. O corpo de Thiago estava no Regional de Osasco. O último adeus foi dado aos gritos da mãe, que agora busca justiça. “Eles (PMs) tem que pagar por isso”, disse chorando. “Podíamos começar o ano com outra notícia. Agora não tem mais nada disso”, continuou o pai. Thiago é suspeito de roubar um carro, no ano de 2016, segundo o pai. O adolescente ficou preso por dez meses, relatou. “Mas não acho que esse caso tenha relação com a morte dele”, finalizou.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/nunca-mais-serei-a-mesma-diz-mae-de-jovem-morto-pela-pm-em-sp-02012019

Seis pessoas morrem em acidente de trem em ponte na Dinamarca
Data: 02/01/2019

Duas composições, uma de passageiros e outra de carga, podem ter se chocado. Tempestade dificulta acesso de serviços de emergência

Seis pessoas morreram em um acidente envolvendo um trem de passageiro e um de cargas na Dinamarca na quarta-feira (2). O acidente ocorreu sobre a ponte Grand Belt, que liga as ilhas de Zelândia e Fyn, as duas maiores ilhas da Dinamarca. A ponte foi fechada para trens e veículos, disse a polícia. A polícia dinamarquesa não confirmou ainda as causas do acidente e ainda não se sabe se as duas composições se chocaram ou se o trem de passageiros foi atingido por caixas de cerveja que eram transportadas no veículo de carga. Uma tempestade severa na Dinamarca dificulta o acesso dos serviços de emergência ao trem. Relatos de passageiros registrados pela rede de TV norte-americana CNN dão conta que o vento era muito forte no momento de acidente, o que fazia os vagões tremerem.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/seis-pessoas-morrem-em-acidente-de-trem-em-ponte-na-dinamarca-02012019

Juan Alba volta à RecordTV para interpretar Obadias na série Jezabel
Data: 02/01/2019

O ator estará na trama escrita por Cristiane Fridmann que tem previsão de estreia para o próximo mês de março

Juan Alba está de volta à RecordTV. O ator de 53 anos estará presente na série Jezabel, que estreia em março e substituirá a novela Jesus. Na trama escrita por Cristiane Fridmann ele interpretará o personagem Obadias, um homem bondoso que será contra as atitudes de Jezabel (Lidi Lisboa). Juan tem uma longa história de trabalhos na emissora. Em 2001, ele estreou no canal como Alan Lee em Roda da Vida. Entre 2009 e 2014, participou de Os Mutantes: Caminhos do Coração, Mutantes: Promessas de Amor, O Preço Certo, A História de Ester, Rebelde, Dona Xepa, Milagres de Jesus e Plano Alto. O último trabalho dele na RecordTV foi em 2015 na minissérie Na Mira do Crime.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/juan-alba-volta-a-recordtv-para-interpretar-obadias-na-serie-jezabel-02012019

Geisy vai curtir virada em Portugal e esnoba Noronha e Jericoacoara
Data: 02/01/2019

Modelo posou no frio de 10º do pequeno país europeu e disse que não escolheu destinos nacionais porque "não é todo mundo"

Todos os famosos do Brasil parecem ter escolhido Fernando de Noronha e Jericoacoara para passar o Ano-Novo. Mas não é o caso de Geisy Arruda. A modelo tem viajado pela Europa há uma semana e avisou que ficará por lá também na virada. Em post no Instagram, Geisy anunciou que no momento se encontra em Portugal e prefere encarar a baixa temperatura do país do que imitar todo mundo e escolher os dois destinos nacionais mais badalados do momento. "Eu poderia estar em Jericoacoara ou Fernando de Noronha, bem plena me bronzeando? Poderia, mas estou aqui passando frio de 10 graus em Portugal. Porque como minha mãe diz: 'Geisy, você não é todo mundo'", explicou. Além de Portugal, Geisy passou por Londres, na Inglaterra, e Bruxelas, capital da Bélgica. Neste ano, Geisy já visitou Jericoacoara no mês de junho.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/geisy-vai-curtir-virada-em-portugal-e-esnoba-noronha-e-jericoacoara-31122018

Lexa posa só de biquíni e recebe cantada do marido Guimê
Data: 02/01/2019

O casal vai passar o réveillon em Juquehy, praia badalada de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo

Lexa caprichou no figurino para começar o último dia do ano. Vestida com biquíni floral e uma saída de praia, a funkeira posou para uma foto que fez sucesso no perfil de Instagram dela. Na legenda, ela já entrou em clima de Ano-Novo: "Vem, 2019". Além de ser elogiada pelos seguidores por conta da beleza, a cantora recebeu uma cantada do marido, o também funkeiro MC Guimê. "Vem que tem, bebê", escreveu ele. O casal vai passar o réveillon em Juquehy, praia badalada de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, onde já se encontra.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/lexa-posa-so-de-biquini-e-recebe-cantada-do-marido-guime-31122018

Campeão brasileiro pelo Flu, Biro Biro é anunciado pelo São Paulo
Data: 02/01/2019

Jogador participou da campanha vitoriosa do clube carioca na temporada de 2012 e estava no Shanghai Shenxin, da China. Contrato vai até o fim de 2022

O meia-atacante Biro Biro, de 24 anos, foi anunciado como reforço para o São Paulo até o final de 2022, nesta quarta-feira (2º). Ele estava no Shanghai Shenxin-CHI e participou do elenco campeão brasileiro do Fluminense em 2012. Algumas das características do futebol de Biro Biro são a habilidade e a velocidade. Ele chega para dividir a posição com o equatoriano Rojas, que deve demorar um pouco para começar a temporada, devido à lesão no joelho que sofreu contra o Vitória, em outubro, no Brasileirão. O São Paulo é uma das principais forças na janela de reforços após o final da temporada. O Tricolor já anunciou o atacante Pablo, ex-Athlético-PR, Léo Pelé, ex-Bahia, Tiago Volpi, do Querétaro-MEX, e o meia Hernanes, que estava no Hebei Fortune, da China.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/campeao-brasileiro-pelo-flu-biro-biro-e-anunciado-pelo-sao-paulo-02012019

Fluminense renova empréstimo de lateral-direito Gilberto
Data: 02/01/2019

Jogador pertence à Fiorentina, da Itália, e permanecerá no Tricolor por mais um ano. Ele marcou seis vezes em 36 jogos disputados no ano passado

O Fluminense acertou a renovação de empréstimo por mais um ano com o lateral-direito Gilberto, que tem seus direitos vinculados à Fiorentina, da Itália. Em 36 jogos pelo Tricolor, o jogador marcou seis gols. A informação foi confirmada através do site oficial do clube. Gilberto jogou nas categorias de base do Botafogo e chegou a ser emprestado ao Internacional antes de ser vendido à Fiorentina, em 2015. Em 2017 voltou ao Brasil em empréstimo ao Vasco onde jogou toda a temporada. No ano passado chegou ao Flu e conseguiu fazer uma bom ano, mas terminou a temporada tratando de um edema ósseo no joelho direito, o que o tirou do resto dos jogos do Fluminense no ano.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/fluminense-renova-emprestimo-de-lateral-direito-gilberto-02012019

Mateus Vital agrada, mas Corinthians espera mais para 2019
Data: 02/01/2019

Meia teve momentos de destaque na sua primeira temporada pelo Timão, mas também oscilou muito. Ele agrada ao técnico Fábio Carille

Quando o Corinthians pagou cerca de R$ 8 milhões para contratar Mateus Vital, então uma promessa do Vasco, o torcedor corintiano se perguntou se demoraria para o atleta fazer valer o investimento. Não demorou. Em sua primeira temporada no futebol paulista, Vital ficou marcado por um lance decisivo que culminou em um título histórico: ele criou a jogada para o gol de Rodriguinho, que levou a decisão do Paulista contra o Palmeiras para os pênaltis e acabou com a taça para o Timão. Mateus Vital foi uma aposta do técnico Fábio Carille para a final, já que Clayson tinha sendo o titular da equipe. O garoto de 20 anos entrou no grande jogo e não sentiu a pressão mesmo fora de casa. Ali, a diretoria e comissão técnica do Corinthians passaram a ter convicção de que o investimento foi acertado. Mas, se foi vital no único título da equipe no ano, Mateus foi menos decisivo durante a maior parte da temporada. Em 60 jogos, foram apenas dois gols marcados. Importante ressaltar que ele só jogou menos do que Henrique (66), Cássio (63) e Romero (62) no elenco. Mas ainda faltou mais poder de fogo. Essa característica voltou a aparecer no fim da temporada e novamente de forma decisiva. Vital fez o gol que afastou as chances de o Corinthians ser rebaixado no Campeonato Brasileiro. Foi na vitória por 1 a 0 justamente contra o Vasco, seu ex-clube. Foi tão importante que o garoto nem sequer comemorou, em respeito à instituição que, segundo ele, lhe deu tudo. O comportamento também foi elogiado internamente, por atitudes como essas, de gratidão, humildade e simplicidade. Assim, Mateus Vital faz parte do grupo de jovens que a diretoria acredita que renderá um grande time no futuro. Há o reconhecimento de que ele ainda precisa evoluir muito, mas o primeiro passo foi dado.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/mateus-vital-agrada-mas-corinthians-espera-mais-para-2019-02012019

Bolsonaro assina decreto com mínimo em R$ 998
Data: 02/01/2019

Valor reajusta a remuneração mínima paga aos trabalhadores em 4,6% ante os atuais R$ 954

O presidente Jair Bolsonaro irá assinar nas próximas horas o decreto com o valor do salário mínimo de R$ 998. O valor é o que consta na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) aprovada em julho pelo Congresso e representa um aumento de 4,6% do valor atual, de R$ 954. A decisão coube a Bolsonaro no primeiro dia como presidente empossado porque Temer não assinou o decreto antes de deixar o mandato presidencial.O Ploa (Projeto de Lei Orçamentária Anual) de 2019 aprovado pelo Congresso Nacional estabelecia que o salário mínimo deveria subir para R$ 1.006. O mínimo é também usado como referência para os benefícios assistenciais e previdenciários de aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Bolsonaro também terá que decidir, até o dia 15 de abril, se a regra atual do reajuste será mantida para os próximos anos.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/bolsonaro-assina-decreto-com-minimo-em-r-998-01012019

Ministro da Ciência e Tecnologia defende expansão da banda larga
Data: 02/01/2019

Ministro pretende promover a carreira do pesquisador e motivar jovens para as profissões de pesquisa

O novo ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, defendeu hoje (2) como prioridade de sua pasta a divulgação de iniciativas de ciência e tecnologia no país. Ele explicou que uma das secretarias do ministério terá como foco a formação, com vistas a pautar nas instituições de ensino públicas de todo o país a temática e o interesse pela produção de conhecimento. “Pretendemos levar ciência e tecnologia junto com o Ministério da Educação e tentar promover a carreira de pesquisador, motivar jovens para as profissões de pesquisa. Também vamos promover maior divulgação científica”, afirmou Pontes na cerimônia de transmissão do cargo. Pontes substitui Gilberto Kassab, liderança do PSD e ex-prefeito de São Paulo, que comandava a pasta. O novo ministro aproveitou o evento para apresentar as diretrizes da nova gestão e os desafios que preocupam mais a equipe. Ele disse que tem discutido com entidades da área formas de valorizar as carreiras de produção de conhecimento e de como motivar os pesquisadores brasileiros a ficarem no país. Entre os desafios estão a garantia de infraestrutura e a promoção do desenvolvimento profissional. Para além do MEC, Pontes ressaltou que vai buscar parcerias com outros ministérios para promover “tecnologias aplicadas” estratégicas, como as relacionadas ao espaço, nuclear, cibersegurança, inteligência artificial, de apoio ao desenvolvimento sustentável e de suporte à produção agrícola. Políticas já formuladas ou lançadas para determinadas tecnologias, como a de Internet das Coisas, estão sob análise para avaliar possíveis revisões. Para ter uma pesquisa básica “forte” no país, outro desafio é o financiamento. Neste tema, ele reconheceu as restrições orçamentárias e destacou a necessidade de ampliar os recursos a essa atividade. “Nós temos no CNPq [Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico] um problema atual de investimentos, de orçamento, que a gente vai ter que trabalhar ao longo do ano com o Congresso Nacional ou com outras possibilidades para que a gente complete este orçamento, como foi feito no passado”, disse. Inovação Mais do que ampliar a produção de conhecimento, Pontes registrou como necessidade o fortalecimento dos processos de transformação das pesquisas em inovações, com aplicações no setor produtivo e em outras atividades sociais. Para isso, ele destacou a importância de atrair investimentos privados para a constituição de parcerias com vistas ao desenvolvimento de soluções tecnológicas. “A gente tem coletado vários modelos, como centros de inovação, parques tecnológicos, incubadoras. Vamos trazer isso para um modelo estruturante que a gente possa replicar em vários locais do país e que possam ser adaptados segundo a vocação local de cada lugar. O Brasil é país muito grande e precisamos adaptar a inovação”, defendeu. Ele adiantou que esses projetos devem ganhar o nome de Centros de Formações de Inovações. As maiores empresas devem contribuir também com o estímulo às menores, as chamadas startups. Segundo Pontes, isso gera benefícios às duas pois desenvolve soluções que são interessantes às maiores firmas. Além disso, argumentou que é preciso articular outros órgãos, como Sebrae, governos estaduais e prefeituras. Banda larga Na área de comunicações, Marcos Pontes destacou como desafio a ampliação do acesso à banda larga no país. “Nós temos um país muito grande. Este é um dos esforços que a gente tem que fazer. Sabemos que tem regiões mais remotas, mais difíceis de se levar banda larga. Mas é muito importante para as escolas, para as famílias como um todo para trazer para a realidade atual”, destacou. Segundo a edição mais recente da pesquisa TIC Domicílios, do Comitê Gestor da Internet, 74% dos brasileiros afirmaram já ter acessado a internet, índice abaixo dos de nações mais desenvolvidas. Essa penetração é marcada por desigualdades, já que a conectividade é de 77% na área urbana e de 54% na rural, de 79% na região Sudeste e de 66% na Nordeste e de 96% entre os que ganham mais de 10 salários mínimos e 60% entre aqueles com renda de até 1 salário mínimo. Marcos Pontes afirmou que vai manter programas de inclusão digital, mas que está avaliando junto com as operadoras do setor como levar a conexão a mais pessoas. Ele não detalhou, entretanto, se serão criados novos programas para esse intuito. Em relação ao Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), utilizado em um programa para dar suporte à oferta de conexão à Internet a áreas remotas, ele afirmou que é preciso "destravar a questão". O satélite foi lançado em 2017 mas passou por polêmicas jurídicas em razão da contratação de uma empresa dos Estados Unidos, Viasat, para a operação de serviços. A operação sem licitação foi questionada na Justiça. Sem dar detalhes, o ministro disse que sua equipe e a área econômica estão avaliando os problemas de modo a dar maior eficiência à Telebrás, empresa estatal de apoio à política de inclusão digital e fornecimento de infraestrutura de conexão. Neste exame, ele incluiu os Correios, outra estatal vinculada ao órgão. Perguntado, ele não quis adiantar quais alterações pretende fazer.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ministro-da-ciencia-e-tecnologia-defende-expansao-da-banda-larga-02012019

Ibovespa supera os 90 mil pontos na primeira sessão de 2019
Data: 02/01/2019

Às 14h desta quarta-feira (2), o principal índice do mercado acionário brasileiro registrava alta de 3,13%, aos 90.634,65 pontos

O IBovespa, principal índice do mercado acionário brasileiro, superou os 90 mil pontos no pregão desta quarta-feira (2), o primeiro de 2019. Às 14h, o índice registrava alta de 3,13%, aos 90.634,65 pontos. O volume negociado superava os R$ 7.025.511.288. Taurus As ações da fabricante de armas Forjas Taurus figuravam entre as maiores altas da bolsa paulista nesta quinta-feira, ampliando os fortes ganhos acumulados em 2018, em meio a expectativas relacionadas a foco na segurança pública sinalizado pelo governo de Jair Bolsonaro, que assumiu o país na véspera. Às 12:44, as preferenciais da Taurus disparavam 25,7% e as ordinárias saltavam 30,5%. A alta das ações ocorria com volume relativamente elevado, com as PNs registrando quase 4.000 negócios e as ONs com pouco mais de 1.000l Em 2018, Forjas Taurus PN ganhou 88,37% e Forjas Taurus ON subiu 146,91%, em grande parte apoiadas em sinalizações de Bolsonaro, no sentido de ampliação de investimentos em segurança pública e liberalização nas regras para concessão do porte de armas, embora analistas questionassem os fundamentos da empresa. Na terça-feira, em um dos seus discursos, Bolsonaro disse que "o cidadão de bem merece dispor de meios para se defender. Contamos com o apoio do Congresso Nacional para os policiais fazerem seu trabalho", acrescentou, ao retomar dois temas caros que defendeu na campanha que o elegeu no final de outubro. Nesta quarta-feira, o novo ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse que o governo começará a apresentar as 50 novas medidas estabelecidas pelos ministérios a partir da próxima semana, inclusive o decreto para facilitar a posse de armas de fogo, preparado pelo Ministério da Justiça.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/ibovespa-supera-os-90-mil-pontos-na-primeira-sessao-de-2019-02012019

Ministro da Cidadania diz que 13.º do Bolsa Família custará R$ 2,5 bi
Data: 02/01/2019

Osmar Terra afirmou que pagamento será este ano, mas não soube precisar ainda de onde virá a verba para garantir esse benefício

O ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS), disse nesta quarta-feira, 2, que o pagamento de um 13º para os beneficiários do Bolsa Família, promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro, custará R$ 2,5 bilhões e será pago ainda este ano "com certeza". Terra não soube precisar ainda, no entanto, de onde virá a verba para garantir esse benefício. "(O 13º do Bolsa Família) deve ser algo em torno de R$ 2,5 bilhões, que é a parcela mensal (do programa). Vou sentar com a área de planejamento para saber onde temos que atuar para garantir isso, mas vamos garantir. Já está decidido pelo presidente, está garantido por nós", disse após a cerimônia de transmissão de cargo. O Ministério vai reunir as pastas do Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura, além de parte do acolhimento a dependentes da Secretaria de Drogas. Logo no primeiro dia como ministro, Terra já pediu um orçamento maior para a nova pasta, mas não soube dizer qual seria a quantidade de verba necessária para o funcionamento do ministério. "O que nós temos que fazer é reforçar o Orçamento porque nos deram um orçamento de perna curta nessa área e, ao mesmo tempo, fazer ampliar um pente fino para realmente separar o joio do trigo, quem precisa e quem não precisa do programa (Bolsa Família). Nos últimos dois anos, saíram cinco milhões de famílias do programa, tinham 15 milhões, e entraram três milhões (de famílias) que estavam esperando há um tempão e não conseguiam. Temos que privilegiar quem realmente precisa e tenho certeza que nós vamos garantir o décimo terceiro, no final do ano", disse. Terra foi ministro de Michel Temer no Desenvolvimento Social e deixou o cargo em abril para concorrer à reeleição na Câmara, onde cumpre mandatos consecutivos desde 1999. Ele foi reeleito com 86.305 votos. O deputado tem histórico de críticas a propostas que visam legalizar ou descriminalizar o uso de drogas no Brasil. Nas redes sociais, o futuro ministro se posiciona de forma contundente contra a legalização da maconha em uma série de publicações. No guarda-chuva da pasta a ser comandada por ele estará parte da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), hoje no Ministério da Justiça. Antes mesmo de assumir, Terra já anunciou os nomes dos secretários que ficarão responsáveis por áreas do ministério: o deputado federal não reeleito Lelo Coimbra (MDB-ES), líder da maioria na Câmara, foi escolhido para comandar a área de Desenvolvimento Social, o general Marco Aurélio Vieira vai comandar a área de Esportes, enquanto Henrique Medeiros Pires ficará responsável pela Cultura. Outro já anunciado foi o deputado federal Floriano Pesaro (PSDB-SP), que ficará responsável pela Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania. A informação foi adiantada pela Coluna do Estadão. Pesaro não conseguiu se reeleger este ano e é visto como aliado do ex-presidenciável Geraldo Alckmin, de quem foi secretário de Desenvolvimento Social. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ministro-da-cidadania-diz-que-13-do-bolsa-familia-custara-r-25-bi-02012019

Ministro da Cidadania minimiza extinção de pasta da Cultura
Data: 02/01/2019

Em seu primeiro discurso, Osmar Terra defendeu que "unificação" vai "ampliar" os trabalhos que eram realizados separadamente por cada área

Em seu primeiro discurso como ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB-RS) minimizou a extinção dos ministérios da Cultura, Esporte e Desenvolvimento Social, que terão as atribuições incorporadas pela nova pasta. O novo ministro defendeu que a "unificação" vai "ampliar" os trabalhos que eram realizados separadamente por cada área. Apesar disso, ele aproveitou para já cobrar um orçamento maior para a Cidadania. "Os ministérios (Cultura, Esporte e Desenvolvimento Social) se fundiram, não desapareçam. Estamos aqui para celebrar um ministério grande", afirmou. "Já disse em uma entrevista que é (o Ministério da Cidadania) é um monstro de grande, não de feio. Pode fazer um trabalho extraordinário. Pode ser um grande instrumento de redenção da sociedade a um Brasil novo que espero que venha logo. A fusão dos ministérios não vai tirar a força que cada ministério tem. As estruturas básicas estamos mantendo" complementou. O Ministério da Cidadania é uma pasta criada pelo novo governo e nasceu a partir da decisão do presidente Jair Bolsonaro de extinguir os ministérios do Esporte, Cultura e Desenvolvimento Social. A nova pasta ficará responsável por comandar estas três áreas, o que inclui programas sociais como o Bolsa Família. Especificamente sobre o programa social, Osmar Terra voltou a dizer, inclusive, que o Bolsa Família passará a ter pagamento de décimo terceiro na gestão de Bolsonaro, mas aproveitou o assunto para pedir um orçamento maior para a pasta já no primeiro dia como ministro da área. "Temos que fazer avançar o que já foi feito na área do Bolsa Família. Vai ter um décimo terceiro para o Bolsa Família. O presidente prometeu e vamos cumprir. O Beltrame até já tinha feito um cálculo de como vamos fazer. É claro que vamos precisar de mais orçamento também", disse. Ainda assim, o novo ministro rasgou elogios a Bolsonaro. "O Brasil está esperando muito da gente. Nunca vi uma esperança tão grande em cima de um governo como estou vendo agora. (Bolsonaro) é um presidente forte eleito. Os outros presidentes eram de alguma forma prisioneiros do presidencialismo de coalizão. Bolsonaro está partindo com muita coragem para se livrar disso e fazer o Brasil se libertar em todos os sentidos, ético, moral, econômico, social". Presenças Na cerimônia de transmissão de posse, em Brasília, estavam presentes apenas os agora ex-ministros do Desenvolvimento Social Alberto Beltrame, e do Esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva. O ex-ministro da Cultura, Sérgio de Sá Leitão, faltou à cerimônia. Segundo a assessoria de imprensa, a razão seria um compromisso junto ao novo governador de São Paulo, João Doria (PSDB-SP), do qual será secretário. Além desta ausência, Osmar Terra ouviu do ex-ministro Leandro Fróes, durante o ato, que discorda da unificação dos ministérios. "Tenho certeza de que apesar de ser público de discordar da unificação dos ministérios, você (Osmar Terra) tem a grandiosidade dessa tarefa. Você saberá conduzir essa unificação", disse Fróes no início da cerimônia. Terra foi ministro de Michel Temer no Desenvolvimento Social e deixou o cargo em abril para concorrer à reeleição na Câmara, onde cumpre mandatos consecutivos desde 1999. Ele foi reeleito com 86.305 votos. O deputado tem histórico de críticas a propostas que visam legalizar ou descriminalizar o uso de drogas no Brasil. Nas redes sociais, o futuro ministro se posiciona de forma contundente contra a legalização da maconha em uma série de publicações. No guarda-chuva da Pasta a ser comandada por ele estará parte da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), atualmente no Ministério da Justiça. Antes mesmo de assumir, Terra já anunciou os nomes dos secretários que ficarão responsáveis por cada uma das áreas do ministério: o deputado federal não reeleito Lelo Coimbra (MDB-ES), líder da maioria na Câmara, foi escolhido para comandar a área de Desenvolvimento Social, o general Marco Aurélio Vieira vai comandar a área de Esportes, enquanto Henrique Medeiros Pires ficará responsável pela Cultura. Outro já anunciado foi o deputado federal Floriano Pesaro (PSDB-SP), que ficará responsável pela Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania. A informação foi adiantada pela Coluna do Estadão. Pesaro não conseguiu se reeleger este ano e é visto como aliado do ex-presidenciável tucano Geraldo Alckmin, de quem foi secretário de Desenvolvimento Social. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ministro-da-cidadania-minimiza-extincao-de-pasta-da-cultura-02012019

Trabalhador tem até sexta (28) para sacar até R$ 954 do abono salarial
Data: 26/12/2018

Mais de 1,8 milhão de brasileiros, que ganharam, em média, dois mínimos em 2016, ainda têm R$ 1,3 bilhão para saque. Quem não pegar vai perder grana

O prazo para sacar o abono salarial de 2016 termina nesta sexta-feira (28). O Ministério do Trabalho e Emprego afirma que 1,8 milhão de trabalhadores ainda não sacaram o benefício, totalizando R$ 1,3 bilhão. O saque precisava ser feito até 29 de junho, mas o prazo foi prorrogado. O PIS/Pasep 2016 já foi pago para 22,7 mil trabalhadores, somando R$ 16,7 milhões. Quem perder o prazo para sacar a grana do abono salarial vai perder os recursos, que vão para o FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). Vale lembrar, porém, que houve casos, no passado, de trabalhadores que conseguiram o direito na Justiça. O abono é pago para os trabalhadores inscritos no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2016, com salário mensal médio de até dois salários mínimos, e tiveram os dados informados pelo empregador na Rais (Relação Anual de Informações Sociais). O valor do abono é definido de acordo com o período trabalhado ao longo do ano. Quem trabalhou todos os dias de 2016 tem direito a um salário mínimo (R$ 954), enquanto quem trabalhou por 30 dias recebe 1/12 do valor total (R$ 80). Trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa Econômica Federal. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-726-02-07. Para servidores públicos, é preciso procurar o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729-00-01.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/trabalhador-tem-ate-sexta-28-para-sacar-ate-r-954-do-abono-salarial-25122018

Empresas abusam do uso de robôs em ligações para consumidor
Data: 26/12/2018

Chamadas insistentes em serviços de telemarketing são consideradas prática abusiva. Idec orienta o registro de reclamações no Procon

Todos os dias Celi Di Gesu recebe uma série de ligações feitas por robôs. Na maioria das vezes, ao atender o telefone, a linha cai. “Isso quando não entra uma música irritante e uma voz metálica oferece descontos em uma funerária”, diz a dentista aposentada. Cresce o número de reclamações envolvendo telemarketing O problema afeta a rotina de toda a família. O estudante de engenharia Leonardo Di Gesu já desistiu de atender as ligações. “Quando vejo o número no celular, nem atendo mais. Cansei. Já bloqueei diversos números, mas sempre surgem novos”, diz. “O mais irritante é receber ligação oferecendo um serviço que eu já tenho”. Empresas não respeitam cadastro de bloqueio de telemarketing A irritação da família Di Gesu é compartilhada por muito brasileiros que são bombardeados diariamente por mensagens de telemarketing. Segundo Rafael Zanata, especialista em Direitos Digitais do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) essa é uma prática que cresceu nos últimos 5 anos e era muito utilizada nos Estados Unidos na década passada. “Um serviço de voz combina ferramentas de gestão de fidelização de clientes, com o desenvolvimento de inteligência artificial, essas empresas de call center conseguem ligar para várias clientes ao mesmo utilizando robôs”. As empresas utilizam um disparador automático com grande quantidade de números de telefone da base de dados dessas companhias e realiza as chamadas. Quando o primeiro consumidor atende, as outras ligações são canceladas. Por essa razão, o silêncio do outro lado da linha. Esse sistema vale para os casos em que um atendente fala, quanto para as publicidades nas quais gravações oferecem produtos ou serviços. “Essas empresas vendem a maximização da eficiência, mais máquinas e menos funcionários”, diz Zanata. “Uma tática que pode ser boa para as empresas de telemarketing, mas irritam profundamente o consumidor”. Para Zanata, essa prática é considerada abusiva. “Além do número excessivo de ligações, muitas vezes, o consumidor recebe chamadas em horários impróprios, porque essas chamadas programadas não levam em conta a mudança de fuso horário”. Se gera desgaste é preciso agir. O consumidor, conforme orienta Zanata, deve entrar em contato com o Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) e registrar o número que liga com frequência. “Caso seja telefone fixo sem bina, o consumidor deve pedir para a operadora enviar um relatório com as chamadas recebidas”. Em alguns Estados como em São Paulo já existe lei que possibilita o bloqueio de ligações de telemarketing, basta registrar o número de telefone, fixo ou celular, no site do Procon, que fiscaliza e aplica multas quando necessário. “No que diz respeito a legislação, dispomos de poucos instrumentos jurídicos. O decreto do SAC que regulamentaria essas ligações automatizadas morreu”, diz Zanata. “Mas é importante que o consumidor registre sua reclamação e vá para a briga”.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/empresas-abusam-do-uso-de-robos-em-ligacoes-para-consumidor-25122018

Registro para benefício continuado no CadÚnico vai até dia 31
Data: 26/12/2018

Benefício é concedido a idosos acima de 65 anos de idade e pessoas com deficiência com renda familiar de até R$ 238,50

Termina em 31 de dezembro o prazo para registro no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal), obrigatório para idosos acima de 65 anos de idade e pessoas com deficiência que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada). Beneficiários que não renovarem seu registro até a data poderão ter o pagamento suspenso até regularização, que poderá ser feita conforme calendário estabelecido pelo governo federal, com regras que variam conforme o dia do aniversário do titular. O benefício, no valor de um salário mínimo (R$ 954), é concedido a idosos acima de 65 anos de idade e pessoas com deficiência com renda familiar de até R$ 238,50. Para se inscrever, os beneficiários do BPC devem procurar os Cras (Centros de Referência de Assistência Social) ou a Secretaria de Assistência Social do município onde residem, apresentando o CPF (Cadastro de Pessoa Física), RG (Registro Geral) e um comprovante de residência. A inscrição também pode ser feita pelo responsável familiar, contanto que leve os documentos de todas as pessoas que moram com o beneficiário. Caso não se inscreva no CadÚnico até o final deste ano, para evitar a suspensão do pagamento, o beneficiário deverá colocar sua situação em dia até o final do prazo do lote ao qual está vinculado. Nascidos nos primeiros três meses do ano, por exemplo, têm até 31 de março de 2019 para regularizar sua situação. Caso contrário, o benefício poderá ser interrompido a partir de abril. O benefício poderá ser reativado assim que a inscrição for identificada, quando receberá o valor referente ao período de suspensão, de modo retroativo. Segundo portaria do Ministério do Desenvolvimento Social, beneficiários não inscritos no CadÚnico serão notificados sobre os prazos que devem seguir, através de comunicado emitido pela rede bancária ou por carta encaminhada pelos Correios, com aviso de recebimento (AR). Por meio dos canais de atendimento do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), como o telefone 135, o beneficiário poderá informar a realização de sua inscrição no CadÚnico ou o motivo pelo qual está impossibilitado de se inscrever. Aqueles que não realizarem a inscrição no CadÚnico dentro do prazo estabelecido e não entrarem em contato com o INSS em até 30 dias após a data do bloqueio do benefício, terão que entrar com recurso nos canais de atendimento do INSS, para que o benefício não seja definitivamente cortado. Além do valor em dinheiro viabilizado pelo BPC, outra vantagem trazida pelo CadÚnico é a possibilidade de adesão a outros programas sociais, como a Tarifa Social de Energia Elétrica e o Minha Casa, Minha Vida.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/registro-para-beneficio-continuado-no-cadunico-vai-ate-dia-31-25122018

Léo Santana e Lorena Improta ficam noivos em noite de Natal
Data: 26/12/2018

Cantor compartilhou clique das alianças nas redes sociais: "Além da minha família, ganhei outra. Agora é oficial", celebrou

Léo Santana e Lorena Improta estão noivos. O casal trocou alianças na noite de Natal e compartilhou o clique da joia nas redes sociais. Na legenda da foto, o cantor se declarou para a dançarina. — Família... A base de tudo! Creio que 8 a 9 anos, ou mais, sem passar uma noite de Natal ao lado da minha família. Mas como sempre falo... Deixa Deus conduzir tudo é no tempo dele... E além da minha família, ganhei outra... Te amo, Neni. Obrigado Deus por tudo que me concede. Gratidão! Agora é oficial! Noivos felizes! Depois de indas e vindas, Léo e Lorena reataram o namoro em outubro deste ano e deram mais um passo no relacionamento. Os fãs do casal comemoram a novidade e parabenizaram os noivos. "Me emocionei de tanta felicidade, parabéns, queridos", escreveu uma internauta. "Muito feliz por ver vocês felizes!", celebrou outra.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/leo-santana-e-lorena-improta-ficam-noivos-em-noite-de-natal-25122018

Drake: o rapper que já é maior que Michael Jackson e os Beatles
Data: 26/12/2018

Artista mais ouvido do mundo em 2018 conquistou marcas nunca antes vistas no mercado musical

Enquanto artista, Drake divide opiniões dos fãs de rap. Os mais tradicionalistas, rotulam sua música como pop e açucarada demais. Já os fãs mais novos, enxergam nisso exatamente o maior trunfo do cantor, que investe mais nas melodias do que em rimas. PUBLICIDADE Em 2018, ele foi nada menos que o artista mais ouvido do mundo. O lançamento do bem-sucedido disco Scorpion, puxado pelo single God's Plan, foi responsável pela manutenção do nome dele no topo das paradas mundiais. Mas não só isso. O canadense de 32 anos monopolizou o mercado quando o assunto é rap. Em uma época em que é difícil ser uma unimidade em nível mundial, ele ocupou o posto de grande cantor da década e bateu recordes que pareciam até então insuperáveis. Scorpion rendeu a primeira posição no Hot 100 da Billboard a Drake com a faixa Nice for What. Outras sete canções entraram no top 10 da parada, superando o recorde dos Beatles, que contavam com cinco músicas na lista em 1964 (Can’t Buy Me Love, Twist and Shout, She Loves You, I Want to Hold Your Hand e Please Please Me). Com esse feito, ele já emplacou 31 sucessos nas paradas americanas, superando Michael Jackson, que tem 30 hits na lista. Alguns detratores do cantor acusam Drake de fazer uso indicriminado do jabá no Spotify para atingir essas metas. Quando Scorpion foi lançado, a plataforma incluiu imagens de Drake em todas playlists oficiais, inclusive naquelas que não tinham nem músicas do cantor. A divulgação pesada em outros dispositivos, como Apple Music e YouTube, também podem ter ajudado bastante para que ele superasse nomes tradicionais na música mundial. Mas a prática não foi muito bem recebida por quem não é fã dele. Segundo o Daily Mail, assinantes acusaram o Spotify de realizar spam ao usar essas táticas de promoção. A reclamação surtiu efeito e os anúncios foram retirados. Os assinantes alegaram que, ao assinar a versão premium, não concordaram em receber nenhum tipo de anúncio e que isso feria o contrato entre plataforma e usuário. Parcerias, aparência e sorte Mas não dá para dizer que isso tenha sido a única causa do sucesso estrondoso de Drake em 2018. Com dez anos de carreira, ele emplaca discos no topo das paradas desde o começo, com Thank Me Later (2010). Drake é dono também de alguns outros recordes no Spotify, como o maior número de músicas a entrar nas paradas (154 no total), maior número de faixas a estar nas paradas ao mesmo tempo (24), artista a permanecer mais tempo nas paradas (431 semanas — o que dá o total de mais de oito anos), e maior número de faixas a estrear nas paradas (21). Se nem tudo foi alcançado organicamente, ao menos dá para dizer que o investimento nele já deu muitos resultados. Além disso, Drake tem outras maneiras de garantir esse sucesso estrondoso. O primeiro de todos foi ter se destacado inicialmente como galã de uma série adolescente no Canadá. Ou seja: antes da música, veio a aparência, o estilo e sucesso entre adolescentes na TV, ao participar de Degrassi: A Próxima Geração. Mas quando a música chegou, Drake soube capitalizar para além do seu trabalho solo e enfileirou duetos desde então. Embora desprezado por nomes mais tradicionais e defendidos pela crítica especializada, ele circulou entre o rap mais comercial e o pop sem constrangimento algum. The Weeknd, Rihanna, Nicki Minaj, Lil Wayne, Big Sean, Mary J. Blidge, Jamie Foxx, Timbaland e até os criteriosos Kendrick Lamar, Eminem e Jay Z toparam gravar com ele. Ao se juntar com todos que se destacam, Drake garantiu não só a própria fama. Ao lado dos novos e não tão novos expoentes do rap e r'n'b, ele é um dos que fez com que o rock fosse finalmente desbancado como gênero mais popular dos Estados Unidos em 2017. A fórmula se repete aqui. No Brasil, o sertanejo e o funk só se fortalecem com união. Lá fora, a fórmula das parcerias faz todo mundo lucrar, realizar cooperação mútua e continuar em alta o máximo que puder.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/drake-o-rapper-que-ja-e-maior-que-michael-jackson-e-os-beatles-21122018

Ana Paula Padrão mostra rosto dos gêmeos de Erick Jacquin pela 1ª vez
Data: 26/12/2018

Apresentadora babou pelos bebês e brincou com a semelhança entre o chef e Antoine: "Chegou fazendo biquinho, que nem o papai"

A apresentadora Ana Paula Padrão foi quem mostrou pela primeira vez o rostinho dos gêmeos de Erick Jacquin. Os filhos do chef francês do Masterchef e de Rosângela Jacquin nasceram há dois dias. PUBLICIDADE Na legenda da foto, Ana Paula brincou com as semelhanças de cada um dos bebês com os pais. — Natal é nascimento, é vida nova, é esperança e todos aqueles clichês que hoje fazem total sentido pra mim. Ganhei, no #masterchefbr, uma família. E agora ela cresceu com Antoine (que chegou fazendo biquinho, que nem o papai) e Elise (linda, esperta, acordada, ligada em tudo igual a mamãe). Jacquin também se manifestou nas redes sociais nesta terça-feira (25) e compartilhou um vídeo do nascimento dos filhos. Nas imagens, ainda aparecem familiares do chef e da mulher comemorando a chegada de Antoine e Elise.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/ana-paula-padrao-mostra-rosto-dos-gemeos-de-erick-jacquin-pela-1-vez-25122018

Luxemburgo detona críticos de técnicos mais velhos e 'modismos'
Data: 26/12/2018

À espera de uma proposta atraente para voltar ao futebol, treinador rebate o rótulo de 'ultrapassado' e demonstra que ainda tem gana por novos desafios

Ainda com o futuro indefinido na carreira, o técnico Vanderlei Luxemburgo se mostra disposto para voltar à ativa na temporada de 2019. O treinador está fora do futebol desde que foi demitido do Sport, no em 2017. Exigente, ele contou em entrevista ao R7 que está avaliando propostas e só pretende retornar caso acredite no projeto que lhe for oferecido. "Estou vendo se vai aparecer alguma coisa boa para fazer um trabalho legal. Mas, se for para ficar tomando porrada, colocar o meu nome e não acontecer nada, prefiro ficar em casa. Tem algumas sondagens de fora, de seleções de alguns países, de times do exterior também. Teve do Brasil, mas nada que entendesse como bom", revelou o técnico. Curta a página do R7 Esportes no Facebook De personalidade forte e poucas papas na língua, Luxemburgo detona parte da imprensa esportiva e outros críticos que desvalorizaram o trabalho de treinadores mais velhos ao cobrar uma reformulação da categoria. "A imprensa impõe regras. Diz que você não pode trabalhar, que jogador não pode mais jogar nesse time, tem que ser transferido, que os treinadores mais velhos estão acabados, ultrapassados. Só que tem espaço pra todo mundo. Não se determinam regras", enfatizou. História e títulos Vanderlei Luxemburgo despontou no futebol brasileiro no comando do Bragantino, no fim dos anos 1980. O treinador levou o clube ao título paulista de 1990 - em uma final inédita entre equipes do interior - contra o Novorizontino. O sucesso com aquela equipe o levou para o Palmeiras, em 1993, logo após o início da parceria entre o clube alviverde e a empresa italiana Parmalat - que levaria à conquista do bicampeonato paulista e bi do Brasileirão (1993/94), entre outros títulos. Luxemburgo tem no currículo cinco títulos do Brasileirão. Além dos dois pelo Palmeiras, o técnico foi campeão com o Corinthians (1998), Cruzeiro (2003) e o Santos (2004). Veja mais: Há 20 anos, Corinthians e Cruzeiro decidiam Brasileirão quase no Natal No âmbito estadual, o treinador conquistou taças em Minas Gerais (Atlético Mineiro e Cruzeiro), São Paulo (Bragantino, Palmeiras, Corinthians e Santos), Rio de Janeiro (Flamengo), Espírito Santo (Rio Branco) e Pernambuco (Sport). Pela seleção brasileira, venceu a Copa América de 1999, além de ter conquistado o Torneio Pré-Olímpico em 2000. Real Madrid O técnico chegou ao auge em 2004 quando foi anunciado no Real Madrid, onde comandaria a geração de galáticos. Entretanto, a experiência durou pouco, e Luxemburgo foi demitido mesmo com um aproveitamento positivo. Em 45 partidas oficiais pela equipe, foram 28 vitórias, sete empates e dez derrotas. Confira a entrevista do treinador ao R7 na íntegra: R7 — Como vê as críticas feitas aos técnicos mais experientes? Vanderlei Luxemburgo — Parte da imprensa, quando acabou a Copa do Mundo [de 2014], colocou os técnicos que tinham mais experiência como se fossem umas b... A imprensa impõe regras. Diz que você não pode trabalhar, que jogador não pode mais jogar nesse time, tem que ser transferido, que os treinadores mais velhos estão acabados, ultrapassados. Só que tem espaço pra todo mundo. Não se determina regras. A regra é feita pelo mercado que vai te absorvendo ou te tirando. Por exemplo, o campeão da Champions pelo Bayern de Munique [Jupp Heynckes, na temporada 2012/13] ganhou com 70 anos, E aí? É considerado velho. R7 — Alguns treinadores da chamada nova geração tiveram um bom início, mas decaíram, caso de Roger Machado. Por quê? VL — Ele vai vingar. O mercado é assim. O Renato [Gaúcho], quando começou a carreira lá atrás, caiu com o Vasco. Depois, chegou à final da Libertadores com o Fluminense. A carreira é feita ao longo do tempo. Para ocupar o meu espaço, antes do Bragantino, fui para a Arábia Saudita, Friburguense, Rio Branco-ES, fui como a minhoca em barro duro. E fui atrás. De repente, veio o Bragantino como grande oportunidade minha. Abracei e deu tudo certo. Dali, fui para o Flamengo, Guarani, Ponte e para o Palmeiras. E então começou. A imprensa colocou assim: o Flamengo tem que contratar um jovem, o outro tem que contratar um jovem também e etc. E em um clube que ainda é muito pesado. O Roger foi um ótimo assistente. Um dos melhores que tive. É um excelente profissional. Mas ele ainda vai sofrer, porque não é somente questão de treinamento, de conhecimento, modernidade. A questão é você interpretar tudo aquilo que está ao seu redor e que pertence ao trabalho de um técnico de futebol: imprensa, torcida, dirigentes. Tem mensagens para fora, outras que você descarta. Uma série de coisas importantes. Para ocupar o meu espaço [os concorrentes], eram Telê Santana, Zagallo, Ênio Andrade, Parreira, Cilinho. E fui ocupar o meu espaço. Agora, colocaram assim: essa leva de jovens tem que entrar. R7 — Entre os técnicos da atualidade, quem você considera ter um trabalho diferenciado? Fernando Diniz? VL — Cada um tem o seu estilo. Espero que o Fernando Diniz consiga implantar o que está fazendo e se consolide como um esquema tático que outras equipes também farão. Mas, qual foi o resultado até hoje? Nenhum. Tomara que dê. A imprensa quer algo novo e força. Mas qual resultado teve. Tomara que consiga implantar isso no Fluminense. R7 — O que pensa sobre o futebol moderno? VL — Também dizem que o futebol está moderno. Que modernidade? O futebol é antigo. Criaram termos novos de marcação alta, baixa, transição, que não é mais contra-golpe. Isso foi inventado por Portugal, que nunca ganhou nada em lugar nenhum. Daí, trouxeram os portugueses para dar aula em um curso da CBF. Os jornalistas pegaram isso, e os jovens também, para modernizar. Mas não modernizaram. Apenas mudaram nome de coisas que já existiam. A Inglaterra não mudou, a França também não, a Espanha. Ninguém mudou. Só no Brasil que mudou o nome. R7 - O brasileiro não valoriza o trabalho feito aqui? VL — O Rinus Michels escreveu livros sobre o funcionamento do Carrossel Holandês e não sei o quê. E o Brasil o idolatra, os jornalistas mais antigos o idolatram. Os jovens que leem também. Mas, pergunto: aonde foi repetido esse esquema de jogo fora da seleção holandesa? No Brasil de 1970 com Zagallo. E ele não escreveu livro. O Zagallo colocou três zagueiros, porque o Everaldo era o terceiro e não descia nunca. Era o Carlos Alberto quem descia. Ele fez volantes de qualidade, Gerson e Clodoaldo, que saíam e tinham a bola boa por trás. A equipe marcava como um todo. Tinha três jogadores na frente, porque era o 4-2-3-1. Tinha Jairzinho, Pelé e Rivelino. E sabe quem era o atacante? Tostão, na função que o Messi faz hoje. E por que o Zagallo tirou [centroavantes de ofício] o Roberto Miranda e o Dario? Porque ele precisava de alguém inteligente para dialogar com Pelé e Rivelino. Não seria o Dario, que precisava da bola pronta. Quem foi melhor? Pra mim, foi o Zagallo. Porque o que ele fez em 1970 se faz hoje. Com outros nomes, mas a mesma coisa. O Zagallo é um cara que fez um esquema e ficou no mundo. O Carrossel Holandês foi somente naquele momento. Depois, não se aplicou. R7 — Consegue escolher uma entre as equipes que treinou como a melhor de todas? VL — Teve o time do Cruzeiro [2003], do Palmeiras, em 93, 94 e 96. No Santos, foi um trabalho muito difícil. Um dos trabalhos mais difíceis e uma das melhores equipes que trabalhei foi a do Bragantino, que tinha um time fantástico. Aquele time, com a camisa de um grande clube, seria considerado um time fantástico. Porque nós ganhamos de todos os grandes. Não tínhamos medo. A gente passava por cima, ganhava de três, quatro gols. Fomos ao Rio de Janeiro e ganhamos do Fluminense, nas Laranjeiras, de quatro. Se usasse a camisa de Corinthians, Palmeiras ou Flamengo, teria sido considerado um dos grandes times do futebol em títulos e reconhecimento de uma grande equipe. Muitos jogadores não ganharam prestígio porque começaram no Bragantino. R7 — Como estão as negociações para o seu retorno ao futebol? VL — Estou vendo se vai aparecer alguma coisa boa para fazer um trabalho legal. Mas, se for para ficar tomando porrada, colocar o meu nome e não acontecer nada, prefiro ficar em casa. Tem algumas sondagens de fora, de seleções de alguns países, de times do exterior também. Teve do Brasil, mas nada que entendesse como bom.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/luxemburgo-detona-criticos-de-tecnicos-mais-velhos-e-modismos-26122018

Santos pode começar 2019 com problemas na lateral-esquerda
Data: 26/12/2018

Dodô está emprestado pela Sampdoria-ITA até fim do mês e ainda não se acertou com o Peixe. Romário, Orinho e Copete são opções de Sampaoli

O Santos prioriza no mercado a contratação de um atacante para substituir Gabriel, mas o problema pode ser mesmo em outro setor do time: a lateral esquerda. Dodô ainda não respondeu ao clube se aceitará ou não o proposto para deixar a Sampdoria, da Itália, e ficar definitivamente no Alvinegro. Seus reservas imediatos no elenco não empolgam. O Peixe tem a prioridade na compra do jogador de 26 anos até o dia 31 deste mês. Caso Dodô não aceite o contrato proposto pelo Santos, a lateral esquerda terá como opções Romário e Orinho, ambos passaram 2018 emprestados a outros clubes e não empolgaram quando tiveram chances no Peixe. O atacante Copete é outro que pode ser improvisado no setor. O "drama" alvinegro pode obrigar Jorge Sampaoli a experimentar uma formação com três zagueiros ao invés da convencional linha de quatro defensores. PUBLICIDADE A situação de Dodô se arrasta desde antes do término do Campeonato Brasileiro. O lateral está emprestado pelo time italiano, que arca também com parte de seu salário. Para assinar contrato com o Santos, o ala precisará abrir mão de um salário europeu e se adequar aos padrões brasileiros. O presidente José Carlos Peres assegurou que falta apenas o aval do jogador para que o contrato seja assinado. De acordo com o mandatário, Santos e Sampdoria estão acertados há meses a respeito da venda do jogador - o valor fixado em contrato é pouco superior a R$ 7 milhões. Outros clubes do cenário nacional monitoram a situação, como o Cruzeiro e Flamengo. Foram 53 jogos disputados na temporada de 2018 e a titularidade assegurada durante todo o ano. Em sua chegada, Sampaoli declarou que esperava poder contar com o jogador em 2019 para evitar problemas futuros de falta de peças no elenco. Romário e Orinho têm chances de serem emprestados.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/santos-pode-comecar-2019-com-problemas-na-lateral-esquerda-26122018

Sem reserva e com Carille, Danilo Avelar pode ressurgir no Corinthians
Data: 26/12/2018

Emprestado pelo Torino (ITA) até o meio de 2019, lateral-esquerdo iniciará a temporada sem sombra, já que Carlos Augusto está com a seleção sub-20

A dificuldade de o Internacional liberar Uendel pode fazer Danilo Avelar ressurgir na lateral esquerda do Corinthians. Emprestado pelo Torino (ITA) até junho, o jogador iniciará 2019 sem um reserva para a posição. Isso porque Carlos Augusto, que terminou 2018 como titular, disputará o Sul-Americano Sub-20 com a Seleção Brasileira e só retornará ao Timão em fevereiro. Danilo Avelar foi contratado em junho deste ano porque o Corinthians já previa a saída de Sidcley, que estava emprestado pelo Atlético-PR e tinha sondagens de clubes europeus. Quando Sidcley foi vendido ao Dínamo de Kiev (UCR) na janela de transferências do meio da temporada, Danilo Avelar assumiu a posição de titular na retomada dos campeonatos após a Copa do Mundo. Questionado, Danilo Avelar perdeu a posição nos últimos jogos da temporada sob o comando do técnico Jair Ventura. Agora, a chegada de Fábio Carille é outro motivo para o lateral de 29 anos ressurgir no Corinthians. Danilo Avelar disputou 29 partidas e marcou dois gols pelo Timão. O próprio jogador ressaltou em diversas entrevistas a dificuldade de se readaptar ao futebol brasileiro após oito anos na Europa. O elenco do Corinthians se reapresenta no dia 3 de janeiro. Até lá, é improvável que o clube consiga um acerto com o Internacional para contratar Uendel. É a chance de Danilo Avelar ressurgir!

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/sem-reserva-e-com-carille-danilo-avelar-pode-ressurgir-no-corinthians-26122018

Bolsonaro diz que vai conter desperdício de recursos públicos
Data: 26/12/2018

Presidente eleito diz que o uso do dinheiro público deve ser repensado e direcionado a setores prioritários no país

O presidente eleito Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (26) no Twitter que assim que assumir o governo, em 1º de janeiro de 2019, vai trabalhar para um controle rígido de concessões de recursos. Para Bolsonaro, o uso do dinheiro público deve ser repensado e direcionado a setores prioritários no país. “Há claro desperdício rotineiro de recursos, que podem ser aplicados em áreas essenciais”, afirmou Bolsonaro. “Num só dia, o gerente de Responsabilidade Sociocultural de Furnas [Furnas Centrais elétricas S.A, subsidiária da Eletrobras] autorizou, via Lei Rouanet, R$ 7,3 milhões para 21 entidades”, acrescentou. O presidente eleito é um crítico ao atual modelo de distribuição de recursos via Lei Rouanet, norma que trata da disponibilização de repasses federais para projetos artísticos-culturais. “O que acabará são os milhões do dinheiro público financiando 'famosos' sob falso argumento de incentivo cultural, mas que só compram apoio! Isso terá fim!", completou. Na gestão Bolsonaro, a pasta da Cultura foi incorporada pelo Ministério da Educação, cujo titular será Ricardo Vélez Rodríguez. Desde o período da campanha, Bolsonaro têm se manifestado sobre a Lei Rouanet. Em setembro, antes mesmo de ser eleito, reforçou que os benefícios continuariam sendo concedidos. “Mas para artistas talentosos, que estão iniciando suas carreiras e não possuem estrutura”, disse no Twitter à época o até então candidato.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-diz-que-vai-conter-desperdicio-de-recursos-publicos-26122018

Prazo para justificar ausência no 2° turno termina nesta quinta-feira
Data: 26/12/2018

Quem não prestar contas à Justiça Eleitoral pode ser impedido de fazer matrícula em universidades, tirar passaporte e tomar posse em cargo público

O prazo para justificar a ausência no segundo turno das eleições gerais de 2018, dia 28 de outubro, termina nesta quinta-feira (27). Os eleitores que não votaram no segundo turno precisam regularizar a situação, sob pena de impedimento de fazer matrícula em universidades, tirar o passaporte, tomar posse em cargo público e receber o salário, no caso dos servidores. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleieotral), o não comparecimento injustificado no dia da eleição é irregularidade punível com multa. Pela Constituição, os brasileiros com idade entre 18 anos e 70 anos são obrigados a votar. Após três ausências consecutivas não justificadas, o título de eleitor é cancelado. Não precisam justificar a ausência os eleitores cujo voto é facultativo (analfabetos, os com 16 anos a 18 anos e os maiores de 70 anos), além dos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais. A justificativa pode ser feita diretamente nos cartórios eleitorais ou pela internet. Formulário No primeiro caso, é necessário preencher o formulário disponível no cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor e nas páginas da Justiça Eleitoral na internet. O documento deverá ser entregue no cartório eleitoral ou enviado por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual o eleitor é inscrito. É preciso anexar comprovante do motivo da ausência. Pela internet, a justificativa é feita no Sistema Justifica. O eleitor deverá preencher o formulário online, informando seus dados pessoais e o motivo da ausência, bem como anexar o comprovante do impedimento para votar. Se a justificativa for aceita, o eleitor será avisado da decisão. O brasileiro residente no exterior que não votou também precisa justificar o não comparecimento às urnas. Ao requerimento de justificativa eleitoral devem ser juntadas cópias do documento oficial brasileiro de identidade e do comprovante dos motivos alegados para justificar a ausência. A documentação deve ser enviada ao juiz da Zona Eleitoral do Exterior ou entregue nas missões diplomáticas ou encaminhada pelo Sistema Justifica.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/prazo-para-justificar-ausencia-no-2-turno-termina-nesta-quinta-feira-26122018

Bolsonaro se reunirá na sexta-feira com primeiro-ministro de Israel
Data: 26/12/2018

Informação foi transmitida por um de seus assessores. Presidente eleito permanece na Ilha da Marambaia, no Rio de Janeiro, até quinta-feira (27)

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, informou hoje que se reunirá na sexta-feira (28) à tarde com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. A informação foi transmitida por um de seus assessores, por meio de um áudio do próprio Bolsonaro via Whatsapp, enquanto ele passa o feriado do Natal na Ilha da Marambaia, área de treinamento da Marinha. É também pelo Whatsapp que os assessores do presidente eleito têm compartilhado fotos e vídeos de suas atividades na Ilha. A imprensa recebeu ordem da Marinha para se manter a quase dois quilômetros do litoral da ilha e mantém uma embarcação fazendo a vigilância do local. As informações da assessoria mostram que, há uma semana da posse Bolsonaro posou para fotos com familiares de militares que vivem no local e promoveu um oficial. Sem sol e ainda com a bolsa de colostomia decorrente da facada que levou na campanha, ele também visitou a cozinha onde são preparadas as refeições dos militares que atuam no local e passeou pelo cais. As imagens de hoje não mostram a presença de nenhum dos familiares que viajaram com Bolsonaro para a ilha, como sua mulher Michelle Bolsonaro, a filha Laura e o filho Carlos. O presidente eleito permanece na Ilha da Marambaia até quinta-feira. A previsão é que retorne ao Rio pela manhã. O embarque para Brasília, onde ocorre a posse, está previsto para dia 29. Na tarde de hoje, o presidente eleito postou um vídeo de sua dia no local, com imagens de moradores tirando fotos com ele e de Bolsonaro visitando a cozinha do refeitório. "É bom passar, mesmo que por pouco tempo, na Marambaia, no Rio de Janeiro. Local onde mais uma vez pude vivenciar a relação social de extrema importância entre os moradores, civis e militares da região!", escreveu em seu Twitter. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-se-reunira-na-sexta-feira-com-primeiro-ministro-de-israel-25122018

Bolsonaro diz que terá parceria com Israel para dessalinizar água
Data: 26/12/2018

Marcos Pontes visitará em janeiro instalações, plantações e o escritório de patentes no país do Oriente Médio

O presidente da República eleito, Jair Bolsonaro, disse nesta terça-feira (25) que fará parcerias com Israel para beneficiar o Nordeste com projetos de dessalinização de água. Por meio de seu perfil no Twitter, Bolsonaro afirmou que o futuro ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, visitará em janeiro instalações de dessalinização, plantações e o escritório de patentes no país do Oriente Médio. Ainda em janeiro, espera-se que seja implantada no Nordeste brasileiro uma instalação piloto para tirar água salobra de poços, dessalinizar, armazenar e distribuir para a agricultura familiar da região. “Também estudamos junto ao embaixador de Israel e empresa especializada testar tecnologia que produz água a partir da umidade do ar em escolas e hospitais da região. Poderemos, inclusive, negociar a instalação de fábrica no Nordeste para venda desses equipamentos”, escreveu no Twitter.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-diz-que-tera-parceria-com-israel-para-dessalinizar-agua-25122018

Bolsonaro diz que revogará medidas que não beneficiam o país
Data: 26/12/2018

Presidente eleito reitera defesa dos interesses da sociedade e do desenvolvimento econômico em mensagem nas redes sociais

A seis dias da posse, o presidente eleito Jair Bolsonaro reafirmou nesta segunda-feira (24) a defesa dos interesses da população e do desenvolvimento do país. Em mais uma postagem em sua conta no Twitter, Bolsonaro disse que assim que assumir vai revogar decisões tomadas em diferentes áreas que não têm beneficiado os brasileiros. "Inúmeras regulamentações em todos os setores que só servem para arrecadação e entraves de desenvolvimento, sem nenhum retorno prático ao cidadão, irão ser revogadas rapidamente em meu governo”, destacou. Desde a campanha eleitoral, a equipe de transição tem como principal bandeira a redução dos gastos e estrutura da máquina pública. “Menos interferência do Estado significa melhores condições de vida ao brasileiro", voltou a defender Bolsonaro na manhã desta segunda-feira. Nas últimas semanas, foram aprovadas medidas pelo Judiciário, Executivo e Legislativo que podem gerar mais custos para o futuro governo e dificultar o avanço de algumas medidas prometidas por Bolsonaro. O futuro secretário-geral da Presidência da República, Gustavo Bebianno, chegou a reforçar que a administração a partir de 1º de janeiro terá dificuldades em garantir o equilíbrio das contas. Mas, mesmo admitindo o desafio, a equipe de Bolsonaro tem reforçado que a prioridade será o redesenho das atividades de Estado para que o cidadão possa ser melhor servido. Natal Mais cedo, o presidente eleito deixou uma mensagem de Natal. “Com humildade, aceitando quem tem no coração a vontade de construir um Brasil melhor, buscaremos nos próximos anos restaurar o sentimento familiar há muito desgastado em nossa sociedade, bem como a paz dentro de nossos lares. Tenhamos todos um Feliz Natal”, afirmou. Desde sábado (22), Bolsonaro está na Ilha de Marambaia, no litoral sul fluminense. Bolsonaro passará o Natal com a família na Base da Marinha.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-diz-que-revogara-medidas-que-nao-beneficiam-o-pais-24122018

Justiça do Japão fixa fiança para assessor de Ghosn
Data: 26/12/2018

Greg Kelly foi preso junto com Ghosn por denúncias de fraudes e desvios de recursos. Valor será de US$ 635 mil

O executivo Greg Kelly, principal assessor do empresário franco-brasileiro Carlos Ghosn, na Nissan Motors, teve seu pedido de fiança aceito pela Justiça do Japão. Kelly foi preso junto com Ghosn por denúncias de fraudes e desvios de recursos. O valor da fiança é de US$ 635 mil, segundo a imprensa internacional. Os promotores apelam da decisão. O processo é conduzido pela Divisão Especial de Investigação do Ministério Público Distrital de Tóquio (Tokyo Chiken Tokus?bu). Kelly é acusado de colaborar com Ghosn nas fraudes e desvios. Ghosn e Kelly estão presos desde novembro. Porém, o franco-brasileiro deverá ficar detido por mais tempo, pois os promotores obtiveram autorização para prorrogar seu período de prisão. Ambos negam qualquer irregularidade. A principal investigação envolve a transferência de mais de US$ 16 milhões em perdas de investimentos relacionadas à Nissan Motors. A Justiça do Japão decidiu que a detenção de Ghosn pode ser prorrogada pelo menos até 1º de janeiro. *Com informações da NHK, emissora pública de televisão do Japão.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/justica-do-japao-fixa-fianca-para-assessor-de-ghosn-25122018


Data: 26/12/2018

Segundo agentes, condutor, que não possuía CNH, foi detido em blitz na ponte Rio-Niterói; veículo ainda estava irregular com placa artesanal

Dois homens fantasiados de super-heróis foram flagrados com uma motocicleta irregular em uma blitz da PRF (Polícia Rodoviária Federal), na ponte Rio-Niterói, na terça-feira (25). Um deles, vestido de Capitão América, terminou detido por ter se amarrado a uma das rodas na tentativa de evitar a apreensão do veículo. Veja mais: amigos se vestem de super-heróis para vender trufas e fugir do desemprego Além de causar uma grande confusão, o condutor da motocicleta não possuía CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e estava com um capacete sem viseira. Já o carona, com trajes de Homem-Aranha, tinha um capacete com película. Segundo os agentes, o veículo foi apreendido porque circulava com uma placa artesanal e toda colorida, o que não é permitido por lei. Como o motorista se recusou a assinar o termo circunstanciado da ocorrência, ele foi levado para 76ª DP (Niterói) e indiciado por desobediência.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/super-heroi-se-amarra-a-moto-para-evitar-apreensao-no-rj-26122018

Uma em cada quatro praias de SP tem boa condição para banho
Data: 26/12/2018

Monitoramento é feito pesquisando bactérias indicadoras de poluição fecal. A contaminação pode ser ou não por contato com esgoto

Após um ano com 41% das praias próprias para banho, o litoral paulista teve queda na balneabilidade em 2018. Segundo dados parciais da Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), apenas 23% do litoral apresentou praias em condições ótimas ou boas ao longo do ano (uma em cada quatro). No Litoral Norte, a queda foi de 46% para 25%. Já na Baixada Santista, passou de 33% para 15%. A principal preocupação é com o risco de doenças, como gastroenterite, conjuntivite, otite e hepatite A. "O cenário deste ano é diferente. Comparando com o ano passado, a qualidade diminuiu. Tivemos vários episódios de chuva, principalmente nos fins de semana, que é quando as análises são feitas. Com a chuva, aumenta a vazão dos cursos d'água que vão para o mar", explica Karla Cristiane Pinto, bióloga do setor de Águas Litorâneas da Cetesb. O levantamento deste ano da companhia leva em consideração análises semanais realizadas até o dia 9 de dezembro. Ele aponta que 34% do litoral paulista esteve em condição classificada como ruim ou péssima. No ano passado, o índice era de 13%. Ao longo deste ano, 28% das praias do Litoral Norte e 43% da Baixada estavam nessas condições. Em 2017, eram 5% e 24%, respectivamente. "O monitoramento é feito pesquisando bactérias indicadoras de poluição fecal. A contaminação pode ser ou não por contato com esgoto. A análise é realizada nos dias mais críticos. Verificamos o pior cenário", diz Karla. Na quarta-feira, 19, a Cetesb divulgou um boletim referente à semana do dia 16. Na Baixada Santista, 20 praias foram consideradas impróprias para banho. Elas estão localizadas em Santos, no Guarujá, em São Vicente, Praia Grande, Itanhaém e Peruíbe. No Litoral Norte, foram 39 nos municípios de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela. Das 167 praias analisadas, 59 foram consideradas impróprias para banho. Apenas Monguaguá e Bertioga apresentavam 100% de balneabilidade. Segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), a poluição por lixo, chorume e dejetos de animais pode afetar a balneabilidade das praias, pois o material pode ser levado pelas chuvas para o sistema de drenagem urbana e chegar aos córregos e canais que deságuam no mar. "Há também as áreas de moradias irregulares, onde a Sabesp é impedida por lei de prestar serviços de saneamento, e que fazem todo tipo de descarte nos corpos hídricos. Por esse motivo, até mesmo a cidade de Santos, que tem o quarto melhor saneamento do País, segundo o Instituto Trata Brasil, apresenta bandeira vermelha em alguns períodos", diz a companhia, em nota. A Sabesp informou que, nos últimos dez anos, investiu R$ 2,9 bilhões em obras de saneamento na Baixada Santista e o índice de cobertura das redes coletoras de esgoto atingiu 80%. Na região, o porcentual de tratamento é de 100%. Sobre o Litoral Norte, a companhia disse que os índices de coleta, afastamento e tratamento de esgoto estão crescendo e as negociações para renovação de contrato de concessão com municípios da região para expandir a estrutura de esgotamento sanitário estão avançadas. A Sabesp informou ainda que obras em Caraguatatuba e Ubatuba estão previstas para começar em janeiro. Riscos A contaminação da água pode causar uma série de doenças em banhistas. "Há bactérias que podem causar infecções no trato digestivo, o que é muito comum ter nesta época do ano. Elas causam sintomas de febre e diarreia. Tem a hepatite A, conjuntivite e otite", afirma Paulo Olzon, clínico e infectologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Olzon diz que, com a chuva, dejetos de ratos também podem contaminar as águas e causar leptospirose. A recomendação do especialista é evitar se banhar nas praias consideradas impróprias. Estar atento às bandeiras que indicam se a praia é própria ou imprópria para banho é também uma das recomendações dadas por Karla para que os banhistas evitem a contaminação. "A gente sempre pede que as pessoas não entrem no mar quando a bandeira estiver vermelha ou 24 horas após as chuvas. As pessoas também não devem se banhar perto de canais, rios e córregos, e não engolir água, principalmente crianças e idosos." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/uma-em-cada-quatro-praias-de-sp-tem-boa-condicao-para-banho-26122018

O cardápio Completo para a sua Ceia de Ano Novo
Data: 26/12/2018

O cardápio Completo para a sua Ceia de Ano Novo

Link Notícia: https://www.youtube.com/embed/ryRtSCf8lFU

Orçamento de 2019 prevê salário mínimo de R$ 1.006
Data: 20/12/2018

Proposta foi aprovada em sessão conjunta por deputados e senadores. Texto segue para sanção presidencial

O Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (19) o projeto de Lei Orçamentária para 2019 com a previsão de receitas e despesas totais de R$ 3,381 trilhões para o ano que vem. O texto segue agora para sanção presidencial. Este será o primeiro Orçamento da gestão do presidente eleito, Jair Bolsonaro. Aprovado em sessão conjunta de senadores e deputados, o projeto determina que R$ 758,7 bilhões serão direcionados para o refinanciamento da dívida pública. Do dinheiro restante, R$ 2,5 trilhões devem ser direcionados aos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social, e R$ 119,6 bilhões para investimentos. Segundo o relatório do senador Waldemir Moka (MDB-MS), as estimativas de receitas enviadas pelo Poder Executivo foram mantidas inalteradas, ou seja, os parlamentares não incluíram nenhuma previsão de novas arrecadações para o ano que vem. Este será o terceiro exercício financeiro consecutivo de cumprimento da emenda constitucional do Teto dos Gastos, que limita o crescimento das despesas públicas pelos próximos 20 anos. A previsão da meta fiscal, deficitária em R$ 139 bilhões, e o valor do salário mínimo, reajustado para R$ 1.006, foram mantidos pelo relator conforme o texto enviado pela equipe econômica do governo. Entre os principais pontos do Orçamento está a mudança que possibilitará maior parcela para o Programa Bolsa Família sem depender da aprovação de créditos suplementares pelo Congresso em 2019. O valor estimado para o programa no exercício de 2019 é R$ 29,5 bilhões, já o montante previsto para o programa que está condicionado a aprovação de créditos passou para R$ 5,7 bilhões. O Programa Mais Médicos terá R$ 3,7 bilhões no ano que vem. Já o programa Minha Casa, Minha Vida terá prevista dotação de R$ 4,6 bilhões. Reajuste de servidores O texto mantém Orçamento para reajuste de servidores ativos e inativos do Executivo no próximo ano. Esses aumentos estão previstos em leis de 2016 e 2017. Nesta quarta-feira, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski garantiu os reajustes. O projeto orçamentário foi aprovado com os R$ 4,7 bilhões que asseguram a correção salarial. Os investimentos públicos alcançam o valor de R$ 155,8 bilhões. Dos quais R$ 119,6 bilhões correspondem ao orçamento das estatais. Os demais órgãos públicos vão investir R$ 36,2 bilhões.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/orcamento-de-2019-preve-salario-minimo-de-r-1006-19122018

Sistema S reage à proposta de Paulo Guedes e diz que terá demissões
Data: 20/12/2018

Futuro ministro da economia afirmou que deve cortar repasses. Sesi, Senac e Senai afirmam que serviço será prejudicado

A declaração do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, de que é preciso "meter a faca no Sistema S" provocou reações de entidades que integram o sistema, entre elas o Sesi, o Senac e o Senai. Nesta terça-feira (18), elas divulgaram notas em que dizem que os serviços oferecidos serão prejudicados com a redução dos repasses. Falam em fechamento de unidades e demissão de funcionários. Na segunda-feira (17), depois da declaração de Guedes a uma plateia de empresários, o economista Marcos Cintra, que vai comandar a secretaria especial da Receita Federal, afirmou que a meta, em estudo pela equipe de transição, é cortar pela metade os repasses ao Sistema S. Uma parte das contribuições e tributos que as empresas pagam sobre a folha de pagamento é repassada para as entidades do Sistema S. O dinheiro deve ser usado para treinamento profissional, assistência social, consultoria, pesquisa e assistência técnica. Neste ano, foram repassados R$ 17,1 bilhões. Em 2017, R$ 16,5 bilhões. Em nota, o Sesi e o Senac afirmaram que a redução no repasse de recursos deixaria "mais de 1 milhão de estudantes sem opção de cursos de formação profissional e 18,4 mil funcionários das entidades perderiam o emprego". Rafael Lucchesi, diretor-geral do Senai, afirmou que a proposta terá "efeitos devastadores" sobre essas instituições, responsáveis pela formação técnica e profissional de jovens. No caso do Senai, que atende 2,3 milhões de alunos, ele prevê que 162 escolas, de um total de 541, fechariam as portas com os eventuais cortes. As regiões mais afetadas, afirma Lucchesi, seriam Norte e Nordeste. Sobre o Sesi, que tem 1,2 milhão de alunos na educação básica, Lucchesi diz que os cortes levariam ao fechamento de 155 escolas além de inviabilizar parte da prestação de serviços de saúde. O braço do sistema associado ao setor de transportes também se manifestou após a declaração de Paulo Guedes. Sem citar diretamente os cortes pretendidos pelo novo governo, o presidente do Sest e do Senat, Clésio Andrade, divulgou nota afirmando que foram prestados neste ano, até setembro, 8,6 milhões de atendimentos gratuitos de qualificação profissional. Segundo Andrade, as duas entidades têm hoje 148 unidades responsáveis por 8,7 mil empregos diretos. Desoneração Nesta terça, Marcos Cintra disse que está conduzindo um estudo que envolve baratear o custo de folha de salários e que tem como objetivo principal gerar mais empregos. "O custo da folha de salário hoje é onerado em 20% de contribuição patronal ao INSS e mais 6,5% aproximadamente do Sistema S. E é esse estudo que está sendo objeto agora de uma avaliação muito precisa, porque o principal objetivo é gerar empregos, fazer com que a folha de salário seja menos onerada", disse o futuro secretário. Segundo o economista, o estudo não envolve apenas reduzir a alíquota do Sistema S, mas envolve contribuição patronal ao INSS e "tudo aquilo que onere a folha de salários". "Não existe política mais regressiva, que cause mais desemprego do que você tributar o salário. E que acaba resultando em 13 milhões de desempregados, fora a economia informal", declarou. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/sistema-s-reage-a-proposta-de-paulo-guedes-e-diz-que-tera-demissoes-19122018

Impostômetro atinge hoje marca recorde de R$ 2,3 trilhões
Data: 20/12/2018

Valor corresponde ao total de impostos, taxas, multas e contribuições que os brasileiros pagaram desde o início do ano

O Impostômetro da ACSP (Associação Comercial de São Paulo) vai atingir a marca de R$ 2,3 trilhões, às 22h30 desta quarta-feira (19), pela primeira vez desde a implantação do painel, em 2005. Imposto de importação aumenta custos de produtos nacionais O valor corresponde ao total de impostos, taxas, multas e contribuições que a população brasileira pagou desde o início de 2018. Para todo o ano a projeção é de que o montante chegue a R$ 2,388 trilhões. Impostos: um perrengue para os empreendedores Para a presidente da ACSP (Associação Comercial de São Paulo) e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo), Alencar Burti, "a carga tributária suportada no Brasil, tanto por pessoas físicas como por empresas, é bastante superior à de países com o mesmo nível de renda por habitante, aproximando-se àquela paga por contribuintes das nações mais bem desenvolvidas”. Segundo ele, o recorde de R$ 2,3 trilhões de arrecadação “reflete, por um lado, o impacto positivo da recuperação da atividade econômica sobre a arrecadação e, por outro, o aumento dos royalties do petróleo, assim como a elevação dos preços de combustíveis e da energia elétrica, que são itens altamente tributados”. Receita vai beneficiar empresas que pagam impostos em dia Burti avalia que o sistema tributário brasileiro é extremamente complexo e precisa de uma mudança imediata. "A simplificação e a diminuição da carga tributária estimulariam o crescimento dos negócios, ao mesmo tempo que reduziriam a sonegação e a elisão fiscais. Isso geraria maior arrecadação, o que possibilitaria, conjuntamente com o corte de gastos públicos, o ajuste das contas públicas”.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/impostometro-atinge-hoje-marca-recorde-de-r-23-trilhoes-19122018

Fluminense quer a ofensividade do psicólogo-treinador Fernando Diniz
Data: 20/12/2018

O treinador se destacou com o vice-campeonato Paulista de 2016 do Audax; a nova aposta do Tricolor carioca é formado em psicologia e tem estilo ofensivo

No anuncio oficial da contratação de Fernando Diniz, na última quarta-feira, o Fluminense colocou em nota oficial: "Escolhido pelo perfil estudioso e de trabalho muito intenso". Esta descrição define o treinador, quando sua carreira é avaliada. Fernando Diniz, de 44 anos, apareceu no futebol nacional há quase três anos quando levou o pequeno Audax para a final do Campeonato Paulista, desbancando Palmeiras, Corinthians e São Paulo. O time foi vice-campeão, perdeu para o Santos. Mas o estilo de jogo chamou a atenção do País. Os times de Diniz são ofensivos e o toque de bola é a característica principal de seus comandados. Os tradicionais chutões não são vistos nem quando seu time é pressionado. O goleiro é o mais estimulado a jogar com os pés. Sidão, ex-São Paulo e atualmente no Goiás, se destacou no Paulistão de 2016 exatamente por isso. Em 2018, Fernando Diniz foi para o Athletico Paranense, mas não resistiu aos resultados do Brasileirão. O Fluminense passa por crise política e financeira e busca um trabalho de longo prazo, que faça o time voltar a ser ofensivo. Combina com as características de Fernando Diniz, que, além de trabalhar a parte técnica, trabalha o lado psicológico dos jogadores. Mas ele não desenvolve este trabalho só com a experiência prática, ele foi estudar e se formou em psicologia. Em entrevistas, Diniz afirmou que, se conhecesse melhor o seu lado psicológico e trabalhasse melhor emocionalmente, sua carreira como jogador teria sido outra. Como jogador, o ex-meia atuou em alguns clubes grandes, como: Palmeiras, Corinthians, Santos, Flamengo e no próprio Fluminense. Nas Laranjeiras, ficou de 2000 até 2003, participou de 60 jogos e fez sete gols.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/fluminense-quer-a-ofensividade-do-psicologo-treinador-fernando-diniz-20122018

Ranking da Fifa define potes do sorteio da Copa América
Data: 20/12/2018

Entidade divulgou última edição do ano do ranking. Brasil, Uruguai e Argentina são os cabeças de chave e Colômbia, Chile e Peru compõem o pote 2

A Fifa divulgou, nesta quinta-feira, a última edição do ranking das melhores seleções. As posições decididas pela entidade são importantes para a Copa América, pois definem os potes do sorteio da competição, que vai ser realizada no Brasil, em 2019. O Brasil ficou em terceiro lugar e é o primeiro cabeça de chave. Uruguai (7º lugar) e Argentina (11º) completam o primeiro pote. Colômbia (12º), Chile (13º) e Peru (20º) formam o segundo pote. Venezuela (31º) e Paraguai (32º) compõem o pote 3, que também deve ter o convidado Japão (50º). Equador (57º), Bolívia (59º) e Bolívia (93º) completam o sorteio no último pote. Na Europa, a Bélgica termina 2018 como a melhor seleção do mundo, com um ponto na frente da França, seleção que mais somou pontos desde 2017. Inglaterra terminou no Top 5, enquanto a Alemanha, Itália e Holanda sequer aparecem entre os dez primeiros. As 10 melhores seleções segundo a Fifa: 1. Bélgica (1727 pontos) 2. França (1726 pontos) 3. Brasil (1676 pontos) 4. Croácia (1634 pontos) 5. Inglaterra (1631 pontos) 6. Portugal (1614 pontos) 7. Uruguai (1609 pontos) 8. Suíça (1599 pontos) 9. Espanha (1591 pontos) 10. Dinamarca (1589 pontos)

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/ranking-da-fifa-define-potes-do-sorteio-da-copa-america-20122018

Corinthians tenta enxugar elenco; veja quem saiu e quem negocia
Data: 20/12/2018

Timão já acertou o empréstimo de cinco jogadores, está perto de negociar outros quatros e busca destino para nove que não estão nos planos de 2019

Em busca de reforços, o Corinthians também tem outro foco nesta janela de transferências: se livrar de jogadores que não serão aproveitados pelo técnico Fábio Carille em 2019. O Timão já concretizou alguns empréstimos, mas ainda negocia a saída de outros atletas. Até agora, o Corinthians já acertou o empréstimo de cinco jogadores, está perto de negociar outros quatros e ainda busca destino para nove que também não estão nos planos da comissão técnica para 2019. Veja abaixo quem já deixou o clube, quem está próximo de sair e quem ainda busca outro clube: Lateral-esquerdo Guilherme Romão foi emprestado ao São Bento para 2019. Tem contrato com o Corinthians até abril de 2020. Lateral-direito/volante Mantuan foi emprestado para a Ponte Preta para 2019. Tem contrato com o Corinthians até o fim de 2020. Volante Paulo Roberto foi emprestado ao Fortaleza até o fim de 2019, quando acabará seu vínculo com o Corinthians. Volante Marciel permanecerá por empréstimo ao Oeste. Tem contrato com o Corinthians até o fim de 2020. Centroavante Matheus Matias foi emprestado ao Ceará para 2019. Tem contrato com o Corinthians até o fim de 2022. QUEM ESTÁ PERTO DE SAIR: O lateral-esquerdo Moisés e o volante Jean devem ser trocados pelo jovem Caio Alexandre, do Botafogo. A dupla já defendeu o clube carioca por empréstimo neste ano. O volante Camacho deve continuar emprestado em 2019 ao Atlético-PR, clube que já defendeu neste ano. Tem contrato com o Corinthians até o fim de 2020. O meia Marlone negocia empréstimo para o Goiás até o fim de 2019, quando acabará seu contrato com o Corinthians. QUEM DEVERÁ SAIR: O zagueiro Yago, que esteve emprestado ao Botafogo neste ano, não deve ser aproveitado na próxima temporada. Tem contrato com o Corinthians até o fim de 2019. O volante Fellipe Bastos, que esteve emprestado ao Sport neste ano, é outro que não deve ser aproveitado pelo Corinthians e tem contrato até o fim de 2019. O volante Warian, que esteve emprestado ao Atlético-GO neste ano, também não deve ser aproveitado pelo Corinthians e tem contrato até o fim de 2019. O meia Giovanni Augusto, que esteve emprestado ao Vasco neste ano, não está nos planos do Corinthians e tem contrato até o fim de 2019. O meia Guilherme, que ficou por empréstimo no Atlético-PR desde o meio de 2017, também não deve retornar e tem contrato até o fim de 2019. O meia Marquinhos, que defendeu o Bragantino por empréstimo neste ano, tem contrato com o Corinthians apenas até junho de 2019 e não está nos planos. O atacante Bruno Paulo, que defendeu o CRB por empréstimo neste ano, tem contrato com o Corinthians apenas até o fim de julho e também não está nos planos. O atacante Carlinhos foi emprestado ao Oeste neste ano, mas retornou antes ao Corinthians para tratar uma lesão. Tem contrato com o Timão até o fim de 2020 e deve ser emprestado novamente em 2019. O atacante Gabriel Vasconcelos, que esteve emprestado ao São Bento neste ano, tem contrato com o Corinthians até o fim de 2019, mas não está nos planos da comissão técnica.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/corinthians-tenta-enxugar-elenco-veja-quem-saiu-e-quem-negocia-20122018

Choro de Tanisha Thomas foi o GIF mais usado por brasileiros em 2018
Data: 20/12/2018

Ranking divulgado na tarde desta terça-feira (18) pelo Google também tem cachorro, Bob Esponja e garotinha dançando

Uma cena de Tanisha Thomas chorando foi o GIF — aquelas figurinhas animadas que aparecem nas redes sociais e em mensagens de WhatsApp mais utilizado por brasileiros em 2018. A personalidade do reality show americano Bad Girls Club aparece no topo da lista divulgada pelo Google na tarde desta terça-feira (18). O ranking conta ainda com imagens de cachorro, um trecho do personagem Bob Esponja com corações — o desenho infantil também emplacou uma imagem com Patrick Estrela — e a já clássica cena de uma garotinha dançando muito animada no que parece ser uma apresentação escolar. A lista é feita com base no Tenor, site de busca de GIFs do Google, utilizado em aplicativos como o próprio WhatsApp, além de Twitter, Facebook Messenger, entre outros.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/jovem/choro-de-tanisha-thomas-foi-o-gif-mais-usado-por-brasileiros-em-2018-18122018

Humilhada no 'The Voice' mexicano, Anitta vai às lágrimas, confira!
Data: 20/12/2018

Humilhada no 'The Voice' mexicano, Anitta vai às lágrimas, confira!

Sucesso no mercado internacional, Anitta também começa a colher outros frutos lá fora, nada bons. A cantora foi maltratada pelo cantor de seu time durante a final do "The Voice" mexicano, o programa "La Voz", no último domingo (16). Anitta quase chorou após o desabafo e a alfinetada de Ángel Elizondo, que chegou a final do programa pelo time da cantora, mas não levou o prêmio principal. A vencedora do reality musical foi Cristina Ramos, do time de Carlos Rivera. Após terminar a apresentação, Elizondo pediu para fazer uma declaração e fez Anitta amargar ainda mais a derrota. “Anitta, obrigado por tudo. O México é um país que tem gente muito nobre, por isso mesmo, por essa nobreza, exigimos humildade”, falou ele, humilhando a cantora ao vivo. Sem palavras e com os olhos cheios de lágrimas, Anitta não respondeu nada. Ficou visivelmente constrangida. A colega Natalia Jiménez saiu em defesa da brasileira. O público e os internautas entenderam o desabafo de Ángel como uma crítica pesada a sua técnica no programa: Anitta. Muita gente achou desnecessária essa humilhação da brasileira ao vivo, na TV mexicana. "Para quem tratar a Anitta assim? Não é culpa dela ele ter perdido a final?", questionou uma internauta. "Agora vai colocar a culpa na Anitta?", postou outro. Nas redes sociais, Ángel também teria curtido um comentário de um internauta que detonava a falta de humildade da brasileira. “Bem que eu te disse Anitta, é uma velha estupida que acredita que é melhor que os outros…”, escreveu um internauta que teve seu comentário curtido por Ángel.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/keila-jimenez/humilhada-no-the-voice-mexicano-anitta-vai-as-lagrimas-confira-18122018

Brega funk e emo rap: estilos podem ditar os rumos da música em 2019
Data: 20/12/2018

Gêneros baseados em fusões revelaram novos artistas neste ano e ganharam força entre o público em plataformas de streaming e YouTube

Dois estilos baseados na mistura de gêneros musicais pré-existentes ganharam espaço e revelaram diversos artistas em 2018. No Brasil, o papel coube ao brega funk, espécie de fusão entre arrocha, forró, música eletrônica e funk carioca. No exterior, o fenômeno é o emo rap, que traz as batidas da música negra urbana, mas com vocalizações mais parecidas com as do ritmo que bombou no início da década passada por meio de bandas como Good Charlotte, Fall Out Boy, Panic at the Disco, Simples Plan e Dashboard Confessional. Segundo o Spotify, o brega funk é o quinto novo estilo mais ouvido do momento, enquanto o emo rap lidera a ascensão dos gêneros novatos. Mas embora as nomenclaturas pareçam diferentes e estranhas, foi impossível passar pelo ano de 2018 sem ter escutado ou ouvido falar em artistas dos dois estilos. No Brasil, é até possível determinar o momento em que o público descobriu essa produção musical cujo foco de efervescência está no Nordeste do País (mais especificamente em Pernambuco). O papel de ser um divisor de águas é o hit Envolvimento, de MC Loma e As Gêmeas da Lacração. O sucesso do Carnaval de 2018 fez com que outras regiões prestassem atenção para nomes como MC Troia, MC Bruninho e Aldair Playboy. Esse último é o mais bem-sucedido expoente do subgênero, ajudando a emplacar o nono vídeo mais visto de 2018 no YouTube: Amor Falso. A música de Wesley Safadão, que conta ainda com a participação de Kevinho, foi gravada após o cantor conhecer e gostar da versão original, do próprio Aldair. Além da parceria, o músico ainda fechou contrato com a Luan Promoções, escritório que também cuida da carreira de Safadão. Estrelas locais Aldair Playboy, no entanto, não é o único ícone do brega funk. Um dos nomes que se consagraram em 2018 é MC Troia. Com milhões de visualizações em cada clipe lançado no YouTube, ele virou um astro local, com agenda de dez shows por semana e equipe composta de mais de 20 funcionários. O reconhecimento do artista é tanto que, neste ano, ele foi convocado para tocar no festival Coquetel Molotov, em Recife. Reconhecido como palco de artistas promissores e consagrados de rock, MPB, rap e música eletrônica, o espaço abriu a grade pela primeira vez para um representante de gênero ultrapopular na edição de 2018. Assim como Aldair Playboy, Troia também caiu nas graças de Safadão, que incluiu no repertório a música Balança, Balança. Mas se por aqui o gênero soa como novidade, na periferia do Recife ele é uma realidade há mais de dez anos. E, aos poucos, o movimento sai do gueto para ganhar o Brasil. Não é mais incomum ouvir artistas de outros estados querendo soar parecidos com esse estilo. Jerry Smith e MC WM são exemplos de cantores que inserem elementos do brega funk em seus trabalhos e não cresceram na periferia de Recife. E a própria Kondzilla, produtora de vídeo mais popular do Brasil, já produziu clipes de artistas do estilo, caso de Dadá Boladão, que soma 15 milhões de visualizações no canal do paulista, e da própria MC Loma. Mistura inusitada A aproximação do emo com o rap é algo que o norte-americano e consequentemente o mundo também tem aceitado de braços abertos. Gênero em ascensão nas plataformas de streaming, tem como característica as melodias emo, letras sobre relacionamentos e tristeza e artistas com visuais bastante chamativos: tatuagem no rosto e cabelos coloridos já viraram marcas registradas. Além do som, as polêmicas e tragédias também têm se tornado uma parte indissociável desse subgênero. Em 2018, se alguém ouviu nenhuma música desses artistas, ao menos leu as notícias das trágicas mortes de XXXTentacion e Lil Peep, além das prisões de Tekashi 69 e Lil Pump.O primeiro morreu assassinado aos 20 anos no meio da rua em Derfield Beach, na Flórida, no mês de junho. Após a morte, a música dele atingiu um mórbido sucesso em nível mundial. Lil Peep foi encontrado morto no ônibus de turnê em novembro de 2017, aos 21 anos. A causa? Overdose acidental de remédios. E, por último, os garotos problemas Tekashi 69 e Lil Pump estão com problemas com a Justiça norte-americana. Tekashi é acusado de integrar uma violenta gangue e pode pegar prisão perpétua, enquanto Pump foi detido por posse de drogas em 15 de dezembro. Mas e a música? Assim como as polêmicas, o som faz bastante sucesso. Awful Things, de Lil Peep, soma nada menos que 120 milhões de visualizações no YouTube. ?, de XXXTentacion, foi o terceiro disco mais ouvido no Spotify no mundo todo. Ele também foi o terceiro músico mais ouvido na plataforma em 2018 e teve a segunda música mais bem-sucedida (SAD!), atrás apenas de God's Plan, do astro Drake. ormado principalmente por millenials, o estilo segue uma linha que já é encarada como uma revolução do hip hop — e um resgate do emo. Saem as letras baseadas em crítica social e entram versos que se importam mais com os sentimentos, a melancolia e, claro, um pouco de violência e vingança, porque ainda existe rap nessa mistura. A divisão rítmica e as produções também são diferentes do rap mais tradicional. O ponto inicial desse movimento é, no entanto, um disco de um rapper que já pode ser considerado veterano: Kanye West. No disco 808 and Heartbreak, de 2008, ele adotou o caminho das composições mais românticas e cantadas. Resultado: foi criticado pela imprensa, mas aparecentemente influenciou toda uma geração que estouraria na década seguinte.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/brega-funk-e-emo-rap-estilos-podem-ditar-os-rumos-da-musica-em-2019-18122018

Lindbergh Farias (PT) é condenado por improbidade administrativa
Data: 20/12/2018

Além de multa correspondente a 12 salários do seu último vencimento como prefeito, político está proibido de ter contratos com poder público

A Justiça Federal condenou o senador Lindbergh Farias (PT), ex-prefeito da cidade fluminense de Nova Iguaçu (2005-2010), por improbidade administrativa. A decisão acolhe ação civil pública movida pelo Mistério Público Federal sobre um convênio de R$ 174 mil celebrado entre o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e a Prefeitura de Nova Iguaçu em 2007. As informações foram divulgadas pelo Ministério Público Federal. Em nota, a Procuradoria relata que o convênio tinha como finalidade a adaptação de dez escolas a alunos com necessidades especiais. O senador e ex-prefeito foi condenado as penas previstas no artigo 11 da Lei 8.429/92, quando se deixa de prestar contas quando se é obrigado a fazê-lo. Além de multa correspondente a 12 salários do seu último vencimento como prefeito de Nova Iguaçu, Lindbergh está proibido de efetuar contratos com o poder público, receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de três anos. O ato apontado como ímprobo está ligado à intempestividade da prestação das contas e a responsabilidade do ex-prefeito pela falta de apresentação dos documentos necessários à sua apreciação pelo FNDE, após o término do convênio. "Em se tratando de convênio entre o FNDE e município, a referida responsabilidade compete ao prefeito, uma vez que este é responsável pela ordenação das despesas advindas do cumprimento do objetivo do convênio. Acrescente-se que as contas prestadas no âmbito de convênio detêm natureza de contas de gestão, as quais não se confundem com as contas de governo, cujo julgamento compete ao Poder Legislativo, com auxílio do Tribunal de Contas" explica a Procuradoria. Para o Ministério Público Federal, a responsabilidade do ex-prefeito está, ao assinar termos aditivos, tomar ciência tanto do convênio quanto de sua prorrogação, não se manifestar quanto à prestação de contas reprovada pelo FNDE. Para a Justiça, "a ausência de prestação de contas pelo ex-prefeito não pode ser interpretada como mera inobservância a formalidades legais, sanável pelo posterior cumprimento da obrigação pela administração subsequente, pois sua conduta inviabilizou a regularização das contas prestadas". O prazo concedido para conclusão do objeto do contrato venceu em 20 de junho de 2009 e, até o término do mandato do ex-prefeito, em abril de 2010, estava pendente a formalização do recebimento de seu objeto. Defesa O parlamentar enviou a seguinte nota: "O senador Lindbergh Farias entende que a decisão da Justiça Federal de Nova Iguaçu está equivocada e será modificada no Tribunal Regional Federal. Além de claro cerceamento em seu direito de defesa, a responsabilidade pela prestação de contas convênio objeto da ação civil pública não era de sua responsabilidade enquanto prefeito. Ele sequer assinou o referido convênio. A defesa do senador já interpôs recurso da decisão." Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/lindbergh-farias-pt-e-condenado-por-improbidade-administrativa-20122018

Operação “Praia Limpa” conscientiza banhistas da Paraíba
Data: 20/12/2018

Lixo abandonado mata tartarugas no Nordeste; ação distribuiu sacolinhas para lixo e alertou pessoas sobre importância da reciclagem

O programa social Força Jovem Universal (FJU) realizou, no último dia 9, o projeto “Praia Limpa” na orla de João Pessoa (PB). A ação recolheu resíduos e conscientizou os banhistas sobre a importância de manter as praias limpas para preservação da vida dos animais marinhos e a saúde da população. Os voluntários iniciaram o movimento na praia de Tambaú e percorreram 10 quilômetros até a praia de Cabo Branco. Cerca de 95% do lixo encontrado nas praias brasileiras é composto por itens de plástico, como garrafas, copos descartáveis e canudos, segundo estudo feito pelo Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP), em parceria com o Instituto Socioambiental dos Plásticos (Plastivida). A equipe uniformizada da FJU percorreu as praias paraibanas abordando as pessoas na faixa de areia e distribuindo sacolinhas para lixo. Os voluntários também alertaram os banhistas sobre a importância de armazenar e destinar corretamente os resíduos para a reciclagem. A FJU realiza essa ação uma vez ao ano, sempre antecedendo a chegada dos turistas para as festas de final de ano. Cerca de 40 voluntários participaram. Segundo o responsável da FJU da Paraíba, Josemar Felipe, 70% do lixo recolhido pelos voluntários eram garrafas de plástico. “Nossa missão é fazer a população perceber que manter o meio ambiente equilibrado é responsabilidade da atual e das futuras gerações”. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), são necessários pelo menos 450 anos para que uma garrafa de plástico se decomponha e desapareça do meio ambiente. A bióloga Rita Mascarenhas, coordenadora da ONG Guajiru situada na Paraíba, explica que o plástico é um veneno para os animais marinhos. “Só este ano, foram recolhidas 70 tartarugas mortas no Litoral e 25% delas tinham plástico no estômago”. Apesar do grande dano que o lixo pode causar aos animais marinhos, Rita Mascarenhas esclarece que o plástico descartado de forma inadequada também pode prejudicar a própria população. “O plástico tem produtos químicos que contaminam a água, o solo e, consequentemente, o nosso alimento. O problema é muito mais abrangente que impedir a morte de animais. É também garantir a vida do ser humano em um planeta limpo”, concluiu a bióloga. Animais marinhos confundem plástico com comida Erik Zettler, ecologista microbiano do Instituto Real Holandês de Pesquisas Marítimas, afirma que as espécies marinhas, desde os menores até baleias gigantes, acabam comendo plástico por sentirem nele, cheiro de comida. "Tente cheirar um pedaço de plástico que você encontrar na água da próxima vez que estiver na praia, ele cheira a peixe", explicou Zettler. Isso acontece porque todo plástico no oceano é rapidamente colonizado por uma fina camada de micróbios, normalmente chamada de "plastisfério". Proibição dos canudos de plástico O mundo declarou guerra ao canudo de plástico. Segundo dados da ONG Ocean Conservancy, sediada nos Estados Unidos, foi o 7º item mais coletado nos oceanos em todo o mundo no ano passado. No Brasil, o município do Rio de Janeiro se tornou a primeira cidade brasileira a proibir seu uso. Em meio à busca por alternativas ao plástico, outras opções já vêm sendo usadas, como canudos de metal, de vidro e até comestíveis. O valor da multa pode variar de R$ 500 a R$ 6 mil reais, dependendo da localidade.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/operacao-praia-limpa-conscientiza-banhistas-da-paraiba-20122018

PF faz buscas em endereços ligados ao senador Aécio Neves
Data: 20/12/2018

Autoridades cumprem três mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte (MG). Aécio, mãe e primo são alvos

A PF (Polícia Federal) faz buscas em endereços ligados ao senador Aécio Neves (PSDB) na manhã desta quinta-feira (20). Ao todo, são três mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte (MG). A mãe de Aécio, Inês Maria Tolentino Neves da Cunha, o primo dele Frederico Pacheco e uma empresa de comunicação são alvos da operação, batizada de Ross. A empresa, chamada Albatroz Comunicação, seria da irmã de Aécio, Andrea Neves da Cunha. As buscas têm como objetivo encontrar indícios dos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Os mandados foram pedidos pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e expedidos pelo ministro Marco Aurélio, do STF (Supremo Tribunal Federal). As autoridades investigam suposta propina do grupo J&F a Aécio entre 2014 e 2017. Esta é a segunda operação envolvendo o senador neste mês. A primeira fase da ação foi realizada em 11 de dezembro. Ross é um desdobramento da Operação Patmos, deflagrada pela PF em maio de 2017. O MPF (Ministério Público Federal) afirma que as investigações apuram suposto pagamento de propina a Aécio de cerca de R$ 110 milhões. O senador teria repassado parte do valor para 12 legendas que o apoiaram durante a campanha presidencial de 2014. Outro montante teria sido pago a Aécio em espécie e o restante viabilizado via transferência bancária e pelo pagamento de serviços simulados. Em 2017, Aécio Neves foi denunciado por corrupção passiva e obstrução de Justiça no âmbito de outro inquérito que também apurou relações do político com o grupo J&F. A PF batizou a operação numa referência a um explorador britânico que dá nome à maior plataforma de gelo do mundo localizada na Antártida, fazendo alusão às notas fiscais frias que estão sob investigação. O R7 tenta contato com a defesa dos citados. * Estagiário do R7, sob supervisão de Raphael Hakime

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/pf-faz-buscas-em-enderecos-ligados-ao-senador-aecio-neves-20122018

Influenciado pelo El Niño, verão no Brasil deverá ser mais quente e chuvoso
Data: 20/12/2018

Especialistas e institutos explicam os fatores que serão predominantes na estação que se aproxima

Exatamente às 20h22, horário de Brasília, do dia 21, terá início o verão 2018/2019 no Hemisfério Sul, que promete ser mais quente e chuvoso do que o anterior. De acordo com prognósticos do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC-Inpe) e do Instituto Nacional de Meteorologia, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Inmet-Mapa), a temperatura média em todo o Brasil no trimestre dezembro, janeiro, fevereiro deverá superar os 31.5ºC registrados no mesmo período de 2017/2018. A explicação para isso, segundo a climatologista Alice Macedo, do Grupo de Previsão Climática do CPTEC, está na ocorrência do fenômeno El Niño, que também vai causar alterações no regime pluviométrico em boa parte do país. "Embora desta vez ele esteja classificado como de intensidade de fraca a moderada, é característico dele que eleve a temperatura do Brasil", explica. "O El Niño também está envolvido no aumento de chuvas em algumas regiões e diminuição em outras." O El Niño - Oscilação Sul (ENOS), seu nome completo, é um fenômeno natural, que ocorre a intervalos irregulares, que podem variar de 2 a 7 anos, com duração de seis a 18 meses. Ele é causado pelo aquecimento acima do normal das águas do Oceano Pacífico à altura da linha do Equador, entre as costas oeste da América do Sul e leste da Oceania. O resultado disso é sentido em todo o mundo, com secas mais intensas em algumas partes, como, por exemplo, Austrália, Filipinas, Equador e regiões Norte e Nordeste do Brasil, e chuvas torrenciais e inundações em outros, como no sul país e no México e Estados Unidos. Além disso, os verões e primaveras podem ser mais quentes em regiões como o Sudeste brasileiro e os invernos mais intensos em outras, como a Europa, os furacões mais moderados no Atlântico e os ciclones mais fortes no Pacífico. O último El Niño ocorreu entre o final de 2015 e início de 2016 e foi um dos mais intensos já registrado, desde que o fenômeno começou a ser monitorado em 1950. Sinais do El Niño Hoje (19/12), o Inmet divulgou seu Prognóstico Climático de Verão, com as previsões para a estação que começa na sexta-feira. Segundo o Instituto, o aumento da temperatura da superfície do mar no oceano Pacífico Equatorial começou no final de junho, exceto na região mais próxima da América do Sul. Ou seja, a porção mais central daquele oceano esteve mais quente nos últimos meses. Durante as primeiras semanas de novembro, no entanto, houve uma expansão de águas com temperaturas mais altas em toda faixa equatorial do Pacífico, o que indica o surgimento do El Niño. Ainda de acordo com a nota técnica do Inmet, a maioria dos modelos dinâmicos e estatísticos, gerados pelos principais centros internacionais de meteorologia, indicam uma probabilidade superior a 96% de ocorrência de um novo El Niño. Isso significa que é praticamente certo que o verão que se inicia vai ser influenciado pelo fenômeno. Além do El Niño outros fatores também podem ter impacto no regime de chuvas no país, segundo o Inmet. Entre eles estão a temperatura na superfície do oceano Atlântico Sudoeste, na costa da Argentina e Uruguai - que está acima da média - e o Atlântico Subtropical, próximo ao litoral do Nordeste. O Oceano Atlântico Norte, por sua vez, estará passando de uma fase quente para uma fria, fenômeno chamado de Oscilação Multidecadal do Atlântico (OMA), o que poderá aumentar as precipitações no norte do Nordeste nos próximos meses e anos. Particularidades regionais As previsões do Inmet apontam também que as temperaturas ficarão acima das médias do verão anterior em todas as cinco regiões do país, com algumas diferenças entre estados. No Nordeste, por exemplo, serão mais altas no Maranhão, centro e sul do Piauí, sul do Ceará e no oeste de Pernambuco. Já no Centro-Oeste fará mais calor no Mato Grosso do Sul, norte do Mato Grosso e sul de Goiás. No Sudeste, as temperaturas deverão variar de normal a acima do normal em toda a região. No caso da Região Sul, elas devem ficar um pouco acima da média em praticamente toda a região, com exceção apenas do sul do Rio Grande do Sul, onde podem ficar dentro da normalidade. Quanto às chuvas, as previsões do Inmet indicam que a variação será maior que as temperaturas entre as regiões. Uma das mais acentuadas ocorrerá na Região Norte, onde haverá áreas com precipitações dentro, acima ou abaixo do normal. Elas devem ser superiores à média em Tocantins, grande parte do Amapá e de Roraima, além do oeste e sul do Pará e sul do Acre e Rondônia. No Amazonas, deve chover um pouco menos do que de costume, com exceção apenas do leste do estado. As previsões para o Nordeste indicam que haverá predomínio de áreas com maior probabilidade de chuvas acima da média na Bahia, litoral de Alagoas até o Rio Grande do Norte e no sul do Piauí e do Maranhão. Nas demais, as chuvas ficarão próximas ao normal ou ligeiramente abaixo. No Centro-Oeste, por sua vez, as precipitações deverão ficar dentro do de costume ou ligeiramente acima em toda a região, exceto no sul do Mato Grosso do Sul, onde elas serão mais próximas à média ou um pouco menos. No caso da região Sudeste, a previsão para os próximos três meses é de chuvas variando de normal a ligeiramente acima em grande parte de Minas Gerais, no centro-norte do Espírito Santo e no centro de São Paulo. No Rio de Janeiro elas deverão ficar abaixo da média. Tempestades, normais durante o verão na região, não estão descartadas. Na Região Sul, deverá chover mais do que de costume no sul, centro e oeste do Rio Grande do Sul, leste de Santa Catarina e no norte do Paraná. Nas demais áreas, as chuvas ficarão na média ou um pouco abaixo. Para os meteorologistas não se pode ligar essas previsões de um verão mais quente e chuvoso com as mudanças climáticas e o aquecimento global. "É muito complicado associarmos um verão isolado com esses fenômenos", diz Priscila Pereira Coltri, diretora associada do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri), da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). "Embora um dos padrões descritos para as mudanças climáticas sejam eventos extremos mais intensos, não podemos afirmar cientificamente que esse verão será de um jeito ou de outro por causa das mudanças climáticas globais. Elas são um assunto mais abrangente, que exige mais estudos." BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/influenciado-pelo-el-nino-verao-no-brasil-devera-ser-mais-quente-e-chuvoso-20122018

Novo embate sobre prisão após segunda instância aprofunda crise no STF
Data: 20/12/2018

Decisão de Marco Aurélio que poderia beneficiar ex-presidente Lula gerou reação de Toffoli e pedidos de intervenção no Supremo pelas redes sociais

O novo embate de decisões entre os ministros do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio e Dias Toffoli (atual presidente da Corte) teve como saldo a manutenção da prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula Silva e outros mais de 150 mil presos - além de um aprofundamento do desgaste do Poder Judiciário. Para juristas ouvidos pela BBC News Brasil, o episódio contribui ainda mais para o descrédito da Suprema Corte, já abalada por outros conflitos entre ministros, num processo que fragiliza a democracia brasileira. Logo após Marco Aurélio suspender com uma liminar a prisão de condenados em segunda instância antes do trânsito em julgado (encerramento de todos os recursos nas cortes superiores) horas antes do recesso do Judiciário, pedidos de intervenção no Supremo entraram nos temas mais comentados do Twitter. Entre as hashtags mais usadas nas redes sociais na tarde de quarta-feira estavam #STFVergonhaNacional, #IntervençãoNoSTF e #UmCaboUmSoldado - essa última em referência à declaração do deputado federal Eduardo Bolsonaro (filho do presidente eleito, Jair Bolsonaro) de que bastaria "um cabo e um soldado" para fechar a Corte. A fala gerou forte reação durante a eleição presidencial, inclusive do decano do Supremo, ministro Celso de Mello. Já a hashtag #LulaLivre, comemorando a decisão de Marco Aurélio, liderava os trending topics (tópicos mais comentados) do Twitter. O ex-presidente poderia ser beneficiado pela medida do ministro. Ele está preso há oito meses por ter sido condenado em segundo grau por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). Na noite de ontem, contudo, Toffoli acatou recurso da Procuradoria Geral da República e derrubou a decisão de Marco Aurélio. Juristas ouvidos pela BBC News Brasil se dividiram sobre a correção jurídica das decisões de Marco Aurélio e Dias Toffoli. Eles concordaram, porém, que desgaste gerado é negativo para a Corte. A subprocuradora-geral da República Luiza Frischeisen, coordenadora da Câmara Criminal da Procuradoria-Geral da República (PGR), destacou que liminar de Marco Aurélio contrariava decisões prévias do plenário do Supremo autorizando a prisão após segunda instância desde 2016. Na sua leitura, esse tipo de iniciativa individual acaba colocando em descrédito a Corte e fragiliza a segurança jurídica do país. "É uma Corte, eles têm que se comportar como um colegiado. O Tribunal é respeitado na medida em que observa as próprias decisões colegiadas. Quem perder, tem que respeitar, porque amanhã vai ser o contrário (quem perdeu em outra questão pode não respeitar também)", afirmou Frischeisen. 'Mais um capítulo na crise' Para a constitucionalista Eloisa Machado, professora da FGV Direito SP, a decisão de Marco Aurélio tem que ser vista dentro de um contexto de uma série de decisões controversas tomadas pela Corte por causa dos anseios gerados pela Operação Lava Jato. Ela cita, por exemplo, a incoerência do plenário STF ao afastar o então presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha em 2016, mas no ano seguinte manter ativo o mandato do senador Aécio Neves, ambos investigados por corrupção. No caso da autorização da prisão após segunda instância, lembra a professora, a questão virou uma grande briga no Supremo no início deste ano. De um lado, ministros que ficaram derrotados em 2016, quando a Corte decidiu em placar apertado de 6 a 5 permitir o cumprimento da pena antes do esgotamento dos recursos, passaram a cobrar um novo julgamento da matéria depois que o ministro Gilmar Mendes anunciou ter mudado de posição. De outro lado, ministros que votaram pela autorização da prisão antecipada ficaram contra um novo julgamento porque consideram que decisões do plenário não podem ser revistas em prazo tão curto. Integrante desse grupo, a ministra Cármen Lúcia, presidente do STF até setembro passado, se recusou a pautar novamente a matéria. Já o novo presidente, Toffoli, não quis marcar julgamento polêmico durante as eleições e agendou o caso para abril de 2019. As ações que tratam do tema, de relatoria de Marco Aurélio, terão que ser analisadas pelo plenário de novo porque o julgamento de 2016 teve caráter provisório. Ele justificou a liminar concedida ontem, no último dia de funcionamento da Corte antes do recesso que se estende até janeiro, devido à demora para que as ações voltassem ao plenário. Em entrevista à agência Reuters, ele acusou a ministra Cármen Lúcia (presidente da Corte até setembro) e Toffoli de manipularem a pauta de julgamento. "A crise já estava instalada no Supremo. Essa decisão é mais um capítulo nesse cenário de desgaste no qual o próprio Supremo se colocou ao responder de maneira excepcional, fora do direito, a vários assuntos da Lava Jato", acredita Machado. Para a força-tarefa da Lava Jato, a possibilidade de prisão após segunda instância é importante para combater a impunidade e estimular criminosos a firmarem acordos de delação premiada. Já os que criticam o cumprimento antecipado da pena argumentam que a Constituição só permite que uma pessoa seja considerada culpada e presa após o esgotamento de todos os recursos jurídicos. "Eu acho que a decisão de Marco Aurélio está constitucionalmente adequada no seu conteúdo", afirma a professor da FGV, que é contra a prisão após a condenação em segunda instância. "Agora, que a forma (como ele tomou a decisão) revela essa disputa interna e uma estratégia de fazer isso na véspera do recesso, eu não tenho a menor dúvida", reconhece. Impopularidade é problema? Diante da avalanche de ataques ao Supremo nas redes sociais, o professor de Direito da Universidade de São Paulo (USP) Rafael Mafei ressalta que os ministros da Corte não devem ter receio de tomar medidas impopulares, pois é papel do Supremo proteger princípios constitucionais e direitos de minorias, mesmo quando contrariem a maioria da população. Ele observa, porém, que a forma como Marco Aurélio tomou a decisão de suspender a prisão após condenação em segunda instância fragiliza o STF e alimenta a perda de autoridade da Corte. "A constante impressão que o Tribunal dá de que os seus ministros batem cabeça, que não respeitam as decisões (uns dos outros), é muito ruim", afirma. Segundo ele, a Constituição não garante "poderes absurdos" aos ministros individualmente. "A Constituição dá muito poder ao STF, mas ela fala de um órgão formado por onze pessoas que vão atuar em conjunto. É como se fosse uma junta médica operando. Vamos supor que cada médico que pega no bisturi desfaz o que o outro fez: o paciente vai morrer", critica. Ministro pode derrubar decisão de ministro? Ao conceder a liminar no último dia de funcionamento da Justiça antes do recesso, Marco Aurélio criou um constrangimento para Toffoli. Isso porque o normal no STF é que ministros não podem derrubar individualmente decisões de seus colegas. Na tarde de ontem, o ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Gilson Dipp disse à BBC News Brasil que seria "um desastre institucional" Toffoli derrubar a decisão de Marco Aurélio - o que acabou se confirmando à noite. Já Eloisa Machado, da FGV, ressaltou que não há legalmente previsão de recurso contra liminar de ministro concedida em ação direta de constitucionalidade, caso da liminar de Marco Aurélio. Toffoli, porém, decidiu derrubar a decisão por considerar que a decisão do colega teria sérias consequências. Ele ressaltou também que o julgamento definitivo da matéria já está pautado para abril. "Tem-se, portanto, que a admissibilidade da contracautela pressupõe, entre outros aspectos legais, a demonstração de que o ato impugnado possa vir a causar grave lesão à ordem, à saúde, à segurança e à economia pública", escreveu o presidente na decisão. Para a subprocuradora-geral da República Luiza Frischeisen, Toffoli pôde derrubar a liminar de Marco Aurélio porque ela ia contar decisão prévia do plenário da Corte. "Não é uma situação normal", resumiu. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/novo-embate-sobre-prisao-apos-segunda-instancia-aprofunda-crise-no-stf-20122018

Dodge denuncia Temer ao STF no caso do inquérito dos portos
Data: 20/12/2018

Além do presidente da República, outras cinco pessoas foram apontadas em crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro

A PGR (Procuradoria-Geral da República) denunciou na noite desta quarta-feira (19) o presidente Michel Temer (MDB) no caso do inquérito dos portos. A acusação apresentada pela procuradora Raquel Dodge foi publicada no último dia antes do recesso do Judiciário. O presidente foi denunciado pelos crimes de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro. Além dele, outras cinco pessoas foram acusadas por praticar irregularidades no Decreto 9.472/17, de maio de 2017. O ato beneficiou empresas do setor portuário, com destaque para o Grupo Rodrimar, que opera no Porto de Santos. Leia mais: Toffoli derruba decisão de Marco Aurélio que poderia soltar Lula Os responsáveis pela Rodrimar e pela Argeplan, Antônio Celso Grecco e João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, amigo pessoal de Temer, também foram denunciados. Além deles, integram a lista dos acusados: o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, Ricardo Conrado Mesquita e Carlos Alberto da Costa. Ao todo, é apontada movimentação indevida de R$ 32,6 milhões. Na denúncia, Raquel pede que cada um dos envolvidos sejam condenados com base nas práticas atribuídas a cada um de forma individualizada. Ela também pede a perda da função pública e que os acusados sejam obrigados a pagar indenização por danos morais no valor mínimo de R$ 32.615.008,47. No texto, a procuradora ainda requer que a partir de 1º de janeiro de 2019, denúncia seja encaminhada à 10ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal. Coluna do Fraga: Veja a repercussão entre políticos após decisão de Dias Toffoli Ainda no último mês de outubro, a Polícia Federal teria informado ao STF (Supremo Tribunal Federal) ter encontrado indícios de um suposto esquema. O inquérito dos portos foi aberto em setembro do ano passado, diante da suspeita de Temer ter recebido propina, por meio do então assessor especial, Rodrigo Rocha Loures, para editar um decreto que beneficiou a Rodrimar em alterações legais para o setor. O advogado do presidente no processo envolvendo o inquérito dos portos, Brian Alves Prado, informou que ainda não teve acesso à denúncia. O Palácio do Planalto afirmou que Temer provará sua inocência. "O presidente Michel Temer provará, nos autos judiciais, que não houve nenhuma irregularidade no Decreto dos Portos, nem benefício ilícito a nenhuma empresa". Os advogados dos demais acusados ainda não se manifestaram.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/dodge-denuncia-temer-ao-stf-no-caso-do-inquerito-dos-portos-19122018

Receita libera último lote de restituição do Imposto de Renda
Data: 18/12/2018

Contribuintes podem consultar se foram contemplados por meio do site do órgão ou do telefone 146

Os brasileiros contemplados no último lote de restituição do Imposto de Renda 2018 vão receber os créditos nesta segunda-feira (17). O crédito bancário será disponibilizado para 151.248 contribuintes, totalizando mais de R$ 319 milhões. O lote comtempla os exercícios de 2018, bem como lotes residuais de 2008 a 2017. Os contribuintes podem checar se foram contemplados no lote acessando o site da Receita Federal ou pelo número de telefone 146 (Receitafone). Também é possível acessar via aplicativo para tablets e smartphones. A restituição ficará disponível por um ano no banco e, caso o trabalhador não faça o resgate do valor neste período, precisará fazer um requerimento pela internet mediante o Formulário Eletrônico — Pedido de Pagamento de Restituição. Saiba se você está no último lote de restituição do Imposto de Renda Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/receita-libera-ultimo-lote-de-restituicao-do-imposto-de-renda-17122018

Concursos públicos pagam salário de até R$ 29 mil
Data: 18/12/2018

Há oportunidades em diversos estados do Brasil para brasileiros de diferentes níveis de escolaridade — ensino fundamental, médio, técnico e superior

Os concursos públicos são uma boa oportunidades para os brasileiros desempregados conseguirem se recolocar no mercado de trabalho. Há vagas para todos os níveis de escolaridade em diversos lugares do Brasil. A melhor oportunidade é para atuar como procurador na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, que o aprovado receber salário de R$ 29 mil. Veja as oportunidades selecionadas pelo R7: Concurso para Assembleia Legislativa do Estado de Goiás Vagas: 2 Nível: superior Cargo: procurador Valor da inscrição: R$ 150 Salários: R$ 29.114,95 Prazo de inscrições: até 27 de dezembro de 2018. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Polícia Militar de Minas Gerais Vagas: 150 Níveis: não informado Cargos: soldado — técnico de enfermagem, auxiliares de farmácia, técnico em patologia clínica e técnico de saúde bucal Valor da inscrição: R$122,95 Salários: R$ 3.506,41 Prazo de inscrições: até dia 20 de dezembro de 2018. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para PRF (Polícia Rodoviária Federal) Vagas: 500 Níveis: não informado Cargo: policial rodoviário Valor da inscrição: R$ 150 Salários: R$ 9.473,57 Prazo de inscrições: até dia 18 de dezembro de 2018. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Acre Vagas: 52 Níveis: médio e superior Cargos: assistente administrativo e analista de fiscalização Valor da inscrição: de R$ 58 a R$ 75 Salários: de R$ 1600 a R$ 5.822,44 Prazo de inscrições: até dia 26 de dezembro de 2018. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas Vagas: 339 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: técnico em agropecuária, engenheiro, vigia, assistente técnico, motorista de auto, extensionista social, auxiliar de serviços gerais, motorista fluvial, médico veterinário, técnico de nível superior, auxiliar operacional, assistente social e auxiliar administrativo Valor da inscrição: de R4 30 a R$ 65 Salários: de R$ 2.202,20 a R$ 6.570,95 Prazo de inscrições: até dia 7 de janeiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Agência de Fomento do Amapá Vagas: 229 Níveis: médio e superior Cargos: assistente administrativo de fomento, agente de fomento externo, analista de fomento – advogado, analista de fomento – contador, analista de fomento - tecnologia da informação, analista de fomento – economista, analista de fomento - crédito Valor da inscrição: de R$ 85 a R$ 100 Salários: de R$ 2.074,11 a R$ 3.319,77 Prazo de inscrições: até dia 10 de janeiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Universidade Federal Fluminense Vagas: 190 Níveis: médio e técnico Cargos: administrador, psicólogo, técnico em contabilidade, médico, bibliotecário, auditor, economista, farmacêutico, entre outros Valor da inscrição: de R$ 130 a R$ 180 Salários: de R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66 Prazo de inscrições: de 17 de janeiro a 11 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para estágio na Funai Vagas: não informado Níveis: médio ou superior (candidato precisa estar matriculado) Cargos: estagiários de diversas áreas, como administração, engenharia, direito, jornalismo, ciências contábeis, serviço social, museologia, entre outros. Valor da inscrição: não informado Salários: de R$ 203 a R$ 520 Prazo de inscrições: até dia 4 de janeiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura Cambuci (RJ) Vagas: 148 Níveis: médio e superior Cargos: agente administrativo, motorista, técnico de enfermagem, técnico em radiologia, topógrafo, auditor fiscal de tributos e renda, assistente social, engenheiro civil, enfermeiro, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, farmacêutico, psicólogo, procurador municipal, procurador, pedagogo, facilitador de oficina, orientador social, controlador interno, auditor de controle interno, médico psiquiatra, médico plantonista, médico intensivista, médico anestesista, médico cirurgia geral, médico ginecologista e obstetra, médico ortopedista e traumatologista, médico pediatra, médico usg, médico cardiologista, médico clínica médica, médico dermatologista, médico urologista, médico gastroenterologista e clínica médica, médico auditor, médico radiologista e médico neurologista Valor da inscrição: de R$ 68 a R$ 90 Salários: de R$ 935 a R$ 4.652,38 Prazo de inscrições: até dia 21 de dezembro de 2018. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Defensoria Pública do Estado da Bahia Vagas: 41 Níveis: médio e superior Cargos: analista técnico de nível superior, agente administrativo e técnico em informática Valor da inscrição: de R$ 50 a R$ 70 Salários: de R$ 1.543,99 a R$ 2.614,65 Prazo de inscrições: até dia 30 de dezembro de 2018. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Paço do Lumiar Vagas: 587 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: assistente jurídico, procurador, auditor fiscal, analista de sistema e programação, arquiteto, assistente social, bibliotecário, biólogo, contador, engenheiro civil, especialista em educação básica, professor interpretes em libras, instrutor de braille, fonoaudiólogo, professor de artes, professor de ciência, professor de educação física, professor de filosofia, professor de geografia, professor de história, professor de inglês, professor de matemática, professor de português, sociólogo, psicopedagogo, educador físico, professor educação inclusiva, professor educação infantil, professor anos iniciais e técnico de educação especial, técnico administrativo, cuidador, agente municipal de trânsito, agente da guarda municipal, fiscal de postura, fiscal tributário, técnico em informática, técnico agrícola, técnico em contabilidade, técnico em segurança do trabalho, tutor de alunos, agente administrativo e digitador, agente de correição, auxiliar de serviços diversos, coveiro, merendeira, operador de máquinas e vigia Valor da inscrição: de R$ 52 a R4 135 Salários: de R$ 954 a R$ 6.697,50 Prazo de inscrições: até dia 18 de janeiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Detran do Pará Vagas: 100 Nível: médio Cargos: agente de fiscalização de trânsito e agente de educação de trânsito Valor da inscrição: R$ 35 Salário: R$ 2.191,52 Prazo de inscrições: até dia 20 de dezembro de 2018. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Universidade Estadual de Montes Claros Vagas: 96 Níveis: técnico e superior Cargos: analista universitário de saúde, analista universitário, técnico universitário e técnico universitário de saúde Valor da inscrição: de R$ 80 a R$ 100 Salários: de R$ 960,75 a R$ 1.719,07 Prazo de inscrições: até 21 de janeiro de 2018 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Foz do Iguaçu Vagas: 109 Níveis: médio e superior Cargos: agente administrativo, assistente social júnior, enfermeiro do trabalho júnior, enfermeiro júnior, engenheiro ambiental júnior, engenheiro químico júnior, engenheiro sanitarista júnior, farmacêutico júnior, fonoaudiólogo júnior, geólogo júnior, médico da família, médico do trabalho júnior, médico veterinário júnior, procurador do município júnior, psicólogo junior, técnico desportivo júnior e terapeuta ocupacional Valor da inscrição: de R$ 70 a R$ 110 Salários: de R$ 1.965,36 a R$ 3.656,23 Prazo de inscrições: até dia 8 de janeiro de 2018. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Universidade Estadual do Oeste do Paraná Vagas: 613 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: assistente social, bioquímico, enfermeiro, engenheiro de segurança do trabalho, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista e psicólogo médico/especialidades e médico do trabalho, técnico em enfermagem, técnico em higiene dental, técnico em laboratório e técnico em radiologia Valor da inscrição: de R$ 120 a R$ 180 Salários: de R$ 2.132,74 a R$ 4.915,55 Prazo de inscrições: até 4 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Macaíba (RN) Vagas: 627 Níveis: médio e superior Cargos: diversas áreas Valor da inscrição: de R$ 85 a R$ 105 Salários: de R$ 1082,24 a R$ 3710 Prazo de inscrições: até dia 10 de janeiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/concursos-publicos-pagam-salario-de-ate-r-29-mil-17122018

Preço do botijão de gás sobe 3 vezes mais que inflação em quase 2 anos
Data: 18/12/2018

Com GLP vendido na faixa de R$ 70, famílias, principalmente de baixa renda, são obrigadas a redimensionar orçamento doméstico

O preço do botijão de gás subiu três vezes mais do que a inflação entre janeiro de 2017 e novembro de 2018. Item indispensável no dia a dia de milhões de brasileiros, o valor médio cobrado pelo GLP subiu em média 20,64%, segundo dados do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). A inflação oficial, medida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no período foi de 6,64%. A pesquisa semanal de preços realizada pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) dá uma ideia de quanto o combustível está mais caro. No começo do ano passado, um botijão de 13 kg custava em média R$ 55,61. Agora em dezembro, é vendido no patamar de R$ 69,53: alta acumulada de 25%. A explicação se dá no custo do próprio GLP, que saltou de R$ 13,24 em janeiro de 2017 e em outubro (último dado disponível) custava R$ 23,30: 76% mais caro. O restante do valor de um botijão é imposto e margem de lucro (confira ilustração abaixo). O economista André Braz, do FGV IBRE (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), explica que esse custo extra atinge principalmente os mais pobres. "Houve aumento real acima da inflação, o que força a um redimensionamento do orçamento das famílias de baixa renda, por ser uma despesa de primeira necessidade." O peso foi ainda maior quando são analisados os números do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), que mede a inflação para famílias que ganham até cinco salários mínimos por mês. O índice acumulado de janeiro de 2017 a novembro de 2018 foi de 5,42%, enquanto a inflação do botijão de gás foi de 20,3%: quase quatro vezes mais. "No INPC, o botijão de gás representa 2,14% do índice. Isso é muito importante se você considerar que são 383 subitens analisados. O grupo alimentação inteiro, por exemplo, tem um peso de 30%. Então, 2,14% é bastante para um único item", explica o analista de de preços do IBGE Pedro Kislanov. Reajustes A Petrobras afirma que os reajustes do GLP vendido às distribuidoras são feitos de maneira trimestral desde janeiro deste ano. "O gás de cozinha para ser comercializado em botijões de 13 kg tem o preço de venda formado pela média das cotações dos gases butano e do propano no mercado europeu, mais uma margem de 5%", diz. Além desses dois produtos, a Petrobras passou a incluir no cálculo a cotação do dólar. A moeda norte-americana acumulou alta de 6,3% no segundo semestre de 2017 e mais 16,33% neste ano. O preço do GLP vendido às distribuidoras subiu 89,3%, na comparação entre janeiro de 2017 e dezembro de 2018. O Brasil aumentou em 13,9% as importações de GLP entre janeiro e outubro, na comparação com o mesmo período do ano passado. A produção do derivado nas refinarias brasileiras cresceu apenas 1,6%. Os gastos para importar GLP cresceram 48,5% e atingiram o maior patamar para o período desde 2014: US$ 920,2 milhões. A Petrobras responde por 99,9% das importações do combustível. "O preço de venda às distribuidoras não é o único determinante do preço final ao consumidor. Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas pela Petrobras podem ou não se refletir no preço final, que incorpora impostos e repasses dos demais agentes do setor de comercialização, como distribuidores e revendedores", acrescenta a companhia.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/preco-do-botijao-de-gas-sobe-3-vezes-mais-que-inflacao-em-quase-2-anos-16122018

Conmebol sorteia grupos da Copa Libertadores 2019; veja as chaves
Data: 18/12/2018

Oito times brasileiros lutarão pelo título da 60ª edição do torneio. Palmeiras tem chave complicada e São Paulo caminho difícil até fase de grupos

A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) sorteou na noite desta segunda-feira (17), em Luque, no Paraguai, os grupos da 60ª edição da Copa Libertadores, que será disputada a partir do dia 22 de janeiro de 2019. O Brasil terá oito equipes lutando pelo título: Palmeiras, Flamengo, Internacional, Grêmio, Cruzeiro, Athletico Paranaense, São Paulo e Atlético-MG. Na pré-Libertadores, o São Paulo enfrentará o Talleres-ARG, enquanto o Atlético Mineiro jogará contra o Danubio-URU. As chaves ficaram definidas da seguinte forma: Grupo A River Plate-ARG, Internacional, Alianza Lima-PER, G4 (Talleres ou São Paulo) Grupo B Cruzeiro, Emelec-EQU, Huracán-ARG, Deportivo-VEN Grupo C Olimpia-PAR, Sporting Cristal-PER, Godoy Cruz-ARG, Universidad Concepción-CHI Grupo D Peñarol-URU, Flamengo, LDU-EQU, Bolivia 2 Grupo E Nacional-URU, Cerro Porteño-PAR, Zamora-VEN, G1 (Danubio-URU x Atlético Mineiro) Grupo F Palmeiras, San Lorenzo-ARG, Junior Barranquila-COL, Tolima-COL Grupo G Boca Juniors, Athetico Paranaense, Jorge Wilstermann-BOL, G2 Grupo H Grêmio, Universidad Católica-CHI, Rosario Central-ARG, G3 Fase preliminar Os confrontos da chamada pré-Libertadores serão os seguintes: FASE 1 Delfín-EQU x Nacional-PAR (E1) Deportivo La Guaira-VEN x Real Garcilaso-PER (E2) BOLIVIA 4 x Defensor-URU (E3) FASE 2 Danubio-URU x Atlético Mineiro (C1) Melgar-PER x Universidad de Chile-CHI (C2) BOLIVIA 3 x Libertad-PAR (C3) Palestino-CHI x Independiente de Medellín-COL(C4) Talleres-ARG x São Paulo (C5) E2 x Atlético Nacional-COL (C6) E1 x Caracas-VEN (C7) E3 x Barcelona-EQU (C8) FASE 3 C1 x C8 (G1) C2 x C7 (G2) C3 x C6 (G3) C4 x C5 (G4) Final em jogo único A próxima Libertadores será a primeira com palco da final já estabelecido e jogo único. A Conmebol justificou a decisão, que foi criticada por torcedores, pelo lado da gestão e dos negócios. A decisão será realizada no estádio Nacional, em Santiago, no Chile. "É uma forma de promover o desenvolvimento esportivo do futebol sul-americano, por meio de maiores recursos, mais investimentos e melhores padrões em todos os níveis", afirmou Alejandro Domínguez, presidente da entidade, em agosto, quando anunciou o novo formato do evento. Vexame na final A medida ocorre um ano depois do maior vexame da história do torneio. Sem condição de segurança para promover o jogo de volta da final, entre River Plate e Boca Juniors, a entidade levou a partida para o estádio Santiago Bernabéu, em Madri. O River, que não pôde atuar em seu campo por causa dos ataques que sua torcida fez ao ônibus do Boca em Buenos Aires, acabou campeão da competição. Curta a página R7 Esportes no Facebook Veja as contratações oficializadas até agora pelos clubes da Série A

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/conmebol-sorteia-grupos-da-copa-libertadores-2019-veja-as-chaves-18122018

Galiotte vê experiência a favor do Palmeiras na 4ª Liberta seguida
Data: 18/12/2018

Time alviverde disputou as três últimas edições e foi um dos cabeças de chave do sorteio deste ano. Palmeiras busca o bicampeonato da competição

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, considera que a experiência adquirida pelo clube recentemente será um diferencial para disputar a Libertadores de 2019. Após o sorteio dos grupos, nesta segunda-feira (17), o dirigente citou a importância de jogar a quarta edição consecutiva da competição, em que foi semifinalista em 2018. "Pegamos o San Lorenzo, um time tradicional, e o Junior Barranquilla, que jogou a final da Copa Sul-Americana. Libertadores é isso, tem jogos difíceis. Precisamos estar preparados, porque é uma batalha, uma competição complexa. Mas é a nossa quarta participação consecutiva, isso ajuda na preparação. Temos um elenco qualificado e acreditamos muito no potencial do grupo, mas sabemos que a dificuldade é muito grande", disse o mandatário palmeirense em entrevista ao canal Fox Sports. Além de San Lorenzo-ARG e Junior Barranquilla-COL, o time alviverde enfrentará na fase de grupos o vencedor do confronto G2 na fase preliminar. Melgar-PER, Universidad de Chile-CHI, Caracas-VEN, Delfin-EQU ou Nacional-PAR são os candidatos. O Junior foi rival também na edição de 2018. "São jogos muito complicados. O grupo do Palmeiras é um dos mais difíceis. É, realmente, muito complicado. O momento do Junior Barranquila é muito bom, acabou de disputar a final da Sul-Americana, e o grupo ainda tem o San Lorenzo e o Palmeiras, duas equipes que ganharam a Libertadores, além de um adversário que ainda não conhecemos. São jogos complicados. É uma situação em que, realmente, teremos de estar muito preparados", acrescentou Galiotte. Curta a página do R7 Esportes no Facebook Uma novidade para a próxima edição será o aumento dos valores das premiações. O campeão, por exemplo, receberá 12 milhões de dólares (cerca de R$ 46,8 milhões), cifra que equivalente ao dobro recebido pelo River Plate pelo título desta temporada. "Tivemos uma reunião hoje à tarde na Conmebol e foi nos apresentado os números. Aumento importante em relação ao ano passado, ao redor de 50%, e, de cinco anos pra cá, o número triplicou. A Conmebol tem procurado distribuir valores maiores para os clubes. Isso é importante porque valoriza a competição mais importante do continente. É importante ter essa recompensa. Investimos bastante, temos arenas modernas, grandes elencos e somos cobrados para isso. É importante a premiação ser à altura do desafio que temos na Libertadores", completou o presidente do Palmeiras.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/galiotte-ve-experiencia-a-favor-do-palmeiras-na-4-liberta-seguida-18122018

Lugano vê sequência difícil para São Paulo na Copa Libertadores 2019
Data: 18/12/2018

Superintendente de relações institucionais do Tricolor vê dificuldades ao encarar Talleres-ARG no primeiro confronto do torneio sul-americano

O uruguaio Diego Lugano, um dos representantes do São Paulo no sorteio dos confrontos da Copa Libertadores 2019, em Luque, no Paraguai, classificou o duelo com o Talleres, da Argentina, como desafiador para o clube do Morumbi. "Sensação é de alegria por ver o São Paulo de novo na Libertadores, entre os maiores do continente. Já é algo positivo. Sobre o sorteio, a Libertadores começa a pegar na fase prévia para o São Paulo. O Talleres é um gigante de Córdoba, com investimento estrangeiro nos últimos anos, com uma torcida grande", disse Lugano, que emendou: "Para nós, a Libertadores pegada mesmo já começa nessa fase prévia. Se ganhar, provavelmente vem o Independiente Medellín, que é muito copeiro, já ganhou copa. E se classificar vem uma série bonita com River, Inter e Alianza Lima. Desafio grande. O São Paulo terá que encontrar sua melhor versão para superar essas dificuldades", disse. De acordo com o sorteio desta noite, o Tricolor estreia nos dias 5, 6 ou 7 de fevereiro, em Córdoba. A partida de volta, no Morumbi, acontecerá na semana seguinte, nos dias 12, 13 ou 14 do mesmo mês. Nos próximos dias, a Conmebol decidirá as datas e horários do confronto entre brasileiros e argentinos. Para chegar na fase de grupos da principal competição do continente, o Tricolor precisa eliminar os argentinos e, na sequência, derrotar o vencedor do confronto entre Palestino, do Chile, e Independiente Medellín, da Colômbia. Com essa combinação de resultados, o time do técnico André Jardine entraria no Grupo A da Libertadores, com River Plate, Internacional e Alianza Lima. "A sequência do São Paulo, com certeza, é mais difícil tanto na fase prévia quanto na fase de grupos. Mas com certeza na Colômbia e na Argentina, quando saiu a bolinha do São Paulo, também ficaram muito preocupados. Já falei com amigos argentinos e a repercussão é essa. O São Paulo tem que encontrar sua melhor versão e aproveitar sua tradição. Cada vez que tem uma reunião assim você percebe que o São Paulo é muito respeitado e muito temido", concluiu Lugano, relembrando a tradição do Tricolor na principal competição de clubes da América do Sul.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/lugano-ve-sequencia-dificil-para-sao-paulo-na-copa-libertadores-2019-18122018

Modelo revela que teve caso com Woody Allen aos 16 anos
Data: 18/12/2018

Após mais de 40 anos, Christina Engelhardt contou em entrevista ao Hollywood Reporter detalhes da relação secreta com o cineasta

Woody Allen se envolveu em uma nova polêmica após a modelo Christina Engelhardt revelar que teve um caso com o cineasta quando tinha apenas 16 anos. Em entrevista ao Hollywood Reporter, ela relembrou que tudo começou em 1976, em um restaurante em Nova York. Christina relatou ter avistado Allen no local e decidiu passar o número do telefone dela para o diretor. "Você dá muitos autógrafos, então aqui está o meu", escreveu a modelo. No dia seguinte, Allen, que tinha 41 anos na época, ligou para a jovem e os dois começaram a se encontrar no apartamento do cineasta. O caso entre os dois era secreto e, segundo Christina, as janelas e cortinas do apartamento do diretor, nos arredores do Central Park, estavam sempre fechadas. "A vista provavelmente era linda, mas eu nunca pude ver", afirmou. Após alguns anos de relacionamento, Allen começou a levar outras mulheres para os encontros, inclusive, Mia Farrow, com quem ele se casou depois. "Eu me senti enjoada, não queria estar lá [no quarto com os dois], mas não tinha coragem de ir embora. Ir embora significaria que tudo estaria acabado. Olhando para trás, sei que era disso que eu precisava. Mas não ter Woody na minha vida parecia absurdo naquela época", declarou Christina. Na entrevista, a modelo também falou sobre Manhattan, filme lançado por Allen em 1979 e considerado um dos melhores trabalhos da carreira do cineasta. No longa, ele vive um escritor que tem um caso com uma adolescente. A trama surpreendeu Christina por conta das semelhanças com o relacionamento dos dois. "Chorei durante toda a sessão. Foi como se todos os meus piores medos viessem à superfície. Era assim que ele se sentia sobre mim? Nós dividimos uma conexão tão forte, desde o começo, e aqui estava essa interpretação de mim para todos os críticos de arte verem e desconstruírem." Christina reforçou ainda que decidiu revelar a história do passado não para prejudicar Allen mas para trazer uma nova visão sobre o escândalo envolvendo o cineasta — que foi acusado de assédio sexual, inclusive pela filha adotiva.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/modelo-revela-que-teve-caso-com-woody-allen-aos-16-anos-17122018

Leo Stronda e Luane Dias terminam namoro por 'problemas de agenda'
Data: 18/12/2018

Leo Stronda e Luane Dias confirma término da relação que começou dentro do reality da Record TV, com promessa de virar 'casamento'

Durou menos de um mês fora do confinamento o namoro de Leo Stronda e Luane Dias. O casal que se formou dentro de "A Fazenda 10" não está mais junto. Os dois iniciaram o romance dentro no programa no dia 15 de outubro. Ficaram cerca de um mês juntinhos no confinamento. PUBLICIDADE Luane deixou "A Fazenda" no dia 15 de novembro, ao ser eliminada em uma roça contra Catia Paganote. Jurou esperar por Leo do lado de fora. Os dois chegaram a fazer planos de morarem juntos assim que o reality da Record TV acabassem. Sim, eles falavam de 'casamento'. Pareciam estar apaixonados quando se reencontraram no dia 23 de novembro, no ' Programa Hoje em Dia' um dia após Leo deixar o reality. Mas a relação acabou. "O término, passivo, aconteceu em comum acordo, dada a incompatibilidade de agendas que estão enfrentando no momento", declarou a assessoria de imprensa deles. O casal não descartou retomar o romance no futuro e diz que o carinho e o respeito permanece. Os fãs do casal estão arrasados com a separação.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/keila-jimenez/leo-stronda-e-luane-dias-terminam-namoro-por-problemas-de-agenda-15122018

Marília Mendonça é flagrada divulgando projeto na rua
Data: 18/12/2018

Sertaneja foi vista em Campo Grande na manhã desta terça-feira (11) realizando a divulgação de show secreto 'Te Vejo Em Todos Os Lados'

A cantora Marília Mendonça foi descoberta no Centro de Campo Grande nesta terça-feira (11). A loira, que estava distribuindo panfletos para a divulgação de um show secreto do projeto Te Vejo Em Todos Os Lados, surpreendeu fãs disfarçada com boné e óculos escuros. PUBLICIDADE Marília chegou ao local com a equipe no final da manhã e andou pela calçada entregando panfletos de divulgação do show. As pessoas não a reconheceram de início, mas, assim que perceberam a presença da loira, começaram a pedir fotos. Com toda a aglomeração de pedestres, ela tirou fotos e convidou os fãs para o show que começa às 19h na cidade de Mato Grosso do Sul e será gratuito. A sertaneja também distribuiu panfletos no Ceará e em outros estados do país para a propaganda do mesmo show secreto, que já aconteceu em algumas cidades como: Fortaleza, Goiânia, Cuiabá, Natal, São Luís do Maranhão, Palmas. Após divulgação, as fotos das cidades que a cantora passa são publicadas nas redes sociais.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/marilia-mendonca-e-flagrada-divulgando-projeto-na-rua-11122018

Como Embraer foi da quase falência a acordo bilionário com a gigante americana Boeing
Data: 18/12/2018

Pelo acordo, que ainda depende de aprovação do governo brasileiro, será criada uma nova empresa de aviação comercial, com participação de 80% da Boeing e 20% da Embraer.

O anúncio nesta segunda-feira da aprovação dos termos de uma parceria entre a Embraer e a gigante americana Boeing marca uma nova etapa na longa trajetória da empresa brasileira. Pelo acordo, que ainda depende de aprovação do governo brasileiro, será criada uma nova empresa de aviação comercial, com participação de 80% da Boeing e 20% da Embraer. Em comunicado, as empresas informaram que a americana pagará US$ 4,2 bilhões (cerca de R$ 16,4 bilhões) pela compra, US$ 400 milhões a mais do que o divulgado inicialmente. Fundada em 1969 com apoio do governo brasileiro, a Embraer é a terceira maior exportadora do Brasil e modelo em inovação. Mas ao longo de quase cinco décadas, a empresa enfrentou altos e baixos e já esteve à beira da falência. Origens A Embraer tem suas origens no Centro Técnico Aeroespacial (CTA) e no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). Em 1965, um grupo de técnicos formados pelo instituto, sob a liderança do engenheiro aeronáutico e então major da FAB (Força Aérea Brasileira) Ozires Silva, começou a trabalhar no projeto de um avião bimotor, turboélice e capaz de transportar cerca de 20 passageiros. Em 1968, essa aeronave, batizada de Bandeirante, fez seu primeiro voo. No ano seguinte, a Embraer foi criada para a produção em série do Bandeirante, inicialmente desenvolvido pelo CTA. Ozires Silva assumiu como primeiro presidente da empresa. Ao longo da década de 1970, a Embraer desenvolveu outros modelos de destaque, como o monomotor EMB-200 Ipanema, para pulverização agrícola, o EMB-326 Xavante, primeiro avião a jato produzido no país, fabricado sob licença da companhia italiana Aermacchi e usado no treinamento de pilotos militares, e o EMB-21 Xingu, primeiro turboélice pressurizado fabricado pela empresa para uso executivo. Nos anos 1980, ganharam notoriedade modelos como o EMB 120 Brasília, com capacidade para 30 passageiros, o EMB 312 Tucano, para a área de defesa, e o AMX, caça supersônico produzido em parceria com a Aermacchi entre 1985 e 1999. Crise e privatização A partir do final da década de 1980, a Embraer foi atingida pela crise financeira que castigava a economia brasileira e quase chegou à falência. Depois de um longo processo, a empresa foi privatizada em dezembro de 1994, no fim do governo do presidente Itamar Franco, por R$ 154,1 milhões (em valores da época). O acordo de privatização garantiu ao governo a chamada "golden share", uma ação preferencial que dá direito a veto a decisões estratégicas, como a transferência de controle acionário. A recuperação da Embraer após a restruturação foi impulsionada por projetos como o do jato comercial ERJ-145, para 50 passageiros, e outros modelos da mesma família, e o programa de E-jets de aviões comerciais, focado no segmento de jatos de 70 a 120 assentos. Atualmente a Embraer está entre as maiores fabricantes de jatos de passageiros do mundo, é a terceira maior exportadora do Brasil e encabeça listas de empresas mais inovadoras do país. A empresa tem sede em São José dos Campos, unidades no país e no exterior e joint ventures na China e em Portugal. O namoro com a Boeing ganhou força há um ano, logo após o anúncio de que a europeia Airbus, concorrente da americana, havia comprado a divisão de jatos regionais da canadense Bombardier, principal concorrente da Embraer no segmento de mercado em que operam. Maior fabricante de aeronaves do mundo, a Boeing não tem uma linha de aeronaves de médio e pequeno porte, para voos regionais, e ficaria em desvantagem diante da Airbus. Com a parceria, a Boeing poderá acessar esse segmento, em que a Embraer é líder. A parceria entre Airbus e Bombardier também poderia representar um risco à Embraer, em um mercado cada vez mais disputado e em meio a avanços em outros países, como a China, no segmento de aviões de médio porte. O avião multimissão KC-390 "Está havendo mudança muito grande no perfil da indústria", disse à BBC News Brasil Glauco Arbix, professor da USP e co-coordenador do Observatório da Inovação do IEA (Instituto de Estudos Avançados). Arbix acredita que, do ponto de vista tecnológico, o Brasil não está preparado para os enormes desafios que a Embraer tem pela frente. "Os desafios tecnológicos da Embraer são muito grandes. A indústria aeronáutica está mudando muito profundamente e rapidamente", observa. Mas o professor afirma também que, com esse acordo, o Brasil fica desprovido de uma de suas empresas-chave. "A Embraer com certeza é a empresa mais avançada que o Brasil tem", ressalta. "Desse ponto de vista, eu acho que o Brasil perde com essa compra." Nova empresa A união da americana e da brasileira cria uma gigante global de aviação, com forte atuação tanto no segmento de longa distância quanto na aviação regional. Segundo comunicado das empresas, essa joint venture será liderada por uma equipe de executivos sediada no Brasil. O controle operacional e de gestão ficará com a Boeing. "A Embraer terá poder de decisão para alguns temas estratégicos, como a transferência das operações do Brasil", diz o texto. A brasileira poderá vender sua parte para a Boeing a qualquer momento. "Estamos confiantes que esta parceria será de grande valor para o Brasil e para a indústria aeroespacial brasileira como um todo. Esta aliança fortalecerá ambas as empresas no mercado global e está alinhada à nossa estratégia de crescimento sustentável de longo prazo", disse o presidente e CEO da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva. As empresas também comunicaram um acordo sobre os termos de outra parceria para promover e desenvolver novos mercados para o avião multimissão KC-390. Nessa joint venture, a Embraer fica com o controle, com 51% de participação, e a Boeing, com 49%. Com a venda da divisão comercial, a Embraer vai manter o domínio apenas sobre as áreas de defesa, aviação executiva e serviços, além de projetos estratégicos já em curso. Além de ser aprovado pelo governo brasileiro, o acordo precisa ser ratificado pelo Conselho de Administração da Embraer passar pela aprovação de acionistas e autoridades regulatórias. O presidente eleito, Jair Bolsonaro, que toma posse em 1º de janeiro, já se manifestou favoravelmente à parceria. A expectativa é de que essa negociação seja concluída até o final de 2019. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/como-embraer-foi-da-quase-falencia-a-acordo-bilionario-com-a-gigante-americana-boeing-18122018

Uso de água no Brasil deve crescer 24% até 2030
Data: 18/12/2018

Diretor da ANA afirma que a projeção de crescimento é preocupante, apesar de o País ter registrado um avanço de 80% no total de água

Na próxima década, o aumento do consumo de água tratada no Brasil é um dos fatores que deverá amplificar os problemas causados pelas estiagens prolongadas e a precária infraestrutura nacional de distribuição. Até 2030, o uso da água terá um crescimento de 24% sobre o volume atual, resultado do processo de urbanização, expansão da indústria, agronegócio e economia. A informação faz parte do estudo Conjuntura dos Recursos Hídricos — 2018. A reportagem teve acesso aos principais dados do levantamento elaborado anualmente pela Ana (Agência Nacional de Águas). O material deve ser divulgado nesta semana. A retirada total de água no País para consumo foi de 2.083 metros cúbicos por segundo (m³/s) em 2017. O principal destino dessa água foi o agronegócio. A irrigação respondeu por 52% do volume total, além de outros 8% serem utilizados para a criação de animais. O abastecimento humano nas cidades representou 23,8% do consumo, seguido pela indústria (9,1%), usinas termoelétricas (3,8%), abastecimento rural (1,7%) e mineração (1,6%). As regiões hidrográficas que apresentam a maior retirada são as da bacia do Rio Paraná (496 m³/s), seguida pela bacia do Atlântico Sul (305 m³/s) e pela bacia do São Francisco (282 m³/s). Juntas, essas regiões são responsáveis por aproximadamente 52% da retirada total de água no Brasil. Marcelo Cruz, diretor da ANA, afirma que a projeção de crescimento é preocupante, apesar de o País ter registrado um avanço de 80% no total de água nas últimas duas décadas. "A perspectiva de crescimento é elevada e inspira um sinal de alerta, para que tenhamos uma gestão compatível. Não significa que estejamos em um cenário fora do controle, porque nossos números de oferta de água são confortáveis", diz Cruz. "Por outro, há muito a ser feito. Mais da metade das águas que retiramos dos nossos mananciais e produzimos não chega ao consumidor, por problemas de infraestrutura." Reservatórios As chuvas de 2018 têm colaborado para a recuperação de alguns dos maiores reservatórios de água do País, como Sobradinho (BA) e Furnas (MG), apesar dessas barragens necessitarem de mais algumas temporadas com grande precipitação para recuperarem seus níveis regulares. Há exatamente um ano, o lago de Sobradinho, principal reservatório da Região Nordeste, localizado no Rio São Francisco estava com apenas 4% de sua capacidade total de água. Hoje esse volume está em 29%. O reservatório de Furnas, o "mar de Minas" que banha 34 municípios mineiros, estava com 10% de seu volume máximo de água um ano atrás. Hoje acumula 24% em sua barragem. Neste ano, as precipitações também têm sido favoráveis ao reservatório do Rio Descoberto, lago localizado a 50 quilômetros de Brasília, que abastece mais de 60% do consumo do Distrito Federal. Um ano atrás, o Descoberto agonizava com só 5,3% de seu potencial. Nesta segunda-feira (17), conforme dados da Adasa (Agência Reguladora das Águas) do DF, chegou a 97% de sua capacidade. A melhora levou a agência a anunciar que, a partir da próxima sexta-feira será declarado o fim da "situação crítica de escassez hídrica" no Distrito Federal. O governo do DF havia oficializado a situação crítica do abastecimento dois anos e três meses atrás, em 16 de setembro de 2016. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/uso-de-agua-no-brasil-deve-crescer-24-ate-2030-18122018

Justiça pode decidir hoje sobre habeas corpus de João de Deus
Data: 18/12/2018

Médium se entregou à polícia no domingo e defesa pede que ele cumpra prisão em casa

A Justiça de Goiás pode decidir nesta terça-feira (18) o pedido da defesa do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, de 76 anos, que entrou com habeas corpus para transformar a decisão judicial de prisão preventiva em prisão domiciliar com tornozeleira. O argumento utilizado se baseia na idade avançada e no estado de saúde de João de Deus. A decisão ocorre no momento em que a força-tarefa, criada pelo Ministério Público de Goiás, para apurar as acusações de abuso sexual contra o médium, recebeu 506 relatos de mulheres que denunciam crimes sexuais. Há uma semana, desde que o grupo foi criado, o número de denúncias aumenta. Pela segunda noite consecutiva, João de Deus dormiu em uma cela de 16 metros quadrados com pia e vaso sanitário, no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, denominado Núcleo de Custódia. O pedido de prisão preventiva se sustentou em 15 denúncias já formalizadas em Goiânia – todas por crimes sexuais. No domingo (16) à tarde, João de Deus se entregou em uma estrada de terra na região de Abadiânia, em Goiás. De acordo com os advogados, o lugar foi escolhido para preservar o médium. Porém, policiais confirmaram que houve uma longa negociação para ele se entregar. Os advogados reiteram a inocência do médium e levantam dúvidas sobre o comportamento das possíveis vítimas e o conteúdo de seus depoimentos. A polícia também investiga a a movimentação de cerca de R$ 35 milhões nas contas de João de Deus. Outro lado O advogado criminalista Alberto Toron, que representa João de Deus, se posicionou sobre as acusações de abuso sexual contra o médium em entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo. Ele afirmou que o médium “nega e recebe com indignação a existência dessas declarações”. “O que eu quero esclarecer, que me parece importante que se esclareça ao grande público, é que ele tem um trabalho de mais de 40 anos naquela comunidade, atendendo a todos os brasileiros, atendendo gente de fora do país, sem nunca receber esse tipo de acusação”, disse o advogado. Ainda segundo Toron, João de Deus vai se apresentar à Justiça nos próximos dias para colaborar no que for necessário. O R7 tenta desde a segunda-feira (10) da semana passada ouvir o advogado, mas ainda não obteve resposta. Um novo contato foi realizado nesta quarta-feira (12), após o pedido de prisão. Uma entrevista com o médium também foi solicitada, também sem posicionamento do acusado.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/justica-pode-decidir-hoje-sobre-habeas-corpus-de-joao-de-deus-18122018

PF inicia ação para desarticular esquema de tráfico de drogas
Data: 18/12/2018

Autoridades cumprem 25 mandados em quatro cidades brasileiras — 13 de prisão temporária e 12 de busca e apreensão

A PF (Polícia Federal) iniciou a operação Refúgio na manhã desta terça-feira (18) para desarticular uma organização criminosa internacional especializada no tráfico de drogas. As autoridades cumprem 13 mandados de prisão temporária e 12 de busca e apreensão, expedidos pela 7ª Vara Criminal Federal de São Paulo, nas cidades de Guarulhos (SP), Itapevi (SP), Extrema (MG) e Itajaí (SC). Cinco pessoas foram presas até às 7h30. As investigações começaram em abril deste ano e apontam que o grupo estaria ligado a um grande narcotraficante sérvio. Os envolvidos articulavam a compra de cocaína a partir de São Paulo e a droga era enviada para a Europa pelo mar — pelo porto de Santos (SP) e Navegantes (SC). Segundo a PF, os investigados serão indiciados e vão responder pelos crimes de tráfico de drogas e associação internacional para tráfico de drogas. As penas variam de três a 15 anos de prisão.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/pf-inicia-acao-para-desarticular-esquema-de-trafico-de-drogas-18122018

Ministério Público abre 22 apurações com base no Coaf
Data: 18/12/2018

Entre os investigados está o policial militar Fabricio José Carlos de Queiroz, ex-assessor do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro

O Ministério Público do Rio abriu 22 procedimentos de investigação criminal com base no relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) que apontou movimentações atípicas em contas de pelo menos 20 assessores de deputados da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio). Entre os investigados está o policial militar Fabricio José Carlos de Queiroz, ex-assessor do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), filho do presidente eleito Jair Bolsonaro. O Coaf identificou uma movimentação atípica de R$ 1,2 milhão em uma conta no nome de Queiroz, entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017. O documento cita um repasse de R$ 24 mil para a futura primeira-dama Michelle Bolsonaro — o presidente eleito disse que se tratava do pagamento de uma dívida antiga do policial militar com ele. Nesta segunda-feira (17), no primeiro evento público em que apareceram juntos desde que o jornal O Estado de S. Paulo revelou o relatório do Coaf, Bolsonaro e Flávio evitaram a imprensa. Em nota, o procurador-geral de Justiça, Eduardo Gussem, informou que as investigações derivadas do Relatório de Inteligência Financeira do Coaf têm por objetivo esclarecer se há participação de parlamentares "em diversas movimentações financeiras atípicas" da Assembleia do Rio. O documento do Coaf mapeou contas de 75 servidores e ex-funcionários da Alerj. No total, foram contabilizados R$ 207 milhões em transações consideradas não usuais. O procurador-geral de Justiça do Rio destacou, porém, que as movimentações atípicas indicadas pelo Coaf não necessariamente podem indicar alguma ilicitude. As apurações criminais serão conduzidas pelo Grupo de Atribuição Originária Criminal do Ministério Público, que atua com o procurador-geral de Justiça. Os procedimentos, no entanto, foram divididos conforme a prerrogativa de cada parlamentar. Os casos ligados aos deputados estaduais reeleitos citados ficarão sob a responsabilidade de Gussem. Os procedimentos envolvendo deputados que não foram reeleitos e os parlamentares que conquistaram vaga no Congresso, como no caso de Flávio Bolsonaro, serão conduzidos por promotores de Justiça - isso porque o entendimento é que não há mais foro privilegiado para situações como esta. Já a eventual prática de improbidade administrativa será analisada pela subprocuradoria-geral de Justiça de Assuntos Cíveis e Institucionais. Segundo o Ministério Público, o órgão já adotou as medidas "pertinentes" em relação ao documento, mas tudo está sob sigilo. O ex-assessor de Flávio Bolsonaro deverá depor na quarta-feira, 19. A assessoria do deputado não quis comentar o caso. Queiroz ou sua defesa não foram localizados. Colégio militar Jair Bolsonaro e Flávio estiveram nesta segunda pela manhã na cidade da Baixada Fluminense para a inauguração do colégio Percy Geraldo Bolsonaro. A escola, que será dedicada a filhos de policiais militares do Rio de Janeiro, foi batizada com o nome do pai do presidente eleito. Eles discursaram para uma plateia formada basicamente por policiais militares, autoridades estaduais e municipais e convidados da prefeitura de Duque de Caxias. Jair Bolsonaro chegou sob forte esquema de segurança. No seu discurso, repetiu falas do período eleitoral. "Hoje nós vemos que os colégios militares estão na frente em grande parte dos demais. Não tem nada a ver no tocante à qualidade do professor, são muito parecidos. É que se perdeu ao longo do tempo a possibilidade do exercício de autoridade por parte dos mestres", afirmou. Quando pegou o microfone, Flávio enalteceu o pai. "Eu queria dizer o seguinte: o presidente eleito Jair Bolsonaro nem assumiu ainda e já está inaugurando uma escola militar", disse. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ministerio-publico-abre-22-apuracoes-com-base-no-coaf-18122018

Temer participa da Cúpula do Mercosul em Montevidéu
Data: 18/12/2018

Após o encontro, vai ao almoço oferecido pelo presidente uruguaio, Tabaré Vásquez, aos presidentes e chanceleres e retorna à noite para Brasília

O presidente Michel Temer participa nesta terça-feira (18) em Montevidéu, no Uruguai, da 53ª edição da Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul e Estados Associados. Após o encontro, vai ao almoço oferecido pelo presidente uruguaio, Tabaré Vásquez, aos presidentes e chanceleres. Ele retorna à noite para Brasília. Na segunda-feira (17), durante cerimônia no Palácio do Planalto, Temer disse ser impossível aplicar qualquer isolacionismo político ou econômico nos dias de hoje. Em discurso durante assinatura de autorização de novos leilões para exploração de petróleo, ele afirmou que “colocou o Brasil no século 21” ao abrir o país para a iniciativa privada nacional e estrangeira. “Quando digo que colocamos o Brasil no século 21 é porque abrimos o país para a iniciativa privada, não só nacional, mas também internacional. No fenômeno da globalização, seria impossível qualquer isolacionismo de natureza política, econômica. E é por isso que nós temos falado ao longo do tempo do multilateralismo, a ideia da universalização das nossas relações em todos os campos. E isso tem dado resultado”, disse Temer no discurso. Mercosul O presidente da Argentina, Mauricio Macri, receberá do governo uruguaio, durante o encontro, a presidência pro tempore do Mercosul (que reúne Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela, suspensa tempoariamente). A Cúpula do Mercosul vai até amanhã (19), ao meio-dia. O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira, disse na segunda, em entrevista em Montevidéu, que há disposição do atual e do futuro governo para apoiar o Mercosul nas negociações em curso. “O Mercosul não é uma obra pronta e acabada, precisa passar por aperfeiçoamentos no seu modo de funcionamento, na sua forma de se relacionar com outras economias. [O Mercosul] está sempre em mudança e melhorando. Se vocês pegarem o que era o Mercosul há dois anos, vocês verão o quanto avançamos”, ressaltou.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/temer-participa-da-cupula-do-mercosul-em-montevideu-18122018

Conselho deve aprovar hoje novo auxílio-moradia para juízes
Data: 18/12/2018

Proposta prevê restrições para a concessão do benefício, mas o valor continuará sendo de mais de R$ 4 mil, que já era pago anteriormente

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) deve aprovar a regulamentação de um novo auxílio-moradia para juízes na última sessão plenária do ano, marcada para esta terça-feira (18). O benefício havia sido extinto em novembro deste ano. Temer sanciona reajuste salarial dos ministros do STF De acordo com a proposta que deve ser votada pelos conselheiros, o novo auxílio-moradia deve ter como teto o valor de R$ 4,377,73, que era o que já vinha sendo pago anteriormente. Milhões de internautas assinaram petição contra aumento para o STF A diferença é que estão previstas restrições para a concessão do benefício, como a necessidade de comprovação do gasto efetivamente com aluguel. Outra restrição é que o benefício só deverá ser concedido ao magistrado designado para atuar em localidade diferente daquela para qual prestou concurso, e somente se um imóvel funcional não esteja disponível. Também não terá direito aquele juiz que possua imóvel próprio onde trabalha. A tendência é que a proposta, cujo texto foi costurado pelo presidente do CNJ, ministro Dias Toffoli, seja aprovada pelos conselheiros. Não há uma estimativa de quantos magistrados estariam aptos a receber o novo auxílio-moradia. O auxílio-moradia vinha sendo pago a todos os magistrados e membros do Ministério Público brasileiros desde setembro de 2014, por força de uma liminar concedida pelo ministro Luiz Fux, do STF (Supremo Tribunal Federal). Em 26 de novembro, Fux revogou a própria liminar, ressalvando, porém, que caberia ao CNJ regulamentar a questão, abrindo caminho para o retorno do benefício. A decisão foi proferida no mesmo dia em que o presidente Michel Temer sancionou o reajuste de 16,38% no salário dos ministros do STF, que serve de referência para toda a magistratura. A tendência é que o CNMP (Conselho Nacional do Ministério Público) também aprove uma regulamentação do auxílio-moradia nos moldes do CNJ, uma vez que magistrados e membros do MP tem simetria de vencimentos.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/conselho-deve-aprovar-hoje-novo-auxilio-moradia-para-juizes-18122018

A batalha política de dois povoados por bebê nascido em fila de banco na Índia
Data: 18/12/2018

O pequeno Khazanchi, de dois anos de idade, está no centro de uma disputa envolvendo duas famílias, vilarejos e políticos

Desde seus primeiros minutos de vida, Khazanchi Nath, hoje com dois anos de idade, viveu sob os holofotes. Seu nascimento em uma fila de banco na Índia virou notícia globalmente. Agora, ele está no centro de uma amarga disputa entre os dois lados de sua família e dois vilarejos nos quais seus parentes vivem. Geeta Pandey, da BBC, viajou para Kanpur, em uma área rural no norte da Índia, para juntar as peças da história da criança. Khazanchi, que significa algo como "aquele que guarda um tesouro", nasceu no estado de Uttar Pradesh em 2 de dezembro de 2016 - menos de um mês depois de o governo indiano ter proibido a circulação de notas de mil e de quinhentas rupias. A decisão do primeiro-ministro do país, Narendra Modi, localmente chamada de "desmonetização", levou a uma grande crise de liquidez e durante semanas milhões de indianos formaram filas em bancos para trocar cédulas à tempo da transição. Em gravidez avançada, Sarvesha Devi saiu de sua casa na aldeia de Sardar Pur e dirigiu-se a um banco na cidade de Jhinjhak, onde ocupou seu lugar na fila. Ela estava acompanhada de Sashi Devi, sua sogra, e de Priti, sua filha mais velha, de 10 anos, além centenas de desconhecidos. Devi, então, entrou em trabalho de parto ali. A história do nascimento ganhou manchetes e o pequeno Khazanchi tornou-se um garoto-propaganda na campanha eleitoral em seu Estado - simbolizando a oposição ao BJP, partido do primeiro-ministro. Quando o menino tinha pouco mais de dois meses de idade, viajei para o vilarejo empoeirado em que ele vivia para vê-lo. Quatro meses antes de seu nascimento, seu pai morrera de tuberculose. Ao descrever o trauma de ter dado à luz nos arredores de um banco, sua mãe me disse que ela também teria morrido se não fosse por sua sogra. Mas, na semana passada, quando eu queria ver Khazanchi novamente, tive que visitá-lo em um outro vilarejo empoeirado - Anantpur Dhaukal, para onde sua mãe se mudou no ano passado depois de uma briga amarga com os sogros. É onde fica a casa dos parentes de Sarvesha Devi, incluindo a mãe e os três irmãos dela. Khazanchi mostra curiosidade - ele fixa os olhos contornados por kohl (um cosmético tradicional) em mim e, por estímulo da mãe, aperta a minha mão. Pergunto a ele quem pintou suas unhas de rosa, e ele aponta para Priti, sua irmã. Inconsciente da batalha que está sendo travada por ele, a criança parece mais interessada em meus óculos e tenta pegar meu telefone quando chego perto para tirar uma foto. Sarvesha Devi pega emprestadas duas cadeiras de plástico da casa de um vizinho e nos sentamos frente-a-frente para conversar. Em poucos minutos, Khazanchi começa a ficar irritado. "Ele está com fome", diz a mãe, que começa a amamentá-lo. A notícia de minha visita se espalhou e logo atraímos a mãe, os irmãos e alguns vizinhos de Sarvesha. Uma vez que a criança se acalmou, perguntei à mãe sobre sua relação com a sogra. Desta vez, ela não tem elogios a fazer. De fato, o relacionamento azedou tanto que ela menciona ameaças de morte - que poderiam tirar sua vida e a de Khazanchi. Depois que seu bebê nasceu, Sarvesha Devi recebeu uma indenização de 200.000 rúpias (cerca de R$ 10,8 mil) do governo por ter tido que dar à luz em uma fila no banco. A sogra amorosa que antes salvou sua vida agora é descrita como um temido monstro de quem Sarvesha diz ser vítima de agressões regulares e de pressão para que repasse metade da indenização recebida. É uma quantia significativa de dinheiro para uma família imersa na pobreza e sem fontes fixas de renda. Foi por este contexto que os laços familiares começaram a se dissolver. Contexto familiar de pobreza e mendicância Então, o que aconteceu para despedaçar a família assim? Fiz essa pergunta a Sarvesha Devi - e a sua sogra, em uma visita posterior a Sardar Pur. Em meio às versões e contraversões, às vezes é difícil definir o que é verdadeiro e o que é falso, ou entender quem está sendo honesto ou quem está exagerando. A família de Khazanchi faz parte da tribo Baiga, uma das comunidades mais pobres e carentes da Índia. Eles têm pouco acesso à educação, não possuem terras e, na maior parte dos casos, ganham a vida através da mendicância. Tradicionalmente, porém, os Baigas foram encantadores de cobras. Apesar de serem proibidas há muito tempo, em todas as minhas visitas, eles me mostravam orgulhosamente os répteis. Também desta vez, um aldeão me pergunta se eu quero ver sua captura mais recente e, antes que eu possa responder, ele traz uma cobra bebê e raivosa em uma cesta. Ele cutuca o réptil, que começa a rastejar no chão a menos de um metro de mim. Está em um estado inofensivo, ele me garante. Ele ainda me conta que o bicho vai crescer até três vezes o tamanho atual. Enquanto retomamos a conversa, mantenho cautelosamente um olho no réptil. No lugar errado e na hora certa Uttar Pradesh, onde ficam os vilarejos de Sardar Pur e Anantpur Dhaukal, é o Estado mais populoso da Índia. É lar para mais de 200 milhões de pessoas e berço para mais de 15 mil bebês que nascem ali diariamente. Por isso, é difícil imaginar que o nascimento de uma criança possa gerar muita emoção. Mas Khazanchi foi catapultado para o estrelato por causa das circunstâncias de seu nascimento, em um momento também que o Estado estava se preparando para realizar eleições regionais importantes. O então ministro-chefe do Estado, Akhilesh Yadav, usou o episódio do "nascimento na fila do banco" para exemplificar a desventura que teria sido a desmonetização. Ele invocou a criança em todas suas manifestações políticas, insistindo que a proibição das cédulas pelo primeiro-ministro Modi havia prejudicado os mais pobres - como a família de Khazanchi. Alguns meses após o nascimento do menino, Yadav entregou à mãe o dinheiro da indenização. Sarvesha Devi diz que usou uma parte do dinheiro para pagar dívidas pelo tratamento do marido e do filho mais velho, que também sofre de tuberculose. O restante foi guardado por meio de um depósito bancário. Mas sua sogra, segundo diz, exigiu metade do dinheiro da indenização. Sarvesha Devi recusou. "A família me jogou no chão e me espancou", conta, afirmando que foi a partir daí que ela decidiu deixar o vilarejo de Sardar Pur. A mãe, de 37 anos de idade e um andar marcadamente manco, diz que se recusou a compartilhar a indenização: "Sou deficiente e, com o meu marido ausente, não há ninguém para cuidar dos meus filhos. Tenho que garantir o nosso futuro". As relações pioraram depois que ela se mudou. Malkhan Nath, seu irmão mais velho, diz que está sob pressão da comunidade para mandá-la de volta a Sardar Pur. "Nós continuamente dizemos a ela que trata-se da sua família, sua casa, para que por favor volte. Mas ela se recusa porque diz que eles a espancam e a maltratam. Não sabemos o que fazer. Ela é minha irmã: como posso dizer a ela para sair (de Anantpur Dhaukal) se ela não quer?", pergunta. A disputa familiar está agora no tribunal comunitário que Malkhan Nath chama da "alta corte" do vilarejo. É composto por anciãos proeminentes da comunidade que decidem em questões da comunidade. Suas decisões não têm força legal, mas raramente são ignoradas porque implicam o desafio de enfrentar um boicote social e ter que pagar multas em dinheiro. Malkhan Nath diz que, no ano passado, teve que comparecer ao "tribunal" três vezes. Em outra ocasião, ele teve que pagar 650 rúpias como multa porque sua irmã desafiou a ordem de comparecer junto com Khazanchi. 'Estavam tentando sequestrá-lo' As coisas esquentaram no início deste mês. No primeiro dia de dezembro, um dia antes do aniversário de Khazanchi, Sarvesha Devi disse que dois carros lotados de funcionários apareceram tarde da noite em sua casa. "Eu estava sentando para jantar e Khazanchi estava dormindo. Eles insistiram para irmos com eles para Sardar Pur para as comemorações de aniversário dele (do filho) no dia seguinte. Eu recusei, então eles o pegaram e o levaram para o carro. Ele acordou e começou a chorar", conta a mãe. "Nós os perseguimos. Todos os nossos vizinhos vieram e nos ajudaram a resgatá-lo. Estavam tentando sequestrá-lo", ela insiste. Embora Yadav não tenha vencido as eleições regionais do ano passado, ele manteve contato com Khazanchi. Jornalistas locais dizem que ele planejava usar a criança como mascote para as eleições gerais previstas para o verão e anunciou que iria presenteá-lo com duas casas em seu aniversário - uma em Sardar Pur e outra em Anantpur Dhaukal. O plano era que o político visitasse Sardar Pur em seu aniversário e entregasse as chaves para Khazanchi. Com os jornalistas locais convidados a cobrir as comemorações, havia o plano de uma foto perfeita. Mas quando Yadav chegou a Sardar Pur, Khazanchi não estava lá. As chaves foram então entregues a Sashi Devi. Claramente desapontado com a ausência da criança, Yadav disse que não sabia sobre a "batalha entre suas avós maternas e paternas" e demitiu dois colegas do partido por "envergonhá-lo". Poucos dias depois, quando visitei Sardar Pur, encontrei a nova casa perto da beira da estrada. Sashi Devi tinha ido ao mercado, então eu conversei com seus parentes e vizinhos enquanto esperava por seu retorno. As flores de calêndula usadas para decorar a casa quase murcharam, e o clima também estava para baixo. "Muitas pessoas se reuniram para ver Khazanchi, mas sua mãe preferiu ficar longe", diz Asharfi Nath, tio-avô da criança. "Yadav tinha vindo com presentes, mas ele voltou com eles. Sarvesha Devi poderia ter vindo por uma hora. Recusando-se a comparecer às celebrações, ela humilhou o senhor Yadav". Os aldeões dizem que tudo estava bem até o nascimento de Khazanchi e culpam "a ganância e o ciúme da família de sua mãe e de sua aldeia" por arruinar as coisas. Para os moradores de Sardar Pur, a família e a comunidade de Anantpur Dhaukal querem o dinheiro da indenização. Os aldeões também sugerem uma conspiração política mais ampla: Sardar Pur apoia o partido Samajwadi de Yadav, enquanto Anantpur Dhaukal é dominado pelos Thakurs, de casta superior, que apoiam o BJP de Modi. Mulayam Nath, um aldeão, diz que, se Sarvesha Devi não quiser voltar, ela pode ficar em Anantpur Dhaukal. Mas com uma condição. "Ela deve mandar Khazanchi de volta porque ele é nosso bebê, ele pertence à nossa aldeia. O progresso e os benefícios prometidos pelas autoridades devem chegar até nós". 'Como podemos matar nossa nora e neto? Quando Sashi Devi retorna, está começando a escurecer. Ela se agacha no chão do lado de fora da casa recém-construída enquanto peço para que responda às acusações contra ela. "É tudo mentira", diz ela. "Nunca pedi dinheiro algum à minha nora. Ela foi treinada para dizer o que está dizendo". Sashi Devi fala sobre como Sarvesha Devi e os cinco filhos dela foram alimentados e vestidos pela família da matriarca quando seu filho estava muito doente para trabalhar. Ela menciona também que, meses depois à morte do homem, ela, seu marido e filhos compartilharam o pouco dinheiro que tinham com Sarvesha. Sashi rejeita as alegações de que teria agredido a mulher: "Tenho mais quatro noras e 16 netos. Como é que ninguém mais foi agredido?". Ela tem sua própria versão sobre agressões: "Fui à aldeia (de Anantpur Dhaukal) duas vezes para trazer ela e as crianças de volta. A cada vez, eles escondiam Khazanchi, e as mulheres de lá me agrediam". Sashi Devi também ridiculariza a acusação de que ela ou qualquer um dos membros da sua família poderiam ferir Sarvesha Devi ou Khazanchi: "Como podemos matar nossa nora e neto?" Enquanto me preparo para sair, pergunto se há alguma chance de reconciliação - mas ela não está muito esperançosa. "Eu a encontrei três vezes recentemente e pedi que voltasse e morasse em sua nova casa, mas ela recusou", diz ela, enxugando uma lágrima com o canto de seu sári. "Antes, perdi meu filho. Agora, também perdi meus netos". BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/a-batalha-politica-de-dois-povoados-por-bebe-nascido-em-fila-de-banco-na-india-18122018

feliz natal e prospero ano novo.
Data: 13/12/2018

feliz natal e prospero ano novo.

Link Notícia:

Agente é trunfo do Corinthians para contratar atacante Diego Tardelli
Data: 11/12/2018

Muito próximo ao presidente Andrés Sanchez, empresário Giuliano Bertolucci tenta viabilizar contratação do atacante, sonho antigo da diretoria do clube

O Corinthians conta com um trunfo para realizar o sonho de contratar o atacante Diego Tardelli, de 33 anos. Trata-se do empresário Giuliano Bertolucci, que representa o jogador. Bertolucci tem relação de anos com o presidente Andrés Sanchez e trabalha para tentar viabilizar o negócio. Os vencimentos do jogador são o obstáculo. Após quatro anos, chegou ao fim o contrato de Diego Tardelli com o Shandong Luneng (CHI), seu clube na China, e ele está livre para negociar com quem quiser. Assim, não é preciso pagar por aquisição de direitos econômicos, mas o salário do jogador é incompatível com o que o Corinthians pode e pretende pagar. Por isso, é essencial a participação de Bertolucci para encontrar uma operação que atenda esses requisitos. Pessoas que convivem com Tardelli dizem que a intenção do atacante é permanecer na China. No entanto, a preferência de seu agente é pelo retorno ao Brasil, mais precisamente no Corinthians. O atleta teria de ser convencido a receber menos, mas poderia ser compensado no pagamento de luvas. Os dirigentes do Timão dizem que não farão loucura para contratar e não excederão o teto salarial do clube, na faixa de R$ 500 mil, mas também admitem que precisarão de jogadores de peso para 2019. A relação de Bertolucci com a diretoria do Corinthians, principalmente Andrés e seus pares, é antiga. Foi o agente, por exemplo, o responsável pela negociação que levou Jô ao futebol japonês no fim do ano passado. Na época, chamou a atenção dos conselheiros do clube os altos valores pagos em comissão, durante a gestão do então presidente Roberto de Andrade. Um ano depois, Bertolucci pode devolver o camisa 9 de peso que ele ajudou a tirar do Timão. Um camisa 9 que venha com status de titular está nos planos do Corinthians e da comissão técnica de Fábio Carille, que acertou seu retorno ao clube. Até o momento, o Timão anunciou a contratação do lateral-direito Michel Macedo, do volante Richard, do meia-atacante Gustavo Mosquito e do atacante André Luis.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/agente-e-trunfo-do-corinthians-para-contratar-atacante-diego-tardelli-11122018

Em férias, atacante Fred vira o rei das piadas nas redes sociais
Data: 11/12/2018

Perfil do cruzeirense no Instagram teve quase 90 milhões de visualizações desde que passou a gravar vídeos engraçados. Esposa e amigos são 'vítimas'

O atacante Fred, do Cruzeiro, tem se destacado nas redes sociais nos últimos dias e ganhado uma legião de novos seguidores. Em férias, o jogador decidiu postar vídeos nos quais conta diversas piadas, no estilo daquelas que ouvimos de um tio engraçado nos churrascos e festas de família. As brincadeiras ganharam uma proporção gigantesca e deixaram os fãs ávidos à espera de novas postagens. Fred foi até batizado de "blogueirinho" pelos amigos e fãs. Os vídeos são postados na função Stories do Instagram. Alguns são mais elaborados e têm até encenações com a participação da esposa do atleta, Paula, que também é vítima das brincadeiras. Mas companheiros de clube e até dirigentes são outros alvos do "humorista". Veja o vídeo abaixo com algumas delas. A assessoria de imprensa do camisa 9 entrou no embalo e postou uma mensagem na conta da empresa no Instagram. No texto, é feito um alerta aos seguidores para que se preparem, pois o Fred está apenas em início das férias e deverá postar muitas outras piadas do mesmo nível. Desafio A iniciativa partiu de uma provocação da equipe de gestão esportiva que assessora o jogador. Fred foi desafiado a criar um conteúdo engraçado para as redes sociais. "Começou com um desafio nosso. Ele é muito descontraído e competitivo também. Então, decidimos desafiá-lo, dizer a ele que não saberia fazer, que não daria conta", revelou Francis Melo, proprietário da assessoria que trabalha com o atacante. Para Francis, a originalidade de Fred é o principal motivo para o sucesso das postagens. No entanto, a repercussão surpreendeu a todos. "Nem a gente esperava que iria explodir", destacou. Brincadeira séria Apesar do caráter absolutamente descompromissado das postagens, o fato é que os números de visualizações e de novos fãs da conta de Fred no Instagram são impressionantes. Desde que começou com a brincadeira, no último dia 3 de dezembro, quando terminou a temporada do futebol brasileiro, o jogador já postou 197 stories. A média é de 450 mil visualizações para cada vídeo. O "story" mais visto alcançou a marca de 775 mil views. O perfil de Fred (@fredguedes9) já ganhou quase 500 mil seguidores. Foram 2,2 milhões de novos acessos à sua conta e 88,6 milhões de impressões, que é o número total de vezes que as publicações foram visualizadas.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/fora-de-jogo/em-ferias-atacante-fred-vira-o-rei-das-piadas-nas-redes-sociais-11122018

Aos 36 anos, meia Douglas oficializa sua saída do Grêmio
Data: 11/12/2018

Através do Instagram, o camisa 10 anunciou que não continua no Tricolor Gaúcho na próxima temporada, mas ainda não fala sobre seu futuro

O meia Douglas deixa o Grêmio após dois anos de clube Lance Chegou ao fim a passagem de Douglas no Grêmio. Na noite desta segunda-feira (10), o craque utilizou a rede social para anunciar oficialmente que não irá permanecer no clube em 2019. Na postagem, o camisa 10 agradeceu o carinho da torcida e funcionários do Tricolor, que o ajudaram a disputar 253 jogos, conquistar cinco títulos e consequentemente marcar o seu nome na história do time gaúcho. Vale lembrar que, apesar da idolatria da torcida, Douglas pouco jogou nos últimos dois anos. No início de 2017, o meio-campista sofreu uma lesão no joelho e precisou passar por cirurgia. Em outubro do mesmo ano, quando estava prestes a voltar, sentiu um problema no local e ficou mais seis meses fora. Em 2018, o camisa 10 não conseguiu se recuperar totalmente e disputou apenas dois jogos. Desempenho que pesou na hora de renovar o contrato e fez a diretoria optar pela sua saída.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/aos-36-anos-meia-douglas-oficializa-sua-saida-do-gremio-11122018

Caique, João e Rafael Ilha são os finalistas de A Fazenda
Data: 11/12/2018

Evandro Santo foi eliminado na última Roça do reality. Final acontece nesta quinta-feira (13)

João Zoli e Rafael Ilha se uniram a Caique Aguiar e formam o trio de finalistas de A Fazenda. Com 30,28% dos votos, Evandro Santo foi eliminado na última Roça do reality, que aconteceu na noite desta segunda-feira (11). Marcos Mion anunciou primeiro João, que ficou bastante emocionado e voltou correndo para a Sede. O peão foi recebido por Caique Aguiar, que é o primeiro finalista do reality, após vencer prova que garantiu vaga. Na sequência, foi a vez de Rafael receber a notícia, o que deixou Evandro bastante emocionado. O ex-polegar agradeceu ao público e à família. A grande final acontece na quinta-feira (13).

Link Notícia: http://afazenda.r7.com/a-fazenda-10/caique-joao-e-rafael-ilha-sao-os-finalistas-de-a-fazenda-11122018

Fãs superam timidez, preconceito e luto com ajuda dos cosplays
Data: 11/12/2018

Ao se transformar em personagens de filmes, desenhos e séries, eles se divertem e ganham forças para enfrentar as mais variadas dificuldades

Cada pessoa lida com os inúmeros problemas que surgem na vida de suas próprias maneiras, certo? No entanto, algumas situações difíceis diferentes podem ser encaradas de formas semelhantes. Uma advogada, uma maquiadora, um figurinista e uma atriz que estavam na Comic Con Experience 2018, em São Paulo, compartilham algo que os ajudou a superar dificuldades pessoais: os quatro são cosplayers. Tchau, timidez! Vestida como o vilão Coringa, a maquiadora Lani Fox, de 28 anos, explica que o cosplay é mais que apenas uma fantasia. — Cosplay é interpretação, ter amor pelo personagem, não é só vestir uma roupa. É você acreditar que é aquela pessoa. E isso traz uma confiança incrível. Eu me sinto mais confiante, eu era mais tímida. Interpretando a vilã Arlequina, a atriz Mariana Bof Irigonhê, de 26 anos, fala sobre as descobertas que fez sobre si mesma por conta do cosplay. — A cada personagem que você faz, você trabalha algo que talvez nem soubesse que tinha dentro de você. Cada personagem me ajudou de alguma maneira na minha própria aceitação. Lidando com o luto Quando a advogada Helchi Helis, de 25 anos, começou a fazer cosplays, o resultado foi o mesmo que para Lani e Mariana, a superação da timidez. Mas em 2018, após um momento muito complicado, fazer cosplay ganhou outra força para ela. — O cosplay me ajudou a interagir mais no começo. Atualmente, como a minha mãe faleceu em maio, fazer cosplay me ajudou muito porque foi nisso que eu foquei para ficar bem. Pensar nos cosplays me tirou bastante tempo que eu usaria para pensar em coisas tristes e problemas, foi a minha saída para lidar com o luto. Os amigos são essenciais nesse momento, mas o cosplay teve uma grande importância. Se não tivesse o cosplay, eu nem sei como eu estaria agora. Mãe e filha dormem quase 24 horas na fila pelo 1º lugar na CCXP 2018 Para Helchi, que estava vestida como a Cersei, da série Game of Thrones, a CCXP sempre trouxe ótimos momentos com sua mãe, que era a criadora de todos as suas fantasias. — Os cosplays desse ano já estavam prontos quando ela faleceu, mas eu guardei um que vou usar no ano que vem. Foi o último cosplay que ela fez e vou deixar para 2019 como uma homenagem. Para a psicóloga Laís Mendes, um hobby pode influenciar positivamente na reconstrução da vida. — Quando acontece uma perda importante, parece que nada mais faz sentido. A perda é eterna, mas o luto não. A partir do momento que o indivíduo identifica algo que dê uma satisfação em fazer ou participar, como no caso do cosplay, consegue-se desenvolver novos papeis e reorganizar as coisas, voltando a ter motivação e ressignificando a perda, retomando sua autoconfiança. O poder do cosplay Quem também escolheu a personagem Cersei na CCXP 2018 foi o figurinista Maurício Somenzari, de 32 anos, que é tetracampeão mundial de cosplay. Ele fez seu primeiro cosplay há 17 anos e conta que sentiu o poder nessa arte desde o começo. — Acho que foi uma coisa libertadora. Eu sempre quis trabalhar com moda, mas minha família era muito restritiva, então eu não poderia escolher essa carreira. O cosplay surgiu na minha vida como um escape, era uma oportunidade de extravasar essa vontade de trabalhar com tecidos, já que eu não poderia cursar isso numa faculdade. Anos mais tarde, Maurício acabou fazendo a sonhada faculdade e hoje produz figurinos para filmes, séries e, claro, para seus já famosos cosplays. — Eu sofri bastante preconceito quando era mais novo, eu me importava muito com a opinião dos outros, mas o cosplay me trouxe tantas oportunidades. Eu conheci 15 países por conta dos cosplays e sou a pessoa com mais títulos mundiais na categoria. Então agora eu não me importo mais. Você pega isso com o tempo. O lado positivo é muito maior que o negativo. Para a atriz Mariana Bof Irigonhê, os cosplays trazem mesmo poder. — Eu sinto esse poder quando estou vivendo algum personagem. A Mariana pode ter vergonha, ser tímida, mas a Arlequina não é assim. Então eu me sinto um mulherão, eu sinto que eu posso tudo. A psicóloga Laís Mendes explica que existe uma conexão direta entre o cosplay e como aquela pessoa se enxerga. — O cosplay pode ser interessante para ajudar as pessoas com questões relacionadas a autoestima. Quando a pessoa não se identifica com algo e não se sente pertencente a determinado grupo, o cosplay surge com a sensação de remodelar a identidade, traz essa sensação de pertencimento. CCXP celebra 5 anos com grandes estrelas de Hollywood Helchi opina que muito do tal poder dos cosplayers está na união entre eles. — É uma comunidade muito unida, nós criamos amizades, nos apoiamos demais. Quem não é desse meio pode até julgar, dizer que é perda de dinheiro ou de tempo, mas qualquer hobby pode passar essa impressão. Quem vai a um show ou ver um jogo de futebol também não vai ter um retorno daquele dinheiro que gastou, assim com um cosplayer que gastou com sua roupa, mas em todos os casos a pessoa pode ganhar coisas que dinheiro nenhum paga. Sempre em frente Com uma fila enorme se formando para tirar fotos com a Arlequina e o Coringa, Mariana fala sobre a motivação que recebe quando se fantasia. — A gente vê a empolgação da galera e isso nos dá energia para continuar investindo, trabalhando, dando duro pra montar um cosplay. É para eles que a gente faz, por essa alegria deles que a gente segue em frente. Helchi termina com um agradecimento para a mãe e diz qual é seu próximo passo no mundo cosplayer. — Eu só quero agradecer a ela por sempre ter me incentivado. Ela não entendia a maioria das coisas dos meus cosplays, mas ela sempre ia, assistia mil vezes a série ou o filme e fazia a roupa. Ela nunca me desestimulou, muito pelo contrário. Ela adorava fazer as roupas para mim. Agora eu vou aprender a costurar para fazer os meus próprios cosplays, não quero parar.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/fas-superam-timidez-preconceito-e-luto-com-ajuda-dos-cosplays-07122018

Câmara aprova projeto que amplia pena de maus-tratos a animais
Data: 11/12/2018

Projeto de lei eleva a pena para crimes de maus-tratos a animais quando forem constatados atos de zoofilia

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (11) um projeto de lei que eleva a pena para crimes de maus-tratos a animais quando forem constatados atos de zoofilia. Atualmente, a legislação prevê o aumento de um sexto a um terço da pena só no caso de ocorrer a morte do animal. A matéria agora inclui a prática sexual de seres humanos com animais como agravante. A aprovação do projeto acontece em meio à polêmica da morte de uma cão em Osasco. O fato teria acontecido no dia 30 de novembro no estacionamento de um hipermercado. Conforme relatos, o funcionário teria oferecido veneno de rato ao cão em meio a um pedaço de mortadela. Em seguida, agrediu o animal com uma barra de ferro. O tema também está na pauta do Senado nesta terça. Os parlamentares devem votar projeto do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) que determina uma multa, que pode chegar a mil salários mínimos, para estabelecimentos comerciais que de alguma forma maltratem ou abusem de animais. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/camara-aprova-projeto-que-amplia-pena-de-maus-tratos-a-animais-11122018

Múcio toma posse no TCU e diz que tribunal vai liderar pelo exemplo
Data: 11/12/2018

Como vice-presidente, tomou posse a ministra Ana Arraes, que acumulará a função de corregedora do TCU

Em defesa de uma gestão transparente, adaptada aos novos tempos e que sirva de exemplo, o ministro José Múcio Monteiro assumiu nesta terça-feira (11) a presidência do TCU (Tribunal de Contas da União). Como vice-presidente, tomou posse a ministra Ana Arraes, que acumulará a função de corregedora do TCU. “Projetamos uma ampliação das relações institucionais da Corte com os principais atores da República. A gestão se pautará pela proatividade, transparência no relacionamento com as instituições, com setores estratégicos e com sociedade organizada”, disse Múcio. Ele adiantou que o combate a corrupção será um dos pilares de sua gestão. “Temos que ser uma instituição que lidere pelo exemplo. Vamos dar exemplo, vamos arregaçar as mangas, vamos trabalhar juntos e fazer diferença”, afirmou o ministro, em tom de convocação. José Múcio disse que não quer que o TCU quer ser visto apenas como o órgão julgador que aponta o erro do gestor e sanciona a conduta irregular ou ilegal. "Temos observado também as boas práticas na gestão pública. Devemos enaltecer as condutas que merecem ser replicadas pelo país.” Ele destacou ainda que é preciso contribuir para minimizar o que chamou de “injustiças do pacto federativo” com vistas a uma distribuição mais equitativa das riquezas nacionais. “Afinal o tribunal que integramos não é um tribunal do Sul, ou um tribunal do Sudeste, ou tribunal de qualquer outra região, ou de parte do país. É hora, mais do que nunca, de reafirmarmos de ser um tribunal de todo o país.” Assistiram à cerimônia no TCU os presidentes dos Três Poderes da República: Michel Temer (Executivo), Eunício Oliveira (Legislativo), e Dias Toffoli (Judiciário) e por ministros de Estado, vários governadores em exercício e reeleitos, além de presidentes de tribunais superiores, parlamentares, políticos e dos futuros ministros do governo Bolsonaro, Paulo Guedes, da Economia, e Sergio Moro, da Justiça. Pelo regimento do TCU, o mandato do presidente é de um ano, com possibilidade de ser reeleito por igual período.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/mucio-toma-posse-no-tcu-e-diz-que-tribunal-vai-liderar-pelo-exemplo-11122018

Votação do Escola sem Partido é adiada para 2019
Data: 11/12/2018

Falta de quórum fez o presidente da comissão especial, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), deixar votação para nova Câmara

A votação na Câmara da proposta conhecida como "Escola sem Partido" (PL 7180/14 e outros) fica para 2019. Em razão da falta de quórum e da agenda apertada de fim de ano, o presidente da comissão especial, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), decidiu nesta terça-feira (11) que não vai mais convocar reuniões do colegiado. Caberá à nova Câmara, que toma posse em 1º de fevereiro de 2019, analisar novamente o assunto. O projeto de lei que foi proposto pelo deputado Flavinho (PSC-SP) proíbe que professores manifestem seus posicionamentos com relação a corrente política, ideológica ou partidária e questões de gênero em sala de aula. Além disso, o professor não poderá incitar os estudantes a participar de manifestações e deverá indicar as principais teorias sobre questões políticas, socioculturais e econômicas. A proposta inclui ainda entre os princípios do ensino o respeito às convicções do aluno, de seus pais ou responsáveis, dando precedência aos valores de ordem familiar sobre a educação escolar nos aspectos relacionados à educação moral, sexual e religiosa. O projeto é polêmico. Os defensores argumentam que professores e autores de materiais didáticos vêm se utilizando das aulas e obras para tentar obter a adesão dos estudantes a determinadas correntes políticas e ideológicas. Já os críticos dizem que as leis atuais impedem qualquer tipo de abuso por parte dos professores e que o projeto vai gerar insegurança nas salas de aulas e perseguição aos docentes.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/votacao-do-escola-sem-partido-e-adiada-para-2019-11122018

Polícia volta atrás e mantém 4 mortes por atirador em Campinas
Data: 11/12/2018

Polícia chegou a confirmar uma quinta vítima pelo atirador que não estaria na contagem inicial, por ter sido socorrido pelo SAMU

A Polícia voltou atrás e manteve quatro mortes por atirador na catedral em Campinas, a 99 km de São Paulo, nesta terça-feira (11). Os disparos ocorreram, segundo o 8º Batalhão da Polícia Militar, dentro da Catedral Metropolitana, na região central do município. Até o momento, são nove feridos, destes, cinco não resistiram aos ferimentos. De acordo com a polícia, não há identificação do atirador. A corporação informou que aguardava a perícia chegar ao local. Testemunhas Segundo informações de testemunhas, o atirador estava sentado dentro da catedral em silêncio quando, de repente, levantou e atirou contra os fiéis. De acordo com uma funcionária da catedral, Terezinha Pereira dos Reis, os tiros ocorreram após o fim de uma missa. “Estava saindo apara almoçar e escutei muitos tiros”, disse ao R7. “O pessoal estava cantando e algumas pessoas ainda estavam dentro da catedral”, afirma.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/policia-volta-atras-e-mantem-4-mortes-por-atirador-em-campinas-11122018

Dono do site “Tudo Sobre Todos” tem R$ 2 milhões bloqueados
Data: 11/12/2018

Página é conhecida por vender na internet dados pessoais de brasileiros como nome, CPF, data de nascimento, endereço e até nome de vizinhos

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) bloqueio, na última quarta-feira (05), R$ 2 milhões do responsável pelo site “Tudo Sobre Todos”, Charles Douglas da Silva Rosa Filho. O valor será utilizado para pagar uma indenização por danos morais coletivos. A página é conhecida por vender na internet dados pessoais de brasileiros como: nome, endereço, CPF, data de nascimento e até nome de vizinhos. Além de bloquear a quantia milionária, a ação também solicita a retirada definitiva do site da internet, o fim da comercialização dos dados, o apagamento definitivo do banco de dados e as informações de pessoais físicas e jurídicas que fizeram pesquisas na ferramenta. A empresa Mercado Livre que vendia créditos para acesso aos dados, havia desativado a conta de Charles Douglas e disponibilizado ao MP os dados cadastrais do usuário. Mesmo com a investigação, o comércio ainda prossegue pelo o aplicativo WhatsApp O Ministério Público já havia requisitado às empresas Google, Yahoo e Microsoft que removessem o “Tudo Sobre Todos” dos resultados de busca, com base nas próprias políticas das plataformas. Apenas o Yahoo atendeu a requisição. “Ministério Público passa uma forte mensagem para a sociedade de que não serão mais toleradas a venda, a disponibilização e a compra de dados pessoais dos brasileiros de forma ilícita, em clara violação à privacidade dos cidadãos. Pessoas e empresas estarão sujeitas a responder administrativa e judicialmente pelo uso ilegal dos dados pessoais”, diz o promotor e coordenador da Unidade Especial de Proteção de Dados e Inteligência Artificial (Espec), Frederico Meinberg. A Espec enviou ao Ministério Público do Para (MPPA) os documentos relacionados às investigações, além da petição inicial, para que seja avaliada a possibilidade de uma ação penal contra Charles Douglas

Link Notícia: https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/dono-do-site-tudo-sobre-todos-tem-r-2-milhoes-bloqueados-11122018

Mães chegam a receber até 40% menos do que colegas sem filhos
Data: 11/12/2018

Este é outro desafio que as mulheres enfrentam no mercado de trabalho, além das distorções salariais comparadas com homens

Além das distorções salariais em relação aos homens, as mulheres enfrentam um outro desafio no mercado de trabalho: quanto mais filhos elas têm, menor é o salário que elas ganham. Uma brasileira com três ou mais filhos recebe até 40% menos que uma colega que não é mãe. Números da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, do IBGE, compilados pela consultoria IDados apontam que, enquanto mulheres sem filhos ganham em média R$ 2.115 por mês, ter o primeiro filho reduz o salário em 24%. Se a família crescer e o número de crianças chegar a três ou mais, a queda no rendimento é de quase 40%. Para diminuir distorções, o levantamento considerou trabalhadoras de 25 a 35 anos e casadas. Nesse grupo, as que têm filhos são a maioria no mercado de trabalho. No primeiro semestre, elas somavam 2,92 milhões de trabalhadoras, contra 1 36 milhão das que não são mães. A bibliotecária Heloisa Spolador, de 30 anos, optou por esperar. "Para muitas vagas, as primeiras perguntas que o empregador faz são 'é casada?' e 'tem filhos?'. Acho que o fato de não ter tido filhos e ter me casado um pouco mais tarde, aos 28 anos, me ajudou a conseguir vagas melhores." Heloisa diz que ela e o marido pretendem esperar um pouco mais antes de ter filhos, porque ela quer voltar a estudar. Igualdade distante Alguns fatores, como questões culturais, falta de acesso a creches e dificuldades para conciliar os cuidados familiares com o aprimoramento da formação ajudam a explicar a desigualdade salarial entre as mulheres com filhos das demais, diz o economista do Ibre/FGV e pesquisador do IDados, Bruno Ottoni. Quando aumenta o número de filhos, todas as questões que normalmente pesam para uma mulher vão se acumulando, diz ele. "Há desde problemas ligados ao preconceito, quando o chefe acha que ela vai se dedicar menos ao emprego, aos empregadores que não querem reorganizar a equipe para as mudanças que uma gravidez e filhos pequenos provocam." Ele cita, ainda, que grande parte do problema se deve à falta de políticas públicas pensadas para manter a mulher no mercado de trabalho. O Brasil terminou o ano de 2017 com menos da metade das crianças de zero a três anos matriculadas em creches em todos os Estados. Só 32,7% das que estão nessa faixa etária são atendidas, segundo o IBGE. Uma pesquisa da consultoria LCA, também feita a partir de dados da Pnad, aponta que as mulheres eram a maioria entre os desalentados, os trabalhadores que desistiram de procurar por um novo emprego. "Às vezes dá vontade de desistir", diz a técnica de qualidade Vanderleia Silveira, de 30 anos. "Quando minha filha completou dois meses de vida, pedi demissão do meu emprego, porque ficar longe dela me fazia mal." Dois anos depois, ela tenta voltar ao mercado, mas quando recebe uma resposta dos entrevistadores o salário é muito baixo. "Numa entrevista recente, fizeram várias perguntas sobre a minha filha. Se eu não fosse mãe, aquela vaga seria minha." Se os homens enfrentassem os mesmos obstáculos das mulheres no mercado de trabalho, também desistiriam, diz Regina Madalozzo, economista do Insper. "Por isso, políticas públicas, como a adoção da licença parental dividida obrigatoriamente entre pai e mãe (mesmo sistema adotado na Suécia e Dinamarca), ajudam a acabar com a ideia equivocada de que a licença é uma folga que a mulher tira do mercado de trabalho." Ela lembra que muitas mulheres optam pelo empreendedorismo para ter sucesso ou alguma renda. Até porque, algumas propostas que aparecem quando elas se tornam mães são tão ruins que não valem a pena. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/maes-chegam-a-receber-ate-40-menos-do-que-colegas-sem-filhos-11122018

Petrobras mantém preço médio da gasolina nas refinarias em R$ 1,5942 na quarta
Data: 11/12/2018

Valor do diesel permanece em R$ 1,7984 até 15 de dezembro

A Petrobras manteve o preço médio do litro da gasolina A sem tributo nas refinarias, válido para quarta-feira, em R$ 1,5942. O preço do diesel, por sua vez, permanece em R$ 1,7984 até 15 de dezembro, diante dos novos valores dos preços de referência para o quinto período da terceira fase do programa de subvenção ao diesel, de acordo com a estatal. DIRETO AO PONTO >> Mercado da Bola França Porto Alegre Notícias >> Economia11/12/201807:53 Atualização: 08:00 Petrobras mantém preço médio da gasolina nas refinarias em R$ 1,5942 na quarta Valor do diesel permanece em R$ 1,7984 até 15 de dezembro Petrobras mantém preço médio da gasolina nas refinarias em R$ 1,5942 na quarta | Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil / CP Petrobras mantém preço médio da gasolina nas refinarias em R$ 1,5942 na quarta | Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil / CP 0Comentários AFP A Petrobras manteve o preço médio do litro da gasolina A sem tributo nas refinarias, válido para quarta-feira, em R$ 1,5942. O preço do diesel, por sua vez, permanece em R$ 1,7984 até 15 de dezembro, diante dos novos valores dos preços de referência para o quinto período da terceira fase do programa de subvenção ao diesel, de acordo com a estatal. PUBLICIDADE Em 6 de setembro, a diretoria da companhia anunciou que além dos reajustes diários da gasolina, terá a opção de utilizar um mecanismo de proteção (hedge) complementar.

Link Notícia: http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/Economia/2018/12/668241/Petrobras-mantem-preco-medio-da-gasolina-nas-refinarias-em-R-1,5942-na-quarta

Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar PIS nesta 5ª
Data: 11/12/2018

Quantia a ser recebida varia de R$ 80, para quem trabalhou apenas um mês no ano, e chega a um salário mínimo para quem trabalhou por 12 meses

O último saque do PIS deste ano será realizado na próxima quinta-feira (13). Os valores serão creditados aos trabalhadores nascidos no mês de dezembro. PUBLICIDADE É possível consultar o valor a ser recebido no site da Caixa Econômica Federal. O valor do benefício varia de acordo com o tempo de trabalho do servidor. A quantia varia de R$ 80, para quem trabalhou apenas um mês no ano, e chega a um salário mínimo (R$ 954), para quem ocupou cargo com carteira assinada por 12 meses. Governo sugere fim do abono salarial do PIS e revisão do mínimo Diferentemente dos outros meses, não haverá saques do Pasep na data. Os saques retomam para o PIS e Pasep no dia 17 de janeiro de 2019. O PIS (Programa de Integração Social) é destinado aos funcionários da rede privada e é administrado pela Caixa Econômica Federal. As datas de saques do PIS são determinadas de acordo com o ano de nascimento do trabalhador, enquanto as do Pasep são de acordo com o número final do benefício.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/trabalhadores-nascidos-em-dezembro-podem-sacar-pis-nesta-5-10122018

Operação Ross: PF ouve empresários suspeitos de lavagem de dinheiro
Data: 11/12/2018

Polícia investiga esquema de pagamento de propina e de compra de apoio político para a campanha de Aécio Neves à Presidência em 2014

A Polícia Federal deve ouvir em Belo Horizonte, ainda na tarde desta terça-feira (11), mais seis pessoas investigadas na operação Ross, desdobramento da Lava Jato que apura crimes de corrupção passiva, organização criminosa e lavagem de dinheiro envolvendo políticos do PSDB, Solidariedade, DEM e PTB. Os federais colherão depoimentos de cinco empresários e da funcionária de uma companhia que teria enviado repasses irregulares para o senador tucano Aécio Neves. O esquema foi revelado na delação premiada do empresário Joesley Batista e do ex-executivo da J&F, Ricardo Saud. Segundo as investigações, os partidos políticos citados receberam propina para apoiar a campanha de Neves à Presidência da República em 2014. O dinheiro usado para a compra do apoio político seria fruto de doações lícitas e de caixa-dois ao tucano. Família Neves Segundo a deleção, Neves recebeu um R$ 1,3 milhão em 17 pagamentos de R$ 54 mil por meio de uma empresa de comunicação. Batista teria comprovado a suposta mesada com a apresentação de 16 notas fiscais pagas pelo frigorífico JBS. No depoimento, Batista não soube dizer se a empresa chegou a prestar qualquer serviço. De acordo com o empresário, em uma reunião com Andreia Neves um dos assuntos discutidos foi a maneira de disfarçar a propina em forma de contratos. "Eu disse a ela que a gente tinha que arrumar uns contratos fictícios para dar ar de legalidade as coisas ilegais da campanha de 2014", revelou Batista. A irmã do senador Aécio Neves, Andrea Neves, prestou depoimento na superintendência da PF em Belo Horizonte. Ela deixou o local acompanha pelo advogado sem falar com a imprensa. O primo deles, Frederico Pacheco também depôs. O marketeiro do senador Aécio Neves, Paulo Vasconcelos, também foi intimado. Segundo o despacho do Ministro Marco Aurélio Melo, que autorizou a operação, a empresa de Vasconcelo usou notas frias para lavar R$ 2,5 milhões. O advogado do marketeiro negou as acusações. O deputados federais Paulinho da Força, presidente do Partido Solidariedade, e Cristiane Brasil (PTB), filha de Roberto Jeferson, também foram alvos da operação. Segundo as investigações, o partido de Cristiane teria recebido R$ 20 milhões da JBS e o Solidariedade, R$ 15 milhões em 2014. Outros nove partidos teriam recebido R$ 10,3 milhões para garantir apoio político. De acordo com a PF. o senador Antonio Anastasia (PSDB), Agripino Maia (Dem) e Benito Gama (PTB) também são investigados na operção. Contudo, não foram cumpridos mandados contra eles. Ao todo, 200 agentes cumprem 24 mandados de busca a apreensão e 48 intimações para oitivas, autorizados pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Os endereços estão localizados em oito Estados — Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Bahia, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Amapá — e no Distrito Federal. Defesa A defesa de Aécio afirma que ele sempre esteve a disposição da Justiça e que fatos precisam ser esclarecidos. "O Senador Aécio Neves sempre esteve à disposição para prestar todos os esclarecimentos necessários que mostrarão a absoluta correção de todos os seus atos. É preciso que se esclareça que os recursos referidos pelos delatores da JBS agora como propina são as contribuições eleitorais feitas à campanha do PSDB em 2014 e devidamente registradas na Justiça Eleitoral. Somam-se a esses valores contribuições legais feitas a outros partidos políticos. A medida é, portanto, desnecessária já que o Senador é o maior interessado no esclarecimento de todos os fatos". A assessoria de imprensa de Anastasia afirma que "o senador Antonio Anastasia desconhece totalmente o motivo pelo qual teve seu nome envolvido nessa história. Em toda sua trajetória, ele nunca tratou de qualquer assunto ilícito com ninguém". Em nota, Paulinho da Força afirma que "A delação da JBS foi desmoralizada publicamente e a fraude realizada pelos delatores foi comprovada com a prisão dos dois empresários pelo Superior Tribunal Federal (STF). A acusação absurda de compra de apoio do partido Solidariedade para a candidatura à Presidência de Aécio Neves, em 2014, beira o ridículo", diz a nota de Paulinho. Segundo a assessoria do deputado, ele se colocou à disposição da Justiça para prestar quaisquer esclarecimentos, "desde que lhe seja facultado acesso ao processo previamente". A reportagem também procurou a assessoria de Paulinho da Força e de Cristiane Brasil, mas ambas não foram encontradas até o momento. Procurada, a assessoria de Agripino Maia afirma que não houve buscas em endereços ligados ao senador, que também é presidente nacional do DEM. "Enquanto presidente nacional do Democratas buscou, seguindo a legislação eleitoral vigente, doações para o partido. Doações que, solicitadas a diversas empresas, foram voluntariamente feitas sem que o ato de doação gerasse qualquer tipo de compromisso entre o doador e o partido ou qualquer dos seus integrantes. O senador permanece à disposição da Justiça para os esclarecimentos que se fizerem necessários", disse por meio de nota. Já o deputado Benito Gama manifestou em nota que "há um fato sendo investigado sobre a eleição presidencial de Aécio Neves em 2014. Na condição de presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), em exercício à época, fui convidado hoje (11), para prestar testemunho sobre este fato que tem relação com a empresa JBS e a candidatura do Aécio Neves". "Não houve contra a mim nenhuma medida de busca e apreensão ou qualquer outra medida, como divulgado pela imprensa. Assim como em toda a minha trajetória, continuo sempre à disposição da justiça em qualquer investigação. O mesmo faz parte do estado democrático. Repudio em absoluto qualquer ato de corrupção e tentativa de ser relacionado ao objeto das investigações da Lava Jato. Reitero a minha lisura e conduta pautada na honestidade, seriedade e responsabilidade ao longo destes mais de trinta anos dedicados à de vida pública em prol da Bahia e do Brasil", conclui o parlamentar.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/operacao-ross-pf-ouve-empresarios-suspeitos-de-lavagem-de-dinheiro-11122018

Futuro ministro de Minas e Energia diz que concluir Angra 3 é prioridade
Data: 11/12/2018

Almirante afirma que seriam necessários pelo menos R$ 15 bilhões para concluí-la e isso não aconteceria antes de 2023

O futuro ministro de Minas e Energia, almirante Bento Costa Lima de Albuquerque Júnior, disse ao jornal O Estado de S. Paulo que a conclusão da usina nuclear Angra 3 "é uma das prioridades" da sua gestão. Segundo ele, seriam necessários pelo menos R$ 15 bilhões para concluí-la e isso não aconteceria antes de 2023. PUBLICIDADE Angra 3 já consumiu ao menos R$ 8 bilhões dos cofres públicos. "Mas ela tem de ficar pronta, pela demanda reprimida que temos ou pela demanda reprimida que teremos, com a volta do crescimento do País." Para o almirante, mesmo com a retomada do crescimento econômico, não há risco de apagão em um primeiro momento. Mas como o plano é que o País atinja um crescimento continuado, ele vê necessidade de se investir em Angra 3. Reconhece, no entanto, que nem a União nem a Eletrobrás têm recursos suficientes para a conclusão da planta nuclear, que está paralisada e com menos de 60% de execução. O futuro ministro disse também não saber que modelo será desenhado para conclusão da usina. "Mas isso tem de ser definido na maior brevidade possível." Projeto do período militar, Angra 3 começou a ser erguida em 1984. Suas obras prosseguiram até 1986, mas depois ficariam paralisadas por 25 anos, até serem retomadas em 2009 pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O empreendimento travaria novamente em 2015, por causa de denúncias da Lava Jato. Hoje, o Brasil possui apenas duas usinas nucleares, Angra 1 e 2, que respondem por apenas 1,3% da energia total que é produzida no País. Angra 3 teria capacidade de 1.405 megawatts. A hidrelétrica de Teles Pires, por exemplo, tem potência de 1.820 megawatts e custou R$ 3,9 bilhões. Com o custo total de Angra 3, portanto, seria possível construir seis hidrelétricas de Teles Pires, com uma geração total de 10.920 megawatts. Desistir de Angra 3 também teria um custo para os cofres públicos: seriam gastos R$ 12 bilhões para quitar empréstimos bilionários e desmontar a estrutura. A retomada da usina já estava em estudo pelo governo de Michel Temer, que chegou a dobrar para R$ 480 por megawatt / hora a tarifa que será cobrada dos consumidores quando ela entrar em operação. Com uma tarifa mais alta, o governo pretendia atrair investidores para financiar a conclusão do projeto. O plano de terminar Angra 3, no entanto, não tem apoio de parte do setor de energia. O presidente da Associação Brasileira de Grandes Consumidores, Edvaldo Alves de Santana, disse que a usina ficou muito cara. "A energia nuclear é uma solução técnica importante, pois substitui as usinas hidrelétricas com grandes reservatórios como uma alternativa de energia firme. Mas é inviável por esse preço." Segundo ele, a análise da retomada da usina não deve ser feita apenas sob o ponto de vista técnico, mas também financeiro. "Repassar essa conta para o consumidor não me parece razoável." Para o presidente da consultoria PSR, Luiz Barroso, não há risco de faltar energia para abastecer o País nos próximos anos, como mostram análises do governo e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). "Só faz sentido terminar Angra 3 considerando o risco de apagão se não houvesse tempo para investir em outras tecnologias mais competitivas. Mas Angra 3 só ficaria pronta em 2026, portanto, há tempo para isso", disse. Um estudo recente da PSR mostra que a energia gerada por Angra 3 poderia ser substituída por usinas solares e ainda assim o custo seria menor. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/futuro-ministro-de-minas-e-energia-diz-que-concluir-angra-3-e-prioridade-11122018

Militares construirão muro se Congresso não financiar, diz Trump
Data: 11/12/2018

Presidente dos EUA afirmou que passará por cima de Congresso se parlamentares não pagarem barreira para separar o país do México

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira (11) que passará por cima do Congresso, fazendo com que as Forças Armadas norte-americanas construam seu muro de fronteira, há muito prometido, caso os parlamentares não votem para financiar a barreira para separar o país do México. "Se os democratas não nos derem os votos para proteger nosso país, as Forças Armadas irão construir as seções restantes do muro", escreveu Trump no Twitter horas antes de se reunir com os dois principais democratas do Congresso.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/militares-construirao-muro-se-congresso-nao-financiar-diz-trump-11122018

Tentativa de assalto a banco deixa pelo menos 10 mortos no Ceará
Data: 07/12/2018

Ação ocorreu na madrugada desta sexta-feira (7), em Milagres, no interior do Estado. Diligências estão em andamento e a polícia procura por suspeitos

Uma grupo fez reféns durante uma tentativa de assalto a duas agências bancárias, na cidade de Milagres, no interior do Ceará, na madrugada desta sexta-feira (7). Houve troca de tiros e pelo menos 10 pessoas morreram. De acordo com informações da TV Cidade, afiliada da RecordTV, a tentativa de assalto a um quarteirão da Prefeitura de Milagres. O grupo, no entanto, foi surpreendido pela polícia e houve uma intensa troca de tiros. Em entrevista à rádio BandNews FM, o prefeito de Milagres, Lielson Landim (PDT), informou que o número de mortos chegou a 11 — seis suspeitos e cinco reféns, sendo uma criança entre eles. Quatro mortos eram da mesma família. Parte do grupo conseguiu fugir sem levar o dinheiro. A polícia faz buscas na região para localizar os suspeitos. Segundo as autoridades locais, o grupo era formado por cerca de 30 homens.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/cidades/tentativa-de-assalto-a-banco-deixa-pelo-menos-10-mortos-no-ceara-07122018

Governo do Estado reduz repasses e Metrô atrasa pagamentos
Data: 07/12/2018

Governo estadual promete regularizar a situação antes de a gestão João Doria (PSDB) assumir, em janeiro. As faturas vencidas somaram R$ 74,3 milhões

A gestão Márcio França (PSB) reduziu os repasses do governo do Estado para o Metrô de São Paulo e, com menos verba do que o previsto, a empresa atrasou pagamentos de obras nos meses de outubro e novembro. O governo estadual promete regularizar a situação antes de a gestão João Doria (PSDB) assumir, em janeiro e afirma que nenhuma obra parou. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo apurou, em dois meses, as faturas vencidas somaram R$ 74,3 milhões. A gestão França não confirmou o valor, mas informou na quarta-feira (5) que parte dos recursos, R$ 47 milhões, estava sendo liberada. Neste ano, a previsão no orçamento era de que os repasses para investimentos do Metrô, especialmente a compra de material rodante (trens) e obras de expansão de linhas, somassem R$ 2,3 bilhões. Entretanto, os dados financeiros da estatal mostram que, até novembro, apenas R$ 1,5 bilhão dessa verba foi de fato repassada ou 65% do total previsto. No ano passado, o total liberado, R$ 3,3 bilhões, chegou a superar a previsão original, que era de R$ 2,9 bilhões. Uma das empreitadas em andamento, com amplo histórico de atrasos é a Linha 17-Ouro, o monotrilho que passa na Avenida Jornalista Roberto Marinho, na zona sul. A maior parte da obra é feita por um consórcio liderado pela empreiteira Tiisa, que está na lista de empresas com quem o Metrô tem dívida. Sem falar em valores, a empreiteira confirmou o atraso em dois contratos. "Os pagamentos respectivos foram efetuados em valor inferior à metade das faturas em questão", informou a empresa. Só com a Tiisa, a dívida seria de R$ 18 milhões, embora não haja confirmação oficial. A reportagem do Estado conversou com representantes de outros três grandes fornecedores de materiais e serviços do Metrô. Todos citaram atrasos, mas disseram que não comentariam o assunto por questões contratuais. A Camargo Corrêa, que também participa da Linha 17, enviou nota, informando apenas que "as obras estão sendo executadas normalmente". Conforme a Lei de Responsabilidade Fiscal, obras já liquidadas (serviços concluídos) têm de ser pagas no mesmo exercício fiscal. Caso contrário, ficam os chamados "restos a pagar", o que é vedado pela legislação. Segundo o professor de Direito Adib Kassouf Sad, que foi presidente da Comissão de Direito Administrativo da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo), deixar "restos a pagar" pode constituir ato de improbidade administrativa. "Depende se foi comprovado que houve dolo (intenção) do gestor em deixar essa dívida." Acerto futuro O governo estadual informou, por nota, que honrará os compromissos. "Prova disso foi a liberação, nesta quarta-feira, de R$ 47 milhões para o Metrô, como previsto", diz a nota do governo, que destacou que nenhuma obra chegou a ser paralisada. A equipe de transição de Doria não comentou o assunto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/governo-do-estado-reduz-repasses-e-metro-atrasa-pagamentos-07122018

Bolsonaro passa parte do dia em Pirassununga, no interior de SP
Data: 07/12/2018

Pela manhã, o presidente eleito participará da cerimônia de Declaração de Novos Aspirantes, na Academia da Força Aérea

O presidente eleito Jair Bolsonaro deixa Brasília nesta sexta-feira (7) rumo a Pirassununga, a 200 km de São Paulo. Porém, antes de embarcar ele deverá tomar café da manhã com militares na Base Aérea de Brasília. À tarde ele segue para o Rio de Janeiro. Em Pirassununga, Bolsonaro participará da cerimônia de Declaração de Novos Aspirantes, pela manhã, na Academia da Força Aérea — Estrada de Aguaí (SP-225), km 39. Haverá solenidade de Passagem de Comando: dispositivo pronto às 14h. A previsão é que o evento dure aproximadamente uma hora, em seguida ele seguirá para o Rio de Janeiro onde deverá passar o fim de semana. Na quinta-feira (6) foi anunciado o nome da advogada Damares Alves assumirá o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Assessora do senador Magno Malta (PR-ES), ela comandará a pasta que será criada no governo Bolsonaro, a partir de janeiro. O novo ministério também vai agregar ainda Fundação Nacional do Índio (Funai), responsável pela demarcação de terras indígenas e políticas voltadas para esses povos. Com este anúncio, a equipe ministerial já conta com 21 ministros. A expectativa é em torno da definição do titular para o Ministério do Meio Ambiente, a última pasta a ter o nome anunciado

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-passa-parte-do-dia-em-pirassununga-no-interior-de-sp-07122018

Carille pede, Corinthians monitora Castán, e Vasco tenta segurá-lo
Data: 07/12/2018

Treinador, que deve deixar o Al Wehda, da Arábia Saudita, e retornar ao Timão, quer contar com o zagueiro em 2019. Cruz-Maltino prepara proposta

Responsável pela melhora defensiva do Vasco no segundo semestre no Campeonato Brasileiro, o zagueiro Leandro Castán, com contrato no Cruz-Maltino válido até 31 de dezembro de 2019, despertou o interesse de outros clubes. O Corinthians, onde jogou entre 2010 e 2012, passou nesta semana a monitorar a situação do atleta após pedido do técnico Fábio Carille, que deve fechar em breve com o Timão. Leandro Castán, aos 32 anos, retornou ao Brasil nesta temporada após quase sete anos no futebol da Itália. No Vasco, confirmou rapidamente o status de titular, sendo fundamental na permanência da equipe na elite nacional. Apesar de o zagueiro ter contrato válido com o Cruz-Maltino por mais um ano, o Corinthians ainda não entrou em contato com os dirigentes de São Januário, monitorando a situação do atleta em conversas com pessoas próximas a ele. Um trunfo do Corinthians para uma negociação com Leandro Castán é o fato de Fábio Carille ter indicado o zagueiro para o clube em 2010, após destaque do atleta no Grêmio Barueri no ano anterior. Atualmente, o elenco do Timão conta com quatro zagueiros: Henrique e Léo Santos, que vinham sendo titulares, além de Pedro Henrique e Marllon. Andrés Sanchez, atual presidente do Corinthians, também é próximo ao jogador, o que pode ajudar em uma evolução das conversas. Ciente desta situação de mercado envolvendo Leandro Castán, o Vasco já se movimenta para segurá-lo. A diretoria presidida por Alexandre Campello prepara uma proposta de ampliação do período do vínculo do zagueiro — de fim de 2019 para término de 2020 —, aumentando a multa rescisória e colocando bônus por metas alcançadas dentro de campo. Assim, acredita que criaria uma maior segurança para todas as partes. Em São Januário, o defensor entrou em campo 15 vezes, com quatro vitórias, sete empates e quatro derrotas.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/carille-pede-corinthians-monitora-castan-e-vasco-tenta-segura-lo-06122018

Abel Braga não cumpre prazo de Peres, e Santos estuda mais nomes
Data: 07/12/2018

Presidente do Peixe afirmou que esperaria por Abelão até esta quinta-feira (6), mas não obteve resposta do veterano e deve sondar outro nome

pós assegurar que esperaria "até quinta-feira (6) estourando" por Abel Braga, em entrevista ao Lance!, na última segunda (3), o presidente do Santos, José Carlos Peres, já estuda abrir diálogo com outro técnico. O Santos tem um perfil de treinador já definido em reunião do Comitê de Gestão. Segundo Peres, o nome precisa ser "tarimbado" e ter bom relacionamento com as categorias de base do clube. O Santos também já percebeu a necessidade de contratar reforços para todas as posições, exceto goleiro e lateral-direito. A intenção de Abel é esperar o resultado das eleições presidenciais no Flamengo, neste fim de semana. O técnico é favorito a assumir o cargo no clube em 2019. Com família no Rio e apreço pelo Rubro-Negro, trata o time da Gávea como prioridade. O problema é justamente a falta de unanimidade em relação ao próximo nome depois de Abel. O veterano era o sonho de consumo da gestão de Peres e seus aliados e, portanto, uma unanimidade, mesmo com custos considerados altos para um time em crise financeira. Agora, há de se discutir quem será o próximo alvo. Sem clube desde a saída do Palmeiras, Roger Machado aparece como possibilidade, mesmo não sendo tão experiente como Abel. Entre a torcida, um dos nomes falados é de Vanderlei Luxemburgo. Há no clube quem também defenda a contratação do veterano carioca de 66 anos. Luxa passou 2018 sem clube.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/abel-braga-nao-cumpre-prazo-de-peres-e-santos-estuda-mais-nomes-06122018

Rei do Futsal, Falcão se despede com vice na derrota para Corinthians
Data: 07/12/2018

Eterno camisa 12 marcou gol na decisão da Liga Paulista, mas não conseguiu fazer com que Magnus passasse de 0 a 0 na prorrogação, no Parque São Jorge

Em 28 de agosto de 1977, Edson Arantes do Nascimento pendurava as chuteiras definitivamente. Mais de 41 anos depois, nesta quinta-feira (6), no Parque São Jorge, pela final da Liga Paulista, Alessandro Rosa Vieira também se despediu. Esses, reis Pelé e Falcão, deixaram saudades nos súditos do futebol e do futsal. Falcão, aos 41 anos, se aposentou com o vice-campeonato do Magnus Sorocaba, diante do Corinthians. O time do interior de São Paulo venceu por 5 a 3 no tempo normal, mas ficou no empate sem gols na prorrogação e viu o rival comemorar o título em casa. Pelé deu adeus aos gramados sem marcar gol, mas com vitória e título do New York Cosmos sobre o Seattle Sanders, na final da NASL (a principal liga norte-americana na época). De todo modo, Falcão ainda pode dizer que marcou no último jogo, coisa que Pelé não fez. O eterno camisa 12 é jogador mais vitorioso da história do futsal e — começou a jogar quando o esporte ainda era quase uma versão reduzida do futebol e se chamava puramente 'futebol de salão' — colecionou inúmeros títulos ao longo da carreira. Não se cansou de dizer que ‘não faltou nada’ em 25 anos de profissional. Com a seleção brasileira, Falcão foi campeão do Mundial (2008 e 2012), do Grand Prix (2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2011, 2013, 2014 e 2015) e do Pan-Americano (2007). Por clubes, outra infinidade de títulos como os do Intercontinental (2016 e 2018) e os da Libertadores (2005, 2006, 2007, 2008, 2009 e 2015) para citar apenas os internacionais. Hoje reserva, ainda com o mesmo fino trato com a bola, mas já sem a mesma velocidade, Falcão entrou pela primeira vez em quadra a 12 minutos do fim do primeiro tempo. Não demorou muito e acertou um chute preciso para marcar 3 a 1 para a equipe do interior de São Paulo. Na torcida? Aquele misto de tristeza e mãos cobrindo a boca para comentar com o amigo na arquibancada: “Vimos um gol do Falcão”, disse um torcedor corintiano. “Só espero que seja o último”, brincou, antes do fim do primeiro tempo. A falta de uma carreira na Europa, aliás, por onde os clubes são mais bem desenvolvidos é a grande crítica que se faz ao ídolo. Talvez tanto quanto como aconteceu com Pelé. Em outros tempos, a provocação já incomodou o astro, que também quatro vezes melhor do mundo pela Fifa (2004, 2006, 2011 e 2012). Nos últimos anos, principalmente depois dos mundiais com a camisa verde-amarela, passou a se apegar no apoio da torcida. Tal 'apoio' inclusive da torcida adversária. Antes mesmo de a bola rolar para a decisão, o jogador vestiu uma camisa do Corinthians com o número 12 às costas. A homenagem era para os primeiros anos de profissional. Apenas craques de tamanho gabarito se dão ao luxo de tal atitude sem sofrer represálias da própria torcida ou clube. Para não parar por aí, Falcão já se declarou inúmeras vezes santista. O segundo tempo foi ainda mais pegado. Das confusões causadas pelo Corinthians não querer jogar uma final com uma bola com detalhes em verde (teve de ser substituída por uma com detalhes em laranja), às provocações aos torcedores adversários que deixaram o ginásio Wlamir Marques ensurdecedor, passando pelo árbitro que teve de ser substituído. Tudo deixava o ambiente do jeito que Falcão mais gostava. A estratégia de jogar com o goleiro-linha Renatinho a partir do décimo minuto do segundo tempo ajudou o Corinthians a diminuir o prejuízo. A equipe terminou a segunda etapa perdendo por 5 a 3. Como havia vencido o primeiro jogo, a partida foi decidida na prorrogação. Como precisava da vitória, até Falcão virou goleiro-linha. Para piorar para o Magnus, Eder Lima foi expulso e a equipe não teve mais reação. Ao melhor estilo corintiano, com o sofrimento do fim, o time conseguiu segurar o empate sem gols, o suficiente para ficar com o título. Na comemoração, a torcida invadiu a quadra para fazer a festa com os jogadores. Houve uma pequena correria, mas foi naturalmente controlada. Do lado derrotado, Falcão se emocionou. Agora, o Rei Falcão está pronto para curtir a aposentadoria. Isso sem nunca mais perder a majestade.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/mais-esportes/rei-do-futsal-falcao-se-despede-com-vice-na-derrota-para-corinthians-07122018

Irmãos de Michael Jackson anunciam shows no Brasil em 2019
Data: 07/12/2018

Grupo The Jacksons, ex-Jackson 5, revelou o Rei do Pop e desembarca no País para duas apresentações em março do ano que vem

The Jacksons, grupo formado pelos irmãos do cantor Michael Jackson — morto em junho de 2009 —, se apresenta pela primeira vez no Brasil em março de 2019. Os integrantes Jackie, Jermaine, Marlon e Tito Jackson farão dois shows no País. A primeira apresentação acontecerá no dia 16, no Espaço das Américas, em São Paulo. Na sequência, no dia 19, os músicos sobem ao palco do Auditório Araújo Vianna, em Porto Alegre. Os ingressos para o show na capital paulista começam a ser vendidos na segunda-feira (10). Em Porto Alegre, ainda não há informações do início das vendas. O conjunto norte-americano chega ao País com um reportório de peso. ABC, I'll Be There, Rockin' Robin e I Want You Back são alguns dos sucessos programados. Os Jacksons fazem parte da história da música americana e mundial. Formado inicialmente por cinco irmãos (ex-Jackson 5), o grupo foi responsável por revelar o cantor Michael Jackson — à época com apenas 8 anos —, que se tornaria anos mais tarde o rei do pop. Ao longo da trajetória, eles venderam milhões de discos pelo mundo. Com as polêmicas envolvendo a família de Michael e a saída de Marlon, o grupo decidiu encerras as atividades após o lançamento do último álbum, 2300 Jackson Street, em 1989. Os músicos voltariam a se reunir em 2012 para a primeira turnê musical depois de quase três décadas separados. Serviço - São Paulo Local: Espaço das Américas Endereço: Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda - SP Data: 16 de março de 2019 (sábado) Horário do show: 22h Classificação Etária: 16 anos *Estagiário do R7, sob supervisão de Isadora Tega

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/irmaos-de-michael-jackson-anunciam-shows-no-brasil-em-2019-06122018

CCXP celebra 5 anos com grandes estrelas de Hollywood
Data: 07/12/2018

Famosos internacionais como Sandra Bullock, Michael B. Jordan, Brie Larson e Sophie Turner devem agitar o evento de cultura pop que acontece em SP

A Comic Con Experience começa sua edição de cinco anos nesta quinta-feira (6), em São Paulo, e celebra essa meia década de sucesso em grande estilo. Considerada oficialmente o maior evento de cultura pop do mundo, a CCXP cresceu em tamanho, público e no quesito "grife". Prova disso são as estrelas convidadas para participar em 2018. O time de celebridades conta com atrizes ganhadoras do Oscar, diretores de cinema aclamados, quadrinistas queridos, astros da internet e de muitas outras áreas. Confira a seguir alguns dos nomes mais famosos que prometem agitar a Comic Con deste ano Sandra Bullock Ganhadora do Oscar de Melhor Atriz, Sandra marca presença no painel da Netflix, no domingo (9), para divulgar seu novo filme Caixa de Pássaros. Trevante Rhodes O ator, que ficou muito conhecido por seu papel no filme vencedor do Oscar Moonlight: Sob a Luz do Luar, participa do mesmo painel que Sandra Bullock. Ele também faz parte do elenco de Caixa de Pássaros. Brie Larson Outra ganhadora do Oscar de Melhor Atriz que vai brilhar na CCXP é Brie Larson. Ela estará no sábado (8) para falar do aguardado filme Capitã Marvel, do qual é protagonista. Sebastian Stan A Marvel terá mais um representante na CCXP 2018: Sebastian Stan. O intérprete do Soldado Invernal estará no evento na sexta-feira (7) e no sábado (8) para fotos e autógrafos com os fãs (ingressos já esgotados), além de participar de um painel para falar de sua carreira. Michael B. Jordan Um dos atores mais requisitados do momento, Michael participa do painel da Warner Bros. no domingo (9) para promover o filme Creed II, que também terá uma pré-estreia exclusiva no evento. O ator estará acompanhado de Florian "Big Basty" Munteanu, que interpreta Viktor Drago no longa.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/fotos/ccxp-celebra-5-anos-com-grandes-estrelas-de-hollywood-06122018#!/foto/3

Claudia Raia vai se casar no sábado em cerimônia discreta em SP
Data: 07/12/2018

A atriz de 51 anos quer celebrar a união com Jarbas Homem de Mello, em cerimônia pequena para familiares e alguns amigos famosos

A atriz Claudia Raia, 51, e o namorado Jarbas Homem de Mello, 48, vão se casar! A cerimônia será realizada no próximo sabado (8), reunindo apenas familiares e amigos mais íntimos Jarbas e Claudia são amigos de longa data, mas começaram a namorar há oito anos. Eles moram juntos há cinco anos, mas resolveram formalizar em cartório a união. Claudia foi casada com Edson Celulari por 17 anos e teve dois filhos com ele: Enzo e Sophia. Eles se separaram em 2010. Antes, Claudia havia sido casada com Alexandre Frota, em uma relação tumultuada que durou de 1986 a 1989. No casamento com Jarbas, a atriz usará um vestido de noiva discreto, de renda. Amigos famosos como Miguel Falabella, Jô Soares e Faustão devem marcar presença do evento, que será realizado em São Paulo, na faixa da tarde.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/keila-jimenez/claudia-raia-vai-se-casar-no-sabado-em-cerimonia-discreta-em-sp-06122018

Governo sugere fim do abono salarial do PIS e revisão do mínimo
Data: 07/12/2018

Proposta consta no documento com recomendações que o Ministério da Fazenda preparou para a equipe econômica do governo Bolsonaro

A política de reajuste do salário mínimo deverá ser revista e o abono salarial extinto, para reequilibrar as contas do governo depois da aprovação da reforma da Previdência. PUBLICIDADE As sugestões constam de documento do Ministério da Fazenda com o balanço da atual gestão e recomendações para o próximo governo, disponível na página da pasta na internet. A pasta também recomenda o controle dos gastos públicos, com a redução de privilégios e incentivos fiscais para setores da economia, revisão dos gastos com o funcionalismo público e direcionamento dos benefícios sociais aos mais pobres para reduzir a desigualdade. Segundo o documento, o salário mínimo, cuja política de reajuste será substituída em 2020, deverá ser compatível com os salários do setor privado e o aperto nas contas públicas. Desde 2011, o salário mínimo é reajustado com base na inflação dos 12 meses anteriores pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos no poaís) de dois anos antes. Caso o resultado do PIB seja negativo, a correção se dá apenas pelo índice de inflação. Essa política vigorará até 2019, sendo substituída no ano seguinte. Segundo o Ministério da Fazenda, cada R$ 1 de alta no salário mínimo aumenta os gastos da União em R$ 304 milhões. A maior parte desses gastos o impacto decorre do reajuste do piso pago pela Previdência Social. A nova política de cálculo do mínimo deverá ser encaminhada pelo futuro governo até 15 de abril, quando será apresentado o projeto da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2020. Abono salarial Em relação ao abono salarial, a Fazenda recomendou a extinção do benefício por entender que não atende à população em extrema pobreza, mas apenas empregados com carteira assinada. Previsto para consumir de R$ 19,2 bilhões no próximo ano, o abono é pago ao trabalhador que recebe até dois salários mínimos com carteira assinada, desde que tenha trabalhado pelo menos 30 dias no ano-base de apuração e tenha carteira de trabalho há pelo menos cinco anos. O valor varia de R$ 80, para quem trabalhou apenas por 30 dias, a um salário mínimo (R$ 954), para quem trabalhou por 12 meses no ano anterior. Para aumentar a eficiência dos gastos sociais, o Ministério da Fazenda, que será transformado em Ministério da Economia em janeiro, recomendou medidas adicionais, em que também entram a revisão do BPC (Benefício de Prestação Continuada), concedido a idosos e a pessoas com deficiência, a transferência da aposentadoria rural da Previdência para a assistência social e mudanças no regime previdenciário dos militares, com a possível cobrança de contribuição sobre pensões e proventos de militares inativos. Para a Fazenda, o BPC, que paga um salário mínimo a deficientes e a quem tem mais de 65 anos, é menos eficaz que o Bolsa Família na redução da pobreza e tem alto nível de judicialização (questionado com frequência na Justiça). O Orçamento do próximo ano reserva R$ 59,2 bilhões para o BPC, que será pago a 4,9 milhões de beneficiários. Enquanto o Bolsa Família, que paga um valor fixo por dependente e é menor que o salário mínimo, destinará R$ 29,5 bilhões a 13,6 milhões de famílias. Segundo a Fazenda, o Bolsa Família é o programa mais eficaz para reduzir a pobreza porque 44,3% dos recursos são destinados aos 20% mais pobres da população. A Previdência Social vai na direção inversa: 40,6% dos benefícios pagos vão para os 20% mais ricos, contra somente 3,3% dos recursos para os 20% mais pobres. FGTS Por fim, a Fazenda propõe uma reforma no FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), de modo a usar os recursos do fundo para financiar parcialmente o seguro-desemprego e aumentar a rentabilidade das contas, que atualmente pagam 3% mais Taxa Referencial ao ano, mais participação nos lucros. A pasta também sugere a extinção do FI-FGTS (Fundo de Investimento do FGTS), que financia projetos escolhidos pelo governo e foi foco de corrupção nos últimos anos, por entender que a livre alocação de recursos é mais eficiente.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/governo-sugere-fim-do-abono-salarial-do-pis-e-revisao-do-minimo-06122018

Dólar fica mais caro pelo 3º dia seguido e vale R$ 3,87
Data: 07/12/2018

Valorização de 0,18% da moeda foi puxada pela prisão de executiva chinesa, mas expectativa de menos juros nos EUA aliviou a pressão de alta

O dólar terminou a quinta-feira (6) em alta pela terceira sessão seguida, negociado a R$ 3,8761. A valorização de 0,18% deixou a moeda longe das máximas do dia, quando encostou em R$ 3,95. Nos últimos três pregões, a divisa acumula ganho de 0,85%. A nova alta do dólar foi ocasionada pela aversão ao risco global após a prisão de uma executiva da gigante chinesa Huawei, intensificando os temores de guerra comercial entre Estados Unidos e China. Na máxima do dia, a moeda norte-americana era vendida por R$ 3,9440 e, na mínima, a R$ 3,8772. O dólar futuro tinha avanço de cerca de 1,5%. Brasileiros não estão dispostos a trabalhar como chineses, diz jornal Meng Wanzhou, vice-presidente financeira da Huawei e filha do fundador da empresa, Ren Zhengfei, foi presa em Vancouver e enfrenta uma possível extradição para os EUA por supostas violações de sanções dos EUA. A notícia afetou as esperanças de que fossem amenizadas as tensões comerciais entre Estados Unidos e China depois da trégua de 90 dias acertada entre as partes no último sábado. "[A prisão da executiva] é negativo para a China. E, se é negativo para a China, é também para os países emergentes. É dólar mais forte e sugere menos exportações do Brasil", avaliou a estrategista de câmbio do Banco Ourinvest, Fernanda Consorte. Emergentes No exterior, o dólar subia ante as divisas emergentes, como o peso chileno e o rublo. Mas passou a cair ante a cesta de moedas após dados mais fracos de abertura de vagas no mercado privado norte-americano, entre outros. O viés de baixa foi reforçado lá fora — e aliviou a alta doméstica — com a fala do presidente do Federal Reserve de Atlanta, Raphael Bostic, que disse que o banco central dos Estados Unidos está bem perto da taxa de juros neutra, o que o mercado entendeu como um sinal de menos apertos monetários à frente. As declarações elevaram as expectativas para os dados do mercado de trabalho dos EUA no dia seguinte, com expectativa de abertura de 200 mil vagas, e também para a reunião de dezembro do Fed, para a qual se espera a quarta alta de juros deste ano. Cenário doméstico Internamente, os investidores mantinham a cautela com o novo governo e as indefinições sobre reforma da Previdência e a cessão onerosa. "Acho que é cedo para sabermos como será a articulação do governo, vamos ter condição de avaliar em janeiro ou fevereiro. Mas o mercado está ansioso. É mais um ponto negativo a pressionar o câmbio", acrescentou Fernanda. O BC vendeu nesta sessão 13.830 contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 2,766 bilhões do total de US$ 10,373 bilhões que vence em janeiro. Se mantiver essa oferta diária até dia 21 e vendê-la integralmente, terá concluído a rolagem total. "Se a situação de fato se agravar para emergentes, o BC pode reforçar a oferta de swap", comentou a especialista do Ourinvest. Copyright Thomson Reuters 2018

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/dolar-fica-mais-caro-pelo-3-dia-seguido-e-vale-r-387-06122018

Mais ricos ficam com 40% dos gastos do governo com a Previdência
Data: 07/12/2018

Grupo representa 20% da população brasileira. A cada R$ 100 utilizados pelo governo, R$ 40 ficam com estas pessoas

Os brasileiros que estão entre os 20% mais ricos do País são os maiores beneficiados pelo desenho atual das regras de aposentadoria e pensão. A cada R$ 100 gastos pelo governo com Previdência, R$ 40 ficam com essa camada mais privilegiada na distribuição de renda, enquanto os 20% mais pobres recebem apenas R$ 3 desse bolo. As estimativas foram feitas pelo Ministério da Fazenda. A pasta alerta que a reforma da Previdência é imprescindível para um equilíbrio fiscal de longo prazo, mas também teria impacto significativo na redução da desigualdade no Brasil. "Uma crítica corriqueira aos programas de ajuste fiscal são de que eles afetariam os mais pobres e elevariam a desigualdade social. Contudo, isso não ocorre. As reformas propostas pelo governo federal preservam os mais pobres e melhoram a distribuição de renda", afirma o relatório. De acordo com os dados, os 20% mais ricos recebem 40,6% dos gastos públicos com Previdência, enquanto os mais pobres ficam com 3,3%. Neste ano, os gastos com o regime geral de Previdência devem chegar a R$ 591,45 bilhões. Na divisão dos recursos gastos com pessoal (que devem chegar a R$ 300 bilhões em 2018), a concentração na faixa mais privilegiada é ainda maior. Segundo as estimativas da Fazenda, 79,3% das despesas ficam com os 20% mais ricos. "Como é sabido, os salários no setor público são muito superiores aos pagos no setor privado. A maior contenção dessa remuneração e a diminuição dos postos de trabalho no setor público teriam efeito significativo no sentido de redistribuir renda", afirma o documento. Em sua defesa pela reforma da Previdência, o atual governo argumenta que, segundo as regras atuais, são os mais ricos que se aposentam precocemente, por tempo de contribuição e sem idade mínima. Com isso, eles ficam na inatividade por mais tempo e recebem benefícios de valores maiores. "Reformar a Previdência, com foco na redução de privilégios, é uma medida de redução da desigualdade", afirma a Fazenda. Na proposta em tramitação atualmente no Congresso, o governo estabeleceu como "pilares" a fixação de uma idade mínima com transição e a equiparação das regras de aposentadoria para funcionários públicos e trabalhadores da iniciativa privada. Como mostrou na quarta-feira, 5, o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro, ainda trabalha no desenho da reforma da Previdência que será apresentada ao Congresso Nacional. Há consenso para instituir uma idade mínima de aposentadoria e igualar as regras do serviço público às do INSS. No entanto, o grupo avalia quais propostas são politicamente viáveis. Por isso, há um entendimento de que dificilmente será exigida desde já a idade mínima final dos funcionários públicos que ingressaram até 2003 para que mantenham o direito às chamadas integralidade (aposentadoria com o último salário da carreira) e paridade (reajustes iguais aos dos servidores ativos). Esse foi o ponto central dos embates entre as categorias e o Congresso Nacional desde o início das discussões da reforma, e as lideranças já alertaram que a proposta não passa se o novo governo insistir nesse ponto. Para fechar o desenho final, estão em análise três propostas: uma coordenada pelo ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga e pelo economista Paulo Tafner, outra do economista Fabio Giambiagi e uma terceira elaborada pelos irmãos Arthur e Abraham Weintraub, professores da Unifesp que integram a transição. Existe a possibilidade de um novo texto ser construído a partir de elementos dessas três alternativas. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/mais-ricos-ficam-com-40-dos-gastos-do-governo-com-a-previdencia-06122018

Bolívia tem protestos em oito capitais e na fronteira com o Brasil
Data: 07/12/2018

Manifestantes foram às ruas nas principais cidades para protestar contra a liberação da candidatura do presidente Evo Morales para quarto mandato

Oito das nove capitais da Bolívia e diversas cidades menores registraram protestos nos últimos dias, depois que a Justiça Eleitoral do país confirmou a candidatura do presidente Evo Morales para o quarto mandato consecutivo. Segundo a imprensa boliviana, a maior parte das manifestações aconteceu na capital administrativa do país, La Paz, mas também ocorreram protestos na capital constitucional, Sucre, e também nas maiores cidades, como Santa Cruz de la Sierra, El Alto e Cochabamba. Em Guayaramerín, que faz fronteira com a cidade brasileira de Guajará-Mirim, em Rondônia, manifestantes fecharam a divisa e impediram a entrada de brasileiros. Respeito a referendo Os manifestantes afirmam que Morales deveria ser impedido de concorrer em respeito ao resultado de um referendo nacional, realizado em fevereiro de 2016. Na ocasião, 51,3% dos eleitores votaram 'não' à proposta do presidente de mudar a Constituição e permitir um número ilimitado de reeleições. Os outros 48,7% disseram 'sim'. Os defensores de Morales alegam que, com um resultado apertado dessa maneira, a decisão deveria ficar a cargo do Supremo Tribunal Eleitoral. A corte decidiu a favor da mudança no fim de novembro e, na última terça-feira, confirmou o registro de candidatura do presidente.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/bolivia-tem-protestos-em-oito-capitais-e-na-fronteira-com-o-brasil-06122018

Inscrições para o Programa Mais Médicos terminam hoje
Data: 07/12/2018

Prazo havia sido prorrogado devido à instabilidade do site do Mais Médicos, causada, segundo a pasta, por ataques cibernéticos

Profissionais com registro no Brasil têm até as 23h59 desta sexta-feira (7) para se inscrever no Programa Mais Médicos. O edital, lançado no último dia 20, oferta, ao todo, 8.517 vagas para atuação em 2.824 municípios e 34 DSEI (Distritos Sanitários Especiais Indígenas) que antes eram ocupadas por médicos da cooperação com Cuba. De acordo com o Ministério da Saúde, até esta quinta-feira (6), 3.721 médicos já haviam confirmado presença nos municípios onde vão trabalhar. Os números mostram ainda que pelo menos 123 vagas continuam disponíveis. Os profissionais têm até a próxima sexta-feira (14) para se apresentar nos locais de trabalho. Problemas As inscrições chegaram a ser prorrogadas devido à instabilidade do site do Mais Médicos, causada, segundo a pasta, por ataques cibernéticos identificados desde o primeiro dia de inscrição. O sistema recebeu mais de 1 milhão de acessos simultâneos no momento da abertura das inscrições — mais que o dobro do total de profissionais em atuação no Brasil. Desistência Na última terça-feira (4), 200 médicos desistiram de trabalhar no programa. O principal motivo, de acordo com o ministério, é a incompatibilidade de horário com outras atividades. O programa exige uma carga de 40 horas semanais em equipe de Saúde da Família. Outra parte dos profissionais informou que entrou em residência médica, recebeu nova proposta de trabalho ou teve problemas pessoais. Novo edital Durante audiência pública na Comissão Mista de Orçamento, no Senado, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, disse ontem (6) que o governo tem um plano B para completar as vagas remanescentes. Segundo ele, no próximo dia 17 será publicado novo edital do Mais Médicos, com vagas para brasileiros formados no exterior e estrangeiros. “O edital do Programa Mais Médicos é uma seleção para ocupação de vagas de profissionais nos municípios. Assim como todo processo seletivo, os participantes têm autonomia para assumir ou não a vaga selecionada. Em caso de necessidade, o ministério fará novas chamadas até que se complete o quadro de vagas”, informou a pasta.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/inscricoes-para-o-programa-mais-medicos-terminam-hoje-07122018

Justiça do Paraná bloqueia bens do ex-governador Beto Richa
Data: 07/12/2018

Tucano é acusado de gasto com propaganda irregular quando foi prefeito de Curitiba. Richa diz já resolveu a questão com a Justiça Eleitoral

A 4.ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba determinou liminarmente o bloqueio de bens do ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB). A decisão atende pedido do Ministério Público do Paraná em ação civil pública que requer a restituição de R$ 19,89 milhões (em valores atualizados) gastos com propaganda supostamente irregular em 2007 e no primeiro semestre de 2008, quando o tucano exercia o cargo de prefeito da capital e pretendia concorrer às eleições. PUBLICIDADE Justiça decreta prisão preventiva de Beto Richa De acordo com a ação, os gastos referem-se a "todas as propagandas em que a expressão Cidade da Gente apareceu grafada abaixo do brasão do município, bem como as propagandas em que foram utilizados os slogans Curitiba, a Cidade da Gente e Curitiba Melhor Pra Você", que "foram feitas de modo a beneficiar o então prefeito, que concorreu à reeleição". Delator revela comitê clandestino de campanha de Beto Richa O Ministério Público alega que Richa "utilizou material de publicidade institucional para inserir símbolos e slogans de sua campanha política, para sua autopromoção perante os eleitores", caracterizando ato de improbidade administrativa, por quebra dos princípios da moralidade e da impessoalidade e por causar prejuízo ao erário. Richa chegou a ser multado três vezes pelo Tribunal Regional Eleitoral por causa da propaganda irregular, considerada "propaganda eleitoral extemporânea". Segundo o Ministério Público do Paraná, houve enriquecimento ilícito do político, uma vez que ele "deixou de dispor de numerário particular para a confecção de material publicitário para campanha eleitoral, custo este totalmente suportado pelo órgão público". Embora o ato de improbidade já tenha prescrito, a restituição ao erário dos valores gastos irregularmente pode ser exigida, destaca o Ministério Público. O que diz Beto Richa Em nota, a defesa do ex-governador Beto Richa informou que "a questão já foi resolvida na Justiça Eleitoral, inclusive mediante o pagamento de multa. Não obstante, a Procuradoria Geral do MP, no ano de 2011, instaurou procedimento para apurar o suposto ilícito praticado. Desde então, o feito dormitou no MP, o que ensejou, inclusive, a prescrição para o ajuizamento de ação de improbidade. Em todo o período decorrido, o MP limitou-se a propor a realização de acordo, no valor de R$ 30 mil, a título de ressarcimento, o que não foi aceito pelo investigado, diante da plena regularidade de suas ações. Em abril deste ano, referido valor, inexplicavelmente, transformou-se em R$ 300 mil. Na data de 29/11/18, ao ser ajuizada ação de ressarcimento, o valor até então levantado pelo próprio MP, de forma absolutamente extraordinária, passou a ser de R$ 20 milhões. De modo a esclarecer as circunstâncias que se apresentam, basta ter acesso à íntegra do procedimento administrativo, que tramitou na PGJ e, a partir de abril deste ano, na promotoria do patrimônio público do MP. E diante disso, se defenderá na Justiça." Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/justica-do-parana-bloqueia-bens-do-ex-governador-beto-richa-06122018