FOCONEWS - Jornal Online

Notícias da Geral


Data: 10/07/2019

Saudação eternizada pelo âncora surgiu nos anos 1970, quase que sem querer, durante experiência internacional do jornalista

Quando pensamos em Paulo Henrique Amorim dificilmente não lembramos do bordão eternizado por ele: "Olá! Tudo bem?". A frase, no tom peculiar criado por ele, nasceu quase que sem querer. Paulo Henrique contava que era correspondente em Nova York quando foi convidado para fazer algumas reportagens como freelancer, nos anos 1970, na rede CNN. Logo ao chegar no canal norte-americano, a editora-chefe disse para ele que seria bom se pudesse saudar o público em sua própria língua, para criar uma identidade de correspondente do Brasil. Paulo Henrique resolveu então dizer a frase que é tão comum entre os brasileiros, quando vão se cumprimentar. Tempos depois, em Los Angeles, durante a cobertura de um terremoto, o âncora reencontrou um colega norte-americano que se lembrou dele e logo repetiu a saudação em português, com a mesma entonação diferenciada. Ele achou divertido o tom usado pelo estrangeiro e logo sacou que aquilo tinha ficado guardado na cabeça das pessoas. Foi aí que Paulo pensou que aquele poderia ser o seu bordão e a partir dali começou a repetir o "Ola! Tudo bem?" sempre que aparecia na TV. Não demorou muito para essa se tornar a sua marca registrada.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/keila-jimenez/ola-tudo-bem-bordao-de-paulo-henrique-nasceu-nos-eua-10072019

Antonia Fontenelle chora ao ganhar ação contra filhas de Marcos Paulo
Data: 10/07/2019

Atriz e apresentadora comentou no Instagram que a decisão judicial foi unânime e ela venceu por 3 x 0

Antonia Fontenelle utilizou o stories, no Instagram, para anunciar que venceu mais uma batalha judicial contra as filhas de Marcos Paulo, com quem ela foi casada entre 2006 e 2012, quando o diretor morreu. Segundo a atriz, a decisão foi unânime e ela superou as herdeiras Mariana, uma das filhas de Marcos com a atriz Renata Sorrah, e Giulia Costa, filha da atriz Flávia Alessandra. "Meu advogado me liga para dizer que, finalmente, depois de 7 anos de muito esculacho, a Justiça me deu ganho de causa. É um ganho moral. É uma vitória moral. 3 x 0, como todas as vezes que eu fui reconhecida: foi por unanimidade", disse ela em vídeo. "Eu queria dizer para as mulheres desse país que não desistam dos direitos de vocês, nunca deixem ninguém esculachar vocês, nunca abaixem a cabeça pra ninguém. O Brasil tem Justiça, sim! Grite! Contra fatos não há argumentos. Há sete anos eu estava sendo humilhada, esculachada, menosprezada", continuou. Caso antigo A ação contra Fontenelle foi movida logo após a morte de Marcos Paulo. Mariana e Flávia Alessandra, representante da filha Giulia na época, pediram bloqueio de todas as contas do diretor. Na ação, Antônia também foi impedida de entrar no imóvel que residia com o marido, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio. Em 9 de abril de 2014 e em maio de 2018, Fontenelle foi considerada herdeira legal do diretor. As filhas, no entanto, recorreram da decisão da Justiça nas duas ocasiões e entraram com um recurso. Agora, finalmente Fontenelle conseguiu o direito de receber sua parte na herança.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/antonia-fontenelle-chora-ao-ganhar-acao-contra-filhas-de-marcos-paulo-10072019

Stranger Things: nova temporada bate recorde de audiência
Data: 10/07/2019

Segundo a Netflix, 40,7 milhões de contas domésticas assistiram a terceira parte da série norte-americana entre os dias 4 e 8 de julho

Fenômeno nas redes, a série Stranger Things bateu recordes de audiência na estreia da terceira temporada. De acordo com a Netflix, 40,7 milhões de contas domésticas assistiram ao programa entre os dias 4 e 8 de julho. O número supera os resultados de qualquer outro filme ou série da plataforma. A nova temporada se passa em 1985. É verão, a turma entra de férias e passa um bom tempo no recém-inaugurado shopping da cidade. Há um clima de romance no ar: Mike e Eleven estão namorando, assim como Lucas e Max. Em um acampamento de férias, Dustin também encontra uma amada. Apesar dos momentos felizes, muitas ameças ainda rodeiam o grupo. A Netflix também divulgou que 18,2 milhões de pessoas maratonaram a temporada e já assistiram a todos os episódios. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/stranger-things-nova-temporada-bate-recorde-de-audiencia-10072019

Palmeiras e Inter se enfrentam com destaques da Copa América
Data: 10/07/2019

Jogo de ida das quartas da Copa do Brasil será nesta-quarta-feira (10), às 21h30, no Allianz Parque, e terá a disputa entre Guerrero e Gustavo Gómez

Com um duelo entre dois destaques da Copa América, Palmeiras e Inter (RS) se enfrentam nesta quarta-feira (10), às 21h30, no Allianz Parque, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O jogo de volta entre as equipes será na próxima quarta-feira (17), às 21h30, no Beira-Rio. Do lado palmeirense, o zagueiro paraguaio Gustavo Gómez terá a incumbência de parar o atacante Guerrero, que, após o vice pelo Peru, retorna à equipe gaúcha. Gómez foi muito bem nos principais jogos por sua seleção, contra a Argentina, em empate por 1 a 1, e contra o Brasil, empate sem gols, com a equipe paraguaia tendo sido eliminada nos pênaltis. Com a camisa paraguaia, portanto, ele manteve a boa fase que vivia no Palmeiras, já que, no clube paulista, é titular de uma zaga, ao lado de Luan, que está há 1012 minutos sem levar gols, quando ambos atuaram juntos desde o início. Além de apostar no oportunismo de Deyverson e na velocidade de Dudu, o técnico Luiz Felipe Scolari se mostra confiante no desempenho no meia Lucas Lima, que terminou o primeiro semestre como titular, após um início de ano irregular. Assim como Scolari, o técnico do Inter, Odair Hellmann procurou aproveitar bem a parada para a Copa América. Ele não esperava, no entanto, ter de lidar com um desfalque de última hora, já que o lateral Zeca se contundiu na coxa direita e está fora da partida. Guerrero já retornou e deverá ser utilizado. O peruano foi um dos artilheiros da Copa América, ao lado do gremista Everton, com três gols. No fim de semana, o próximo compromisso do Palmeiras será contra o São Paulo, no Morumbi, no sábado (13), às 19h. Já o Inter (RS) vai a Curitiba, enfrentar o Athletico, no domingo (14), às 16h. Ficha técnica PALMEIRAS X INTER (RS) Local: Estádio Allianz Parque, São Paulo (SP) Data e horário: quarta-feira (10), às 21h30 Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO) Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO) Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Dudu, Zé Rafael e Deyverson. Técnico: Luiz Felipe Scolari. Inter (RS): Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Dourado, Edenilson, Nonato e Patrick; Nico López e Paolo Guerrero. Técnico: Odair Hellmann.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/palmeiras-e-inter-se-enfrentam-com-destaques-da-copa-america-10072019

Neymar aparece jogando futevôlei no dia da reapresentação do PSG
Data: 10/07/2019

Camisa 10 alegou compromissos contratuais para não voltar no mesmo dia que restante do elenco. Clube diz que tomará 'medidas apropriadas'

No dia em que o Paris Saint-Germain pediu explicações sobre a sua ausência, Neymar apareceu nesta terça-feira (9), nas redes sociais, jogando futevôlei. O camisa 10 esteve em uma quadra montada em São Paulo. A quadra é o local de treinamento de Bello Soares, atleta profissional da modalidade. Foi o próprio Bello quem publicou uma foto ao lado do jogador do PSG. Ao lado deles, o ex-jogador Gabriel também participou da partida. A assessoria de Neymar explicou que avisou ao clube francês sobre os compromissos contratuais e a ausência nos próximos dias. Por outro lado, Leonardo, novo diretor, disse ao jornal Le Parisien que o clube irá tomar “as medidas apropriadas”.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/neymar-aparece-jogando-futevolei-no-dia-da-reapresentacao-do-psg-09072019

Campeões, Cássio e Fagner voltam ao Corinthians nesta quarta
Data: 10/07/2019

Dupla esteve à serviço da seleção nas últimas cinco semanas e ajudou na conquista da Copa América. Agora, volta aos treinos no CT Joaquim Grava

Campeões da Copa América no último fim de semana, o goleiro Cássio e o lateral Fagner são aguardados no CT Joaquim Grava nesta quarta-feira. A dupla esteve à serviço da seleção brasileira nas últimas cinco semanas e não participou de nem um treino sequer com o técnico Fábio Carille. Agora, serão reintegrados ao elenco do Timão. Apesar de não terem entrado em campo na competição continental, os jogadores do Corinthians participaram normalmente de toda a preparação com o técnico Tite e sua comissão técnica. Por isso, estão em boa forma física e devem voltar à condição de titulares do Timão já no próximo domingo, quando a equipe encara o CSA, em Itaquera. Depois da conquista no Maracanã, Cássio e Fagner ganharam dois dias de folga para comemorarem o primeiro título de ambos com a Seleção Brasileira. Passado o período de descanso, a dupla volta aos treinos no CT Joaquim Grava e deve readquirir a condição de titular na equipe de Fábio Carille. Aliás, o retorno dos representantes do Corinthians na Copa América é muito aguardado pela comissão técnica. Vale lembrar que desde a saída de Cássio (5 de junho) e Fagner (4 de junho), o Timão apresentou uma queda brusca de rendimento. De lá para cá, o Corinthians perdeu para Santos, Botafogo-SP e Londrina, empatou com o Cruzeiro e venceu apenas o Vila Nova. O Corinthians volta a campo no próximo domingo, às 16h, quando enfrenta o CSA pela 10ª rodada do Brasileirão. A partida será disputada na Arena do Timão, em Itaquera, e um triunfo diante do time alagoano é considerado vital para as pretensões do clube de Parque São Jorge.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/campeoes-cassio-e-fagner-voltam-ao-corinthians-nesta-quarta-10072019

Bancada da bala faz acordo para regras de policiais e Maia critica
Data: 10/07/2019

Acordo entre lideranças e governo prevê para transição a idade mínima de 53 anos para homens e 52 para mulheres e 100% do chamado pedágio

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou nesta tarde de quarta-feira (10), acordo para se retirar a idade mínima para a aposentadoria das carreiras policiais, entre elas, Federal, Rodoviária Federal e policiais legislativos. O acordo foi costurado pelos deputados da chamada "bancada da bala". Para Maia, a medida seria um benefício para a categoria no momento em que outras carreiras dão sua cota de sacrifício. "A retirada da idade mínima é péssima. A construção de uma regra de transição igual a do regime próprio é uma sinalização que não é a melhor, mas ela é mais correta e mais justa porque faz uma transição igual a outros sistemas e não fica parecendo que está se protegendo uma categoria, que seja a polícia ou qualquer outra sem a idade mínima, já que o brasileiro trabalhador vai ter a idade mínima, o regime próprio vai ter idade mínima, é claro que a Polícia Federal também precisa de idade mínima", disse. De acordo com Maia, todos têm que participar porque, de outra forma, o sistema entrará em colapso fiscal e todos serão prejudicados. Um destaque do Podemos à proposta da reforma da Previdência retira a idade mínima de 55 anos para a aposentadoria dos policiais. Esta seria uma solução intermediária. O governo e lideranças de partidos, no entanto, relataram que um acordo está próximo e o destaque pode acabar sendo retirado. Para a transição, está acertada a idade mínima de 53 anos para homens e 52 para mulheres e 100% do chamado pedágio, que se refere ao tempo que o policial terá que trabalhar a mais do tempo que falta para se aposentar para obter as chamadas integralidade (se aposentar com o último salário da ativa) e paridade (que é ter os mesmos reajustes dos servidores da ativa). Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bancada-da-bala-faz-acordo-para-regras-de-policiais-e-maia-critica-10072019

Aliados de Doria pressionam por expulsão de Aécio Neves
Data: 10/07/2019

Pressão aumentou após o deputado federal virar réu acusado de receber propina do grupo J&F; diretório paulistano já aprovou expulsão

A cúpula do PSDB ligada ao governador de São Paulo, João Doria, ameaça expulsar o deputado federal Aécio Neves (MG) se ele não pedir afastamento do partido. A pressão pelo desligamento de Aécio se intensificou depois que ele virou réu na Justiça Federal de São Paulo, na semana passada, acusado de receber propina de R$ 2 milhões do grupo J&F e de tentar obstruir investigação da Lava Jato. A maior cobrança está sendo feita pelo PSDB de São Paulo, já que o partido prevê, no curto prazo, o desgaste provocado pelo caso Aécio na campanha à reeleição do prefeito Bruno Covas. Aliados de Aécio afirmam que não há hipótese de o parlamentar mineiro se afastar ou pedir a desfiliação da legenda neste momento. Há, porém, um grupo próximo ao deputado que tenta convencê-lo a se licenciar. O movimento que pede o afastamento de Aécio parte de dirigentes do PSDB próximos a Doria e ao presidente da legenda, Bruno Araújo (PE). Apontado com um dos possíveis candidatos à sucessão do presidente Jair Bolsonaro, em 2022, Doria disse ao Estado que o melhor seria uma saída espontânea de Aécio dos quadros do partido. Na quinta-feira passada, o diretório paulistano do partido, presidido por Fernando Alfredo, um dos aliados de Doria, aprovou um pedido de expulsão de Aécio. A mesma pauta deverá ser levada hoje ao diretório de São Bernardo por Carla Morando, líder tucana na Assembleia Legislativa, e, depois, ao diretório estadual paulista. De acordo com Alfredo, o pedido de expulsão de Aécio não estava na pauta da reunião do diretório municipal de São Paulo - entrou como questão de ordem a pedido de um dos presentes. "Coloquei em votação e foi aprovado por unanimidade", afirmou. Estavam presentes 68 dos 71 membros do diretório. Ele integra um colegiado de 20 presidentes de diretórios tucanos em capitais e é responsável por levar a demanda do grupo à executiva nacional do PSDB. "Há várias manifestações de outros presidentes querendo a expulsão do Aécio. Os únicos que se posicionaram contra foram os presidentes de Belo Horizonte e do Paraná", disse. "Na minha opinião, vai crescer esse movimento pedindo a saída dele (Aécio) do partido. A capital deu um primeiro passo", disse ao Estado o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, membro da executiva nacional e marido de Carla. "O que a gente percebe claramente da militância é que a presença dele gera um desconforto (no partido)", afirmou. A pressão envolvendo o deputado não é a única. Também são alvo de investida pela expulsão o ex-governador Alberto Goldman e o ex-secretário estadual Saulo de Castro. Os dois foram expulsos pelo diretório paulista por infidelidade partidária enquanto Doria disputava o governo de São Paulo, mas o diretório nacional tucano ficou de dar um desfecho final ao caso. Os dois, na época disseram ser fiéis aos valores do partido. Código de ética PublicidadeFechar anúncio Oficialmente, a cúpula do PSDB avalia que a manutenção de Aécio na sigla levaria ao questionamento do novo código de ética do PSDB, lançado em maio. Na prática, no entanto, há receio de que o caso envolvendo Aécio leve à derrocada dos tucanos nas eleições de 2020. O código prevê a expulsão de políticos condenados criminalmente ou que tiverem cometido infidelidade partidária. Não há, porém, punições para aqueles que estão sendo investigados, como é o caso de Aécio. A executiva nacional informou, por meio de nota enviada ao Estado, que o código de ética do partido vai guiar a decisão do Conselho de Ética, sugerindo que o presidente nacional, Bruno Araújo, irá pautar o pedido de expulsão de Aécio. Procurado, o diretório mineiro do PSDB se posicionou, por meio de nota, contra a remoção de Aécio do partido. "Temos plena confiança de que, assim como outros membros do partido, o deputado Aécio provará na Justiça a correção dos seus atos." Procurado pela reportagem, o deputado não quis se manifestar sobre o assunto. Saída espontânea Em Cambridge, na Inglaterra, onde está para encontro com investidores, o governador João Doria afirmou ao Estadão/Broadcast que "o melhor para o partido seria uma saída espontânea" do deputado Aécio Neves, o que evitaria a necessidade de expulsão. Segundo ele, seria uma "marca muito dura" para a trajetória de qualquer político. Doria disse ainda que o partido "não vai virar as costas" para a sua história, mas precisa olhar para o futuro. "Estamos na fase do novo PSDB, sob a direção do ex-deputado Bruno Araújo. O novo PSDB não apaga e nem desconsidera o valor de sua história. O PSDB não vai mais viver da história, vai fazer história", afirmou. "Para fazer história, é preciso liderar a história. E liderar é tomar posições, e não adiar decisões, que foi um pouco o que o PSDB fez nos últimos anos." Sobre possíveis efeitos para o partido nas eleições do próximo ano, o governador afirmou que existe um "mal-estar". "Manter a filiação diante de fatos aparentemente graves provoca em vários setores do PSDB um mal-estar. E diante da perspectiva das eleições, esse mal-estar vai crescer." O afastamento, para ele, seria a forma mais "clara, transparente equilibrada e serena" de conduzir o processo. "Esta é uma solução política e eticamente adequada, mas é uma decisão que compete a ambos. Mas se não adotarem, o PSDB vai adotar." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/aliados-de-doria-pressionam-por-expulsao-de-aecio-neves-10072019

Previdência de Estados e municípios pode virar PEC paralela no Senado
Data: 10/07/2019

Rodrigo Maia diz que discussão deve ser retomada na Casa e, caso aprovada, voltará à Câmara dos Deputados para análise

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (10) que a discussão de inclusão de Estados e municípios na reforma da Previdência deve ser retomada no Senado e, se for aprovada, pode voltar à Câmara com uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) paralela, restrita a essa tema. Maia descartou a tentativa de ainda tentar a inclusão das demais esferas de governo na PEC que será votada nesta quarta pela Câmara por falta de acordo. PUBLICIDADE "A gente precisa resolver Estados e municípios também. Mas incluir agora e ter uma derrota eu acho que vai azedar a relação do Parlamento com os governadores, o que não será uma solução justa, porque a maioria dos governadores tentou colaborar em um entendimento entre a Câmara e os governadores", disse. O partido Novo pretendia apresentar uma emenda reincluindo Estados e municípios no texto. O presidente da Câmara disse que conversou com os deputados do partido, com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite --um dos que vieram a Brasília esta semana para tentar uma solução de última hora-- e com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP)), para justificar sua decisão. "Vamos ver se o Senado consegue, por ser menor, ajustar isso. E a partir daí volta como PEC paralela e a gente faz um debate em um ambiente um pouco menos tensionado em relação a alguns deputados e alguns governadores", defendeu Maia. A obrigação da reforma para os servidores públicos de Estados e municípios estava prevista no texto enviado pelo governo, mas foi retirada na comissão especial por falta de acordo. A avaliação dos parlamentares é que a insistência no tema poderia impedir a aprovação do texto principal. A Câmara encerrou na madrugada de quarta a fase de debate da reforma no plenário e Maia abriu no início da tarde a sessão que irá votar o texto principal. Em um acordo com a oposição para poder encerrar os debates na noite anterior, o presidente da Casa acertou que a sessão iniciaria com a fala de seis parlamentares, três contrários e três em defesa do texto. Maia prevê que a sessão deva ir até a madrugada de quinta para encerrar o primeiro turno de votação. "Agora da hora do almoço até a madrugada para conseguir terminar o primeiro turno", disse, ressaltando que devem ser analisados ainda, além do texto-base, cerca de 12 destaques e pelo menos uma emenda aglutinativa, que envolve questões levantadas pela bancada feminina, como a progressividade no valor das aposentadorias e os valores em caso de pensão por morte. A previsão de Maia é que o segundo turno seja encerrado até sexta-feira (12). Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/previdencia-de-estados-e-municipios-pode-virar-pec-paralela-no-senado-10072019

Marinho: expectativa é votar texto-base da Previdência às 18h
Data: 10/07/2019

Deputados estão reunidos no plenário da Câmara para votar tema. Para seguir ao Senado, reforma precisa ser aprovada em dois turnos na Casa

Negociador da equipe econômica para a reforma da Previdência, o secretário de Previdência Social, Rogério Marinho, acompanha o debate final para a votação da proposta dentro do plenário da Câmara nesta quarta-feira (10). Nessa fase final de negociações, Marinho, ex-deputado pelo PSDB, faz as últimas conversas para barrar destaques que possam desidratar a proposta. Ele previu nesta manhã de quarta-feira que a votação do texto-base só deve acontecer por volta das 18 horas. Em seguida, começa a votação dos destaques que deve se prolongar ao longo da madrugada. A expectativa do secretário é que a votação em segundo turno comece na quinta-feira. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/marinho-expectativa-e-votar-texto-base-da-previdencia-as-18h-10072019

Novo presidente do BNDES promete explicar 'caixa preta' em até 2 meses
Data: 10/07/2019

Gustavo Montezano declarou que vai trabalhar no banco para a devolução de até R$ 126 bilhões ao Tesouro

O novo presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Gustavo Montezano, pretende acelerar a venda de participações do banco em empresas, devolver recursos ao Tesouro Nacional, além explicar a chamada caixa preta, segundo apresentação interna feita pelo executivo. Na apresentação, Montezano declarou que vai trabalhar no banco para a devolução de até R$ 126 bilhões ao Tesouro. Existe uma 'caixa-preta' do BNDES, como diz Bolsonaro? "Ele falou em devolver R$ 126 bilhões. Tem que fazer para chegar a isso. Mas como o desembolso está baixo, acho que é possível", disse uma fonte em condição de sigilo. Montezano deve tomar posse nos próximos dias, substituindo Joaquim Levy, que deixou o cargo após ter sido criticado em público pelo presidente Jair Bolsonaro. Outra meta de Montezano mostrada no documento é acelerar a venda de participações detidas pelo do BNDES por meio de seu braço BNDESPar em empresas como Petrobras e Vale. PublicidadeFechar anúncio "O presidente disse que a ideia é transformar o BNDES numa agência especializada ou banco de serviços do governo, em complemento ao mercado, e que a lucratividade não será mais uma meta", afirmou uma segunda fonte familiarizada com o assunto. Bolsonaro quer que BNDES devolva recursos e abra "caixa-preta" Montezano também definiu como objetivo em até oito semanas "explicar a caixa preta", expressão usada pelo governo Bolsonaro para financiamentos dados pelo banco a empresas brasileiras que prestaram serviços, em sua maioria de engenharia, a países do exterior. Segundo Bolsonaro, os financiamentos tiveram viés ideológico e causaram prejuízos ao país. Consultado sobre a apresentação feita por Montezano, o BNDES não se manifestou de imediato. Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/novo-presidente-do-bndes-promete-explicar-caixa-preta-em-ate-2-meses-08072019

Falência da Avianca Brasil vira desafio para o setor aéreo
Data: 10/07/2019

Com apenas três grandes companhias aéreas nacionais, falta de concorrência tem provocado efeitos sobre os preços das passagens

Com a Avianca Brasil em processo de falência desde dezembro, o setor de aviação do país passou a contar com apenas três grandes companhias aéreas nacionais, uma falta de concorrência que tem provocado efeitos sobre os preços das passagens. Antes chamada de OceanAir, a Avianca Brasil é uma empresa independente da matriz colombiana que entrou em regime de recuperação judicial e acumula dívidas de mais de R$ 1 bilhão. O processo gerou uma série de ações contra a companhia e a levou a realizar um leilão de ativos, previsto para ocorrer na próxima quarta-feira (10). Uma empresa aérea quebra a cada dois anos no Brasil "Com a saída de uma concorrente, neste caso a Avianca, os preços das passagens sobem e as três principais companhias aéreas restantes podem impor as regras que quiserem", disse o professor do Centro de Estudos Econômicos da FGV (Fundação Getúlio Vargas) Ulysses dos Reis. Dados da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) mostram que, nos cinco primeiros meses de 2019, Gol, Latam e Azul foram responsáveis por mais de 90% dos embarques em voos domésticos no país, enquanto a Avianca respondeu por 8% do total. As demais companhias aéreas de menor porte, somadas, ficam com os 2% restantes. Além disso, o preço médio das passagens subiu 14% desde que a Avianca foi obrigada a cancelar milhares de voos em abril, de acordo com uma pesquisa realizada por um portal de venda na internet. Reis ressaltou que o aumento dos preços é só a ponta do iceberg. Para ele, a falta de concorrência prejudica o livre mercado e tem um efeito cascata sobre toda a economia do país, desde a locomoção de trabalhadores qualificados e produtos a áreas remotas até a falta de investimento em infraestrutura. A saída da Avianca Brasil do setor ocorre, além disso, em um momento no qual a ponte área Rio-São Paulo, a quarta mais movimentada do mundo, completa 60 anos e vive uma concentração inédita no mercado: só Gol e Latam podem atualmente operar na rota. "O Brasil é um país de dimensões continentais, que tem a urgência de se integrar. O conhecimento flui dos polos para periferia, e a falta de oferta na mobilidade faz com que esse desenvolvimento seja estrangulado", afirmou Reis. Apesar da recente permissão das autoridades brasileiras para a entrada de companhias aéreas estrangeiras no mercado local, como a Air Europa, Reis acredita que pouca coisa irá mudar se não houver mais investimentos e a quebra dos monopólios existentes. Alta no preço das passagens aéreas faz procura por ônibus crescer 15% O superintendente de Acompanhamento de Serviços Aéreos da Anac, Ricardo Bisinotto Catanant, explicou que a saída abrupta da Avianca Brasil provocou um repentina diminuição da oferta e, consequentemente, teve impacto nos preços das passagens. No entanto, Catanant avaliou que as políticas que o governo de Jair Bolsonaro tenta implementar poderão fomentar a chegada de novas empresas no Brasil e, desta forma, ampliar a concorrência e regular o mercado. "A AirEuropa foi a primeira que solicitou entrada no país e há outros grupos interessados. Isso permite uma maior concorrência", disse o superintendente. Mas a alta nos preços das passagens fez com que muitos brasileiros migrassem para outros tipos de transporte, como o rodoviário. Segundo a conselheira da Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros), Leticia Sampaio Kitagawa, o número de passageiros que trocou o avião pelo ônibus cresceu 12% entre janeiro e junho deste ano. Em algumas rotas específicas, esse crescimento chega até 16%. No entanto, o setor de aviação continua dominando o mercado. Em 2018, 93,6 milhões de passageiros ocuparam os assentos das aeronaves em viagens domésticas contra 50 milhões que optaram pelo ônibus no mesmo período.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/falencia-da-avianca-brasil-vira-desafio-para-o-setor-aereo-08072019


Data: 10/07/2019

Reforma precisa ser apoiada por ao menos 308 parlamentares, em dois turnos, para seguir ao Senado Federal

Líderes da oposição se reuniram nesta segunda-feira (8) para definir as estratégias que serão usadas na votação da reforma da Previdência no plenário da Câmara. De acordo com o grupo formado por parlamentares de PT, Psol, PCdoB, PDT e PV, o governo tem apenas cerca de 260 votos favoráveis à matéria porque muitos deputados de partidos de centro estariam mudando de posição. O número inviabiliza a aprovação da reforma. Leia mais: Maia diz que Previdência será vitória do Parlamento "No plenário, a situação é diferente da comissão. E, na nossa avaliação, o Rodrigo Maia presidente da Câmara, apesar de estar contando vantagem, na nossa avaliação eles não têm mais do que 260 votos a favor da reforma", afirmou a líder da Minoria, Jandira Feghali (PCdoB-RJ). Por se tratar de uma proposta de emenda à Constituição, são necessários 308 votos favoráveis — o equivalente a três quintos da Casa — para aprovar a reforma em dois turnos no plenário da Câmara. O presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), garante que hoje existem 330 votos a favor da matéria. Ministros reassumem mandato de deputado para votar a reforma Segundo Jandira, há dissidentes em todos os partidos de centro. Esse grupo já teria indicado à oposição que irá votar contrariamente ao texto que será analisado pelo plenário a partir desta terça-feira. A expectativa do governo e da cúpula da Câmara é conseguir concluir a votação até o fim desta semana, mas integrantes da oposição apostam que ela ficará para agosto. "Estamos trabalhando por dentro dos partidos e das bancadas para garantir a não aprovação e ao mesmo tempo o alargamento desse cronograma. Estamos trabalhando a não aprovação e, ao mesmo tempo, o conteúdo da reforma", disse Jandira. PublicidadeFechar anúncio De acordo com o deputado José Guimarães (PT-CE), a oposição dá como certo o voto contrário à reforma de 150 deputados. "Nós largamos com 150 votos e precisamos de 206. Vai chegar uma hora que o que vai valer mesmo é a matemática dos dois lados. Estamos a passos largos para conseguir mais 50. Temos uma margem razoável para trabalhar, para chamar os dissidentes", disse. Reforma será aprovada na Câmara até sexta, diz líder do governo Para ele, a estimativa dos governistas de que há 330 votos a favor é para "criar pressão psicológica". "Eu conheço os votos do meu Estado. Se insistirem para votar nessa semana, será um tiro no pé", completou. Guimarães disse ainda que a oposição manterá os nove destaques que foram apresentados na comissão especial durante a votação no plenário. Outros destaques, no entanto, podem ser acrescentados a este grupo. Segundo Jandira, se o PSD desistir de apresentar um pedido para abrandar as regras para policiais e agentes de segurança pública, a oposição poderá adotar o destaque e apresentá-lo. O deputado Henrique Fontana (PT-RS) afirmou que a oposição não abrirá mão de votar o destaque que foi aprovado pela comissão especial que devolveu ao setor rural um benefício tributário que retira R$ 83,9 bilhões da economia esperada de R$ 1,071 trilhão. "O andar de baixo está pagando uma conta pesadíssima para pagar benefícios para o andar de cima. Esse destaque é uma questão de honra", disse. O deputado professor Israel Pinheiro (PV-DF) disse também que deputados ligados à área de educação estão tentando construir um acordo para apresentar um destaque que beneficie os professores. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/existem-no-maximo-260-votos-a-favor-da-previdencia-diz-oposicao-08072019

Homem é preso ao invadir banheiro feminino e furtar carteira no TJ-RJ
Data: 10/07/2019

Segundo a polícia, suspeito já tem dez passagens por furto e uso de documento falso. Ele foi autuado por furto e importunação ofensiva ao pudor

Um homem foi preso em flagrante ao invadir o banheiro feminino no TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro) na tarde da última terça-feira (9). Ele teria entrado no local para observar e roubar mulheres. Testemunhas afirmaram que o suspeito entrou no banheiro do terceiro andar do prédio, subiu em um vaso sanitário e começou a vigiar uma mulher no box ao lado. Ela percebeu e gritou. Ele tentou fugir, mas os seguranças o prenderam no segundo andar. De acordo com a Record TV Rio, a advogada Tatiana Fernandes, vítima do suspeito, contou que ficou desesperada com a situação. "Quando olhei para cima tinha um homem enorme debruçado na divisória da cabine. Dei um berro, fiquei desesperada, em pânico. Pensei que ia ser estuprada, veio tudo na minha cabeça." Segundo a polícia, a carteira da vítima foi encontrada com o homem. O suspeito já tem dez passagens por furto e uso de documento falso. O homem foi encaminhado para a 5ª DP (Centro) e autuado por furto e importunação ofensiva ao pudor.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/homem-e-preso-ao-invadir-banheiro-feminino-e-furtar-carteira-no-tj-rj-10072019

Sob gestão Doria e Covas, queixas de buracos superam 200 mil em SP
Data: 10/07/2019

Somente no primeiro semestre deste ano, foram 78.979 queixas, o que implica em uma média de 433 por dia, de acordo com o canal 156 do órgão

A Prefeitura de São Paulo registrou, sob a gestão tucana João Doria e Bruno Covas, 204.559 mil reclamações de buracos nas vias da capital paulista. Somente no primeiro semestre deste ano, foram 78.979 queixas, o que implica em uma média de 433 por dia. CLIQUE AQUI E ENVIE IMAGENS E VÍDEOS DE BURACOS DA SUA RUA Iniciada por João Doria em 2017 e assumida por Bruno Covas em 2018, a Prefeitura de São Paulo registrou, ao todo, 204.559 queixas. No primeiro semestre de 2017, o canal 156 recebeu 80.061 reclamações de buracos. No mesmo período de 2018 e 2019, foram listados 46.519 e 78.979, respectivamente. Leia mais: Em um ano, queixas sobre buracos crescem 32% na cidade de São Paulo A reportagem do R7 percorreu diversos bairros da capital paulista nesta segunda-feira (8) e registrou vários buracos nas ruas e avenidas. Relatos apontam que pessoas, inclusive com mobilidade reduzida, já se machucaram por causa das fissuras. Um dos buracos que a equipe de fotojornalismo registrou está localizado na rua Dona Ana Neri, próximo à avenida do Estado, uma das principais vias da cidade. A fissura atinge não só a rua, mas também a calçada, o que não permite o acesso a pessoas com mobilidade reduzida. A comerciante Valda Carvalho trabalha no local vendendo lanches e conta inúmeras situações envolvendo o buraco. “Uma vez uma mulher, que anda com cadeira de rodas, quase caiu. Outra vez um homem, já com certa idade, se desequilibrou e caiu”, disse. Veja também: Com 300 novos buracos por dia, São Paulo quer acelerar reparos Arte R7 Outro buraco visto pela reportagem está localizado na Presidente Wilson, avenida que dá acesso a diversos galpões e fábricas na região do Ipiranga. Com várias perfurações, a via se torna um perigo para aqueles que trafegam ali. Ao lado, o rio Tamanduateí: sacos plásticos, canos, roupas e até pneus percorrem juntamente com o fluxo da água — isso sem mencionar o cheiro que dali é exalado. Buraco também na rua Chico Pontes com rua José Gonçalves Gomide, na Vila Guilherme, zona norte da capital paulista. O 156 da prefeitura foi acionado uma vez pelo conselheiro fiscal do bairro Valter dos Reis. “Até agora, nada de arrumar. E esse buraco já tem uns três meses pelo menos. Uma vez um motoqueiro foi fazer a curva, não viu o buraco e derrapou, caindo no chão”, conta. Os motoristas reclamam que os buracos podem provocar a quebra de suspensão do carro, desgaste de pneus e até mesmo acidentes.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/sob-gestao-doria-e-covas-queixas-de-buracos-superam-200-mil-em-sp-10072019

Em 2018, Japão teve maior perda de população dos últimos 50 anos
Data: 10/07/2019

Queda demográfica é a décima anual consecutiva no arquipélago e deixou população total em 124,8 milhões de habitantes

O Japão registrou em 2018 o seu maior descenso demográfico desde 1968, com uma perda de 433.239 habitantes, devido sobretudo à contínua queda do número de nascimentos, segundo os dados publicados nesta quarta-feira (10) pelo governo japonês. Esta queda demográfica é a décima anual consecutiva no arquipélago e deixou sua população total em 124,8 milhões de habitantes no ano passado, segundo indica o relatório demográfico anual do Ministério do Interior japonês. Em 2018, foram registrados 921.000 nascimentos no Japão, um nível mínimo histórico, enquanto o número de mortes superou 1,36 milhão. Trata-se do 12º ano seguido em que se observa um número maior de mortes que de nascimentos no país asiático. Além disso, o relatório reflete um aumento do número de residentes estrangeiros de aproximadamente 170.000 pessoas, até alcançar 2,66 milhões em 2018, o que significa que pela primeira vez os residentes estrangeiros superaram 2% da população total. O Japão experimenta um acelerado processo de envelhecimento demográfico que apresenta vários desafios sociais e econômicos. Diante da urgente carência de mão de obra que afeta muitos setores da economia japonesa, o governo começou a aplicar em abril deste ano uma controversa legislação destinada a agilizar a chegada de imigrantes pouco qualificados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/em-2018-japao-teve-maior-perda-de-populacao-dos-ultimos-50-anos-10072019

Comunicado
Data: 09/07/2019

Comunicado

Link Notícia:

Ex-coreógrafa de Justin Bieber o acusa de degradar mulheres
Data: 03/07/2019

Emma Portner, que é casada com a atriz Ellen Page, revelou condições desumanas de trabalho e comentou ter se arrependido de trabalhar com ele

Emma Portner, que atuou como coreógrafa de Justin Bieber durante a Purpose Tour, em 2016, acusou o cantor de degradar mulheres e oferecer condições desumanas de trabalho. Na noite de segunda-feira (1), no Instagram, Emma, que é casada com Ellen Page, fez uma série de vídeos criticando o cantor e disse estar arrpendida de ter trabalhado com o astro. "Eu dei ao seu universo meu corpo ingênuo, criatividade, tempo e esforço. Duas vezes. Um conteúdo que fez você ganhar milhões. Enquanto eu ganhava zero. Eu não podia me dar ao luxo de comer. Eu estava varrendo o estúdio para poder praticar meu próprio ofício", escreveu ela. "A maneira como você degrada as mulheres é uma abominação", desabafou em seguida. O post de Emma Portner surgiu após o cantor se envolver em uma polêmica ao defender publicamente o seu empresário, Scooter Braun, que comprou os direitos autorais de Taylor Swift.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/ex-coreografa-de-justin-bieber-o-acusa-de-degradar-mulheres-03072019

Cliff Richard exige anonimato em acusações de crimes sexuais
Data: 03/07/2019

Cantor é um dos nomes mais conhecidos do entretenimento do Reino Unido e foi investigado pela polícia devido a alegações de crimes sexuais contra crianças

O cantor britânico Cliff Richard engrossou nesta segunda-feira (1º) um coro de figuras destacadas na mídia ao exigir que as pessoas acusadas de crimes sexuais seja mantidas no anonimato até serem formalmente denunciadas. Richard, de 78 anos, é um dos nomes mais conhecidos do entretenimento do Reino Unido e foi investigado pela polícia devido a alegações de crimes sexuais contra crianças ao longo dos anos, mas inocentado em 2016. Ele venceu um processo contra a BBC depois que a emissora transmitiu uma operação policial em sua casa. Pelas regras atuais, supostas vítimas de crimes sexuais têm direito ao anonimato, mas os suspeitos podem ser identificados. A polícia e procuradores argumentaram no passado que identificar acusados de crimes sexuais pode incentivar outras vítimas a se pronunciarem. Acompanhado pelo radialista Paul Gambaccini e outros apoiadores diante do Parlamento, o cantor veterano, conhecido por sucessos como "Living Doll" e "Summer Holiday", disse ter esperança de que a lei mudará porque as pessoas pensam que "onde há fumaça, há fogo" uma vez que alguém tenha sido acusado de tal crime. "Eu me senti em um buraco do qual não conseguia sair", disse ele aos repórteres. "Eu me senti abandonado... minha reputação estava em frangalhos. Se um dia superarei isso? Já o deixei para trás". Um grupo de campanha, que inclui o apresentador e comediante Stephen Fry e o executivo de televisão Michael Grade, iniciou uma petição que será debatida no Parlamento se conseguir mais de 100 mil assinaturas -- ela tinha acumulado mais de 6 mil pouco depois do meio-dia. Gambaccini, que também foi vítima de alegações infundadas de crimes sexuais ao longo dos anos, disse que se tornou alvo de suspeitas e não conseguiu trabalhar até ser absolvido. Ele disse à BBC que a lei incentiva "todos, de mentirosos a lunáticos", a fazer acusações falsas. Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/cliff-richard-exige-anonimato-em-acusacoes-de-crimes-sexuais-02072019

Acordo de Mileide com Safadão é em prol do filho: 'Para dar exemplo'
Data: 03/07/2019

Após brigas envolvendo a empresária e o cantor de forró, influencer deseja colocar um ponto final nas polêmicas envolvendo seu nome

Movendo ação na Justiça contra Wesley Safadão e família, Mileide Mihaile falou sobre as polêmicas envolvendo o seu nome, nesta terça-feira (2). Em nota ao Purepeople, a digital influencer disse que deseja encerrar o assunto. — Mileide se sente no dever de ir a público desfazer informações inverídicas atribuídas a ela de forma irresponsável, para desconstruir uma imagem que foi criada tendo como base uma série de mentiras. Mesmo desviando as atenções de situações que já foram resolvidas, novas histórias continuam surgindo e com elas a necessidade de retornar um debate que desgasta e suga as energias. Neste momento, o que a empresária mais quer é proteger, principalmente, o filho e seguir em paz construindo a própria história, focando nos novos projetos pessoais e profissionais. Humorista famoso surpreende fãs ao revelar internação em clínica Mileide destacou também que o acordo com o cantor é em prol do filho, Yhudy, de 8 anos. — O meu mundo é o meu filho e eu vou fazer tudo que estiver ao meu alcance para protegê-lo e dar exemplo para que ele seja um ser humano íntegro e com princípios. Minha vida é regida pela verdade e eu tenho certeza que é isto que prevalecerá diante de toda essa situação. Por enquanto, mantenho-me serena e leal aos meus princípios na certeza de que sempre estarei em paz enquanto tiver consciência tranquila dos meus atos. Na última segunda-feira, Safadão não compareceu a uma audiência no Fórum de Fortaleza. A ação é um processo criminal por difamação e calúnia que foi movido por Mileide contra o artista, a atual mulher, Thyane Dantas, e a mãe, dona Bil. "Não houve notificação oficial de nenhuma das partes, então, sem conhecimento oficial, não terão como comparecer e aguardarão novos andamentos do processo e a entrega efetiva da notificação. Logo, não haverá audiência hoje", explicou o advogado do forrozeiro. No mesmo dia, Mileide pediu a compreensão dos fãs em não se pronunciar abertamente sobre o caso. "A empresária afirma que está à disposição para quaisquer esclarecimentos diante dessa situação embaraçosa e que não traz nenhum benefício a ambas as partes", falou a assessoria de imprensa da influencer.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/purepeople/acordo-de-mileide-com-safadao-e-em-prol-do-filho-para-dar-exemplo-02072019-1

'Muitas pessoas duvidaram bastante da gente', diz Daniel Alves
Data: 03/07/2019

Lateral-direito e capitão do Brasil desabafou após vitória contra a Argentina, por 2 a 0, na semifinal da Copa América

Um dos melhores jogadores em campo na vitória do Brasil sobre a Argentina, o lateral-direito Daniel Alves adotou tom de desabafo ao comentar a classificação da seleção à final da Copa América, na noite desta terça-feira, no Mineirão, em Belo Horizonte. "Muitas pessoas duvidaram bastante da gente. Mas a gente confia muito na nossa proposta, no nosso trabalho. Somos muito aplicados. Tudo isso é colher os frutos do que a gente planta. Falta um passo. Tudo traçado desde o princípio está se cumprindo. O nível está muito alto do futebol. A gente confia no nosso trabalho. Esta vitória é para o nosso staff, que vem apanhando muito", declarou o jogador. Capitão da seleção brasileira pela primeira vez, Daniel Alves terá a oportunidade no domingo de levantar o troféu do título, caso a seleção vença a final - o futuro adversário vai sair do duelo entre Peru e Chile, que se enfrentarão nesta quarta-feira, em Porto Alegre. "Pra mim, isso é o de menos. O que a gente quer é lutar até o final e coroar esse trabalho excepcional. Todo o conjunto vem se dedicando muito por um objetivo. Manter os pés no chão porque falta o segundo objetivo", comentou o experiente lateral. PublicidadeFechar anúncio Já o volante Arthur admitiu estar aliviado com a importante vitória da seleção. "É uma mistura de emoção felicidade. Todo o suor, todo o sofrimento e hoje valeu a pena. Faria dobrado de precisasse. A torcida estava jogando junto, era disso que a gente precisava", afirmou. "A ficha não caiu ainda. Eu tenho privilégio de vestir esta camisa. É como se todo jogo fosse o primeiro", disse o jogador do Barcelona. "Todo mundo está de parabéns. Estou muito feliz, e hoje é só alegria."

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/muitas-pessoas-duvidaram-bastante-da-gente-diz-daniel-alves-03072019

Messi elogia atuação da equipe argentina, mas critica arbitragem
Data: 03/07/2019

Craque argentino reclamou do árbitro equatoriano Roddy Zambrano: 'Tiveram algumas jogadas claras que não foram checadas pelo VAR'

Apesar de protagonizar mais uma decepção com a Argentina, Lionel Messi saiu de campo fazendo elogios à atuação da sua equipe. Para o principal jogador do time, a seleção argentina fez uma boa exibição, mesmo com a derrota por 2 a 0 para o Brasil, na noite da última terça-feira, na Copa América. "Estes jogadores fizeram um grande sacrifício nesta noite. Eles merecem todo o respeito. A seleção conta agora com um elenco para continuar crescendo", disse Messi, que se colocou à disposição do técnico Lionel Scaloni para seguir defendendo a equipe. "Se eu puder ajudar de alguma maneira, vou continuar fazendo. Me senti muito bem com este grupo." Na sua avaliação, os argentinos foram melhores que os brasileiros no Mineirão, apesar da vitória dos anfitriões. "Acho que fizemos uma grande partida. E eles não foram superiores a nós", afirmou o atacante, ao fazer coro com o técnico Scaloni, que dissera o mesmo momentos antes, na entrevista coletiva. Assim como o treinador, Messi também criticou a arbitragem do equatoriano Roddy Zambrano. Ele reclamou de dois pênaltis não marcados, ambos no segundo tempo, e criticou a falta da intervenção do árbitro de vídeo (VAR), nestes dois momentos importantes do confronto. "Tiveram algumas jogadas claras que não foram checadas pelo VAR", disse o jogador do Barcelona, ao lembrar de lances menos decisivos que passaram pelo crivo do vídeo em outros jogos da Copa América. PublicidadeFechar anúncio Com a eliminação desta terça, Messi amargou mais uma decepção com a camisa da Argentina, que ampliou seu jejum de títulos, que já dura 26 anos. Nem mesmo o eleito cinco vezes o melhor do mundo vem conseguindo acabar com esta sina. Com Messi, a Argentina perdeu as finais da Copa do Mundo de 2014, também no Brasil, e das Copas Américas de 2015 e 2016, ambas diante do Chile, nas penalidades. A única conquista que ele tem com a seleção é a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/messi-elogia-atuacao-da-equipe-argentina-mas-critica-arbitragem-03072019

A virada de Gabriel Jesus. De criticado a fundamental
Data: 03/07/2019

O atacante tem certeza que, como ganhou a Olimpíada em 2016, tem tudo para conquistar a Copa América, no domingo. E dar uma virada no City

Belo Horizonte, Brasil "A nossa caminhada nesta Copa América está sendo muito parecida com a da Olimpíada. "Nós fomos vaiados agora como fomos nos primeiros jogos de 2016. Mas sabíamos tanto na Seleção Olímpica como agora, na principal, que iríamos dar a volta por cima. "E trouxemos também a torcida para o nosso lado. "Estamos fazendo a mesma coisa. "Espero que o final seja também igual". A análise mais do que otimista é de Gabriel Jesus. O jogador foi campeão olímpico no Rio de Janeiro, em 2016, ganhou a inédita medalha de ouro. Agora quer a conquista da Copa América, na final marcada para domingo. Mas ele deseja muito mais. Se firmar como atacante titular da Seleção. E para isso, precisa marcar gols. Como o que fez hoje no Mineirão. "Estou feliz com o gol em uma competição oficial. Mas eu quero deixar bem claro que estou muito mais satisfeito com o desempenho do time. Não ganho ou perco jogo sozinho. "Gol é importante, mas o desempenho da equipe é conta." Ele estava sério após a partida. Sabia que havia até o cálculo dos minutos que passou em jejum. 724 minutos. "Eu quero é valorizar e muito a jogada do segundo gol. Eu tive espaço para o contragolpe e parti para cima dos zagueiros argentinos. Sei que tomei uns pontapés, mas procurei não cair. Isso é importante, porque sabia que a defesa deles estava desarrumada. "Fiquei em pé e vi o Firmino livre. E dei o toque para ele fazer. A equipe saiu muito forte depois dessa vitória. É isso que importa" Tite estava orgulhoso. Sabia que sua aposta em Gabriel Jesus havia dado certo. Apesar de toda a cobrança por não marcar gols em jogos oficiais. Justo na partida mais importante depois da Copa do Mundo, o atacante deu a resposta que Tite sonhava. E também calou muitos críticos na imprensa. Foi fundamental na vitória. Marcou o gol e deu a assistência excelente para Firmino. Gabriel Jesus teve uma temporada fraca na Europa. Reserva no Manchester City. Mas tem uma certeza. Tudo que está fazendo na Copa América refletirá com Pep Guardiola. E poderá voltar com moral elevada para se tornar titular absoluto do City, uma das grandes metas da carreira. Para isso, precisa ser campeão de novo. No mesmo cenário da Olimpíada. O Maracanã...

Link Notícia: https://esportes.r7.com/prisma/cosme-rimoli/a-virada-de-gabriel-jesus-de-criticado-a-fundamental-03072019

Enem em papel vai acabar em 2026, diz presidente do Inep
Data: 03/07/2019

Fase piloto do Enem Digital será aplicada em 2020. O candidato pode optar se quer realizar a prova via computador ou presencialmente

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em papel vai acabar em 2026, informou o presidente do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), Alexandre Lopes, nesta quarta-feira (3). "Em 2026, não haverá mais o Enem em papel. A partir de 2026, todas as etapas do Enem serão digitais, inclusive a reaplicação. Em 2026, a gente vira a chave, deixa de ter Enem em papel e passa a ter Enem Digital para 100% dos alunos", afirmou. Os candidatos do Enem Digital deverão comparecer a um local de prova, determinado pela organização, onde haverá computadores para todos. Todos juntos responderão às perguntas diretamente no computador ao invés de escrever no papel. Portanto, não haverá, em nenhuma hipótese, provas em casa. Em 2019, a prova seguirá o modelo vigente, sem mudanças. Lopes disse que a fase piloto de aplicações de provas online começa em 2020. A pasta afirma que a implantação do Enem Digital será progressiva, com início no próximo ano e previsão de consolidação em 2026. No começo, o candidato poderá escolher na inscrição se quer participar do modelo piloto online ou a prova tradicional em papel. O presidente do Inep explicou que a prova digital oferece "possibilidades infinitas da forma como vamos poder interagir com o aluno". No primeiro ano de teste, o modelo digital será aplicado para 50 mil pessoas em 15 capitais do país. São elas: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP). PublicidadeFechar anúncio O Enem 2020 terá três datas de aplicação: a digital, a regular e a reaplicação, para os alunos que tenham problemas logísticos e de infraestrutura com a prova digital. A prova digital será realizada nos dias 11 e 18 de outubro de 2020 e a convencional, em 1 e 8 de novembro de 2020. A reaplicação acontecerá em dezembro, em papel. Em 2021, serão realizadas duas aplicações digitais, em datas distintas, agendadas previamente, também opcionais. A edição servirá como aprimoramento do piloto. Permanecem a aplicação regular e a reaplicação em papel. De 2022 a 2025, o Enem Digital seguirá sendo aprimorado. A previsão do Inep é realizar até quatro aplicações digitais, em datas distintas, com agendamento prévio e ainda opcional para os participantes. Lopes disse que o MEC (Ministério da Educação) não vai comprar computadores para a aplicação das provas, mas irá alugar ou atuar em parceria com instituições e locais que tenham a infraestrutura necessária para a aplicação da prova. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que a vantagem da prova digital é que o candidato tem acesso às respostas imediatamente quando sai da prova, já corrigida, com exceção da redação, que precisa de correção mais demorada.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/educacao/enem-em-papel-vai-acabar-em-2026-diz-presidente-do-inep-03072019

Presidente da comissão disse que relator fará novos ajustes
Data: 03/07/2019

A reunião da comissão especial estava marcada para as 13h e o plenário já tem quórum suficiente para a abertura dos trabalhos

O presidente da comissão especial da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou na tarde desta quarta-feira (3) que a demora para a abertura da sessão do colegiado se deve ao tempo pedido pelo relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), para apresentar uma nova complementação de voto. "Moreira pediu uma hora, quando ele chegar começamos a sessão", disse Ramos. A reunião da comissão especial estava marcada para as 13h e o plenário já tem quórum suficiente para a abertura dos trabalhos. Mais cedo, líderes partidários ainda pleiteavam que o relator retirasse qualquer menção a Estados e municípios da reforma. No voto complementar apresentado na terça-feira (2), Moreira havia retomado a possibilidade de os entes legislarem sobre a cobrança de contribuições extraordinárias dos servidores. A Comissão Especial da reforma da Previdência atingiu neste início desta tarde de quarta-feira (3) o quórum para a abertura da sessão. Com 49 deputados membros, são necessários 25 parlamentares para que a reunião comece. O painel do plenário da comissão especial registra agora 29 presenças, mas o presidente da comissão, Marcelo Ramos (PL-AM), ainda não iniciou os trabalhos. O relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), que pode realizar novas mudanças no texto, ainda não chegou à sala. Embora possam se votar ainda hoje requerimentos de adiamento apresentados pela oposição, ainda não há acordo para o texto da reforma ser votado nesta quarta-feira. A sessão do Congresso marcada para às 14h também pode dificultar o andamento dos trabalhos da comissão nesta tarde. Regimentalmente, quando ela começa, nenhum outra comissão da Câmara e do Senado pode realizar votações. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/presidente-da-comissao-disse-que-relator-fara-novos-ajustes-03072019

Senado torna mais rígidas regras para fraudes em fundos de pensão
Data: 03/07/2019

Texto aprovado garante que gestores e dirigentes podem ser responsabilizados penalmente por desvios praticados

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta-feira (3) substitutivo do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) ao projeto (PLS 312/2016), que torna irregularidades cometidas por entidades de previdência passíveis de punição pela Lei do Colarinho Branco. Entre as novidades do texto está o enquadramento criminal da facilitação à prática de gestão fraudulenta ou temerária. Quem se envolver nesses desvios está sujeito a pena de dois a seis anos de reclusão, além de multa. Como foi votado em caráter terminativo, senão houver recurso ao plenário da Casa, o texto seguirá para análise da Câmara dos Deputados. Pelo texto aprovado, gestores e dirigentes podem ser responsabilizados penalmente por desvios praticados na administração de planos de previdência privada, fundos de pensão públicos, dos RPPS (Regimes Próprios da Previdência Social) e da Susep (Superintendência de Seguros Privados).Caberá à Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar), às unidades gestoras do RPPS e à Susep notificar o Ministério Público Federal caso identifiquem algum indício de crime na área. Hoje, apenas o BC (Banco Central) e a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) têm essa obrigação legal. Anastasia, relator da proposta, também acolheu sugestão do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para aperfeiçoar as definições dos crimes de gestão fraudulenta e temerária na Lei dos Crimes Contra o Sistema Financeiro Nacional. “Hoje os termos utilizados são excessivamente abertos e genéricos, por isso, dependem da doutrina e da jurisprudência para a sua conformação”. Servidores públicos Outro ajuste no texto, feito pelo relator, estendeu a responsabilização penal inserida na chamada Lei do Colarinho Branco a atos de gestão fraudulenta e temerária cometidos no regime previdenciário aplicado aos servidores públicos efetivos( RPPS), mantido pela União, por estados, Distrito Federal e municípios em suas respectivas esferas. Segundo o texto, responderão por desvios em entidades de previdência complementar pública, como a Funpresp - Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federa l- gestores, dirigentes e membros de seus conselhos e órgãos deliberativos; gestores e representantes legais dos entes federativos responsáveis pelo regime; e seus prestadores de serviço.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/senado-torna-mais-rigidas-regras-para-fraudes-em-fundos-de-pensao-03072019

Grupo faz avanço importante para elevar competitividade, diz Guedes
Data: 03/07/2019

Ministro ressaltou o "extraordinário trabalho de cooperação" do Legislativo, que aprovou em maio decreto que permitiu a adesão ao Protocolo de Madri

Em meio às discussões para a votação da reforma da Previdência, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que está na "fase de sobrevivência". "Vocês já estão no futuro, eu ainda estou tentando sobreviver", disse Guedes, que participou por pouco mais de cinco minutos da abertura de evento em que o governo anuncia medidas para estimular negócios, como a adesão ao Protocolo de Madri e o Plano de Combate ao Backlog de Patentes. "Estamos na correria com a Previdência, mas fiz questão de passar aqui pela importância do que está acontecendo para a competitividade da economia brasileira", afirmou. "Há um grupo no governo que está fazendo um avanço importante para aumentar competitividade de economia no futuro. As medidas vão aumentar competitividade e tirar dois anos de atraso", disse. "Vamos colocar o Brasil para crescer de novo a taxas mais elevadas do que temos visto." Depois de episódios de tensão com o Congresso, Guedes ressaltou o "extraordinário trabalho de cooperação" do Legislativo, que aprovou em maio decreto que permitiu a adesão brasileira ao Protocolo de Madri que, segundo o ministro, "estava no almoxarifado". No curto discurso, Guedes lembrou o fechamento de acordo entre o Mercosul e a União Europeia e disse que o bloco sul-americano era "uma jaula" e que o Brasil estava aprisionado em princípios "obsoletos". "Vamos abrir a economia. As economias do Mercosul agora estarão integradas", afirmou. O ministro ressaltou que boa parte da guerra comercial atual entre Estados Unidos e China envolve uma nova dimensão, que inclui questões como patentes e propriedade industrial. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/grupo-faz-avanco-importante-para-elevar-competitividade-diz-guedes-03072019

Bolsonaro diz a policiais: 'fiquem tranquilos em relação à reforma'
Data: 03/07/2019

Regras de aposentadoria para policiais militares são equiparadas às dos militares das Forças Armadas, que serão discutidas em outro projeto

Em evento que marcou a troca de comandante do Comando Militar do Sudeste, na capital paulista, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (3) em discurso, que os policiais podem "ficar tranquilos" em relação à reforma da Previdência. "A reforma da Previdência atenderá a todos, fiquem tranquilos meus colegas das forças auxiliares, o sacrifício tem de ser dividido por todos", afirmou. A declaração foi direcionada aos policiais militares. Porém, as regras de aposentadoria de policiais militares não serão tratadas neste momento da reforma da Previdência, porque são equiparadas às dos militares das Forças Armadas, que serão discutidas em outro projeto. O impasse agora envolve policiais federais, civis e rodoviários federais. Parte da bancada de policiais do PSL na Câmara tem ameaçado não votar a reforma caso as demandas desses grupos não sejam atendidas. Os parlamentares ligados ao setor de segurança pública querem regras mais brandas de aposentadoria para a categoria do que as previstas atualmente no parecer da proposta. Logo antes de falar da reforma, Bolsonaro se dirigiu ao governador de São Paulo, João Doria, também presente no evento, e disse: "Sabemos da dificuldade que todo governador tem para conduzir o destino do seu Estado, parabéns pela forma como conduz o meu, o nosso Estado de São Paulo. É difícil, mas cumpriremos essa missão". Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-diz-a-policiais-fiquem-tranquilos-em-relacao-a-reforma-03072019

Marquezine samba com bateria da Mangueira em evento de moda
Data: 21/06/2019

Atriz prestigiou a blogueira Camila Coelho em evento de lançamento de linha de roupas, na noite desta quinta-feira (20), no Rio de Janeiro

Bruna Marquezine caiu no samba junto da Estação Primeira de Mangueira em evento voltado para o mundo fashion, na noite desta quinta-feira (20). Deixando em evidência a barriga seca, a atriz se reuniu com Juliana Paes, Cleo, Camila Queiroz, Luísa Sonza e mais celebridades no lançamento da linha de roupas criadas pela blogueira Camila Coelho, no Rio de Janeiro. No dia anterior, a artista exibiu o novo corte de cabelo ao marcar presença no aniversário de seis anos de Títi, filha do casal Giovanna Ewbank e Gagliasso, e chamou atenção ao surgir com vestido fluído e decote generoso. Bruna está no ar desde 2002 e, desde então, seu rosto estampou capas de revistas e foi destaque por diversas vezes na televisão. Sua trajetória também é marcada pelo relacionamento de idas e vindas com Neymar, que chegou ao fim em outubro do ano passado. — Sou muito grata por tudo o que eu vivi e o que eu passei. Sou grata inclusive pelos momentos difíceis, porque eu acredito que tudo o que aconteceu na minha vida foi com a permissão de Deus e para o meu crescimento pessoal e aprendizado. Mas... se eu pudesse evitar um bocadinho o sofrimento que eu passei por falta de autoestima, de amor próprio, eu diria para mim mesma que eu deveria escutar um pouco menos os outros e me amar.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/purepeople/marquezine-samba-com-bateria-da-mangueira-em-evento-de-moda-21062019

Sasha e Bruno Montaleone se separam após um ano, diz coluna
Data: 21/06/2019

Casal estava junto desde dezembro de 2017, mantendo relacionamento à distância devido a agenda de trabalhos dos dois

Sasha Meneghel terminou o namoro com Bruno Montaleone, segundo a colunista Fabia Oliveira, do jornal O Dia, nesta sexta-feira (21). A informação foi passada por fontes próximas ao ator. O casal estava junto desde dezembro de 2017 e vinha mantendo o relacionamento à distância. O ator mora no Brasil e a filha de Xuxa, em Nova York (EUA). No final do mês passado, Sasha e Bruno foram clicados juntos ao prestigiarem peça de Junno Andrade, namorado da apresentadora. Os agora ex-namorados continuam se seguindo em redes sociais. Nesta semana, Sasha não fez nenhuma publicação para Bruno por conta de seu aniversário, na última quarta-feira (19). O Purepeople entrou em contato com a assessoria do ator, mas não obteve retorno até o fechamento da matéria. Ao responder dúvidas dos fãs semanas atrás, a estudante de Moda recordou como conheceu o agora ex-namorado. — A gente se conheceu em uma festa. Uma festa que eu quase não fui porque eu estava voltando de Itaipava, estava chovendo muito mesmo e eu estava cansada. Então, obrigada, Universo!

Link Notícia: https://diversao.r7.com/purepeople/sasha-e-bruno-montaleone-se-separam-apos-um-ano-diz-coluna-21062019

Vilão de Um Tira no Jardim de Infância é preso por assédio
Data: 21/06/2019

Segundo o TMZ, ator Richard Tyson foi detido na cidade de Mobile, no Alabama, sob as acusações de assédio e intoxicação pública

Richard Tyson (59), que ficou conhecido por interpretar o vilão Cullen Crisp em Um Tira no Jardim de Infância, foi preso nesta quarta-feira (19) na cidade de Mobile, no Alabama. Segundo o TMZ, o ator foi detido sob as acusações de assédio e intoxicação pública. Ainda não há outros detalhes sobre o que teria ocorrido. Além de Um Tira no Jardim de Infância, Tyson esteve nos elencos de Eu, Eu Mesmo e Irene (como dono de uma loja de armas) e Quem Vai Ficar com Mary? (como o Detetive Krevoy). Na TV, esteve em série como CSI: NY e The Closer

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/vilao-de-um-tira-no-jardim-de-infancia-e-preso-por-assedio-19062019

'Fiquei mais viva e mais ávida
Data: 21/06/2019

Atriz, que é mãe de Liz, de 1 ano e dois meses, prepara monólogo bem-humorado sobre as inseguranças que batem em qualquer mãe de 1ª viagem

Juliana Didone, que está no ar com a personagem Yasmim, de Topíssima, da Record TV, sempre quis ser mãe. No entanto, em conversa com o R7 em um dos camarins da emissora, em São Paulo, a atriz confessou que a maternidade nunca foi uma “piração” no projeto de sua vida. “Minha mãe dizia: ‘você tem que ter o primeiro, que é legal’. E eu não tinha muito essa questão, porque eu também frequento orfanatos há muito tempo, então, já tinha ampliado a minha questão do amor. De que o amor, se você está a fim de doar e se doar, não precisa ser do seu sangue”, disse a atriz de 34 anos. Mãe da pequena Liz de 1 ano e dois meses, os olhos de Juliana se enchem de brilho quando o assunto é a menina. A atriz disse que a maternidade a transformou em uma pessoa “mais viva, mais ávida e menos programada”. “A transformação maior é esse aprendizado de que você não tem controle das coisas. Você não controla um bebezinho. Desiste de você querer controlar ter um almoço em paz, ou um banho tranquilo. Fiquei atenta ao improviso. E com isso, você ganha espontaneidade maior. Acho que a falta de organização e planejamento torna tudo um pouco mais caótico, mas também, mais vivo”, explicou. De acordo com a atriz, Liz é uma criança muito curiosa, ligada, gosta de apontar para coisas e já quer falar. “Essa curiosidade é minha desde sempre, eu também fui dos 'porquês', do 'que é isso?', 'para que serve?'" (risos). Questionada sobre aumentar a família, Juliana para e pensa. “Não tenho uma resposta, ainda. Acho que a vida mais para frente vai dizer se ‘sim’ ou se ‘não’. Acho que estou meio aberta à vida à essa reposta. Vamos ver o que ela traz. Não tenho nenhuma decisão sobre o assunto”, afirmou. Monólogo à vista A maternidade entrou na vida de Juliana de uma forma tão inesperada e encantadora que a atriz decidiu transformar o que já vivenciou em um monólogo. Ela agora está às voltas da produção da peça 60 Dias de Neblina, inspirado no livro homônimo de Rafaela Carvallho, uma coletânea de textos sobre a loucura de ser mãe. “O texto coloca em evidência o lado oculto da maternidade. Como se houvesse um pacto silencioso entre as mulheres que já são mães, ninguém te conta dos perrengues que iremos enfrentar. A personagem vem falar de forma bem-humorada sobre as inseguranças que batem em qualquer mãe de primeira viagem, e que é tudo bem não estar tudo bem”, explicou Juliana. “Maternidade é, com certeza, sobre o que eu preciso falar agora”, completou.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/fiquei-mais-viva-e-mais-avida-diz-juliana-didone-sobre-maternidade-21062019

Barcelona impõe condições para o retorno de Neymar ao clube
Data: 21/06/2019

Atacante brasileiro teria de aceitar ganhar menos, afirmar que gostaria de voltar ao Barça e retirar processo em que cobra de R$ 112 milhões do clube

O Barcelona impôs três condições para Neymar voltar ao clube. A primeira é a redução do salário de R$ 130 milhões (30 milhões de euros) que recebe anualmente do time francês. A segunda é que o brasileiro retire o processo por um bônus de renovação não pago no valor de 26 milhões de euros (R$ 112 milhões). A terceira condição é que Neymar admita publicamente o desejo de voltar e que errou ao deixar o clube em 2017. Pessoas próximas ao craque afirmam que ele está disposto a aceitar os termos do clube catalão. Existem outros complicadores. As diretorias do Paris Saint-Germain e do Barcelona não se bicam. O clube catalão teria assediado Thiago Silva, Marquinhos, Verratti e Di María ainda sob contrato. A "vingança" do PSG foi a contratação de Neymar. Por isso, o PSG deve pedir alto. Segundo o jornal Le Parisien, o clube quer 300 milhões de euros (R$ 1,3 bilhão). O brasileiro foi contratado por 222 milhões de euros (R$ 819 milhões). O presidente Josep Maria Bartomeu gostaria de envolver alguns jogadores como Umtiti, Dembélé e Rakitic, que valeriam cerca de R$ 1 bilhão, mais uma quantia de cerca de R$ 450 milhões. O nome de Philippe Coutinho é o ás que o clube catalão tem na manga. O meia interessa ao clube francês desde a chegada de Neymar, e está em baixa no Barcelona. O outro empecilho é o acordo extraoficial com o atacante Antoine Griezmann. O clube espera até o 1.º de julho para comprá-lo, quando sua multa rescisória cairá de 200 milhões de euros (R$ 867 milhões) para 120 milhões de euros (R$ 520 milhões). O Estado apurou que os dois lados (PSG e Neymar) consideram a passagem do jogador frustrante. Neymar se decepcionou com o nível técnico do futebol francês e com a conivência dos árbitros com as faltas. "Eles deixam bater e saio como culpado", reclamou para um jogador do elenco do PSG. Segundo o Mundo Deportivo, Neymar enviou uma mensagem para o mandatário com o seguinte teor: "Não quero jogar mais aqui. Quero voltar à minha casa de onde nunca devia ter saído". Após essa mensagem, o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaifi, fez um duro contra-ataque à revista France Football dizendo que o atacante Neymar "não foi obrigado a assinar contrato com o PSG". O clube também tem suas queixas. Neymar teve atitudes polêmicas dentro e fora do ambiente do time. Ele deu um tapa num torcedor do Rennes depois da final da Copa da França. Além disso, foi suspenso dos três primeiros jogos da próxima Liga dos Campeões por ter criticado numa rede social o árbitro na partida diante do Manchester United em Paris. Curta a página do R7 Esportes no Facebook. PublicidadeFechar anúncio Internamente, Neymar entrou em atrito com os jovens do elenco (incluindo Mbappé) ao afirmar que "falam muito e ouvem pouco" e discutiu com o alemão Draxler, quando teria dito ao colega: "quem é você para reclamar de mim?" Depois disso, dirigentes do PSG constataram que o vestiário é pequeno demais para dois astros que querem o prêmio de melhor jogador do mundo. No Brasil, Neymar é acusado de estupro, agressão e de ter divulgado fotos íntimas de Najila Trindade, a modelo que o acusa, em um escândalo que provocou o cancelamento de campanhas publicitárias. A nomeação de Leonardo como diretor esportivo em lugar do português Antero Henrique pretende exigir foco e dedicação e acabar com a guerra de egos. A venda de Neymar pode ajudar o clube a contentar Mbappé, que seria a principal estrela do elenco e poderia ter um aumento salarial. Neymar tem um grande aliado no Barcelona, talvez o mais importante de todos: Lionel Messi. O argentino pediu diretamente ao presidente do Barcelona para se esforçar para trazer de volta o amigo Neymar. O argentino o respeita e o considera um interlocutor à altura dentro de campo. Eles se entendem. Messi e o uruguaio Luis Suárez mantêm uma relação de amizade com o brasileiro até hoje. Juntos, os três conquistaram a Liga dos Campeões em 2015 e formaram o lendário trio MSN. Em três anos, foram nove títulos e 364 gols. Fora de campo, Messi aprecia o estilo descontraído e brincalhão do brasileiro, apesar de não aprovar alguns de seus excessos.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/barcelona-impoe-condicoes-para-o-retorno-de-neymar-ao-clube-21062019

Brasil quer acabar com tabu contra França no Mundial Feminino
Data: 21/06/2019

Seleção brasileira não vence as francesas há sete jogos, a boa notícia é que Formiga vai jogar pelo menos 45 minutos das oitavas da Copa

A seleção brasileira vai enfrentar a França nas oitavas de final do Mundial Feminino, no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), em Le Havre. Mais do que um adversário difícil, o Brasil vai ter de acabar com o tabu e vencer as donas da casa. As duas equipes se encontraram uma vez em Mundiais. Em 2003, nos Estados Unidos, da na fase de grupos, ficaram no 1 a 1 - com gols de Katia Cilene e Marinette. Depois disso foram sete confrontos em amistosos, com cinco vitórias das francesas e dois empates. "A gente sabe da qualidade da equipe da França. Elas estão jogando em casa, então acabam ganhando uma força muito maior da torcida. Tivemos essa experiência na Olimpíada (do Rio-2016) e sabemos que a torcida empurra muito. Além disso, elas têm uma equipe muito qualificada, mas estamos preparadas para enfrentá-las", analisou a meio-campista Andressinha. A boa notícia para o Brasil é que o técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, contará com o retorno da volante Formiga, recuperada de dores no tornozelo, e pela primeira vez no torneio poderá contar com a craque Marta durante os 90 minutos - ela está bem melhor fisicamente.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/brasil-quer-acabar-com-tabu-contra-franca-no-mundial-feminino-21062019

Mina apoia ida de Falcao García para Palmeiras: 'Vai te dar carinho'
Data: 21/06/2019

Zagueiro colombiano jogou no Verdão em 2016 e 2017 e aconselhou o atacante do Monaco: 'Se quiser jogar no Brasil algum dia, venha ao Palmeiras'

Ex-jogador do Palmeiras, Yerry Mina faz campanha para o companheiro de seleção Falcao García jogar pelo Verdão. Após a vitória da Colômbia por 1 a 0 contra o Qatar, no Morumbi, o zagueiro comentou a chance de o atacante atuar com a camisa alviverde. – Eu (Mina) falo para ele: cara, você é fera! Se quiser jogar no Brasil algum dia, venha ao Palmeiras. O Palmeiras vai te dar muito carinho. Eu já joguei lá e agradeço por tudo o que me proporcionaram – disse o jogador. Antes da Copa América, segundo jornais colombianos, Falcao García vinha recebendo sondagens do New York City, da MLS. Após a primeira rodada do torneio, o atacante do Monaco falou sobre especulações que ligaram o seu nome a clubes do Brasil - o próprio Palmeiras e o Flamengo foram mencionados. Com a vitória sobre o Qatar, a equipe comandada por Carlos Queiroz garante a liderança do Grupo B, com seis pontos em dois jogos disputados.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/mina-apoia-ida-de-falcao-garcia-para-palmeiras-vai-te-dar-carinho-20062019

Bolsonaro sugere operação com drones para militares
Data: 21/06/2019

Projeto que presidente pretende enviar ao Congresso Nacional tem como objetivo tirar os soldados da "linha de tiros" de criminosos

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta-feira (21) que pretende enviar ao Congresso um projeto de lei que autorizaria até mesmo o uso de drones em operações de GLO (Garantia da Lei e da Ordem), para que soldados não estejam na "linha de tiros" de criminosos. "Quero botar no projeto que, para o cumprimento da missão, todas as possibilidades possam ser empregadas, até mesmo um pelotão de drones. Não quero que o nosso policial, numa operação, esteja na frente na linha de tiros com marginais que não têm recuperação. Se tivermos ali um pelotão de drones para dar conta do recado, tudo bem. Mas dependo do Parlamento brasileiro", afirmou o presidente. Bolsonaro deve almoçar nesta sexta com o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, para tentar fechar os detalhes desse projeto. "Espero que seja o último passo para podermos apresentar um projeto, de modo que os homens da lei, Forças Armadas, polícias, etc, tenham uma retaguarda jurídica para poder bem desempenhar sua função", acrescentou. O presidente disse ainda que projeto será estendido para proteger a atuação de policiais federais, policiais rodoviários, policiais militares, e policiais civis. "Não é justo você pegar um garoto do Exército Brasileiro, com 20 anos de idade, botar um fuzil no peito dele, mandar para a missão de GLO. Daí há um imprevisto, porque pode ocorrer um imprevisto sim, e depois você larga ele para a auditoria militar pra ele se virar na sua defesa, que pode ser de 12 a 30 anos de prisão", disse Bolsonaro. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-sugere-operacao-com-drones-para-militares-21062019

Maia negocia acordo para votar Previdência antes do recesso
Data: 21/06/2019

Parlamentares entram no recesso em 18 de julho e voltam aos trabalhos em 1º de agosto deste ano

Fontes da Câmara dos Deputados e da área econômica do governo informaram ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. que está a caminho um acordo para a votação da reforma da Previdência no Plenário da Câmara antes do recesso parlamentar, que começa no dia 18 de julho. Parlamentares voltam aos trabalhos no dia 1º de agosto deste ano. O acordo está sendo costurado pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e integrantes do governo. Segundo interlocutores de Maia, a negociação ainda não está fechada, mas há otimismo que a votação ocorra dentro desse prazo. A equipe econômica, por outro lado, tem reforçado a necessidade de fazer a votação para deslanchar as outras medidas de retomada do crescimento econômico, entre elas o fim de dois monopólios estatais de refino e gás natural. A data da apreciação em plenário antes do recesso é relevante inclusive por causa da reunião do Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central, marcada para os dias 30 e 31 de julho. A avaliação é de que é importante que essa primeira votação já tenha sido feita para dar uma sinalização ao Copom — que aguarda o avanço da reforma para decidir sobre a redução da taxa de juros. Ajustes O relator da reforma da Previdência na Comissão Especial da Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP), afirmou na quarta-feira (19) que vai complementar seu relatório e que apresentará as modificações na semana que vem, quando o colegiado volta a se reunir para discutir o texto e pode votar o relatório. Os pilares principais da reforma, como a idade mínima, devem ser mantidos, garantiu. Moreira não quis, no entanto, adiantar quais outras mudanças acatará em seu parecer. "Estamos empenhados em melhorar um pouco mais o relatório, pretendemos que ele passe na comissão", disse. O presidente da Comissão Especial, Marcelo Ramos (PL-AM), afirmou que há "um apoio tranquilo" na Comissão Especial para aprovar a reforma, mas que os líderes precisam ainda de mais mobilização para garantir a aprovação do tema no plenário da Casa. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/maia-negocia-acordo-para-votar-previdencia-antes-do-recesso-21062019

Lava Jato desmente site e blogueiro que acusaram Moro
Data: 21/06/2019

Publicação afirma que procuradora Laura Tessler teria sido afastada de audiências por orientação do então juiz da operação

A força-tarefa da operação Lava Jato desmentiu a notícia divulgada na noite de quinta-feira (20) de que o grupo teria seguido orientação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e afastado a procuradora Laura Tessler de audiências. A informação foi divulgada pelo site The Intercept Brasil e pelo blogueiro Reinaldo Azevedo. Segundo a publicação, depois de receber reclamação do ex-juiz, o coordenador da força-tarefa de Curitiba, Deltan Dallagnol, procurou o colega Carlos Fernando dos Santos Lima para falar do assunto. Os dois decidiram que Laura só deveria realizar audiências se estivesse acompanhada dos procuradores Júlio Noronha e Roberson Pozzobon. A força-tarefa da Lava Jato afirma que "além de desrespeitosa, mentirosa e sem contexto, a publicação de Reinaldo Azevedo não realizou a devida apuração, que, por meio de simples consulta aos autos públicos acima mencionados, evitaria divulgar movimento fantasioso de troca de procuradores para ofender o trabalho e os integrantes da força-tarefa". Segundo a nota, Laura participou de audiência em 13 de março de 2017, sobre o ex-ministro Antônio Palocci, e em todas as subsequentes do caso, realizadas nos dias 14, 15, 21 e 22 de março. A nota também diz que a publicação do The Intercept Brasil é tendenciosa e que "tentou criar artificialmente uma realidade inexistente para dar suporte a teses que favoreçam condenados por corrupção e lavagem de dinheiro na Lava Jato". Ainda sobre Azevedo, a nota afirma que "a suposta versão, que não resiste a uma mínima análise crítica diante dos fatos públicos, indica que a fábrica de narrativas político-partidárias baseadas em supostos diálogos sem autenticidade e integridade comprovadas somente leva à perda de credibilidade de quem delas se utiliza sem a devida apuração". Em nota, a força-tarefa afirma que a notícia é "rasa, equivocada e sem checagem dos fatos". O grupo diz que atuação de Laura sempre foi "firme, técnica e dedicada" e que contribuiu decisivamente para a condenações importantes. "Ou seja, não houve qualquer alteração na sistemática de acompanhamento de ações penais por parte de membros da força-tarefa. Assim, os procuradores e procuradoras responsáveis pelo desenvolvimento de cada caso acompanharam as principais audiências até o interrogatório, não se cogitando em nenhum momento de substituição de membros, até porque todos vêm desenvolvendo seus trabalhos com profissionalismo, competência e seriedade", afirma nota.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/lava-jato-desmente-site-e-blogueiro-que-acusaram-moro-21062019

Novo presidente dos Correios fala em fortalecimento da instituição
Data: 21/06/2019

Floriano Peixoto ocupava até então a Secretaria-Geral da Presidência da República, que ficará sob o comando de Jorge Antonio de Oliveira Francisco

O novo presidente dos Correios, Floriano Peixoto Vieira Neto, assume o comando da estatal apontando como foco da sua gestão o fortalecimento da instituição. Ele foi anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (21), substituindo Juarez Cunha, nomeado no início do ano. “Minha missão é resgatar a credibilidade e fortalecer o desenvolvimento financeiro da instituição, que tem quase a idade de vida do Brasil, criada em 1663. A empresa tem capilaridade enorme, com 120 mil funcionários. Somente estes dados me trazem motivação”, afirmou, em entrevista a jornalistas. Vieira Neto destacou a importância da empresa pelo seu tamanho e pelo fato de estar presente em todos os municípios do país. Frente a perguntas de jornalistas sobre uma possível privatização, reafirmou que sua prioridade é o resgate da estatal e que a decisão sobre este tema ficará para o presidente Bolsonaro. Secretaria-Geral Floriano Peixoto ocupava até então a Secretaria-Geral da Presidência da República. Em seu lugar, foi nomeado o advogado e major da Polícia Militar do Distrito Federal Jorge Antônio de Oliveira Francisco, que ocupava a Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil. A área passará a integrar a Secretaria-Geral. “Numa reavaliação o presidente entendeu a Casa Civil como coordenação do governo para dentro, a Secretaria de Governo como coordenação do governo para fora e a secretaria-geral como órgão de gestão e que trata da parte de compliance. A subchefia jurídica, que não interfere no mérito, deslocou-se para a Secretaria-Geral”, explicou.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/novo-presidente-dos-correios-fala-em-fortalecimento-da-instituicao-21062019

Concursos públicos estão com mais de 3.200 vagas abertas
Data: 21/06/2019

Há oportunidades para brasileiros de diversos níveis de escolaridade em vários estados brasileiros. Consulte os editais

Concursos públicos são uma boa alternativa para quem quer fugir do desemprego e se colocar novamente no mercado de trabalho. As oportunidades existem para todos os níveis de escolaridade, desde o fundamental, até ensino superior. São mais de 3.200 vagas para cargos e funções distintos. O concurso do Banco de Brasília, no Distrito Federal, oferta 12 vagas de analista de tecnologia da informação, engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho são ofertadas, além da oportunidade oferecida pela prefeitura municipal de Cerquilio, em que a melhor posição tem remuneração de R$ 11.748. Fique atento e não perca os prazos de inscrição. Ministério Público - SP Vagas: 24 Níveis: superior Cargo: Auxiliar de Promotoria Salário: R$ 2.789,81 Prazo de inscrições: de 17 de julho e 21 de agosto de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Banco de Brasília - DF Vagas: 12 Níveis: superior Cargos: Analista de tecnologia da informação, engenheiro de segurança do trabalho e médico do trabalho Valor da inscrição: R$ 63,00 Salários: de R$ 7.690,22 a R$ 11.041,46 Prazo de inscrições: até 15 de julho de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Banco de Brasília - DF Vagas: 100 Níveis: médio Cargos: Escrituário Valor da inscrição: R$ 56,00 Salários: R$ 3.204,26 Prazo de inscrições: até 15 de julho de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Câmara Municipal de Mauá - SP Vagas: 46 Níveis: todos os níveis de escolaridade Cargos: de auxiliar de limpeza a procurador legislativo Valor da inscrição: R$39,50 (nível fundamental), R$52,50 (médio) e R$79,50 (superior) Salários: de até R$7.575,93 Prazo de inscrições: de 25 de junho a 24 de julho de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Prefeitura Municipal de Osasco - SP Vagas: 184 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: cuidador social, zelador de espaço esportivo, educador social, oficial administrativo, assistente social, técnico de enfermagem, agente de defesa civil, auxiliar de cuidador social, motorista de transportes leves, motorista de transportes pesados, técnico de segurança do trabalho, enfermeiro, enfermeiro sanitarista e médico veterinário. Valor da inscrição: de R$ 44,50 a R$ 82,20 Salários: de R$ 1.022,16 a R$ 4.533,08 Prazo de inscrições: até o dia 16 de julho de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Prefeitura Municipal de Cerquilho - SP Vagas: 27 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: atendente, auxiliar de escritório, auxiliar de laboratório, auxiliar de limpeza, coveiro, cozinheiro, operário de serviços gerais, agente comunitário de saúde, agente de controle de endemias, agente operacional, auxiliar de farmácia, guarda municipal, técnico de enfermagem, técnico de segurança do trabalho, dentista, enfermeiro, fiscal de rendas, gestor ambiental, médio da estratégia da saúde da família, professor de educação básica, psicólogo e terapeuta ocupacional. Valor da inscrição: de R$ 34,00 a R$ 40,00 Salários: de R$ 1.142,61 a R$ 11.748,00 Prazo de inscrições: até o dia 10 de julho Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Prefeitura do Município de Piracicaba - SP Vagas: 52 Níveis: médio e superior Cargos: técnico de enfermagem e médico (diversas áreas) Valor da inscrição: de R$ 57,00 a R$ 83,00 Salários: de R$ 2.513,90 a R$ 10.614,52 Prazo de inscrições: até o dia 4 de julho de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Prefeitura de Bragança Paulista - SP Vagas: 82 Níveis: fundamental e superior Cargos: Operador de máquinas, pedreiro, eletricista, mecânico, motorista e servidor braçal Valor da inscrição: de R$56,00 a R$98 Salários: R$1.314,96 a R$5.173,99 Prazo de inscrições: até 11 de julho de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Prefeitura de Francisco Morato Vagas: 116 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: motorista, vigia, agente de defesa civil, agente de trânsito, assistente de nutrição, auxiliar de atendimento educacional, oficial administrativo, professor auxiliar de desenvolvimento infantil, secretário de escola, técnico em segurança do trabalho, assistente social, auditor fiscal, nutricionista, procurador, professor de arte, professor de educação física e psicólogo. Valor da inscrição: de R$ 44,50 a R$ 82,20 Salários: de R$1.093 a R$5.574,50 Prazo de inscrições: de 26 de junho a 27 de julho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Prefeitura de São Paulo Vagas: 628 Níveis: superior Cargos: coordenador pedagógico Valor da inscrição: não informado Salário: R$ 5.187,01 Prazo de inscrições: até dia 5 de julho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. PublicidadeFechar anúncio Prefeitura de São Paulo Vagas: 1.109 Níveis: médio e técnico Cargos: auxiliar técnico de educação Valor da inscrição: não informado Salários: R$ 1.541,14 Prazo de inscrições: até dia 5 de julho de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Prefeitura de São José do Rio Preto Vagas: 2 Níveis: superior Cargo: procurador Valor da inscrição: R$ 82,20 Salários: de R$ 8.287,33 a R$ 9.037,33 Prazo de inscrições: até dia 28 de junho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Tribunal Regional Federal da 4ª Região Vagas: não informadas Níveis: médio e superior Cargos: oficial de justiça avaliador federal, sistemas de tecnologia da informação e infraestrutura em tecnologia da informação, segurança e transporte, tecnologia e informação Valor da inscrição: de R$ 61 a R$ 71 Salários: de R$ 7.591,37 a R$ 12.455,30 Prazo de inscrições: até dia 26 de julho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Universidade Federal do Vale do São Francisco Vagas: 38 Níveis: médio e superior Cargos: analista e técnico de teconologia de informação, assistente em administração, auditor, engenheiro de segurança do trabalho, nutricionista, técnico em anatomia e necropsia, técnico em assuntos educacionais, em eletrônica e gestão pública, veterinário, bibliotecário, tradutor e intérprete, entre outros Valor da inscrição: de R$ 70 a R$ 100 Salários: de R$ 2.446,96 a R$ 4.180,66 Prazo de inscrições: até dia 7 de julho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Barra Mansa Vagas: 137 Níveis: fundamental, médio, técnico e superior Cargos: administrador de empresas, assistente social, biólogo, engenheiro de diversas áreas, contador, relações públicas, agente administrativo, técnico em eletromecânica, em meio ambiente, em química, em segurança do trabalho, em construção civil, agente de saneamento, auxiliar de serviços gerais, eletricista de autos e operador de ETA e ETE Valor da inscrição: de R$ 40 a R$ 70 Salários: R$ 998 Prazo de inscrições: até dia 21 de julho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte Vagas: 500 Nível: médio Cargo: guarda civil municipal Valor da inscrição: R$92,50 Salário: R$ 1.851,21 Prazo de inscrições: até dia 9 de julho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Linhares Vagas: 62 Níveis: fundamental, médio e técnico Cargos: agente de serviços gerais, agente de manutenção, leiturista, operador de ETAE, operador de máquinas, oficial administrativo, técnico em contabilidade, técnico em química, técnico em manutenção (Mecânica e Eletrotécnica), técnico em meio ambiente e técnico em tecnologia da informação/comunicação Valor da inscrição: de R$ 35 a R$ 45 Salários: de R$ 1.265,16 a R$ 2.423,66 Prazo de inscrições: até 25 de junho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Marinha do Brasil Vagas: 90 Níveis: médio e técnico Cargo: cabo Valor da inscrição: R$ 75 Salários: não informado Prazo de inscrições: até dia 16 de agosto de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Universidade Federal do Amazonas Vagas: 30 Níveis: médio e superior Cargos: médio e superior Valor da inscrição: de R$ 85 a R$ 110 Salários: de R$ 2.446,96 a R$ 4.180,66 Prazo de inscrições: até dia 15 de julho de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/concursos-publicos-estao-com-mais-de-3200-vagas-abertas-21062019

Incêndio em comunidade deixa ponte do Jaguaré com rachadura
Data: 21/06/2019

Defesa Civil realiza uma vistoria na estrutura da ponte. Além da fiscalização, equipes da SMADS estão no local atendendo as cerca de 50 família atingidas

A Defesa Civil realiza uma vistoria na estrutura da ponte do Jaguaré na marginal Pinheiros, zona oeste de São Paulo (SP), depois que um incêndio atingiu uma comunidade embaixo da construção nesta sexta-feira (21). A ponte que está interditada apresenta fendas e rachaduras causadas pelo calor das chamas. Além da fiscalização dos técnicos e engenheiros na ponte, as equipes da SMADS (Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social) estão no local atendendo as cerca de 50 famílias, aproximadamente 150 pessoas, atingidas pelo fogo. A prefeitura está oferecendo colchões, cobertores, cestas básicas e kits de higiene. Engenheiros avaliam rachaduras na estrutura Engenheiros avaliam rachaduras na estrutura Reprodução/Record TV A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) reforçou o efetivo na região para orientar o trânsito e está utilizando 12 painéis de mensagens ao longo da marginal Pinheiros para informar sobre a interdição nos dois sentidos da Ponte do Jaguaré e da pista local no sentido Interlagos, 500 metros antes da Ponte do Jaguaré. A alternativa mais próxima para cruzar o rio é pela Ponte Cidade Universitária.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/incendio-em-comunidade-deixa-ponte-do-jaguare-com-rachadura-21062019

Bolsonaro anuncia ministro-chefe da Secretaria-Geral Cargo era ocupado pelo general Floriano Peixoto, que foi exonerado do cargo para assumir a presid
Data: 21/06/2019

Cargo era ocupado pelo general Floriano Peixoto, que foi exonerado do cargo para assumir a presidência dos Correios

O presidente Jair Bolsonaro anunciou nesta sexta-feira (21) que o advogado e major da PMDF (Polícia Militar do Distrito Federal) Jorge Antonio de Oliveira Francisco vai assumir o cargo de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência. Oliveira se formou em 1992 no Colégio Militar de Brasília e serviu por mais de 20 anos na Academia de Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal. Conhecido como SAJ, o departamento é um dos mais importantes do Palácio do Planalto pela prerrogativa de assessorar o presidente da República na elaboração, redação e tramitação de atos normativos, como medidas provisórias, projetos de lei e decretos. O militar se especializou em legislação de trânsito, ambiental, direitos humanos e direito internacional humanitário. Oliveira também é formado em Direito e, em 2013, foi transferido para a reserva onde iniciou a atividade de advocacia, consultoria e assessoria jurídica. O advogado atuou no Congresso Nacional desde 2003 como Assessor Parlamentar da PMDF, Assessor Jurídico no gabinete de Bolsonaro e também com Chefe de Gabinete e Assessor Jurídico do Deputado Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito. É especialista em Direito Público, specialista em Gestão de Segurança Pública e especialista Docente em Assessoria e Consultoria Parlamentar. Jair M. Bolsonaro ? @jairbolsonaro Anuncio o Advogado e Major PMDF Jorge Antonio de Oliveira Francisco p/ o cargo de Ministro-chefe da Secretaria Geral PR. Outrossim, informo que o General Floriano Peixoto, que segue gozando de nossa total confiança em seu trabalho e dedicação, assumirá a Presidência dos Correios. 23,8 mil 10:09 - 21 de jun de 2019 Informações e privacidade no Twitter Ads 4.632 pessoas estão falando sobre isso O cargo era ocupado pelo general Floriano Peixoto, que foi exonerado do cargo para assumir a presidência dos Correios. Peixoto é a segunda troca na Secretaria-Geral em menos de seis meses de governo. Gustavo Bebianno, que assumiu a função no início da gestão Bolsonaro, foi demitido em fevereiro após desentendimentos com o presidente e seu filho Carlos Bolsonaro. Correios A presidência dos Correios era ocupada por Juarez Cunha, que também foi exonerado por Bolsonaro nesta semana. Segundo o presidente, Cunha "foi ao Congresso e agiu como sindicalista" ao criticar a privatização da estatal e tirar fotos com parlamentares da oposição. "Aí complica", disse Bolsonaro em café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto. * Com informações da Agência Brasil e Estadão Conteúdo.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-anuncia-ministro-chefe-da-secretaria-geral-21062019

Trump confirma que desistiu de atacar Irã: 'Não seria proporcional'
Data: 21/06/2019

Presidente fez declarações em série de posts no Twitter. Ataques seriam retaliação ao abatimento de um drone americano por forças iranianas

Em uma série de tweets publicados nesta sexta-feira (21), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, confirmou uma informação noticiada mais cedo pela imprensa americana — de que ele cancelou abruptamente ataques militares que havia autorizado contra alvos no Irã. "Nós estavamos posicionados e carregados para retaliar [o abatimento de um drone militar dos Estados Unidos pelas forças do Irã] em três locais quando perguntei quantos poderiam morrer. O general me respondeu: '150 pessoas, senhor'. Dez minutos antes dos ataques, eu cancelei. Não seria proporcional à derrubada de um avião não tripulado", escreveu o presidente americano. PUBLICIDADE veja também Irã insiste que drone americano foi abatido em suas águas Drone abatido Na quinta-feira (20), um drone militar dos Estados Unidos foi abatido por forças de segurança do Irã — que insiste que o dispositivo não tripulado invadiu suas águas territoriais. O governo norte-americano, por outro lado, alega que a aeronave foi atingida em espaço aéreo internacional em um "ataque sem provocação". O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, anunciou que o Irã levaria o caso à ONU (Organização das Nações Unidas), e o país já entregou à entidade uma carta com informações precisas sobre os pontos alcançados pelo drone americano. Oficiais de Teerã também asseguraram que enviaram várias advertências ao avião não tripulado dos Estados Unidos antes de derrubá-lo

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/trump-confirma-que-desistiu-de-atacar-ira-nao-seria-proporcional-21062019

Mulher é morta ao levar doce e não salgado em festa junina no interior
Data: 21/06/2019

Homem teria sacado revólver e atirado contra vítima. Desentendimento teria começado após Vanderleia ter levado alimento errado em evento

A dona de casa Vanderleia Inácio dos Santos, de 25 anos, foi morta por disparos de arma de fogo, no sábado (15), no bairro Laranjara, conhecido como Onça Parda, no município de Sete Barras, no interior de São Paulo. O motivo do crime, segundo a polícia, teria sido ela ter levado um doce ao invés de um salgado em uma festa junina. De acordo com o boletim de ocorrência, o autor do crime é um encarregado de 47 anos que estava presente na festa. Policiais militares foram acionados para atender a uma ocorrência de homicídio. Ao chegar ao local, os policiais foram informados de que a vítima havia se desentendido com o encarregador, que fugiu. Segundo uma testemunha, o desentendimento ocorreu em um bar, durante uma festa. O homem teria, então, sacado um revólver e efetuado disparos contra Vanderleia. Foram requisitados exames junto ao Instituto de Criminalística e Instituto Médico Legal. O caso foi registrado como homicídio qualificado na delegacia da cidade, que apura as circuntancias do fato. De acordo com a polícia, o autor do crime compareceu à delegacia para dar depoimento. Os investigadores também informaram que não há informação se Vanderleia e o homem tinham algum tipo de desentendimento anterior

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/mulher-e-morta-ao-levar-doce-e-nao-salgado-em-festa-junina-no-interior-21062019

BNDES pode devolver R$100 bilhões ao governo em 2019, diz conselheiro
Data: 21/06/2019

Banco já devolveu esse ano cerca de R$ 30 bilhões e, segundo Carlos Thadeu de Freitas, os demais R$ 70 bilhões devem ser quitados até o fim do ano.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) poderá devolver ao Tesouro Nacional cerca de R$ 100 bilhões neste ano para ajudar nas contas do governo, disse à Reuters o conselheiro do banco Carlos Thadeu de Freitas. O banco já devolveu esse ano cerca de R$ 30 bilhões e, segundo Freitas, os demais R$ 70 bilhões devem ser quitados até o fim do ano. Thadeu, que já foi diretor da instituição, disse que o banco tem espaço e fôlego para devolver ao Tesouro esse montante para ajudar nas contas públicas. "As contas públicas não podem piorar. Está todo mundo no mesmo barco e se piorar todo mundo afunda junto", disse ele. Durante a última década, o Tesouro irrigou o BNDES com quase R$ 500 bilhões, usados para empréstimos ao empresas, muitas vezes mais baratos do que o custo de captação da União. Esse recursos começaram a ser devolvidos nos últimos anos. De 2015 a 2018, o banco devolveu ao governo R$ 309 bilhões. No ano passado, BNDES fez acordo com a União, antecipando de 2060 para 2040 o prazo final para devoluções. Comenta-se internamente no banco que Joaquim Levy, que se demitiu do comando do banco no último fim de semana após ter sido cobrado publicamente pelo presidente Jair Bolsonaro, estaria resistindo a uma devolução mais expressiva. "O Levy é um grande economista, mas talvez tenha demorado a entender o novo tamanho do banco", disse Freitas. Há receios no banco é que as devoluções possam comprometer a capacidade de financiamento da instituição. Mas como a economia ainda não engrenou, há correntes no governo que entendem que a devolução não teria maiores consequências para o banco. O parecer da reforma da previdência prevê o fim dos repasses do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para o BNDES. O FAT é uma dos principais fontes de financiamento do banco. "Se isso for aprovado, seria só para 2020. Aí tem que ver como vai ficar a devolução dos demais recursos. No total, faltam uns R$ 200 bilhões", frisou Thadeu. O executivo afirmou não se deve mais esperar que o banco empreste mais de R$ 70 bilhões anualmente. O BNDES já chegou a emprestar mais de R$ 140 bilhões por ano. O foco daqui para frente devem ser financiamentos para obras de infraestrutura e para médias, micro e pequenas empresas, disse. "Não há mais alternativa para o banco ser maior. Os privados podem emprestar, são muito líquidos e não faz mais sentido ter um BNDES enorme. Se tem que ser focado em pequenos e infraestrutura", disse ele. A previsão do executivo é que o BNDES empreste em 2019 cerca de R$ 65 bilhões, abaixo dos R$ 69,3 bilhões de 2018. Com isso, Freitas afirmou que é hora de se pensar em enxugar o quadro de funcionários por meio de um Programa de Demissão Voluntária (PDV). Isso poderia levar o quadro total do BNDES, hoje em cerca de 2500 pessoas, para no máximo 1800 empregados. A associação de empregados do BNDES disse que por enquanto não tem conhecimento de um PDV e que não vai iria se manifestar.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/06/21/bndes-pode-devolver-r100-bilhoes-ao-governo-em-2019-diz-conselheiro.ghtml

Daniel Alves cita São Paulo e Bahia, mas esfria chance de volta ao país
Data: 18/06/2019

Capitão da seleção fica sem contrato com PSG no fim deste mês. Ele não quis entrar em detalhes sobre futuro, mas deu a entender que segue na Europa

Daniel Alves tem contrato com o Paris Saint-Germain (FRA) somente até o fim do mês e ainda não sabe onde estará na próxima temporada europeia. Escolhido para dar entrevista coletiva neste domingo, antes do primeiro treino da Seleção Brasileira em Salvador, cidade que receberá a partida contra a Venezuela, terça-feira, pela Copa América, o lateral-direito de 36 anos disse estar focado apenas em conquistar esse título. A única coisa que ele adiantou é que voltar ao Brasil não está nos planos no momento. - Estou na Seleção e prefiro centrar-me no compromisso que temos agora. Foi um ano bastante duro, tive que me reinventar muito, foi muita batalha da minha parte para estar aqui e não quero estragar esse momento pensando em algo fora daqui. Sei o quanto é sofrido não poder fazer nada. Agora que posso fazer, vou aportar meu máximo aqui. Temos uma grande missão e não pode haver distração. A partir daí, a gente vê. Só posso dizer que não tenho medo de desafios, estou preparado para qualquer que seja - disse o baiano de Juazeiro, no hotel em que a delegação brasileira está hospedada desde a noite de sábado. Ao citar as dificuldades que enfrentou para estar com a Seleção Brasileira, Daniel Alves relembra que ficou fora da Copa do Mundo da Rússia devido a uma ruptura de ligamento no joelho direito e que foi cortado dos amistosos contra Panamá e República Tcheca, em março, devido a um problema de menor gravidade no joelho esquerdo. Foram 14 meses ausentes da equipe de Tite, da qual ele agora é o capitão. Já no fim da entrevista coletiva, um repórter citou o desejo já manifestado pelo jogador de defender novamente o Bahia, clube em que iniciou sua trajetória profissional, e o São Paulo, seu time de coração. O jornalista citou que o pai de Daniel Alves torce para a equipe do Morumbi e foi corrigido por ele, que disse que voltar ao Brasil não é um plano para agora. PublicidadeFechar anúncio - Eu nunca digo "não" às coisas por que você não sabe o que a vida prepara. O São Paulo é meu time, o meu pai torce para o Palmeiras, não pode misturar isso senão dá confusão em casa. Torci bastante pelo São Paulo no tempo do Telê, que Deus o tenha. E o Bahia, pelo que construí aqui, seria uma forma de agradecimento voltar para encerrar. Mas não vai ser uma temporada, não. Já falei para o pessoal do Bahia que o dia em que voltar aqui vai ser um mês, dois meses, vai demorar ainda (risos). Pretendo outras coisas na minha vida, tenho outros objetivos, não digo maiores, para não pensarem que estou menosprezando os clubes que gosto. Mas acredito que tenho desafios que quero viver e mostrar para outros atletas que eles é que têm que decidir quando começa e quando acaba. Eu que vou decidir, não vai ser o futebol que vai me mandar para casa.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/daniel-alves-cita-sao-paulo-e-bahia-mas-esfria-chance-de-volta-ao-pais-16062019

Alvo de críticas, gramado da Fonte Nova é elogiado pela Conmebol
Data: 18/06/2019

Comitê Organizador Local rebateu críticas feitas por jogadores e técnicos de Argentina e Colômbia e disse que gramado "está em excelentes condições"

Alvo de duras críticas dos técnicos e jogadores de Argentina e Colômbia, o gramado da Arena Fonte Nova, em Salvador, foi defendido pelo Comitê Organizador Local da Conmebol, que rebateu as reclamações feitas após a vitória dos colombianos sobre os argentinos por 2 a 0 no último sábado, pela primeira rodada do Grupo B da Copa América. - O Comitê Organizador Local da Conmebol Copa América Brasil 2019 reforça que o gramado da Arena Fonte Nova está em excelentes condições, atendendo todos os requisitos como altura do corte, tração, umidade, compactação e resistência - disse, em nota, o COL. O técnico Lionel Scaloni, da seleção da Argentina, foi um dos que mais criticou o estado do gramado. Ele classificou como "lamentável" a situação. - Sobre o estado do campo, me parece lamentável. Hoje era a estreia, imagine como será depois de dois ou três jogos - disse Scaloni, após a partida. Vale ressaltar que a Arena Fonte Nova vai receber mais quatro jogos desta Copa América, sendo três da fase de grupos e um das quartas de final. Confira a nota do COL na íntegra: O Comitê Organizador Local da Conmebol Copa América Brasil 2019 reforça que o gramado da Arena Fonte Nova está em excelentes condições, atendendo todos os requisitos como altura do corte, tração, umidade, compactação e resistência. No período que antecedeu o torneio, visitas e inspeções rotineiras foram realizadas de acordo com o planejamento estabelecido pelo Comitê Organizador Local. Com relação às atividades de manutenção do gramado, todas estão sendo feitas de forma programada e organizadas para receber os cinco jogos da competição. Vale ressaltar, também, que durante todo o jogo entre as seleções da Argentina e Colômbia, a bola rolou sem nenhuma dificuldade e o gramado não estava escorregadio

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/alvo-de-criticas-gramado-da-fonte-nova-e-elogiado-pela-conmebol-16062019

Na Justiça, Neymar e o CR7, as semelhanças e as diferenças
Data: 18/06/2019

As complicações que envolvem os dois jogadores, acusados de agressão e de estupro, e o brasileiro, pior, de bens bloqueados por sonegação fiscal

Qualquer semelhança não é mera coincidência. De fato, evidentemente, embora a parecença não seja proposital, impressiona de que forma se aproximam os fatos que envolvem dois dos jogadores de Futebol muito famosos pela sua qualidade nos gramados, competidores diretos, desde 2013, quando o brasileiro Neymar da Silva Santos Júnior chegou à Europa. Ele, que jamais conquistou o galardão de melhor do mundo, e o português Cristiano Ronaldo dos Santos Aveiro, cinco vezes o ganhador do laurel. Além de padecer com mais uma lesão em seu pé direito, trauma que o afastou da atual Copa América, o brasileiro sofre com as denúncias, de agressão e estupro, desferidas por Nájila Trindade Mendes de Souza, depois de um par de encontros, em Paris, nos dias 15 e 16 de Maio. Recém-vencedor da novíssima Nations League da Europa, o CR7 se debate com um caso ainda mais antigo, embora também uma acusação de estupro, movida por uma norte-americana de nome Kathryn Mayorga, em 12 de Junho de 2009, num hotel de Las Vegas, EUA, durante as férias de Verão do Hemisfério Norte. Neymar e o CR7 não negam o chamado intercurso sexual mas repudiam a ocorrência de agressão e de estupro. Em ambos os episódios as presumidas vítimas exibiram como prova laudos médicos efetuados a uma razoável distância da data crucial. Nájila e Kathryn trocaram de advogados diversas vezes. Em ambas as situações, os representantes de ambas as partes se reuniram formalmente. Os patronos de Kathryn inclusive aceitaram a proposta do pagamento de US$ 375 mil para que ela não acionasse o CR7, e que não considerasse tal grana como um suborno e nem mesmo como uma admissão de culpa. Tudo por escrito. E todavia, em Setembro de 2018 a séria “Der Spiegel”, uma revista semanal da Alemanha, publicou as suas queixas. Num processo que se arrasta penosamente, muito mais para Kathryn do que para o CR7, nesta segunda-feira, 17 de Junho de 2019, os advogados do craque da Juventus de Turim desfraldaram o seu contra-ataque. A legislação dos EUA não permite arrazoados acima de 24 páginas e, no entanto, aceitou um documento de 46, com respostas às 11 reclamações de Kathryn – que, depois de protestar por agressão e por estupro, incluiu o assédio psicológico, a coerção, a difamação etcetera. Um tribunal de Nevada, o Estado em que fica Las Vegas, optou por interromper o processo com uma curiosa observação: “A dificuldade de se notificar o Sr. Aveiro”, como se o CR7 fosse um anônimo de localização impossível. E a causa se transfere às cortes da Justiça da Bota. Leslie Mark Stovall, “lawyer” remanescente de Kathryn, já se manifestou desanimado: “A nossa é uma causa bem complicada. Não me surpreenderei se as cortes, agora, acolherem a posição da defesa”. Sempre discreto, o CR7 não se manifestou. Em sua página do Twitter, as imagens mais recentes ainda refletem a sua alegria pela conquista da Nations League, dia 9 de Junho, ele e a mãe Dolores, e as suas saudades dos filhotes gêmeos Eva e Mateo, que completaram os três de idade exatamente durante a competição. Enquanto isso, no Brasil, a delegada Juliana Bussacos, da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, onde se lavrou o BO de acusação de Nájila, peleja para entender e montar um quebra-cabeça com as sete peças oferecidas por ela em sua denúncia, e mais sete entregues por Neymar em sua defesa, as quais, obviamente, ostensivamente, logicamente, claro, não se encaixam. Ao mesmo tempo, acuados pela Receita Federal num caso de sonegação, Neymar & Família acabam de saber que 36 dos seus imóveis, num valor estimado em R$ 69 mi, acabam de ser bloqueados pela Justiça. Para agravar mais o quadro, o seu clube na França, o PSG, também acaba de informar que não se oporá a uma transferência do craque por quem pagou o equivalente a R$ 830 mi e que não conseguiu levar o clube ao título da Champions.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/prisma/silvio-lancellotti/na-justica-neymar-e-o-cr7-as-semelhancas-e-as-diferencas-17062019

Ruralistas podem obter anistia de dívida de R$ 17 bilhões
Data: 18/06/2019

Texto do governo impedia o perdão de débitos previdenciários para todos os tipos de contribuição, mas foi retirado do parecer do relator

Uma mudança no substitutivo da reforma da Previdência pode abrir brecha para que o perdão de dívidas do Funrural seja aprovado no futuro pelo Congresso. Segundo o deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), a alteração foi negociada com o relator, Samuel Moreira (PSDB-SP), antes da apresentação de seu relatório na Comissão Especial. O texto do governo impedia o perdão de débitos previdenciários para todos os tipos de contribuição. No entanto, Goergen diz que o relator retirou essa proibição para contribuições feitas fora da folha de pagamento — como é o caso do Funrural, feito pelo faturamento da produção. Com a mudança, o deputado diz que Bolsonaro poderá cumprir promessa de campanha feita ao agronegócio. Nem o governo sabe o valor da dívida dos ruralistas, mas cálculos preliminares apontam que a anistia ao setor pode chegar a R$ 17 bilhões. “Eu consegui reverter o impedimento da remissão do Funrural que a PEC trazia. Não tem mais porque o governo não conseguir cumprir a promessa de campanha do Bolsonaro”, diz Goergen. Ele é o autor do projeto de lei que trata sobre o perdão do passivo do Funrural, que funciona com espécie de contribuição dos produtores rurais para a aposentadoria dos trabalhadores do setor e incide sobre o faturamento da produção. PublicidadeFechar anúncio Essa contribuição foi considerada constitucional pelo STF (Supremo Tribunal Federal) em 2017 e a Receita quer cobrar a dívida retroativa. O governo lançou mão de um Refis para que os produtores pagassem os débitos, mas, segundo o deputado, boa parte dos produtores não aderiu ao parcelamento contando com a promessa de campanha de Bolsonaro. Após as críticas do ministro Paulo Guedes, às alterações feitas no texto da reforma, a preocupação de líderes do Congresso é garantir que a proposta seja aprovada com o carimbo do Parlamento. A avaliação é que a reação explosiva de Guedes favorece o protagonismo dos deputados e senadores na condução da reforma daqui para frente, com a manutenção da potência fiscal do parecer. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ruralistas-podem-obter-anistia-de-divida-de-r-17-bilhoes-18062019

Pedido de recuperação judicial da Odebrecht é o maior da história
Data: 18/06/2019

Petição indica que todo o grupo pode recorrer à Justiça futuramente, o que envolveria dívidas de R$ 98,5 bilhões

A Odebrecht indicou no pedido de recuperação judicial, protocolado nesta segunda-feira (17), que dada a sinergia das operações do grupo e o cruzamento de dívidas, eventualmente, todo o conglomerado pode buscar proteção contra credores na Justiça, o que envolveria dívidas de R$ 98,5 bilhões. O montante representa o maior pedido de recuperação judicial que se tem notícia, como consequência do maior escândalo de corrupção da América Latina. A petição ajuizada envolve dívidas concursais de R$ 51 bilhões, excluindo as dívidas entre companhias, avais e garantias. Mas o documento menciona que o inadimplemento de um único pagamento pode provocar o acionamento de garantias e elevar esse passivo para R$ 65 bilhões. Bancos negociam recuperação extrajudicial para Odebrecht A Odebrecht ressalta que neste momento está sendo considerado o pedido apenas das companhias apresentadas, envolvendo essencialmente a Kieppe Participações e Administração, a Odbinv, controladora da Odebrecht SA, que controla as empresas do grupo, assim como o braço de investimento e o braço de Serviços e Participações. PublicidadeFechar anúncio Entretanto, uma eventual avaliação da necessidade de trazer outras empresas para o processo será feito na apresentação do plano de recuperação judicial. Ao mesmo tempo, lembra que a Ocyan, a Atvos, a Enseada e a construtora OEC não são parte do pedido de recuperação agora apresentado. No mesmo documento, a Odebrecht comenta que os maiores credores que aparecem no processo apresentado nesta segunda-feira são os mesmos da Atvos, que entrou com pedido de recuperação judicial em 29 de maio, ou seja, BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco e Itaú. A companhia cita ainda que as requerentes do pedido de recuperação apresentado nesta segunda são garantidores de mais de R$ 10 bilhões em dívidas da Atvos. O escritório Munhoz Advogados e a empresa de assessoria financeira Ricardo K auxiliam o grupo na reorganização de seu passivo. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/pedido-de-recuperacao-judicial-da-odebrecht-e-o-maior-da-historia-17062019

BNDES pode ter ênfase em privatizações após saída de Levy
Data: 18/06/2019

Governo quer que a troca no comando do banco reforce o discurso de "despetização" e contribua para abrir a "caixa-preta".

A saída de Joaquim Levy da presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), depois de ter sua "cabeça colocada a prêmio" pelo presidente Jair Bolsonaro, abre espaço para uma reformulação no papel do banco pela equipe econômica, que já pensa em concentrar a gestão das privatizações na instituição. O governo ainda quer que a troca no comando do banco reforce o discurso de "despetização" do BNDES. O novo presidente terá que colocar em prática a promessa de campanha de Bolsonaro de abrir o que chama de "caixa-preta" do banco e investigar a responsabilidade pelos financiamentos concedidos, nos governos do PT, a empreiteiras para obras no exterior, em países como Cuba e Venezuela. PUBLICIDADE Um dos nomes mais cotados para assumir a vaga é do secretário de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia, Salim Mattar. Dono da Localiza, Mattar foi chamado para tocar no governo o plano de privatizações - cuja meta é obter só neste ano US$ 20 bilhões -, mas tem enfrentado resistência de outros ministros. Nas últimas semanas Mattar manteve conversas com Bolsonaro. Levy informou na manhã deste domingo, 16, que entregou seu pedido de desligamento do cargo ao ministro da Economia, Paulo Guedes. Também são cotados para presidir o BNDES o ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco, que assumiu neste ano a presidência do conselho do banco, Carlos Thadeu de Freiras, ex-diretor da instituição, e Solange Vieira, funcionária de carreira do BNDES e atual presidente da Superintendência de Seguros Privados (Susep). Segundo fontes da equipe econômica, com a redução do tamanho do banco na concessão de crédito, o BNDES perdeu a relevância que tinha em governos anteriores para o fomento da economia e, poderia assim, assumir também outras funções, como a de gerir privatizações. Além de ter de devolver R$ 126 bilhões neste ano, o banco também pode perder os recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) pela proposta do relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). Leia mais: Maia se diz 'perplexo' com a demissão de presidente do BNDES O BNDES já tem papel auxiliar em privatizações do governo e foi, por exemplo, responsável por estruturar projetos de desestatização das distribuidoras do sistema Eletrobras. Para concentrar no banco todas as fases do processo de privatização e não apenas a estruturação de projetos, o governo precisaria de alterações legais, que teriam de ser aprovadas no Congresso. Demissão No sábado (15), Bolsonaro disse estar "por aqui" com o economista e ameaçou demiti-lo caso ele não suspendesse a nomeação de Marcos Barbosa Pinto - que já tinha trabalhado no banco como assessor em 2005 e 2006, no governo PT - para a diretoria de Mercado de Capitais. Após as declarações, Pinto pediu demissão. Bolsonaro e alguns de seus aliados mais próximos nunca engoliram a nomeação de Levy. Ele foi secretário de Fazenda no governo de Sérgio Cabral (MDB-RJ) e ministro da Fazenda no primeiro ano do segundo mandato da ex-presidente Dilma Rousseff. O economista também foi secretário do Tesouro no governo Luiz Inácio Lula da Silva e integrou a equipe econômica do governo Fernando Henrique Cardoso. Além de não abrir a "caixa-preta" do BNDES e colocar resistência à devolução dos recursos aos cofres do Tesouro neste ano, Levy foi contrário a colocar em prática um plano de demissão voluntária para enxugar o tamanho do BNDES. Na avaliação de fontes da equipe econômica, foi "dominado" pelo "espírito corporativo" dos funcionários do banco. Ao pedir demissão neste domingo, em mensagem enviada a Guedes, o economista agradeceu a lealdade, dedicação e determinação de sua diretoria e aos inúmeros funcionários do BNDES. Levy é a primeira baixa na equipe de Guedes. Na semana passada, o presidente demitiu três nomes importantes do alto escalão: os generais Franklimberg Ribeiro de Feitas (da presidência da Funai), Juarez Aparecido de Paulo Cunha (da presidência dos Correios) e Carlos Alberto dos Santos Cruz (ministro Secretaria de Governo). Procurado pela reportagem, Levy não se manifestou. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bndes-pode-ter-enfase-em-privatizacoes-apos-saida-de-levy-17062019

Ex-Limão Com Mel, cantor Batista Lima sofre acidente com a esposa
Data: 18/06/2019

Um veículo bateu na lateral do carro de Batista Lima, que teve seu automóvel desviado para uma ribanceira da BR-232

Batista Lima, ex-vocalista da Limão Com Mel, sofreu um acidente de carro enquanto viajava de Salgueiro para Caruaru na BR-232 na tarde de segunda-feira (17). Durante o trajeto, um motorista que estava à frente do carro do músico fez uma ultrapassagem de forma brusca e retornou para a via onde trafegava o carro Batista. O veículo bateu na lateral do automóvel do cantor, que desviou para uma ribanceira da BR-232. Em vídeo, ele tranquilizou os fãs e anunciou que tanto ele quanto a mulher, que o acompanhava no momento, estão bem e não sofreram nada.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/ex-limao-com-mel-cantor-batista-lima-sofre-acidente-com-a-esposa-18062019

Após separação, Juju Salimeni fala sobre crises de ansiedade
Data: 18/06/2019

Musa fitness e Felipe Franco anunciaram separação após 14 anos de relacionamento no último domingo (16)

Um dia após anunciar separação de Felipe Franco, Juju Salimeni voltou às redes sociais na noite de segunda-feira (17) para se manifestar sobre crises de ansiedade. Com um post que é uma espécie de desabafo, a musa fitness falou sobre o problema e afirmou que ansiosos também podem amar. "Sua ansiedade está mentindo pra você! Você não é um incômodo. Seu cabelo não está estranho. Essa roupa lhe cai bem. Ninguém está rindo de você. Tomar remédio não te torna incapaz. O mundo ainda tem ar. Tem muita gente querendo te abraçar. Ansiosos também conseguem amar. Nenhuma crise é eterna", escreveu Juju.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/apos-separacao-juju-salimeni-fala-sobre-crises-de-ansiedade-18062019

Aniversário Valparaíso
Data: 13/06/2019

Aniversário Valparaíso

Link Notícia:

Ator Rafael Miguel é morto ao lado dos pais em São Paulo
Data: 11/06/2019

Pai da namorada do jovem é o principal suspeito e está foragido

O ator Rafael Miguel foi assassinado na tarde deste domingo (9), no bairro Pedreira, na Zona Sul de São Paulo/SP. Conhecido pelo famoso comercial "mãe, compra brocólis", e por interpretar o personagem Paçoca na novela infantil "Chiquititas", do SBT, o jovem tinha 22 anos. Rafael foi morto ao lado do pai, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e da mãe, Miriam Selma Miguel, de 50. Segundo a polícia, Rafael e os pais foram à casa da namorada do ator, Isabela Tibcherani, de 18 anos, para conversar com o pai dela sobre o relacionamento dos dois. Os três teriam sido mortos pelo pai da moça, que fugiu. Até o momento o suspeito foi identificado como Paulo Cupertino Matias, e teria 48 anos. Leia também: Aos 47, morre Andre Matos, ex-vocalista do Angra Cantor Serguei morre aos 85 anos no Rio A princípio, a polícia trabalha com ciúmes do pai, que não aceitava o namoro, como principal linha de investigação. Em seu perfil no Instagram, Isabela lamentou o ocorrido. "Estou bem, dentro do possível”, disse, antes de bloquear a conta. O triplo homicídio está sendo investigado pelo 98º Distrito Policial. Equipes da polícia estão em diligências para localizar e prender o autor do crime. Repercussão Nas redes sociais, colegas de trabalho lamentaram a precoce morte de Rafael. "Bizarro saber que uma crueldade dessas aconteceu, ainda mais com uma pessoa que eu conhecia. Mais vidas foram interrompidas pelas mãos de um homem. Rafael & família, descansem em paz. Que Deus conforte todos os corações. Que a justiça seja feita. Chega de assassinato", lamentou a apresentadora e atriz Maísa Silva. "Tristeza sem fim... um menino tão jovem, tão talentoso, tão querido! Uma vida toda pela frente interrompida da forma mais trágica! Que Deus recebe você e seus pais, Rafael, e que Ele consiga confortar o coração de todos que lamentam hoje a sua ida! Descansem em paz", escreveu a atriz Larissa Manoela. "O Rafael era uma das pessoas mais doces que eu já conheci, desde criança, e meu coração está doendo muito por receber essa notícia. Eu não sei nem o que dizer sobre essa violência toda, a vida do meu amigo foi tirada dele. Meus sentimentos aos familiares...", postou Giovanna Grigio, que interpretou Mili na novela "Chiquititas".

Link Notícia: https://noticias.r7.com/pernambuco/folha-de-pernambuco/ator-rafael-miguel-e-morto-ao-lado-dos-pais-em-sao-paulo-10062019

Agnaldo Timóteo ficará em isolamento hospitalar por 48 horas
Data: 11/06/2019

Assessoria de imprensa do cantor informou que medida foi tomada para preservar a saúde do cantor de 82 anos

Agnaldo Timóteo (82) terá que ficar em isolamento por até 48 horas. O cantor, que foi transferido no último sábado (8) do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, continua em estado crítico e terá que passar por novos exames. Segundo a assessoria de imprensa, será realizada uma avaliação melhor e com mais equipamentos e nem os familiares terão acesso ao músico até segunda ordem. Agnaldo Timóteo está internado desde o dia 20 de maio. O cantor sofreu um AVC (acidente vascular cerebral) e, após, um pico hipertensivo, acompanhado de vômito e glicemia baixa, ele foi internado em Barreiras e posteriormente transferido para a capital baiana. Na última sexta-feira, Agnaldo, que evoluía bem, teve retrocesso do padrão neurológico. Por essa razão, voltou a respirar por aparelhos.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/agnaldo-timoteo-ficara-em-isolamento-hospitalar-por-48-horas-09062019

Suzy Rêgo diz que faliu várias vezes e admite usar bilhete único
Data: 11/06/2019

Em entrevista a Daniela Albuquerque, a atriz comentou que não tem receio de revelar que enfrenta vida comum

Suzy Rêgo revelou ter uma vida comum em entrevista ao programa Sensacional, da Rede TV!. Em conversa com a jornalista Daniela Albuquerque, ela explicou que passou por altos e baixos na vida e isso fez com que falisse diversas vezes. PUBLICIDADE "Quebrei várias vezes, não uma só. Sou uma cidadã pagadora de impostos, tenho meu bilhete único. Nós [famosos] temos que ir ao toalete, pagar plano de saúde, cuidar dos filhos", explicou. PublicidadeFechar anúncio Em seguida, ela comentou que, apesar de usar o transporte público, tem um carro. Mas não é novo. Trata-se de um Monza ano 1994, que ela comprou "com muito esforço". Casada há 14 anos com ator e mímico Fernando Vieira, Suzy falou também sobre seu namoro com o ator Paulo César Grande. "Eu amava ir com ele às peças e gravações. Ele foi um grande aliado. Percebi que estava na minha praia e comecei a me inteirar", recorda. A atriz diz que, apesar da força do ex, teve problemas com os padrões estéticos exigidos na TV. Segundo ela, isso fazia com que as mulheres vivessem sempre em busca da silhueta perfeita. "Era uma maldade o que faziam com as meninas. Era sempre um tratamento hostil", diz.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/suzy-rego-diz-que-faliu-varias-vezes-e-admite-usar-bilhete-unico-07062019

Seleção brasileira inicia trabalhos em São Paulo com Fagner no campo
Data: 11/06/2019

Time do técnico Tite estreia na Copa América contra a Bolívia, na sexta-feira (14), às 21h30, no Morumbi, na abertura da competição continental

A seleção brasileira iniciou nesta segunda-feira os trabalhos em São Paulo (SP), onde faz sua estreia na Copa América, na sexta-feira (14), às 21h30, contra a Bolívia. Tite e sua comissão técnica comandaram um treino no Pacaembu para aqueles que foram reservas na goleada sobre Honduras, no amistoso em Porto Alegre (RS). A principal novidade foi a participação de Fagner durante todo o tempo. O lateral-direito se apresentou com dores na coxa esquerda e ainda não estava fazendo atividades com o restante do elenco. Nesta tarde, o jogador do Corinthians participou do trabalho tático inteiro no estádio municipal. Miranda, Alex Sandro, Lucas Paquetá, Firmino, Éverton e Willian foram os outros convocados no gramado. Daniel Alves, Militão, Thiago Silva, Marquinhos, Filipe Luís, Casemiro, Arthur, Allan, Fernandinho, David Neres, Gabriel Jesus, Richarlison, Coutinho ficaram no hotel, fazendo atividades regenerativas. A seleção brasileira realizará mais duas atividades no Pacaembu, antes do trabalho final, no Morumbi. Será no estádio do São Paulo a estreia na Copa América: sexta-feira, às 21h30, contra a Bolívia.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/selecao-brasileira-inicia-trabalhos-em-sao-paulo-com-fagner-no-campo-10062019

PSG anuncia que tratamento de Neymar irá durar quatro semanas
Data: 11/06/2019

Médico do clube e cirurgião renomado da França estão no Brasil acompanhando jogador e descartaram possibilidade de processo cirúrgico

O PSG emitiu um comunicado oficial anunciando que Neymar irá ficar em tratamento por quatro semanas para a recuperação de uma entorse no ligamento lateral externo do tornozelo direito. O atacante se lesionou na última quarta-feira, em amistoso do Brasil contra o Qatar, no Mané Garrincha, em Brasília, e não irá disputar a Copa América. Laurent Amonto, médico do PSG, e o cirurgião Gérard Saillant, membro do conselho médico do clube e responsável pela operação do brasileiro na primeira lesão na França, avaliaram o jogador. Ambos estão no Brasil e descartaram a possibilidade de cirurgia. De acordo com o clube de Neymar, o tratamento será feito em torno de uma reabilitação funcional. Não foi dito se o camisa 10 irá seguir no Brasil para realizar o procedimento. A expectativa é de que Neymar possa estar à disposição para a estreia do PSG no Campeonato Francês, em agosto.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/psg-anuncia-que-tratamento-de-neymar-ira-durar-quatro-semanas-08062019

Cristiane celebra vitória na estreia: 'Passado ficou para trás'
Data: 11/06/2019

Artilheira marcou os três gols que garantiram vitória do Brasil na Copa do Mundo. Feliz com recuperação, atacante pede time ligado para próximo jogo

Autora de três gols na estreia da seleção brasileira na Copa do Mundo Feminina, Cristiane ressaltou a confiança que a vitória na estreia traz para as jogadoras. Para ela, as meninas superaram os erros cometidos durante a preparação para a competição. "Sem dúvida, a confiança é muito grande, deixamos bem claro que o passado ficou atrás. Sabemos dos erros que cometemos, não somos bobos de escondeu o que aconteceu. Tem que ficar esperto, não dá para bobear, Copa do Mundo é um jogo diferente do outro", disse a artilheira. COSME: Galvão Bueno e Casagrande pedem segunda chance a Mauro Naves Eleita como a craque da partida pelos torcedores, Cristiane sorriu bastante na entrevista após a partida. Felicidade que ficou expressa também nas palavras: "Estou muito feliz, você não tem ideia. Quem me acompanhou sabe da dificuldade que time, as lesões. É o máximo que podia contribuir, hoje sou eu, amanhã é outra menina, assim que tem que ser", complementou. O primeiro gol de Cristiane saiu aos 15 minutos da primeira etapa, em cabeceio preciso após cruzamento de Andressa Alves. No segundo tempo, mais duas bolas na rede. Primeiro, escorando cruzamento rasteiro na pequena área. Depois, em bela cobrança de falta, que bateu no travessão antes de entrar. Apesar de ter perdido um pênalti no primeiro tempo, quando a partida ainda estava 1 x 0, Andressa Alves também teve grande atuação. Ela ressaltou as palavras de motivação de Cristiane após a cobrança desperdiçada: "(Ela disse) para eu não desanimar, a jogada do outro gol dela, eu que cruzei e ela acabou fazendo o gol. Fiquei muito chateada, sou a batedora oficial, nos treinos tava dando tudo certo, mas acabei errando. Ela falou: 'Vamos continuar, a gente precisa de você'. Acabou que deu tudo certo, ainda bem que ela fez os três gols e não precisamos do pênalti", disse. Andressa também falou sobre o sentimento após a vitória, já projetando dificuldades para a próxima partida da seleção brasileira, contra a Austrália: "Com certeza, depois da sequência ruim, ganhar jogando bem, tendo um caminhão de gols, não só os que a gente fez, mas os que perdemos, dá uma confiança muito importante. Contra a Austrália vai ser complicado, o jogo da classificação", completou.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/cristiane-celebra-vitoria-na-estreia-passado-ficou-para-tras-09062019

Onyx Lorenzoni troca articulador e PSL reage
Data: 11/06/2019

Parlamentares do partido criticaram ministro por dispensar Manato e nomear o também ex-deputado Abelardo Lupion para a Secretaria Especial

A demissão do ex-deputado Carlos Manato do comando da Secretaria Especial para a Câmara provocou revolta na cúpula do PSL e azedou as relações entre o partido do presidente Jair Bolsonaro e o DEM. Irritados, parlamentares do PSL criticaram duramente o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, por dispensar Manato e nomear o também ex-deputado Abelardo Lupion para o cargo, que cuida das negociações políticas com a Câmara. Manato é filiado ao PSL e Lupion, ao DEM, mesma sigla de Onyx. Na avaliação de integrantes do partido de Bolsonaro, a dispensa - que ocorreu na sexta-feira passada, por telefone — foi "injusta" e terá consequências negativas para o Palácio do Planalto. Além do desligamento de Manato, o DOU (Diário Oficial da União) publicou nesta segunda-feira (10) as exonerações "a pedido" de outros quatro ex-deputados que atuavam com ele na secretaria. Um deles, Victório Galli Filho, também é do PSL. "Se a articulação política do governo Bolsonaro está ruim, quem tem de ser demitido é o ministro, e não os assessores", afirmou o líder do PSL na Câmara, Delegado Waldir (GO). "Esperamos que o presidente (Bolsonaro) tome um lado nessa situação porque, se ele não se manifestar, nós vamos tomar providências, que serão duras", emendou o deputado, sem adiantar a estratégia planejada. O líder do PSL afirmou, ainda, que Onyx estava "olhando para o próprio umbigo" quando trocou Manato por Lupion. Compadre do ministro, Lupion já atuava na Casa Civil desde janeiro, mas apenas como assessor especial. "Para mim, o ministro agiu com covardia, humilhando e abandonando soldados de primeira hora", criticou Delegado Waldir, ao lembrar que Manato só entrou no PSL - e foi candidato ao governo do Espírito Santo, em 2018 — a pedido de Bolsonaro. Presidente estadual do PSL, Manato não quis esticar a polêmica e tentou amenizar a crise. Afirmou que já havia combinado com Onyx sua saída por estar "sobrecarregado" e observou não ter intenção de criar estresse para o Planalto. "Eu já estava com prazo de validade vencido", disse ele. "Não tenho raiva de ninguém." Sem base Encarregado de ajudar o governo a formar uma base aliada no Congresso - e a angariar apoio para a aprovação da reforma da Previdência -, o ex-deputado despachava no mínimo duas vezes por semana no gabinete da liderança do PSL. Foi para lá porque o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se recusou a ceder uma sala à Casa Civil. Em março, com a ajuda da CGU (Controladoria Geral da União), o governo chegou a criar uma plataforma, batizada no Planalto de "banco de talentos", na qual parlamentares podiam fazer indicações para vagas do segundo escalão. A última palavra, no entanto, sempre foi dos ministros. Nos bastidores, deputados afirmam que Manato caiu por se desentender com Onyx a respeito de nomeações do PSL, que estavam emperradas. Até hoje o governo não tem uma base de sustentação no Congresso. "O problema não é de cargos. O que não aceitamos é a falta de lealdade do ministro, que, na primeira substituição, tira o PSL para colocar alguém do DEM", reclamou Delegado Waldir. Onyx também dispensou, em fevereiro, o ex-deputado Leonardo Quintão (MDB-MG), então responsável pela Subchefia de Assuntos Parlamentares da Casa Civil. Antes, Quintão já havia sido chamado para ajudar na articulação política com o Senado, mas trombou com Renan Calheiros (MDB-AL). Procurado, Onyx não quis se manifestar sobre o anúncio das trocas. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/onyx-lorenzoni-troca-articulador-e-psl-reage-11062019

Bolsonaro evita caso Moro; CNMP investiga Dallagnol
Data: 11/06/2019

Moro se tornou alvo da oposição, que tenta reunir apoio para instaurar uma CPI no Congresso para investigar o caso

A divulgação das supostas mensagens trocadas entre Sergio Moro e Deltan Dallagnol, nas quais discutem detalhes da Operação Lava Jato, causou desgaste político ao ex-juiz e atual ministro da Justiça e levou o corregedor do Conselho Nacional do Ministério Público a instaurar um procedimento preliminar para apurar "eventual desvio na conduta" do procurador e de outros membros da força-tarefa em Curitiba. Moro se tornou alvo da oposição, que tenta reunir apoio para instaurar uma CPI no Congresso para investigar o caso. Representantes da área militar do Planalto saíram em defesa do ministro, mas o presidente Jair Bolsonaro não fez nesta segunda-feira (10) nenhuma manifestação pública sobre o caso. A intenção dele é conversar nesta terça-feira (11) com Moro. "O presidente da República não se pronunciará a respeito do conteúdo de mensagem e aguardará o retorno do ministro Moro para conversar pessoalmente, em princípio, amanhã", disse nesta segunda o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros. Segundo reportagem publicada domingo pelo site The Intercept Brasil, diálogos mostram que Moro teria orientado investigações da Lava Jato por meio de mensagens trocadas no aplicativo Telegram entre 2015 e 2018. O site - que tem entre seus fundadores Glenn Greenwald, americano radicado no Brasil que é um dos autores da reportagem — afirmou que recebeu o material de fonte anônima. O jornal O Estado de S. Paulo não teve acesso à íntegra das mensagens. De acordo com o site, há conversas escritas e gravadas nas quais Moro sugere mudança da ordem de fases da Lava Jato, além de dar conselhos, fornecer pistas e antecipar decisão a Dallagnol. Conforme o The Intercept Brasil, há referências ao processo que levou à condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do triplex do Guarujá - pelo qual o petista foi sentenciado em terceira instância e cumpre pena de prisão na capital paranaense. Depois da divulgação das supostas mensagens, o ministro Ricardo Lewandowski, que preside a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, marcou para esta terça julgamento de um recurso da defesa de Lula para que ele deixe a prisão. O recurso começou a ser discutido em abril no plenário virtual do STF, mas um pedido de destaque do ministro Gilmar Mendes interrompeu o julgamento. Integrantes da Corte ouvidos reservadamente acreditam que a sessão pode servir para ministros darem recados a Moro e à força-tarefa da Lava Jato. O caso abriu entre juristas discussão sobre possíveis pedidos de anulação de sentenças na Lava Jato. Nesta segunda-feira, Moro e Dallagnol classificaram como "natural" esse tipo de conversa (mais informações na pág. A8). O ministro cumpriu compromissos em Manaus, onde afirmou que as conversas não trazem "nenhuma orientação", sem, contudo, confirmar sua autenticidade. A Polícia Federal instaurou inquéritos para apurar ataques de hackers em celulares de procuradores da República e no aparelho do ministro da Justiça. Moro deixou a magistratura em novembro passado, logo após aceitar convite para assumir o Ministério da Justiça. Ao lado de Paulo Guedes, da Economia, é considerado um dos "superministros" de Bolsonaro. Apoio Os militares do governo saíram em sua defesa. O vice-presidente Hamilton Mourão disse que Moro é alguém da "mais ilibada confiança" do presidente. "Conversa privada é conversa privada, descontextualizada ela traz qualquer número de ilações." Em texto enviado a contatos por um aplicativo de mensagens, o ministro Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional, também apoiou o ministro: "Querem macular a imagem do dr. Sérgio Moro, cujas integridade e devoção à Pátria estão acima de qualquer suspeita". O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, disse que Moro tem "total confiança" do governo. "Ele é um ministro, um homem de muito respeito e do bem", afirmou Azevedo e Silva após cerimônia alusiva aos 20 anos de criação da pasta. Bolsonaro, que discursou no evento, não citou o episódio e deixou o local sem falar com a imprensa. O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, foi cauteloso ao ser questionado sobre o assunto durante evento partidário em São Paulo. Ele ressaltou, no entanto, que a invasão do celular do ministro é condenável. "Parece algo arquitetado para desgastar o governo", disse, destacando que os fatos são anteriores à ida de Moro para o governo. "Acho que tem que ser perguntado aos envolvidos." Para Eduardo, a criação de uma CPI sobre o assunto "não vai prosperar". Além da CPI, oposicionistas articulam apresentar um pedido de convocação de Moro. Segundo interlocutores, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), foram cautelosos na avaliação dos desdobramentos do caso. O mesmo discurso de cautela foi adotado por líderes do Centrão - bloco informal na Câmara capitaneado por PP, DEM, PRB, PL (ex-PR) e Solidariedade. "Eu não vou agora fazer com esses o que eu sempre preguei o contrário para todos. O que eu defendo é que se faça com responsabilidade, somente isso, para que não haja prejulgamento", disse o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), líder da Maioria na Câmara. Conselho Um dos principais interlocutores de Moro nas supostas conversas vazadas, Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, terá de se explicar ao conselho do MP. "Sem adiantar qualquer juízo de mérito, observa-se que o contexto indicado assevera eventual desvio na conduta de membros do Ministério Público Federal, o que, em tese, pode caracterizar falta funcional, notadamente violação aos deveres funcionais", escreveu o corregedor Orlando Rochadel Moreira. Ele deu dez dias para que Dallagnol e os demais procuradores se manifestem. Entre as possíveis sanções estão censura, suspensão e até aposentadoria compulsória. Já o Conselho Federal e o Colégio de Presidentes Seccionais da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) recomendaram o afastamento dos envolvidos dos cargos públicos. A nota não cita nominalmente Moro nem Dallagnol. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-evita-caso-moro-cnmp-investiga-dallagnol-11062019

Vazamento é para parar reforma, sugere Guedes
Data: 11/06/2019

Ministro particiopou de reunião do Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) a convite da entidade na segunda-feira (10)

O ministro da Economia, Paulo Guedes, sugeriu na segunda-feira (10) que o vazamento de conversas entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, quando ainda era juiz federal e a força-tarefa da Operação Lava Jato foi feito para prejudicar a tramitação da reforma da Previdência. "Não é coincidência que estoura essa bombinha toda hora. Toda hora estoura uma vendo se paralisa a marcha dos eventos", disse. Guedes participou da reunião do Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) a convite da entidade. O compromisso, porém, não constava na agenda do ministro. Sua presença só foi informada oficialmente perto do fim da palestra. O ministro falava do excesso de gastos do governo e que a Previdência é hoje o principal componente dessa despesa. Em seguida, ele disse que os gastos previdenciários são o "grande buraco negro" que ameaça engolir o País "antes de terminar essa palestra". Guedes começou então a enumerar episódios que ameaçaram as negociações pela reforma da Previdência, entre eles a divulgação de áudios do então presidente Michel Temer com o empresário Joesley Batista (a partir da qual foram acusados de negociar o silêncio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha sobre atos de corrupção) e as denúncias contra "o filho de Bolsonaro" — o ministro não mencionou qual deles. O primogênito, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), é alvo de investigação após o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) detectar movimentações suspeitas de recursos na conta de assessores de Flávio, na época deputado estadual no Rio de Janeiro. O caso foi revelado pelo jornal 'O Estado de S. Paulo'. Em seguida, Guedes cita que "hoje é o do Moro", referindo-se ao episódio do vazamento das conversas entre Moro e integrantes do Ministério Público Federal, como o procurador da República Deltan Dallagnol, pelo site The Intercept Brasil. Encontro. O presidente da Comissão Especial da reforma, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse em sua conta no Twitter que dedicará todo o dia de hoje para "tentar blindar a reforma da Previdência dos últimos acontecimentos". Os governadores devem se reunir hoje na tentativa de manter os Estados ao alcance da proposta. O relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), também deve participar do encontro. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/vazamento-e-para-parar-reforma-sugere-guedes-11062019

ANP institui programa para monitorar combustíveis do país
Data: 11/06/2019

Texto estabelece, entre outras diretrizes, os requisitos para o credenciamento de laboratórios que farão as análises de qualidade dos produtos

A ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) quer melhorar a qualidade de combustíveis comercializados no país. Com esse objetivo, a ANP editou a Resolução nº 790, de 10 de junho de 2019, publicada no DOU (Diário Oficial da União) desta terça-feira (11), instituindo o Programa de Monitoramento da Qualidade dos Combustíveis. O programa estabelece, entre outras diretrizes, os requisitos para o credenciamento de laboratórios que farão as análises dos seguintes combustíveis: etanol hidratado, gasolina C e óleo diesel B. Os resultados obtidos pelo programa serão utilizados para geração de indicadores da qualidade dos combustíveis líquidos automotivos comercializados no território nacional. “O laboratório credenciado não poderá ter vinculação, nem possuir em seu corpo administrativo ou social pessoas diretamente ligadas a produtores de combustíveis ou agentes econômicos ou instituições a eles vinculadas, tais como sindicatos e associações”, diz a resolução. O documento estabelece também que será permitido ao laboratório credenciado subcontratar, total ou parcialmente, o serviço de coleta e de transporte do material ao laboratório, “desde que permaneça integralmente responsável pelos atos do subcontratado, o qual não poderá ter vínculo societário ou administrativo com os agentes econômicos”. A ANP realizará processo licitatório para a escolha de laboratório a ser credenciado, por bloco de monitoramento, cujas regras serão definidas em edital a ser divulgado pela imprensa oficial.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/anp-institui-programa-para-monitorar-combustiveis-do-pais-11062019

Amizade com cão ajuda menino com paralisia cerebral a voltar a falar
Data: 11/06/2019

A solidariedade ajudou Henrique em São Paulo, mas, distante do cão, ele só melhorou mesmo quando um grupo de pessoas trouxe o animal do Paraná

Por alguns meses, Henrique Gabriel Muraro, de seis anos, teve uma recaída em sua recuperação. O menino nasceu com paralisia cerebral, epilepsia e falta de monitoramento psicomotor. Chegou a apresentar uma boa evolução, principalmente depois de mudar para o Estado de São Paulo, onde, em Osasco, passa por tratamento na AACD. Mas, justamente aquilo que havia impulsionado a sua terapia, não estava mais presente. Ausência fez o menino voltar a viver momentos de desânimo. Afinal, estava longe de seu cãozinho, Pipo. Foi o pequeno animal, no início de 2018, que trouxe a certeza de que havia saída para o menino. Henrique estava praticamente sem tratamento, morando em sua cidade natal, Almirante Tamandaré (PR). Pipo foi lhe dado como um presente, de uma prima. O carinho entre ambos fez Henrique evoluir muito e serviu como um impulso. Uma verdadeira terapia inicial, que motivou a mãe, Marislaine Muraro, de 43 anos, conhecida como Mari, a vislumbrar uma cura para o filho. Quando o irmão mais velho de Henrique, Rodrigo, divulgou nas redes sociais o vídeo de Pipo esperando o menino na porta de casa, para pular dentro no ônibus e sair com ele na cadeira de rodas, a cena, corriqueira, viralizou. Acontece que, quando se transferiram definitivamente para São Paulo, em setembro último, mãe e filho se depararam com dois obstáculos. O primeiro, a falta de recursos. E o segundo, a falta de Pipo, que teve de ficar no Paraná. Sem o cachorro, Henrique aproveitou apenas parcialmente o tratamento iniciado na AACD de Osasco, conforme conta Mari. "Ele havia melhorado por causa do cachorro. Era a única terapia que meu filho tinha. Isso motivou outras terapias e me fez acreditar ainda mais na recuperação dele, a ponto de lutar com mais força por um tratamento adequado em São Paulo." Mari conta que, para chegar a São Paulo, acionou a Justiça em busca de um tratamento pago pelo poder público. E isso em parte tem ocorrido, segundo ela. Ausência do cachorro Mas, como o cachorro ficou a maior parte do tempo em Almirante Tamandaré, com Ronaldo - marido de Mari, que é motorista de ônibus escolar - e Rodrigo, Henrique perdeu a motivação. Tinha saudades daqueles olhinhos de ébano reluzindo alegria em meio à pelagem branca, mistura de yatsu com poodle. Naquele momento, o fator solidariedade começou a prevalecer. Mari só conseguiu ficar em Osasco com Henrique, porque recebeu ajuda. Primeiro de um policial, a quem conheceu logo que chegou, com o filho em cadeira de rodas, apenas com as malas. O policial dividiu com um grupo de colegas o pagamento das diárias de um hotel. Dias depois, procurando um lugar para alugar, Mari, por meio de uma placa de anúncio, se deparou com o sr. Joel Faustino de Oliveira, o Manduri, dono de um pequeno escritório de negócios imobiliários no bairro Presidente Altino, Osasco. Por coincidência, ele era conhecido do policial, que o indicou. Junto com sua família (os filhos Joel Júnior, Luciana e Patrícia Keller, entre outros), Manduri se sensibilizou com a situação de Henrique e, rapidamente, conseguiu, com a comunidade local, dividir o aluguel de cerca de R$ 1,2 mil mensais de um apartamento de dois dormitórios para Mari e Henrique. "Estávamos em uma situação desesperadora. Tínhamos a aprovação do tratamento pela AACD, mas nem sabia onde iria ficar. Está dando certo por causa da solidariedade das pessoas. Não teríamos recursos para custear tudo, nosso rendimento não é suficiente para isso", conta Mari. Manduri e a família se mostram dispostos a permanecer ao lado da mãe e do filho também no tratamento. "Alugamos um apartamento para os dois, e demos para eles o que é preciso para se ter uma vida normal. Estamos mobiliando o apartamento e comprando roupas, dando toda assistência necessária para uma vida digna." Solidariedade e evolução Apesar de toda a solidariedade, a questão da distância do cachorro atrapalhava. Manduri, então, conseguiu, novamente, dividir com outros voluntários o custo do frete do animal, em uma carreta, para Osasco. A chegada de Pipo fez Henrique voltar a sorrir. E, desta vez, Oliveira foi a testemunha. "A ligação entre os dois é muito estreita. O cachorrinho fica ao lado dele, apoia a com a boca a perna do menino, é um negócio impressionante, ajudou muito a recuperar uma série de coisas, inclusive a falar. É uma terapia, é muito importante." O tratamento - que inclui fisioterapia, fisiologia, terapia ocupacional, hidroterapia e ecoterapia - ficou mais eficiente e Henrique foi evoluindo cada vez mais, conforme afirma Mari. Leia mais: Saiba como ajudar uma pessoa com deficiência sem ser desagradável "Ele evoluiu 90%, faz coisas que eu nem imaginava. No início, o diagnóstico era pessimista. Os médicos me falavam que dificilmente ele iria falar ou se movimentar. Hoje ele já fala algumas sílabas e acredito que irá andar. A presença do Pipo foi fundamental para tudo isso. Além do tratamento, é claro. Mas sem o cachorro não seria a mesma coisa. Ele fica desanimado. Agora, meu sonho é ver meu filho independente, conseguindo andar", diz a mãe. Mas ela ainda vê dificuldades. "Se não fosse a ajuda, estaríamos muito atrasados. Ele melhorou bem, já não tem tanta queda de imunidade, se movimenta mais. Mas, se por um acaso não tivermos mais as consultas, tudo voltará à estaca zero. Ainda está difícil." O próximo passo é a compra de um andador, específico para o caso de Henrique, no valor de R$ 16 mil. Manduri já está organizando outra vaquinha e diz estar próximo de comprar o aparelho, que não é disponibilizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde) e a AACD não possui, segundo conta. "O Henrique experimentou o equipamento e começou a andar nele. Fiquei sensibilizado com esse menino, ele tem um encanto especial. Em pouco tempo criei uma afeição enorme. Quero ajudar da maneira que puder. E, com minha família e amigos, estamos conseguindo. Não sossegarei enquanto não ver esse menino andar. E ele vai conseguir." Benefícios reais No site do Cremesp (Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo), Henrique passou por uma espécie de pet terapia, que depois evoluiu para algo semelhante a uma TAA (Terapia Assistida por Animais). E, baseado no estudo dos especialistas Johannes Odendaal e Susan Iehmann, em 2001, na África do Sul, o texto ressaltou. "Dentre as substâncias (que beneficiam o paciente no contato com o animal), há a produção de dopamina, endorfina, prolactina, oxitocina e outros hormônios ligados ao prazer, ânimo e sensação de bem-estar, além da diminuição do cortisol, hormônio do estresse. Com isso, o contato entre animais e seres humanos gera melhoras emocionais, físicas, sociais e cognitivas." Quando o menino melhora, ele ajuda também quem o cerca. Mari voltou a sorrir com a evolução do filho. E o próprio Manduri, que o conheceu apenas meses atrás, sentiu que um novo vínculo foi estabelecido em sua vida. Recompensa por isso? Manduri já tem. E revela qual é, orgulhoso. Uma das palavras que Henrique aprendeu a falar, com a ajuda do cãozinho, foi "vô". É assim que o garoto passou a chamar Manduri, numa maneira bem mais afetuosa do que apenas dizer muito obrigado.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/amizade-com-cao-ajuda-menino-com-paralisia-cerebral-a-voltar-a-falar-11062019

Petrobras reduz em 3% preço da gasolina nas refinarias
Data: 11/06/2019

Redução passa a valer à partir desta terça-feira (11) nas refinarias da empresa. Preço na bomba deve demorar mais alguns dias para cair

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (10) a redução de 3% no preço da gasolina nas refinarias. De acordo com a estatal, o litro da gasolina será reduzido em R$ 0,0549 a partir desta terça (11), fazendo o preço médio cair de R$ 1,8144 para R$ 1,7595 por litro. O último reajuste no preço da gasolina nas refinarias aconteceu me em 31 de maio. Com uma queda de 7,15% no preço do combustível nas refinarias. O preço do diesel não sofreu alterações. Como as reduções foram anunciadas para o preço dos combustíveis nas refinarias, não significa que os valores cobrados pelos postos estarão mais baixos a partir de amanhã, sendo que podem demorar até os estoques dos postos acabarem.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/petrobras-reduz-em-3-preco-da-gasolina-nas-refinarias-11062019

Segunda Turma do Supremo deve julgar hoje recurso de Lula
Data: 11/06/2019

A sessão pode servir para ministros darem recados ao ex-juiz federal Sérgio Moro e à Operação Lava Jato após vazamentos de conversas privadas

Às vésperas do ministro Ricardo Lewandowski deixar a Presidência da Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal), o colegiado deve julgar nesta terça-feira (11), um recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso e condenado no âmbito da Operação Lava Jato, que pode colocá-lo em liberdade. Integrantes do Supremo ouvidos reservadamente pela reportagem acreditam que a sessão pode servir para ministros darem recados ao ex-juiz federal Sérgio Moro e à Operação Lava Jato, depois de o site The Intercept Brasil publicar o conteúdo vazado de supostas mensagens trocadas por Moro e o coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, Deltan Dallagnol. PUBLICIDADE As conversas supostamente mostrariam que Moro teria orientado investigações da Lava Jato por meio de mensagens trocadas no aplicativo Telegram. O site afirmou que recebeu o material de fonte anônima. Leia mais: Decisão do STF sobre habeas corpus de Lula pode ser ruim para ele O recurso de Lula começou a ser discutido em abril deste ano no plenário virtual do STF, mas um pedido de destaque do ministro Gilmar Mendes no dia 12 do mesmo mês interrompeu o julgamento e fez com que o processo seja discutido agora presencialmente pelos ministros. O colegiado fará nesta terça-feira sessões pela manhã e pela tarde, as últimas presididas por Lewandowski, que vai deixar o comando da turma, mas seguirá fazendo parte dela. No fim do mês, a ministra Cármen Lúcia - considerada linha dura no julgamento de investigados - vai assumir a Presidência da turma e terá o controle do que será examinado nas sessões. A turma não se reunirá na próxima semana em virtude do feriado de Corpus Christi. Em fevereiro, o ministro Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, negou o pedido de liberdade de Lula, que está preso desde abril do ano passado na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. O julgamento suspenso no plenário virtual da SegundaTurma envolve um recurso de Lula contra essa decisão de Fachin. O colegiado é composto pelos ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Cármen Lúcia, Edson Fachin e pelo decano do STF, ministro Celso de Mello. No caso em questão, Lula recorreu ao Supremo depois de o ministro Felix Fischer, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), ter negado individualmente um recurso do petista contra sua condenação no caso do triplex do Guarujá. No entanto, a Quinta Turma do STJ — em decisão colegiada e unânime — confirmou em abril deste ano a condenação do ex-presidente por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP), mas reduziu a pena do petista de 12 anos e 1 mês de prisão para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão. O pedido de destaque de Gilmar Mendes no plenário virtual do Supremo foi feito antes do julgamento colegiado desse outro recurso de Lula no STJ. Ou seja: existe a possibilidade do recurso de Lula no Supremo ter "perdido o objeto" agora, já que a Quinta Turma do STJ fez ajustes na decisão monocrática de Fischer. Na prática, a decisão monocrática de Fischer, contestada por Lula no Supremo, não existe mais.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/segunda-turma-do-supremo-deve-julgar-hoje-recurso-de-lula-11062019

Petrobras recebe mais R$ 265 milhões por acordo da Braskem
Data: 11/06/2019

Montante é fruto do acordo de leniência celebrado entre a Braskem com a Controladoria-Geral da União e a Advocacia-Geral da União

A Petrobras informou nesta segunda-feira que recebeu mais cerca de R$ 265 milhões em decorrência de acordo de leniência da Braskem celebrado com a CGU (Controladoria-Geral da União) e a AGU (Advocacia-Geral da União). A petroquímica, controlada por Odebrecht e Petrobras, já havia devolvido R$ 564 milhões à Petrobras em 2017 e 2018, em razão do acordo de leniência firmado com o Ministério Público Federal, que somado ao valor restituído agora perfaz o montante aproximado de R$ 828 milhões. Acordos de leniência com gigantes da Lava Jato já somam R$ 8,9 bilhões "Cabe destacar que o total de recursos transferidos para a Petrobras em decorrência dos acordos de colaboração, acordos de leniência e repatriações, realizados em razão da Operação Lava Jato, ultrapassa o montante de R$ 3,5 bilhões", disse a Petrobras. Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/petrobras-recebe-mais-r-265-milhoes-por-acordo-da-braskem-10062019

Mulheres são as mais afetadas pela barragem de Mariana, diz pesquisa
Data: 11/06/2019

Psicóloga da UFMG acompanhou a situação das vítimas do rompimento por dois anos e concluiu que as mulheres têm dificuldades em garantir direitos

Foram quase três anos de luta para a trabalhadora rural Maria José Carneiro, de 32 anos, ter reconhecida a perda de renda provocada pelo rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, a 110 km de Belo Horizonte, em novembro de 2015. Ela é uma das mulheres que, segundo uma pesquisa da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), representam o grupo mais afetado pela tragédia. A psicóloga Débora Diana da Rosa, do grupo de pesquisas Conexões e Saberes, investigou o impacto do estouro da barragem na vida das moradoras da região durante dois anos e meio. Segundo ela, além da perda de amigos, familiares e das casas, as mulheres dos distritos atingidos tiveram que lidar com outros problemas. — Elas foram extremamente vitimizadas na negação de direitos de reparação. Algumas trabalhadoras informais perderam a fonte de renda e tiveram dificuldade em provar a situação. Débora destaca que, nestes casos, as mulheres ficaram dependentes economicamente dos maridos. Para a pesquisadora, o controle financeiro também é viabilizado pelo fato de eles ficarem responsáveis pelos cartões de repasses fornecidos pelas empresas donas da barragem. Maria José trabalhava em uma fazenda que foi cercada pela lama de rejeitos. Com isso, a produção no local foi interrompida e, a demissão, inevitável. Com medo de perder direitos trabalhistas, a produtora rural negociou com o patrão de manter a carteira assinada sem ela receber o pagamento até que conseguisse receber os benefícios que tinha direito. Contudo, a espera foi maior do que ela imaginava. — Eu expliquei toda situação para a Fundação Renova, ainda assim eles negaram os meus pedidos. Só no final do ano passado, a equipe disse que, para provar tudo, o meu ex-patrão teria que ir lá explicar o que houve. Só assim consegui ter meu direito reconhecido. Além de lutar para receber o repasse de um salário mínimo da Renova – fundação criada para reparar os danos da tragédia – Maria José, que está desempregada, divide as atividades de casa na defesa de outros direitos para as vítimas da tragédia. Segundo a psicóloga Débora Rosa, essa situação provocou uma sobrecarga, principalmente, para as mulheres. — Elas ficaram sobrecarregadas porque se tornaram responsáveis pelas crianças e adultos que se adoeceram, além de ter que atender às demandas das reuniões de negociações. Elas são mais presentes do que os homens. Essas mulheres entendem a importância da luta, mas sentem o peso da responsabilidade. Rompimento PublicidadeFechar anúncio A barragem de Fundão, da mineradora Samarco, rompeu no dia 5 de novembro de 2015. O caso é considerado a maior tragédia ambiental do Brasil. Foram 62 milhões de metros cúbicos de rejeito de minério de ferro despejados no meio ambiente. A lama atingiu o rio Doce e chegou até o oceano Atlântico, no Espírito Santo. Dezenove pessoas morreram, sendo que um corpo não foi encontrado até hoje. No total, 362 famílias dos distritos de Bento Rodrigues, Paracatu de Baixo e Gesteira ficaram desabrigadas e foram realocadas em casas alugadas pela Samarco. A previsão da Fundação Renova é de que as casas dos moradores de Bento Rodrigues fiquem prontas em 2020. Outro lado Em nota, a Fundação Renova diz que pauta seu trabalho pelo respeito aos direitos humanos, sem tolerar qualquer tipo de discriminação e que paga os mesmos valores a mulheres ou homens que tenham sofrido os mesmos danos. Confira a nota, na íntegra: A Fundação ressalta que pauta seu trabalho pelo respeito aos direitos humanos de todas as pessoas com as quais se relaciona, sem tolerar qualquer tipo de discriminação por origem, raça, cor, gênero, idade, orientação sexual, religião ou opinião política, entre outros, em seus programas, projetos e ações. O tratamento igualitário e isonômico às pessoas e suas ocupações é um dos princípios norteadores das políticas de indenização. Dessa forma, os valores pagos a uma agricultora que tenha tido sua atividade econômica impactada são os mesmos destinados a um agricultor que tenha sofrido os mesmos danos em extensão e intensidade. Contudo, ciente de que a desigualdade de gênero ainda é uma realidade estrutural na sociedade brasileira, conforme apontado por diversos estudos, pesquisas e estatísticas oficiais, a Fundação entende que é importante a construção de políticas afirmativas sobre esse tema. A implantação do TAC Governança, em agosto de 2018, que inclui a participação de atingidos nos processos decisórios, possibilita a ampliação deste debate com a participação social das mulheres nesse processo, via comissões locais e assessorias técnicas, que serão escolhidas pelas comunidades. A Fundação está aberta ao diálogo e reitera o seu compromisso na construção de medidas que contribuam para a promoção da afirmação de gênero no âmbito do processo de reparação.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/minas-gerais/mulheres-sao-as-mais-afetadas-pela-barragem-de-mariana-diz-pesquisa-11062019

Canadá vai proibir plásticos descartáveis até 2021
Data: 11/06/2019

O primeiro-ministro canadense lembrou que menos de 10% do plástico utilizado no país é reciclado. União Europeia já implantou medida semelhante

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, informou que o país vai proibir plásticos descartáveis, como sacolas plásticas e canudos, até 2021. A medida foi anunciada nessa segunda-feira (10), como uma forma de combater a poluição ambiental dos oceanos causada por plásticos descartáveis. O primeiro-ministro lembrou que menos de 10% do plástico utilizado no Canadá é reciclado. Ele afirmou que empresas que produzem produtos plásticos, ou que vendem itens como embalagens plásticas, serão responsáveis pela coleta e reciclagem do resíduo. Trudeau disse que a decisão sobre quais itens serão proibidos será baseada em evidência científica, replicando de forma similar as medidas tomadas pela União Europeia. A imprensa canadense informou que garrafas plásticas provavelmente irão figurar entre os produtos proibidos. Nações industrializadas vêm enfrentando o problema de como descartar montanhas de lixo plástico desde que a China proibiu a importação dos resíduos, em janeiro do ano passado devido a preocupações ambientais. A China era a maior importadora de resíduos plástico do mundo.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/canada-vai-proibir-plasticos-descartaveis-ate-2021-11062019

Prefeitura anuncia projeto de revitalização do Anhangabaú
Data: 11/06/2019

Meta da gestão municipal é entregar o espaço reformado em junho do ano que vem com o custo de R$ 80 milhões. Projeto teve início na gestão Haddad

O prefeito Bruno Covas (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (10), o início das obras de revitalização do Vale do Anhangabaú, na região central de São Paulo, que vai receber cafés, floriculturas e áreas verdes. A meta é entregar o espaço reformado em junho do próximo ano e o investimento será de R$ 80 milhões. A manutenção deve ser realizada pela iniciativa privada. O projeto de revitalização do local começou a ser elaborado em 2013, na gestão Fernando Haddad (PT). Em 2014, bancos, decks de madeira, paraciclos e áreas para atividades culturais chegaram a ser instalados na região. A previsão inicial era de que as obras custariam R$ 100 milhões e teriam início em 2016. A verba teria recursos da Operação Urbana Centro. "O projeto vem da administração passada e não tinha sentido jogá-lo no lixo. O objetivo é que o Anhangabaú deixe de ser um espaço de passagem e se torne um ambiente de convivência. Vamos melhorar a acessibilidade e a iluminação com foco no pedestre para que as pessoas se apropriem desse espaço de manifestação cultural e política", diz Covas. O projeto prevê a instalação de 850 pontos de jatos d'água, que poderão ser utilizados como fontes luminosas e se tornar uma atração no espaço. A realização de shows e eventos e a circulação de pedestres serão mantidas durante as obras. "Não faremos o fechamento total. A obra será em etapas", afirma o secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Fernando Chucre. Segundo ele, este é um dos 34 projetos do programa de requalificação do centro, que envolve ainda a recuperação dos calçadões do Triângulo Histórico - que compreende as Ruas Benjamin Constant, Boa Vista e Líbero Badaró, revitalização do Largo do Arouche, criação dos Parques Augusta e Minhocão, assim como o Projeto de Intervenção Urbana (PIU) Setor Central. Nos próximos meses, a Prefeitura vai debater como será realizada a manutenção após a conclusão das obras. "Estamos estudando quais os modelos de concessão que poderiam ser adotados, considerando que ele pode ser utilizado para a realização de eventos, tem 13 pequenas edificações que podem ser exploradas comercialmente e, no entorno, tem uma série de equipamentos públicos que poderiam ser concedidos", afirma Chucre. Profissionais que atuam com bancas de jornal estão preocupados com o andamento das obras e possíveis transtornos. Eles relatam que as obras tiveram início na semana passada. PublicidadeFechar anúncio Nesta segunda-feira, britadeiras e escavadeiras já estavam sendo utilizadas no local. "Não é só a questão do barulho, mas o tanto que vai demorar. Para a região, a obra pode ser boa. Não sei se vai ser para mim", diz a proprietária da Banca Anhangabaú Iva Rabelo. Skatistas também têm dúvidas sobre a proposta. "A gente quer que mantenham as características e façam obras para melhorar, porque o Anhangabaú representa muito para a história do skate", afirma o esportista profissional Murilo Romão, de 30 anos. Já o analista de redes Frank Henrique Tibúrcio, de 27 anos, aprovou. "Gosto dessa área. Já melhorou bastante nos últimos dois anos, porque era uma região muito largada. Estava precisando de uma obra." Governo Em nota, a Prefeitura informou que a proposta foi elaborada com base em debates com diferentes segmentos da sociedade e várias atividades poderão ocorrer simultaneamente, incluindo a prática de skate. "A requalificação do Vale envolve a criação de um espaço de 787 m² voltado inteiramente para a prática de skate, com obstáculos e percurso para o desenvolvimento do esporte." Sobre o prazo para conclusão das obras, a SPObras informou que os trabalhos se encerrarão em junho de 2020. E a partir desta quinta-feira serão iniciadas conversas com comerciantes e donos de bancas de jornal. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/prefeitura-anuncia-projeto-de-revitalizacao-do-anhangabau-11062019

Ludmilla revelou romance com bailarina após ser 'ameaçada'
Data: 04/06/2019

Pessoas que descobriram o romance estavam chantageando e ameaçando a cantora, que resolveu se livrar disso contando a verdade aos fãs

Não é de hoje que Ludmilla vive um romance com a bailarina Brunna Gonçalves. As duas engataram um affair há dois anos, e estão juntas há pelo menos oito meses. Mas o 'segredinho' da cantora estava lhe causando problemas. O KTV apurou que pessoas que descobriram o romance estavam chantageando e ameaçando Ludmilla. Eram telefonemas, e-mails anônimos e mensagens diretas via rede social. Cansada, a cantora resolveu tomar coragem e abrir o coração. Se livrou ao mesmo tempo de dois pesos: o de manter um namoro em segredo e dos chantagistas de plantão. Tanto que é que a mãe de Lud, Silvana Oliveira, não só apoiou a revelação da cantora como mandou recado nas redes sociais pasra quem estava ameaçando contar o "segredo" da funkeira. "Gente, eu estou desde cedo me segurando, mas me segurando, para fazer essa pergunta que eu não tô conseguindo me conter. Estou tão feliz, mas tão feliz. A pergunta é a seguinte: ei, você aí mesmo! O que você vai fazer com esse segredinho agora? Enfia no c*, né? Sorry", afirmou ela, aos risos. Mais cedo nas redes sociais, a mãe da Ludmilla postou mensagens apoiando o romance. "Deixem as pessoas se assumirem e serem felizes. Deve ser uma mer .. viver de mentiras. A felicidade de vocês é a minha. Que Deus abençoe muito vocês. Eu amo até depois do fim", declarou. Ludmilla agora quer viver livre, leva e solta. Tanto é que já apareceu na noite de segunda-feira (2) oficialmente ao lado de Brunna Gonçalves em um evento no Rio. Antes de Brunna, a cantora já havia namorado outra bailarina.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/keila-jimenez/ludmilla-revelou-romance-com-bailarina-apos-ser-ameacada-04062019

Joe Jonas afirma que Diplo 'arruinou' casamento com Sophie Turner
Data: 04/06/2019

Em entrevista para a rádio Capital Breakfast, o cantor deu detalhes da cerimônia secreta e falou da relação do DJ com as redes sociais

A cerimônia de casamento de Joe Jonas e Sophie Turner, em 1º de maio, só não foi completamente secreta porque o DJ Diplo compartilhou imagens nos stories do Instagram. Em entrevista para a rádio Capital Breakfast, em que todos os irmãos Jonas estavam presentes, Joe falou que Diplo "arruinou" o casamento privado dele com a atriz de Game of Thrones por ter feito as filmagens. "Ele estragou tudo", brincou Joe. "Eu amo o Diplo, mas ele ama seu Instagram mais do que um menino de 13 anos de idade", disse. "Ele posta a cada cinco segundos. Ele, literalmente, transmitiu ao vivo com filtros de cachorro", completou. Apesar disso, o cantor disse que ele e Sophie riram de tudo. "Nós amamos. Achamos que foi ridículo", disse Jonas. Joe e Sophie selaram a união depois do Billboard Music Awards, onde os Jonas Brothers se apresentaram. O assessor da atriz confirmou o casamento, e o cantor Diplo publicou algumas imagens nos stories do Instagram, mostrando o local e a entrada da noiva. Um imitador de Elvis Presley foi quem oficializou a união, e os cantores country Dan + Shay cantaram a música Speechless enquanto Sophie Turner caminhava até o noivo. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/joe-jonas-afirma-que-diplo-arruinou-casamento-com-sophie-turner-31052019

Mark Ronson, parceiro de Lady Gaga em 'Shallow', lança disco
Data: 04/06/2019

Britânico ficou conhecido por seu trabalho como produtor musical e acaba de divulgar o álbum 'Late Night Feeling', que conta com diversas parcerias

O britânico Mark Ronson ficou conhecido, acima de tudo, por seu trabalho como produtor musical. Ele próprio admite que sempre se sentiu mais produtor do que qualquer outra coisa. Seu trabalho, que sempre foi mais intenso a partir das sessões de gravação, ganhou em seu novo álbum, Late Night Feeling, uma nova ordem. "Em meus outros álbuns, a batida veio primeiro", ele diz ao Estado, numa conversa por telefone direto de Londres. "Este é um pouco diferente, vem de um lugar mais emocional. Pensei na produção depois." A produção, inclusive, ele não fez totalmente sozinho. Ganhou um tempero do americano Diplo, conhecido por suas músicas com o Major Lazer - grupo que, em 2017, apresentou a parceria Sua Cara com Anitta e Pabllo Vittar. O resultado vai poder ser visto no dia 21 de junho, quando Late Night Feelings será lançado. As composições causaram impacto sobre o processo de desenvolvimento do disco, algo incomum para Ronson. Foi a partir de uma música feita ao lado da cantora sueca Lykke Li que o conceito do álbum surgiu. "Lykke entrou cedo no processo. Ela veio com a letra da música Late Night Feelings e dali eu já sabia que este seria o título do disco." A parceria com Li rendeu bons frutos e Mark Ronson incluiu outra canção com ela no projeto, intitulada 2 AM, que mantém a mesma temática. Produtor, Mark conta com a colaboração de cantores em suas músicas. Ele afirma que, inicialmente, não foi proposital, mas o novo disco acabou tendo apenas vozes femininas. "Foi meio que sem querer, mas adoro as vozes delas. Foi uma combinação de coincidências." Além de Lykke Li, o disco conta com Miley Cyrus, Camila Cabello, Alicia Keys, King Princess, Yebba, Angel Olsen, Diana Gordon e Ilsey Juber. Foi a música com a ex-estrela teen Miley Cyrus, Nothing Breaks Like a Heart, inclusive, a escolhida como carro-chefe do disco, lançada já no final de 2018. "Eu não a conhecia pessoalmente, mas a vi na TV há uns quatro anos cantando country e comecei a mandar mensagens. Passei quatro anos atrás dela", conta. Shallow Em seu último álbum, Uptown Special (2015), Ronson contou com um time majoritariamente de cantores masculinos, como Bruno Mars e Stevie Wonder. Ele, no entanto, sempre foi mais conhecido por suas parcerias com mulheres. Seus primeiros prêmios do Grammy vieram com o icônico disco Back To Black, lançado por Amy Winehouse em 2006. PublicidadeFechar anúncio Além de ter vencido por sete vezes o Grammy, Mark Ronson se tornou também, em 2019, um vencedor de Oscar - e ainda por uma colaboração com uma cantora. A música Shallow, de Lady Gaga, feita em parceria com ele, Andrew Wyatt e Anthony Rossomando para o filme Nasce Uma Estrela, foi eleita a melhor canção original da premiação deste ano. "Estou muito feliz. Oscar, e até mesmo o Grammy, parecem coisas que estão além do nosso alcance", ele analisa. "Estou orgulhoso, especialmente por Lady Gaga." Ele afirma que o trabalho ao lado de Lady Gaga, não apenas na trilha de Nasce Uma Estrela, assim como no seu disco Joanne (2016), certamente influenciou Late Night Feelings. "O Joanne e a música Shallow são composições mais nuas. Tanto me influenciou que usei a mesma guitarra do Joanne em Nothing Breaks Like a Heart." Shallow fez um sucesso estrondoso no mundo inteiro e passou semanas no topo das principais paradas musicais. Recentemente, a canção ganhou uma versão em português, intitulada Juntos, da cantora brasileira Paula Fernandes, gravada ao lado de Luan Santana. Mark diz que não chegou a ouvir a versão, mas fica feliz que ela exista. "Eu acho que é um dos melhores elogios que você pode receber, saber que a sua música alcançou tantas pessoas." Durante a temporada de premiações deste ano, quando Lady Gaga se apresentou com Shallow nas cerimônias do Grammy e do Oscar, Ronson estava em sua banda, tocando guitarra. "Ela tem uma das vozes mais poderosas", elogia. "Uma vez, durante um ensaio, ela soltou uma nota tão potente que eu esqueci completamente o que estava fazendo." Ronson diz que adoraria sair em turnê com o Late Night Feelings e com as cantoras que dão voz ao disco. "Mas é difícil conseguir juntar tantas artistas diferentes no mesmo palco. Talvez eu comece com a ideia de sair em turnê com a Lykke Li." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/mark-ronson-parceiro-de-lady-gaga-em-shallow-lanca-disco-03062019

Ex-marido de acusadora de Neymar critica jogador por expor seu filho
Data: 04/06/2019

Estivens Alves ressalta que filho não está indo para escola por conta do caso, destaca que jovem é uma boa mãe e que está tentando blindar o menino

Estivens Alves, ex-marido da jovem que acusou Neymar de estupro, reclamou da atitude do jogador de expôr o nome do filho na troca de mensagens feita com a mulher. Em entrevista ao 'Extra', o paulista ressaltou que a vida e rotina do menino mudou e que o filho não está indo mais para a escola, nem usando mais a internet. - Estamos levando a vida. Expuseram o meu filho, o Neymar fez isso, colocou o nome do meu filho lá. Ele não está indo na escola por causa disso, está uma doideira. É muito baixo tudo isso. Está bem difícil. Eu sou uma pessoa centrada, mas isso está me deixando sem cabeça - revelou Consequências O relacionamento de Estivens com a jovem durou sete anos. O casal, porém, mantém uma boa relação por conta do filho. O pai ficou com o menino enquanto a ex-mulher viajou para a Europa. O paulista revelou que a jovem está com falta de apetite, retraída e não está sabendo lidar com a pressão psicológica do caso. - Quando ela retornou, estava muito calada, bem retraída nos últimos dias. E continuou sendo assim. Tenho conversado com ela, está bem confiante, mais tranquila, mas muito chateada com o que está acontecendo. Quando ela foi para lá tinha uma intenção e lá aconteceu tudo diferente. Fisicamente, ela não está bem, me disse que está emagrecendo porque não consegue comer, não consegue fazer nada... - disse o paulista Exposição Por fim, Estivens destacou que a ex-mulher é uma boa mãe e que sempre cuidou bem do filho, mas que no momento não está deixando o menino usar a internet, até por conta do fato do garoto ser muito fã de Neymar e sempre assistir os vídeos do jogador. - Meu filho mora com ela, mas fica muito comigo também. Eles estão em outro lugar agora, que não vou divulgar, para evitar aina mais a exposição dele. Ela está cuidando, tendo esse zelo. Cortou o acesso dele à internet e redes sociais porque ele gosta muito do Neymar, assiste tudo que envolver o jogador. Não é agradável ver a mãe exposta como o Neymar fez com ela - finalizou

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/ex-marido-de-acusadora-de-neymar-critica-jogador-por-expor-seu-filho-04062019

Não haverá aumento ou novos impostos, afirma Bolsonaro
Data: 04/06/2019

Secretário da Receita, Marcos Cintra, tem defendido a criação de imposto sobre transações para cobrir o fim de tributos sobre a folha de pagamentos

O presidente da República, Jair Bolsonaro, afastou a possibilidade de criar novos impostos ou aumentar valores de taxas já existentes. "Da minha parte, está descartada qualquer possibilidade de novo imposto ou majorar qualquer imposto, isso não existe", disse, após participar de um churrasco na residência de um amigo no Lago Sul, em Brasília. O secretário da Receita, Marcos Cintra, tem defendido a criação de um imposto sobre transações para cobrir o fim de tributos sobre a folha de pagamentos. Por outro lado, a Câmara discute outro projeto de reforma tributária de autoria do deputado Baleia Rossi (MDB-SP). "O Cintra, com todo respeito, é um secretário. Acima dele, está o Paulo Guedes, depois estou eu. A gente não admite falar em volta da CPMF, você pode até inventar um novo nome para agregar um montão de imposto, mas que não represente no final da linha tirar dinheiro da mão do povo", disse Bolsonaro. O presidente declarou ter a intenção de que cada vez menos o Estado interfira na vida das pessoas. Sobre o projeto de reforma tributária que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou, ele disse estar aguardando a equipe econômica avaliar para emitir uma opinião. "Eu quero mais que o Parlamento tenha protagonismo em tudo que faz. Não faço questão de ser o pai da criança de nada. Se o Parlamento fizer uma boa reforma tributária, a gente apoia lá, bate palmas, desde que melhore a vida de todo mundo, diminua a carga tributária, simplifique a vida do empreendedor, tudo isso é bem-vindo." Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/nao-havera-aumento-ou-novos-impostos-afirma-bolsonaro-01062019

Após início devagar, Dudu já é quem mais participa de gols no Palmeiras
Data: 04/06/2019

Atacante fez quatro gols e deu dez assistências na temporada. O jogador tem melhor primeiro semestre com a camisa alviverde de sua carreira

Dudu começou a temporada com pouco destaque, mas recuperou o tempo perdido neste fim de primeiro semestre. Com quatro gols (o último marcado contra a Chapecoense) e dez assistências em 28 partidas, o camisa 7 já é quem mais participou diretamente de gols no Palmeiras em 2019. Gustavo Scarpa, segundo colocado na lista, teve atuação efetiva em dez gols (sete marcados por ele e outras três assistências). Ricardo Goulart, que já voltou para o Guangzhou Evergrande (CHN), em sete (quatro gols e três assistências) é o terceiro (veja a lista abaixo). O início mais lento foi motivo de uma brincadeira seguida de elogio de Luiz Felipe Scolari, no domingo. O técnico tem dito que, estatisticamente, o camisa 7 começa a apresentar melhores números no decorrer da temporada. - (Dudu) Vem atuando muito bem. Janeiro, não...fevereiro... o Dudu não é de jogar em janeiro e fevereiro, pode esquecer. De março em diante a gente passa a contar com o Dudu, vamos colocando e ele vai acrescentando um pouco na sua qualidade - disse o técnico. O primeiro semestre de 2019, inclusive, é o melhor do atacante no Palmeiras. De 2016 a 2018, ele teve atuação direta em 13 gols nos seis meses iniciais de cada temporada - em 2015, foram dez. Ele ainda tem os jogos contra Athletico e Avaí até a pausa para melhorar os quatro gols e dez assistências até aqui. Participação direta em gols no Palmeiras: PublicidadeFechar anúncio 1º - Dudu: 14 (quatro gols e quatro assistências) 2º - Gustavo Scarpa: 10 (sete gols e três assistências) 3º - Ricardo Goulart: 7 (quatro gols e três assistências) 4º - Deyverson: 6 (cinco gols e uma assistência) - Marcos Rocha: 6 (três gols e três assistências) 5º - Bruno Henrique: 5 (três gols e duas assistências) - Zé Rafael: 5 (três gols e duas assistências) - Hyoran: 5 (dois gols e três assistências) - Moisés: 5 (dois gols e três assistências)

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/apos-inicio-devagar-dudu-ja-e-quem-mais-participa-de-gols-no-palmeiras-04062019

Mercado reduz projeção de crescimento econômico pela 14ª vez
Data: 04/06/2019

Estimativa de inflação, calculada pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), caiu de 4,07% para 4,03% este ano

A estimativa do mercado financeiro para o crescimento da economia caiu pela 14ª vez seguida. É o que mostra o boletim Focus, do BC (Banco Central), divulgado nesta segunda-feira (3) em Brasília. A projeção para a expansão do PIB (Produto Interno Bruto) — a soma de todos os bens e serviços produzidos no país — desta vez foi reduzida de 1,23% para 1,13%. Para 2020, a projeção foi mantida em 2,50%, assim como para 2021 e 2022. Inflação A estimativa de inflação, calculada pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), caiu de 4,07% para 4,03% este ano, foi mantida em 4% para 2020, e em 3,75% para 2021 e 2022. A meta de inflação de 2019, definida pelo CMN (Conselho Monetário Nacional), é de 4,25% com intervalo de tolerância entre 2,75% e 5,75%. A estimativa para 2020 está no centro da meta: 4%. Essa meta tem intervalo de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Para 2021, o centro da meta é 3,75%, também com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual. O CMN ainda não definiu a meta de inflação para 2022. Taxa básica de juros Para controlar a inflação, o BC usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic. Para o mercado financeiro, a Selic deve permanecer no seu mínimo histórico de 6,50% ao ano até o fim de 2019. Para o fim de 2020, a projeção permanece em 7,25% ao ano. Para o fim de 2021, a previsão foi mantida em 8% ao ano e para o final de 2022, segue em 7,50% ao ano. A Selic, que serve de referência para os demais juros da economia, é a taxa média cobrada nas negociações com títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, registradas diariamente no Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia). A manutenção da Selic este ano, como prevê o mercado financeiro, indica que o Copom considera as alterações anteriores nos juros básicos suficientes para chegar à meta de inflação. Ao reduzir os juros básicos, a tendência é diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo. Para cortar a Selic, a autoridade monetária precisa estar segura de que os preços estão sob controle e não correm risco de ficar acima da meta de inflação. Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Dólar A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar permanece em R$ 3,80 no fim de 2019 e de 2020

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/mercado-reduz-projecao-de-crescimento-economico-pela-14-vez-03062019

Lateral Caju agrada Sampaoli, mas concorrência dificulta retorno
Data: 04/06/2019

No elenco do Santos, há Jorge e Felipe Jonatan, que têm feito boas atuações. Técnico argentino viu uma evolução defensiva do atleta no Apoel-CHI

O lateral-esquerdo Caju, que ainda pertence ao Santos, agradou o técnico Jorge Sampaoli. O argentino, inclusive, solicitou a reapresentação do jogador nos próximos dias, porém sem sucesso. O motivo foi por Caju não ter férias desde dezembro de 2017. Em maio do ano passado, o jogador foi emprestado ao Apoel-CHI. Com isso, a diretoria do Santos pediu a reapresentação do defensor daqui três semanas. A concorrência na lateral esquerda também dificulta uma possível renovação do atleta com o Santos. No elenco, há Jorge e Felipe Jonatan, que têm feito boas atuações e foram contratados no início deste ano. O primeiro, porém, está emprestado até o fim deste ano pelo Mônaco-FRA. Após ver vídeos de Caju no Apoel, Sampaoli viu uma evolução do atleta na parte defensiva. No clube do Chipre, o atleta atuou 40 vezes, marcou três gols e deu cinco assistências. O estafe tem trabalhado com cautela nas propostas. Há interesse de clubes brasileiros, europeus, mexicano e mundo árabe. Todas negociações visam o contrato com o atleta em definitivo. No Santos, Caju nunca foi unanimidade. Ele subiu ao profissional do Alvinegro em 2014, mas não se firmou. O Peixe tem 10% dos direitos econômicos em uma futura venda do atleta. Seu valor de compra é fixado em 1,5 milhão de euros (R$ 6,2 milhões). O contrato com o Santos é válido até o fim deste ano.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/lateral-caju-agrada-sampaoli-mas-concorrencia-dificulta-retorno-04062019

Desemprego e variação econômica favorecem dívidas, diz economista
Data: 04/06/2019

Maior parte das dívidas está ligada aos bancos (52%), incluindo déficit nos cartões de crédito, cheque especial, financiamentos e empréstimos

Dados mais recentes da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) revelam que os consumidores com contas em atraso e registrados no cadastro de inadimplentes vêm perdendo fôlego entre os brasileiros. Em abril, o levantamento mostra que a inadimplência cresceu 2% no mês na comparação com o mesmo período do ano passado. O índice confirma a desaceleração do avanço das pessoas que estão no negativo, que vem nesse ritmo desde novembro de 2018, quando a variação foi 6%. Apesar de os números mostrarem melhora, o Brasil ainda registra cerca de 62,6 milhões de inadimplentes. Os números representam mais de 40% da população adulta. Os dados do volume de dívidas em nome de pessoas físicas registraram uma queda de 1,23% em abril deste ano em relação com 2018. Abril foi o quarto mês seguido com recuo no Indicador de Inadimplência PF (Pessoa Física). A pesquisa realizada pela CNDL e pelo SPC Brasil também levantou os números por setor. Os dados apontam que a maior parte das pendências (52%) está ligada aos bancos, que envolvem dívidas com cartão de crédito, cheque especial, financiamentos e empréstimos. Comércio, comunicações, água e luz são os segmentos que aparecem em seguida, com respectivamente, 17%, 12% e 10%. Atualmente o Brasil tem mais de 13,2 milhões de brasileiros desempregados, segundo o IBGE. De acordo com Renan Menezes, economista da Genial Investimentos, esse fator combinado com a instabiliade econômica interfere na quitação de dívidas. "Quanto maior a imprevisibilidade no cenário econômico, mais difícil se torna a tomada de decisão pelos agentes econômicos. Em momentos instáveis, empresários menos confiantes contratam menos, e o fantasma do desemprego toma conta do mercado. Aliado a isso, o Brasil possui um histórico de juros e inflação alta, o que torna ainda mais difícil um bom planejamento financeiro", afirmou. Menezes ainda comentou que a variação da economia favorece o endividamento das pessoas. "O Brasil historicamente possui uma das maiores taxas de juros reais do mundo, como também um dos maiores “spreads” bancários [diferença do preço entre compra e venda das operações financeiras]. Somado isso a um cenário instável, os investidores preferem deixar seus recursos nos bancos, o dinheiro some do mercado, o empresariado não contrata e o desemprego tende a permanecer em patamares elevados. Esse juro alto, que é ótimo para os investidores, é péssimo para os tomadores de empréstimos, que além da incerteza do emprego, pagam ainda mais pelas suas dívidas." Para Laila Rebouças, economista da Genial Investimentos, quem quer limpar o nome precisa cortar gastos. "Cortar gastos excessivos, não cair na armadilha de aderir a novos empréstimos ou a novos instrumentos de crédito, como novos cartões que são ofertados sem análise ao SPC ou Serasa. É necessário pensar friamente e analisar quais acordos realmente valem a pena", comentou. Campanha de renegociação da Caixa Na terça-feira (28), a Caixa Econômica Federal divulgou uma campanha de regularização de débitos para clientes com atraso acima de 360 dias. Os descontos variam de 40% a 90%, dependendo do tipo de crédito contratado e o tempo de atraso. Os maiores descontos serão para os menores valores e o pagamento só pode ser realizado à vista e não envolve crédito imobiliário. O principal benefício, de acordo com George Sales, professor da Faculdade Fipecafi, é a possibilidade de cortar parte dos juros embutidos na dívida. "Em alguns casos, a negociação pode abrir espaço para descontos substanciais. Além disso, o banco promete, em contrapartida, retirar o nome do devedor das centrais de controle de crédito, como, por exemplo, no SPC e Serasa", afirmou. Veja também: Três milhões de clientes da Caixa poderão pagar dívidas com desconto Os clientes devem procurar renegociar as dívidas que possuem maior taxa de juros, afrima Estevão Alexandre Garcia, coordenador do curso de pós-graduação em Gestão de Custos e Negócios da Faculdade Fipecafi. "De acordo com a própria Caixa Econômica Federal, os valores mais baixos terão os maiores descontos, considerando que estas despesas, em geral, são dos clientes de baixa renda. Por isso, é aconselhável que, ao negociar o valor, o cliente leve em consideração as dívidas que cobram as maiores taxas de juros, como cartão de crédito, cheque especial e empréstimos que possuam alguma garantia real, como, por exemplo, parcelas de imóveis e carros", comentou Garcia. Professor de finanças de Fabio Gallo, da FGV EAESP, ressaltou os cuidados que as pessoas devem ter ao entrar nesses tipos de programa. Para ele, as pessoas têm que "organizar as finanças, fazer um orçamento familiar e grupos de despesas, como água e alimentação, para dessa forma ter certeza de como ter dinheiro de sobra para pagar". Gallo deu algumas dicas para os clientes que pretendem entrar no negócio. "Pedir as contas por escrito para checar. A conta tem que estar certa (não tem juros a mais para pagar), por isso é necessário pegar em papel, verificar e ver com calma. Fazer o orçamento e entrar no negócio sabendo qual o esforço a realizar", concluiu. *Estagiário do R7, sob supervisão de Ana Vinhas

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/desemprego-e-variacao-economica-favorecem-dividas-diz-economista-02062019

Perdas nas indústrias extrativas refletem impacto de Brumadinho
Data: 04/06/2019

ados da Pesquisa Industrial Mensal — Produção Física, divulgados pelo IBGE, revelam que tragédia ainda prejudica desempenho do setor

O rompimento de uma barragem da mineradora Vale na região de Brumadinho, em Minas Gerais, no fim de janeiro, ainda prejudica o desempenho do setor industrial brasileiro, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal — Produção Física, divulgados nesta terça-feira (4) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). A produção industrial teve ligeira alta de 0,3% na passagem de março para abril. No período, a indústria extrativa encolheu 9,7%. Já a indústria de transformação avançou 1,2%, o melhor desempenho desde junho de 2018, mês seguinte à greve de caminhoneiros, quando tinha registrado em salto de 13,7%. "A produção industrial brasileira está 1% abaixo do patamar de dezembro, enquanto que a produção da indústria de transformação está 1,9% acima do patamar de dezembro. A indústria extrativa está impactando negativamente o resultado da indústria como um todo", ressaltou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE. "Em abril o crescimento se espalhou dentro da indústria de transformação", completou. As indústrias extrativas tiveram uma perda recorde de 24,0% na produção em abril ante abril de 2018, a mais acentuada da série histórica iniciada em 2002, ainda como reflexo da tragédia de Brumadinho, afirmou Macedo. "Tem efeitos causados pelo acidente, tem unidades sem produção, seja por decisões judiciais ou da própria empresa por algum risco envolvido, o que tem afetado o desempenho. Somado a isso, tem as condições climáticas (desfavoráveis) no Norte do País afetando produção de minério de ferro no Pará", explicou o gerente da pesquisa. A produção industrial brasileira recuou em 13 das 26 atividades em abril de 2019 ante abril de 2018. Na média global, a perda foi de 3,9%. O IBGE ressalta que o mês de abril deste ano teve o mesmo número de dias úteis que igual mês do ano anterior, neutralizando assim influência do efeito calendário. Além das extrativas, houve contribuições negativas de produtos alimentícios (-4,8%), coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (-4,1%), impressão e reprodução de gravações (-27,1%), manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (-13,0%), outros equipamentos de transporte (-13 4%) e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-6,5%). Por outro lado, entre os 12 setores com avanços, impediram uma perda maior na média global as atividades de máquinas e equipamentos (4,4%), veículos automotores, reboques e carrocerias (1,9%), bebidas (5,2%) e produtos de metal (5,4%). Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/perdas-nas-industrias-extrativas-refletem-impacto-de-brumadinho-04062019

Concessão de benefícios a presos tem redução de 41% em março
Data: 04/06/2019

Governo publicou novas regras para tornar mais rígido o acesso ao auxílio-reclusão em MP aprovada pelo Senado nesta segunda-feira

A quantidade de novos benefícios de auxílio-reclusão concedidos a dependentes de presos caiu 41% no mês de março em relação ao mesmo mês do ano passado. Foram 1.135 novos benefícios, menos que os 1.913 do mesmo mês de 2018, segundo dados da Secretaria da Previdência, do Ministério da Economia. A queda se dá pouco após o governo endurecer as regras para a concessão deste e de outros benefícios pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). As novas regras foram publicadas pelo presidente Jair Bolsonaro por meio de medida provisória em 18 de janeiro. A MP foi aprovada nesta segunda-feira (3) em votação do Senado, e já havia recebido aval da Câmara dos Deputados. Entre as mudanças está a obrigação de que o detento segurado tenha feito 24 contribuições para o INSS para que seus dependentes tenham direito ao auxílio-reclusão. Antes, bastava uma contribuição para que o auxílio estivesse disponível para dependentes como filhos, enteados, cônjuges e pais. A Secretaria de Previdência, do Ministério da Economia, não comentou se a queda na concessão em março seria um reflexo do endurecimento das regras em janeiro. Os dados de novos benefícios de fevereiro não estão disponíveis. Novos e antigos A queda no primeiro trimestre foi de 3% considerando todos os benefícios de auxílio-reclusão dados pelo governo. Ou seja, os concedidos neste começo de ano e também os que já eram pagos mensalmente para familiares de presos que já haviam requerido o benefício anteriormente. Nesse caso, a redução foi de 141 mil benefícios para 137 mil benefícios. O valor total gasto pelo governo para custear o auxílio-reclusão também caiu, considerando apenas os novos benefícios concedidos em março: de R$ 2,3 milhões para R$ 1,4 milhão. Considerando também os benefícios antigos, houve aumento de 1,6% na despesa no primeiro trimestre – um possível reflexo do reajuste anual feito no valor do benefício. Em janeiro, o ministro da Economia, Paulo Guedes, reajustou o valor do auxílio-reclusão em R$ 45,25, fixando o limite em R$ 1.364,43. O valor do auxílio-reclusão é calculado com base no salário do preso enquanto ele trabalhava. Quando o salário de contribuição for maior do que R$ 1.364,43, os dependentes não têm direito ao benefício. Medidas antifraude A expectativa do governo é que as novas regras para a concessão dos benefícios gerem uma economia de R$ 9,8 bilhões em um ano. Também há mudanças em relação à pensão por morte e aposentadoria rural, entre outras medidas. Veja as principais alterações na concessão do auxílio-reclusão: - o auxílio passou a ter carência de 24 contribuições. Antes, bastava ao segurado ter feito uma única contribuição, antes de ser recolhido à prisão, para que seus dependentes fossem contemplados - o benefício passou a ser concedido somente a dependentes de presos em regime fechado, e não mais do semiaberto - a comprovação de baixa renda leva em conta a média dos 12 últimos salários do segurado, e não mais apenas a do último mês antes da prisão - foi proibida a acumulação do auxílio-reclusão com outros benefícios

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/concessao-de-beneficios-a-presos-tem-reducao-de-41-em-marco-04062019

Bolsonaro entrega projeto que dobra limite de pontos da CNH
Data: 04/06/2019

Proposta também duplica a validade do documento, passando de cinco para dez anos. Texto precisa ser analisado pelo Congresso Nacional

O presidente Jair Bolsonaro entregou nesta terça-feira (4) à Câmara dos Deputados o projeto de lei que faz diversas alterações no Código de Trânsito. A proposta dobra o número de pontos para a suspensão da carteira de motorista de 20 para 40 e também duplica a validade do documento, passando para dez anos. "A proposta é simples e atinge a todos os brasileiros", afirmou Bolsonaro. O presidente estava acompanhado dos ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. A proposta foi entregue nas mãos do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e líderes partidários. O projeto de lei também dá poderes ao Contran de uniformizar a interpretação e os procedimentos quanto à legislação de trânsito e determina a competência para o Denatran centralizar documentos eletrônicos de trânsito. Além disso, acaba com a exclusividade dos Detrans de credenciar clínicas médicas para o exame obrigatório. A proposta tem que ser analisada pelas comissões da Câmara e depois ser votada por deputados e senadores. Após aprovada e sancionada, a proposta obriga os novos veículos terem luz de rodagem diurna, sem nenhuma aplicação para veículos em circulação. Os veículos hoje em circulação continuam obrigados a manter luz baixa acesa em rodovia, mas com duas diferenças. A primeira é que deixa de haver multa (apesar de continuar o acréscimo de pontos). A segunda é que a exigência agora é só para rodovia de faixa simples. A prorrogação da validade das carteiras de habilitação de cinco para dez anos vale para as carteiras de pessoas até os 65 anos. No caso de idosos, passa de dois anos e meio para cinco anos. A proposta também acaba com a exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-entrega-projeto-que-dobra-limite-de-pontos-da-cnh-04062019

Agressão contra árbitra: homem não aceita receber ordem de mulher
Data: 04/06/2019

Depois de levar um cartão vermelho, o jogador Rodrigo Quixaba agride a juíza com três socos. Universidade onde fatos ocorreram soltou nota de repúdio

Viralizou nas redes sociais um vídeo feito durante um jogo de futebol de salão, realizado na segunda-feira (3), dentro do Campus Ministro Reis Velloso, da Universidade do Delta do Parnaíba, no Piauí. Nas imagens, compartilhadas pelo Mídia Ninja, o jogador identificado nas redes sociais como Rodrigo Quixaba leva um cartão vermelho da árbitra e reage com violência. O rapaz agride a juíza com três socos. O resto do time fica olhando e ninguém faz nada. Na plateia, a reação é de espanto. O rapaz deletou sua conta no Instagram. A Universidade soltou uma nota repudiando toda e qualquer ameaça ou agressão ocorrida nas dependências do campus. "Recentemente tivemos dois episódios lamentáveis, um de agressão durante atividades esportivas concordadas aos alunos e um outro episódio de ameaça à família de um professor do campus. Em ambos os casos serão aplicadas as normas regimentais assim como o campus contribuirá com os órgãos de segurança e os procedimentos legais adotados em cada caso. Os processos de sindicância oficiais serão iniciados imediatamente para que sejam tomadas as providências legais. Será nomeada uma comissão para apuração administrativa, cooperando com os demais órgãos, também acionados, para elucidação do caso, seguindo os ritos da lei e os regramentos institucionais. Sobre o ocorrido durante um evento esportivo entre estudantes nesta segunda-feira, esta Direção vem a público informar que, a partir de então, estão proibidas todas as atividades na quadra esportiva do campus até a apuração do referido caso. Desta forma, a Direção reitera seu compromisso com a integridade e o respeito entre os agentes da comunidade acadêmica e comunidade externa, norteando-se sempre pelos aspectos normativos desta Instituição de Ensino Superior, ao tempo que se solidariza com as vítimas e enseja o movimento contra todo tipo de violência. Manteremos a comunidade informada dos desdobramentos legais, dando toda transparência a investigação para os dois casos citados." O que transparece do episódio é a dificuldade que muitos homens têm de aceitar ordens vindas de uma mulher. Se fosse um árbitro será que o valentão partiria pra cima com tanta desenvoltura? Ou respeitaria o juiz apenas por ser homem? Quando se fala em masculinidade tóxica é disso que se trata. Homens que historicamente são forjados em resolver todas as questões na violência. Se for contra uma mulher, então, eles não pensam duas vezes. Externam toda sua brutalidade, certos de uma impunidade que não pode mais existir. Tomara mesmo que o caso seja devidamente apurado e o agressor punido. É preciso coibir esse tipo de comportamento para que fique claro, de uma vez por todas, que mulher no comando deve ser tão respeitada quanto um homem seria. Seja dentro de uma quadra de futebol ou em qualquer outra circunstância em que o poder esteja com ela e não com eles.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/blog-da-db/agressao-contra-arbitra-homem-nao-aceita-receber-ordem-de-mulher-04062019

Entenda a regra que pode congelar os recursos do governo Bolsonaro nas próximas semanas
Data: 04/06/2019

Governo precisa de autorização do Congresso para emitir R$ 248,9 bilhões em dívidas e não interromper Bolsa Família, Plano Safra e pagamento de aposentadorias

Com as contas públicas desequilibradas, o governo Jair Bolsonaro pode ficar sem dinheiro já nas próximas semanas para oferecer crédito barato aos produtores rurais e pagar despesas cruciais como Bolsa Família e aposentadorias do INSS. Para evitar esse problema, o Planalto precisa que o Congresso aprove em até duas semanas autorização para emitir quase R$ 249 bilhões em dívida. Se o Congresso não autorizar a União a fazer essa captação de recursos se endividando, o presidente terá uma escolha difícil na ponta da caneta: cancelar as despesas e agravar a crise econômica do país ou mantê-las e correr o risco de sofrer um processo de impeachment. Por trás desse possível dilema está a chamada "regra de ouro" - norma constitucional que proíbe o governo de fazer dívidas para bancar despesas correntes (gastos com administração e serviços públicos, como salários de servidores, benefícios sociais, vacinas, material escolar, contas de luz, etc), salvo se houver autorização expressa do Congresso. O objetivo da restrição é evitar um descontrole da dívida pública e garantir que gerações futuras não tenham de arcar com despesas feitas no passado. "Pode até não aprovar (o crédito suplementar de R$ 248,9 bilhões), mas aí você está diante de um quadro que é eventualmente de colapso social e econômico", alertou o secretário de Macroavaliação Governamental do Tribunal de Contas da União (TCU), Leonardo Albernaz, durante audiência na Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso há duas semanas. O relator do Projeto de Lei que trata do tema, deputado Hildo Rocha (PMDB-MA), apresentará na quarta-feira (05/06) seu texto para votação na CMO, recomendando a liberação do crédito. A expectativa é de que o valor seja aprovado e, no mesmo dia, a matéria seja votada em sessão conjunta do Senado e da Câmara convocada pelo presidente do Congresso, senador David Alcolumbre (DEM-AP). Rocha diz que o governo é o culpado pela demora na análise do pedido - o Executivo solicitou autorização para o crédito extra em março, mas demorou a enviar informações solicitadas pela CMO. "Estamos correndo contra o tempo", criticou. Entenda melhor em quatro pontos as polêmicas em torno da regra de ouro. 1 - Quais despesas estão em risco? Quando o governo enviou ao Congresso o pedido de crédito suplementar de quase R$ 249 bilhões, disse que o grosso (cerca de R$ 204 bilhões) seria para cobrir as despesas com aposentadoria do INSS. Outros R$ 30 bilhões iriam para o benefício social concedido a idosos e deficientes em situação de pobreza extrema (Benefício de Prestação Continuada, o BPC). O restante estava previsto para Bolsa Família (R$ 6,6 bilhões) e "subsídios e subvenções econômicas", como o Plano Safra (R$ 8,2 bilhões). "Eu acho que o Congresso vai aprovar, mas fica a tensão até ser aprovado. Você imagina uma pessoa que recebe da Previdência, como é que ele faz com a notícia de que eventualmente no mês que vem pode não ter o benefício? Essa pessoa vai evitar consumir, vai poupar. A própria expectativa já gera um impacto econômico", explicou à reportagem o economista Manoel Pires, pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre-FGV). O secretário de política agrícola do Ministério da Agricultura, Eduardo Sampaio Marques, também reforçou a urgência da aprovação para garantir o planejamento dos produtores rurais. Ele destacou na audiência pública da CMO que o grosso da safra brasileira é plantado a partir de setembro, por isso, o Plano Safra precisa ser lançado neste mês, dando tempo ao fazendeiro para fazer o financiamento. "Não posso deixar passar de junho porque aumenta a imprevisibilidade para o setor", apelou aos parlamentares. Não está claro, porém, qual o valor real de dívida que o governo precisa contrair. O próprio Tesouro Nacional reviu para R$ 146,7 bilhões a necessidade de financiamento por causa de receitas financeiras acima do esperado, com operações do Banco Central e devolução de títulos públicos que haviam sido repassados ao BNDES. Apesar disso, a equipe econômica insiste para que o Congresso aprove os R$ 248,9 bilhões, afastando qualquer risco de descumprimento da regra. Se o crédito não for aprovado, Albernaz, do TCU, prevê que o governo acione o Supremo Tribunal Federal para poder executar as despesas sem incorrer em crime de responsabilidade. "É impensável falar recursos para BPC. Se isso acontecer, é o Supremo que provavelmente vai entrar em ação, e vai mandar pagar. E a gente vai estar na mesma situação, dívida para custear despesas correntes", ressaltou, ao defender a aprovação do crédito suplementar. 2 - Regra de ouro em xeque O princípio da regra de ouro - norma adotada também em outros países - é evitar que o governo se endivide para custear despesas presentes que não beneficiarão gerações futuras, que terão de pagar a dívida depois com seus impostos. Dessa forma, a Constituição estabelece que a União só pode fazer novas operações de crédito no limite do valor previsto para investimentos, como, por exemplo, obras que melhoram a infraestrutura do país. Esse princípio é alvo de controvérsia entre economistas, já que parte das despesas correntes, como gastos em Educação e Ciência e Tecnologia, também geram benefícios de longo prazo. Além disso, alguns países têm flexibilizado a regra para evitar ajustes fiscais muito duros, que possam agravar crises econômicas. Foi o que aconteceu com o Reino Unido e Alemanha após a turbulência financeira internacional de 2008, nota Manoel Pires. "Quando o país passa por situação de crise, a regra de ouro acaba imponto um ajuste fiscal muito abrupto. Ao não haver interesse em fazer esse ajuste por questões sociais, os países que eu estudei abandonaram a regra de ouro e impuseram regras alternativas que tornassem esses ajustes mais graduais", ressaltou. Alguns estudiosos das finanças públicas também têm criticado a aplicação da regra no Brasil porque, efetivamente, ela não tem sido capaz de evitar o aumento do endividamento público nem o corte dos investimentos. "A regra tem um objetivo que, em tese, é nobre, mas o desenho é ruim. Ela é inócua", disse Albernaz, na audiência da CMO. Os investimentos federais, que somaram de R$ 77,5 bilhões em 2014, estão previstos para apenas R$ 33,6 bilhões neste ano, mas tendem a ficar abaixo disso. Já a dívida pública bruta passou de 63% do PIB em 2014 para quase 80% hoje. Esse aumento reflete a necessidade de emitir novos títulos públicos para pagar os juros da dívida, já que há cinco anos o governo não consegue economizar para cobrir essa despesa. 3 - Como o país chegou a essa situação? A encrenca de hoje é reflexo de anos de desequilíbrio nas contas públicas - desde 2014, a União tem apresentado rombos bilionários, acumulando déficit de R$ 550 bilhões em cinco anos. A previsão é de novo resultado negativo neste ano. Segundo o economista Manoel Pires, pesquisador do Ibre-FGV, isso reflete um crescimento acelerado das despesas, puxado por gastos obrigatórios como as aposentadorias, ao mesmo tempo em que se vê uma expansão menor da arrecadação devido ao fraco desempenho da economia. Os dados do Tesouro Nacional mostram que as receitas federais cresceram acima das despesas por cinco anos seguidos, de 2012 a 2016, período quase todo governado por Dilma Rousseff. A situação se inverteu nos dois últimos anos do governo de Michel Temer, em que foi implementado um controle mais rígido das despesas, mas não foi suficiente para trazer as contas para o azul. "O que vemos hoje é reflexo da irresponsabilidade fiscal do governo Dilma", crítica Zeina Latif, a economista-chefe da XP Investimentos. Apesar do desequilíbrio por anos seguidos, algumas especificidades da regra de ouro brasileira acabaram evitando que a trava no endividamento para cobrir despesas correntes fosse acionada antes, destaca Manoel Pires. Isso porque foram usadas receitas financeiras obtidas pela União, como lucros do Banco Central (por exemplo, quando o dólar se valoriza elevando o valor das reservas internacionais em reais) ou o pagamento de repasses concedidos no passado ao BNDES. "São operações que reduzem a necessidade de emissão de dívida", explica o pesquisador do Ibre. Novas regras aprovadas no Congresso, porém, vão reduzir bastante esse tipo de repasse do Banco Central, enquanto os pagamentos do BNDES, que chegaram a R$ 130 bilhões em 2018, tendem a perder fôlego. 4 - Como resolver o problema? A Instituição Fiscal Independente do Senado (IFI) projeta que o governo terá de pedir créditos suplementares anualmente até 2026, quando finalmente a União deve voltar a ter saldo positivo nas contas públicas. "A gente é pródigo em criar regras fiscais, mas não em cumprir as regras. Cumprir significa fazer o arroz com feijão, cortar gastos, aumentar receitas, ou fazer uma combinação dessas duas coisas", disse aos parlamentares o diretor-executivo da IFI, Felipe Salto. A principal proposta do governo para controlar as contas é a reforma da Previdência, já que o envelhecimento da população tem provocado aumento acelerado dos gastos com aposentadorias. Essa medida, porém, tem impacto gradativo ao longo dos anos e não vai impactar imediatamente no cumprimento da regra de ouro. Para Manoel Pires, um ajuste deveria também passar por medidas que aumentem a receita, com reversão de parte das renúncias fiscais, como as desonerações da Zona Franca de Manaus ou limitação do Simples. Ele também defende que seja aprovada uma emenda constitucional que modifica a regra de ouro. Na sua avaliação, em vez de prever que o Congresso possa autorizar créditos suplementares, seria melhor ter "gatilhos" automáticos para a redução dos gastos e aumento de despesas. "É preciso dar instrumentos para que o governo, uma vez descumprida a regra de ouro, possa voltar a controlar dívida e aumentar investimento", argumenta. "Por exemplo, a Constituição poderia limitar o crescimento da folha de pessoal (gastos com contratação e salário dos servidores) pela inflação enquanto a regra de ouro estiver sendo descumprida, ou reverter as renúncias tributárias em 20%", exemplifica. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/entenda-a-regra-que-pode-congelar-os-recursos-do-governo-bolsonaro-nas-proximas-semanas-04062019

Tiroteio deixa pelo menos 4 mortos no norte da Austrália
Data: 04/06/2019

Polícia indicou que um homem foi detido e descartou que se trate de um ataque terrorista. Suspeito estava armado com uma escopeta

Pelo menos quatro pessoas morreram e várias outras ficaram feridas nesta terça-feira (4) em um tiroteio no centro da cidade de Darwin, no norte da Austrália, informaram fontes policiais. A polícia indicou que um homem foi detido e descartou que se trate de um ataque terrorista. "A polícia pode confirmar que há atualmente quatro mortos, vários feridos", declararam as autoridades do estado do Território do Norte, cuja capital é Darwin, em seu perfil no Facebook. Várias testemunhas afirmaram à emissora australiana ABC que o suspeito, armado com uma escopeta, disparou contra um porteiro do hotel Palms e depois contra outras pessoas nos quartos antes de fugir em uma caminhonete Totoya. "Notícias terríveis, terríveis, de Darwin. É um terrível ato de violência que, segundo me informam, custou a vida de quatro pessoas. Várias pessoas foram feridas, mas ainda não dispomos de detalhes confirmados sobre elas", afirmou, por sua parte, o primeiro-ministro, Scott Morrison. As autoridades afirmaram que os agentes continuam com a investigação e que já não há perigo na área do tiroteio.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/tiroteio-deixa-pelo-menos-4-mortos-no-norte-da-australia-04062019

João Doria manda contratar quase três mil policiais
Data: 04/06/2019

Previsão é que sejam abertas ao menos quatro editais em 2020 para contratar 250 delegados, 900 investigadores, 1.600 escrivães e 189 legistas

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), autorizou, nesta segunda-feira (3), a abertura de concursos para a contratação de 2.750 policiais civis e 189 técnicos-científicos. "Segurança pública é prioridade do Governo de São Paulo, no planejamento e na ação. Polícia na rua. E bandidos na cadeia", disse o governador. A medida foi publicada no Diário Oficial do Estado. A previsão é de que ao menos quatro editais sejam abertos em 2020 para contratar 250 delegados, 900 investigadores, 1.600 escrivães e 189 médicos legistas. Veja também: Covas convidará ministro para falar sobre internação involuntária Atualmente há concursos em andamento para preencher 2.750 vagas para a Polícia Civil: 250 para delegados, 600 para investigadores, 800 para escrivães, 300 para agentes de telecomunicações, 200 para papiloscopistas, 400 para agentes policiais e 200 para auxiliares de papiloscopistas. Treinamento Atualmente, 65 policiais técnico-científicos estão em formação — 22 fotógrafos técnicos-periciais, dez médicos legistas e 33 peritos. A formação dos policiais na Academia de Polícia Dr. Coriolano Nogueira Cobra tem duração de aproximadamente quatro meses, contando com o estágio feito nas unidades policiais. Após a formação os agentes são distribuídos para todo o Estado. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/joao-doria-manda-contratar-quase-tres-mil-policiais-04062019

Bolsonaro recua e recebe credencial de embaixadora venezuelana
Data: 04/06/2019

O chefe do Executivo voltou atrás depois que o governo havia retirado o convite à enviada de Juan Guaidó, autoproclamado presidente venezuelano

O presidente Jair Bolsonaro recebeu nesta terça-feira (4) a credencial de embaixadora venezuelana María Teresa Belandria, representante no país do autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, em um recuo depois que o governo havia retirado o convite à enviada do líder de oposição. Guaidó, que também é presidente da Assembleia Nacional, é reconhecido pelo governo brasileiro como presidente legítimo do país vizinho. A confirmação da apresentação da credencial por Belandria ocorreu pouco antes do início de cerimônia no Palácio do Planalto, às 10h30. Belandria foi a primeira da lista de nove novos embaixadores, e não falou com a imprensa. Durante a cerimônia, no Palácio do Planaltro, Bolsonaro recebeu os documentos e conversou rapidamente com cada um dos diplomatas, ao lado do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. A partir de agora, estão habilitados a despachar no Brasil, além de María Teresa, os embaixadores do México, Ignácio Piña Rojas; da Colômbia, Dario Alonso Montoya Mejía; do Paraguai, Bernardino Hugo Saguier Caballero; da Arábia Saudita, Ali Abdullah Bahitham; do Peru, Javier Raúl Martin Yépez Verdeguer; da Guiné, Kabinet Konde; e da Indonésia, Edi Yusup. A decisão de incluir a embaixadora venezuelana na cerimônia foi tomada na noite de segunda-feira por Bolsonaro em reunião com o ministro Ernesto Araújo, de acordo com uma fonte. Na semana passada, o porta-voz da Presidência, Otavio Rêgo Barros, chegou a afirmar que a recepção dela estava em aberto e esperando o momento oportuno. O governo havia decidido desconvidar a representante no Brasil de Guaidó da cerimônia de entrega de credenciais diplomáticas, à medida que os militares — que compõem cerca de um terço do gabinete de Bolsonaro — têm sido cautelosos em provocar o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-recua-e-recebe-credencial-de-embaixadora-venezuelana-04062019

FELIZ DIA DAS MÃES
Data: 28/05/2019

FELIZ DIA DAS MÃES

Link Notícia:

Produção de slime conquista crianças. Mas há riscos?
Data: 24/05/2019

Receitas mais populares levam ácido bórico (bórax), apontado pelos médicos como responsável por queimaduras, alergias e infecções

Brincar com uma massinha feita em casa parece algo bastante inofensivo para os pais, mas até mesmo o slime - uma espécie de massa de modelar que antes era chamada de amoeba ou geleca - pode trazer riscos à saúde das crianças. Conforme a brincadeira se popularizou e novas receitas surgiram, mais relatos de pais apareceram sobre os riscos de infecção, contaminação e até mesmo queimaduras na pele. Segundo especialistas, exatamente pelo fato de o slime ser feito em casa é que demanda vigilância. As receitas mais populares levam ácido bórico (bórax), apontado pelos médicos como responsável por queimaduras, alergias e infecções. No entanto, os médicos explicam que, apesar dos cuidados e da necessidade de supervisão, algumas crianças podem não apresentar nenhum sintoma. É o caso de Laura Bruscato, de 11 anos, que desde os 9 brinca e produz slimes quase que diariamente. Ela nunca teve nenhuma reação negativa. "Como ela mesma faz, a única recomendação é para que use pouco bórax. Mas ela brinca o tempo todo e nunca apresentou nenhuma reação", conta a mãe, Mia Bruscato, de 43 anos. O filho mais novo, de 3, também brinca com as massinhas feitas pela irmã e nunca teve problemas. Segundo os médicos, a reação pode depender de predisposição alérgica, sensibilidade, tempo de exposição e da composição do slime. Em caso de dúvida sobre o uso do brinquedo pelas crianças, a recomendação é que se opte pelos slimes industrializados. "Se é algo feito pela indústria, há uma padronização e um controle do uso de substâncias que podem fazer mal", diz Nelson Cordeiro, alergista e imunologista do Departamento Científico de Dermatite Atópica e de Contato da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (Asbai). Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/saude/producao-de-slime-conquista-criancas-mas-ha-riscos-24052019

Militares envolvidos em fuzilamento no Rio serão soltos nesta sexta
Data: 24/05/2019

"Tenho dúvidas se o mesmo ocorreria com um loiro em Ipanema", disse a ministra do STM Maria Elizabeth, única que voltou contra a soltura

Militares envolvidos na morte do músico Evaldo dos Santos Rosa e do catador de materiais recicláveis Luciano Macedo serão soltos na manhã desta sexta-feira (24), no Rio de Janeiro. "Falaram que era bandido", diz irmã de vítima fuzilada pelo Exército Na noite desta quinta-feira, 23, o STM (Superior Tribunal Militar), em Brasília, decidiu conceder liberdade a nove dos 12 militares que participaram da ação em 7 de abril, em Guadalupe, na zona norte da capital. Os outros três militares já haviam sido libertados por ordem da Justiça e respondem ao processo em liberdade. O músico seguia com a família para um chá de bebê quando o seu carro foi alvejado por mais de 80 tiros disparados por um grupamento militar que, supostamente, teria confundido o veículo com o de bandidos. Segundo laudos técnicos, foram disparados 257 tiros na ação. Evaldo morreu no fuzilamento, mas seus parentes conseguiram escapar. Luciano, que estava nas proximidades e tentou ajudar a família, acabou sendo também baleado e morreu dias depois. Os militares respondem por homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificado e omissão de socorro. PublicidadeFechar anúncio Catador morto após ação do Exército sonhava em ver o filho O STM é formado por 15 ministros: quatro do Exército, três da Marinha, três da Aeronáutica e cinco civis. O presidente do Tribunal só vota em caso de empate. Isso não foi necessário neste caso. Apenas a ministra Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha, a única mulher na corte, votou pela manutenção da prisão dos nove militares. Em seu voto, ela afirmou: "quando um negro pobre no subúrbio do Rio de Janeiro é confundido com um assaltante, tenho dúvidas se o mesmo ocorreria com um loiro em Ipanema, vestindo uma camisa Hugo Boss."

Link Notícia: https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/militares-envolvidos-em-fuzilamento-no-rio-serao-soltos-nesta-sexta-24052019

Mãe joga filha de 4 anos da janela de 5° andar de apartamento em SP
Data: 24/05/2019

Mulher tentou incendiar o imóvel e também se jogou da janela e está internada em estado grave; criança foi socorrida com ferimentos leves

Uma menina, de 4 anos, foi jogada pela mãe do quinto andar de um prédio, na madrugada desta sexta-feira (24), na Vila Lageado, zona oeste de São Paulo. Após arremessar a criança, a mulher tentou incendiar o apartamento e também se jogou. De acordo com a Polícia Militar, depois de rasgar a tela de proteção, a mãe arremessou a filha pela janela do quinto andar do apartamento onde moram. A garota caiu sobre o para-brisa de um carro, que estava entrando naquele momento na garagem do condomínio. A menina sobreviveu à queda e foi levada pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital das Clínicas. A criança sofreu apenas arranhões. Depois de jogar a menina, a mulher constantemente aparecia na janela e ameaçava pular também. Policiais do Gate foram acionados para convencer a mulher a sair do imóvel e, após quase duas horas de negociação, os agentes resolveram entrar no apartamento quando ela colocou fogo na cortina. Mas diante da aproximação das equipes de resgate, a mulher também se jogou da janela. Ela foi socorrida e também levada, em estado grave, para o hospital das Clínicas. Familiares estiveram no local e acompanharam a negociação. Um funcionário do prédio contou que a mulher mora com a garota há cerca de 3 meses no apartamento, que é alugado, e que os moradores e funcionários do edifício desconfiam que ela tenha problemas psicológicos. Três equipes do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência. O caso foi encaminhado para o 91º Distrito Policial, no Ceagesp.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/cidades/sao-paulo/mae-joga-filha-de-4-anos-da-janela-de-5-andar-de-apartamento-em-sp-24052019

Daniel Alves, sobre permanência de Neymar: 'Creio que fica no PSG'
Data: 24/05/2019

Brasileiro falou sobre interesse do Real Madrid, descartou volta do amigo para o Barcelona, fez críticas a imprensa, elogiou Mbappé e falou da renovação

Um dos melhores laterais do mundo, Daniel Alves criticou a imprensa brasileira, comentou sua renovação com o PSG e analisou, principalmente, o cenário envolvendo o companheiro de equipe e amigo Neymar. Em entrevista ao canal de televisão ESPN, o lateral ressaltou que acredita que o brasileiro permanece no PSG, descartou um retorno do craque para o Barcelona e falou do interesse do Real Madrid. Confira os melhores momentos abaixo. Neymar - Creio que vai ficar no PSG. Na vida temos que correr atrás dos nossos objetivos, executá-los e fazer aquilo que busca. Neymar está em uma transição. Deve aproveitar o tempo livre para pensar o que pode fazer para que cresça. Não está feliz porque não conseguiu os resultados Neymar no Real Madrid - Se me chamam para o Real Madrid digo que não e se perguntarem por Neymar também digo que não. O Real Madrid tenta muitos jogadores, não ficaria surpreso Retorno ao Barça - É muito complicado. O pessoal do Barcelona não reconheceria que precisa dele. Quem precisa do Neymar? Todos precisam. Qualquer equipe. A maneira com que saiu deixa tudo mais difícil. Críticas à imprensa - Eles deveriam falar de futebol. Eles não deveriam julgar nada, pois alguns não são exemplo para p... nenhuma. Não podem “cuspir na mão”, pois se você fez pior do que isso, você precisa ser cauteloso para dar sua opinião quando não corresponde ao futebol. Acredito que no Brasil hoje as pessoas falam muito da vida privada porque elas não sabem de futebol Mbappé melhor do mundo? - Tem bastante qualidade para competir. Vão se ter concorrentes à altura do Mabppé, mas acredito que agora, devido às coisas que alcançaram muito rápido como a Copa do Mundo, ele está um passo na frente dos outros jovens. Acredito que é um jogador que tem muito o que melhorar ainda e não é uma promessa, já é uma realidade, mas uma realidade que pode seguir crescendo e conseguindo coisas muito maiores do que as que faz Renovação - Eu fiz algumas exigências, não escondo, fiz exigências para continuar aqui. O clube sabe delas, sabe que não é nada que não esteja no alcance deles. Coisas a nível de clube mesmo. Acredito que sou um competidor e gosto de competir. Para nós também ficou essa sensação estranha de que as coisas estão meio estranhas, não fluindo do jeito que teria que estar Virada do Liverpool - Eu acredito muito mais no mérito do Liverpool do que no demérito do Barcelona. Eu acredito que no jogo do Camp Nou o Liverpool já tinha merecido mais do que levou. Mas a história do futebol quis que fosse assim. Em outras temporadas o Barcelona fez viradas históricas também, mas teve que passar por essa experiência negativa também. O Liverpool é uma equipe muito sólida, nós sentimos isso aqui quando enfrentamos eles

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/daniel-alves-sobre-permanencia-de-neymar-creio-que-fica-no-psg-24052019

Cuca repete 'obsessão' de trabalhos anteriores e quer novo camisa nove
Data: 24/05/2019

Técnico viveu buscando centroavantes no Palmeiras, em 2016 e 2017, e no Santos, em 2018. Agora, pediu à diretoria do tricolor que traga Juan Dinenno

Cuca acredita que a contratação de um centroavante, que saiba fazer o pivô e seja opção para a bola longa vinda da defesa, fará seu time ficar mais competitivo no segundo semestre. A notícia é atual no São Paulo, mas não chega a ser uma novidade: em todos os trabalhos desde que retornou da China o técnico teve essa "obsessão" por um homem de referência. No Tricolor, o nome solicitado à diretoria é o do argentino Juan Dinenno, de 24 anos, que tem se destacado pelo Deportivo Cali (COL). Raniel, do Cruzeiro, é outro que agrada. O diretor de futebol Raí já disse estar atento ao mercado para contratar um atleta dessa posição. PUBLICIDADE Cuca ainda não teve a chance de trabalhar com Pablo, que fez uma cirurgia para retirar um cisto da região lombar e só volta depois da Copa América. Alexandre Pato foi testado como "9", mas nem tem as características que o técnico procura e nem gosta de fazer essa função. O jovem Toró é outro que tem sido deslocado para o setor, embora seja mais um velocista. Na reta final do Paulistão, até Hernanes foi testado por ali, além de Everton Felipe (que deixou até de ser relacionado) e Gonzalo Carneiro (suspenso por doping). Enquanto isso, o comandante vai citando em todas as entrevistas o quanto esta referência lhe faz falta. - Nós começamos muito bem o jogo. O Bahia fecha bem. Eles têm três volantes que ocupam bem o meio, os pontas voltam com os laterais, bem atrás. Eles jogam numa zona bem baixa, o que dificulta o trabalho de bola. A gente trabalhou muito a bola, mas lógico que faz falta uma referência, um pivô, para que você possa ter essa bola tabelada rápida. A gente tem jogadores que flutuam bem, buscaram o jogo a todo momento. O São Paulo não fez uma má partida. Fez uma boa partida até o terço final (do campo) - disse, após a derrota por 1 a 0 para os baianos pela Copa do Brasil. Quando assumiu o Palmeiras, em 2016, Cuca fez de Gabriel Jesus o seu centroavante. No meio da temporada, com o time na briga pelo título brasileiro, temeu que as frequentes convocações do garoto para a Seleção Brasileira atrapalhassem e pediu à diretoria que contratasse um novo centroavante no meio da temporada. O nome solicitado foi o de Nico Lopez, hoje no Inter e à época no Nacional (URU). Como havia investido alto meses antes para contratar Lucas Barrios, de quem o treinador não era fã, o Palmeiras preferiu não colocar a mão no bolso e acabou acertando o retorno de Leandro Pereira, que estava no Brugge (BEL). Ele foi o reserva imediato de Jesus na campanha do título brasileiro. Quando retornou ao clube em 2017, Cuca verificou novamente a necessidade de contratar um centroavante, já que não acreditava que Miguel Borja pudesse fazer as funções desejadas. Pediu Richarlison, que estava no Fluminense, e depois Diego Souza, que estava no Sport, mas as negociações não vingaram. Foi aí que ele sugeriu Deyverson, que estava no Alavés (ESP). O Verdão não conquistou títulos naquele ano e Cuca saiu antes do fim da temporada, mas Deyverson acabou sendo importante na conquista do Brasileiro de 2018. No Santos, no ano passado, uma nova saga por um camisa 9. Cuca indicou o jovem Felippe Cardoso, da Ponte Preta, uma aposta para o futuro. Até agora, ele não vingou no Peixe. Na época, o técnico não se animou com a possibilidade de ter o argentino Marco Ruben, hoje em alta no Athletico-PR. Antes de tudo isso, Cuca se deu muito bem com um centroavante que sabe fazer o pivô e a "casquinha" na bola aérea: Jô, campeão da Libertadores com ele no Atlético-MG de 2013.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/cuca-repete-obsessao-de-trabalhos-anteriores-e-quer-novo-camisa-nove-24052019

Após lesões, Veríssimo engata sequência e se firma como titular
Data: 24/05/2019

Zagueiro do Santos foi titular nos últimos seis jogos. Antes de retornar e ganhar confiança de Sampaoli, camisa 28 tratou de duas lesões

O zagueiro Lucas Veríssimo passou a segunda parte de 2018 sofrendo com lesões. Porém, após a recuperação, em março deste ano, o jogador voltou a ter boas atuações e tem se firmado como titular no Santos. Entre Copa do Brasil e Campeonato Brasilerio, Veríssimo engatou uma sequência de seis jogos como titular. O defensor atuou contra Grêmio, Fluminense, CSA, Vasco, Atlético-MG e Palmeiras. Veríssimo também parece ter a confiança do técnico Jorge Sampaoli. Admirador do esquema com três zagueiros, o argentino utilizou somente dois defensores contra o Vasco. Quem saiu da equipe foi o defensor Felipe Aguilar, que pôde se recuperar de um desgaste físico. A temporada tem sido um recomeço para o zagueiro. Em 2018, o camisa 28 tratou de duas lesões: muscular de grau 1 na coxa esquerda e ligamento do joelho direito. Além disso, 'perdeu força' na janela de transferências europeia de dezembro. Veríssimo deve ser titular novamente contra o Internacional, neste domingo, às 16h, na Vila Belmiro, pela sexta rodada do Brasileirão. O Peixe é o quarto colocado, com 10 pontos, um a mais que o Colorado. Um provável Santos é: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique, Felipe Aguilar e Jorge; Diego Pituca, Carlos Sánchez (Jean Lucas) e Jean Mota; Rodrygo e Eduardo Sasha (Soteldo).

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/apos-lesoes-verissimo-engata-sequencia-e-se-firma-como-titular-24052019

Ator Geoffrey Rush recebe indenização recorde por difamação
Data: 24/05/2019

O Tribunal Federal da Austrália ordenou que a filial local da News Corp pague o valor ao ator vencedor do Oscar por danos passados e futuros

O ator australiano Geoffrey Rush recebeu uma indenização por difamação equivalente a 1,9 milhão de dólares de um tablóide da News Corp que o acusou de comportamento indevido em suas reportagens, a maior pena do tipo na história do país. O Tribunal Federal da Austrália ordenou que a filial local da News Corp pague o valor ao ator vencedor do Oscar por danos passados e futuros, além de um pagamento inicial de 850 mil dólares australianos concedidos em abril, mostraram documentos legais nesta quinta-feira. Uma porta-voz da News Corp não respondeu de imediato a pedidos de comentário por email e telefone. O advogado de Rush não quis comentar. Rush, de 67 anos, disse que os artigos publicados no Daily Telegraph de Sydney foram compilados às pressas porque o jornal queria um ângulo australiano para as acusações de agressão sexual feitas contra o produtor de cinema norte-americano Harvey Weinstein. O jornal havia dito que o ator foi acusado de conduta imprópria não especificada por uma colega de elenco da peça Rei Lear, encenada pela Sydney Theatre Company em 2015. O ator, que recebeu um Oscar em 1997 por seu papel em Shine –Brilhante e desde então atuou na franquia Piratas do Caribe, disse que as reportagens insinuavam que ele é um "grande pervertido" ou culpado de uma grande depravação. Ao apresentar sua decisão, em abril, o juiz Michael Wigney classificou as reportagens como "temerariamente irresponsáveis" e "jornalismo sensacionalista do pior tipo". Neste mês, o jornal disse que existem 16 justificativas para apelação e que a conduta de Wigney "deu motivo para uma suspeita de viés". Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/ator-geoffrey-rush-recebe-indenizacao-recorde-por-difamacao-24052019


Data: 24/05/2019

Ela era uma desconhecida atriz de teatro de 28 anos quando conseguiu o papel de Ripley no hoje clássico de ficção científica e terror

Sigourney Weaver era uma desconhecida atriz de teatro de 28 anos quando conseguiu o papel de Ripley no hoje clássico de ficção científica e terror Alien: O Oitavo Passageiro, do diretor Ridley Scott. Ripley, a única sobrevivente de um ataque de um alienígena que se infiltra em uma nave espacial, se provou uma das mais poderosas e amadas protagonistas femininas na ficção científica, celebrada por seus fãs como uma heroína forte e complexa. Mas, originalmente, o papel havia sido escrito para um homem. "Eu achei que era um filme pequeno", disse Weaver à Reuters antes do aniversário de 40 anos da estreia do filme. "Tínhamos um elenco pequeno e um jovem e brilhante diretor. Eu gostei do papel... Eu não achei que ia interpretar Henrique 5º, mas achei que podia interpretar Ripley". O filme acompanha a tripulação da embarcação espacial Nostromo que acaba tendo que lutar por suas vidas após um alienígena tomar conta da nave. "Eu acho que o roteiro original era só para homens. Quando eles começaram a reescrever o roteiro, eles conversaram sobre quem devia ser o sobrevivente. E eu acho que a razão que acabaram tornando Ripley uma mulher foi que, naquele momento, ninguém acharia que uma desconhecida acabaria interpretando a sobrevivente", disse Weaver. Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/achei-que-seria-um-filme-pequeno-diz-sigourney-weaver-sobre-alien-24052019

Orlando Drummond reconquista conta no Instagram e ganha selo
Data: 24/05/2019

Ator ficou conhecido por interpretar o personagem Seu Peru, na 'A Escolinha do Professor Raimundo', e teve perfil na rede social excluído por engano

O perfil de Orlando Drummond, o eterno Seu Peru de A Escolinha do Professor Raimundo, no Instagram, foi reativado menos de 24h depois de sair do ar. O ator, de 99 anos, está de volta à rede social e com conta verificada. Na primeira publicação de retorno, Drummond explicou a situação aos seguidores. "Alguns de vocês perceberam que ficamos fora do ar durante essa tarde. Não entendemos direito o que aconteceu, mas já está tudo resolvido. Graças a todos vocês, conseguimos voltar!", comemorou o ator. Orlando Drummond aparece em um vídeo tocando gaita. "Quem canta, seus males espanta. Muito obrigado", escreveu. A reportagem entrou em contato com a assessoria do Instagram no Brasil, que afirmou: "Cometemos um erro e pedimos desculpas. A conta já foi restaurada." Na quarta-feira (22), a conta do ator foi retirada do ar. A reportagem entrou em contato com Felipe Drummond, neto de Orlando, que informou o motivo do "sumiço" do perfil: "Infelizmente a conta do meu avô foi denunciada como fake e foi suspensa. Estamos correndo atrás para ela voltar o quanto antes". Orlando Drummond criou seu primeiro perfil em uma rede social na última segunda-feira (20) . "Hoje foi dia de fazer o que eu mais amo junto com meus netos Felipe e Alexandre", escreveu, ao lado das hashtags "dublagem" e "versão brasileira", em frente a um estúdio de dublagem.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/orlando-drummond-reconquista-conta-no-instagram-e-ganha-selo-23052019

Funcionários da Avianca Brasil retomam greve nesta sexta-feira
Data: 24/05/2019

Pilotos e comissários devem respeitar liminar concedida pelo TST, que determina que 60% das operações da companhia continuem funcionando

Os pilotos e comissários da Avianca Brasil vão retomar greve a partir desta sexta-feira (24). A decisão foi tomada em assembleia do SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas) realizada nesta quinta-feira (23). Greve acontecerá nos aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro. O SNA ressalta que os tripulantes continuam sem receber salários e outras verbas trabalhistas e que a paralisação tem como base a segurança de voo de todos. Os funcionários vão respeitar a liminar concedida pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) em favor da Avianca, que determina que os tripulantes devem manter 60% do contingente da empresa durante a greve. Caso descumpram a liminar, o SNA pode ser multado em até R$ 100 mil por dia. Veja a lista de voos paralisados em Congonhas e a lista do Santos Dumont. A paralisação continuará por tempo indeterminado, seguindo esses moldes, até que haja uma resposta da Avianca para as reivindicações. A primeira paralisação começou na sexta-feira (17) nos mesmos aeroportos.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/funcionarios-da-avianca-brasil-retomam-greve-nesta-sexta-feira-23052019

EUA anunciam apoio oficial à entrada do Brasil na OCDE
Data: 24/05/2019

Apoio havia sido prometido pelo presidente dos EUA, Donald Trump, durante viagem de Jair Bolsonaro a Washington, em março

O governo norte-americano anunciou nesta quinta-feira (23) apoio oficial à entrada do Brasil na OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), informou o Ministério das Relações Exteriores. A informação foi revelada pelo Itamaraty em sua conta no Twitter. "Hoje na OCDE os EUA expressaram de modo claro e oficial seu apoio ao pleito do Brasil de ingressar na OCDE, uma prioridade do presidente Jair Bolsonaro. O Brasil agradece o gesto de confiança e está pronto a trabalhar com todos os membros e Secretariado no processo de acessão", diz o post do ministério. PUBLICIDADE O apoio foi prometido pelo presidente dos EUA, Donald Trump, durante a visita de Bolsonaro a Washington, em março. Em troca, o Brasil se comprometeu a abrir mão do tratamento especial e diferenciado na OMC (Organização Mundial do Comércio), ao qual tem direito por ser um país em desenvolvimento, e que traz condições favoráveis em negociações. No entanto, no encontro preparatório para reunião do Conselho da OCDE, no mês passado, os norte-americanos evitaram declarar o apoio. A alegação é que não tinham instrução formal para isso. Em seguida, depois da repercussão, o Departamento de Estado americano reafirmou a intenção de apoiar o Brasil no órgão. Nesta quinta-feira (23), a embaixada dos EUA no Brasil reafirmou que o país mantém o apoio ao Brasil. Com o apoio americano, que antes bloqueava a expansão da OCDE, o Brasil deverá começar em breve o processo de adesão, que pode levar até cinco anos para ser completado. Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/eua-anunciam-apoio-oficial-a-entrada-do-brasil-na-ocde-23052019

CCJ aprova reforma tributária que propõe fim de 3 impostos federais
Data: 24/05/2019

Proposta que segue para comissão especial cria Imposto sobre Operações com Bens e Serviços para substituir IPI, PIS e Cofins

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (22) a admissibilidade da reforma Tributária. Com a aprovação, o texto será agora analisada por uma comissão especial. Se aprovado pelo colegiado, seguirá para análise do Plenário da Casa. A proposta em questão acaba com três tributos federais — IPI, PIS e Cofins —, com o ICMS, que é estadual, e com o ISS, municipal. Todos eles incidem sobre o consumo. Governo fecha acordo para votar reforma administrativa No lugar deles, é criado o IBS — Imposto sobre Operações com Bens e Serviços, de competência de municípios, Estados e União, além de um outro imposto, sobre bens e serviços específicos, esse de competência apenas federal. O tempo de transição seria de dez anos. O deputado João Roma (PRB-BA), apresentou na semana passada parecer recomendando a aprovação da proposta na CCJ. No relatório, ele argumenta que a reforma apresentada não contraria a Constituição e segue critérios técnicos, ou seja, que ela deve ser admitida pela CCJ para ter a análise de seu conteúdo iniciada. Se cobrado, IPVA para helicópteros, barcos e jatos renderia R$ 4,6 bi O relator entendeu que os questionamentos à proposta seriam centrados na unificação de tributos, que poderia, segundo alguns entendimentos, contrariar a autonomia dos estados e municípios e ferir o pacto federativo. Mas como o IBS será composto por três alíquotas — federal, estadual e municipal; e União, estados e municípios poderão fixar sua alíquota do IBS em valor diferente, João Roma entendeu que não havia riscos para o pacto federativo.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ccj-aprova-reforma-tributaria-que-propoe-fim-de-3-impostos-federais-22052019

Bolsonaro faz primeira viagem oficial ao Nordeste nesta sexta
Data: 24/05/2019

Presidente deve anunciar plano estratégico para o Nordeste e o 13º salário do programa Bolsa Família em eventos no Recife e em Petrolina

O presidente Jair Bolsonaro faz a primeira viagem oficial ao Nordeste nesta sexta-feira (24). Bolsonaro vai a Recife e a Petrolina, em Pernambuco. O governo vai anunciar o plano estratégico para o Nordeste e entregar empreendimentos do Minha Casa Minha Vida. A expectativa é de que Bolsonaro também anuncie o 13º salário do programa Bolsa Família. Durante live transmitida no Facebook na noite desta quinta-feira (23), o presidente afirmou que a medida irá levar aproximadamente mais de R$ 2,2 bilhões em dezembro de "extra" para a região Nordeste. A visita começa por Recife, onde o presidente visitará, às 10h, o acervo do Instituto Ricardo Brennand. Em seguida, assistirá à "Orquestra Criança Cidadã" e, às 10h45, participará da reunião da Sudene (Conselho Deliberativo da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), no Instituto Ricardo Brennand. Segundo a Sudene, os participantes do encontro vão definir uma proposta do Prdne (Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste) e o projeto de lei que vai criá-lo. Bolsonaro deve ir ao Nordeste 'levar' o 13º do Bolsa Família A porposta diz que o plano é um "esforço conjunto da Sudene, dos Estados de sua área de atuação, dos Ministérios e órgãos federais na definição de estratégias para a promoção do desenvolvimento sustentável, integrado e compatibilizado com as expectativas dos diferentes setores da sociedade”. Além do projeto para os próximos 12 anos, há previsão de um reforço de R$ 2,1 bilhões no orçamento do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste. Às 13h, Bolsonaro segue para Petrolina, onde vai participar da entrega de empreendimentos do Programa Minha Casa Minha Vida, marcada para acontecer às 14h. A expectativa é que Bolsonaro já esteja no Rio de Janeiro (RJ) por volta das 18h.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-faz-primeira-viagem-oficial-ao-nordeste-nesta-sexta-24052019

Decreto de armas foi reavaliado para não por em risco todo o texto
Data: 24/05/2019

A afirmação foi do presidente Jair Bolsonaro, que citou que a intenção do governo foi evitar questionamentos na Justiça e de parlamentares

Ao comentar as alterações do decreto de armas, o presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite desta quinta-feira, 23, que a reavaliação foi realizada para que o governo não tivesse "problemas com a Justiça e com a Câmara", evitando colocar "todo o decreto" em risco. Segundo Bolsonaro, o governo levantou onde houve maior incidência de reclamações em torno do texto para reestudar as medidas junto aos ministérios. "Começaram a pipocar ações na Justiça, também de parlamentares, políticos. Então levantamos onde tinha maior incidência de reclamações sobre isso, para nós não termos problemas com a Justiça e com a Câmara e colocar em risco todo o decreto, nós reestudamos juntamente com a Advocacia-Geral da União, Casa Civil, Ministério da Justiça e Segurança Pública e Defesa", disse o presidente durante live transmitida pelo Facebook. Bolsonaro avaliou que não tiveram muitas mudanças no decreto, com uma "preservação de 90%" do texto original. O presidente também mencionou durante a live os questionamentos em torno da aquisição de fuzil para pessoas que vivem no campo, ressaltando que os parâmetros serão definidos pelo Comando do Exército em até 60 dias. "A aferição dos parâmetros será feita pelo comando do Exército. Eu estou falando de fuzil, as demais armas de porte sem problema nenhum", disse Bolsonaro, esclarecendo também que o decreto permite o uso da arma em todo o perímetro da propriedade rural. "Permitimos para todo perímetro da propriedade, se tua terra tem 500 hectares, vai poder usar a arma", afirmou o presidente. Bolsonaro ainda anunciou durante a transmissão que o ministro da Justiça e Segurança Pública, assinou decreto que autoriza a nomeação de 1047 novos policiais federais. "O ministro Moro trabalhou muito nessa proposta, junto ao ministro Paulo Guedes, e conseguiu sinal verde, sinal que ele está prestigiado, não é qualquer um que consegue isso", disse. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/decreto-de-armas-foi-reavaliado-para-nao-por-em-risco-todo-o-texto-24052019

Juíza dá 15 dias para Bolsonaro pagar R$ 10 mil a Maria do Rosário
Data: 24/05/2019

Presidente também terá de se retratar em um jornal de grande circulação e nas redes sociais pelas ofensas disparadas contra a deputada

A juíza Tatiana Dias da Silva Medina, da 18ª Vara Cível de Brasília, fixou um prazo de 15 dias para que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) pague R$ 10 mil por ofensas disparadas contra a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). O presidente também terá de se retratar em um jornal de grande circulação e nas redes sociais. O episódio foi explorado contra Bolsonaro na última campanha presidencial. Em 2014, Bolsonaro disse que não "estupraria" Maria do Rosário pois ela não mereceria, "porque ela é muito ruim, porque ela é muito feia, não faz meu gênero, jamais a estupraria". "Eu não sou estuprador, mas, se fosse, não iria estuprar, porque não merece." Deputado vai processar Maria do Rosário no Conselho de Ética Procurado, o Palácio do Planalto não se manifestou até a publicação deste texto. "Compartilho a vitória com todas as mulheres que sofrem humilhações e violências, a quem sempre defenderei. E que na política, tenham aprendido que não existe imunidade parlamentar para agir contra a lei e desrespeitar quem quer que seja", disse a deputada Maria do Rosário ao Estadão/Broadcast Político. A parlamentar vai doar o dinheiro. Recurso Em fevereiro, o ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), negou um recurso da defesa de Bolsonaro contra a condenação por danos morais. Na decisão, Marco Aurélio destacou que a imunidade prevista na Constituição — segundo a qual o presidente da República não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao mandato — não se encaixa nas situações de esfera cível, como uma reparação por danos morais. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/juiza-da-15-dias-para-bolsonaro-pagar-r-10-mil-a-maria-do-rosario-23052019

Cristiano Ronaldo aumenta coleção de carros com um McLaren Senna
Data: 24/05/2019

Atacante comprou o modelo que a escuderia criou para homenagear o brasileiro Ayrton Senna, português gastou quase R$ 5 milhões na nova paixão

A visita de Cristiano Ronaldo aos boxes da McLaren, em Mônaco, na última quinta-feira, já rendeu frutos. O craque português apresentou ao mundo na manhã desta sexta-feira o novo carro que comprou para a sua coleção de máquinas. O escolhido da vez foi um McLaren Senna, modelo que a empresa criou para homenagear o brasileiro tricampeão mundial de Fórmula 1. CR7 pagou mais de um milhão de euros, aproximadamente R$ 5 milhões, pelo novo brinquedo. O craque mostrou o carrão para os fãs em sua conta no Instagram. Primeiro com vídeo dele chegando em sua casa, em Turim na Itália. Depois fez uma fotinho posada com estilo. No fim de abril, Cristiano já tinha comprado um La Voiture Noire, da Bugatti, o carro mais caro do mundo. No futebol, o português curte férias com a família. Depois da primeira temporada no futebol italiano, CR7 conquistou somente o campeonato da Itália com a Juventus. Na próxima semana, o ex-melhor do mundo se apresenta à seleção de Portugal para disputar a semifinal da Liga das Nações, no próximo dia 5, contra a Suíça, em Porto.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/fora-de-jogo/cristiano-ronaldo-aumenta-colecao-de-carros-com-um-mclaren-senna-24052019

País abre 129 mil postos de trabalho com carteira assinada em abril
Data: 24/05/2019

Trata-se do terceiro mês em 2019 com aumento dos postos de trabalhos formais, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Foram abertas 129,6 mil vagas de emprego com carteira assinada em todo país no mês de abril, alta de 0,34% em relação a março. Os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) foram divulgados nesta sexta-feira (24). Esse foi o terceiro mês de 2019 com criação de empregos formais. Em janeiro, foram abertas 41,1 mil vagas e em fevereiro, 185,2 mil. A exceção foi março, em que houve redução de 42,1 mil vagas. O cálculo leva em contas a diferença entre demissões e admissões durante o mês analisado. O Caged registrou no mês passado 38,69 milhões de trabalhadores com carteira assinada, sendo 17 milhões no setor de serviços; 9 milhões no comércio; 7 milhões na indústria de transformação; 1,9 milhão na construção civil; 1,5 milhão na agropecuária, extração vegetal, caça e pesca; e restante em setores como administração pública, indústria de extração mineral e serviços industriais de utilidade pública. Em abril, na comparação com o mês anterior, todos os setores da economia abriram vagas formais. O segmento de serviços foi o que mais criou postos: 66,2 mil; seguido da indústria de transformação (20,4 mil); e da construção civil (12,2 mil). Foram criadas 477,8 mil vagas com carteira assinada no período de maio de 2018 a abril de 2019: variação de 1,25%. Apenas em 2019, foram 313,8 mil postos. São Paulo responde por 50,1 mil vagas criadas no mês passado; Minas Gerais, 22,3 mil; e Paraná, 10,6 mil. Das 27 unidades da federação, apenas quatro registraram cortes de empregos formais: Alagoas (-4.692); Rio Grande do Sul (-2.498); Rio Grande do Norte (-501); e Pará (-25). O salário médio dos trabalhadores demitidos em abril era de R$ 1.747,85, enquanto a remuneração de quem foi contratado ficou em R$ 1.584,51, na média.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/pais-abre-129-mil-postos-de-trabalho-com-carteira-assinada-em-abril-24052019

Represa de Gusttavo Lima é esvaziada após risco de rompimento
Data: 22/05/2019

Segundo a assessoria de imprensa, água tem sido bombeada para atingir nível de segurança e processo deve terminar no máximo até quinta-feira (23)

Desde segunda-feira (20), a represa localizada na fazenda do cantor Gusttavo Lima, em Bela Vista de Goiás (GO), tem passado por bombeamento para que a água atinja um nível seguro. O processo tem sido realizado após rachaduras serem detectadas no local, que tem 5 metros de profundidade. Representantes do Ministério Público, Bombeiros e da Polícia Civil que vistoriaram a fazenda determinaram que o lago fosse esvaziada em cerca de quatro metros até quinta-feira (23), para evitar um rompimento que poderia atingir casas nos arredores e até mesmo a rodovia GO-020. Segundo a assessoria de imprensa do cantor, o escoamento parcial deve ser concluído no prazo estipulado ou até mesmo antes. Em paralelo, estão sendo realizadas obras para construção de barragem de contenção. "Já não existem mais riscos e a situação está sob controle", garantiu a assessora do músico, Silmara Moraes. A Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), responsável pelo caso, tranquilizou os habiantes locais e garantiu que, ao atingir o nível de segurança exigido (um metro), a represa já ficaria estabilizada. Na última sexta-feira (17), Gusttavo Lima avisou os vizinhos e ofereceu indenização e hospedagem, caso uma tragédia acontecesse. Procurado, o delegado responsável pelo caso, Luziano Severino de Carvalho, não estava disponível para outros esclarecimentos. Problemas na represa são antigos Gusttavo Lima adquiriu a fazenda em setembro de 2017. Já naquela época, a equipe do cantor notou a necessidade de obras para evitar o rompimento da represa, construída em 1994. Em seguida, Gusttavo diz que protocolou junto à extinta SECIMA, hoje SEMAD (Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), o pedido de licença ambiental em dezembro do mesmo ano. Diante da demora na análise do pedido, foram iniciadas obras no barramento para estabilização e consequente aumento de vida útil do lago. Mas as obras sofreram embargo no mês seguinte. O sertanejo solicitou licença ambiental provisória para execução de serviços de urgência, pois havia risco de rompimento. A licença foi concedida durante um período de 30 dias e o prazo foi insuficiente para conclusão das obras. Segundo a equipe do cantor, a busca pela licença definitiva perdura até os dias atuais, sem análise pelo órgão ambiental. Por conta disso, os procuradores do proprietário protocolaram junto à SEMAD em 15 de maio deste ano um requerimento em caráter de urgência, que expôs todo o ocorrido e visava a execução de obras emergenciais. Em função da comunicação sobre a Barragem do Córrego Olaria, mediante o laudo técnico apresentado, foi desencadeada vistoria técnica realizada na última sexta-feira (17). Gusttavo queria ampliar represa? Por outro lado, em fevereiro de 2018 a Polícia Civil indiciou o músico e outras três pessoas por aumentarem a represa sem licença ambiental. Além de Gusttavo, também foram citados o administrador Jorge Pedro Kunzler, a esposa dele, a arquiteta Alessandra Jardim Lobo, e o biólogo Luciano Lozi. De acordo com nota emitida pela Polícia Civial à época, a represa já possuía três hectares e o intuito era chegar a quatro. Porém, o trabalho estaria sendo realizado sem a devida autorização da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), atual Semad. O próprio músico utilizou as redes sociais para falar sobre o assunto em 28 de fevereiro de 2018 e admitiu a intenção de aumentar o tamanho do lago. "Esse ano eu quis ampliar a represa e minha licença não foi negada, ela está em análise. Não pode haver conclusão de inquérito sem perícia técnica. As obras referente à ampliação do lago estão paralisadas desde que foi protocolado o pedido", explicou via Twitter. A pena em caso de condenação varia de um a seis meses ou multa.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/represa-de-gusttavo-lima-e-esvaziada-apos-risco-de-rompimento-22052019

'Game of Thrones': 2 surpresas, 1 decepção e 1 alegria no último capítulo da série
Data: 22/05/2019

Uma das mais bem sucedidas séries da história da TV chega ao fim antes da conclusão dos livros que inspiraram a produção da HBO.

Game of Thrones acabou. Parece uma obviedade afirmar isso, mas não é. Apesar da exibição do capítulo final, milhões de fãs vão passar os próximos dias (meses?, anos?) debatendo o fim da série e sugerindo ou defendendo conclusões alternativas que considerariam mais épicos, engenhosos ou justos do que o que foi visto na HBO no domingo (19). Aqueles que não foram atraídos pela série podem achar que é um exagero gastar tanto tempo criticando e reimaginando um programa de televisão com dragões e zumbis. Mas talvez o que eles não consigam entender é que Game of Thrones é muito mais que um mundo de fantasia épico. 3 personagens que 'foram estragados' pela última temporada de Game of Thrones Seus personagens, com talentos, desejos e mesquinhez, somaram-se à imprevisibilidade do enredo, tornando a série um dos maiores sucessos na história da televisão, conseguindo conquistar espectadores e críticos. Ou, pelo menos, foi assim até a oitava temporada, quando a cuidadosa trama política e humana das temporadas anteriores foi dominada pelo espetáculo visual e pelo efeito narrativo. Personagens passaram a tomar decisões e apresentaram diálogos improváveis, fazendo com que os espectadores ficassem cientes de que havia roteiro, orçamento e prazos a serem cumpridos para atingir um ponto final predeterminado. Ainda não está claro se esse final foi o pensado pelo autor George R.R. Martin em 1991, quando ele começou a escrever Canção de Gelo e Fogo, a inacabada saga de livros em que se baseia o seriado. O que é certo é que o desempenho televisivo dos criadores David Benioff e D.B. Weiss é o único fechamento oficial, e este gerou surpresa e decepção mas também um pouco de alegria. Surpresa 1: Jon Snow mata Daenerys À primeira vista, é fácil acreditar que Jon Snow seja um personagem que aprendeu e amadureceu durante esses 73 episódios. Não foi em vão que o filho bastardo e ranzinza de Ned Stark passou a comandar a Patrulha da Noite, tornou-se Rei do Norte e é o verdadeiro herdeiro do Trono de Ferro como filho legítimo de Rhaegar Targaryen e Lyanna Stark. No entanto, em diversas ocasiões Jon Snow foi capaz de confundir lealdade e honestidade com a simples estupidez, como aconteceu com seu pai adotivo. Essa é a razão pela qual muitos acreditavam que, apesar de ter sido uma testemunha privilegiada do genocídio perpetrado por Daenerys Targaryen em King's Landing, Jon nunca tomaria uma decisão drástica com a nova "rainha (supostamente) louca". "Você é minha rainha e você sempre será minha rainha", disse Snow antes de lhe dar um beijo e uma facada fatal. Assim, o personagem mais heróico de Game of Thrones repetiu a história e tomou o mesmo caminho de quem foi o mais moralmente julgado da série, Jaime Lannister. A questão agora é se Jon também será imortalizado nos livros de história da região como "mata-rainhas". Surpresa 2: rei Bran Stark Nas diferentes teorias sobre quem acabaria sentado no Trono de Ferro, Bran Stark apareceu como um dos possíveis candidatos, mas mais por seu sobrenome do que por sua habilidade comprovada como líder, político ou estrategista. Sua jornada de uma criança inquieta para o superpoderoso Corvo de Três Olhos teve pouca ou nenhuma eloquência. Com um olhar vazio e palavras estritamente justas, tornou-se uma espécie de enciclopédia viva, sem emoções ou ambições. Na verdade, é provavelmente por essa razão que "Bran, o Quebrado" vai ser um bom rei ou, pelo menos, o rei necessário. Seu vasto conhecimento, sua objetividade e sua praticidade ajudarão a reconstruir os agora seis reinos do mundo de Game of Thrones após décadas de guerra, devastação e fome. Além disso, sua esterilidade serve como a "desculpa perfeita" para acabar com o sistema de governo baseado em herdeiros e iniciar um novo, um pouco mais democrático, onde os líderes das casas mais poderosas votarão no rei. Decepção: só os maus morrem A série que soube matar o rosto do cartaz promocional na primeira temporada não conseguiu matar personagens no oitavo e último ano. Ninguém gostou de ver Ned Stark decapitado ou Rob Stark massacrado junto com sua mãe, esposa e filho não nascido. Mas essas mortes dos "mocinhos" evitaram que Game of Thrones fosse somente mais uma história de fantasia, com príncipes e princesas que vivem felizes para sempre. A vida é injusta e a guerra, ainda mais. Por isso, é quase incompreensível que no capítulo final da série nem Jon Snow nem Tyrion Lannister morram depois da bem sucedida conspiração contra Daenerys. Eles são apenas detidos por alguns dias e ninguém é de fato punido. É verdade que na última temporada morreram três dos principais personagens, isto é, os gêmeos Cersei e Jaime Lannister e Daenerys Targaryen. O problema é que os três morreram como vilões. Isso não é estranho em Cersei, que ao longo desses oito anos soube ser uma personagema maligna tão brilhante quanto complexa, com sua própria lógica de amor e compaixão. Mas esse não era um caminho narrativo natural para Jaime e Daenerys, cujos personagens deram reviravoltas inesperadas em capítulos anteriores. Foram mudanças tão abruptas que até pareciam que os escritores sentiam pena de matá-los enquanto os personagens tinham o afeto e a empatia do público. Alegria: os Stark "Quando se joga o jogo dos tronos, se vive ou se morre", disse Cersei certa vez. Dada a sina que, temporada após temporada, os Stark tiveram ao longo da série, já parece muito Bran, Sansa, Arya e Jon terminarem com vida. Mas não foi só isso: no final de Game of Thrones, todos parecem satisfeitos com a conclusão. Sansa, que sempre sonhou em ser uma rainha, realizou sua fantasia quando ainda era criança, mas agora como uma mulher empoderada conseguiu o que vários Stark não alcançaram: a independência do Norte. Arya embarca em seu caminho para novas aventuras a oeste. E Jon, como "punição", vai viver com o povo livre, longe dos títulos de nobreza e nomes compostos. O melhor é que essa sucessão de finais felizes ocorre enquanto, ao fundo, soa a trilha sonora que vai ficar na história como uma das mais icônicas da televisão. Agora, veja e reveja sem pressa os episódios enquanto espera pelos livros de Martin - e se eles vão seguir esse caminhos ou não. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/game-of-thrones-2-surpresas-1-decepcao-e-1-alegria-no-ultimo-capitulo-da-serie-20052019

De noiva, Zilu pede namorado em casamento e Mayra Cardi curte
Data: 22/05/2019

Mayra Cardi, que armou um casamento surpresa para Arthur Aguiar, foi uma das primeiras a dar like na publicação de Zilu sobre vontade de se casar

A ex-mulher do sertanejo Zezé di Carmargo, Zilu Godoi, compartilhou em seu Instagram, na tarde de segunda-feira (21), uma foto em que aparece vestida de noiva em um evento. Empolgada, como confessou estar, ela não perdeu a chance de instigar o namorado, o fotógrafo Marco Augusto Ruggiero, e jogou no ar um "pedido de casamento". — Me senti realizada ao fazer parte do Casar2019! Foi lindo, emocionante, e a receptividade das pessoas foi algo que nunca havia presenciado! Gratidão por tudo e por tanto! Vocês foram excepcionais! Até me empolguei em casar... e aí @marcoaugustoruggiero?! Topa?!? E sabe quem curtiu a publicação? A coach Mayra Cardi, que em dezembro de 2017 armou para seu então namorado, o ator Artur Aguiar, 'apenas' um casamento supresa. Como relatou a colunista Keila Gimenez na época, Mayra Cardi convidou o noivo, Arthur Aguiar, em uma manhã de sexta-feira para tomar um café da manhã na casa dela. Chegando lá, o que esperava o rapaz era uma cerimônia de casamento. "As imagens da 'surpresinha' viralizaram, pois a cara de 'sono' ou de 'susto' de Arthur não era das melhores", escreveu Keila. No caso de Mayra e Arthur, a iniciativa da noiva deu certo. Eles acabaram se casando novamente, sem supresas, e hoje tem uma filhinha. Será que a indireta de Zilu vai surtir efeito?

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/blog-da-db/de-noiva-zilu-pede-namorado-em-casamento-e-mayra-cardi-curte-21052019

Com baixas e dúvidas, Cuca terá de 'remontar' São Paulo contra o Bahia
Data: 22/05/2019

Sem Liziero, que ficará sem jogar por até dois meses, e Hernanes, com dores, técnico precisará encontrar outra forma de montar equipe nesta quarta-feira

O São Paulo inicia nesta quarta-feira a caminhada para tentar conquistar um de seus maiores objetivos na temporada: o título inédito da Copa do Brasil. E o primeiro desafio na competição será diante do Bahia, pelo jogo de ida das oitavas de final. No entanto, além do adversário dentro de campo no Morumbi, Cuca e sua comissão técnica terão de enfrentar o dilema da montagem do time para esta noite, na tentativa de ajustar os esquema como os desfalques. Sem dúvidas, a mais sentida das ausências é a do meio-campista do São Paulo, Liziero, homem de confiança do Mancini e do técnico Cuca, além de ser considerado a peça que arrumou o meio-campo do tricolor paulista desde o mata-mata do Paulistão. Assim, o desfalque atinge diretamente o setor que vinha sendo o problema do time, antes da boa fase do clube. Na partida diante do mesmo Bahia, no último domingo, essa lacuna deixada pelo jovem são-paulino já foi sentida e a equipe acabou jogando mal. A entrada de Luan, volante, com características de mais marcação do que controle de jogo, acabou tirando ainda mais a criatividade do meio-campo, principalmente por conta de Hernanes não estar em um bom dia. O Bahia se aproveitou da situação e dominou o setor, não deixando os paulistas jogarem. Veja mais: Neymar faz pose. Mpabbé assume: é o melhor do PSG, da França Para o duelo desta noite, pela Copa do Brasil, Cuca tende a optar por trazer Hudson de volta para a posição de volante ao lado de Tchê Tchê, enquanto Igor Vinícius vai para a lateral direita. Mas é possível que outras peças do meio para frente sejam alteradas. Hernanes, com dores na coxa direita, é dúvida e pode ser substituído por Nenê, com quem o treinador conversou longamente, ainda dentro de campo, após o treino da última segunda-feira. A parte física também pode tirar Antony da equipe titular. Com dores nas costas, após pancada recebida no último domingo, e desgaste físico pela maratona de jogos, o jovem atacante deve inciar no banco de reservas, dando lugar a Everton, que atuaria pelo lado esquerdo do campo, enquanto Toró seria deslocado para a direita, mantendo Alexandre Pato no comando de ataque. Por ali, Carneiro, suspenso por doping, e Pablo, em processo de transição física, são desfalques que há algum tempo dificultam a montagem do ataque. Precisando construir um bom resultado antes do jogo de volta, na próxima semana, em Salvador, Cuca terá de "quebrar a cabeça" para remontar o seu time, atingido por problemas físicos e lesões. Com a apenas um dia de treinamento coletivo antes de entrar em campo no Morumbi, a missão do técnico se mostra ainda mais desafiadora em momento decisivo do ano.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/com-baixas-e-duvidas-cuca-tera-de-remontar-sao-paulo-contra-o-bahia-22052019

Vasco começa mal como mandante e busca ter mais força em casa
Data: 22/05/2019

Cruz-Maltino conseguiu 2 únicos pontos no Campeonato Brasileiro como mandante, mas não teve atuações boas no estádio de São Januário

Os números do Vasco neste início de Campeonato Brasileiro assustam. Com dois pontos em cinco jogos, a equipe já tem a pior campanha desde 2003, quando a competição passou a ser por pontos corridos. E, se jogar como mandante salvou o Cruz-Maltino em outras oportunidades, desta vez o clube ainda não conseguiu encontrar a melhor forma. A situação geral no Brasileirão é pior até do que os anos em que o clube acabou caindo para a Segunda Divisão: 2008 (7), 2013 (7) e 2015 (4). Em 2004, o Vasco também havia conquistado apenas dois pontos nas cinco primeiras rodadas. Porém, sofreu apenas cinco gols. Desta vez, são 11 contra. Em 2019, atuando como mandante, o time do Vasco tem um dos piores aproveitamentos do Brasil. Foram 16 jogos, sendo nove vitórias, quatro empates e três derrotas. No Campeonato Brasileiro, são dois empates e uma derrota, sendo que uma das partidas aconteceu na cidade de Manaus. - Ninguém que está aqui queria estar passando por isso. São cinco jogos sem nenhuma vitória. Lutamos bastante para furar o bloqueio do Avaí. Mas acabamos sofrendo um gol no fim. Lamentamos bastante da forma que foi, pois chegamos muito confiantes, com a autoestima lá em cima para esse jogo. Realmente estamos passando por um momento delicado, mas precisamos superar tudo e voltar a vencer. Só vencendo que a gente irá mudar tudo isso que estamos passando. Queremos sair o quanto antes desta zona desconfortável - disse Yago Pikachu após o empate contra o Avaí. Antes da parada para a Copa América, o Vasco ainda terá duas partidas em seus domínios. Primeiro, encara o Internacional em São Januário, no dia 7 de junho. Depois, recebe o Ceará, no dia 13. Antes desses dois confrontos, o Cruz-Maltino ainda faz um clássico contra o Botafogo no Rio de Janeiro, no estádio Nilton Santos. Na próxima rodada, o adversário será o Fortaleza no Castelão.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/vasco-comeca-mal-como-mandante-e-busca-ter-mais-forca-em-casa-22052019

Neymar fica de fora da seleção do PSG de todos os tempos
Data: 22/05/2019

Quatro brasileiros - Ricardo Gomes, Thiago Silva, Maxwell e Raí - foram incluídos na equipe, em pesquisa realizada por jornal francês

O jornal L'Equipe divulgou nesta semana o resultado da pesquisa feita com internautas e jornalistas da publicação, em que foram escolhidos os 11 maiores jogadores da história do PSG, na opinião deles. Neymar não foi incluído no onze histórico da equipe francesa, mesmo tendo protagonizado, em 2017, a trasnferência mais cara da história do futebol, quando o Paris Saint-Germain desembolsou 222 milhões de euros para tirá-lo do Barcelona. As polêmicas envolvendo Neymar parecem ter ocupado mais espaço do que suas grandes atuações, na mente dos entrevistados. Isto porque, mesmo em um período de turbulência e de afastamento por contusão, o brasileiro vem apresentando um bom futebol dentro de campo. Nesta temporada, por exemplo, ele marcou 15 gols em 17 jogos pelo PSG, tendo dado sete assistências decisivas e sido fundamental para a conquista do título francês. Os internautas, porém, elegeram o seguinte time, incluindo quatro brasileiros: Lama; Sassus, Thiago Silva, Ricardo Gomes e Maxwell; Luis Fernández, Susic e Raí; Dahleb, Mbappé e Ibrahimovic.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/neymar-fica-de-fora-da-selecao-do-psg-de-todos-os-tempos-22052019


Data: 22/05/2019

Para o presidente, os governantes devem se empenhar ainda na redução de impostos. Ele citou como exemplo a redução da alíquota do ICMS

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (20) que falta dinheiro no governo federal e que se a reforma da Previdência não for aprovada, em no máximo cinco anos, não haverá recursos para pagamento de servidores na ativa. “Não podemos desenvolver muita coisa por falta de recursos, por isso precisamos da reforma da Previdência. Ela é salgada para alguns? Pode até ser, mas estamos combatendo privilégios. Não dá para continuar mais o Brasil com essa tremenda carga nas suas costas. Se não fizermos isso, 2022, 2023, no máximo em 2024, vai faltar dinheiro para pagar quem está na ativa”, disse. Bolsonaro recebeu, nesta segunda-feira, a Medalha do Mérito Industrial do Estado do Rio de Janeiro, em cerimônia na Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro). A premiação foi criada em 1965 e é destinada a personalidades nacionais e estrangeiras que desempenharam papel relevante para o desenvolvimento da indústria fluminense. Aos industriais, o presidente disse que está trabalhando para desburocratizar e melhorar o ambiente de negócios no país, para que os empresários brasileiros alcancem o sucesso e consigam gerar mais emprego e renda para a população. “O primeiro trabalho que queremos fazer é não atrapalhá-los, já estaria de bom tamanho, tendo em vista [a burocracia] que os senhores tem que enfrentar no dia a dia”, disse. PublicidadeFechar anúncio Como exemplo de medidas e projetos para facilitar a vida dos brasileiros, Bolsonaro citou a Medida Provisória da Liberdade Econômica, facilitação de licenças ambientais, o aumento da validade da carteira de habilitação de cinco para dez anos e a retirada de radares das rodovias federais. Para Bolsonaro, os governantes devem se empenhar ainda na redução de impostos. Ele citou como exemplo a redução da alíquota do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o combustível de aviação em São Paulo, de 25% para 12%. “Uma simples variação no ICMS do querosene de aviação faz com que São Paulo tenha mais aviões partindo de seus aeroportos que o nosso aqui, no Rio de Janeiro. Sinal que quanto menos a gente tributa, quanto menos interfere, maior desenvolvimento”, disse. Após a cerimônia, Bolsonaro participa de um almoço oferecido pelo presidente da Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira. O presidente retorna ainda hoje para Brasília, com previsão de chegada às 16h20 na capital federal.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/sem-reforma-faltara-dinheiro-para-salarios-em-2024-diz-bolsonaro-20052019

Governo não tem maioria para reforma da Previdência, diz Ramos
Data: 22/05/2019

Marcelo Ramos, presidente da comissão especial, estimou que PEC da reforma não tem apoio dos 308 votos necessários para ser aprovada

O presidente da comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa a proposta de reforma da Previdência, Marcelo Ramos (PR-AM), disse nesta segunda-feira que o governo do presidente Jair Bolsonaro é incapaz de formar uma maioria para aprovar a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma. Ele disse, no entanto, que o país não pode ficar refém dessa situação e que o Congresso vai liderar o processo da reforma, apontada como crucial para o equilíbrio das contas públicas. "Nós temos que isolar os problemas com a postura do governo e fazer o que tem que ser feito para o Brasil, que é fazer a reforma da Previdência andar. Independente do governo, vamos fazer a reforma andar", disse Ramos à Reuters. O deputado estimou que a PEC da reforma não tem o apoio de mais de 200 deputados, bem abaixo dos 308 votos necessários para ser aprovada em dois turnos de votação na Casa e ser encaminhada para análise no Senado. Ele apontou a precária relação de Bolsonaro com o Congresso como culpada. "Eu acho que as demonstrações dele (Bolsonaro) desde que ele era parlamentar, e agora são reafirmadas, são de desprezo à democracia. Agora precisamos isolar essa atitude antidemocrática e de pouco respeito às instituições e não deixar que o país paralise por conta dessa postura", afirmou o deputado. As declarações de Ramos vêm pouco depois de Bolsonaro afirmar em discurso na Firjan (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro) que o problema do Brasil é a classe política. Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-nao-tem-maioria-para-reforma-da-previdencia-diz-ramos-20052019

Câmara vai discutir aposentadoria de policiais e professores
Data: 22/05/2019

Entre os temas estão o BPC e o abono salarial, a aposentadoria do trabalhador rural e de categorias com critérios diferenciados

A Câmara dos Deputados retoma nesta semana as audiências temáticas da comissão especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição da reforma da Previdência (PEC 6/19). Entre os temas estão o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e o abono salarial, a aposentadoria do trabalhador rural e de categorias com critérios diferenciados como professores, policiais e magistrados. Na terça-feira (21), o colegiado convidou o assessor-chefe-adjunto da Presidência da República, Arthur Bragança Weintraub, o professor do Instituto de Economia da Unicamp (Universidade de Campinas), Pedro Rossi, a pesquisadora do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Luciana Jaccoud, e o diretor de programa na Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, Leonardo Rangel, para debater BPC e abono salarial. A aposentaria do trabalhador rural será discutida na quarta-feira (22) com o secretário especial adjunto de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, com a advogada Jane Lúcia Berwanger, representante IBPD (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário) e com representante da Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura). As categorias com critérios diferenciados de aposentadoria serão debatidas na quinta-feira (23) com o secretário adjunto de Previdência no Ministério da Economia, Narlon Gutierre Nogueira, e com o presidente da Contee (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino), Gilson Reis. Reforma tributária Em paralelo à discussão sobre a mudança nas regras de aposentadoria dos trabalhadores, deputados também analisarão o texto da reforma tributária (PEC 45/19). Na quarta-feira (22), a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara deve votar o relatório sobre a admissibilidade da PEC. O relator do texto, deputado João Roma (PRB-BA), apresentou seu parecer na semana passada. PublicidadeFechar anúncio A proposta institui IBS (Imposto sobre Operações com Bens e Serviços) que substitui três tributos federais — IPI, PIS e Cofins —, o ICMS, que é estadual, e o ISS, municipal. Todos eles incidem sobre o consumo. O IBS será composto por três alíquotas - federal, estadual e municipal; e União, estados e municípios poderão fixar diferentes valores para a alíquota do imposto. Plenário Segundo o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), o governo e o partido têm trabalhado para construir um consenso e viabilizar a votação de três medidas provisórias no plenário esta semana, entre elas, a MP 870/19 da reforma administrativa. A comissão mista que analisou a reforma administrativa introduziu modificações no texto, como a que retira o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça e Segurança Pública para transferi-lo de volta ao Ministério da Economia. Segundo o líder, o partido tentará manter o Coaf no Ministério da Justiça na votação em plenário. “Os deputados do PSL decidiram não apoiar essa mudança no Coaf. Tem um peso simbólico muito grande e uma questão jurídica envolvida em termos de facilitação de combate à lavagem de dinheiro, ao financiamento do terrorismo e à corrupção”. Para não expirar, o texto de conversão da medida provisória precisa ter a votação concluída nas duas Casas até o dia 3 de junho. Já a MP 863/18, que autoriza até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas com sede no Brasil, precisa ser aprovada pelo Congresso até dia 22 de maio para não perder a validade. Outra MP citada por Major Vitor Hugo é a 866/18 que cria a NAV Brasil (Brasil Serviços de Navegação Aérea S.A.). A MP autoriza o Executivo a implementar a NAV Brasil, em decorrência da cisão parcial da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária).

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/camara-vai-discutir-aposentadoria-de-policiais-e-professores-20052019

Grandes leilões acontecerão no 2º semestre, diz Guedes
Data: 22/05/2019

Novamente o ministro defendeu a criação de um novo "pacto federativo" com maior repartição de recursos com Estados e municípios

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quarta-feira (22), que, apesar de algumas privatizações e concessões já terem sido realizadas neste ano, os grandes leilões estão sendo preparados e acontecerão no segundo semestre. "Com as privatizações, vamos reduzir o endividamento, que é o segundo maior gasto do Estado, após a Previdência", afirmou, durante palestra de mais de uma hora de duração no Seminário Previdência organizado pelo jornal Correio Braziliense. Segundo ele, o terceiro maior gasto do governo federal é a despesa com pessoal. Durante a palestra, ele chegou a chamar parte do funcionalismo de "superburocratas", mas lembrou que 40% dos servidores se aposentarão nos próximos cincos anos. "Vamos travar os concursos. Vamos ter uma classe burocrática com mais qualidade e menos gente", completou. Veja também: Bolsonaro fala de Previdência com crianças e brinca com Guedes Guedes defendeu mais uma vez a criação de um novo "pacto federativo" com maior repartição de recursos com Estados e municípios. Ele ainda prometeu que 70% da arrecadação com a exploração do pré-sal irão para os entes federativos. "Não queremos uma porção de ministros com dinheiro no bolso trocando por votos. Não adianta recursos ficarem em Brasília, não são os ministros que vão consertar o País. O governador é que sabe se quer fazer estrada, escola ou saneamento", afirmou o ministro. Guedes ainda criticou os TCEs (Tribunais de Contas Estaduais) que, segundo ele, explosão financeira dos Estados. "Os TCEs terão que trabalhar nos padrões do TCU (Tribunal de Contas da União)", completou. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/grandes-leiloes-acontecerao-no-2-semestre-diz-guedes-22052019

CCJ abre sessão extraordinária para votar reforma tributária
Data: 22/05/2019

Votação estava prevista para acontecer às 14h, mas lideranças temiam sessão esvaziada diante do foco do governo na aprovação da MP dos ministérios

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara deu início nesta quarta-feira (22) à tarde, à sessão para votar a admissibilidade da proposta de reforma tributária apresentada pelo líder do MDB na Casa, Baleia Rossi (SP). A votação estava prevista para esta quarta às 14 horas, mas lideranças temiam uma sessão esvaziada diante do foco do governo na aprovação da MP (Medida Provisória) 870, que implementou a reestruturação dos ministérios, e que acontecerá durante esta tarde. O texto em análise foi uma iniciativa dos líderes da Câmara, com a anuência do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), frente à demora do governo em enviar uma proposta própria. O presidente da CCJ, Felipe Francischini (PSL-PR), afirmou que não colocará em pauta outro texto sobre o mesmo tema caso o governo ainda venha a enviar uma proposta de reforma tributária. "Eu não vou pautar duas admissibilidades (de reforma tributária). Se o governo quiser (modificar o texto), vai ter que encontrar um deputado para sugerir alguma emenda", disse. Se aprovada, a reforma tributária terá seu mérito analisado por uma comissão especial. Mas Rodrigo Maia só deve instalar esta comissão especial após o relator da reforma da Previdência, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentar o seu parecer. O tucano planeja apresentar o relatório até 15 de junho. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ccj-abre-sessao-extraordinaria-para-votar-reforma-tributaria-22052019

STF forma maioria para restringir provisão de remédio de alto custo
Data: 22/05/2019

Decisão determina que fornecimento de medicamento sem registro da Anvisa não é uma regra ou uma obrigação do poder público

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria na manhã desta quarta-feira (22) para impor restrições ao fornecimento de medicamentos de alto custo que não tenham registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O julgamento foi retomado pela manhã, mas os ministros ainda precisam chegar a um consenso sobre as condições para autorizar a distribuição desse tipo de remédio, já que há divergências entre os integrantes da Corte sobre os pré-requisitos necessários para obter a medicação. A avaliação predominante dos ministros é o de que a ausência de registro da Anvisa proíbe — como regra geral — o fornecimento de medicamento de alto custo. No entanto, os ministros entenderam que é possível (em caráter excepcional) justificar a concessão do remédio, desde que preenchidos certos pré-requisitos. Ou seja: para os ministros do STF, o fornecimento de medicamento de alto custo sem registro da Anvisa não é uma regra ou uma obrigação do poder público, e sim uma exceção que pode ser feita em certas circunstâncias. Os ministros ainda vão definir na sessão as condições para que se obtenha autorização judicial nesse sentido. O caso tem repercussão geral, ou seja, o entendimento firmado pelo Supremo deve basear decisões tomadas por diversas instâncias judiciais em todo o País. "A regra é que é indispensável o registro da Anvisa. Mas em hipóteses excepcionais se permite que caso a caso, eventualmente se chegue à conclusão diversa", frisou a ministra Rosa Weber. Requisitos A tese defendida pelo ministro Luís Roberto Barroso é a de que o Estado não pode ser obrigado a fornecer medicamentos experimentais, sem eficácia e segurança comprovadas, em nenhuma hipótese. Em relação a medicamentos não registrados na Anvisa, mas com comprovação de eficácia e segurança, o Estado somente pode ser obrigado a fornecê-los na hipótese de longa demora da Anvisa em apreciar o pedido de registro (prazo superior a 365 dias), quando preenchidos três requisitos: 1) a existência de pedido de registro do medicamento no Brasil; 2) a existência de registro do medicamento em renomadas agências de regulação no exterior; e 3) a inexistência de substituto terapêutico com registro no Brasil. Para Barroso, as ações que demandem fornecimento de medicamentos sem registro na Anvisa deverão necessariamente ser propostas em face da União. Custos De acordo com o Ministério da Saúde, os dez medicamentos mais caros para tratamento de doenças raras representaram 87% do total de R$ 1,4 bilhão gasto com a "judicialização da Saúde" em 2018. Para atender a 1.596 pacientes, o governo desembolsou R$ 1 2 bilhão (um custo médio de R$ 759 mil por paciente) no ano passado, segundo a pasta. "Embora o Judiciário tenha autoridade para conhecer dessas demandas, deve garantir que não haja prejuízo de toda uma coletividade em virtude de casos específicos que não acabam tendo a análise da eficácia, a análise da própria eficiência daquele tratamento na doença", disse o ministro Alexandre de Moraes. "Esse aumento da judicialização vem prejudicando a própria gestão das políticas públicas de saúde no Brasil. A Advocacia-Geral da União salienta que, somente no âmbito federal segundo dados atualizados, os valores que não chegavam a R$ 200 milhões em 2011 alcançaram no ano passado em 2018 R$ 1,316 bilhão, crescimento exponencial desses valores que são destinados a poucas pessoas e acabam fazendo falta a milhares de pessoas", completou Moraes. O ministro avalia que para que o fornecimento do medicamento seja autorizado pela Justiça, é preciso o preenchimento de requisitos, como o paciente comprovar que não tem condições de pagá-lo e a apresentação de um laudo médico. O ministro Ricardo Lewandowksi, por sua vez, defende a posição de que o medicamento deve ser fornecido quando é a família, e não apenas o paciente, que não pode custear o tratamento. Para Lewandowski, a Justiça também só pode autorizar o tratamento com a "comprovação robusta da necessidade" do medicamento, a indicação de inexistência de tratamento oferecido no âmbito do SUS e a apresentação de um atestado de eficácia do remédio. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/stf-forma-maioria-para-restringir-provisao-de-remedio-de-alto-custo-22052019

Governo altera decreto de armas e proíbe que cidadão porte fuzil
Data: 22/05/2019

Mudanças no texto foram publicadas no DOU (Diário Oficial da União) nesta quarta-feira (22)

O governo federal alterou o decreto que permite o porte de armas, impedindo que o cidadão comum porte fuzis. O novo texto foi publicado nesta quarta-feira (22) no DOU (Diário Oficial da União). Um ponto do decreto poderia liberar a venda de fuzis para cidadãos comuns. Maioria dos brasileiros não quer ter arma em casa Mudanças no texto foram anunciadas na terça-feira (21) pelo porta-voz da Presidência, , Otávio Rêgo Barros. O texto publicado no DOU afirma que as armas de fogo com uso restrito são as "não portáteis, de porte que, com a utilização de munição comum, atinjam, na saída do cano, energia cinética superior a mil e duzentas libras-pé e mil seiscentos e vinte joules; ou portátil de alma raiada que, com a utilização de munição comum, atinjam, na saída do cano, energia cinética superior a mil e duzentas libras-pé e mil seiscentos e vinte joules. As armas proibidas são as "classificadas de uso proibido em tratados internacionais dos quais a República Federativa do Brasil seja signatária ou dissimuladas, com aparência de objetos inofensivos". Em nota, o Palácio do Planalto afirma que um dos atos foi editado "com o objetivo de sanar erros meramente formais identificados na publicação original, como numeração duplicada de dispositivos, erros de pontuação, entre outros".

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-altera-decreto-de-armas-e-proibe-que-cidadao-porte-fuzil-22052019

Centrais sindicais se mobilizam para greve geral do dia 14 de junho
Data: 22/05/2019

Na terça-feira (21), representantes dos sindicatos se reuniram para discutir estratégias e preparar o material de divulgação da greve geral

As centrais sindicais estão empenhadas em estratégias para mobilização e divulgação da greve geral que organizam para o dia 14 de junho contra o governo Jair Bolsonaro. As reivindicações estão centradas em "derrubar" a reforma da Previdência, mas também tratam do crescente desemprego e reforçam a bandeira da Educação pública. Até o dia da greve, a agenda dos sindicalistas inclui plenárias estaduais para mobilização e também o apoio à segunda manifestação da UNE (União Nacional dos Estudantes) em resposta às medidas de contingência no Ministério da Educação, marcada para o dia 30 de maio. Nesta quarta-feira (22), dirigentes das principais entidades sindicais do Rio de Janeiro se reúnem com líderes nacionais para mobilizar trabalhadores para a paralisação. Na quinta-feira (23), o Distrito Federal tem sua plenária. As organizações circulam um abaixo assinado contra a proposta de reforma da Previdência do governo. "Estamos discutindo em cada Estado, não só em torno da unidade dos sindicatos, mas também para ganhar a sociedade para essa discussão", afirmou o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves Juruna. Na terça-feira (21), representantes das centrais sindicais se reuniram para tratar de estratégias e preparar o material de divulgação da greve geral. Os departamentos de comunicação desenvolveram propostas para o material da campanha. As sugestões serão apresentadas aos dirigentes e seguem a linha da defesa da aposentadoria, contra o desemprego e pela Educação pública, segundo os estrategistas de comunicação. Na segunda-feira (20), dirigentes das centrais dos trabalhadores de transportes e da UNE conversaram sobre a paralisação do dia 14 de junho. Na ocasião, os sindicalistas demonstraram otimismo depois da mobilização estudantil de 15 de maio. Foram registradas manifestações em mais de 170 cidades do País e, só em São Paulo, a estimativa foi de 250 mil presentes no primeiro protesto de rua contra Bolsonaro, de acordo com os organizadores. Copyright © Estadão. Todos os direitos reservados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/centrais-sindicais-se-mobilizam-para-greve-geral-do-dia-14-de-junho-22052019

Salame de Geladeira
Data: 16/05/2019

SALAME DE GELADEIRA

Link Notícia: https://www.youtube.com/embed/kIjGdHJvAbg

Governo estima economia de R$ 1,2 trilhão com reforma da Previdência
Data: 14/05/2019

Cálculos preveem economia de R$ 204,2 bilhões com restrição ao abono salarial e modificações no Benefício de Prestação Continuada em 20 anos

O Ministério da Economia previu nesta quinta-feira (25) uma economia de R$ 1,237 trilhão em dez anos com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que altera as regras para aposentadorias, elevação de 15% sobre o patamar de R$ 1,072 trilhão divulgado na apresentação do texto, em fevereiro. Nos dois casos, as cifras levam em conta apenas as mudanças para trabalhadores da iniciativa privada e para servidores públicos civis, sem considerar o projeto à parte que foi enviado ao Congresso para tratar da Previdência e da reestruturação de carreira dos militares. Em coletiva de imprensa, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, destacou que o governo vai defender a aprovação da PEC "na sua integralidade", após o presidente Jair Bolsonaro ter dito mais cedo nesta quinta-feira que a economia com reforma da Previdência tem de ser ao menos de 800 bilhões de reais em 10 anos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, tem insistido na necessidade de um impacto fiscal positivo de pelo menos R$ 1 trilhão para que seja possível lançar um novo regime de capitalização para a Previdência. No detalhamento do impacto fiscal das alterações, o Ministério da Economia projetou uma economia de R$ 169,4 bilhões com a restrição ao abono salarial e de R$ 34,8 bilhões com as modificações propostas para o BPC (Benefício de Prestação Continuada). Juntas, as duas iniciativas passaram a somar R$ 204,2 bilhões em uma década, ante cálculo anterior de R$ 182,2 bilhões. Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-estima-economia-de-r-12-trilhao-com-reforma-da-previdencia-25042019

PAT Indaiatuba oferece 36 vagas de emprego e salários chegam a R$ 2,1 mil; veja lista
Data: 14/05/2019

Interessados devem comparecer pessoalmente ao Posto de Atendimento ao Trabalhador, com RG, CPF, Carteira de Trabalho e PIS.

O Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) de Indaiatuba (SP) está com 36 vagas de emprego disponíveis nesta terça-feira (14). O tempo de experiência para ocupar a maioria das funções é de três a seis meses, mas algumas oportunidades não exigem tempo prévio de serviço. Os salários vão até R$ 2,1 mil, com a maior remuneração destinada ao cargo de motorista de caminhão-guincho. Os interessados devem comparecer ao PAT para análise de perfil e cadastro, com RG, CPF, Carteira de Trabalho e o número do PIS. As oportunidades são para todos os gêneros. Para concorrer às vagas de emprego, é necessário ter formação em ensino fundamental, médio ou técnico, dependendo da função. O PAT Indaiatuba fica na Rua Jacob Lyra, 344, no Parque das Nações, e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h. Mais informações pelo telefone (19) 3825-6622. Confira a lista de vagas Auxiliar administrativo (a) - 1 vaga Auxiliar de enfermagem - 1 vaga Auxiliar de linha de produção - 1 vaga Auxiliar de manutenção predial - 2 vagas Auxiliar de marceneiro (a) - 1 vaga Chapista de lanchonete - 1 vaga Chefe de serviço de limpeza - 1 vaga Cozinheiro (a) geral - 1 vaga Empacotador (a) a mão - 1 vaga Enfermeiro (a) - 1 vaga Fisioterapeuta geral - 1 vaga Fonoaudiólogo (a) geral - 1 vaga Marceneiro (a) - 1 vaga Mecânico (a) de manutenção de empilhadeiras - 1 vaga Mecânico (a) de refrigeração - 1 vaga Montador (a) de estruturas metálicas - 1 vaga Motorista carreteiro (a) - 1 vaga Motorista de caminhão - 1 vaga Motorista de caminhão-guincho - 1 vaga Operador (a) de prensa - 1 vaga Operador (a) de zincagem - 1 vaga Pedreiro (a) - 1 vaga Pizzaiolo (a) - 1 vaga Programador (a) de máquinas - 1 vaga Serralheiro (a) de alumínio - 1 vaga Soldador (a) - 2 vagas Técnico (a) de enfermagem - 3 vagas Técnico (a) em manutenção de equipamentos de informática - 1 vaga Torneiro (a) mecânico (a) - 1 vaga Vendedor (a) - 1 vaga Vendedor (a) de serviços - 1 vaga Vigilante - 1 vaga

Link Notícia: https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/concursos-e-emprego/noticia/2019/05/14/pat-indaiatuba-oferece-36-vagas-de-emprego-e-salarios-chegam-a-r-21-mil-veja-lista.ghtml

Prefeitura não pode regulamentar os patinetes, diz advogado
Data: 14/05/2019

Maurício Januzzi, ex-presidente da Comissão de Direito Viário da OAB, afirma que só após resolução do Contran é que município pode mudar regras

"Quem regulamenta a atividade é o Contran, no âmbito federal. A Prefeitura de São Paulo não pode fazer isso", afirma o advogado especialista em trânsito Maurício Januzzi, que já foi presidente da Comissão de Direito Viário da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo), sobre as regras anunciadas nesta segunda-feira (12) pela Prefeitura de São Paulo no que diz respeito à circulação de patinete. PUBLICIDADE De acordo com o decreto, as regras para o uso de patinetes são: obrigatoriedade do uso de capacete, proibição de circulação nas calçadas, velocidade máxima da patinete será de 20 km/h e os equipamentos só poderão circular em ciclofaixas, ciclovias e ciclorrotas ou ruas com limite de até 40 km/h. Leia mais: Ladrões usam patinetes para roubar pedestres e ciclistas em São Paulo “Todas as regras vão ao encontro do que existe na legislação, mas não é a prefeitura que tem que fazer isso. Primeiro, é o órgão de alçada federal”, justifica. “Depois que o Contran estabelecer resolução, aí ela (prefeitura) pode fazer alguma mudança sobre alguma particularidade do município.” O especialista em trânsito Eduardo Biavati acredita que é importante ter regras sobre o uso do equipamento. “Mas precisa fazer isso com base em um estudo. É um esforço municipal, e mostra que a cidade está preocupada, mas nesse caso não compete ao município”, diz ele. As multas em caso de descumprimento serão aplicadas às empresas e podem variar de R$ 100 a R$ 20 mil — caberá as companhias, então, decidir se repassam ou não o valor ao usuário. “Se a gente não controla nem a velocidade de ônibus em corredores, por exemplo, como iremos controlar a velocidade de um patinete?”, indaga o especialista. Ele recorda o plano de expansão da rede cicloviária, iniciado pelo então prefeito Fernando Haddad (PT). “Se a prefeitura tivesse seguido com o plano, teríamos muito mais ciclovias espalhadas pela cidade e, dessa forma, facilitado o uso do patinete hoje em dia”, argumenta. “Mas como isso não aconteceu, é difícil também legislar contra a circulação em vias públicas.” “É um ponto que deve ser debatido. Os patinetes não são somente brinquedos, mas também meios de circulação. E podem machucar. Então, é interessante que estabeleça, de fato, uma velocidade máxima”, acrescenta Biavati. PublicidadeFechar anúncio Regras Entre as regras que as empresas devem seguir estão o fornecimento de capacetes para usuários, seguro que cubra danos e acidentes pessoais, e os patinetes não poderão ser usados por mais de uma pessoa por vez. As operadoras deverão se cadastrar na prefeitura e disponibilizar seus dados à administração municipal. Dessa forma, elas terão que comprovar infraestrutura para recolher, realizar manutenção corretiva e preventiva dos equipamentos, além de promover campanhas educativas e disponibilizar no aplicativo um manual de condução defensiva, informando sobre a utilização segura dos aparelhos. A prefeitura exige, também, que as empresas deverão evitar a concentração de equipamentos estacionados em logradouros públicos. Caso isso ocorra, terão a obrigação de recolhê-los, sob pena de apreensão por agentes públicos. Veja também: Homem que atropelou usuário de patinete se apresenta à polícia Fiscalização A fiscalização será feita pela autoridade de trânsito e por agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e das Subprefeituras, com apoio da GCM (Guarda Civil Metropolitana). As portarias para complementação de regulamentação devem ser editadas pela SMT (Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes). No início de janeiro deste ano, a SMT constituiu um grupo de trabalho para conduzir o processo de regulamentação do sistema de compartilhamento de patinetes elétricos na capital paulista. A elaboração da normatização completa, com eventuais ajustes, deverá ser concluída em até 90 dias.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/prefeitura-nao-pode-regulamentar-os-patinetes-diz-advogado-14052019

Japão, o país onde o consentimento sexual não significa nada
Data: 14/05/2019

Decisões judiciais inocentando homens acusados de estupro levam mulheres japonesas a fazer protestos contra as leis sobre abuso sexual do país

Uma recente série de decisões judiciais que inocentou acusados em casos de estupro no Japão gerou polêmica e reavivou o debate sobre a ambiguidade na legislação do país, cuja ampla interpretação deu lugar a veredictos inacreditáveis. Mais de 400 pessoas se concentraram em frente à Estação de Tóquio no dia 11 de abril para protestar contra sentenças nas quais os juízes reconheceram relações sexuais não-consentidas, mas absolveram os agressores ao considerar que as vítimas poderiam ter oferecido mais resistência ou que a intencionalidade do abuso não ficou provada. Leia também: Portugal aprova lei que amplia definição de estupro No veredicto de 12 de março, um tribunal de Fukuoka declarou inocente um homem que teve relações sexuais com uma mulher tão bêbada que intercalava entre vômitos e perda de consciência, porque "interpretou mal" sua atitude. Sete dias depois, um juiz de Shizuoka absolveu um homem de 45 anos do estupro a uma mulher de 25 porque considerou que a agressão "não foi intencional" diante da falta "de resistência". A defesa tinha argumentado que ele estava em estado de "choque". O caso que mais ganhou repercussão foi a decisão ditada em março deste ano por um tribunal de Nagoya, que inocentou um pai que estuprou sua filha diversas quando esta tinha 19 anos porque o juiz considerou que a jovem tinha condições de resistir. Sentenças "misóginas e injustas" As sentenças são "misóginas e injustas", disse à Agência Efe a ativista Akiko Matsuo, de 41 anos, uma das organizadoras dos protestos no país. "Pode ser que o número seja pequeno comparado com atos realizados no exterior, mas no Japão, se um protesto reunir 400 mulheres, é um marco importante", disse a japonesa, sobretudo em um país no qual o estupro continua sendo um tema praticamente tabu. As mobilizações buscam ser, além disso, "um protesto contra a sociedade japonesa, que permite que aconteçam estas decisões judiciais". "O reconhecimento de que as relações sexuais não pactuadas são estupro não é aceito entre os homens japoneses", disse Matsuo, que teme que "estas sentenças fortaleçam a ideia na sociedade japonesa de que as mulheres não têm direitos humanos". Para Yumi Itakura, do escritório público de Tóquio, estes veredictos "podem ter uma influência muito negativa e dissuasória" em futuras denúncias. A advogada, de 47 anos, acredita que o problema principal é "uma interpretação muito literal" da lei e mostra uma falta de formação dos juízes sobre "a realidade dos casos de estupro, incluindo a situação psicológica das vítimas". Culpa da vítima No Japão, os criminosos sexuais não podem ser condenados só por manter relações sexuais sem consentimento, é necessário provar que a violência ou intimidação usada pelo agressor fez com que fosse "extremamente difícil para a vítima resistir". O Comitê para a Eliminação da Discriminação Contra a Mulher (CEDAW) das Nações Unidas já recomendou, sem sucesso, ao Governo do Japão que ofereça treinamento sobre gênero aos juízes, promotores e pessoas envolvidas nestes tipos de casos. A legislação japonesa faz, além disso, distinção entre agressões que profissionais como Itakura consideram humilhante para a vítima. O estupro é classificado como "relação sexual forçada" no código penal japonês desde sua emenda de 2017, a primeira em 110 anos, que permitiu, entre outras coisas, reconhecer um homem como vítima. Se a agressão sexual acontecer "aproveitando a perda de consciência ou incapacidade da vítima resistir", o termo legal é "quase relação sexual forçada". Para Itakura, os tecnicismos deveriam ser eliminados, porque favorecem que os requisitos para uma decisão de culpa "dependam da mentalidade do juiz". "Se não há consentimento, é estupro", opinou. Segundo o livro branco sobre criminalidade da Agência Nacional de Polícia do Japão, em 2018 houve 1.307 denúncias de estupro no país e 5.340 casos de crimes sexuais de outros tipos. Itakura considerou que os números não refletem os casos reais, "porque a maioria das vítimas não denuncia". O número de processos é menor. Segundo o último relatório anual da promotoria, 36,6% dos casos de crime sexual (desde violações a incidentes de assédio) acabaram nos tribunais em 2017. Isto acontece, explicou a advogada, porque há casos que são resolvidos com um acordo prévio ou porque as vítimas não querem ir a julgamento e sentir que reviveram a experiência em vão.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/japao-o-pais-onde-o-consentimento-sexual-nao-significa-nada-14052019

Volume de compradores de imóveis atinge maior nível desde 2014
Data: 14/05/2019

Dois de cada três brasileiros que realizaram o sonho da casa própria nos últimos meses optaram pela aquisição de imóveis usados, afirma FipeZap

O volume de brasileiros que compraram um imóvel atingiu o maior patamar desde 2014 ao saltar de 10% para 14% nos primeiros três meses deste ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados nesta terça-feira (14), pelo índice FipeZap. Para chegar ao resultado, o levantamento perguntou a 4.484 usuários do portal ZAP se eles tinham comprado um imóvel ao longo dos últimos 12 meses. Entre os compradores, 63% afirma que vai morar no local e os 37% restantes aposta no imóvel como forma de investimento. Metro quadrado residencial custa, em média, R$ 7.187 no Brasil Dos que se declararam compradores, 66% disseram ter adquirido imóveis usados. O resultado é o mesmo registrado no último trimestre do ano passado e segue como o maior para esse tipo de análise desde a primeira divulgação do índice. O estudo também apurou que apenas 29% dos brasileiros manifestaram interesse em comprar um imóvel entre maio e junho. O resultado é 8 pontos percentuais inferior ao registrado no mesmo período do ano passado. Entre os potenciais compradores, 41% demonstra interesse pelos imóveis usados e apenas 12% é favorável à aquisição de uma residência nova. Para 47%, a condição do imóvel é indiferente. Preços O maior volume de compradores dos últimos cinco anos pode ser justificado pela queda na percepção de que os preços dos imóveis estão em níveis altos ou muito altos. No primeiro trimestre deste ano, os respondentes se distribuíram entre os que achavam que os preços atuais estão altos ou muito altos (56%), em nível razoável (28%) e baixos ou muito baixos (14%). Vendas e lançamentos de imóveis crescem em março No mesmo período do ano passado, apenas 17% avaliavam que os preços estavam baixos ou muito baixos e 45% classificaram os valores como altos ou muito altos. Questionados sobre a expectativa para os próximos 12 meses, 43% apostam na estabilidade dos preços, enquanto 28% observam os imóveis mais caros. Outros 14% disseram esperar que os preços caiam.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/volume-de-compradores-de-imoveis-atinge-maior-nivel-desde-2014-14052019

STJ deve julgar hoje pedido de liberdade de Michel Temer
Data: 14/05/2019

Ex-presidente está preso desde quinta-feira (9), quando se entregou à Polícia Federal em São Paulo, após determinação da Justiça Federal do Rio

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) deve julgar nesta terça-feira (14) o pedido de habeas corpus do ex-presidente Michel Temer, durante sessão ordinária do colegiado, com horário de início previsto para as 14h. PUBLICIDADE O pedido da defesa foi distribuído ao ministro Antonio Saldanha Palheiro. Temer está preso desde quinta-feira (9), quando se entregou à Polícia Federal em São Paulo, após determinação da Justiça Federal do Rio. Temer e seu amigo João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, são alvos da Operação Descontaminação, desdobramento da Operação Lava Jato no Rio para investigar supostos desvios em contratos de obras na usina Angra 3, operada pela Eletronuclear. Os investigadores apontam desvios de R$ 1,8 bilhão. O ex-presidente ficou até segunda-feira em uma sala da Superintendência da PF, na Lapa, zona oeste de São Paulo, quando foi autorizada pela Justiaça a sua transfência para uma sala do Estado-Maior do Comando de Policiamento de Choque da PM de São Paulo, na Luz, região do Bom Retiro.

Link Notícia:

Após confronto, mulher baleada na Cracolândia morre em São Paulo
Data: 10/05/2019

Ação da GCM deixou ao menos três feridos após um tiroteio. Tumulto teve início após uma apreensão de drogas na região

Uma mulher que havia sido baleada após um confronto entre usuários e guardas da CGM, na quinta-feira (9), na Cracolândia, no centro de São Paulo, morreu. A confirmação foi dada pela Santa Casa de Misericórdia, para onde ela foi socorrida. De acordo com a Guarda Civil Metropolitana, após o serviço de zeladoria, alguns usuários voltaram para a região, e os agentes abordaram dois deles, com uma mochila. Segundo informações da Record TV, a mulher estava sem documentos. Após revista, seis pessoas foram presos em flagrante por tráfico e drogas e foram apreendidas. Ainda segundo a GCM, os usuários se exaltaram e atacaram agentes e viaturas com paus e pedras. Durante o confronto, a mulher foi baleada na cabeça. Confronto Segundo o major Robinson Castropil, comandante do BAEP, o tumulto teve início por volta das 13h após uma apreensão de drogas feita pela GCM. A ação fez, segundo o oficial da PM, que pessoas que estavam no fluxo da Cracolândia começassem a brigar. Usuários de drogas na região teriam jogado pedras em direção à GCM. Leia mais: 'Só ouvi o zunido', diz GCM sobre tiros em ação na Cracolândia, em SP "Nessa briga, tiros foram disparados dentro do fluxo", disse Castropil. O major não soube precisar quem fez o socorro às vítimas, mas afirmou que, com os disparos, o fluxo se dispersou em uma grande correria. Segundo a Polícia Civil, um suspeito teria disparado contra agentes municipais e conseguido fugir, logo em seguida. "Usuários de crack se dirigiram às avenidas Rio Branco e Duque de Caxias. Parte foi para a Praça Júlio Prestes. "Eles pularam o muro e entraram no nosso prédio", disse uma auxiliar de limpeza que trabalha nos condomínios residenciais do governo do Estado, recém instalados ali. Ela não quis se identificar. Ainda segundo Castropil, inicialmente a GCM e policiais do 13º Batalhao da PM, unidade que atende a Cracolândia, tentaram evitar a correria, mas precisaram do reforço do BAEP. "Fizemos um trabalho de agrupar as pessoas na praça (Júlio Prestes) para fazer a limpeza e revistas. Agora as coisas se acalmaram", disse o PM, por volta das 17h30. A mulher atingia teria sido encaminhada à Santa Casa de Misericórdia. A polícia não soube informar se a vítima foi atingida por tiros da GCM ou do suspeito, que conseguiu fugir. Não há informações sobre a idade da vítima nem seu estado de saúde. Guardas da GCM levaram cápsulas de calibre .380 ao 77º DP, que seriam do suspeito armado. Em apoio à ação da Prefeitura, a PM fez um cerco aos dependentes químicos na região da Luz e fechou o acesso à rua Helvétia, causando transtorno no trânsito da região. Apesar da ação policial, usuários se espalharam pelo entorno da Praça Princesa Isabel usando crack. Contatada, a Secretaria Municipal de Segurança Urbana informou que ainda estava apurando as informações sobre o episódio. Limpeza Há dez dias, outra ação semelhante já havia resultado em troca de tiros, correria e depredação no mesmo local. Guardas municipais foram alvo de tiros de ao menos dois suspeitos na terça-feira passada, 30 de abril, em outra operação de limpeza. Na ocasião, a PM também cercou os quarteirões ao redor da Helvetia e jogou bombas de efeito moral e gás. Houve correria, depredação e fechamento do comércio no entorno. Vários moradores de rua foram pisoteados.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/apos-confronto-mulher-baleada-na-cracolandia-morre-em-sao-paulo-10052019

receita ropa vieja
Data: 03/05/2019

receita ropa vieja

Link Notícia: https://www.youtube.com/embed/sqtS37LCyuM

Modelo Caroline Bittencourt está desaparecida no litoral de SP
Data: 29/04/2019

De acordo com o Corpo de Bombeiros, barco em que a modelo e o marido estavam virou durante tempestade, em Ilhabela, no domingo (28)

A modelo Caroline Bittencourt, de 37 anos, desapareceu na região de Ilhabela, litoral norte de São Paulo. Ela estaria em uma embarcação que teria sido atingida por uma onda durante forte tempestade ocorrida no último fim de semana. O empresário Jorge Sestini, marido de Caroline, também estava no barco, modelo Catamarã, conseguiu escapar. Ele conseguiu nadar até uma praia após o acidente. O Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo confirmou que o catamarã foi localizado em Ubatuba, também no litoral norte paulista. De acordo com o capitão Marcos Palumbo, em entrevista ao apresentador Reinaldo Gottino, no programa Balanço Geral SP, da Record TV, a corporação recebeu um chamado na tarde do último domingo (28) e enviou lanchas para o Canal de São Sebastião, local do acidente, com o objetivo de iniciar a operação de resgate. As equipes estão trabalhando para localizar as vítimas ainda com vida. O litoral paulista registrou neste domingo, durante as fortes chuvas, rajadas de vento de até 150 km/h. Os dois foram namorados durante cinco anos e chegaram a marcar o casamento. Pouco antes de selarem a união, no entanto, eles anunciaram o rompimento, alegando incompatibilidade de agendas.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/modelo-caroline-bittencourt-esta-desaparecida-no-litoral-de-sp-29042019

Luciele Di Camargo desabafa sobre maternidade:
Data: 29/04/2019

Mãe de Maria Eduarda, de 8 anos, e Davi, de 4, frutos de seu casamento com o jogador Denilson, a atriz abriu o coração no Instagram

Luciele Di Camargo utilizou o Instagram para desabafar sobre a maternidade. Mãe de Maria Eduarda, de 8 anos, e Davi, de 4, frutos de seu casamento com o ex-jogador Denilson, ela comentou que existe um dilema sobre criar filhos e ainda encontrar tempo para tocar os projetos pessoais. "Minhas filhas estouraram a minha bolha", conta Samara Felippo "Estou vivendo um dilema que muitas mães vivem. Me dedicar única e exclusivamente à maternidade ou tentar conciliar isso com outra função/trabalho? Um dia, me culpo por passar a semana toda e olhar para trás e ver que não fiz nada para mim, outro dia me culpo porque deixei as crianças e passei o dia fora, resolvendo zilhões de coisas", contou. "Não quero chegar lá na frente e culpar meus filhos por ter me deixado de lado, não quero chegar lá na frente e não me reconhecer ou não reconhecer o que fiz ou se fiz, ou não fiz", desabafou. A atriz comentou ainda que pensa em lançar um canal no Youtube para se ocupar e consultou os seguidores sobre quais temas ela deveria explorar.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/luciele-di-camargo-desabafa-sobre-maternidade-dilema-29042019

Um filme por R$ 12 mil: como funciona a Red Carpet Home Cinema, a 'Netflix dos ricos
Data: 29/04/2019

Plataforma cobra taxa inicial de U$ 15 mil e exige limite de US$ 50 mil, ou equivalente a R$ 196 mil, no cartão de crédito para novos membros - que ainda terão de desembolsar US$ 3 mil para ver, em casa, lançamentos que acabaram de chegar ao cinema

Uma nova plataforma de filmes on demand foi lançada no mês passado nos Estados Unidos e, imediatamente, ganhou o apelido de "Netflix dos milionários". Chamada de Red Carpet Home Cinema, algo como "o tapete vermelho do cinema em casa" em versão livre para o português, a plataforma cobra US$ 15 mil, o equivalente a R$ 59 mil, de taxa inicial para oferecer o que diz ser "um serviço de luxo que te dá acesso a filmes assim que eles são lançados". E é preciso desembolsar US$ 3 mil, ou cerca de R$ 12,8 mil, para assistir a cada um desses lançamentos. O dono da plataforma é Fred Rosen, um empresário americano que já esteve à frente do Ticketmaster, um dos sites de vendas de ingressos mais bem sucedidos do mundo. Apesar de o público alvo serem americanos ricos com salas de cinema em casa, o sistema usado pelo Red Carpet é compatível com a maioria das configurações das televisões em alta resolução lançadas nos últimos três anos. "Todo produto ou serviço, eu acho, tem que ter uma versão de luxo. E eu pensei: 'por que não, filmes?'", disse Fred Rosen, em uma entrevista recente ao New York Times. Desde dezembro, 25 domicílios estão acessando o Red Carpet como parte de um teste. Por enquanto, o "Netflix dos ricos" só está disponível nos EUA. Com a benção de Hollywood Explorar o mercado de lançamentos do cinema não é exatamente uma ideia nova. Mas iniciativas semelhantes falharam ao tentar faturar com os filmes novos mais aguardados. Diferente de outras iniciativas, Rosen tem a benção dos principais estúdios de Hollywood, que antes ficavam preocupados em não contrariar as grandes redes de salas de exibição convencionais e em evitar serem pirateados. O catálogo do Red Carpet é bem menor que o do Netflix – tem apenas 40 filmes. Mas são todos lançamentos recentes, incluindo Nasce uma Estrela, com Lady Gaga e Bradley Cooper. Um dos estúdios parceiros é a Disney, dona da marca Guerra nas Estrelas – e um novo capítulo da saga está previsto para dezembro. Os assinantes do Red Carpert pagam de US$ 1,5 mil a US$ 3 mil por título, ou o equivalente de R$ 6 mil a R$ 12 mil. Os filmes podem ser assistidos duas vezes, num intervalo de 36 horas. "Acho que poderemos ganhar mais estúdios parceiros", disse Rosen. "Somos um nicho", admite o criador da plataforma, emendando que qualquer quantia que os estúdios faturarem com o Red Carpet é "dinheiro". O Red Carpet leva a sério a seleção de clientes. Não basta ter o dinheiro para pagar a adesão ou alugar o lançamento. É preciso ter um limite alto no cartão de crédito: pelo menos US$ 50 mil. Isso mostra que a nova plataforma não tem os mesmos objetivos da Netflix nem pretende se popularizar. Ao contrário da Netflix, Rosen parece não se preocupar com o número de assinantes. Ele e o sócio Dan Fellman acreditam que ter cerca de 4 mil clientes pode render cerca de US$ 300 milhões anuais para a plataforma. "Não precisamos atingir nem os 10 mil", diz Rosen. Nos EUA, havia mais de 17 milhões de milionários em 2017, de acordo com um relatório do banco Credit Suisse de 2018. No mundo, segundo o mesmo documento, eram mais de 42 milhões. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/um-filme-por-r-12-mil-como-funciona-a-red-carpet-home-cinema-a-netflix-dos-ricos-24042019

Ela aceitou R$ 40 mil para terminar o relacionamento e explicou motivo
Data: 29/04/2019

Mulher conta que fez acordo com sogra: "A família dele sempre me tratou muito mal, então, na época, eu senti que era uma espécie de recompensa”

Você terminaria um relacionamento por dinheiro? Foi o que uma usuária do Reddit fez. A história foi contada em um post da rede social: ela aceitou US$ 10 mil (cerca de R$40 mil) dos pais de seu noivo para terminar a relação. Os detalhes do caso, no entanto, são um pouco mais complexos. No texto, ela revela que conheceu seu ex-noivo na faculdade e que eles namoraram durante anos, até que ele a pediu em casamento. A moça sabia que os pais dele não a consideravam “boa o suficiente” para o filho, o que, inicialmente não foi um problema. Afinal, eles estavam apaixonados e ela acreditava que, juntos, eles poderiam lidar com a questão. O que aconteceu, porém, não foi bem assim. Após o noivado, ela notou que o parceiro estava diferente, se distanciando dela e se tornando cada vez mais parecido com os pais. “Ele começou a ser extremamente controlador. Queria saber onde eu estava a todo momento. Ele chegou a dizer que, após o nosso casamento, ele queria uma agenda com o meu dia, assim ele saberia onde eu estou sempre”. A situação piorou ainda mais quando ela descobriu novas características em seu noivo. “Além disso, eu descobri que ele é um alcoólatra que pode ser muito violento quando bêbado. Os alertas já eram o suficiente para eu decidir me afastar, e tudo só piorou quando ele disse que ‘conseguiria alguém melhor’ que eu”, desabafou. A mulher, então, decidiu terminar tudo, quando a sogra ligou, oferecendo os US$ 10 mil pelo fim do relacionamento. “Nós fizemos um acordo de não contar para o meu ex ou para ninguém o nosso acordo. Então, na mesma noite, eu fui para casa, fiz as minhas malas e terminei o noivado”, confessou. No post, ela relembra do momento do término. “Me mudei na semana seguinte e nunca mais o vi. Ele me ligou múltiplas vezes, mas eu ignorei as chamadas. Amigos em comum dizem que ele está acabado e que ainda me ama. Os pais dele, no entanto, me ligaram agradecendo e me desejando boa sorte”, escreveu. “Eu já estava planejando terminar o relacionamento, nada mudaria isso. O dinheiro, no entanto, ajudou. Fui errada ao aceitá-lo? A família dele sempre me tratou muito mal, então, na época, eu senti que era uma espécie de recompensa”, justificou. Pelos comentários, os usuários do Reddit comentaram a decisão, muitos em tom de apoio. E você, concorda?

Link Notícia: https://meuestilo.r7.com/hypeness/ela-aceitou-r-40-mil-para-terminar-o-relacionamento-e-explicou-motivo-24042019

Mãe de Neymar parte em defesa do jogador após ele agredir torcedor
Data: 29/04/2019

Jogador novamente buscou explicações para justificar sua conduta e recebeu o apoio de amigos, sem pedir desculpas ao torcedor agredido

A agressão do atacante Neymar a um torcedor do Rennes, após a derrota do PSG, por 6 a 5, nos pênaltis, na decisão da Copa da França, é mais uma ocorrência que tumultuou a carreira do jogador, justamente em um momento em que ele precisava de tranquilidade, após retornar de uma contusão que o deixou três meses parado. Leia mais: Uma pintura! Veja grafites de atletas retratados nas paredes A mãe dele, Nadine, partiu em defesa do filho nas redes sociais, sem mencionar o soco que ele deu no rosto do jovem francês de 28 anos, após a partida no sábado (27), que terminou empatada por 2 a 2 no tempo normal. Ela disse, no Instagram de Neymar, para o filho "continuar olhando para a frente." “Tudo se encontra nas mãos de Deus, somente ele sabe todas as coisas... Vamos continuar olhando para frente e principalmente acreditar sempre neste Deus... Te amo.” Outros jogadores e ex-jogadores, como Nenê (São Paulo), Amaral (Palmeiras), Rivaldo e o assessor de marketing de Neymar, Alex Bernardo, fizeram posts dando apoio ao jogador, após ele dizer, pelo Twitter, que "não gosta de perder". Sem desculpas Foi mais uma das muitas explicações do jogador após uma das muitas polêmicas que ele coleciona. Na última semana, foi suspenso por três jogos da próxima Champions League por ter reclamado da arbitragem no jogo em que o PSG foi eliminado pelo Manchester United, nas oitavas da competição. Agora, ele preferiu ressaltar o seu retorno, a sua boa atuação e sua tristeza com a derrota, mesmo em uma disputa de título conquistado corriqueiramente pela equipe nos últimos anos. “Ninguém gosta de perder, eu então ... quem me conhece sabe o quanto sou competitivo e o quanto a derrota me abala. Mas perder faz parte da vida de um atleta, nos faz crescer, nos faz pensar, nos faz melhorar.” Depois, ele mais uma vez justificou, também no Instagram, a agressão. "Tô errado? Tô. Mas ninguém tem sangue de barata." Nem pensou em pedir desculpas ao agredido Edouard, que, segundo a rede RMC, tem 28 anos e trabalha como motorista de entregas. Pela leitura labial de um dos vídeos, segundo a emissora, na passagem dos jogadores rumo às tribunas, para a premiação, o torcedor xinga Gianluigi Buffon de “idiota” e chama Marco Verratti de “racista”. Para Neymar, ele diz “Vai aprender a jogar futebol” e então é atingido com um soco. Ao jornal L'Equipe, o agredido garante que não ofendeu Neymar. “Eu não o insultei, disse que ele era nulo, o futebol é assim... Quando os jogadores passaram, Verratti, Buffon, disse a eles: ‘vocês são ruins, vai Rennes’.” "Eu não o insultei, eu disse a ele que eles foram nulos, esse é o jogo, abrangendo toda a equipe. Quando os jogadores chegaram, Verratti, Buffon, eu joguei eles "você é inútil, vai Rennes! " Segundo a RMC, ele ainda disse, na saída do estádio, que o clube parisiense lhe garantiu que iria tomar providências. “Imediatamente a segurança do PSG veio até mim para me dizer que iriam consertar isso. Estou tremendo, meu lábio está aberto e meu nariz está sangrando. Eu teria que dirigir de volta para Nantes, mas acho que vou dormir por aqui" completou Edouard, à RMC, na saída do estádio. Na zona mista, Neymar também criticou os jovens da sua equipe. "O balanço é de ser mais homem dentro do vestiário, mais unido. Todo mundo correr. Pelo que vejo ali, tem muito jovem que é um pouco, não digo perdido, mas faltam mais ouvidos do que a própria boca. Algum cara mais experiente fala, e eles retrucam, ou o próprio treinador fala e eles retrucam. Isso não é um time que vai longe, um time que vai ter sorte no final. A gente peca nisso. Precisamos ter mais inteligência de administrar isso, e eles mais do que nós. A gente tem bagagem e eles precisam respeitar mais. Da mesma forma de quando eu comecei, que escutava bastante e respeitava. Eles precisam seguir esse caminho também." Sábias palavras do craque. Que ele, em muitas ocasiões, também deveria seguir.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/mae-de-neymar-parte-em-defesa-do-jogador-apos-ele-agredir-torcedor-28042019

Zé Rafael entra, faz dois e Palmeiras goleia Fortaleza no Brasileirão
Data: 29/04/2019

Meia, que substituiu Ricardo Goulart (lesionado), teve grande atuação e marcou dois na vitória alviverde por 4 a 0, neste domingo, no Allianz Parque

O Palmeiras começou bem o Campeonato Brasileiro de 2019. No confronto entre o atual campeão da Série A e o vencedor da Série B, neste domingo (28), no Allianz Parque, em São Paulo, o time alviverde paulista levou a melhor e goleou a equipe cearense por 4 a 0. Marcado pela perda do último pênalti na semifinal do Paulistão diante do São Paulo, que resultou na eliminação da equipe palmeirense, o meia Zé Rafael — que entrou no lugar de Ricardo Goulart (lesionado) e se tornou um dos destaques da partida —, o lateral-direito Marcos Rocha e o volante Bruno Henrique fizeram os gols. Leia mais: Corinthians perde de virada para o Bahia em Salvador Antes do jogo, os 26.701 pagantes que compareceram à arena do clube alviverde tiveram a oportunidade de assistir a um show de abertura com o Di Ferrero, torcedor palmeirense declarado. O artista também interpretou o Hino Nacional antes do duelo. O jogo A qualidade técnica do jogo foi comprometida, especialmente nos primeiros movimentos, pelas condições do gramado após a forte chuva que caiu sobre a região do Allianz Parque. O Palmeiras procurou garantir o domínio das ações ofensivas desde o apito inicial. Mas foi o Fortaleza que assustou primeiro. Aos 5 minutos, Wellingon Paulista arriscou de longe e obrigou o goleiro Weverton a se esticar para evitar surpresas desagradáveis. Logo aos 7 minutos, o técnico Felipão sofreu uma importante baixa e teve que fazer uma substituição: o meia Ricardo Goulart caiu no gramado e não teve condições de continuar na partida. Zé Rafael entrou em campo. Aos 9 minutos, o ataque do time alviverde criou uma boa chance. Bruno Henrique chutou forte, o goleiro Felipe Alves rebateu nos pés de Dudu, que completou para as redes da equipe cearense. No entanto, o assistente assinalou a posição irregular do palmeirense. O VAR foi consultado e a arbitragem confirmou a invalidação do lance. E, aos 16, no primeiro lance de Zé Rafael com a bola nos pés, o meia recebeu um cruzamento de Diogo Barbosa na área pelo lado esquerdo, limpou a zaga e chutou forte, vencendo Felipe Alves e marcando o primeiro gol do Palmeiras no Brasileiro. O time mandante seguiu pressionando o Fortaleza e teria ampliado a vantagem, aos 27 minutos, não fosse a grande intervenção de Felipe Alves. O goleiro pegou uma finalização à queima-roupa de Dudu, que estava sozinho na área após receber passe de Zé Rafael, que havia feito uma linda jogada e envolvido a defesa do Fortaleza. Antes do fim da primeira etapa, uma decisão da arbitragem gerou polêmica e irritou os palmeirenses. Dudu recebeu em velocidade pela direita, sofreu falta da zaga do Fortaleza, mas seguiu no lance. No entanto, o árbitro havia parado a jogada e impediu um ataque perigosíssimo da equipe alviverde. Palmeiras arrasador PublicidadeFechar anúncio No segundo tempo, o panorama não mudou: o Palmeiras voltou com disposição para aumentar a vantagem e seguiu sufocando o adversário em seu campo. No primeiro minuto, Deyverson cabeceou na área e forçou Felipe Alves a fazer outra defesa dificílima. O goleiro do Fortaleza espalmou para a linha de fundo uma bola que tinha endereço certo. Na sequência, Deyverson se livrou na marcação na linha de fundo, bateu para o gol, a bola desviou na zaga e quase enganou Felipe Alves, que fez outra ótima defesa. Pouco depois, o capitão Bruno Henrique chutou rasteiro, mas não pegou em cheio na bola e o goleiro do Fortaleza pegou novamente. Leia mais: Derrota histórica. Brasileiro começa. Palmeiras não se dobrou à Globo Mas, a equipe comandada pelo técnico Rogério Ceni não resistiu à pressão por muito tempo. Aos 13 minutos, Zé Rafael recebeu na esquerda e cruzou para o lateral-direito Marcos Rocha, que invadia a área em velocidade, se antecipou à zaga e fez o segundo gol do time palestrino. Aos 19 minutos, Dudu dominou pela direita, puxou para o meio e desferiu uma bomba com a perna esquerda que exigiu muita elasticidade do goleiro cearense para impedir o terceiro gol alviverde no Allianz Parque. Porém, o Fortaleza esboçou uma reação e quase diminuiu o placar, aos 21 minutos. Mas, o time nordestino parou em duas grandes defesas de Weverton na mesma jogada, ambas em finalizações do atacante Oswaldo. A esperança do Fortaleza não durou muito. Aos 25 minutos, Marcos Rocha cobrou lateral pela direita, a bola passou por toda a área e sobrou para Zé Rafael, de cabeça, marcar o terceiro do Palmeiras — o segundo dele no duelo — e praticamente definir a vitória. Por fim, aos 44 minutos, Bruno Henrique aproveitou um rebote na área adversária para fazer o quarto gol palmeirense e dar números finais à estreia do atual campeão brasileiro na competição. Próximos jogos O Palmeiras voltará a campo na próxima quarta-feira (1), às 16 horas, para enfrentar o CSA, em Alagoas. No mesmo dia, às 21h30, o Fortaleza receberá o Atlhetico Paranaense, no Castelão. Ambas as partidas são válidas pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/ze-rafael-entra-faz-dois-e-palmeiras-goleia-fortaleza-no-brasileirao-28042019

Bayern empata e perde chance de abrir vantagem sobre o Dortmund
Data: 29/04/2019

Líder do campeonato, a equipe saiu atrás do placar contra o Nuremberg, só empatou no fim, mas ainda está na ponta do torneio, com 71 pontos

Brigando ponto a ponto pelo título da Bundesliga com o Borussia Dortmund, o Bayern de Munique entrou em campo neste domingo para enfrentar o Nuremberg. Em duelo válido 31ª rodada, a equipe de Niko Kovac saiu atrás, mas chegou ao empate e ficou no 1 a 1 contra os donos da casa. Apesar do tropeço, os bávaros ainda seguem na liderança com 71 pontos, dois a mais que a equipe de Lucien Favre. Precisando do resultado para se distanciar dos aurinegros na ponta da tabela, os bávaros foram pra cima dos anfitriões no primeiro tempo. Apesar das diversas chegadas à frente na etapa inicial, o Bayern não conseguiu baçançar as redes no primeiro tempo. Mesmo na zona de rebaixamento, o Nuremberg também fez um bom primeiro tempo e assustou Ulreich algumas vezes. Logo no início do segundo tempo, o time da casa abriu o placar. Aos três minutos, o brasileiro Matheus Pereira aproveitou uma bola rebatida na frente da área e chutou forte no canto do goleiro do Bayern, que não conseguiu chegar. Após o gol dos mandantes, começou a pressão do time de Niko Kovac pelo gol de empate. James Rodríguez e Lewandowski tentaram, mas faltou pontaria. Depois de muitas tentativas, os visitantes chegaram ao empate aos 30 minutos do segundo tempo. Gnabry aproveitou um cruzamento pela direita e deixou tudo igual na partida. Já nos acréscimos, o Nuremberg teve um pênalti a seu favor, mas Leibold bateu na trave. Aos 49, Coman saiu sozinho contra o goleiro podendo virar a partida, mas chutou em cima de Mathenia.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/bayern-empata-e-perde-chance-de-abrir-vantagem-sobre-o-dortmund-28042019

Governo estima economia de R$ 1,2 trilhão com reforma da Previdência
Data: 29/04/2019

Cálculos preveem economia de R$ 204,2 bilhões com restrição ao abono salarial e modificações no Benefício de Prestação Continuada em 20 anos

O Ministério da Economia previu nesta quinta-feira (25) uma economia de R$ 1,237 trilhão em dez anos com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que altera as regras para aposentadorias, elevação de 15% sobre o patamar de R$ 1,072 trilhão divulgado na apresentação do texto, em fevereiro. Nos dois casos, as cifras levam em conta apenas as mudanças para trabalhadores da iniciativa privada e para servidores públicos civis, sem considerar o projeto à parte que foi enviado ao Congresso para tratar da Previdência e da reestruturação de carreira dos militares. Em coletiva de imprensa, o secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, destacou que o governo vai defender a aprovação da PEC "na sua integralidade", após o presidente Jair Bolsonaro ter dito mais cedo nesta quinta-feira que a economia com reforma da Previdência tem de ser ao menos de 800 bilhões de reais em 10 anos. O ministro da Economia, Paulo Guedes, tem insistido na necessidade de um impacto fiscal positivo de pelo menos R$ 1 trilhão para que seja possível lançar um novo regime de capitalização para a Previdência. No detalhamento do impacto fiscal das alterações, o Ministério da Economia projetou uma economia de R$ 169,4 bilhões com a restrição ao abono salarial e de R$ 34,8 bilhões com as modificações propostas para o BPC (Benefício de Prestação Continuada). Juntas, as duas iniciativas passaram a somar R$ 204,2 bilhões em uma década, ante cálculo anterior de R$ 182,2 bilhões. Copyright © Thomson Reuters.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-estima-economia-de-r-12-trilhao-com-reforma-da-previdencia-25042019

Mala de mão fora do padrão começa a ser despachada em aeroportos
Data: 29/04/2019

Medida começa a ser adotada em aeroportos de Brasília, Curitiba, Campinas e Natal. Bagagem pode ser taxada por companhias aéreas

Quatro aeroportos brasileiros vão começar a despachar as malas de mão que estiverem fora dos padrões a partir desta quinta-feira (25) em voos domésticos. São eles o aeroporto Juscelino Kubitschek (Brasília/DF), Afonso Pena (Curitiba/PR), Viracopos (Campinas/SP) e Aluízio Alves (Natal/RN). As medidas da bagagem de mão são 55 centímetros de altura, 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade, tamanho que segue as recomendações da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês). O tamanho visa garantir "melhor acomodação, conforto e segurança" aos passageiros. O processo de orientação sobre o tamanho ideal da bagagem foi feito pela Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas) entre os dias 10 de abril e 24 de abril deste ano nestes aeroportos. Segundo a Abear, as companhias aéreas disponibilizam tarifas que incluem gratuitamente o despacho de bagagem. Caso o cliente precise pagar, os preços partem de R$ 59. Próximas datas A fase de orientação começou nesta quarta (24) nos aeroportos Santa Genoveva (Goiânia/GO), Salgado Filho (Porto Alegre/RS), Congonhas (São Paulo/SP), RIOGaleão – Tom Jobim (Rio de Janeiro/RJ) e Santos Dumont (Rio de Janeiro/RJ). Os passageiros destes locais serão orientados até o dia 12 de maio e, a partir de 13 de maio, as bagagens fora dos padrões serão despachadas. Até o momento, oito aeroportos contam com equipes para orientar sobre as malas de mão. São eles aeroporto Juscelino Kubitschek (Brasília/DF), Afonso Pena (Curitiba/PR), Viracopos (Campinas/SP), Aluízio Alves (Natal/RN), Confins (Belo Horizonte/MG), Pinto Martins (Fortaleza/CE), Guararapes – Gilberto Freyre (Recife/PE) e Val-de-Cans – Júlio Cezar Ribeiro (Belém/PA). Os próximos aeroportos a fornecerem orientações sobre o tamanho ideal da mala de mão são aeroporto Luís Eduardo Magalhães (Salvador/BA) e Aeroporto Internacional de São Paulo (Guarulhos/SP). Neles, a fase de orientação começa em 8 de maio e as bagagens fora dos padrões serão despachadas a partir de 23 de maio.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/mala-de-mao-fora-do-padrao-comeca-a-ser-despachada-em-aeroportos-25042019

Receita recebe mais de 19 mi de declarações do Imposto de Renda
Data: 29/04/2019

Brasileiros têm até o dia 30 de abril para enviar documentos ao órgão. Atraso pode render multa de R$ 165,74 a até 20% sobre imposto devido

A Receita Federal já recebeu mais de 19 milhões de declarações do Imposto de Renda 2019 até as 11h desta quinta-feira (25). Os brasileiros têm mais cinco dias para enviar a declaração, já que o prazo termina às 23h59 do dia 30 de abril deste ano. A expectativa do órgão é receber 30,5 milhões de declarações até o final do prazo. Os brasileiros que não enviarem até a data limite pode ser multados em, no mínimo, R$ 165,74 e, no máximo, 20% sobre o imposto devido. A declaração pode ser feita de três formas: pelo computador, por celular ou tablet ou por meio do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Pelo computador, será utilizado o Programa Gerador da Declaração — PGD IRPF2019, disponível no site da Receita Federal. Neste ano, o envio da declaração é obrigatório para os brasileiros que tiveram rendimentos tributáveis (como salário, aposentadoria e pensão) de mais de R$ 28.559,70 em 2018.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/receita-recebe-mais-de-19-mi-de-declaracoes-do-imposto-de-renda-25042019

Corpo de modelo que morreu no SPFW é velado em Minas
Data: 29/04/2019

Tales Cotta, de 25 anos, teve um mal súbito durante o desfile, foi socorrido e morreu no caminho para o hospital; morte é investigada pela polícia

O corpo do modelo Tales Cotta, de 25 anos, é velado na manhã desta segunda-feira (29), na capela-velório do Hospital César Leite, na cidade de Manhuaçu (a 310 km de Belo Horizonte), onde o jovem nasceu. O enterro está marcado para as 17h. Tales morreu neste sábado (27) após um mal súbito durante o desfile da marca Ocksa, na SPFW (São Paulo Fashion Week). Ele desmaiou na passarela e logo em seguida foi atendido pela equipe socorrista do evento, e levado para o Pronto Socorro da Lapa, zona Oeste da capital, mas não resistiu. A organização oficial do SPFW emitiu um comunicado oficial lamentado a morte do modelo. "Lamentamos esta fatalidade, e prestamos nossas sinceras condolências à família de Tales". A polícia investiga o caso. Entenda o que levou à morte do modelo Tales Soares na passarela A mãe do modelo, Heloísa Gomes, afirmou que o filho não sofria de epilepsia e levava uma vida saudável. Ele era graduado em Educação Física. Em uma postagem em uma rede social, ela disse que, ao contrário de informações dadas por colegas do filho, o jovem não estava sem se alimentar antes de entrar na passarela. — Eu como mãe sempre me preocupei com a saúde dele e ele também. Poucos minutos antes do desfile o perguntei se havia alimentado e ele me respondeu que tinha comido bastante. Que tinha de tudo no backstage. A mãe do jovem modelo também afirmou que Tales era saudável e se cuidava periodicamente. — Informo também que ele não sofria de epilepsia, e que epilepsia não mata. Sempre teve muita saúde e sempre se cuidava com exames periódicos, portanto as fatalidades acontecem e era a hora dele.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/minas-gerais/corpo-de-modelo-que-morreu-no-spfw-e-velado-em-minas-29042019

Contagem manual de milhões de votos deixa 272 pessoas mortas e outras 1.878 doentes na Indonésia
Data: 29/04/2019

Foi a primeira eleição do país de 260 milhões de habitantes que juntou o voto presidencial com as cédulas parlamentares nacionais e regionais em um mesmo pleito para economizar dinheiro; muitos funcionários morreram de cansaço

Mais de 270 funcionários que trabalharam nas eleições gerais na Indonésia morreram em decorrência principalmente de cansaço, segundo o governo, ao longo da contagem de milhões de cédulas de voto à mão em condições adversas. Arief Priyo Susanto, porta-voz da Comissão Geral de Eleições (KPU), disse que 1.878 outros funcionários ficaram doentes. Cerca de 7 milhões de pessoas ajudaram a contar e monitorar a votação de 17 de abril. Funcionários trabalharam durante noites em condições sufocantes, o que pesou para a saúde de muitas dessas pessoas. Foi a primeira eleição da história do país de 260 milhões de habitantes que juntou o voto presidencial com as cédulas parlamentares nacionais e regionais a fim de economizar dinheiro. Cerca de 80% dos 193 milhões de eleitores votaram em mais de 800 mil seções de votação. Havia 245 mil candidatos ao redor do país, que tem 18 mil ilhas. O período de votação só durou seis horas. O Instituto Lowy, um centro de estudos australiano, classificou o evento de "uma das mais complexas eleições em um único dia na história". PublicidadeFechar anúncio O grande número de cédulas agravou a situação dos trabalhadores temporários que, diferentemente dos servidores públicos, não passam por exame médico antes de começar a trabalhar. O porta-voz da Comissão Geral de Eleições disse que 272 trabalhadores eleitorais morreram de doenças relacionadas ao excesso de trabalho. A comissão eleitoral da Indonésia planeja compensar as famílias sobreviventes em 36 milhões de rupias (cerca de US$ 2.500) por cada trabalhador morto. A cifra é equivalente a um ano de salário mínimo, segundo o Nikkei Asian Review. Críticos dizem que o governo foi imprudente ao juntar as eleições presidenciais e parlamentares e criar expectativas irreais de funcionários temporários. Tanto o presidente Joko Widodo quanto o candidato à Presidência da oposição, Prabowo Subianto, declararam vitória, embora contagens parciais sugiram que Widodo tenha vencido a eleição por uma diferença de quase dez pontos percentuais. A Comissão Geral de Eleições deve terminar a contagem de votos e anunciar os vencedores da eleição em 22 de maio. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/contagem-manual-de-milhoes-de-votos-deixa-272-pessoas-mortas-e-outras-1878-doentes-na-indonesia-29042019

Bolsonaro anuncia criação do 13º para beneficiários do Bolsa Família
Data: 11/04/2019

De acordo com o Ministério da Cidadania, o repasse será realizado em dezembro para todos os beneficiários, seguindo o calendário regular

O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou nesta quinta-feira (11), no Twitte,r a criação do 13º para os beneficiários do Bolsa Família, feita ainda na campanha eleitoral. "Oficializamos hoje, junto ao Ministério da Cidadania a criação do 13º salário para os beneficiários do Bolsa Família, recursos oriundos em sua esmagadora maioria de desvios e recebimentos indevidos. Grande dia!", escreveu o presidente. Onyx: não haverá reajuste do Bolsa Família sem reforma da Previdência De acordo com o Ministério da Cidadania, o repasse será realizado em dezembro para todos os beneficiários, seguindo o calendário regular de pagamento. Com a medida, a pasta informa que terá um aumento de R$ 2,58 bilhões em seu orçamento. O programa atende famílias que vivem em situação de pobreza e de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89,00 mensais e entre R$ 89,01 e R$ 178,00 mensais (com crianças ou adolescentes de 0 a 17 anos). Em março de 2019, 14 milhões de famílias receberam o total de R$ 2,6 bilhões. O valor do benefício médio foi de R$ 186,94. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-anuncia-criacao-do-13-para-beneficiarios-do-bolsa-familia-11042019

Ex-policial civil que sequestrou enteado de Marcola é preso em SP
Data: 11/04/2019

Augusto Peña foi abordado por policiais militares de Ibaté. Ele foi levado para uma cadeia pública da região, onde aguardaria transferência para um presídio

A polícia prendeu, nesta terça-feira (9), o ex-policial civil Augusto Peña, condenado a 22 anos de prisão pelo sequestro do enteado de Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, apontado líder máximo da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). O ex-policial era procurado desde a condenação, em 2015. Ele foi abordado por policiais militares de Ibaté, no interior de São Paulo, quando tentava entrar em uma casa, no bairro São Benedito. Sua atitude foi considerada suspeita. Os policiais constataram que havia um mandado de prisão contra ele. O ex-policial foi levado para uma cadeia pública da região, onde aguardaria transferência para um presídio. Peña e outro ex-policial civil também condenado foram acusados de sequestrar, em abril de 2005, Rodrigo Olivetto de Morais, filho da ex-mulher de Marcola, para extorquir dinheiro do traficante. Morais foi levado para a Delegacia Central de Suzano na Grande São Paulo, onde foi ameaçado e espancado. Os policiais exigiram R$ 1 milhão para não prendê-lo sob a falsa acusação de tráfico de drogas. O PCC pagou R$ 300 mil e ele foi solto. Os policiais também teriam recebido, em abril de 2006, R$ 40 mil para facilitar a fuga do traficante Gilmar Horta Lisboa, o Pebinha. Com a descoberta do plano, o preso foi removido para outra unidade. Como represália ao não cumprimento do acordo, o PCC ordenou um ataque à delegacia de Suzano, mas a Polícia Civil foi avisada sobre a ação e emboscou o grupo, matando quatro integrantes da facção criminosa. Na manhã seguinte, o PCC se vingou assassinando dois carcereiros e um amigo dele numa feira livre da cidade. Especialistas em segurança pública afirmam que as extorsões contra integrantes do PCC teriam sido o estopim para os ataques contra as forças policiais, em maio de 2006, em todo o Estado de São Paulo. Na ocasião, PCC comandou rebeliões em 74 presídios e matou 43 agentes públicos. Entre 12 e 20 de maio daquele ano, 493 pessoas foram assassinadas, a maioria por policiais, na maior crise já registrada na segurança pública paulista. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/ex-policial-civil-que-sequestrou-enteado-de-marcola-e-preso-em-sp-11042019

Dois em cada três hotéis vazam dados de hóspedes, diz pesquisa
Data: 11/04/2019

Estudo empresa de segurança digital analisou mais de 1.500 sites de hotéis de duas até as opções mais luxuosas de cinco estrelas em 54 países

Dois em cada três sites de hotéis inadvertidamente vazam detalhes de reservas de hóspedes e dados pessoais para sites de terceiros, incluindo para anunciantes e empresas de análise de dados, segundo pesquisa divulgada pela empresa de segurança digital Symantec, na quarta-feira (10). O estudo, que analisou mais de 1.500 sites de hotéis com duas a cinco estrelas em 54 países, foi divulgado vários meses depois que a rede Marriott International divulgou uma das piores violações de dados da história. A Symantec afirmou que a Marriott não foi incluída do levantamento. As informações pessoais comprometidas incluem nomes completos, endereços de email, dados de cartão de crédito e números de passaporte de hóspedes que poderiam ser usados por criminosos cibernéticos, que estão cada vez mais interessados nos movimentos de profissionais influentes e funcionários de governo, disse a Symantec. "Embora não seja nenhum segredo que os anunciantes estão rastreando os hábitos de navegação dos usuários, neste caso, as informações compartilhadas podem permitir que esses serviços façam login, visualizem detalhes pessoais e até cancelem a reserva", disse Candid Wueest, pesquisador principal do estudo. A pesquisa mostrou que os vazamentos geralmente ocorrem quando um site de um hotel envia emails de confirmação com um link que possui informações de reserva. O código de referência anexado ao link pode ser compartilhado com mais de 30 provedores de serviços diferentes, incluindo redes sociais, mecanismos de pesquisa e serviços de publicidade e análise. Wueest disse que 25 por cento dos responsáveis pela privacidade de dados nos sites de hotéis afetados não responderam à Symantec dentro de seis semanas quando notificados do problema, e os que responderam levaram uma média de 10 dias para fazê-lo. "Alguns admitiram que ainda estão atualizando seus sistemas para serem compatíveis com o GDPR", disse Wueest, referindo-se à lei de proteção de dados da Europa, que entrou em vigor há cerca de um ano.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/dois-em-cada-tres-hoteis-vazam-dados-de-hospedes-diz-pesquisa-11042019

Bolsonaro cumprimenta primeiro-ministro de Israel por reeleição
Data: 11/04/2019

Vitória de Benjamin Netanyahu o coloca como um recordista no cargo, que ocupa pela quinta vez.

O presidente Jair Bolsonaro parabenizou nesta quinta-feira (11) o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, por sua vitória na reeleição ao cargo. “Bibi é um grande líder e seguiremos trabalhando juntos pela prosperidade e pela paz dos nossos povos, com base em nossos valores e convicções profundas”, escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter. Netanyahu conquistou 26,27% dos pouco mais de 4 milhões de votos nas eleições realizadas na última terça-feira (9) no país. Em segundo lugar ficou o general Benny Gantz, ex-ministro da Defesa, que conquistou 25,95%. A vitória de Netanyahu o coloca como um recordista no cargo, que ocupa pela quinta vez. Nos últimos dias da campanha, Netanyahu se comprometeu a anexar partes da Faixa de Gaza ocupada. A iniciativa encerra a perspectiva de paz com os palestinos. Além do primeiro-ministro, os eleitores foram às urnas para escolher os parlamentares do Knesset (Parlamento), que tem 120 lugares.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-cumprimenta-primeiro-ministro-de-israel-por-reeleicao-11042019

Presos mais 2 suspeitos de ligação com ataque à escola de Suzano (SP)
Data: 11/04/2019

De acordo com informações passadas pelo distrito policial da cidade, os suspeitos foram localizados na zona leste de São Paulo

A Polícia Civil prendeu mais dois homens suspeitos de envolvimento na venda de armas e munições para os jovens responsáveis pela chacina na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, a 80 km da capital paulista, ocorrido no 13 de março passado. As detenções ocorreram na manhã desta quinta-feira (11). De acordo com informações passadas pelo distrito policial central da cidade, os suspeitos foram localizados na zona leste de São Paulo. Eles prestam depoimento aos policiais e, posteriormente, devem permanecer presos. Ambos se juntam a outro homem, detido na tarde da última quarta-feira (10), apontado com o fornecedor da arma usada por Guilherme Taucci Monteiro, de 17 anos, e Luiz Henrique de Castro, de 25. O suspeito, um funileiro que foi detido em casa, situada na zona rural de Suzano, teve prisão temporária decretada pela Justiça por 30 dias. Ele deverá responder por homicídio com dolo eventual, porque poderia ter previsto o crime. Os investigadores analisaram os computadores e os telefones celulares dos atiradores. Nos equipamentos, foram encontrados registros de toda a negociação pela arma utilizada pelos assassinos. Todos os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia Central de Suzano. O caso é investigado pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) e acompanhado pelo Ministério Público de São Paulo. Um adolescente de 17 anos, apontado pela polícia como um dos mentores intelectuais do massacre, também foi apreendido. O jovem trocava mensagens pelo celular com Guilherme e Luiz Henrique. Planejamento do crime Guilher e Luiz Henrique planejaram o massacre durante um ano. Neste período, a dupla comprou a armas e munições pela internet. Eles também frequentaram aulas de tiros. Você tem alguma denúncia? Envie um e-mail para denuncia@r7.com

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/presos-mais-2-suspeitos-de-ligacao-com-ataque-a-escola-de-suzano-sp-11042019

Luccas Neto já é mais visto que o irmão Felipe Neto no YouTube
Data: 22/03/2019

Top 10 da plataforma de vídeos no Brasil mostra força dos canais infantis e do funk, com duas produtoras entre as mais vistas

Nem sempre ter uma grande quantidade de seguidores no YouTube significa que o canal também irá liderar no volume de visualizações. Desta forma, Whindersson Nunes pode ser um dos maiores representantes da plataforma com 32 milhões de seguidores, mas tem bem menos visualizações que canais menores que o seu. As explicações variam. Se comparado a Kondzilla, líder de visualizações, é fácil entender: como trata-se de um canal de lançamento de clipes musicais, é normal que as pessoas assistam os vídeos mais de uma vez, inclusive utilizando o recurso playlist. O que não vai acontecer com um vídeo do humorista. Mas além do Kondzilla, a lista dos dez canais mais vistos do YouTube nacional, realizada através de pesquisa da Snack, traz outras curiosidades e surpresas. A mais significante fica por conta do crescimento meteórico do canal de Luccas Neto (7º lugar). O youtuber com foco na produção de conteúdo infanto-juvenil já foi assistido 7 bilhões de vezes. O número supera o do irmão dele, Felipe Neto, assistido 6,3 bilhões de vezes e 10º mais visto no País. A diferença fica ainda mais impressionante se levar em conta que Lucas só passou a gravar com frequência a partir de 2016 (o canal existe desde 2014), enquanto Felipe é uma estrela digital desde 2010. O funk também demonstra força entre os telespectadores brasileiros do YouTube. Além de ter Kondzilla no topo com 23,6 bilhões de acessos, o canal da produtora GR6 Explode aparece na terceira posição, com mesma proposta e 10,8 bilhões de visualizações. Marília Mendonça é a única cantora solo a figurar no top 10. A sertaneja garantiu a 8ª colocação entre os mais vistos, com 6,8 bilhões de views. A lista também prova a força do segmento infantil. Além de Lucas e Felipe (que produzem conteúdo para os pequenos, mas não só), Galinha Pintadinha (2º lugar e 11,1 bilhões), Turma da Mônica (5º lugar e 7,7 bilhões) e Totoy Kids (6º lugar e 7 bilhões) garantem uma vaga na lista. O canal Authentic Games (9º lugar e 6,4 bilhões) é o único do segmento de jogos a aparecer, enquanto RezendeEvil fica em 4º lugar com 7,8 bilhões de acessos. Canais mais vistos do YouTube no Brasil PublicidadeFechar anúncio 1 — Kondzilla: 23,6 bilhões 2 — Galinha Pintadinha: 11,1 bilhões 3 — GR6 Explode: 10,8 bilhões 4 — RezendeEvil: 7,8 bilhões 5 — Turma da Mônica: 7,7 bilhões 6 — Totoy Kids: 7 bilhões 7 — Luccas Neto: 7 bilhões 8 — Marília Mendonça: 6,8 bilhões 9 — Authentic Games: 6,7 bilhões 10 — Felipe Neto: 6,3 bilhões

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/jovem/luccas-neto-ja-e-mais-visto-que-o-irmao-felipe-neto-no-youtube-22032019

Gal Costa grava DVD de show que é 'frescor para tempos sombrios'
Data: 22/03/2019

Cantora sobe ao palco nesta sexta-feira (22) e sábado (23), em São Paulo, para apresentar repertório de 'A Pele do Futura' em gravação audiovisual

“Maduro, alegre, para tempos sombrios”. É assim que Gal Costa define A Pele do Futuro — 40º álbum da carreira —, que nesta sexta-feira (22) começa a ganhar forma de DVD. A cantora de 73 anos vai subir ao palco da Casa Natura Musical, em São Paulo, com um repertório de peso e clima intimista para mais um registro audiovisual da carreira. A segunda noite de show acontece no sábado (23). O desejo de eternizar o projeto vem de encontro com a decisão de Gal em gravar todos os trabalhos em vídeo. Ao R7, a cantora — um dos nomes mais importantes da história da música brasileira — explica que, ao longo da carreira, grandes apresentações se perderam por conta da ausência de um registro em vídeo. — Eu penso que fiz tantas apresentações memoráveis, tantos shows lindos com a plateia conectada comigo e não tenho isso gravado. Agora, sempre que puder, quero deixar uma turnê registrada. A artista está em turnê com A Pele do Futuro desde setembro de 2018, data de lançamento do 40º álbum da carreira. As participações especiais de Maria Bethânia e Marília Mendonça ajudaram a compor a narrativa madura e, ao mesmo tempo, alegre proposta por ela. De acordo com a cantora, os fãs têm comprado a ideia e o disco traz características técnicas que sempre almejou. — Tem sido muito bonito ver a emoção da plateia. Estou feliz com a repercussão do disco e do show. Esse álbum é muito especial porque eu fiz uma sonoridade que eu sempre sonhei, que era a disco music, com uma estética dos anos 70. Com potencial para amenizar a perplexidade, e todos os sentimentos que o noticiário diário pode despertar, Gal acredita que o projeto oferece algum conforto diante das tragédias cotidianas — sejam elas sociais ou políticas. — É um disco que considero um frescor para um momento como esse, não só no Brasil, mas no mundo. É um álbum maduro, alegre, para tempos sombrios. As duas apresentações na capital paulista vão contar com um repertório de peso. Canções inéditas do novo trabalho, como Sublime, de Dani Black, e Palavras no Corpo, do capixaba Silva em parceria com Omar Salomão, são alguns dos destaques dos shows, que ainda terão músicas escritas por Gilberto Gil, Nando Reis, Marília Mendonça e Adriana Calcanhoto. Além, é claro, dos grandes sucessos da carreira dela. Serviço Quando: Sexta-feira (22) e sábado (23), às 22h Onde: Casa Natura Musical (R. Artur de Azevedo, 2134 - Pinheiros, São Paulo) Quanto: Ingressos esgotados

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/gal-costa-grava-dvd-de-show-que-e-frescor-para-tempos-sombrios-22032019

BTS: veja possível repertório do show do grupo de k-pop no Brasil
Data: 13/03/2019

Depois de esgotar rapidamente os ingressos do dia 25 de maio, a banda sul-coreana anunciou uma data extra no dia 26, também em São Paulo

O BTS se apresenta em São Paulo, nos dias 25 e 26 de maio, no estádio Allianz Parque. O grupo de k-pop traz ao Brasil a turnê Love Yourself: Speak Yourself. O BTS chega novamente ao País em clima de fanatismo pois, na segunda-feira (11), o grupo esgotou os ingressos do primeiro show em uma hora, obrigando a organização a abrir show extra no dia 26. Vale lembrar que são os únicos espetáculos da América Latina, então não só brasileiros estão disputando acirradamente a chance de ver seus ídolos de perto. A venda dos convites para a segunda data em São Paulo será aberta às 10h desta quinta-feira (14) no site da Eventim. Já na bilheteria oficial, a venda terá início às 12h. A turnê Love Yourself: Speak Yourself traz uma extensa lista de músicas para nenhum fã botar defeito. Segundo um site especialista em repertórios de shows, o BTS tem programado 27 faixas. Além disso, são cinco troca de roupas e números solos dos integrantes ao lado de bailarinos. Foi assim, por exemplo, um espetáculo mais recente no estádio Fukuoka Dome, em Fukuoka (Japão). Veja o possível repertório do show em SP: - Introdução (vídeo) 1. IDOL 2. Save ME 3. I'm Fine 4. Magic Shop - VCR (troca de roupa e vídeo) 5. Trivia: Just Dance (J-Hope solo) 6. Euphoria (Jungkook solo) 7. I Need U 8. RUN - VCR (troca de roupa e vídeo) 9. Serendipity (Jimin solo) 10. Trivia: Love (RM solo) 11. DNA 12. Boyz With Fun 13. Attack on Bangtan 14. Fire 15. Silver Spoon 16. Dope 17. Airplane pt.2 - VCR (troca de roupa e vídeo) 18. Singularity (V solo) 19. FAKE LOVE - VCR (troca de roupa e vídeo) 20. Trivia: Seesaw (Suga solo) 21. Epiphany (Jin solo) 22. The Truth Untold 23. Outro: Tear 24. MIC Drop - Intermission (troca de roupa e vídeo) BIS: 25. So What 26. Anpanman 27. Answer: Love Myself

Link Notícia: https://diversao.r7.com/bts-veja-possivel-repertorio-do-show-do-grupo-de-k-pop-no-brasil-12032019

Canal indiano pode superar PewDiePie e virar maior do YouTube
Data: 13/03/2019

Com 89 milhões de seguidores, T Series deve superar o sueco PewDiePie em até o fim de março, caso mantenha o crescimento estrondoso

O reinado absoluto de PewDiePie no YouTube está próximo do fim. O sueco que domina a lista dos canais com maior número de seguidores da plataforma pode ser desbancado do topo ainda em março. E quem pegará o lugar dele é um canal indiano que no ocidente é pouco conhecido. Com apenas 800 mil seguidores a menos, o T Series representa uma gravadora que já existe há 36 anos. Entre o conteúdo publicado por eles, estão entrevistas com artistas populares no país asiático e vídeo clipes musicais. Até por ser uma corporação antiga e bem estruturada, o canal leva uma imensa vantagem sobre o PewDiePie, que investe no tradicional formato de youtuber solo que comenta o cotidiano, dá dicas sobre games e cria desafios para os fãs. Segundo a imprensa internacional, a chegada do T Series ao topo é inevitável. Se comparar o crescimento dos dois canais no último, a desvantagem de PewDiePie fica bastante evidente. Enquanto o sueco conquistou 9 milhões de novos inscritos, o indiano viu chegar 40 milhões de seguidores no mesmo período. E na Índia famosos fazem campanha para que o T Series se torne de fato o líder mundial no YouTube rapidamente. Apesar de dizer que genuinamente não se importa em perder a liderança, em novembro do ano passado, PewDiePie publicou um vídeo no qual pede que a plataforma de vídeos cogite em separar grandes corporações de criadores individuais, pois isso poderia desequilibrar a concorrência. Já o T Series não tem do que reclamar. Desde que resolveu investir pesado no YouTube, tem praticamente monopolizado o mercado fonográfico indiano no site: 80% do consumo de música através do YouTube no país tem como origem o canal. Dessa maneira e levando em conta o crescimento acelerado, PewDiePie pode ser desbancado em 20 ou 25 dias.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/helder-maldonado/canal-indiano-pode-superar-pewdiepie-e-virar-maior-do-youtube-12032019

Anitta identifica negro inocente como ladrão e é acusada de racismo
Data: 13/03/2019

Cantora teria visto homem furtando celulares e pediu ajuda da polícia militar, mas depois foi constatado que ele não tinha culpa

Uma atitude de Anitta durante o Carnaval provocou debate sobre a criminalização do corpo negro. No sábado (9), a cantora comandava o Bloco das Poderosas pelas ruas do Rio de Janeiro, quando teria visto lá do alto, um jovem supostamente furtando telefones celulares. Ela, então, pediu ajuda da Polícia Militar e o suposto criminoso acabou preso. No entanto, horas depois a PM confirmou que o jovem negro foi chamado injustamente de ladrão. Durante depoimento na 5ª DP de Mem de Sá, os policiais perceberam o equívoco. Inocente, ele foi liberado no mesmo instante. A atitude de Anitta repercutiu mal nas redes sociais. Usuários acusaram a funkeira de racismo ao associar, sem provas substanciais, um homem negro com atos criminosos. Soa familiar? Anitta acusou um jovem negro de roubo. Ele era inocente “Alô, polícia. Tem um ladrãozinho aqui no meio. O último que veio aqui para roubar se lascou. Nasci pobre, estou aqui ralando. Ninguém precisa tirar nada de ninguém!”, disse a cantora do alto do trio elétrico. Anitta levou o sermão para a meritocracia. A carioca destacou a origem pobre e criticou o furto, mesmo sem ter visto o autor. “Eu também não tinha condições de ter minhas coisas e nem por isso ia pegando as de ninguém. Não importa se a gente nasceu…infelizmente se a gente não teve as mesmas oportunidades. A gente tem que ralar mais? Tem! Mas isso não quer dizer que a gente tem que pegar o que é dos outros”, encerrou para o deleite dos presentes. A situação salta aos olhos pela potência do racismo. Diante de uma multidão de milhões de pessoas, a pele negra se destaca instantaneamente como ameaça. Assim como Anitta, muitos foliões concluem sem delongas que a culpa é do negro. E se não for? Até o momento a funkeira não se pronunciou sobre o assunto ou pediu desculpas. Teve quem viu diferente. O perfil feminiismo publicou o relato de Lola Ferreira. Ela afirmou que estava trabalhando no Bloco das Poderosas e que não foi Anitta, mas sim os foliões que acusaram o jovem errado de roubo. “Anitta não interrompeu o bloco para prender o menino. Ele já estava rendido pelos seguranças”. Lola disse que não pretendia defender a cantora. No entanto, segundo ela, “Anitta só parou de cantar porque o menino tava há um tempo rendido sem a PM chegar. A interrupção foi para chamar a PM.

Link Notícia: https://meuestilo.r7.com/hypeness/anitta-identifica-negro-inocente-como-ladrao-e-e-acusada-de-racismo-11032019

Palmeiras vence com tranquilidade e mantém 100% na Libertadores
Data: 13/03/2019

Felipe Melo, Ricardo Goulart e Deyverson marcaram gols da vitória por 3 a 0 sobre Melgar-PER, no Allianz Parque, que marcou estreia do uniforme novo

O Palmeiras estreou o uniforme novo do jeito que a torcida gosta: com vitória. O time do técnico Luiz Felipe Scolari não teve trabalho para vencer o Melgar-PER por 3 a 0, no Allianz Parque. Felipe Melo, Ricardo Goulart e Deyverson marcaram os gols da vitória, pela segunda rodada do Grupo F da Copa Libertadores. Com a vitória, o Verdão mantém o 100% de aproveitamento, vai a seis pontos, na liderança da chave. Já o Melgar é o terceiro, com apenas um ponto conquistado. Na próxima rodada, em 2 de abril, o Palmeiras enfrenta o San Lorenzo, na Argentina; enquanto o Melgar pega o Junior Barranquilla. Com o uniforme azul, em homenagem à conquista da Libertadores de 1999, o Palmeiras começou a construir o placar elástico com Felipe Melo, de cabeça, nos acréscimos do primeiro tempo — o volante escapou de ser expulso por uma entrada violenta, no meio-campo. Já na etapa final, sem perder a intensidade, o Verdão ampliou com Ricardo Goulart (aos 8 minutos) e Deyverson (aos 25 minutos). O adversário, já rendido, pouco levou perigo ao gol de Weverton. O goleiro defendeu uma única bola perigosa, em cruzamento de Joel Sánchez, na segunda fase. Nos minutos finais, de pé em pé, os donos da casa mantiveram os resultados, levantaram os 30 mil torcedores e até se pouparam em relação ao clássico do fim de semana. Autores dos gols, Felipe Melo, Goulart e Deyverson deram lugar a Thiago Santos, Hyoran e Borja. No sábado, o Palmeiras enfrenta o São Paulo, no Pacaembu, pela penúltima rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/palmeiras-vence-com-tranquilidade-e-mantem-100-na-libertadores-12032019

Cristiano Ronaldo após classificação: 'A Juventus me contratou para isso'
Data: 13/03/2019

Português marcou três gols na vitória da Juve sobre o Atlético de Madri por 3 a 0. O placar garantiu a classificação para as quartas da Liga dos Campeões

Cristiano Ronaldo fez história, mais uma vez, na Liga dos Campeões. O português fez três gols e a Juventus venceu o Atlético de Madrid, por 3 a 0. O resultado classificou a equipe italiana para as quartas de final, após derrota no jogo de ida, por 2 a 0. Depois da partida, CR7 destacou o empenho da equipe, a mentalidade vencedora do clube e o seu papel como jogador. — Tinha que ser uma noite especial e foi uma noite especial. Não só pelos gols, mas pela equipe. Essa é a mentalidade da Champions. É um motivo de orgulho e estamos em um bom caminho. Foi para isso que a Juventus me contratou — disse o português após a partida O jogo A Juventus foi melhor em campo em todo o jogo. Pressionando o Atlético desde o início da partida, a equipe abriu o placar no meio do primeiro tempo, ampliou no início da segunda etapa e garantiu a vitória, perto do fim do jogo. O Atleti, por sua vez, não chutou nenhuma bola a gol.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/cristiano-ronaldo-apos-classificacao-a-juventus-me-contratou-para-isso-12032019

Técnica de basquete Laís Elena morre aos 76 anos em Santo André
Data: 13/03/2019

Treinadora, que dirigiu equipes de base e princnipal no ABC paulista por 40 anos, enfrentava um câncer de mama e havia passado mal na última sexta

A ex-jogadora da seleção brasileira de basquete Laís Elena, de 76 anos, morreu nesta terça-feira. Natural de Garça, no interior de São Paulo, a também ex-treinadora estava hospitalizada em Santo André, cidade onde vivia. O resultado mais expressivo da carreira da ex-armadora foi a medalha de bronze conquistada no Mundial de 1971, disputado no Brasil. Laís Elena sofria de câncer de mama e estava internada na UTI do hospital A.C. Camargo. A ex-atleta sofreu uma convulsão, na última sexta-feira, em decorrência do tratamento para controlar a doença. "Com enorme pesar noticiamos o falecimento da ex-jogadora da seleção brasileira e grande treinadora, Laís Elena Aranha da Silva, de 76 anos. Nossos sentimentos aos familiares e amigos", disse, em comunicado, a Confederação Brasileira de Basquete (CBB). Pela seleção, Laís Elena também foi cinco vezes campeã sul-americana (1965, 1967, 1968, 1970 e 1974) e ganhou medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos (1967 e 1971). A carreira dela começou no extinto ADC Pirelli, sediado em Santo André. Treinadora Depois de se aposentar, Laís Elena dirigiu por um período de 40 temporadas os times adulto e de base de Santo André. Entre as principais conquistas como técnica se destacam o título da primeira edição da Liga de Basquete Feminino (LBF), em 2011, o Campeonato Nacional de 1999 e o Campeonato Paulista de 1995. Laís Elena vinha trabalhando como secretária-adjunta da Secretaria de Esporte e Prática Esportiva do município de Santo André.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/esportes-olimpicos/tecnica-de-basquete-lais-elena-morre-aos-76-anos-em-santo-andre-12032019

Governo libera saque do Bolsa Família em Brumadinho
Data: 13/03/2019

Retiradas podem ser feitas em até 180 dias após a data da disponibilização do crédito, com valor máximo de R$ 600

O presidente Jair Bolsonaro assinou medida provisória que libera saques de até R$ 600, referentes ao auxílio emergencial para beneficiários do Bolsa Família, do BPC (Benefício de Prestação Continuada) e da Renda Mensal Vitalícia, a moradores de Brumadinho (MG). Os saques podem ser feitos em até 180 dias após a data da disponibilização do crédito. A Medida Provisória 875 está publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (13), na seção 1, página 2. Poderão sacar o auxílio os moradores que tinham os benefícios ativos em janeiro de 2019. A medida atende os atingidos pela tragédia do rompimento da barragem Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), no qual 197 pessoas morreram e 111 estão desaparecidas. O auxílio de R$ 600 será pago em parcela única, segundo o texto da MP. O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal. Para beneficiários do BPC e da Renda Mensal Vitalícia, o dinheiro será liberado pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-libera-saque-do-bolsa-familia-em-brumadinho-13032019

Câmara dos Deputados começa a instalar comissões permanentes
Data: 13/03/2019

Casa vai eleger o presidente e os três vice-presidentes de cada uma delas; 16 dos 30 partidos com representação comandarão alguma comissão

A Câmara dos Deputados começa a instalar nesta quarta-feira (13) as comissões permanentes da Casa, com a eleição do presidente e dos três vice-presidentes de cada uma. O número de cadeiras que cada partido pode ocupar em cada uma das 25 comissões é feita com base no resultado da última eleição para a Câmara e no princípio da proporcionalidade partidária. Dessa forma, quanto maior a representação do partido ou bloco partidário na Casa, mais cadeiras poderá ocupar nos colegiados. O PSL, que agrupa o maior, ficará com o comando das comissões de CCJ (Constituição e Justiça e de Cidadania), de Fiscalização Financeira e Controle, e de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. A CCJ é considerada a principal comissão da Casa e terá a função de dar encaminhamento à reforma da Previdência. Segundo a deputada Joice Hasselman, a CCJ será presidida pelo deputado Felipe Francischini (PSL-PR). No entanto, a indicação ainda não foi oficializada pelo partido. Já o PT comandará as comissões de Cultura; de Direitos Humanos e Minorias; e de Legislação Participativa. Segundo o partido, o deputado Hélder Salomão (PT-ES) conduzirá a Comissão de Direitos Humanos, a deputada Benedita da Silva (PT-RJ) comandará a Comissão de Cultura e o deputado Leonardo Monteiro (PT-MG) deve presidir a Comissão de Legislação Participativa. PublicidadeFechar anúncio O PSDB presidirá a Comissão de Educação e indicou o deputado Pedro Cunha Lima (PB) para a condução dos trabalhos do colegiado. O Solidariedade anunciou a indicação do deputado federal Bosco Saraiva (AM) para a presidência da Cdeics (Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços) da Câmara. O deputado Otaci Nascimento (RR) foi indicado para a primeira vice-presidência. O MDB, PP, PR, PSB e o PSD comandarão duas comissões cada. O MDB ficará com o comando da Comissão de Finanças e Tributação, também considerada estratégica na Casa por analisar, entre outras pautas, se as despesas previstas nos textos que tramitam na Câmara estão adequados ao Orçamento. Ao todo, dos 30 partidos com representação na Câmara nesta legislatura, 16 comandarão alguma comissão. Veja quais são os partidos que vão comandar cada uma das comissões permanentes da Câmara: Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural – PP Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática – PDT Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania – PSL Comissão de Cultura – PT Comissão de Defesa do Consumidor – PR Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher – PTB Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa – PSB Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência – PSC Comissão de Desenvolvimento Urbano – Podemos Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços – SD Comissão de Direitos Humanos e Minorias – PT Comissão de Educação – PSDB Comissão do Esporte – PSD Comissão de Finanças e Tributação – MDB Comissão de Fiscalização Financeira e Controle – PSL Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia – PP Comissão de Legislação Participativa – PT Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável – PSB Comissão de Minas e Energia – PRB Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional – PSL Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado – PR Comissão de Seguridade Social e Família – PSD Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público – PCdoB Comissão de Turismo – MDB Comissão de Viação e Transportes – DEM

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/camara-dos-deputados-comeca-a-instalar-comissoes-permanentes-13032019

Supremo decide se Justiça Eleitoral pode julgar crimes da Lava Jato
Data: 13/03/2019

Julgamento pode ter efeito nas investigações e nos processos que estão em andamento no âmbito da operação em São Paulo, no Rio e no Paraná

O STF (Supremo Tribunal Federal) começa a julgar às 14h desta quarta-feira (13) a competência da Justiça Eleitoral para conduzir inquéritos de investigados na Operação Lava Jato. Na sessão, a Corte vai definir se a competência para julgar crimes comuns conexos a crimes eleitorais é da Justiça Eleitoral ou Federal. De acordo com procuradores da força-tarefa do MPF (Ministério Púbico Federal), o julgamento poderá ter efeito nas investigações e nos processos que estão em andamento no âmbito da operação em São Paulo, no Rio de Janeiro e no Paraná. A punição prevista para crimes eleitorais é mais branda em relação aos crimes comuns. De acordo com a força-tarefa da Lava Jato, um eventual resultado negativo para o MPF poderá "acabar com as investigações”. Segundo o procurador Deltan Dallagnol, o julgamento afetará o futuro dos processos da operação. No entanto, ministros do STF consideram que os argumentos dos procuradores são extremados. Para o ministro Marco Aurélio, a decisão não terá grande impacto na investigação. "Não esvazia em nada a Lava Jato, é argumento extremado, que não cabe." O plenário da Corte vai se manifestar sobre a questão diante do impasse que o assunto tem provocado nas duas turmas do tribunal. Dilema No início das investigações da Lava Jato, na primeira instância da Justiça no Paraná, a maioria dos investigados foi processada pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, ao ser acusada de receber recursos em forma de propina e usar o dinheiro para custear suas campanhas políticas, sem declarar os valores à Justiça Eleitoral. PublicidadeFechar anúncio Na medida em que os recursos dos acusados foram chegando ao STF, a Segunda Turma da Corte passou a ter o entendimento de que, em alguns casos, as acusações deveriam ser remetidas à Justiça Eleitoral, porque as imputações de corrupção e lavagem de dinheiro devem ser tratadas como crime de caixa 2, cuja competência é daquela Justiça especializada. Com base no entendimento, investigações contra o senador José Serra (PSDB-SP) e outros políticos já foram remetidas para a primeira instância da Justiça Eleitoral. O colegiado é composto pelos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Cármen Lúcia e Edson Fachin. Na Primeira Turma, o entendimento de alguns ministros é de que as acusações devem ser julgadas pela Justiça Federal, cujas sentenças por crimes comuns resultam em penas mais altas. A turma é formada pelos ministros Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber, Marco Aurélio e Alexandre de Moraes. A questão será decidida com base no inquérito que investiga o ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes e o deputado federal Pedro Paulo Carvalho Teixeira (DEM-RJ) pelo suposto recebimento de R$ 18 milhões da empreiteira Odebrecht para as campanhas eleitorais. Segundo as investigações, Paes teria recebido R$ 15 milhões em doações ilegais no pleito de 2012. Em 2010, Pedro Paulo teria recebido R$ 3 milhões para campanha e mais R$ 300 mil na campanha à reeleição, em 2014. Os ministros vão julgar um recurso protocolado pela defesa dos acusados contra decisão individual do ministro Marco Aurélio, que enviou as investigações para a Justiça do Rio. Os advogados sustentam que o caso deve permanecer na Corte, mesmo após a decisão que limitou o foro privilegiado para as infrações penais que ocorreram em razão da função e cometidas durante o mandato.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/supremo-decide-se-justica-eleitoral-pode-julgar-crimes-da-lava-jato-13032019

'Pensamento crítico não é copiar críticas dos outros': especialistas debatem meios de combate às 'fake news'
Data: 13/03/2019

Para cinco especialistas presentes no seminário 'Beyond Fake News - Em Busca de Soluções', medidas passam por educação e credibilidade jornalística

Como interromper a propagação de boatos e notícias falsas na internet? Para um grupo de cinco jornalistas, pesquisadores e influenciadores digitais reunidos pela BBC News Brasil no seminário "Beyond Fake News - Em Busca de Soluções", a resposta passa por educar melhor os leitores, de um lado, e por tornar conteúdo da imprensa mais atraente, mantendo a credibilidade. Cláudia Costin é hoje diretora do Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais da FGV (Fundação Getúlio Vargas). Filha de imigrantes romenos e neta de sobreviventes do Holocausto, ela contou ter ouvido relatos sobre o uso de notícias falsas para criar ódio contra minorias. Segundo ela, este costuma ser um dos objetivos por detrás da produção dos boatos - incitar ódio, motivar a guerra e atingir objetivos políticos seriam outros. Costin defende que a melhor forma de combate à doutrinação e às notícias falsas é ensinar a pensar criticamente e discutir políticas públicas. Para ela, "pensamento crítico é aprender a pensar criticamente, e não copiar a crítica que o outro faz. E combater doutrinação não é criar uma lei que tire a voz dos professores [referência ao projeto Escola sem Partido], porque isso não vai resolver, mas sim ensinar a pensar". Costin afirmou ainda que as notícias falsas são usadas também para desviar a atenção do público de questões mais prementes, como saúde e educação. "Se eu começo um debate eleitoral como fez [o presidente americano] Donald Trump falando de emails da [adversária democrata na eleição de 2016] Hillary Clinton, eu não discuto o que vai ser feito em outras áreas, como saúde, educação e infraestrutura", diz ela, que foi ministra de Administração e Reforma do Estado durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de 1995 a 2002. Camila Marques, responsável pelas estratégias digitais da Folha de S. Paulo, comparou o ambiente de fake news a um esgoto a céu aberto. Para ela, é necessário dar saídas a quem sofre com a desinformação, mas o problema só será resolvido por "obras de infraestrutura": nessa analogia, a solução para o problema das notícias falsas passa pela educação. "O jornalismo não tem mais tempo para se reinventar." Neutralidade da rede em jogo A alienação do público no ambiente democrático passa também pelas redes sociais, afirmou Yasodara Córdova, pesquisadora-sênior sobre desinformação e dados na Digital Harvard Kennedy School. Segundo ela, o acesso à informação acaba prejudicado quando redes sociais como o Facebook ferem a neutralidade da rede - isto é, o princípio segundo o qual um provedor de internet deve fornecer aos consumidores acesso igualitário a todo conteúdo. "No Brasil, 60% dos celulares são pré-pagos e têm acesso grátis a essas redes sociais, oferecido pelas operadoras [que não descontam do pacote de dados o acesso a esses serviços]. Então, essas pessoas que usam pré-pago ficam rendidas a essas fontes de informação e interação." Para ela, as pessoas recebem as informações por essas plataformas, mas não saem dali para ler a notícia inteira ou mesmo checar informações por causa de diversas barreiras, a exemplo da econômica. Nathalia Arcuri, jornalista e fundadora do Me Poupe!, plataforma de finanças pessoais e educação financeira que inclui um canal no YouTube com 3,2 milhões de seguidores, defende uma aproximação dos leitores a partir de mudanças em paradigmas jornalísticos, como uma linguagem dura e objetiva que se aproxima mais da academia que do leitor. "Além da informação certa e apurada, é preciso torná-la atraente, sedutora e quase sensual a ponto de atrair as pessoaa para aquelas informações", afirmou. Para ela, a grande mídia precisa ter intenção de se aproximar do público e trabalhar pela educação dele. Modelo de negócios 'tradicional' atrapalhou Octavio Guedes, jornalista da GloboNews, avaliou que o modelo de negócio capaz de financiar o jornalismo profissional é baseado principalmente em credibilidade. "Você pode até ter um monte de clique, mas isso é fácil e efêmero. Jornalismo vive de relevância e credibilidade." Para ele, a estratégia de negócio adotada pela grande mídia favoreceu, em certa medida, a disseminação de notícias falsas porque a internet foi considerada inicialmente uma ameaça aos veículos, e não uma oportunidade. Guedes também fez considerações sobre os ataques sofridos por jornalistas no exercício da função, no Brasil - recentemente, ele próprio foi alvo de ataques nas redes depois de um blog postar uma foto sua almoçando com o chefe do Ministério Público do Estado do Rio, Eduardo Gussen. Entre outros casos, o MP-RJ apura as suspeitas de corrupção envolvendo o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) - filho do presidente Jair Bolsonaro - e seu ex-assessor Fabrício Queiroz. O profissional relembrou uma ocasião, nos anos 1990, quando o então governador interino do Rio de Janeiro cancelou uma entrevista coletiva por causa da presença de Guedes. "Eu voltei para a redação bufando. Meu editor da época me disse. 'Cara, faz o que você sabe fazer. Faça jornalismo'. E é isso. Agora, me sinto da mesma maneira. Indignado, mas com a consciência de que não podemos entrar no jogo. De ver o outro como inimigo político, como adversário. Nós não somos isso", disse ele. O que são 'fake news' A BBC considera fake news informações falsas distribuídas intencionalmente, geralmente com fins políticos ou comerciais. "O propósito é convencer as pessoas a pensarem de uma certa maneira, a votarem de uma certa maneira, ou ganhar dinheiro de publicidade toda vez que alguém clica em um conteúdo fraudulento", disse o diretor do BBC World Service Group, Jamie Angus na abertura do evento. Ele afirmou que, no Brasil, a desinformação compartilhada nas redes pode causar mortes - assim como informações falsas sobre sequestros de crianças provocaram uma série de linchamentos na Índia e no México. "Comunidades em favelas recebem rumores falsos sobre onde tiroteios ocorrem, vítimas são injustamente associadas à criminalidade numa tentativa de justificar essas mortes." Ele citou reportagens da BBC News Brasil que expuseram táticas de disseminação de fake news, entre as quais a criação de perfis falsos para manipular a opinião pública nas eleições de 2010 e 2014. Beyond Fake News Desde o início da manhã desta terça-feira, a BBC News Brasil realiza o seminário "Beyond Fake News - Em Busca de Soluções", para discutir o avanço da desinformação no Brasil e no mundo. O projeto é realizado pelo Serviço Mundial da BBC, que transmite conteúdo em mais de 40 idiomas ao redor do mundo. O Brasil é o quarto país a receber a iniciativa, que já foi realizada na Índia, no Quênia e na Nigéria. O evento - gratuito e aberto ao público - está sendo realizado no auditório do Centro Brasileiro Britânico, em São Paulo. A fala de abertura ficou a cargo do diretor do World Service Group, Jamie Angus, e o evento tem representantes da academia, das redes sociais, do Jornalismo e da Educação. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/pensamento-critico-nao-e-copiar-criticas-dos-outros-especialistas-debatem-meios-de-combate-as-fake-news-13032019

PGR entra com ação para anular acordo entre Petrobras e Lava Jato
Data: 13/03/2019

Acordo prevê a criação de fundação para gerir recursos oriundos de multa de R$ 2,5 bilhões paga pela Petrobras

A PGR (Procuradoria-Geral da República) entrou nesta terça-feira (12) com ação no STF (Supremo Tribunal Federal) em que pede a anulação do acordo firmado entre os procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba e a Petrobras, que prevê a criação de uma fundação para gerir recursos oriundos de multa de R$ 2,5 bilhões paga pela Petrobras em ação nos Estados Unidos. Diante das criticas feitas ao fundo, a própria força-tarefa já havia pedido à Justiça a suspensão da criação do fundo, que seria gerido por entidade privada. Uma vez que o tratado feito entre MPF e a Petrobras foi resultado de um acordo entre a estatal e a Justiça norte-americana, a PGR destacou que, caso o STF acolha seu pedido, a Petrobras poderá adotar outras medidas para cumprir o que foi celebrado com as autoridades dos EUA. Primeiro deputado condenado na Lava Jato se aposenta com R$ 28 mil Segundo Raquel Dodge, chefe da PGR, o acordo entre a estatal e a força-tarefa da Lava Jato ofende princípios como da separação de Poderes, da preservação das funções essenciais à Justiça, da legalidade e moralidade na "independência finalística e orçamentária do Ministério Público". Ou seja, para a procuradora-geral da República, o MPF teria extrapolado suas competências ao fechar o acordo, que foi chancelado pela 13ª Vara Federal de Curitiba. "O Ministério Público também tem funções constitucionais claras — cíveis e criminais — , e vedações constitucionais que, como o Poder Judiciário, o impede de exercer funções estranhas ao seu escopo de função essencial à Justiça", afirma a procuradora. Na ação, Raquel afirma que membros da força-tarefa da Lava Jato assumiram compromissos pelo Ministério Público Federal, falando pela própria instituição, "sem poderes para tanto". A chefe da PGR ainda destaca que o acordo deixa "bastante evidente" o protagonismo de determinados membros da instituição, "singularmente os que integram a Força-Tarefa Lava Jato Curitiba". Raquel destacou que os procuradores desviaram-se de suas funções constitucionais ao assumir o compromisso de desenvolver uma atividade de gestão orçamentária e financeira de recursos, por meio de uma fundação privada, "situação absolutamente incompatível com as regras constitucionais e estruturantes da atuação do Ministério Público". A procuradora também afirma que o acordo estabelecido entre a Petrobras e o Departamento de Justiça americano não estabelece condição alguma para que o MPF seja o gestor dos recursos, ou defina sua aplicação em finalidades estabelecidas por ele. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/pgr-entra-com-acao-para-anular-acordo-entre-petrobras-e-lava-jato-12032019

Justiça considera ilegal cobrança de taxa na venda de ingressos pela web
Data: 13/03/2019

STJ considerou que a taxa não pode ser cobrada pela mera disponibilização de ingressos, constatando que a prática configura venda casada

A Terceira Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) reconheceu nesta terça-feira (12) a ilegalidade da taxa de conveniência cobrada na venda online de ingressos para shows e outros eventos. O colegiado considerou que a taxa não pode ser cobrada dos consumidores pela mera disponibilização de ingressos em meio virtual, constatando que a prática configura venda casada e transferência indevida do risco da atividade comercial do fornecedor ao consumidor, pois o custo operacional da venda pela internet é ônus do fornecedor. A ministra Nancy Andrighi, relatora do recurso julgado, explicou que a sentença restabelecida foi proferida no âmbito de uma ação coletiva de consumo, e por isso tem validade em todo o território nacional. O caso julgado pela Terceira Turma tem origem em uma ação coletiva movida pela Adeconrs (Associação de Defesa dos Consumidores do Rio Grande do Sul) em 2013 contra a Ingresso Rápido e obteve sentença favorável na 16ª Vara Cível de Porto Alegre. De acordo com a relatora, “a venda do ingresso para um determinado espetáculo cultural é parte típica e essencial do negócio, risco da própria atividade empresarial que visa o lucro e integrante do investimento do fornecedor, compondo, portanto, o custo embutido no preço”. Ela acrescentou que a venda dos ingressos pela internet alcança interessados em número infinitamente superior ao da venda por meio presencial, privilegiando os interesses dos promotores do evento. Nancy Andrighi destacou que a cobrança da taxa de conveniência pela mera disponibilização dos ingressos na internet transfere aos consumidores parcela considerável do risco do empreendimento, pois os serviços a ela relacionados, remunerados pela taxa de conveniência, deixam de ser suportados pelos próprios fornecedores. Para a ministra, o benefício fica somente para o fornecedor. A vantagem que o consumidor teria ao poder comprar o ingresso sem precisar sair de casa, segundo a ministra, acaba sendo “totalmente aplacada” quando ele se vê obrigado a se submeter, “sem liberdade”, às condições impostas pelo site de venda de ingressos e pelos promotores do evento, o que evidencia que a disponibilização de ingressos via internet foi instituída exclusivamente em favor dos fornecedores. A ministra lembrou que no caso analisado não há declaração clara e destacada de que o consumidor está assumindo um débito que é de responsabilidade do incumbente — o promotor ou produtor do espetáculo cultural — “não se podendo, nesses termos, reconhecer a validade da transferência do encargo”.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/justica-considera-ilegal-cobranca-de-taxa-na-venda-de-ingressos-pela-web-12032019

EUA dizem não ver motivos para suspender uso dos Boeing 737 MAX 8
Data: 13/03/2019

Agência de aviação norte-americana diz que 'não há base' para paralisar as operações dos aviões do modelo que caiu na Etiópia no último domingo

A Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, em inglês) afirmou nesta terça-feira (12) que sua revisão "não proporciona nenhuma base" para ordenar a suspensão das operações do avião Boeing 737 MAX 8, que já foi tirado de funcionamento pela Europa e empresas de vários países, inclusive a Gol, após o acidente ocorrido na Etiópia que deixou 157 mortos. "Até agora, nossa revisão não mostra problemas sistêmicos de rendimento e não proporciona nenhuma base para ordenar a colocação em terra do avião", declarou em comunicado a FAA, que está vinculada ao Departamento de Transporte dos EUA. A FAA, que tem uma equipe conjunta com a Junta Nacional de Segurança no Transporte (NTSB, em inglês) na área do acidente ocorrido no domingo na Etiópia, assegurou que autoridades civis de outros países também não lhes proporcionaram "dados que justifiquem a ação". "No curso da nossa revisão urgente dos dados do acidente do voo 203 da Ethiopian Airlines, se for identificado algum problema que afete a aeronavegabilidade contínua do avião, a FAA tomará medidas imediatas e apropriadas", acrescentou o comunicado. Nesta terça-feira, depois que China, Indonésia e outros países vetaram este modelo de Boeing, a Agência Europeia de Segurança Aérea (EASA) anunciou que, como "medida preventiva" e para "assegurar a segurança de todos os passageiros", também proibia a operação de todas as aeronaves 737 MAX 8 - e seu irmão, o MAX 9 - no seu espaço aéreo. Ontem, a Gol já havia informado em comunicado que deixará de voar com as sete aeronaves tipo 737 MAX 8 que utilizava, principalmente em rotas para os Estados Unidos, o Caribe e outros pontos da América do Sul. A Boeing insistiu nesta terça-feira na segurança da sua gama de aviões 737 MAX e entrou em contato com a autoridade americana de aviação para argumentar que "não há razões para emitir novas diretrizes aos operadores". A fabricante sofreu um severo castigo nas últimas duas jornadas da bolsa de Nova York nunca visto em dez anos: na segunda-feira perdeu quase US$ 13 bilhões e hoje, com um retrocesso de 6,15%, viu desaparecer um capital de cerca de US$ 14 bilhões - US$ 27 bilhões em apenas 48 horas. Por sua vez, uma porta-voz da Casa Branca, Judd Deere, disse à Agência Efe que o presidente Donald Trump falou com o diretor-executivo da Boeing, Dennis Muilenburg, e confirmou que segue monitorando a situação. Trump fez uma defesa no Twitter de aviões "mais simples" que não requeiram "Albert Einstein" como piloto. Em outubro do ano passado, outro Boeing 737 MAX 8, da companhia indonésia de baixo custo Lion Air, caiu no mar de Java matando 189 pessoas e, nessa ocasião, a caixa-preta revelou erros no sistema automático da aeronave.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/eua-dizem-nao-ver-motivos-para-suspender-uso-dos-boeing-737-max-8-12032019

Juros do crédito caem pelo 12º mês seguido em fevereiro, diz Anefac
Data: 12/03/2019

Taxa para pessoas físicas chegou ao menor nível desde fevereiro de 2015; para pessoas jurídicas, foi o menor percentual desde outubro de 2014.

Os juros cobrados nas operações de crédito continuaram em trajetória de queda em fevereiro. As taxas foram reduzidas pelo 12º mês seguido, tanto para pessoas físicas como jurídicas. É o que aponta um levantamento da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) divulgado nesta terça-feira (12). Com juros em baixa, portabilidade de crédito cresce 70% em 2018 No caso das pessoas físicas, houve uma redução de 0,04 ponto percentual dos juros cobrados no último mês. Passaram de 6,75% ao mês (ou 118,99% ao ano), em janeiro, para 6,71% ao mês (118% ao ano) em fevereiro. É a menor taxa média desde fevereiro de 2015. As taxas do cartão de crédito – uma das mais elevadas no país – recuaram de 11,52% ao mês para 11,40% ao mês entre janeiro e fevereiro, mostrou a Anefac. Mas em 12 meses, ainda acumula uma taxa média de 283,32%, patamar bem superior a outras linhas de crédito como o empréstimo pessoal. Para as pessoas jurídicas, todas as linhas pesquisadas (como capital de giro e desconto de duplicatas) apresentaram recuo em fevereiro. A taxa média cobrada caiu 0,05 ponto percentual, passando de 3,54% ao mês (51,81% ao ano) em janeiro para 3,49% ao mês (50,93% ao ano) em fevereiro. É a taxa média mais baixa desde outubro de 2014. Para o diretor executivo de estudos e pesquisas da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira, essa redução pode ser atribuída à melhora do cenário econômico, a redução do risco da inadimplência. Selic nos últimos 6 anos Ao levar em conta todas as mudanças da taxa básica de juros (Selic) promovidas pelo Banco Central desde março de 2013, houve uma redução de 0,75 ponto percentual, passando de 7,25% ao ano para 6,50% ao ano em fevereiro. Neste mesmo período, a taxa de juros média para pessoa física subiu 30,03 pontos percentuais, passando de 87,97% ao ano, em março de 2013, para 118% ao ano em fevereiro deste ano. Já nas operações de crédito para pessoa jurídica, a Selic caiu 7,35 pontos percentuais em quase seis anos, passando de 43,58% ao ano para 50,93% ao ano no último mês, segundo a Anefac.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/03/12/juros-do-credito-caem-pelo-12o-mes-seguido-em-fevereiro-diz-anefac.ghtml

IR 2019: Quais são os rendimentos isentos e os tributados? Veja lista
Data: 12/03/2019

Rendimentos de caderneta de poupança, herança e dividendos são alguns dos rendimentos isentos, mas que devem ser declarados.

Pelas regras do Imposto de Renda 2019, a declaração é obrigatória para quem recebeu mais de R$ 28.559,70 no ano passado. Mas nem todos os rendimentos são tributáveis. Há diversos casos isentos do pagamento do imposto tributação como, por exemplo, resgate de conta do FGTS, rendimentos de caderneta de poupança, herança e dividendos. SAIBA TUDO SOBRE O IMPOSTO DE RENDA 2019 Vale lembrar, entretanto, que todos os rendimentos recebidos, até mesmo os isentos, precisam ser declarados ao Fisco. E para cada tipo de rendimento há uma ficha específica a ser preenchida com as informações da fonte pagadora e do valor. Como lembra o advogado Luiz Henrique Mazetto Veronezi, sócio do escritório PLKC, a Receita faz o cruzamento de uma série de informações para confirmar não houve nenhuma omissão de rendimentos. "O fato do rendimento não ser tributado pelo imposto de renda não o desqualifica como origem dos recursos recebidos pelo contribuinte durante o ano-calendário", explica. Clique aqui para fazer o download do programa O prazo de apresentação da declaração do Imposto de Renda 2019, ano-base 2018, se estende até o dia 30 de abril. A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74, sendo limitada a 20% do imposto devido. Saiba quem deve declarar O programa do IR 2019 lista 25 rendimentos isentos de pagamento de imposto de renda. Entre os mais comuns estão: parcela isenta de proventos de aposentadoria; pensão de declarante com 65 anos ou mais; rendimento de poupança, LCI e LCA; herança; doações; lucros e dividendos e restituição de imposto de renda de anos-calendários anteriores. Confira lista de rendimentos não tributáveis: Bolsas de estudo e de pesquisa caracterizadas como doação, exceto médico-residente ou Pronatec, exclusivamente para proceder a estudos ou pesquisas e desde que os resultados dessas atividades não representem vantagem para o doador, nem importem contraprestação de serviços Bolsas de estudo e de pesquisa caracterizadas como doação, quando recebidas exclusivamente para proceder a estudos ou pesquisas, recebidas por médico-residente e por servidor da rede pública de educação profissional, científica e tecnológica que participe das atividades do Pronatec Capital das apólices de seguro ou pecúlio pago por morte do segurado, prêmio de seguro restituído em qualquer caso e pecúlio recebido de entidades de previdência privada em decorrência de morte ou invalidez permanente Indenizações por rescisão de contrato de trabalho, inclusive a título de PDV, e por acidente de trabalho; e FGTS Ganho de capital na alienação de bem, direito ou conjunto de bens ou direitos da mesma natureza, alienados em um mesmo mês, de valor total de alienação até R$ 20 mil, para ações alienadas no mercado de balcão, e de R$ 35 mil, nos demais casos Ganho de capital na alienação do único imóvel por valor igual ou inferior a R$ 440 mil e que, nos últimos 5 anos, não tenha efetuado nenhuma outra alienação de imóvel Ganho de capital na venda de imóveis residenciais para aquisição, no prazo de 180 dias, de imóveis residenciais localizados no Brasil e redução sobre o ganho de capital Ganho de capital na alienação de moeda estrangeira mantida em espécie cujo total de alienações, no ano-calendário, seja igual ou inferior ao equivalente a US$ 5 mil Lucros e dividendos recebidos Parcela isenta de proventos de aposentadoria, reserva remunerada, reforma e pensão de declarante com 65 anos ou mais Pensão, proventos de aposentadoria ou reforma por moléstia grave ou aposentadoria ou reforma por acidente em serviço Rendimentos de cadernetas de poupança, letras hipotecárias, letras de crédito do agronegócio e imobiliário (LCA e LCI) e certificados de recebíveis do agronegócio e imobiliários (CRA e CRI) Rendimento de sócio ou titular de microempresa ou empresa de pequeno porte optante pelo Simples Nacional, exceto pro labore, aluguéis e serviços prestados Transferências patrimoniais – doações e heranças Parcela não tributável correspondente à atividade rural Imposto sobre a renda de anos-calendário anteriores compensado judicialmente neste ano-calendário 75% dos rendimentos do trabalho assalariado recebidos em moeda estrangeira por servidores de autarquias ou repartições do governo brasileiro situadas no exterior, convertidos em reais Incorporação de reservas ao capital/bonificações em ações Transferências patrimoniais – meação e dissolução da sociedade conjugal e da unidade familiar Ganhos líquidos em operações no mercado à vista de ações negociadas em bolsas de valores nas alienações realizadas até R$ 20 mil em cada mês, para o conjunto de ações Ganhos líquidos em operações com ouro, ativo financeiro, nas alienações realizadas até R$ 20 mil em cada mês Recuperação de prejuízos em renda variável (bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhados e fundos de investimento imobiliário) Rendimento bruto, até o máximo de 90%, da prestação de serviços decorrente do transporte de carga e com trator, máquina de terraplenagem, colheitadeira e assemelhados Rendimento bruto, até o máximo de 40%, da prestação de serviços decorrente do transporte de passageiros Restituição do imposto sobre a renda de anos-calendário anteriores Rendimentos com imposto retido na fonte Outros tipos de rendimentos como 13º salário e participação nos lucros e resultados têm imposto retido na fonte e não são passíveis de restituição, mas também devem ser declarados em ficha específica.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/imposto-de-renda/2019/noticia/2019/03/12/ir-2019-quais-sao-os-rendimentos-isentos-e-os-tributados-veja-lista.ghtml

Petrobras aumenta pelo 2° dia seguido o preço da gasolina
Data: 12/03/2019

Com a nova alta, o combustível acumula avanço de 17,3% nas refinarias.

A Petrobras anunciou nesta terça-feira (123) que elevou em 0,90% preço médio da gasolina nas refinarias. A companhia também divulgou que manteve inalterado preço médio do diesel. Os reajustes serão válidos a partir desta quarta-feira (13). O preço médio do litro da gasolina passará de R$ 1,7542 para R$ R$ 1,770, enquanto o litro do diesel se manterá, na média, em R$ 2,1871. Trata-se do valor mais alto para a gasolina desde 2 de novembro, quando o litro era comercializado a R$ 1,8466. Na véspera, a estatal elevou em 1,47% preço médio da gasolina, e manteve inalterado preço médio do diesel, nas refinarias. Com a nova alta, o combustível acumula avanço de 17,3%. A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho de 2017. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior periodicidade, inclusive diariamente. No ano passado, o governo anunciou fim do programa de subvenção do diesel instituído pela União. O programa de subvenção ao diesel havia sido criado pelo governo após a greve dos caminhoneiros, no fim de maio. Uma das principais reivindicações da categoria era redução no preço do combustível.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/03/12/petrobras-aumenta-pelo-2-dia-seguido-o-preco-da-gasolina.ghtml

8 DE MARÇO DIA INTERNACIONAL DA MULHER
Data: 11/03/2019

8 DE MARÇO DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Link Notícia:

DELICIOSA MACARRONADA COM MOLHO(SEM EDITAR)
Data: 11/03/2019

DELICIOSA MACARRONADA COM MOLHO(SEM EDITAR)

Link Notícia: https://www.youtube.com/embed/siTp_LaQiRI

Gagliasso e Loreto pedem para sair, e Globo pode encurtar novela
Data: 01/03/2019

Afastado da novela, Gagliasso estaria disposto a deixar "O Sétimo Guardião", que deve acabar antes do previsto por conta do climão no elenco

A crise instalada nos bastidores de "O Sétimo Guardião" está longe de acabar. A trama das 21h da Globo pode perder os seus protagonistas e ainda ser encurtada. Após a polêmica separação de Débora Nascimento e José Loreto, que envolveu o nome de uma série de famosos em uma rede de fofocas e intrigas sem fim, o clima ficou insustentável para alguns integrantes do elenco. José Loreto, Marina Ruy Barbosa e Bruno Gagliasso, que compõe o triângulo amoroso da novela, não conseguem mais trabalhar juntos. Segundo fontes da Globo, Bruno e Marina não se falam. A atriz também não conversa mais com Loreto, que teria até pedido da deixar a novela. O ator teria conversado com a direção do folhetim alegando que precisava se afastar para tentar salvar o seu casamento com Débora Nascimento. As cenas de Loreto diminuíram muito na novela, mas ele não foi liberado. Outro que teria pedido para sair é Bruno Gagliasso. O mocinho de "O Sétimo Guardião" não estaria feliz com o seu personagem e teria dito que não há clima para voltar a gravar. Para amigos, o ator teria confessado que é "insuportável" trabalhar nesse climão. Para completar, Bruno, que havia se afastado para retirada de uma pedra no rim, terá de se submeter a uma nova cirurgia e ficará ainda mais tempo longe da novela. O ator estaria com um quadro de infecção e não tem data para voltar ao ar. Apontada inicialmente como pivô da separação de Loreto e Débora, Marina Ruy Barbosa passou mal nesta semana pouco antes de gravar uma cena com Loreto. A atriz foi atendida e acabou voltando para as gravações. O clima no elenco é de tensão e descontentamento. O roteiro de gravações de "O Sétimo Carnaval" durante o Carnaval está ainda indefinido. Com todo esse furacão, já corre nos bastidores da Globo que o folhetim pode e deve ficar menor. A trama pode ser encurtada e chegar ao fim em abril, em vez de maio, como era inicialmente previsto. Procurada, a Globo nega que os atores queiram deixar a novela. Diz que a previsão de término continua a mesma. A emissora não sabe quando Gagliasso volta ao trabalho.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/keila-jimenez/gagliasso-e-loreto-pedem-para-sair-e-globo-pode-encurtar-novela-01032019

Casos de dengue crescem 605% no Estado de São Paulo
Data: 01/03/2019

Diferente de 2015, quando a circulação do sorotipo 1 da dengue foi prevalente, casos atuais são predominantemente do sorotipo 2

O Estado de São Paulo enfrenta nova epidemia de dengue, com maior incidência nas regiões norte e noroeste, mais distantes da capital. Entre o início do ano e o último dia 15, o número de casos confirmados saltou de 1,9 mil para 13,4 mil - alta de 605% ante o mesmo período de 2018. Já o total de casos suspeitos foi de 15,2 mil para 40,2 mil, conforme a Secretaria da Saúde paulista. Segundo a pasta, o maior risco da dengue neste verão se deve à circulação do sorotipo 2 do vírus. Na grande epidemia de 2015, quando 1,6% da população do Estado foi infectada, predominou o sorotipo 1 do vírus. Quando o paciente se infecta pelo vírus, de outro sorotipo, os sintomas são mais graves. Nas regiões com as maiores infestações, como Bauru, Barretos e Araraquara, foi confirmada a circulação do sorotipo 2. Segundo a secretaria, houve 5 óbitos no período - dois em São Joaquim da Barra, dois em São José do Rio Preto e um em Araraquara -, mas as prefeituras confirmaram mais 4 e investigam outras 20 mortes. Dez cidades, oito nas regiões norte e noroeste, concentram 66% dos casos. Em Bauru, com 3.510 casos confirmados e 12 mortes com suspeita, pacientes lotam as unidades de saúde. O movimento subiu mais de 73,6% desde o início da epidemia. Os cinco postos de saúde (UPAs) atendem 2,7 mil pacientes por dia e o horário foi estendido até 23 horas. Em Araraquara, ao menos 300 pessoas com sintomas procuram, diariamente, os serviços municipais de saúde. Também foi confirmada a terceira morte por dengue, diz a prefeitura. Ângela Santos, de 66 anos, morreu no dia 10 e os exames deram positivo para a doença. Outros quatro óbitos são investigados. Na segunda-feira, Valdelaine Deoadato, de 43 anos, morreu após oito dias internada na Santa Casa local com manchas pelo corpo e outros sintomas da doença. A família registrou a morte suspeita por dengue na Polícia Civil. Outros dois óbitos suspeitos tinham sido registrados no sábado - de um idoso de 85 anos e uma mulher de 33. Bilac decretou epidemia na terça, após registrar 171 casos confirmados este ano, numa população de 7 mil habitantes. Em todo o ano passado, foram só sete casos. Em fevereiro, 802 casas foram vistoriadas e 484 tinham focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. A doença avança também para o oeste do Estado. No dia 21, Paraguaçu Paulista decretou emergência, com 152 casos confirmados e 350 em apuração. Em 2015, a cidade teve 4,5 mil casos, a maioria do tipo 3. "Sabemos que para cada caso confirmado, há outros quatro não notificados", estima a diretora de Saúde, Cristiane Bonfim. A Justiça de Mogi Guaçu, região de Campinas, autorizou a prefeitura e entrar em imóveis particulares sem morador para remover criadouros do Aedes. Lá, são 60 casos confirmados e 44 suspeitos, quatro vezes mais que em todo o ano passado. Família inteira Em Sorocaba, foram confirmados 39 casos de dengue este ano, mais 16 são importados. A diarista Marilda Cresciulo, de 47 anos, moradora do Jardim Zulmira, zona oeste da cidade, conta que cinco pessoas da família - ela, o pai, a mãe, um irmão e uma sobrinha - tiveram dengue entre 2017 até o início deste ano. "Eu fiquei quatro dias com febre, manchas no corpo e dor de cabeça. Foi horrível, o corpo todo doía, parecia que tinha levado umas pancadas." Sua sobrinha teve a forma mais grave da doença. "A contagem de plaquetas baixou tanto que ela precisou ser internada e ficou 15 dias de cama, com os sintomas." Apesar de gostar de plantas, Marilda eliminou os vasos de sua casa, com medo de novas infecções. "Vasilha com água, é só o bebedouro do cachorro, mas lavo e desinfeto todo dia." Capital Na capital paulista, foram confirmados 126 casos de dengue, segundo boletim divulgado pela Prefeitura em 5 de fevereiro. Há registros em todas as regiões. Campo Limpo, na zona sul, é o distrito que lidera em número de casos (10). Não havia relatos de mortes por causa da doença e, até a data, a cidade não registrava casos de zika e chikungunya, também transmitidas pelo Aedes aegypti. Em todo o Brasil, são 54,7 mil casos prováveis de dengue, alta de 149% em relação ao ano passado. A Região Sudeste concentra 60% dos registros. Piora em 2020 O coordenador de Controle de Doenças da Secretaria da Saúde do Estado, Marcos Boulos, alerta que a epidemia pior deve vir entre o final deste ano e o início de 2020. "O próximo verão deve ser pior, porque neste a dengue não pegou com força as regiões mais populosas do Estado", disse. "Há uma epidemia em regiões bem definidas, no norte e noroeste, mas o problema maior não é o número de casos e, sim, a circulação de um novo tipo de vírus, que torna a dengue mais grave", acrescentou o infectologista. De acordo com a secretaria, a dengue é uma doença sazonal - típica do verão - e cíclica, com oscilação de casos e aumento no número a cada três ou quatro anos. Em 2015, segundo a pasta, houve número recorde de infecções, com 709.445 casos. Somente em janeiro daquele ano, foram 41.844 casos. Ação conjunta Por diretriz do Sistema Único de Saúde (SUS), ainda segundo a pasta, o trabalho de campo para o combate ao mosquito Aedes aegypti compete aos municípios, mas o Estado presta auxílio. Entre os dias 11 e 16 de fevereiro, o Estado atuou em ações conjuntas com as prefeituras para eliminar criadouros e orientar a população. Saiba mais: Número de casos de dengue ultrapassa 4.500 em janeiro em SP Entre os sintomas, estão manchas vermelhas na pele, dores nas articulações, febre e dor de cabeça. Muitas vezes, a dengue é confundida com outras doenças transmitidas pelo Aedes, como zika e chikungunya.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/saude/casos-de-dengue-crescem-605-no-estado-de-sao-paulo-01032019

Congresso paga viagens e parlamentares emendam Carnaval
Data: 01/03/2019

Entre eles estão o senador Espiridão Amin e a deputada Ângela Amin; ela publicou vídeo do marido em evento de tecnologia

Embora o feriado prolongado de Carnaval só comece amanhã, ao menos dez deputados e senadores emendaram ou pretendem emendar os dias de folga com viagens ao exterior pagas com dinheiro público, revela reportagem publicada nesta sexta-feira (1º) pelo jornal "O Estado de S.Paulo". O principal destino foi Barcelona, na Espanha, um dos locais mais turísticos da Europa. A cidade recebeu, até ontem, o Mobile World Congress, evento sobre tecnologia que atraiu o interesse de nove parlamentares. Entre eles o senador Espiridião Amin (PP-SC) e a mulher dele, a deputada federal Ângela Amin (PP-SC). Nas redes sociais dela é possível assistir a um vídeo do senador se divertindo com óculos de realidade virtual durante o evento. Câmara Senado e Câmara pagaram todos os gastos da viagem do casal. Os valores do ingresso para participar do evento variavam de 799 euros a 4.999 euros. Uma passagem de Brasília a Barcelona não sai por menos de R$ 2,5 mil. A assessoria de imprensa do senador justificou a viagem com o fato de ele integrar a Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional e que sua participação no congresso “oportuniza o aprofundamento dos debates sobre a evolução e o futuro de importante setor na conjuntura nacional e internacional”. Já a dela afirma que a deputada faz parte da Comissão de Tecnologia e Inovação da Câmara. O senador nem a deputada têm projetos relacionados ao tema do evento. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/congresso-paga-viagens-e-parlamentares-emendam-carnaval-01032019

BC mantém taxa básica de juros em 6,5% ao ano pela sétima vez seguida
Data: 26/02/2019

Decisão tomada por unanimidade pelo Copom é a primeira desde que Bolsonaro assumiu a Presidência da República

O Copom (Comitê de Política Monetária), do BC (Banco Central), optou por manter a taxa básica de juros da economia brasileira em 6,5% ao ano pela sétima vez consecutiva. A decisão foi novamente tomada por unanimidade entre os diretores do BC. A taxa segue no atual patamar desde março do ano passado, quando o Copom reduziu a Selic em 0,25 ponto percentual, para 6,5% ao ano. O veredito que mantém os juros básicos da economia brasileira no patamar atual até o mês de março foi aprovado pelo presidente do BC, Ilan Goldfajn, e pelos diretores Carlos Viana de Carvalho, Carolina de Assis Barros, Maurício Costa de Moura, Otávio Ribeiro Damaso, Paulo Sérgio Neves de Souza, Sidnei Corrêa Marques e Tiago Couto Berriel. Para justificar a decisão, o Copom afirma que os indicadores recentes da atividade econômica "continuam evidenciando recuperação gradual da economia brasileira" e observa que as medidas de inflação subjacente estão em "níveis apropriados ou confortáveis". "O Comitê entende que essa decisão reflete seu cenário básico e balanço de riscos para a inflação prospectiva e é compatível com a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante para a condução da política monetária, que inclui o ano-calendário de 2019 e, com peso menor e gradualmente crescente, de 2020", avalia o órgão do BC. A diretoria da autoridade monetária aponta ainda a continuidade do processo de reformas econômicas como "essencial" para a manutenção da inflação baixa no médio e longo prazo. "O Copom avalia que cautela, serenidade e perseverança nas decisões de política monetária, inclusive diante de cenários voláteis, têm sido úteis na perseguição de seu objetivo precípuo de manter a trajetória da inflação em direção às metas", conclui a nota. Trata-se da primeira decisão desde que Jair Bolsonaro assumiu a Presidência da República. A reunião também deve ser a última comandada por Goldfajn, que dará lugar a Roberto Campos Neto na presidência da autoridade monetária nacional após ter seu nome aprovado pelo Senado Federal. A manutenção da Selic também atende as expectativas do mercado financeiro, que projeta a taxa básica de juros justamente no patamar de 6,5% ao ano ao final de 2019. Juros básicos A Selic é conhecida como taxa básica porque é a mais baixa da economia e funciona como forma de piso para os demais juros cobrados no mercado. A taxa é usada nos empréstimos entre bancos e nas aplicações que as instituições financeiras fazem em títulos públicos federais. Em linhas gerais, a Selic é taxa que os bancos pagam para pegar dinheiro no mercado e repassá-lo para empresas ou consumidores em forma de empréstimos ou financiamentos. Por esse motivo, os juros que os bancos cobram dos consumidores são sempre superiores à Selic. A taxa básica também serve como o principal instrumento do BC para manter a inflação sob controle, próxima da meta estabelecida pelo governo, de 4,5%. Isso acontece porque os juros mais altos encarecem o crédito, reduzem a disposição para consumir e estimulam novas alternativas de investimento. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/bc-mantem-taxa-basica-de-juros-em-65-ao-ano-pela-setima-vez-seguida-06022019

Quais os riscos para o Brasil de uma ação militar na Venezuela
Data: 26/02/2019

Enquanto EUA não descartam ação militar na Venezuela, governo brasileiro diz que não cogita usar a força contra governo de Nicolás Maduro

Enquanto o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirma que não descarta a possibilidade de intervenção militar na Venezuela, o governo brasileiro tem repetido que não cogita usar a força contra o governo de Nicolás Maduro. Em reunião na segunda (25) do Grupo de Lima, formado por países da América Latina para tentar resolver o conflito da Venezuela, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, reforçou a ameaça de ação militar de Trump. "O presidente deixou claro: todas as opções estão sobre a mesa", afirmou. Mas Brasil e outros países da América do Sul presentes ao encontro, na Colômbia, deixaram claro que rejeitam usar tropas para forçar Maduro a deixar o poder. "O Brasil acredita firmemente que é possível devolver a Venezuela ao convívio democrático das Américas sem qualquer medida extrema que nos confunda com aquelas nações que serão julgadas pela história como agressoras, invasoras e violadoras das soberanias nacionais", disse o vice-presidente do Brasil, Hamilton Mourão. O que explica essa postura de cautela do Brasil? Especialistas em relações internacionais e integrantes do Exército ouvidos pela BBC News Brasil dizem que pesa na decisão o temor de que uma ação militar liderada pelos Estados Unidos abra precedente para outras intervenções na região por potências estrangeiras. O fato de a fronteira do Brasil com a Venezuela ser em área da Floresta Amazônica acende um alerta adicional, sobretudo entre os militares. Também conta na decisão do governo a tradição diplomática brasileira de não intervir em outros países, sobretudo sem o aval do Conselho de Segurança das Nações Unidas. "A não-intervenção sempre foi um pilar da nossa política externa e militar. É uma questão de Estado, independentemente dos governo. Isso ainda é mais sensível por se tratar da região amazônica", disse à BBC News Brasil o general da reserva Eduardo Schneider, que atuou nas missões de paz da ONU no Haiti e em Angola. Há, também, o fator econômico. As consequências de uma guerra são imprevisíveis - se uma intervenção estrangeira na Venezuela gerasse uma guerra civil, por exemplo, o Brasil poderia ter que manter tropas lá por anos. O que poderia detonar um conflito armado? A preocupação imediata é que uma escalada da tensão na fronteira do Brasil com a Venezuela possa gerar reações violentas por parte dos Exércitos dos dois países. Para impedir que alimentos e medicamentos doados por Estados Unidos e outras nações entrassem no território, Maduro enviou tropas às fronteiras com Colômbia e Brasil. Ele argumenta que a ajuda humanitária é parte de uma estratégia do governo americano para tirá-lo do poder. Bombas de gás lacrimogêneo, balas de borracha e armas letais foram usadas contra venezuelanos que tentaram forçar a passagem dos caminhões com suprimentos no fim de semana. Os confrontos geraram o temor de que a violência escalasse e incitasse uma resposta armada do Brasil. "Uma pequena provocação pode acabar gerando uma reação violenta. E um disparo que cruze a fronteira pode acabar atingindo um soldado venezuelano ou brasileiro e gerar uma resposta. É uma situação delicada", destaca a professora Jennifer McCoy, diretora do Instituto de Estudos Globais da Georgia State University, nos Estados Unidos, e autora do livro Mediação Internacional na Venezuela. O coronel do Exército brasileiro José Jacaúna, que atua em Pacaraima, Roraima, chegou a defender, em entrevista à TV Globo, uma "posição firme" por parte do Brasil em resposta às bombas de gás lacrimogênio disparadas por soldados venezuelanos. Para aplacar os ânimos, o vice-presidente Hamilton Mourão disse que Brasil não iria "estressar" com o fato de tiros e bombas de efeito moral terem atingido território brasileiro. "O Brasil não tomaria a iniciativa de atacar. Mas, na hora que você é atacado, é até um instinto de sobrevivência revidar. Nesse caso, é importante orientar os soldados a não cair em provocações levianas", afirma o general da reserva Eduardo Schneider. Além do risco de um conflito gerado por tensões na fronteira, há a possibilidade de os Estados Unidos pressionarem países da América Latina a apoiar uma intervenção militar planejada. Precedente 'perigoso' para soberania Segundo especialistas, neste caso, o apoio de países como Brasil e Colômbia seria importante para garantir legitimidade a uma intervenção liderada pelos EUA. "É uma questão diplomática e simbólica. O apoio permitiria aos Estados Unidos dizer que estão alinhados com os interesses dos países vizinhos à Venezuela", explicou à BBC News Brasil Oliver Stuenkel, professor de Relações Internacionais da FGV (Fundação Getúlio Vargas). Segundo Jennifer McCoy, uma estratégia que eventualmente pode ser adotada pelos Estados Unidos caso decida intervir é evocar o princípio da "responsabilidade de proteger", das Nações Unidas, que permite intervenção estrangeira se o governo de um país se omitir quanto à prática de crimes contra humanidade, crimes de guerra, genocídio e limpeza étnica. "Há especulação de que esse princípio possa ser evocado pelos Estados Unidos para justificar uma intervenção agora que a ajuda humanitária foi rejeitada pela Venezuela. Acho que tentariam enquadrar na cláusula de crimes contra a humanidade", diz McCoy. Mas há ampla divergência sobre se essa cláusula, de fato, poderia ser acionada no caso venezuelano. E, se a discussão for levada ao Conselho de Segurança das Nações Unidas, a Rússia, aliada do governo Maduro, possivelmente vetaria uma intervenção militar. "Com esse possível veto, obter o apoio de países da América Latina ou da OEA (Organização dos Estados Americanos) seria uma forma de tornar a decisão multilateral. Se os Estados Unidos agirem sozinhos, podem ser acusados de estar intervindo para satisfazer a interesses próprios. E isso pode estimular apoiadores de Maduro a lutarem por ele em vez de abandoná-lo", explica a professora norte-americana. Militares e diplomatas brasileiros, no entanto, resistem à ideia de uma ação militar por acreditarem que isso poderia abrir caminho para futuras intervenções de potências internacionais na região. "O militar enxerga as coisas de maneira pragmática, sob a ótica dos interesses do Brasil. Com as voltas que o mundo dá, o Brasil poderia ser alvo de intervenção no futuro. Temos que tomar cuidado para não sermos peões dentro de uma estratégia de uma superpotência", afirma o general da reserva Eduardo Schneider. Custos econômicos e perda de vidas Outra explicação para a cautela adotada pelo governo brasileiro é o custo econômico que um conflito armado poderia gerar. Além dos gastos imediatos de uma operação militar, o conflito poderia acabar por se prolongar e exigir gastos fixos para manter tropas brasileiras no país vizinho. "Quando você toma a decisão de intervir, se torna responsável pelo problema depois", diz Oliver Stuenkel, da FGV. "Os Estados Unidos estão há 18 anos no Afeganistão. Eles têm a responsabilidade de reconstrução do país, porque se tornaram atores políticos. No Iraque, há presença de tropas americanas há 16 anos." O general Eduardo Schneider chama a atenção para o risco de surgirem conflitos armados entre grupos a favor e contrários a Maduro, com a possibilidade, inclusive, de formação de guerrilhas. "Um conflito no nosso vizinho, se arrastando por anos, seria horrível para o Brasil. Você pode derrubar militarmente Maduro, mas depois não sabemos se isso pode gerar uma guerra de guerrilhas." Um conflito que se arraste também pode, evidentemente, gerar perdas humanas tanto de venezuelanos quanto de militares estrangeiros. Por isso, segundo especialistas, a justificativa para uma ação militar deve ser sólida a ponto de garantir apoio popular para o envio de tropas. "Não se sabe qual a capacidade de resposta do Exército venezuelano, mas é possível que uma fragmentação do conflito acabe gerando maior sofrimento humano sem que se resolva a raiz do problema da crise humanitária e política na Venezuela", avalia Par Engstrom, professor de Relações Internacionais da University College London, no Reino Unido. Desconfiança entre países vizinhos Os especialistas ouvidos pela BBC News Brasil dizem ainda que um eventual apoio do Brasil a uma ação militar sem o aval de outros países da América Latina poderia gerar conflitos diplomáticos e desconfiança na região. "Os vizinhos vão interpretar a atuação brasileira como um precedente. O Paraguai, por exemplo, pode pensar: 'Se o Brasil faz isso com a Venezuela, pode fazer com a gente também'", destaca Oliver Stuenkel. O maior conflito armado da América do Sul foi a Guerra do Paraguai, quando Brasil, Argentina e Uruguai formaram a "Tríplice Aliança" contra o Paraguai. O conflito durou de 1864 a 1870 e resultou na morte de mais de dois terços da população masculina paraguaia. A memória desse conflito continua viva entre os paraguaios. "Hoje, não temos hoje problemas latentes de fronteira com vizinhos. Nossas fronteiras foram negociadas por meio de tratados. Não há interesse em reacender feridas nessa direção", completa o general Eduardo Schneider. Mas pressão política e econômica é suficiente para resolver a crise? O governo brasileiro acredita que a pressão política e econômica sobre a Venezuela acabará por convencer Maduro a deixar o poder, viabilizando a realização de novas eleições. Algumas das sanções econômicas mais duras impostas pelos Estados Unidos, como a que praticamente paralisa importação de petróleo venezuelano, ainda não entraram integralmente em vigor. A exportação de petróleo é a principal fonte de renda da Venezuela e a medida deve ter impacto significativo na economia do país. "A situação atual não é sustentável para o governo Maduro, principalmente considerando esse nível de sanção econômica e o fechamento das fronteiras com Brasil e Colômbia, de onde a Venezuela importa a maioria dos produtos básicos", diz Jennifer McCoy. Na visão da professora americana, uma negociação liderada por nações da América Latina, sem a participação direta dos Estados Unidos, seria mais eficaz em alcançar uma solução negociada. "As negociações precisariam prever novas eleições presidenciais e o partido de Maduro teria que participar, mas ele, obviamente, não pode estar no controle do processo eleitoral", afirma. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/quais-os-riscos-para-o-brasil-de-uma-acao-militar-na-venezuela-26022019

Senado deve aprovar hoje Roberto Campos Neto para o Banco Central
Data: 26/02/2019

Novo presidente do BC e demais diretores da instituição serão sabatinados e terão nomes encaminhados para o plenário da Casa

A CAE (Comissão de Assuntos Econômicos) vai sabatinar nesta terça-feira (26), a partir das 10h, o economista Roberto Campos Neto para o cargo de presidente do BC (Banco Central). Perfil do futuro comandante do BC agrada a analistas O presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), decidiu realizar, na mesma reunião, as sabatinas de Bruno Serra Fernandes e João Manoel Pinho de Mello, indicados para duas diretorias do BC, e Flávia Martins Sant’anna Perlingeiro, indicada para o cargo de diretora da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Na última terça-feira (19), os senadores da CAE analisaram o relatório do que indica o nome do economista para o Banco Central. Depois de aprovada pela comissão, a indicação do economista será analisada pelo plenário do Senado. A expectativa é de que isso ocorra também nesta terça-feira. Campos Neto vai ocupar o lugar de Ilan Goldfajn, que decidiu, por motivos pessoais, não permanecer no comando do Banco Central no governo Bolsonaro. Roberto Campos Neto, de 49 anos, é neto do diplomata e economista, que foi embaixador em Washington e Londres, além de ministro do Planejamento no governo do presidente Castelo Branco nos anos 1960. Ricardo Vélez Também nesta terça-feira, a CE (Comissão de Educação, Cultura e Esporte) fará uma audiência pública com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez. Ele irá falar sobre os projetos do governo Bolsonaro e de temas como o programa Escola Sem Partido.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/senado-deve-aprovar-hoje-roberto-campos-neto-para-o-banco-central-26022019

Moro e Toffoli abrem seminário sobre Justiça e Segurança Pública
Data: 26/02/2019

Ministro da Justiça anunciou projeto piloto de "contrato local de Segurança Pública" para combate ao crime organizado

O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli e o ministro da Justiça, Sérgio Moro, abriram nesta segunda-feira (25) o seminário “Políticas Judiciárias e Segurança Pública”, realizado em parceria entre o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e o STJ (Superior Tribunal de Justiça). Participaram ainda da mesa de abertura a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o ministro no STF Alexandre de Moraes, o ministro da Defesa, general Azevedo e Silva, o presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha e o ministro do STJ Humberto Martins, corregedor-nacional de Justiça. O presidente da Record TV, Luiz Cláudio Costa e o presidente da Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão) Márcio Novaes estiveram na abertura do seminário. O presidente do STF, ministro Dias Toffoli, lembrou da importância do tema da segurança pública para a sociedade e defendeu a inserção do Judiciário no Sisbin, o Sistema Brasileiro de Inteligência da Abin (Agência Brasileira de Inteligência). — Os graves problemas de segurança pública enfrentados pelos brasileiros afligem e permeiam todos os extratos da sociedade. O sistema de segurança passa pelo sistema de Justiça. Em todo esse processo Poder Judiciário se faz presente, seja como supervisor dos inquéritos, seja como depois como o fiscal, corregedor dos presídios e trabalhando a reinserção. Mas há outro foco desse grupo que é a segurança dos magistrados e uma inteligência em defesa do Poder Judiciário, de forma a nos inserir no sistema brasileiro de inteligência. Hoje o Judiciário não está integrado e é necessário que nós façamos essa integração para proteção daqueles que atuam principalmente nas áreas de combate ao crime organizado. O ministro Sérgio Moro usou a sua fala no primeiro painel do seminário para anunciar um projeto piloto dentro do ministério de coordenação dos trabalhos de municípios, Estados e a União para o enfrentamento dos problemas de Segurança Pública. Inspirado em ações feitas da União Europeia, o projeto estabeleceria o que foi chamado de "contrato local de Segurança Pública". — É uma reclamação geral, do Estado desorganizado contra o crime organizado. Não só crime organizado, mas crimes violentos. Temos uma federação, o que é importante porque reduz riscos à liberdade. Por outro lado facilita que experiências locais sejam preservadas porque as realidades são diferentes, mas às vezes falta ação coordenada das Unidades da Federação em relação a problemas conjuntos, como de Segurança Pública. Para resolver uma questão de segurança pública de um local se precisa de uma ação não só da União Federal, não só dos Estados, mas dos municípios. Mas essas ações têm que ser conjuntas. Não pode cada um trabalhar com uma política que não seja compatível ou consistente. Precisamos estabelecer uma forma de coordenar as ações. A ideia inicial do projeto é selecionar um número de municípios com alto número de criminalidade e realizar uma espécie de "contrato" estabelecendo as condutas e responsabilidade de cada ente (união, Estados, municípios) nas questões de segurança. — O termo não é o mais adequado, mas seria um contrato entre União, Estados e municípios para definir responsabilidades e ações conjuntas no âmbito específico daqueles municípios. Direcionado especificamente à redução da criminalidade daquelas regiões de alta incidência. Isso incialmente seria um projeto piloto, mas que queremos expandir para outras áreas específicas. Um exemplo exitoso, há cerca de duas semanas houve transferência de lideranças de uma das organizações que estavam há muito tempo em SP e foram transferidas de maneira eficaz a presídios distantes dos seus locais de poder. É uma ação importante e existem diversas para se desmantelar, mas isso passa por investigações e prisões exitosas. Essa ação foi feita de forma coordenada com governo federal, Estado de São Paulo e contou com uma coordenação com vários órgãos e ministérios.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/moro-e-toffoli-abrem-seminario-sobre-justica-e-seguranca-publica-25022019

Moro vai apresentar investigação sobre facada a Bolsonaro
Data: 26/02/2019

Minsitro da Justiça disse que inquérito ainda não foi concluído pela Polícia Federal

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai se reunir agora à tarde com o presidente Jair Bolsonaro e vai apresentar ao presidente o resultado até agora das investigações sobre o atentado a faca em 6 de setembro em Juiz de Fora. Moro, no entanto, negou que as investigações tenham sido concluídas pela Polícia Federal. — A investigação está ainda em andamento. O presidente é vítima e portanto interessado e será apresentado a ele o resultado da investigação até o momento. Além de Moro, estarão na reunião com Bolsonaro nesta segunda-feira (25) o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, e os delegados Cairo Costa Duarte e Rodrigo Moraes.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/moro-vai-apresentar-investigacao-sobre-facada-a-bolsonaro-25022019

Governo Bolsonaro é aprovado por 57,7% dos eleitores da Bahia
Data: 26/02/2019

Dados são do Instituto Paraná Pesquisa e foram divulgados nesta terça-feira. Pesquisa também também ouviu os baianos sobre o governador Rui Costa

Um levantamento divulgado nesta terça-feira (26) pelo Instituto Paraná Pesquisas mostra que o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) é aprovado por 57,7% dos eleitores da Bahia. Os que desaprovam somam 35,3%. Já 6,9% dos baianos não sabem ou não opinaram. Governo Bolsonaro tem 38,9% de avaliação positiva, diz CNT/MDA O Paraná Pesquisas ouviu 1.542 eleitores em 70 municípios do Estado, entre os dias 20 e 24 de fevereiro. O nível de confiança é de 95%. PublicidadeFechar anúncio Governo do Estado A pesquisa também quis saber a opinião dos baianos sobre a administração do governador Rui Costa (PT). Ele tem a aprovação de 68,4% dos baianos. De acordo com o levantamento, o petista é reprovado por 26,1% dos entrevistados, enquanto 5,5% não souberam opinar. Também foram ouvidos 1.542 eleitores.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/governo-bolsonaro-e-aprovado-por-577-dos-eleitores-da-bahia-26022019

Mourão vai à Colômbia discutir crise na Venezuela
Data: 26/02/2019

Anúncio foi feito pelo vice-presidente em uma rede social

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, vai semana que vem à Colômbia participar de reunião do Grupo de Lima, que irá discutir a crise na Venezuela. O anúncio foi feito em uma rede social. Nesta quinta-feira (21), o presidente venezuelano Nicolás Maduro determinou o fechamento da fronteira com o Brasil, em Roraima. O governo brasileiro prepara um plano de para entrega de suprimentos aos venezuelanos, no próxima sábado.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/mourao-vai-a-colombia-discutir-crise-na-venezuela-21022019

Nadja Pessoa será musa oficial do camarote de Ronaldinho Gaúcho
Data: 26/02/2019

R10 Samba Dreams estará no situado na área vip do sambódromo com dois andares de ambiente climatizado, divididos em pouco mais de 800m²

Ronaldinho Gaúcho será um dos representantes dos camarotes especiais da Marquês de Sapucaí nos grupos de acesso e especial em 2019. Batizado de R10 Samba Dreams, o espaço estará no situado na área vip do sambódromo carioca com dois andares de ambiente climatizado, divididos em pouco mais de 800m². A principal estrela do camarote será Nadja Pessoa, escolhida como musa oficial dos cinco dias de festa no local. O camarote ainda terá shows de Delacruz, Ananda, Clareou, D’Black (marido de Nadja), Grupo Bom Gosto e edições exclusivas do Baile do R10.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/prisma/coluna-do-fraga/drama-com-julia-roberts-fatura-r-184-milhoes-na-primeira-semana-nos-cinemas-do-brasil-27122017

Ferrugem é internado e revela que precisa perder no mínimo 32 kg
Data: 26/02/2019

"Vocês me ajudam? Cantar é a minha vida, mas para isso, preciso de saúde", escreveu o cantor, pedindo a compreensão do público

Ferrugem usou as redes sociais para explicar ao público o motivo que o fez cancelar shows que faria nos últimos dias 23 e 24 de fevereiro. Em post compartilhado no Instagram, o cantor contou que, por determinação médica, fará uma pausa na carreira para cuidar da saúde. Cantor Ferrugem vai ser pai novamente, diz jornal "Tudo ficando melhor do que antes, graças a compreensão de vocês e a dedicação dos médicos. Com isso, descobri que a saúde não está tão linda assim e que preciso me cuidar. Tenho que perder um mínimo de 32 kg (não é novidade alguma), recuperar a saúde, porque ainda tenho muito para mostrar e isso será feito", escreveu o artista. Ex-mulher do cantor Ferrugem morreu após procedimentos estéticos em 2015 Ferrugem encerrou o post pedindo apoio e compreensão dos fãs e desculpas ao público dizendo que em breve irá remarcar novas datas de apesentação. "Vocês me ajudam? Cantar é a minha vida, mas para isso, preciso de saúde."

Link Notícia: https://diversao.r7.com/ferrugem-e-internado-e-revela-que-precisa-perder-no-minimo-32-kg-26022019

Gretchen comemora novo sorriso após lente nos dentes
Data: 26/02/2019

Rainha do Rebolado contou ter colocado 24 lentes de contato: "Eis aí a diferença de transformação", escreveu a dançaria na legenda da foto

Gretchen está de sorriso novo. Após passar por um procedimento estético que mudou significativamente as expressões faciais, a cantora colocou lentes de contato em 24 dentes. A novidade foi contada por ela própria nas redes sociais. A Rainha do Rebolado compartilhou uma fotomontagem mostrando o antes e depois. — Eis aí a diferença de transformação. Esse sorriso mudou tudo. E sabe quem? @drviotto lentes em 24 dentes.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/gretchen-comemora-novo-sorriso-apos-lente-nos-dentes-25022019

Beto Barbosa comemora luta contra câncer: '100% curado
Data: 18/02/2019

"Não vejo a hora de voltar para casa. Acredito que até terça-feira (19)", escreveu o cantor, que foi submetido a duas cirurgias, bexiga e próstata

Beto Barbosa usou uma rede social para celebrar o fim da luta contra o câncer. Em post compartilhado, o cantor disse estar "100% curado". No domingo (17), o Rei da Lambada contou sobre avanço no seu quadro de saúde, após ter feito duas cirurgias devido a um câncer na bexiga e próstata. — Hoje comecei a andar sem estar com os aparelhos ligados. Tomei banho sozinho e comecei a sentir o ar da independência hospitalar. Não vejo a hora de voltar para casa. Acredito que até terça-feira (19) já estarei em casa e, no dia do meu aniversário, 27 de fevereiro, quero estar caminhando na esteira e malhando com a orientação da equipe médica. Beto aproveitou e agradeceu a todos os fãs que enviaram mensagens e palavras de força. — Deus me curou e me salvou através dos médicos. Agradeço de corpo, alma e coração as orações e palavras de força que recebi e continuo recebendo de todos vocês. O cantor já havia deixado a UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) no último dia 9 e está fazendo fisioterapia no quarto do hospital.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/beto-barbosa-comemora-luta-contra-cancer-100-curado-18022019

Empresária agredida no primeiro encontro é alerta para mulheres
Data: 18/02/2019

Elaine Caparróz teve o rosto desfigurado por um homem que conheceu nas redes sociais. Ele alega ter tido um surto

A empresária Elaine Caparróz, de 55 anos, está internada em um hospital particular no Rio de Janeiro, depois de passar 4 horas sendo agredida por um cara que conheceu nas redes sociais. Era o primeiro encontro dos dois. Mulher é espancada por quatro horas durante primeiro encontro O agressor, preso em flagrante, foi identificado como Vinícius Batista Serra, de 27 anos. Para a polícia, disse que tomou um vinho, dormiu e acordou em surto. Depois de desfigurar Elaine, ele agora diz que não se lembra de nada. Ao jornal Extra, Elaine contou: 'Ele falou deita no meu ombro pra gente dormir abraçadinho, pra dormir juntinho'. Acordou com ele esmurrando seu rosto. Exames já constataram várias fraturas na face. Elaine é ex-cunhada de Kyra Gracie. A lutadora usou o Instagram para comentar o caso. "Vinícius, advogado, morador do Leme, agrediu brutalmente uma mulher muito próxima da minha família de maneira premeditada e tentou feminicídio. Um monstro". A vítima não tem culpa "Está mal contada essa história" foi o primeiro comentário que ouvi a respeito da notícia. Os motivos de desconfiança são os de sempre: "como ela marcou o primeiro encontro dentro do próprio apartamento?". "O que uma coroa queria com um garotão?". De fato, a primeira dica de segurança para mulheres que estão em aplicativos de relacionamento ou conhecem gente nas redes sociais é marcar o primeiro encontro em um local público. Ainda não temos como saber o que levou Elaine a abrir as portas da própria casa para seu algoz entrar, mas a verdade é que a violência não teria como ser evitada. Se ela tivesse ido encontrar o cara num restaurante, e fosse de lá para um motel, teria sido agredida do mesmo jeito. Porque sim, uma coroa pode estar interessada apenas no sexo com um garotão. O problema não é o lugar. É confiar em um estranho. O ocorrido, infelizmente, é um alerta importante para todas. A gente nunca sabe DE VERDADE quem é o boy do outro lado do celular. Os aplicativos e as redes sociais aproximam, muitas vezes, pessoas que jamais se cruzariam na vida real. E as conversas, que muitas vezes migram para outros apps, como o Whatsapp, dão uma sensação de proximidade. Criam uma falsa intimidade. É comum a gente se pegar conversando com uma criatura de quem não sabemos nem o nome completo, só o apelido. Quando vai ver, a amizade estabelecida ganha contornos de realidade e, com ela, a possibilidade de uma confiança que não deveria existir. O script é o mesmo, na maior parte dos casos. Bom papo, bonitão, sedutor, e a idealização daquela criatura se instaura sem que a gente perceba. Não duvido que esse tenha sido o caso de Elaine. Mais jovem, bem diagramado, Vinícius parecia um bom parceiro. No mínimo, poderia valer o sexo casual. Não custava arriscar. Mas, como já diziam os antigos, quem vê cara não vê coração. E muito menos a mão pesada que vai deformar seu rosto.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/prisma/blog-da-db/empresaria-agredida-no-primeiro-encontro-e-alerta-para-mulheres-18022019

Sucesso nos anos 80, Christiane F. vai virar série na Amazon
Data: 18/02/2019

Plataforma de streaming também anunciou que vai preparar mais 20 projetos que serão filmas em vários cantos do mundo

A Amazon anunciou que pretende lançar mais de 20 produções na própria plataforma de streaming. Segundo a revista Variety, a empresa confirmou que 17 destas séries serão gravadas fora dos Estados Unidos, em países como Alemanha, Índia, Itália, Espanha, Japão, México e Inglaterra. Entre os destaques está o remake do filme Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada e Prostituída, sucesso nos anos 80 por retratar a decadência de Berlim Ocidental durante a Guerra Fria. Agora, a história será transformada em uma série que visa atualizar as discussões que o roteiro aborda, que vão de prostituição infantil, abandono dos pais e abuso de drogas na adolescência. Uma série documental em parceria com a edição japonesa da revista Vice também está prevista. The Power é outra série em que a Amazon apostará bastante. Baseada no thriller de ficção científica O Poder, de Naomi Alderman, terá dez episódios e será dirigida por Reed Morano, que também foi uma das diretoras de The Handmaid’s Tale. Por fim, também está confirmado o seriado El Presidente, que abordará um escândalo de corrupção na FIFA, do ponto de vista de um pequeno clube de futebol chileno.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/sucesso-nos-anos-80-christiane-f-vai-virar-serie-na-amazon-15022019

Corinthians bate São Paulo por 2 a 1 no Paulista; Gustagol decide de novo
Data: 18/02/2019

Em Itaquera, clássico é marcado por reclamações nos lances que originaram gols de Corinthians e São Paulo, além do oportunismo do atacante Gustavo

Em clássico bastante intenso e equilibrado, o Corinthians venceu o São Paulo por 2 a 1 neste domingo (17), em Itaquera, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. O zagueiro Manoel e o atacante Gustagol — em ótima fase — fizeram os gols do Corinthians no Majestoso. Pablo marcou para o São Paulo. Com o resultado, o time alvinegro chegou aos dez pontos e à liderança do Grupo C. O São Paulo, eliminado da Libertadores na semana passada — comandado pelo coordenador técnico Vagner Mancini, que dirige o time até que Cuca assuma —, está em segundo no Grupo D, com nove pontos. Tabu A vitória corintiana aumenta um tabu enfrentado pelo São Paulo nos clássicos disputados em Itaquera. O Tricolor ainda não venceu na casa do rival. Em dez jogos, foram sete triunfos do Corinthians e três empates. O jogo O tempo inicial foi marcado por jogadas duras e um jogo bastante truncado. A primeira boa jogada ofensiva aconteceu somente aos 41 minutos e foi realizada pelo time da casa. O atacante Clayson foi até a linha de fundo e tocou para trás. O meia Pedrinho dominou e chutou bonito do bico esquerdo da área são-paulina. O goleiro Tiago Volpi precisou se esticar para desviar a bola. Os jogadores do São Paulo reclamaram da arbitragem de Lucas Canetto Bellote, pois entenderam que a bola teria saído no momento do passe de Clayson para Pedrinho. Na sequência, o equatoriano Sornoza cobrou o escanteio, o zagueiro Manoel subiu bem e cabeceou. Vopi defendeu no canto esquerdo, mas a arbitragem entendeu que a bola ultrapassou a linha e confirmou o gol, decisão que gerou mais reclamações por parte dos são-paulinos. No segundo tempo, o São Paulo conseguiu o empate ainda nos primeiros minutos e em jogada semelhante àquela que culminou no primeiro gol corintiano. Aos 12 minutos, Reinaldo cobrou escanteio também pelo lado direito e a bola chegou à cabeça do atacante Pablo, que desviou e tirou totalmente do alcance de Cássio: 1 a 1. O lance também provocou críticas dos jogadores. Desta vez, as reclamações foram de corintianos. Os atletas alvinegros entenderam que houve falta do atacante Antony no lateral Danilo Avelar no lance que originou o escanteio. Curta a página do R7 Esportes no Facebook Aos 27 minutos, uma falha de Tiago Volpi culminou no segundo gol corintiano, marcado por Gustagol, que confirma o oportunismo e a boa fase na equipe alvinegra. Em bola alçada na área pelo lateral-direito Fagner, o goleiro são-paulino dividiu no alto com Wagner Love, a bola passou, bateu na perna do centroavante Gustagol que, mesmo atrapalhado, completou para as redes. Aos 37 minutos, o São Paulo empatou novamente a partida, mas o árbitro Lucas Bellotte invalidou o lance, assinalando toque de mão do atacante uruguaio Carneiro antes da conclusão do zagueiro Arboleda. Próximos jogos O Corinthians voltará a campo na próxima quarta-feira, às 21h30, para tentar a classificação à segunda fase da Copa Sul-Americana. O time paulista enfrenta o Racing, em Avellaneda, nos arredores de Buenos Aires. Na partida de ida, em São Paulo, houve empate em 1 a 1. Já o São Paulo jogará somente do domingo que vem, às 17 horas, no Morumbi, pela oitava rodada do Paulistão. O adversário será o RB Brasil. Apresentação de Cuca De acordo com a assessoria de imprensa do São Paulo, o técnico Cuca, que se recupera de uma cirurgia cardíaca, deverá ser apresentado oficialmente às 15 horas desta segunda-feira no CT da Barra Funda. Entretanto, o treinador só começará o trabalho com o grupo depois que receber o aval dos médicos para retomar a carreira.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/corinthians-bate-sao-paulo-por-2-a-1-no-paulista-gustagol-decide-de-novo-17022019

Vasco marca no fim, vence Flu e conquista Taça Guanabara
Data: 18/02/2019

Após confusão judicial e tumultos, torcida vascaína comemora a vitória por 1 a 0 no Maracanã que valeu o título do 1º turno do Campeonato Carioca

A decisão da Taça Guanabara de 2019, entre Vasco e Fluminense, foi em parte diminuída pela incrível confusão provocada pelas reviravoltas judiciais quanto à permissão da entrada das torcidas no Maracanã, neste domingo (17). Em campo, o time vascaíno venceu o Tricolor das Laranjeiras por 1 a 0 e conquistou o troféu do primeiro turno do Campeonato Carioca. Danilo Barcelos, em cobrança de falta, fez o gol do título, aos 35 do 2º tempo. Com o título, a equipe alvinegra de São Januário, que venceu todos os jogos do primeiro turno, garantiu uma vaga nas semifinais do Campeonato Carioca. O clima da partida foi afetado pela imagem do estádio completamente vazio. Os jogadores não criaram oportunidades agudas de gol até a metade do primeiro tempo e o jogo foi tenso, com cartões amarelos distribuídos pela arbitragem para ambos os lados — foram dois para atletas do Vasco e outros dois para jogadores do Flu. Por volta dos 35 minutos, uma cena inusitada chamou a atenção de todos em campo. Após inúmeros conflitos no entorno do estádio, a Justiça decidiu liberar a entrada dos torcedores e as arquibancadas começaram a ser ocupadas.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/vasco-marca-no-fim-vence-flu-e-conquista-taca-guanabara-17022019

Com um a menos, Internacional derrota o Caxias no Beira-Rio
Data: 18/02/2019

No sufoco, Colorado vence o time de Caxias do Sul por 2 a 1, com gols de Potkker e Edenílson, e assume a vice-liderança do Campeonato Gaúcho

O Internacional sofreu, mas conseguiu derrotar o Caxias por 2 a 1, neste domingo (17), no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pelo Campeonato Gaúcho. O resultado deixou o Colorado na vice-liderança, com 13 pontos. Enquanto isso, o time da Serra é o quinto, com 10 pontos. O confronto O jogo era na casa do Internacional, mas parecia que o mandante era o Caxias. O time da Serra atacava pelo lado esquerdo e dava trabalho ao Colorado, que tinha dificuldade para travar a marcação. Aos 11 minutos, em lance confuso, o Inter marcou. Em bate-rebate, Dourado achou Pottker, que encheu o pé e balançou a rede. Com a vantagem, os comandados de Odair Hellmann exploravam os contra-ataques e davam campo o Caxias, que por muito pouco não empatou em chute de Bruno Alves. No segundo tempo não teve jeito. O Caxias voltou melhor e abriu o placar em jogada de almanaque. Após uma bela troca de passes, Bruno Alves cruzou, Dourado não afastou e Rafael Gava, sem ângulo, estufou as redes do Inter. O que estava difícil para o Colorado ficou pior ainda aos 17 minutos. Edenilson precisou impedir um contra-ataque do Caxias, levou o segundo amarelo e foi expulso. A partir daí, o Caxias teve o domínio do meio-campo, mas não era agudo quando tinha a posse de bola. A equipe preferia trocar passes ao invés de agredir. Nos minutos finais, quando tudo parecia decidido e a torcida soltava a raiva contra Odair Hellmann, Patrick, que veio do banco, decidiu. Rafael Sóbis bateu escanteio e o volante cabeceou. Sem chances para o goleiro. Próximos jogos Na próxima rodada, o Internacional encara o Avenida, fora de casa. Já o Caxias receberá o Pelotas. INTERNACIONAL 2 X 1 PELOTAS Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS) Data-Hora: 24/1/2019 – 21h15 Árbitro: Douglas Silva (RS) Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Michel Stanislau (RS) Público/renda: 16.512 pagantes/R$ 494.095,00 Cartões amarelos: D’Alessandro, Edenilson, (INT), Muriel, Thiago Sales, Eduardo Grasson, Bruno Alves (CAX) Cartões vermelhos: – Gols: William Pottker (10’/1ºT) Rafael Gava (10’/2ºT) Edenilson (43’/2ºT) INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson e Nonato (Patrick, aos 30/2ºT); Neilton (d’Alessandro, aos 23/2ºT), William Pottker e Pedro Lucas (Pedro Lucas, aos 37/2ºT). Técnico: Odair Hellmann. CAXIAS: Lee; Muriel (Alex Henrique, aos 29/2ºT), Júnior Alves, Thiago Sales e Samuel Balbino; Juliano (Júnior Juazeiro, aos 45/2ºT), Foguinho (Eduardo Grasson, aos 33/2ºT), Diego Miranda e Rafael Gava; Ruan e Bruno Alves. Técnico: Pingo.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/com-um-a-menos-internacional-derrota-o-caxias-no-beira-rio-17022019

Economia perde ritmo e deve ter desempenho fraco neste ano, dizem analistas
Data: 18/02/2019

Com dados fracos de dezembro, bancos e consultorias começam a consolidar a avaliação de que o PIB de 2019 ficará próximo de 2%.

O desempenho esperado para a economia neste ano deve frustrar as expectativas mais otimistas. Se no fim de 2018 uma parte das projeções indicava um crescimento de 3% em 2019, por ora, está se consolidando a avaliação entre os analistas de que o Produto Interno Bruto (PIB) do país deve avançar apenas 2% depois dos últimos indicadores divulgados. A safra dos números do fim de 2018 revelou uma perda de ritmo da economia e um desempenho mais fraco da atividade do que o esperado para boa parte dos analistas. E essa decepção ocorreu em todos os setores: no varejo, no serviços e, sobretudo, na indústria. O resultado do mercado de trabalho também foi considerado fraco. No ano passado, a taxa média de desocupação foi de 12,3%, pouco inferior aos 12,7% de 2017. Na esteira desses números, nos últimos dias, bancos e consultorias começaram a revisar para baixo a previsão para o PIB de 2018 e deste ano. Embora os dados decepcionantes tenham sido colhidos no fim do ano passado, a revisão no cenário de 2019 se dá pelo chamado carrego estatístico, a influência que o fraco desempenho econômico do ano passado vai exercer sobre a atividade em 2019. "Creio que haverá revisões gerais para quem estava mais otimista antes", afirma o economista-chefe da consultoria MB Associados, Sergio Vale. Na semana passada, o banco Itaú reduziu a previsão de crescimento de 1,3% para 1,1% para 2018 e baixou a projeção deste ano de 2,5% para 2%. O Santander ainda projeta crescimento de 1,3% e 3%, respectivamente, mas já vê coloca viés de baixa nesses números. Já banco Fator estima avanço de 2% em 2019 – antes previa alta de 2,8%. A prévia do Banco Central, o IBC-Br, indicou um crescimento de 1,15% no ano passado. Nesta segunda-feira, o boletim Focus, do BC, mostrou que o mercado reduziu de 2,5% para 2,48% a expectativa de alta para o PIB deste ano. Os dados oficiais serão divulgados pelo IBGE em 28 de fevereiro. "Eu acho que claramente que o fim do ano teve cara de fim de feira. A economia perdeu o ímpeto", afirma o economista-chefe do banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves. Lenta retomada Maioria dos bancos e consultorias estima crescimento de próximo a 2% em 2019; dados em % 1,91,9 22 22 2,32,3 2,32,3 33 4E Tendêncais Banco Itaú MB Associados MacroSector Banco Santander 0 0,5 1 1,5 2 2,5 3 3,5 4E 1,9 Fonte: Bancos e consultorias A piora das projeções para a economia ocorre mesmo com o avanço da confiança entre consumidores e empresários e a avaliação, entre economistas, de que o governo de Jair Bolsonaro vai ser capaz de levar aprovar a reforma da Previdência, considerada fundamental para que os investidores mantenham confiança na trajetória das contas públicas do país. Indústria, a vilã O cenário dos economistas começou a mudar com o resultado da indústria. Em 2018, a produção do setor encerrou com alta de 1,1%, uma desaceleração em relação a 2017, quando cresceu 2,5%. "Houve uma frustração forte na indústria de transformação por causa da crise na Argentina", diz Giulia Coelho, economista da consultoria 4E. Com os dados de dezembro, ela revisou a projeção de PIB deste ano para 1,9%, de 2,3%. Veja 11 perguntas e respostas sobre a crise na Argentina A Argentina é o principal destino do produtos manufaturados do País. No setor automotivo, tradicionalmente, o país vizinho era responsável por cerca de 70% das exportações. Em janeiro deste ano, no entanto, essa fatia caiu para 56% por causa da crise local. A perda de participação argentina nas exportações fica evidente pela queda de unidades vendidas. Em janeiro de 2018, foram exportadas 30,8 mil unidades para o país vizinho. No mês passado, apenas 15,6 mil unidades foram vendidas. "Houve um efeito da Argentina importante, mas não dá para falar que foi só isso. Outras linhas (da indústria) mostraram uma perda de tração, em especial no último trimestre", diz a economista e sócia da Tendências Consultoria Integrada, Alessandra Ribeiro. Com o resultado da indústria, a Tendências, que espera esperava uma estabilidade do PIB no quarto trimestre, passou a prever uma ligeira queda da atividade nos últimos três meses do ano. "Além da indústria de transformação, a construção civil decepcionou. Isso está puxando a nossa revisão", afirma Alessandra.

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/02/18/economia-perde-ritmo-e-deve-ter-desempenho-fraco-neste-ano-dizem-analistas.ghtml

Receita alerta para falso e-mail sobre malha fina do Imposto de Renda
Data: 18/02/2019

Órgão pediu que destinatários não cliquem em link enviado e reforçou que não envia mensagens por e-mail aos contribuintes.

A Receita Federal divulgou uma nota nesta segunda-feira (18) alertando que contribuintes têm recebido mensagens falsas por e-mail informando que eles teriam caído na malha fina do Imposto de Renda 2018. Caiu na malha fina? Veja o que fazer No ano passado, o órgão havia alertado para mensagens sobre uma falsa suspeita de sonegação fiscal pedindo que os usuários preenchessem um formulário. Segundo o fisco, a mensagem informa que o destinatário deve clicar em um link que supostamente levaria a um relatório da declaração. "A Receita Federal ressalta que não envia e-mails para informar se o contribuinte está ou não em malha fiscal. Tampouco autoriza outras instituições a enviarem e-mails em seu nome", informou em comunicado. Riscos O órgão pede ao destinatário que apague a mensagem, pois pode conter "vírus ou qualquer outro software malicioso", podendo causar danos ao computador. "Como o e-mail abre a possibilidade de 'entrega de documentação', há ainda o risco de exposição de dados pessoais do cidadão, o que pode facilitar o cometimento dos mais diversos tipos de fraudes", informou a Receita. Malha fina Para saber se sua declaração está na malha fina, o contribuinte deve acessar o Extrato de Processamento da DIRPF via e-CAC, no site da Receita Federal. Para acessar o extrato da declaração, é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita ou certificado digital emitido por autoridade habilitada. Na seção "Pendências de malha" do extrato, o contribuinte pode identificar se a declaração está retida em malha fiscal ou se há alguma outra pendência que possa ser regularizada por ele mesmo

Link Notícia: https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/02/18/receita-alerta-para-falso-e-mail-sobre-malha-fina-do-imposto-de-renda.ghtml

Veja as 137 vagas de emprego do Sine Paraíba para esta semana de 18 a 22 de fevereiro
Data: 18/02/2019

Maioria das vagas está concentrada em João Pessoa, com 94 oportunidades de emprego.

O Sistema Nacional de Empregos da Paraíba (Sine-PB) oferece 137 vagas de emprego a partir desta segunda-feira (18), distribuídas em seis municípios paraibanos. A maioria das vagas está concentrada na cidade de João Pessoa, com 94 oportunidades de emprego, sendo 30 para Instalador-reparador de linhas e aparelhos de telecomunicações. As demais vagas estão distribuídas nos municípios de Campina Grande, Cabedelo, Bayeux, Santa Rita e Guarabira. Há oportunidades para nutricionista, chefe de cozinha, mecânico de manutenção de ônibus, operador de caixa, vendedor pracista, auxiliar de linha de produção, engenheiro de alimentos, auxiliar de limpeza, entre outras. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (83) 3218-6619, 3218-6618 ou 3218-6624, em João Pessoa, e (83) 3310-9412, em Campina Grande. Em João Pessoa, a sede do Sine-PB está localizada na rua Duque de Caxias, 305, no Centro de João Pessoa (próximo ao Shopping Terceirão). Vagas de emprego em João Pessoa (94 vagas) 20 - Agente de coleta supervisor 7 - Almoxarife 3 - Barman 1 - Chefe de cozinha 3 - Churrasqueiro 1 - Colador de cartazes 1 - Consultor de vendas 1 - Cozinheiro do serviço doméstico 7 - Cumim 1 - Gerente comercial 30 - Instalador-reparador de linhas e aparelhos de telecomunicações 2 - Maître 2 - Mecânico de manutenção de ônibus 2 - Monitor de recreação 2 - Montador de elevadores e similares 2 - Motofretista 2 - Nutricionista 1 - Operador de caixa 1 - Padeiro 1 - Subchefe de cozinha 1 - Subgerente de loja 1 - Técnico de enfermagem do trabalho 1 - Técnico de refrigeração 1 - Torneiro mecânico 5 - Vendedor de consórcio 4 - Vendedor pracista 1 - Visual merchandiser Vagas de emprego em Bayeux (4) 1 - Auxiliar de limpeza 2 - Auxiliar de linha de produção 1 - Engenheiro de alimentos Vagas de emprego em Campina Grande (20) 2 - Cabeleireiro 1 - Costureira de máquinas industriais 1 - Cozinheiro de restaurante 1 - Manicure 2 - Motofretista 1 - Saladeiro 2 - Técnico em eletromecânica 10 - Vendedor pracista Vagas de emprego em Cabedelo (4) 1 - Estoquista 3 - Instalador-reparador de linhas e aparelhos de telecomunicações Vagas de emprego em Santa Rita (8) 1 - Auxiliar contábil 2 - Borracheiro 1 - Comprador 4 - Mecânico de manutenção de tratores Vagas de emprego em Guarabira (7) 1 - Motorista de automóveis 4 - Vendedor interno 2 - Vendedor pracista

Link Notícia: https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2019/02/18/veja-as-137-vagas-de-emprego-do-sine-paraiba-para-esta-semana-de-18-a-22-de-fevereiro.ghtml

Governo determina fim de barragens como a de Brumadinho
Data: 18/02/2019

Atualmente, há 84 barragens de mineração a montante em todo o País, das quais 43 são classificadas como de alto dano potencial

Por recomendação da ANM (Agência Nacional de Mineração), o MME (Ministério de Minas e Energia) definiu uma série de medidas de precaução de acidentes nas cerca de mil barragens existentes no país, começando neste ano e prosseguindo até 2021. A medida inclui a extinção ou descaracterização das barragens chamadas "a montante" até 15 de agosto de 2021. A resolução está publicada, na seção 1, página 58, no Diário Oficial da União desta segunda-feira (18). LEIA TAMBÉM: Crime da Vale: número de mortos em Brumadinho sobe para 169 “Essa resolução estabelece medidas regulatórias cautelares, objetivando assegurar a estabilidade de barragens de mineração, notadamente aquelas construídas ou alteadas pelo método denominado "a montante" ou por método declarado como desconhecido”, diz o texto. Em três meses, a diretoria colegiada da agência vai avaliar a execução das medidas.“A Diretoria Colegiada da ANM, até 1º de maio de 2019, reavaliará as medidas regulatórias cautelares objeto desta resolução e, se for o caso, fará as adequações cabíveis considerando, dentre outras informações e dados, as contribuições e sugestões apresentadas na consulta pública.” Riscos Há 84 barragens no modelo denominado a montante em funcionamento no país, das quais 43 são classificadas de "alto dano potencial": quando há risco de rompimento com ameaça a vidas e prejuízos econômicos e ambientais. Porém, no total são 218 barragens classificadas como de “alto dano potencial associado”. Pela resolução, as empresas responsáveis por barragens de mineração estão proibidas de construir ou manter obras nas chamadas ZAS (Zonas de Autossalvamento). A resolução é publicada menos de um mês depois da tragédia de Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte (MG), na qual 169 pessoas morreram e ainda há 141 desaparecidos com o rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão. Datas Pela resolução, as responsáveis pelas barragens têm até 15 de agosto de 2019 para concluir a elaboração de projeto técnico de descomissionamento ou descaracterização da estrutura. Nesse período, as empresas também serão obrigadas a reforçar a barragem a jusante ou a construção de nova estrutura de contenção para reduzir ou eliminar o risco de liquefação e o dano potencial associado, obedecendo a todos os critérios de segurança. Outro prazo fixado é até 15 de fevereiro de 2020 para concluir as obras de reforço da barragem a jusante ou a construção de nova estrutura de contenção a jusante, conforme estiver previsto no projeto técnico. Por determinação do governo, todas as barragens a montante, como a da Mina Córrego de Feijão, em Brumadinho (MG), que sofreu o rompimento no último dia 25, serão submetidas a descomissionamento ou a descaracterização até 15 de agosto de 2021. Diferenças A resolução detalha as diferenças entre as barragens “a montante” e “a jusante”. As denominadas "a montante” consistem na existência de diques de contenção que se apoiam sobre o próprio rejeito ou sedimento previamente lançado e depositado. O modelo "a jusante" consiste no alteamento para jusante a partir do dique inicial, onde os diques são construídos com material de empréstimo ou com o próprio rejeito. Há ainda o método "linha de centro", variante do método a jusante, em que os alteamentos sucessivos se dão de tal forma que o eixo da barragem se mantém na posição inicial, ou seja, coincidente com o eixo do dique de partida. Tragédias Na resolução, o MME e a ANM citam um histórico de recentes rompimentos de barragens de mineração, como a barragem B1 da Mina Retiro do Sapecado, em 10 de setembro de 2014, em Itabirito (MG). Também mencionam a barragem de Fundão da Mina Germano, em 5 de novembro de 2015, localizada em Mariana (MG), e a última da barragem B1, da mina Córrego do Feijão, em 25 de janeiro, em Brumadinho (MG). “Considerando que todos os episódios recentes de rompimento envolveram barragens de rejeitos construídas e alteadas pelo método construtivo "a montante" cuja eficiência e segurança são controversas”, diz o texto da resolução.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-determina-fim-de-barragens-como-a-de-brumadinho-18022019

Governo Bolsonaro surfa em herança de Temer e vai leiloar aeroportos, ferrovia e portos nos 100 primeiros dias
Data: 18/02/2019

Atrasos no programa de investimentos acabaram deixando 69 projetos de infraestrutura engatilhados para atual administração

O governo Jair Bolsonaro estipulou 35 metas a serem alcançadas já nos primeiros 100 dias de governo. Enquanto a esperada - e complicada - reforma da previdência ficou de fora desse pacote, o que entrou e poderá permitir à nova administração mostrar resultados rápidos na área econômica são dezenas de projetos de infraestrutura herdados do governo de Michel Temer. O PPI (Programa de Parcerias de Investimentos) - anunciado em setembro de 2016 com uma carteira de obras e estatais a serem concedidas ou vendidas ao capital privado - apresentou os atrasos habituais que o brasileiro está acostumado a ver na administração pública e saiu parcialmente do papel no governo anterior. Dos 193 projetos apresentados ao longo do programa, 124 foram concluídos (64% do total). Os leilões renderam R$ 46,4 bilhões em outorgas (valores pagos à União pelo contrato) e os investimentos previstos ao longo das concessões, que podem chegar a 30 anos, somam R$ 253,3 bilhões. A taxa de sucesso ficou muito concentrada no setor de energia, com 94 dos projetos concedidos, principalmente linhas de transmissão, enquanto a parte de transportes foi a maior decepção - apenas quatro aeroportos, uma rodovia e nenhuma ferrovia. As privatizações também não saíram do papel por enquanto. A proposta de venda de ações da Eletrobrás, anunciada para a primeira metade de 2018 e agora prevista para 2020, vem enfrentando questionamentos na Justiça e resistência no Congresso. A venda da Casa da Moeda segue em fase de estudos. Já a concessão da Lotex (Loteria Instantânea Exclusiva), a "raspadinha", já foi adiada três vezes por falta de interessados. Apesar dos atrasos, o PPI recebe uma avaliação predominantemente positiva entre empresários e analistas da área de infraestrutura. A percepção é que o principal mérito do programa, que conta com apenas 50 pessoas, foi coordenar projetos que estavam "espalhados" em diferentes ministérios, centralizando a interlocução entre os diversos órgãos envolvidos - ministérios, agências reguladoras, órgãos de controle como Tribunal de Contas da União e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) - e o meio de campo com o setor privado. "Considerando que (a gestão Temer) foi um governo curto, acho que o balanço foi positivo. Houve um bom trabalho de estruturação dos projetos e o novo governo tem mais é que aproveitar essa herança", afirma o pesquisador do Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura da FGV Edson Gonçalves. 24 projetos entre março e abril A gestão Bolsonaro vai botar no mercado 24 projetos nos primeiros cem dias. Entre 15 de março e 5 de abril, serão leiloados 10 terminais portuários, a ferrovia Norte-Sul, a rede de comunicações integradas do Comando da Aeronáutica e 12 aeroportos - Recife (PE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Maceió (AL), Aracajú (SE), Juazeiro do Norte (CE), Vitória (ES), Macaé (RJ) e mais cinco no Mato Grosso. A previsão é que esses projetos gerem R$ 2,3 bilhões em outorgas e R$ 8,3 bilhões de investimentos ao longo dos contratos, que têm prazo de até 30 anos. A carteira recebida de Temer soma no total 69 projetos: o programa prevê outros 24 concedidos até o final do ano e mais 21 em 2020, com destaque para mais onze ferrovias e seis rodovias. O impacto sobre a economia, porém, não será sentido de imediato, já que os investimentos em infraestrutura demandam etapas, como o licenciamento ambiental, que podem levar mais de um ano, nota o economista Claudio Frischtak, sócio da Inter B. Consultoria. Ele estima que a taxa de investimento em infraestrutura deve ficar em 1,6% do PIB (total de riquezas produzidas no país) neste ano, patamar parecido com os de 2017 e 2018 e inferior a média de 2,2% vista de 2010 a 2016. Na sua projeção, os investimentos devem se acelerar a partir de 2020, o que pode levar essa taxa a 4% em 2022. "Seria um pequeno milagre. Não vemos esse patamar há muitos anos", destaca. Para isso se concretizar, porém, "tudo tem que dar certo", afirma Frischtak. Isso significa novos projetos serem incluídos no PPI e o governo conseguir aprovar no Congresso as reformas que vem prometendo, como a da Previdência (para equilibrar as contas públicas), o novo marco regulatório do saneamento básico (para destravar obras no setor) e uma lei das agências regulatórias (que dê mais segurança jurídica). 'Não foi consequência do que sobrou do governo', diz secretário O governo Bolsonaro já mapeou mais 94 projetos, quase metade de aeroportos (44), que podem ser incluídos no PPI. Tudo está sendo tocado sob o comando de Adalberto Vasconcelos, engenheiro com duas décadas de experiência no Tribunal de Contas da União que foi mantido como secretário especial do programa. Ele não vê os projetos iniciados na gestão anterior como "herança". "Não foi consequência do que sobrou do governo. Foi algo planejado para dar continuidade administrativa. É uma virtude do governo manter o programa e aos leilões planejados", afirma. Para reforçar o argumento, o secretário ressalta que 18 projetos entraram na carteira em julho de 2018, quando faltavam menos de seis meses para o fim da gestão Temer. O grosso dos projetos atrasados, no entanto, foi anunciado até agosto de 2017 (60 dos 69). É o caso, por exemplo, da construção da Ferrogrão, ferrovia de 933 km para escoar a produção de grãos de Mato Grosso, partindo da cidade de Sinop, até o porto de Miritituba no Rio Tapajós, Pará. O projeto foi anunciado na primeira reunião do PPI, em setembro de 2016, mas se encontra em fase de consulta pública. Seu traçado impactará mais de 20 áreas protegidas, entre Terras Indígenas e Unidades de Conservação. A Rede Xingu+, que representa povos e comunidades da região, teme que o empreendimento estimule mais plantações assim como a abertura de mais estradas para levar a carga até a ferrovia, atingindo seus territórios e nascentes de rios. Apesar dessa resistência, o governo prevê leiloar a Ferrogrão até o fim de 2019. "Cada setor de infraestrutura tem seu timing. Quando você faz um terminal portuário, (o impacto) é localizado. Uma linha de transmissão também não dá muita discussão. Mas quando você vai fazer uma rodovia, uma ferrovia, tem interferência, precisa fazer a consulta", afirma Vasconcelos, ao explicar a diferença de andamento dos projetos. Mas não é só isso: a diferença de ritmo também reflete o que Temer herdou do governo Dilma Rousseff. No caso das linhas de transmissão, foi possível aproveitar projetos que haviam empacado em diversas tentativas mal sucedidas de leilões entre 2013 e 2016. Em agosto de 2015, por exemplo, quando o governo ofertou 11 lotes, só quatro foram arrematados, sendo que três receberam apenas um lance. Segundo o secretário, o PPI fez ajustes nos contratos, tornando a remuneração do investimento mais atrativa, o que levou a 100% de sucesso nos 82 leilões de transmissão realizados na gestão Temer. No caso do setor portuário, que não tinha concessões desde 2013, foi possível fazer oito novas, além de nove renovações, aproveitando estudos já em andamento na Empresa de Planejamento e Logística. Já na parte de ferrovias, rodovias e aeroportos o trabalho a ser feito era maior, segundo o secretário. "Em ferrovias, o governo anterior não tinha feito nada", justifica. Leilão da Ferrovia Norte-Sul enfrenta polêmica O leilão de um trecho da Norte-Sul, previsto para 28 de março, será a primeira concessão de ferrovia à iniciativa privada em doze anos no Brasil. São 1.537 km de extensão, ligando Estrela d'Oeste (SP) a Porto Nacional (TO). O lance mínimo para o leilão está previsto em R$ 1,35 bilhão e os investimentos obrigatórios no prazo de dois anos para acabamento e melhoria da malha são de R$ 2,8 bilhões. O edital foi aprovado pelo TCU, apesar das críticas do procurador do Ministério Público que atua junto ao tribunal Júlio Marcelo de Oliveira. Na sua avaliação, o contrato traz regras favoráveis à VLI (empresa de logística da mineradora Vale que opera ferrovias no norte do país) e à Rumo (que opera a malha ferroviária em São Paulo), afastando investidores estrangeiros. Isso porque o edital prevê solução temporária, de apenas cinco anos, para o "direito de passagem" da carga transportada na Norte-Sul seguir depois por trilhos das duas empresas até o porto de Santos (SP) ou os portos em São Luís (MA). Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, na avaliação do MP, a regra do direito de passagem não foi acatada pelas empresas que já atuam no setor. O "direito de passagem" teria sido imposto de forma unilateral pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), mudando regras de contratos já existentes, "o que poderia levar a questionamentos jurídicos". "Na opinião do procurador", diz o jornal, "esse fato retira a atratividade da licitação, já que não seria garantido que a Vale deixaria locomotivas de outras empresas percorrerem o trecho que hoje administra". "Não se há de admitir uma licitação viciada, dirigida, feita sob medida para a vitória de interessado previamente identificável", escreveu o procurador no ano passado, em artigo para o site Consultor Jurídico, sobre o leilão. Adalberto Vasconcelos contesta as críticas. Segundo ele, o governo fará a renovação antecipada das concessões de ferrovia, inclusive as operadas por VLI e Rumo, e nos novos contratos as empresas terão que abrir mão da exclusividade de passagem da carga. Ele argumenta ainda que a Estrada de Ferro Carajás, da VLI, foi recentemente duplicada, de modo que é vantagem para a empresa escoar a carga da Norte-Sul. "Qualquer trem que passar por ali é renda extra para a Vale. Precisamos resolver o direito de passagem, isso será feito na prorrogação, mas não existe esse problema hoje, tanto que o TCU aprovou o edital", disse. Além da Norte-Sul, o PPI quer leiloar mais onze ferrovias até 2020 - a previsão é dobrar a parcela de carga transportada trens no Brasil de 15% para 31% a partir de 2025. Problema maior nas rodovias Mas é na parte de rodovias, em que as obras têm grande potencial de geração de empregos, que o PPI mais tem enfrentado dificuldades. A primeira concessão - da RIS (Rodovia de Integração do Sul), com 473 km que cortam 32 municípios gaúchos - saiu com atraso em novembro. A CCR ganhou a operação por 30 anos ao oferecer o menor pedágio (R$ 4,30) e terá que investir R$ 7,8 bilhões em obras de melhorias e duplicação de alguns trechos. Foi o primeiro leilão desde abril de 2014. "É um avanço muito lento que está totalmente defasado em relação às necessidades do país", crítica Cesar Borges, presidente da Associação Brasileira de Concessões Rodoviárias (ABCR) e ex-ministro dos Transportes por cerca de um ano no governo Dilma. "Mas defendemos que é melhor manter o PPI do que voltar pra estaca zero e recomeçar tudo de novo", ponderou. Para 2019, só há previsão de mais duas concessões: um trecho da BR 101 (SC) e a BR 364/365 (GO/MG). Na avaliação de Borges, o grande entrave está nas revisões dos projetos impostas pelo Tribunal de Contas da União. "Estão sempre colocando questões pseudotécnicas para aprimorar o projeto, mas que no fundo vão criando delongas, embaraços e inseguranças", reclama. A questão é que as concessões de rodovias realizadas em 2013 e 2014 deram muito problema, o que elevou as exigências do tribunal na revisão dos novos projetos. São contratos que previam investimentos, como duplicação de estradas, e não estão sendo cumpridos. As empresas reclamam que o cenário econômico mudou, com queda no volume de tráfego, de modo que os valores fixados nos pedágios não são suficientes. Elas querem repactuar os contratos e, em alguns casos, até mesmo devolver a concessão. O próprio Borges reconhece que de um total de cerca de 10 mil km concedidos, "quase 5 mil km tem problemas que pode levar até a devolução". "Tem que ter bom senso pra sentar, repactuar e destravar os investimentos. Isso envolve a concessionário, o governo e os órgãos de controle", defende. Já o procurador Julio Marcelo defende a postura do TCU e diz que "as empresas dão lances agressivos e aventureiros já pensando na repactuação". "O PPI trouxe avanços na coordenação de projetos, agora espera-se que continue a incrementar a qualidade (dos projetos) para restaurar uma cultura de seriedade do cumprimento dos contratos no Brasil", disse à reportagem. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/governo-bolsonaro-surfa-em-heranca-de-temer-e-vai-leiloar-aeroportos-ferrovia-e-portos-nos-100-primeiros-dias-18022019

Falha processual do STF inocenta ex-deputado acusado de corrupção
Data: 18/02/2019

Ação penal que o tribunal decidiu enviar à primeira instância, com base na nova regra que limita o foro privilegiado, arquivou o processo

Um erro do STF (Supremo Tribunal Federal) "inocentou" um deputado acusado por corrupção e lavagem de dinheiro. Uma ação penal que o tribunal decidiu enviar à primeira instância, com base na nova regra que limita o foro privilegiado, tomou o caminho errado - o do arquivo. O processo só voltou a tramitar após o jornal O Estado de S. Paulo descobrir o desvio e questionar a Corte, que alegou ter ocorrido um erro e reabriu o caso. O réu que se livraria sem julgamento é Marcos Reategui (PSD-AP), deputado federal até 31 de janeiro. Ele é acusado de, enquanto procurador estadual no Amapá, em 2006, ter atuado para viabilizar um acordo entre o Estado e uma empresa de amigos, credora de R$ 3,9 milhões do Amapá, e ficar com parte dos valores. O agora ex-deputado nega as acusações. O rumo da ação penal, que estava na fase de apontamento de testemunhas, mudou depois da decisão do Supremo, em maio de 2018 que restringiu a competência da Corte para só julgar parlamentares se o crime tiver sido cometido durante o mandato e em razão dele. A nova regra, segundo ministros, ajudaria a reduzir o "elevador processual" - as subidas e descidas de instância paralisando inquéritos e ações penais. De pronto, ainda em maio, o ministro-relator, Dias Toffoli, decidiu enviar o caso à 4.ª Vara Criminal de Macapá. A posição foi mantida, pela Segunda Turma, em setembro, rejeitando recurso da defesa. Em vez da remessa, porém, o STF promoveu em outubro o arquivamento. O erro só foi percebido pelo Supremo, e o deputado voltou a ser réu, após o questionamento do Estado, no dia 8. A Corte desarquivou a ação penal, após três meses, e a encaminhou a Macapá no mesmo dia. O setor apontado como responsável foi a Secretaria Judiciária do STF. "Foi constatada falha no processamento da ação penal nos trâmites da Secretaria Judiciária do STF. Tão logo verificado o equívoco, foram adotadas as medidas necessárias ao imediato encaminhamento dos autos para a instância competente, conforme decisão da Segunda Turma", disse o tribunal em resposta à reportagem. Na prática, porém, o caso ficou parado por nove meses no Supremo desde a decisão de Toffoli. O período total sem avanços no caso chega a 11 meses. O último passo na instrução foi um pedido da defesa para ouvir testemunhas em 3 de março de 2018 - ainda não analisado. A falha causou, ainda que indiretamente, a paralisação do caso também na primeira instância, em que são rés outras pessoas que não tinham foro no Supremo. Reategui agora se juntará a elas. À reportagem, o ex-deputado federal disse desconhecer a informação de arquivamento e que acreditava que o caso tivesse ido à primeira instância. "Se houve um arquivamento por engano, coisa que eu não sei, isso é corrigido e o caso continua. Eu só lamento que demore mais ainda para esclarecer que se trata de uma armação", afirmou. 'Elevador' O arquivamento indevido foi um ponto fora da curva, mas diversos outros casos pararam após a decisão de envio a instâncias inferiores. Enquanto os recursos são analisados, medidas de investigação e tomada de depoimentos estão interrompidas. Treze inquéritos e ações penais que foram alvo de decisão deste tipo em maio de 2018 ainda não haviam sido baixadas até o início de fevereiro, incluindo a de Marcos Reategui. Os motivos para o longo período para o envio não são apenas os recursos. A própria forma como cada ministro-relator lida com essa situação faz diferença. Até sexta-feira, havia 17 processos aguardando julgamento de recursos. Nenhum deles é de relatoria dos ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes. Os dois magistrados adotaram, como regra, o envio independentemente de recursos. Quando questionamentos das defesas chegaram, os dois ministros abriram um procedimento à parte para análise, sem prejudicar o andamento do caso nas outras instâncias. Se a decisão for revista na turma, o tribunal pode pedir à outra instância o retorno. Condução diferente tem sido adotada pelo ministro Gilmar Mendes em uma ação penal que tem como alvo o deputado federal Édio Lopes (PR-RR). O relator decidiu encaminhar à Comarca de Boa Vista (RR) em maio de 2018. A Procuradoria recorreu. Nove meses depois, o ministro nem sequer liberou o recurso para julgamento. Deixar de enviar casos para outras instâncias durante análise de recursos pode ter como efeito prático a paralisação de atividades de investigação por meses, uma vez que os processos são físicos. Eles não ficam à disposição da Polícia Federal, por exemplo, no período. A cada vez que isso acontece, o "elevador processual" trava. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/falha-processual-do-stf-inocenta-ex-deputado-acusado-de-corrupcao-18022019

Barragens em risco afetam cidades de MG pela 3ª vez após Brumadinho
Data: 18/02/2019

Neste domingo (17), a Vale cadastrou 110 pessoas que vivem na comunidade Macacos, em Nova Lima, a 25 km de BH. Cerca de 170 tiveram de sair de casa

Vinte e dois dias depois da tragédia de Brumadinho, em 25 de janeiro, moradores de três cidades do interior de Minas Gerais já tiveram que deixar as casas em que moram em três ocasiões em decorrência do risco de alguma barragem da Vale se romper. O caso mais recente ocorreu na noite do último sábado (16), quando cerca de 170 pessoas deixaram 49 casas da comunidade Macacos, em Nova Lima, a pedido da Defesa Civil e dos Bombeiros de Minas Gerais. A cidade fica a 25 km de Belo Horizonte e faz parte da região metropolitana. Os moradores foram obrigados a sair de casa por causa do risco das barragens B3 e B4 da Mina Mar Azul, ambas da Vale, se romperem. Em nota, neste domingo (17), a Vale informou que 110 pessoas foram cadastradas, sendo que “42 estão em hotéis e as demais em casas de parentes ou outros locais, respeitando suas escolhas”. “A empresa colocou à disposição hospedagem, alimentação, transporte, medicamentos e itens de necessidade básica, além de uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, assistentes sociais e médicos nos pontos de atendimento, no Centro Comunitário de Macacos e em dois hotéis de Belo Horizonte”, informou a Vale em nota. A mineradora também informou que “intensificou as inspeções” nas barragens, “que estão sendo realizadas em regime especial, com a presença de profissionais especializados 24 horas por dia”. A possibilidade de uma nova tragédia impediu também o tráfego em duas estradas. A PM (Polícia Militar) interditou o acesso a Macacos pela BR-040 e pela MG-030. Agora, segundo a própria Vale, “para chegar à região, o acesso disponível é pela estrada da Passárgada, via Vale do Sol, em Nova Lima, com bloqueio apenas para o bairro Capela Velha”. Outros dois casos Antes do episódio deste final de semana, já houve esvaziamento de áreas de risco e retirada de pessoas de suas respectivas casas, devido ao possível rompimento de barragem da Vale, em outras duas ocasiões. Apenas dois dias depois da catástrofe provocada pelo mar de lama na antevéspera, Brumadinho teve que acionar sirenes e retirar os moradores de casa em plena madrugada. A razão era o risco de uma nova barragem estourar. No dia 8 de fevereiro, foi a vez dos moradores de Barão dos Cocais, a cerca de 100 km de Belo Horizonte. Como também havia risco de rompimento de uma barragem, a Sul Superior da mina Gongo Soco, cerca de 500 pessoas foram retiradas de casa como forma de prevenção.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/barragens-em-risco-afetam-cidades-de-mg-pela-3-vez-apos-brumadinho-17022019

França usou helicóptero em atos políticos e até para jantar na praia
Data: 18/02/2019

Ex-governador de São Paulo é alvo de investigação do Ministério Público pelo suposto uso indevido de helicópteros da Polícia Militar na sua gestão

Alvo de investigação do Ministério Público de São Paulo pelo suposto uso indevido de helicópteros da Polícia Militar na sua gestão, o ex-governador Márcio França (PSB) embarcou nas aeronaves do governo para se deslocar a uma série de compromissos políticos e particulares durante seus quase nove meses de mandato, em 2018. PUBLICIDADE Registros da Secretaria da Casa Militar obtidos pelo jornal O Estado de São Paulo por meio da Lei de Acesso à Informação mostram que França voou nos helicópteros da PM para participar de convenções de partidos que o apoiaram na eleição, de encontros com líderes religiosos aliados, para assistir a jogo de futebol no estádio e até jantar com a então primeira-dama em uma hamburgueria em Santos, no litoral sul paulista. Ao todo, foram 365 voos pelo Estado entre os dias 7 de abril, quando França assumiu o governo após a renúncia de Geraldo Alckmin (PSDB), e 31 de dezembro, quando ele deixou o cargo após perder a eleição para o tucano João Doria. A soma dos tempos de voos chega a 169 horas, o que equivale a uma semana inteira no ar - cada hora de voo custa R$ 5,9 mil a preço de mercado. Em menos de nove meses, França fez 83% mais decolagens do que Alckmin em todo o ano anterior: 199. Quinze diferentes helicópteros Águia da PM paulista foram utilizados por França em seus deslocamentos aéreos. A maioria dos percursos foi feita com o modelo executivo Eurocopter EC135, prefixo PR-GSP. Adquirido em 2010 para transporte de autoridades, a aeronave foi transferida em 2017 da Secretaria de Logística e Transportes para o Grupamento de Radiopatrulha Aérea da Polícia Militar pelo valor de R$ 12,9 milhões. Foi com esse helicóptero que França deixou a base aérea da PM na Praia Grande, a 9 km de seu apartamento no litoral, para subir a serra no domingo de 22 de abril e pousar no heliponto do Hotel Emiliano, no bairros dos Jardins, na capital, para se encontrar com o ex-prefeito e então adversário na eleição João Doria, na casa do tucano, a 2 km de distância. À época, Doria já havia iniciado seus ataques eleitorais contra França, a quem chamava de "Márcio Cuba" para vinculá-lo à esquerda. A reunião foi um dos 23 eventos fora da agenda oficial do governador em que França utilizou as aeronaves da PM para se deslocar durante a pré-campanha, de abril a julho. A prática começou já no primeiro fim de semana de governo. No sábado, 7 de abril, França voou do heliporto da Ecovias na Imigrantes, em São Bernardo do Campo, até o Campo de Marte para participar de uma reunião da Igreja Renascer no antigo ginásio da Portuguesa, na capital. A igreja tem representantes no PSC, partido que apoiou e ganhou cargos de França. No dia seguinte, o então governador decolou do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, na zona sul da capital, e foi até o heliponto da Federação Paulista de Futebol, na zona oeste. Dali seguiu de carro até o Allianz Parque para assistir à final do Campeonato Paulista entre Palmeiras e Corinthians. Os dois compromissos não foram divulgados na agenda do governador. Campanha As aeronaves da PM também foram usadas em agendas casadas, que uniam compromissos de governador e atos políticos. Em 22 de julho, por exemplo, França decolou em Catanduva, no interior, onde havia visitado uma escola um dia antes, e desceu no Hospital Bandeirantes, no centro da capital, para participar da convenção do Solidariedade que oficializou apoio à sua reeleição. O ex-governador também usou o Águia da PM para ir do Bandeirantes ao Campo de Marte pegar aviões fretados por seu comitê para fazer agendas de campanha no interior, em setembro e outubro, ou para ir a emissoras de rádio e TV conceder entrevistas como candidato. Foi assim no dia 1.º de setembro, quando ele fez campanha em Ribeirão Preto, Franca e Araraquara. A planilha obtida pelo jornal O Estado de São Paulo contém as datas dos voos, prefixo das aeronaves utilizadas, locais de destino, nomes dos integrantes que embarcaram na aeronave e o motivo do deslocamento aéreo. A reportagem já havia solicitado por meio da Lei de Acesso à Informação a relação de voos em maio e junho do ano passado, ainda no governo França, mas a Casa Militar não respondeu o pedido. Os registros mostram que no dia 11 de maio, por exemplo, França e a ex-primeira-dama voaram do Palácio até o heliponto do Hospital Samaritano, em Higienópolis, na capital, para participar do jantar em comemoração ao aniversário do ex-deputado federal Arnaldo Madeira (PSDB). O evento também não constou da agenda oficial divulgada no site do governo. Já no dia 23 de agosto, segundo registro feito pela Casa Militar, o ex-governador, a esposa e dois ajudantes de ordem militares deixaram o Campo de Marte no helicóptero Águia 22, prefixo PP-SPS, e pousaram no heliporto da Ecovias na Imigrantes para jantar em um endereço onde funciona uma hamburgueria na praia do Gonzaga, em Santos. Principal destino dos voos de França fora da capital, o heliporto da Ecovias era usado quando as condições climáticas impediam a aeronave de descer a serra e pousar no litoral. Nestes casos, o restante do trajeto era feito de carro pela rodovia. Naquele mesmo dia 23, eles voltaram de helicóptero para o Palácio dos Bandeirantes. Quando as condições eram favoráveis nas viagens ao litoral, onde França nasceu e iniciou a carreira política, as aeronaves prosseguiam viagem e pousavam na base aérea da PM na Praia Grande, no aeroporto de Itanhaém ou no 2º. Batalhão de Infantaria Leve do Exército, que fica a 10 minutos da casa do ex-governador na Ilha Porchat, em São Vicente. Foi assim no dia 22 de dezembro, quando a ex-primeira-dama Lúcia França voou do Palácio até a base aérea na Praia Grande acompanhada do neto e de uma outra criança para ir até um colégio, segundo registro da Casa Militar. Em alguns de seus deslocamentos, o ex-governador também deu carona nas aeronaves da PM, como para o deputado estadual e líder de seu governo na Assembleia Legislativa, Carlos Cezar (PSB), no retorno de um encontro da Assembleia de Deus em Santo André, em abril. Em outro evento semelhante, em julho, foi o deputado federal Gilberto Nascimento (PSC) esteve a bordo. Ainda há registros de uso dos helicópteros para ir a uma consulta médica no Hospital Sírio-Libanês, em novembro, e quatro deslocamentos entre o Palácio dos Bandeirantes e o aeroporto de Itanhaém nos dias em que o ex-governador foi para uma casa em Peruíbe, nos últimos dias de dezembro. Há dez dias, França entrou com um recurso no Conselho Superior do Ministério Público pedindo o arquivamento do inquérito, aberto em janeiro pelo promotor Ricardo Manuel Castro para investigar possível ato de improbidade administrativa por uso indevido das aeronaves. Não há prazo para decisão dos procuradores. Enquanto isso, a investigação fica suspensa. Defesa França afirmou, por meio de nota, que os helicópteros da Polícia Militar "nunca foram utilizados indevidamente" por ele e que "todo o modo de deslocamento do governador é definido pela Casa Militar". Segundo ele, o órgão "segue normas institucionais" — decreto de 2004 — e o ex-governador "não tem ingerência nesse assunto". "A logística e a decisão do tipo de veículo, horários, planejamento e deslocamentos, quem acompanha e onde estaciona ou pousa o veículo, são de competência desses policiais e seus superiores." Ainda de acordo com a nota, "todos os eventos" citados pela reportagem "foram compromissos do governador". "A ida ao estádio atendeu, por exemplo a convite do presidente da Federação Paulista de Futebol para a entrega da taça ao vencedor do Campeonato Paulista." Sobre o jantar com a então primeira-dama em uma hamburgueria na praia do Gonzaga, informou que ambos haviam tido agenda oficial antes em Santos. França, segundo o texto, só usava helicópteros operacionais da PM quando a aeronave executiva destinada ao transporte de autoridades estava em manutenção e quando não havia prejuízo ao serviço policial. Segundo a nota, "a esposa do governador, que sempre exerceu a função de presidente do Fundo Social de Solidariedade, sem remuneração, também tem tratamento semelhante nos seus deslocamentos". Sobre o aumento do número de voos em comparação com Alckmin, disse que "imprimiu o ritmo de inaugurações, vistorias técnicas de obras e reuniões públicas que entendeu adequado para o momento do Estado e do País", sem relação com período eleitoral. A nota diz que as aeronaves usadas na campanha foram locadas pelo comitê e declaradas à Justiça Eleitoral. "Nunca foi usada aeronave oficial para evento eleitoral." Ainda de acordo com França, o pedido de arquivamento da investigação foi feito porque o promotor se baseou em denúncia anônima, contrariando norma do Ministério Público que exige a identificação e qualificação do autor da denúncia. O jornal O Estado de São Paulo não conseguiu localizar nos dois últimos dias a coronel Helena Reis, chefe da Casa Militar no governo França que autorizava os voos com helicópteros. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/franca-usou-helicoptero-em-atos-politicos-e-ate-para-jantar-na-praia-17022019

Propina pagou hotel e até comida da campanha de Beto Richa, diz delator
Data: 18/02/2019

Em depoimento à Lava Jato, ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná descreveu três pedidos de propinas

Em depoimento complementar à Operação Lava Jato, o ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná (DER-PR) Nelson Leal Júnior descreveu três pedidos de propinas, em 2014 e 2015, ao então presidente da Econorte, Helio Ogama — também delator. O ex-dirigente do DER apontou que cerca de R$ 220 mil da Econorte foram repassados para a campanha de Beto Richa (PSDB), para o deputado Guto Silva (PSD), hoje chefe da Casa Civil do governo do Paraná, e para um congresso em Foz do Iguaçu. O ex-governador do Paraná Beto Richa, a mulher dele, Fernanda Richa, e o filho, André Vieira Richa viraram réus em um processo de lavagem de dinheiro. Nelson Leal Júnior declarou que a ‘primeira solicitação’ envolvendo a Econorte ocorreu em 2014. O delator contou que José Richa Filho, o Pepe Richa, irmão do ex-governador, e Mounir Chaowiche, ex-secretário de Habitação, ambos coordenadores da campanha de Beto Richa ao Governo do Estado, o enviaram aos municípios de Paranavaí e Umuarama, no interior do Estado por 40 dias, para fazer campanha pelo tucano. “José Richa Filho orientou o colaborador a procurar alguma empresa que tivesse contrato com o DER para que ela arcasse com as despesas inerentes ao deslocamento e realização da campanha”, relatou Nelson leal Júnior. “O colaborador procurou o então presidente da Econorte, Helio Ogama, e solicitou a este o valor de R$ 80 mil.” Segundo o ex-diretor do DER, ‘o pedido foi aceito’. Nelson Leal Júnior declarou que, ‘em junho ou julho de 2014, logo no início da campanha para o Governo do Estado do Paraná, o valor foi entregue por Helio Ogama na sala do colaborador no DER’. “O colaborador utilizou integralmente o montante de R$ 80 mil nos 40 dias que ficou no interior do Estado do Paraná fazendo campanha para Carlos Alberto Richa, quitando despesas de hotel, gasolina, alimentação”, contou. O segundo pedido de valores envolveu o deputado Guto Silva, segundo o depoimento complementar de Leal Júnior. O delator disse ter repassado R$ 100 mil, em mãos, ao deputado em 2014. Desde janeiro deste ano, o parlamentar é secretário-chefe da Casa Civil do governador Ratinho Júnior (PSD), no Paraná. A terceira solicitação, contou o delator, ocorreu em 2015. Nelson Leal Júnior narrou que ‘a Associação Brasileira dos Departamentos de Estradas de Rodagem (Abder) fez um congresso na cidade de Foz do Iguaçu’. “Para custear as despesas do evento, o colaborador solicitou o valor de R$ 100 mil para Helio Ogama, então presidente da Econorte; que Helio Ogama disse que iria ver como poderia ‘ajudar’ o colaborador”, afirmou. “Em razão da solicitação, no mês de março de 2015, o colaborador recebeu de João Marafon, advogado da Econorte, o montante de R$ 40 mil ou R$ 50 mil; que a entrega foi realizada no hotel Four Points by Sheraton em Curitiba/PR, no qual João Marafon estava hospedado.” O que diz Helio Ogama? Em janeiro, Helio Ogama foi interrogado em ação penal na 23ª Vara Federal de Curitiba. O juiz Paulo Sergio Ribeiro perguntou ao delator se ele havia levado ‘dinheiro para algum agente público seja vinculado ao DER, seja vinculado ao governo’. O ex-presidente da Econorte citou uma ‘boa vontade’. “O dinheiro foi para o Nelson Leal Júnior, tá certo, entreguei uma vez no início, a pedido dele”, afirmou. “Ele (Nelson Leal Júnior) estava falando, que como o governo não estava repassando dinheiro para as obras todas, estava com dificuldade interna, ele precisaria resolver um problema interno dele. Foi nisso, demorou um pouco conseguiu 80 mil, entreguei para ele, na sala dele.” Na ocasião, o ex-presidente da Econorte citou também uma ‘ajuda política’ de R$ 100 mil a um ‘deputado ou candidato’, sem tocar no nome de Guto Silva. “Ele (Nelson Leal Júnior) pediu ajuda política, seria para um deputado ou candidato, que seria cem mil reais. Eu dificultei um pouco, mas devido à várias insistências, eu arrumei para ele cem mil reais, entreguei na sala dele”, contou. À Justiça, Helio Ogama falou ainda sobre uma entrega de dinheiro em 2017. O delator disse que Nelson Leal Júnior foi de carro pegar o dinheiro. “Foi acho que 2017, teve mais uma, que houve até um pedido de 100 mil, que o senhor Nelson Leal pediu para mim, tá certo. Aí eu falei que estava muito difícil, porque ele já estava em um momento muito perigoso, devido às investigações todas”, afirmou. “Aí ele ficou me insistindo, insistindo, aí eu consegui arrumar sessenta mil, entreguei sessenta mil, onde foi entregue através de João Marafon, no Hotel Four Point.” A reportagem não localizou João Marafon. O espaço está aberto para manifestação. COM A PALAVRA, O ADVOGADO WALTER BITTAR, QUE DEFENDE BETO RICHA “O escritório Walter Bittar, responsável pela defesa de Beto Richa, esclarece que não apenas esse fato como outros relatados pelo réu confesso Nelson Leal Júnior são inverídicos e só se justificam como um ato para tentar se livrar das penas de sua conduta. Reiteramos a confiança no poder judiciário e na sentença absolutória ao final do processo.” COM A PALAVRA, O ADVOGADO RODRIGO FAUCZ PEREIRA E SILVA, QUE DEFENDE PEPE RICHA “O escritório Faucz, Santos & Advogados Associados, responsável pela defesa do ex-secretário José Richa Filho, esclarece que os fatos são inverídicos e lamenta a credibilidade dada ao criminoso confesso que busca, a todo custo, benesses indevidas. Pepe Richa confia na aplicação da Justiça e continua à disposição para esclarecer os fatos.” Rodrigo Faucz Pereira e Silva COM A PALAVRA, O ADVOGADO GABRIEL BERTIN, QUE DEFENDE HELIO OGAMA “Hélio Ogama já se manifestou sobre este mesmo assunto tanto no acordo de colaboração quanto no interrogatório recentemente realizado.” COM A PALAVRA, GUTO SILVA ESTADÃO: Conhece Nelson Leal Júnior? GUTO SILVA: Conheço. ESTADÃO: Há quanto tempo? GUTO SILVA: Desde que ele assumiu seu cargo no DER. ESTADÃO: São amigos pessoais? GUTO SILVA: Não. A relação que eu sempre tive com Nelson Leal Júnior foi referente a trabalho. Sempre lutei por obras no Sudoeste do Paraná. ESTADÃO: Esteve no DER, em 2014, para pegar R$ 100 mil? GUTO SILVA: Não estive nem no DER nem em qualquer outro lugar. ESTADÃO: Pegou R$ 100 mil com Nelson Leal Júnior? GUTO SILVA: Não. Essa declaração é inverídica. Não é apresentada uma prova sequer. Apenas palavras ao vento. ESTADÃO: Espaço aberto para manifestação. GUTO SILVA: Sou a favor de que todo ocupante de cargo público possa ser investigado e deve ter os seus atos acompanhados de forma pública e transparente. Mas não tenho nenhum receio ou problema de confrontar essa delação porque é uma declaração mentirosa e caluniosa. Não há nenhum fato que possa, no mínimo, sugerir essa minha conduta. Agradeço essa oportunidade de deixar isso bem claro e a Justiça terá essa certeza também ao final de qualquer apuração. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/propina-pagou-hotel-e-ate-comida-da-campanha-de-beto-richa-diz-delator-17022019

Dois funcionários da Vale presos pedem habeas corpus ao TJMG
Data: 18/02/2019

Oito empregados da empresa foram detidos, na última sexta-feira (15), durante investigação sobre o rompimento da barragem de Brumadinho

A defesa de dois dos oito funcionários da Vale presos durante a investigação sobre o rompimento da barragem de Brumadinho enviou, nesta segunda-feira (18), pedidos de habeas corpus ao TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais). As solicitações foram feitas pelos advogados de Marilene Christina Oliveira Lopes e de Artur Bastos Ribeiro e foram enviados à 7ª Câmara Criminal. Segundo o Tribunal, os recursos devem ser analisados o mais breve o possível. Marilene trabalhava no setor de gestão de riscos geométricos da barragem da mina Córrego do Feijão. Ela participava do gerenciamento de dados corporativos que avaliam a qualidade das estruturas e integrava o setor que colocou a barragem I na “zona de alerta”. Ribeiro era membro da gerência de geotecnia. Segundo o MPMG (Ministério Público de Minas Gerais), ele teria participado ativamente da conversa entre funcionários da Vale e da Tüv Süd nos dias 23 e 24 de janeiro deste ano, às vésperas do rompimento, falando sobre uma possível anormalidade na barragem. Além dos dois, outros seis funcionários da mineradora foram presos na última sexta-feira (15). De acordo com o juiz Rodrigo Heleno Chaves, percebe-se "fundadas razões de autoria ou participação dos investigados na prática de centenas de crimes de homicídio qualificado". Nesta segunda-feira, o MP continua colhendo depoimento dos detidos. A reportagem tenta contato com a defesa dos presos. Procurada, a Vale informou que considera as prisões “desnecessárias”, uma vez que os envolvidos já haviam prestado esclarecimentos espontaneamente.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/minas-gerais/dois-funcionarios-da-vale-presos-pedem-habeas-corpus-ao-tjmg-18022019

Venezuela expulsa parlamentares europeus que visitariam Guaidó
Data: 18/02/2019

Representantes do Parlamento Europeu fariam visita diplomática ao governo e à oposição, mas foram impedidos de entrar no país neste domingo (17)

A Venezuela expulsou no domingo uma missão de europarlamentares que iria visitar o país e sustentar várias reuniões, entre elas uma com o chefe do Parlamento, Juan Guaidó, o que gerou condenação de Espanha e França. "Naturalmente queríamos que eles visitassem o país e condenamos a atitude do Governo da Venezuela, do senhor Maduro, do Governo que como sabem é questionado", indicou Josep Borrell à imprensa em sua chegada a um Conselho de ministros de Relações Exteriores da União Europeia (UE). A comissão que viajou para a Venezuela era integrada por Esteban González Pons, porta-voz da delegação espanhola do Partido Popular no Parlamento Europeu (PE); Esther de Lange, vice-presidente do Grupo do Partido Popular Europeu (PPE) e Paulo Rangel, vice-presidente do Grupo PPE e tesoureiro, entre outros. "Protestamos energicamente pelas condições nas quais foram expulsos hoje cinco deputados europeus na Venezuela", disse por sua parte Jean-Yves Le Drian. Borrell explicou que esteve em contato com o embaixador espanhol em Caracas, que "cumpriu com todos os pedidos do Ministério das Relações Exteriores da Venezuela para facilitar a entrada destes parlamentares". "Infelizmente, não tivemos o resultado esperado e a última notícia é que não puderam entrar", afirmou. De qualquer forma, o chefe da diplomacia espanhola considerou que "há temas a respeito da situação na Venezuela que talvez sejam mais importantes". O ministro espanhol deixou claro que a situação na Venezuela "não pode ser resolvida mediante uma intervenção militar estrangeira". "Sabemos que a via da pressão política, do diálogo, da atuação como a UE está fazendo, que tenta provocar uma mudança sem provocar um enfrentamento que seria catastrófico, é o caminho a seguir", enfatizou.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/venezuela-expulsa-parlamentares-europeus-que-visitariam-guaido-18022019

LEGISLATIVO EMPOSSA MESA DIRETORA EM VALPARAÍSO DE GOIAS
Data: 12/02/2019

INICIA OS TRABALHOS 2019

Link Notícia:

Conheça os primeiros finalistas do
Data: 07/02/2019

Erik Moraes, Stanya, Bruna Oliver e Fernando Manso foram selecionados antes da estreia do reality show; eles terão que defender o posto até o final

O The Four Brasil estreou nesta quarta-feira (6) e os finalistas foram revelados logo no primeiro programa. Este é um dos diferenciais do novo reality show da Record TV. Assim que a atração começou, Erik Moraes, Stanya, Bruna Oliver e Fernando Manso entraram no palco, se apresentaram juntos, ao som de I Want It All e Will Rock You do Queen, e sentaram nas respectivas cadeiras. Antes mesmo do início do reality, o quarteto passou por uma avalição criteriosa para ocupar o posto mais cobiçado do programa. Para continuar na disputa, eles terão que defender esse lugar até o final. João Marcello Bôscoli, um dos jurados do The Four Brasil, exalta esse diferencial e dá detalhes do processo de escolha. — Achei interessante o formato já começar com os finalistas, finalmente alguém teve uma ideia diferente. Achei legal e eleva o nível da competição. Os quatro foram escolhidos por nós e por um grupo coeso de pessoas e, realmente, para tirar um daqueles da cadeira você precisa ser do ramo. Aqui o que vai contar é a performance do artista como um tudo no palco. Saiba mais sobre cada um dos finalistas Erik Moraes é de São Paulo, casado e pai dois filhos. Ele já participou de outro programa musical na televisão e chegou até a ser premiado. Erik também atua como coach e é CEO de uma academia na capital paulista. Natural de Cuiabá, Stanya é cantora desde os sete anos e atualmente canta em casamentos, noivados, aniversários e eventos corporativos. Stanya também trabalha como modelo e, no fim do ano passado, foi pedida em casamento pelo namorado. Bruna Oliver é mineira, graduada em música e professora de técnica vocal. A cantora tem um canal no YouTube onde compartilha vídeos de apresentações musicais. Nas redes sociais, a finalista do The Four Brasil faz sucesso e tem mais de 17 mil seguidores no Instagram. O goiano Fernando Manso se apresenta em festas de casamentos. Além de embalar os noivos e convidados com grandes sucessos, ele também gosta de compartilhar músicas de autoria própria no canal dele no YouTube. Fernando está em um relacionamento sério há oito meses.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/conheca-os-primeiros-finalistas-do-the-four-brasil-06022019

Na UTI, Beto Barbosa comemora vitória contra o câncer na bexiga
Data: 07/02/2019

"Hoje eu sei o valor de um copo de água quando se atravessa um deserto", declarou o cantor que segue se recuperando após duas cirurgias

Beto Barbosa segue internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do Centro Oncolócigo do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, onde se recupera de duas cirurgias: retirada e reconstrução da bexiga, e retirada completa da próstata e dos gânglios. Na manhã desta quarta-feira (6), o cantor usou uma rede social para atualizar os fãs as informações sobre seu estado de saúde. As notícias são animadoras. Estou feliz da notícia de que tive: uma resposta completa ao tratamento para o câncer na bexiga, diagnosticado em julho do ano passado. O tumor, localmente avançado, se estendia para a região da próstata. O tratamento foi realizado por 12 semanas, com três quimioterápicos, sob os cuidados do meu oncologista e amigo Fernando Maluf, diretor-associado da BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo, do Hospital Israelita Albert Einstein e Diretor do Hospital Santa Lúcia, em Brasília. No mesmo post, o Rei da Lambada celebrou a vitória contra o câncer, dizendo que os testes mais recentes realizados não indicam mais a presença do tumor. — E é com muita alegria que recebo os testes realizados nos tecidos extraídos na cirurgia na qual me submeti e que não indicam mais a presença do tumor, revelando um patamar de cura muito mais alto do que era esperado no primeiro momento quando tive o diagnóstico. Em breve estarei mais presente por aqui e bem mais colado aos meus fãs, amigos, amigas , imprensa e familiares. Hoje eu sei o valor de um copo de água quando se atravessa um deserto. Deus eterno e sempre. Amo vocês. O R7 também conversou com a assessoria de imprensa do artista, que informou que Barbosa está recuperando "muito bem" e que ainda nessa semana deve deixar a UTI.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/na-uti-beto-barbosa-comemora-vitoria-contra-o-cancer-na-bexiga-06022019

James Brown pode ter sido assassinado, revela investigação
Data: 07/02/2019

Morte do cantor cantor, que aconteceu há 13 anos, ainda gera dúvidas e polêmicas entre as autoridades norte-americanas

Nesta quarta-feira (6), uma investigação realizada pela CNN, revelou que James Brown, morto em 2006, aos 73 anos, pode ter sido assassinado e não vítima de insuficiência cardíaca. Após entrevistar 140 pessoas e analisar processos judiciais, testes forenses e mensagens de textos, a emissora descobriu que foram encontrados vestígios de drogas no tubo de respiração usado por ele para tratar uma pneumonia. O médico responsável pelo atestado de óbito de Brown, Marvin Crawford, foi ouvido e comentou que a piora rápida no quadro de saúde do cantor nos meses que antecederam a morte indicam que algo anormal pode ter acontecido com ele. "Ele ainda não foi enterrado", revela motorista do cantor James Brown "Ele mudou muito rápido. Era um paciente que eu nunca teria previsto com esse quadro. Mas ele morreu e eu levantei a questão: o que deu errado naquela sala? Alguém poderia ter dado a ele uma substância ilícita, que levou à sua morte", analisou. Crawford ainda comentou que solicitou uma segunda autópsia no corpo do músico, mas um das filhas dele, Yamma, recusou. Além dele, outras 11 pessoas também pediram uma nova investigação sobre a causa da morte. Brown, uma das figuras mais influentes da música negra americana, morreu na manhã de Natal de 2006, aos 73 anos, após uma curta pneumonia. A causa oficial registrada foi insuficiência cardíaca.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/james-brown-pode-ter-sido-assassinado-revela-investigacao-06022019

Raí amarga derrota e garante permanência de André Jardine
Data: 07/02/2019

Diretor-executivo do São Paulo confirma sequência do treinador, mesmo com eliminação na Copa Libertadores e acredita na classificação, no Morumbi

O trabalho de André Jardine parece que está garantindo pelas próximas semanas. Após derrota para o Talleres por 2 a 0, o diretor-executivo do São Paulo, Raí confirmou que o treinador está mantido - mesmo que o time não conquiste a classificação na Copa Libertadores. Além disso, acredita em reviravolta no segundo jogo, que acontece na próxima quarta-feira, no Morumbi. - Eu assumo toda a responsabilidade, mas continuo acreditando. Se depender de mim, eu tenho convicção no momento em que eu escolhi. Eu falei que é o começo, primeiro jogo da Libertadores e acreditando na reviravolta e no trabalho de Jardine - completou. O São Paulo terá mais um novo desafio. A equipe terá que entrar com outra postura e conquistar uma vitória com mais de três gols de diferença. Raí acredita em recuperação e apoio da torcida. - Resultado duro, difícil, mas a gente acredita no poder de reação, dos jogadores, do elenco. E também obviamente na torcida para reverter essa situação. E contamos com o apoio da torcida - disse. Antes de pensar nos argentinos, o São Paulo volta a campo já no sábado, contra a Ponte Preta, às 19h, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pelo Campeonato Paulista.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/rai-amarga-derrota-e-garante-permanencia-de-andre-jardine-07022019

Corinthians inicia busca pelo tetra na Copa do Brasil
Data: 07/02/2019

Equipe paulista enfrenta o Ferroviário (CE), em Londrina, também visando as altas premiações que a competição tem dado aos vencedores

O atacante Vágner Love, contratado na semana passada, será a maior novidade do Corinthians no jogo da equipe paulista contra o Ferroviário, do Ceará, nesta quinta-feira (7), às 21h, válido pela primeira rodada da Copa do Brasil. O jogo será realizado no Estádio do Café, em Londrina (PR), porque o time cearense negociou o mando, em troca de uma quantia em dinheiro. Love, que atou pelo clube em 2015, reestreia com o objetivo de repetir a boa campanha na ocasião, quando estava no grupo que se sagrou campeão brasileiro sob o comando de Tite. O Corinthians busca o quarto título na Copa do Brasil, que se encerra em 11 de setembro próximo, para obter uma vaga direta na Libertadores do próximo ano. Em 2018, o time ficou com o vice-campeonato, após perder as finais para o Cruzeiro. Além da vaga na Libertadores, a Copa do Brasil tem sido bem vista pelo fato de distribuir altas quantias em prêmios. Mesmo com a premiação deste ano ainda não tendo sido divulgada, em 2018, o campeão Cruzeiro faturou R$ 61,9 milhões com o título. A ideia do técnico Fábio Carille, do Corinthians, também é aproveitar o jogo como uma oportunidade para o grupo se entrosar e atuar de forma consistente, com regularidade, aproveitando o embalo após a vitória contra o Palmeiras, por 1 a 0, no último sábado (2), pelo Campeonato Paulista. O time, no entanto, ainda está oscilando. Até agora, nos cinco primeiros jogos da competição estadual, o Corinthians obteve duas derrotas, duas vitórias e um empate, nos cinco jogos realizados neste início de temporada. Ocupa apenas a terceira colocação no Grupo C, atrás de Bragantino e Ferroviária. Contra o Ferroviário, Carille deverá completar o ataque com a escalação de Gustagol, que chegou do Fortaleza, após grande campanha na Série B do Brasileirão de 2018, e já marcou três gols nas primeiras quatro partidas em que atuou. O argentino Boselli, com isso, iniciará no banco de reservas. O técnico do Corinthians se mostrou supreso e satisfeito com a iniciativa da diretoria em contratar 10 reforços, o que lhe possibilitou vislumbrar um elenco mais completo para as próximas competições. O clube está perto de anunciar mais uma contratação: o zagueiro Bruno Méndez, do Nacional, tido como uma das revelações do Campeonato Sul-Americano sub-20, atualmente realizado no Chile. Prováveis escalações Ferroviário (CE) x Corinthians Local: Estádio do Café, em Londrina (PR) Data/Horário: 7/2/2019, às 21h (de Brasília) Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR) Assistentes: Luciano Roggenbaum e Luiz H Souza Santos Renesto (PR) FERROVIÁRIO: Gleibson; Gustavo (Afonso), Da Silva, Luis Fernando e Fernandes; Mazinho, Leanderson, Janeudo e Enercino; Edson Cariús e Klenisson. Técnico: Marcelo Villar. CORINTHIANS: Cássio; Fágner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro, Sornoza e Jadson; Vágner Love e Gustagol. Técnico: Fábio Carille.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/corinthians-inicia-busca-pelo-tetra-na-copa-do-brasil-07022019

Para atender Sampaoli! Veja situação do Santos no mercado
Data: 07/02/2019

Peixe está atrás de fechar carências no elenco de 2019. Raniel, Christian Cueva, Jean Lucas e Thiago Carleto interessam. Pato segue distante

O Santos espera trazer mais reforços durante a semana para encerrar as carências do elenco. O técnico Jorge Sampaoli quer, ao menos, um lateral-esquerdo, um meia armador e um centroavante. O mais próximo de chegar é Cueva, do Krasnodar, da Rússia. O peruano já assinou contrato com o Santos, porém o clube russo e o São Paulo precisam liberar. Os russos ainda têm de assinar os documentos. O Tricolor tem até esta quinta-feira para cobrir a oferta do Alvinegro. PUBLICIDADE O volante Jean Lucas, do Flamengo, é outro que está encaminhado para ser o novo reforço do Peixe. O jogador reconsiderou a decisão e espera ter uma sequência de jogos na temporada. Ainda assim, Sampaoli espera que o Santos consiga trazer Ronaldo. - São jogadores que tenho analisados. Seduzem para o projeto, mas Jean Lucas está muito mais perto, Ronaldo se afastou agora e temos a intenção de trazer os dois - disse o técnico. O atacante Raniel tem a situação mais complicada. Isso porque o Cruzeiro já recusou uma primeira oferta do Santos, de 3 milhões de dólares (cerca de R$ 11 milhões). Os empresários do centroavante têm uma reunião com o Cruzeiro nos próximos dias. A intenção da Raposa é de não liberar o jogador. A situação de Thiago Carleto segue na mesma. O estafe do jogador espera um novo contato da diretoria do Santos nos próximos dias para seguir a negociação adiante. Vale lembrar que houve um início de conversa nos últimos dias, como antecipou o L! PublicidadeFechar anúncio O mais distante é Alexandre Pato. Mesmo com o desejo de retornar ao Brasil pela disputa da Copa América deste ano, os chineses fazem jogo duro para liberar o atleta. O contrato do atacante de 29 anos com o Tianjin Tianhai vai até o fim de 2020. O estafe também acredita que a negociação é difícil. Até o momento, o Santos já contratou o goleiro Everson, o meia-atacante Yeferson Soteldo e o zagueiro Felipe Aguilar. A tendência é que o Peixe faça o anúncio de Cueva nesta quinta-feira.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/para-atender-sampaoli-veja-situacao-do-santos-no-mercado-07022019

Sobe para cinco número de mortos em tempestade no Rio de Janeiro
Data: 07/02/2019

Forte chuva atingiu a capital fluminense no fim da noite de quarta-feira (6) e deixou rastro de destruição. Município entrou em estágio de crise

Subiu para cinco o número de mortos na tempestade que atingiu a cidade do Rio de Janeiro entre o fim da noite de quarta-feira (6) e a madrugada desta quinta-feira (7). A informação foi confirmada pela prefeitura da cidade. PUBLICIDADE O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, decretou luto oficial de três dias. Ele passou a madrugada vistoriando as equipes da prefeitura que trabalham na recuperação dos estragos causados. O município entrou em estágio de crise às 22h15 de quarta. A previsão para esta quinta-feira é de chuva moderada ao longo do dia. Vítimas Mãe e filho morreram soterrados no deslizamento que atingiu uma casa em Barra de Guaratiba, na zona oeste da cidade. Outras duas pessoas da mesma família que também estavam no imóvel ficaram feridas. Elas foram socorridas ao hospital Lourenço Jorge e, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, apresentam quadro de saúde estável. Outras duas vítimas, também em deslizamentos de terra, foram registradas na Rocinha e no Vidigal, na zona sul. O local da terceira morte confirmada não foi informado. Há, ainda, pelo menos uma pessoa desaparecida após um deslizamento de terra com queda de árvores na avenida Niemeyer, altura do Vidigal, atingir um ônibus e destruir um trecho da ciclovia, que caiu no mar. A via, que liga o Leblon a São Conrado, está interditada nos dois sentidos para o trabalho do Corpo de Bombeiros. De acordo com a Geo-Rio, há risco de novos deslizamentos no local. Estragos Pelo menos 170 árvores e seis postes caíram na cidade. Vias das zonas sul e oeste ainda estão interditadas pelas quedas. Um veleiro, arrastado pelos fortes ventos, foi parar na areia da praia do Arpoador, na zona sul, e ficou encalhado no local. De acordo com o Centro de Operação da prefeitura do Rio, ainda há pontos de alagamento na Barra da Tijuca, na zona oeste, e em bairros da zona sul da cidade. Foram registrados 35 bolsões d'água. Além de Rocinha e Vidigal, os bairros mais atingidos foram Barra da Tijuca, na zona oeste, Alto da Boa Vista, na zona norte, Jardim Botânico e São Conrado, na zona sul.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/sobe-para-cinco-numero-de-mortos-em-tempestade-no-rio-de-janeiro-07022019

Chuva provoca alagamentos no Itaim Paulista, zona leste de SP
Data: 07/02/2019

Segundo moradores, obra para construir muro de contenção que impediria avanço de águas do Tietê agrava enchentes na Vila Itaim

As fortes chuvas que atingem a cidade de São Paulo e o trasbordamento do rio Tietê causaram alagamentos na região do Itaim Paulista, zona leste da capital, desde segunda-feira (4). De acordo com a Record TV, na região da Vila Itaim, um muro de contenção foi construído para impedir que as águas do Tietê avancem pelo bairro mas, segundo os moradores, desde o início da construção, os alagamentos pioraram. Em Guarulhos, as fortes chuvas também causaram transtorno aos moradores, que enfrentam problemas com as enchentes. Outras regiões De acordo com o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas), entre o meio da tarde e o início da noite desta quinta-feira (7), há possibilidade de pancadas de chuvas e formação de alagamentos. Até às 8h, o centro não registrava áreas de atenção nem de alerta para enchentes.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/chuva-provoca-alagamentos-no-itaim-paulista-zona-leste-de-sp-07022019

BC mantém taxa básica de juros em 6,5% ao ano pela sétima vez seguida
Data: 07/02/2019

Decisão tomada por unanimidade pelo Copom é a primeira desde que Bolsonaro assumiu a Presidência da República

O Copom (Comitê de Política Monetária), do BC (Banco Central), optou por manter a taxa básica de juros da economia brasileira em 6,5% ao ano pela sétima vez consecutiva. A decisão foi novamente tomada por unanimidade entre os diretores do BC. A taxa segue no atual patamar desde março do ano passado, quando o Copom reduziu a Selic em 0,25 ponto percentual, para 6,5% ao ano. O veredito que mantém os juros básicos da economia brasileira no patamar atual até o mês de março foi aprovado pelo presidente do BC, Ilan Goldfajn, e pelos diretores Carlos Viana de Carvalho, Carolina de Assis Barros, Maurício Costa de Moura, Otávio Ribeiro Damaso, Paulo Sérgio Neves de Souza, Sidnei Corrêa Marques e Tiago Couto Berriel. Para justificar a decisão, o Copom afirma que os indicadores recentes da atividade econômica "continuam evidenciando recuperação gradual da economia brasileira" e observa que as medidas de inflação subjacente estão em "níveis apropriados ou confortáveis". "O Comitê entende que essa decisão reflete seu cenário básico e balanço de riscos para a inflação prospectiva e é compatível com a convergência da inflação para a meta no horizonte relevante para a condução da política monetária, que inclui o ano-calendário de 2019 e, com peso menor e gradualmente crescente, de 2020", avalia o órgão do BC. A diretoria da autoridade monetária aponta ainda a continuidade do processo de reformas econômicas como "essencial" para a manutenção da inflação baixa no médio e longo prazo. "O Copom avalia que cautela, serenidade e perseverança nas decisões de política monetária, inclusive diante de cenários voláteis, têm sido úteis na perseguição de seu objetivo precípuo de manter a trajetória da inflação em direção às metas", conclui a nota. Trata-se da primeira decisão desde que Jair Bolsonaro assumiu a Presidência da República. A reunião também deve ser a última comandada por Goldfajn, que dará lugar a Roberto Campos Neto na presidência da autoridade monetária nacional após ter seu nome aprovado pelo Senado Federal. A manutenção da Selic também atende as expectativas do mercado financeiro, que projeta a taxa básica de juros justamente no patamar de 6,5% ao ano ao final de 2019. Juros básicos A Selic é conhecida como taxa básica porque é a mais baixa da economia e funciona como forma de piso para os demais juros cobrados no mercado. A taxa é usada nos empréstimos entre bancos e nas aplicações que as instituições financeiras fazem em títulos públicos federais. Em linhas gerais, a Selic é taxa que os bancos pagam para pegar dinheiro no mercado e repassá-lo para empresas ou consumidores em forma de empréstimos ou financiamentos. Por esse motivo, os juros que os bancos cobram dos consumidores são sempre superiores à Selic. A taxa básica também serve como o principal instrumento do BC para manter a inflação sob controle, próxima da meta estabelecida pelo governo, de 4,5%. Isso acontece porque os juros mais altos encarecem o crédito, reduzem a disposição para consumir e estimulam novas alternativas de investimento. Quando o Copom aumenta a Selic, o objetivo é conter a demanda aquecida e isso causa reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já quando o Copom reduz os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/bc-mantem-taxa-basica-de-juros-em-65-ao-ano-pela-setima-vez-seguida-06022019

Confiança empresarial atinge maior nível desde janeiro de 2014
Data: 07/02/2019

Alta foi puxada pelo Índice de Expectativas, que mede a confiança dos empresários nos próximos meses e que avançou pela sétima vez consecutiva

O Índice de Confiança Empresarial, medido pela FGV (Fundação Getulio Vargas), subiu 1,9 ponto de dezembro de 2018 para janeiro deste ano e chegou a 98 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Com essa, que foi a quarta alta consecutiva do indicador, o índice atingiu o maior nível desde janeiro de 2014 (98,5 pontos). A alta foi puxada pelo Índice de Expectativas, que mede a confiança dos empresários nos próximos meses e que avançou pela sétima vez consecutiva, em 1,7 ponto, para 104,5 pontos, o maior nível desde dezembro de 2012 (104,9 pontos). O Índice de Situação Atual, que mede a confiança dos empresários no momento presente, no entanto, caiu 0,1 ponto, para 90,9 pontos, após dois meses em alta. Em janeiro, houve alta de 65% da confiança dos 49 segmentos que integram o índice. No mês passado, a disseminação de alta havia alcançado 61% dos segmentos. De acordo com a FGV, foram percebidas altas na confiança dos empresários da indústria (2,6 pontos) e de serviços (3,6 pontos). O setor da construção civil manteve o mesmo nível de confiança de dezembro. Já a confiança do comércio caiu 0,2 ponto. Para o pesquisador da FGV Aloísio Campelo Jr, parte do otimismo empresarial está relacionada à perspectiva de mudanças na política econômica e na reforma da Previdência.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/confianca-empresarial-atinge-maior-nivel-desde-janeiro-de-2014-31012019

Concursos públicos estão com mais de 5.000 vagas abertas
Data: 07/02/2019

Há oportunidades para brasileiros com ensino fundamental até superior. Tribunal de Justiça do Acre paga salário de R$ 30 mil

O R7 selecionou concursos públicos com mais de 5.000 vagas abertas para os brasileiros que desejam se recolocar no mercado de trabalho. O concurso para o Tribunal de Justiça do Estado do Acre é o com maior salário. Há 15 vagas para juiz substituto, com vencimento de R$ 30.404,41. Veja as vagas disponíveis: Concurso para Universidade Federal Fluminense Vagas: 190 Níveis: médio e técnico Cargos: administrador, psicólogo, técnico em contabilidade, médico, bibliotecário, auditor, economista, farmacêutico, entre outros Valor da inscrição: de R$ 130 a R$ 180 Salários: de R$ 2.446,96 e R$ 4.180,66 Prazo de inscrições: de 17 de janeiro a 11 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Universidade Estadual do Oeste do Paraná Vagas: 613 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: assistente social, bioquímico, enfermeiro, engenheiro de segurança do trabalho, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista e psicólogo médico/especialidades e médico do trabalho, técnico em enfermagem, técnico em higiene dental, técnico em laboratório e técnico em radiologia Valor da inscrição: de R$ 120 a R$ 180 Salários: de R$ 2.132,74 a R$ 4.915,55 Prazo de inscrições: até 4 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Itapevi Vagas: 366 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: professor de educação básica I, monitor de desenvolvimento infantil, agente comunitário de saúde, guarda civil municipal, técnico em enfermagem, professor de artes, professor de inglês, agente de administração pública, agente de inclusão escolar e professor de educação básica II em educação especial. Valor da inscrição: de R$ 44,50 a R$ 82,20 Salários: de R$ 1030 a R$ 9.280,30 Prazo de inscrições: até 21 de fevereiro de 2019 Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Instituto Nacional de Educação de Surdos Vagas: 220 Níveis: não informado Cargo: professor mediador Valor da inscrição: não informado Salário: R$ 765 Prazo de inscrições: entre os dias 4 e 5 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Beruri Vagas: 288 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: carpinteiro, comandante marítimo, cozinheiro, mestre de obras, motorista, operador de máquinas pesadas, auxiliar de serviços gerais, merendeira, pedreiro, pintor, servente de obras e vigia, assistente social, enfermeiro, engenheiro civil, farmacêutico, fisioterapeuta, bioquímico/ biomédico, médico clínico geral, médico veterinário, nutricionista, psicólogo, odontólogo, tecnólogo em alimentos, professor multisseriado, professor classe a, pedagogo, professor de língua portuguesa, professor de matemática, professor de educação física, professor de ciências, professor de história, professor de geografia, professor de língua inglesa, professor de ensino religioso e professor de artes. Valor da inscrição: de R$ 40 a R$ 80 Salários: de R$ 954 a R$ 4.000 Prazo de inscrições: até 5 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Bonito Vagas: 227 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: advogado, assistente social, contador, enfermeiro padrão, farmacêutico bioquímico, fisioterapeuta, psicólogo, terapeuta ocupacional, professor de arte de 1º ao 5º ano, professor regente de educação infantil e professor regente de 1º ao 5º ano, agente administrativo, assistente de administração, fiscal de postura, guarda vidas, orientador social e técnico de enfermagem, cuidador e auxiliar de consultório dentário, auxiliar de serviços diversos, gari, merendeira, motorista, operador de máquinas, tratorista, vigia e zelador. Valor da inscrição: de R$ 110 a R$ 135 Salários: de R$ 819,82 a R$ 3.551,66. Prazo de inscrições: até dia 10 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Formiga Vagas: 325 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: assistente social, bioquímico, engenheiro civil, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, monitor de esporte, nutricionista, entre outros Valor da inscrição: de R$ 30 a R$ 50 Salários: de R$ 1.011,12 a R$ 3.710,24 Prazo de inscrições: de 14 de fevereiro até 31 de março de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital (31 e 32). Concurso para Prefeitura de Tomé Açú Vagas: 755 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: engenheiro civil, professor, biomédico, fisioterapeuta, odontólogo, psicólogo, farmacêutico, servente, motorista, entre outros Valor da inscrição: de R$ 46,80 a R$ 121,50 Salários: de R$ 998 a R$ 1.869,60 Prazo de inscrições: até 21 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para a Transerp (Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto) Vagas: 30 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: gente administrativo, agente civil de trânsito, agente de fiscalização de transporte, assistente social, agente operacional – pintor, contador, técnico em segurança do trabalho e agente operacional – eletricista. Valor da inscrição: de R$ 45,50 a R$ 95 Salários: de R$ 1.990,86 a R$ 6.048,02 Prazo de inscrições: até dia 15 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Tribunal de Justiça do Estado do Acre Vagas: 15 Nível: superior Cargo: juiz substituto Valor da inscrição: R$ 304,04 Salário: R$ 30.404,41 Prazo de inscrições: até dia 13 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Conselho Regional de Profissionais de Relações Públicas da 2ª Região Vagas: 46 Níveis: médio e superior Cargos: assistente administrativo, agente de fiscalização e analista de relações públicas Valor da inscrição: de R$ 45 a R$ 50 Salários: de R$ 1.200 a R$ 2.300 Prazo de inscrições: até dia 7 de março de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Guarulhos Vagas: 147 Nível: superior Cargos: várias especialidades médicas Valor da inscrição: R$ 98,86 Salários: de R$ 6.070,13 a R$ 15.347,74 Prazo de inscrições: até dia 28 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Marinha do Brasil Vagas: 1.000 Nível: médio Cargo: aprendiz de marinheiro Valor da inscrição: R$ 42 Salários: não informado Prazo de inscrições: até dia 13 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Prefeitura de Vespasiano Vagas: 663 Níveis: fundamental, médio e superior Cargos: advogado, agente de trânsito, auxiliar administrativo I, II e III, auxiliar de serviços gerais, borracheiro, eletricista, gari, mecânico, motorista, operador de máquinas, porteiro, técnico em meio ambiente, telefonista, vigia e zelador. Valor da inscrição: não informado Salários: de R$ 998 a R$ 1.601,26 Prazo de inscrições: até dia 22 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para Força Aérea Brasileira Vagas: 200 Níveis: superior Cargo: estágio de sargento Valor da inscrição: R$ 60 Salários: não informado Prazo de inscrições: até dia 12 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para o Serviço de Limpeza Urbana do Distrito Federal Vagas: 47 Níveis: administração, arquitetura, biologia, ciências contábeis, comunicação social, direito, economia, engenharia ambiental, engenharia civil, engenharia de produção, engenharia de segurança do trabalho, engenharia elétrica, engenharia mecânica, engenharia química, geografia, informática, serviço social e gestão das atividades de resíduos sólidos Cargo: analista Valor da inscrição: R$ 65 Salário: R$ 5.070 Prazo de inscrições: de 11 de março até 1 de abril de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital. Concurso para a Polícia Civil do Espírito Santo Vagas: 173 Nível: superior Cargos: auxiliar perícia médico-legal, assistente social, escrivão de polícia, investigador, médico legista, psicólogo, ciências contáveis, engenharia, química, farmácia, ciências biológicas, biomedicina, odontologia, medicina veterinária, ciências econômicas, direito Valor da inscrição: de R$ 96,50 a R$ 146.73 Salários: de R$ 3.622,08 a R$ 5.103,84 Prazo de inscrições: até dia 11 de fevereiro de 2019. Veja mais detalhes sobre concurso no edital.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/concursos-publicos-estao-com-mais-de-5000-vagas-abertas-04022019

Doze senadores mudam de sigla e novas legendas ganham poder
Data: 07/02/2019

Mudanças diminuíram importância de siglas tradicionais como o PSDB e colocando em destaque novos grupos partidários como o Podemos e o PSD

Mesmo após uma eleição marcada pelo discurso de nova práticas política, 12 senadores já trocaram de partidos desde outubro do passado até este mês fevereiro, quando se iniciou a nova legislatura no Senado Federal. O troca-troca partidário acabou por mudar a dinâmica de forças nas bancadas da Casa, diminuindo a importância de siglas tradicionais como o PSDB e colocando em destaque novos grupos partidários como o Podemos e o PSD. A forte renovação no Senado — das 54 cadeiras em disputa, 46 foram entregues a novos senadores — não evitou que uma parcela significativa desses parlamentares trouxesse à tona o já conhecido fisiologismo e protagonizasse "traições" ou acordos envolvendo 12 partidos. Entre os nomes, figuras tradicionais como o ex-presidente Fernando Collor (AL) e estreantes como Jorge Kajuru (GO) e Capitão Styvenson (RN). As mudanças, inclusive, "expulsaram" cinco siglas do Senado — PTC, PRP, PHS, PTB e Solidariedade. Todas tinham ou saíram das urnas com pelo menos um senador, mas começaram o ano legislativo abandonadas por seus parlamentares. O caso mais simbólico entre os que saíram prejudicados é o do PTB, partido do ex-deputado Roberto Jefferson, conhecido pelo envolvimento no caso do mensalão. O partido elegeu dois novos senadores em outubro e, como já tinha um em meio de mandato, terminou 2018 projetando uma bancada de três parlamentares, o que garantira direito até a uma estrutura de liderança partidária, ou seja, mais espaço físico, por meio de um gabinete, e cargos em comissão. Nesses 90 dias, a sigla perdeu os três, sendo dois deles para o PSD, e deixou de sequer ter representação na Casa. O Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, apurou que a "traição" irritou Roberto Jefferson, que tentou reverter as saídas, mas não conseguiu. Na outra ponta está o PSD, de Gilberto Kassab. O ex-ministro articulou mesmo durante o recesso e conseguiu fazer seu partido saltar de sete senadores para dez nesse mesmo período: trouxe Nelsinho Trad (MS) e Lucas Barreto (AP), ambos do PTB, além do Carlos Viana (MG), do PHS. Em compensação, a sigla perdeu o senador Lasier Martins (RS) para o Podemos. Ainda assim, o PSD ultrapassou o PSDB em tamanho e força. Os tucanos não conseguiram seduzir nenhum novo senador e permaneceram com uma bancada de oito parlamentares, contra nove do PSD. A ofensiva de Kassab serviu para que o partido pudesse requisitar mais espaço no Senado, devido à regra da proporcionalidade, que dá direitos dos maiores partidos escolherem mais e melhores cargos. Nas negociações, a sigla conseguiu garantir a Primeira-Secretaria do Senado, além da Presidência de uma das mais importantes comissões, a de CAE (Assuntos Econômicos). O outro exemplo foi o Podemos, partido do senador Alvaro Dias (PR). A sigla trouxe, além de Lasier Martins, os senadores Eduardo Girão (CE), que era do PROS, e Capitão Styvenson (RN), que veio da Rede Sustentabilidade. Com isso, a legenda subiu de cinco parlamentares, após as eleições, para oito nomes agora. O crescimento fez com que Alvaro Dias garantisse a indicação para a Segunda Vice-Presidência do Senado, um dos cargos mais importantes da Mesa Diretora. O assédio foi tanto que houve quem atuasse para evitar uma "debandada". A articulação de Alvaro Dias representou um duro golpe, por exemplo, para o partido de Marina Silva, a Rede Sustentabilidade. A saída de Styvensson foi a segunda baixa na sigla, que já havia perdido o senador Delegado Alessandro Vieira (SE) para o PPS. Com isso, a Rede deixou de ter cinco senadores, como havia eleito em outubro, e passou a ter uma bancada com apenas três parlamentares no Senado. Um dos principais aliados de Marina, o senador Randolfe Rodrigues atuou para evitar que a debandada fosse maior. Se perdesse três senadores, a Rede não teria direito, por exemplo, a uma estrutura de liderança na Casa. O motivo que explica essas saídas do partido da ex-ministra do Meio Ambiente é fato da sigla não ter atingido a cláusula de barreira. Quando isso acontece, na prática, o partido perde o direito de ter acesso a fundos públicos com verbas para financiais as atividades partidárias e eleitorais. Renovação histórica Em outubro, o Senado renovou 2/3 de seu plenário — 54 parlamentares foram eleitos. Foi a maior renovação desde o fim da ditadura militar, com a entrada de 46 novos senadores. Dos 32 parlamentares que tentaram a reeleição, somente oito conseguiram novo mandato, entre eles Renan Calheiros, do MDB de Alagoas, Ciro Nogueira, do PP do Piauí e Humberto Costa, do PT de Pernambuco. Nomes tradicionais como Romero Jucá (MDB-RR), Valdir Raupp (MDB-RO), Eunício Oliveira (MDB-CE), Roberto Requião (MDB) do Paraná, Lindbergh Farias (PT-RJ) e Magno Malta (PR-ES) ficaram de fora. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/doze-senadores-mudam-de-sigla-e-novas-legendas-ganham-poder-07022019

Lorenzoni é exonerado para desarquivar projetos na Câmara
Data: 07/02/2019

De acordo com a pasta, afastamento do ministro, publicado no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (7), é temporário

O DOU (Diário Oficial da União) desta quinta-feira (7) traz a exoneração de Onyx Lorenzoni do cargo de ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República. De acordo com a pasta, o afastamento do ministro é temporário. "Ele reassumiu como deputado federal para desarquivar os projetos, como é de praxe em cada nova legislatura. Deve retornar ao cargo de ministro amanhã (sexta-feira, 8) mesmo", explica. Na semana passada, Lorenzoni havia sido desligado do governo de Jair Bolsonaro para poder tomar posse como deputado federal na Câmara dos Deputados. A licença ocorreu na sexta-feira (1º), dia da posse dos parlamentares do Congresso e de eleições internas, e o retorno de ao posto de ministro foi formalizado no domingo (3). Outros três ministros com mandato de deputado federal também foram licenciados dos cargos no Executivo para assumir os mandatos na Câmara. Tereza Cristina (Agricultura) e Osmar Terra (Cidadania) foram exonerados ainda na sexta, junto com Onyx, e já foram renomeados como ministros. Já o ministro do Turismo, Marcelo Henrique Teixeira Dias, conhecido como Marcelo Álvaro Antônio, só tomou posse na Câmara nesta quarta-feira, 6, quanto também foi licenciado da pasta do Turismo. Ele estava com atestado médico e não pôde comparecer à sessão do dia 1º de fevereiro, junto com os outros 512 deputados. Ele retornou ao cargo de ministro nesta quinta-feira, com a nova nomeação publicada no Diário Oficial. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/lorenzoni-e-exonerado-para-desarquivar-projetos-na-camara-07022019

Lula condenado: Entenda as penas e os demais processos contra o petista
Data: 07/02/2019

Ex-presidente foi condenado novamente em 1ª instância e fica proibido de exercer cargo público por 24 anos

Na tarde desta quarta-feira (6), logo depois da sentença da juíza federal Gabriela Hardt, que condenou o ex-presidente Lula (PT) a mais 12 anos e 11 meses de prisão no caso do "Sítio de Atibaia", a hashtag #LulaLivre2043 chegou ao primeiro lugar nos assuntos mais comentados no Twitter no Brasil. Os internautas parecem ter simplesmente somado as duas condenações de Lula até agora. Mas como é o cálculo da pena quando alguém já preso é condenado novamente? PUBLICIDADE No caso do sítio de Atibaia, o petista é acusado de receber propinas das construtoras OAS e Odebrecht por meio de reformas, em 2010, num sítio no município do interior paulista. O imóvel pertence formalmente ao empresário Fernando Bittar, mas o MPF alega que Lula é o verdadeiro dono do sítio e era o principal usuário do local. Além de Lula, outras dez pessoas foram condenadas na sentença proferida pela juíza Hardt, entre elas os ex-presidentes da OAS, Léo Pinheiro, e da Odebrecht, Marcelo Odebrecht. O ex-presidente Lula nega irregularidades, enquanto os dois empresários são hoje colaboradores da Lava Jato, e confessaram os crimes. A Justiça também determinou o confisco do sítio, que será levado a leilão. Além disso, Lula foi condenado a pagar multa de R$ 423 mil - e foi proibido de exercer cargos públicos pelos próximos 24 anos e dois meses. Esta é a segunda vez que Lula é condenado na Lava Jato. Em janeiro passado, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) confirmou a condenação de Lula no caso conhecido como "Tríplex do Guarujá": o petista é acusado de receber propina da empreiteira OAS na forma da reserva e reforma de um apartamento de três andares no balneário paulista. Na ocasião, os desembargadores do TRF-4 fixaram a pena em 12 anos e 1 mês de prisão. Mas como é feito o cálculo das penas quando alguém é condenado mais de uma vez? E quais são as chances do petista conseguir o regime semiaberto? Como é o cálculo do tempo de prisão? Advogado criminalista e professor do curso de Direito da FGV (Fundação Getúlio Vargas) de São Paulo, Celso Vilardi explica que o cálculo das penas é um pouco mais complexo que a simples soma das penas. "Não é a soma simples, até porque no Brasil existe a chamada progressão de regime (para o regime semiaberto). É errado dizer que ele vai ficar preso por 12 anos mais doze da nova condenação", diz. No caso do "Sítio de Atibaia", diz Vilardi, é preciso aguardar uma decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) - o tribunal pode confirmar ou rever a sentença de Hardt, mantendo ou alterando a pena. "Só então a execução penal vai unificar as penas, aí sim com um somatório. O tempo total que o réu deve cumprir no regime fechado é de um sexto do tempo total de pena", diz o advogado, que defendeu alguns réus na Lava Jato. O tempo que o ex-presidente permanecerá na prisão pode ainda ser reduzido em relação à pena total por outras remissões, como por exemplo a leitura de livros durante o cárcere e também pela idade de Lula que impede que presos idosos passem mais de 20 anos encarcerados. Suponha que o TRF-4 mantenha exatamente a mesma pena decretada por Gabriela Hardt: neste caso, a pena total de Lula chegaria a 25 anos ou 300 meses (12 anos e 1 mês, mais 12 anos e 11 meses). Lula teria portanto um sexto deste tempo para cumprir no regime fechado: 50 anos, ou 4 anos e dois meses. Este cálculo prossegue até o limite máximo de 30 anos - que é o período máximo que alguém pode passar preso no Brasil. "O tempo máximo que alguém pode ficar no regime fechado é 30 anos. Mas isso não significa que o aumento de pena não tenha nenhum impacto para o preso. Por exemplo: se alguém for condenado diversas vezes e as penas somarem 60 anos de prisão, esta pessoa passará dez anos em regime fechado. Quanto maior for a pena total, mais o réu levará para conseguir a progressão de regime", diz João Paulo Martinelli, que é advogado criminalista e professor do Instituto de Direito Público (IDP) de São Paulo. No caso de Lula, explica Martinelli, o processo ficará suspenso até que o TRF-4 julgue os recursos apresentados pela defesa do petista - em nota nesta quarta-feira (06), a defesa de Lula informou que irá recorrer. O professor do IDP lembra ainda que o período de prisão já cumprido por Lula será abatido na hora de calcular quanto falta para a progressão de regime. Supremo Independentemente da situação na 1ª Instância, há dois processos em andamento no Supremo Tribunal Federal (STF) que podem alterar a situação do ex-presidente. Ao assumir o comando da corte, o atual presidente do STF, ministro Dias Toffoli, marcou para o dia 10 de abril o julgamento de uma ação a respeito do cumprimento de pena após a condenação na Segunda Instância. Caso a maioria dos 11 ministros entenda que a pena só começa depois que forem esgotadas todas as instâncias da Justiça, Lula voltaria para casa. Em outro processo, a defesa do petista questiona na 2ª Turma do STF uma parte da pena atribuída a ele no caso do Tríplex do Guarujá. Se o pedido de Lula for atendido antes de uma nova condenação do petista no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, ele pode conseguir a progressão de regime, e passar ao semiaberto. Defesa de Lula nega acusações Em nota, o advogado responsável pela defesa de Lula, Cristiano Zanin Martins, acusou a Justiça Federal de Curitiba de fazer "uso perverso das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política". A defesa destaca que o ex-presidente nunca foi o dono do sítio, e que a decisão se baseia num suposto "caixa geral" de propinas das empreiteiras porque não há, segundo a defesa, provas materiais de que o dinheiro desviado de contratos da Petrobras foi usado nas reformas. "A decisão desconsiderou as provas de inocência apresentadas pela defesa de Lula nas 1.643 páginas das alegações finais", diz um trecho da nota. "Chega-se ao ponto de a sentença rebater genericamente a argumentação da defesa de Lula fazendo referência a 'depoimentos prestados por colaboradores e co-réus Léo Pinheiro e José Adelmário (sic)'" - Léo Pinheiro é o apelido de José Adelmário Pinheiro Filho. Quais são os outros processos contra Lula? Além dos casos do Tríplex e do Sítio de Atibaia, Lula é réu em outras cinco ações penais na Justiça Federal, além de recursos em tribunais superiores. 1. O outro apartamento de Lula Trata-se de mais uma ação penal sob a responsabilidade da juíza Gabriela Hardt. Neste caso, o MPF acusa Lula de receber propina da Odebrecht por meio da compra de um terreno em São Paulo no valor de R$ 12 milhões, que seria usado para a construção de uma nova sede para o Instituto Lula. A empreiteira também teria comprado o apartamento nº 121 do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo (SP), no mesmo andar e no mesmo prédio onde Lula vivia antes de ser preso - o local serviria para abrigar a equipe de seguranças do ex-presidente. O processo está concluído para sentença, com o MPF e a defesa das partes já tendo apresentado suas alegações finais. Uma decisão pode sair a qualquer instante. 2. Guiné Equatorial e o Instituto Lula Neste caso, o ex-presidente é acusado de receber propina de R$ 1 milhão - paga por empresários brasileiros - em troca de intermediar negócios destes empresários com o líder da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang. O pagamento teria sido feito de forma dissimulada, por meio de uma doação ao Instituto Lula. Esta é uma das ações mais recentes contra o ex-presidente - a denúncia foi aceita pela Justiça Federal em São Paulo em novembro passado. O ex-presidente nega irregularidades - ele admite ter recebido a doação, mas nega ter feito qualquer favor em troca da mesma. Na época, sua defesa disse que a acusação "pretendeu, de forma absurda e injurídica, a transformação uma doação recebida de empresa privada pelo Instituto Lula, devidamente contabilizada e declarada às autoridades, em tráfico internacional de influência". 3. Caças Gripen NG Este processo corre na 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, por ser parte das investigações da operação Zelotes - está atualmente na fase de coleta dos depoimentos de testemunhas. O MPF apura se Lula e um de seus filhos, Luís Cláudio, cometeram os crimes de tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O ex-presidente é suspeito de ter conseguido benefícios para seu filho em troca da aquisição de 36 jatos de caça do modelo Gripen NG, produzidos pela fabricante sueca Saab. No mesmo caso, é investigada também a suposta influência de Lula na edição de uma medida provisória em 2013, que beneficiou a indústria automotiva. Em ambos os fatos Lula já não era mais presidente. Ele nega irregularidades. 4. Medida provisória para favorecer a indústria automotiva Mais um processo na 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília. Assim como o caso envolvendo os caças suecos, está na fase de oitiva de testemunhas. A acusação contra Lula é de corrupção passiva - ele teria recebido vantagens indevidas para editar a medida provisória 471 de 2009, que beneficiou com isenção de alguns impostos montadoras de veículos instaladas nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. Lula nega as acusações. 5. Empréstimos do BNDES para Angola Para o MPF, Lula cometeu os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e tráfico de influência ao, supostamente, pressionar o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para liberar empréstimos que financiaram obras da Odebrecht em Angola. A ação de Lula teria se dado entre os anos de 2008 e 2015 - o ex-presidente nega e diz que jamais interferiu na concessão de qualquer benefício do BNDES. O caso está sob responsabilidade do juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília - a mesma dos dois casos anteriores. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/lula-condenado-entenda-as-penas-e-os-demais-processos-contra-o-petista-07022019

Margem de segurança da barragem era baixa em caso de liquefação
Data: 07/02/2019

Relatório ainda indica presença de pedregulho de extensão indeterminada no pé da barragem, cujo eventual deslocamento poderia causar liquefação

O relatório da consultoria alemã Tüv Süd, que atestou a estabilidade da barragem que se rompeu em Brumadinho (MG), revela que a estrutura trabalhava com uma margem de segurança muito baixa para a hipótese da liquefação dos rejeitos - fenômeno apontado como a provável causa do colapso. Além disso, o relatório chama a atenção para a presença de um pedregulho de extensão indeterminada no pé da barragem, cujo eventual deslocamento poderia servir de gatilho para a liquefação. Os rejeitos de uma barragem de minérios são compostos, basicamente, de ferro em partículas muito finas, areia e água. Essa combinação é propensa ao fenômeno da liquefação. Ou seja, quando o volume e a pressão da água aumentam por algum motivo, o solo tende a se liquefazer. Fatores externos, como tremores de terra, também podem servir de gatilho para a liquefação. No entanto, a margem de segurança da barragem do Córrego do Feijão para a hipótese da liquefação era bem baixa, segundo o relatório. Ela foi estimada em três pontos diferentes em 1,2; 1 18 e 1,09. As normas vigentes para o setor preconizam uma margem de segurança mínima de 1,50 (ou de 50%). O relatório entende, no entanto, que a barragem atende a norma na condição drenada (ou seja, em condições ideais, quando não há infiltração de água), registrando fatores de segurança de 1,93; 1,76 e 1,60. A norma NBR-13028, de fato, não preconiza um fator de segurança mínimo para o modo de falha liquefação (quando há infiltração de água), mas apenas em condições ideais. "As obras de engenharia em geral deixam uma margem de segurança extra, em geral de 1,50 ou 50% a mais de resistência", explicou o professor Mario Riccio, da Faculdade de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora. "Algumas obras admitem fatores de segurança um pouco menores, dependendo da situação, quando não há riscos de vidas humanas, por exemplo." No entanto, o próprio relatório explica que "as análises de estabilidade sob condições não-drenadas (com água) têm o intuito de avaliar o potencial de ruptura da barragem por liquefação". Além disso, o relatório também aponta problemas nos sistemas de drenagem da barragem que podem ter levado a algum tipo de infiltração. "Para que o fenômeno da liquefação ocorra, além da presença dos materiais suscetíveis, há também a necessidade de ocorrência de um gatilho", ressalta o relatório. Os gatilhos, segundo o documento, podem estar associados a eventos estáticos ou dinâmicos, como o alteamento rápido da barragem, a elevação do nível do reservatório, excesso de equipamentos, detonações, remoção de materiais, movimentação da fundação da barragem, entre outros. O próprio relatório chama a atenção para um potencial gatilho: "Já no pé da barragem, deve-se atentar ao grande bloco abaixo da estrada. Para determinar com precisão sua extensão, recomenda-se a limpeza da área e a realização do mapeamento geológico de superfície. Esta última deve ser complementada por investigação geofísica para determinação das dimensões não expostas". E recomenda: "Uma vez realizadas tais investigações, a estabilidade do bloco e seu potencial de comprometimento da estrutura devem ser avaliados. Especialmente, deve-se atentar à possibilidade de que as movimentações deste bloco constituam gatilhos para a liquefação". O relatório, de agosto do ano passado, tinha validade de um ano. O documento foi assinado pelo engenheiro Makoto Namba e o consultor em geotécnica André Jum, que chegaram a ser presos, mas foram soltos ontem. O documento, de 265 páginas, foi elaborado com base em informações fornecidas pela Vale, análises técnicas e vistorias de campo. A Vale informou que a barragem "possuía fator de segurança de acordo com as boas práticas mundiais e acima da referência da norma brasileira". A mineradora disse ainda que "a barragem passava por inspeções de campo quinzenais, todas reportadas à Agência Nacional de Mineração. Todas essas inspeções não detectaram nenhuma alteração no estado de conservação da estrutura."

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/margem-de-seguranca-da-barragem-era-baixa-em-caso-de-liquefacao-06022019

Acidente com Campos: MPF quer mudanças na fiscalização de aviões
Data: 07/02/2019

Entre os pedidos, estão melhorias no registro de dados dos voos e maior rigor com a manutenção das aeronaves. Órgãos têm 60 dias para dar a resposta

O Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) recomendou aos órgãos de controle de aviação mudanças na fiscalização de aeronaves. As alterações levam em consideração as dificuldades encontradas na apuração da queda do bimotor que vitimou o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e mais seis pessoas, em Santos (SP), em agosto de 2014. Na época, Campos era candidato à presidência da República e viajava para cumprir agenda de campanha. As recomendações são destinadas à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e à Base Aérea de Santos (Bast). Entre os pedidos, estão melhorias no registro de dados dos voos e maior rigor com a manutenção das aeronaves. Os órgãos têm 60 dias para informar ao MPF as providências que serão adotadas, sob pena de responsabilização de seus representantes por atos de improbidade administrativa. Leia mais: Investigação de acidente aéreo que matou Teori é arquivada A procuradoria recomendou que a Anac tenha maior rigor na fiscalização das manutenções preventivas dentro do prazo estipulado pelos fabricantes dos aviões. Uma das propostas é que o órgão regulador estabeleça eventual punição para aqueles que realizarem voos sem as revisões e os consertos devidos. Sobre o registro de dados, o MPF recomenda que a agência reguladora reavalie a não exigência de gravador de dados de voo (FDR) em aeronaves de pequeno porte, como a que levava o ex-governador Eduardo Campos. O equipamento grava as vozes e os dados da cabine de comando. Segundo os procuradores, “os registros são fundamentais para elucidar eventuais acidentes”. Para o modelo de aeronave envolvido no acidente, no entanto, é obrigatório o gravador de vozes da cabine (CVR). Mas, no voo investigado, o equipamento, apesar de instalado, tinha feito a última gravação em janeiro de 2013, mais de um ano antes do acidente. Nesse sentido, o procurador da República Thiago Lacerda Nobre, autor das recomendações, pede que a Anac fiscalize a manutenção do CVR e a checagem de seu funcionamento regular. O procurador orienta ainda que o Cenipa altere o procedimento para extração de dados do gravador de voz de cabine, garantindo a participação de autoridades competentes para investigação criminal. O objetivo é assegurar “maior transparência e respaldo nas constatações”. Nobre recomenda que, nas investigações futuras, o órgão da Aeronáutica viabilize o acesso direto das autoridades policiais ao equipamento de CVR recuperado. O MPF quer também que a Anac amplie o controle sobre a titularidade das aeronaves, eventuais arrendamentos e transferências de posse, de maneira antecipada. “O objetivo é deixar claro quem são os responsáveis civis por ocasionais danos que venham a ocorrer em determinado período”, explica o órgão em nota. Além disso, caberá à agência reguladora “promover maior integração de informações com o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea) quanto ao sistema de aprovação de planos de voo, a fim de que eventuais insuficiências formais de operação dos pilotos possam ser detectadas previamente”. Para a Base Aérea de Santos, o MPF recomendou que sejam feitos treinamento e aprimoramento dos operadores de sua estação de telecomunicações, com programa de atualização e reciclagem. Caberá à Bast também exigir desses profissionais a apresentação de documentos formais de habilitação para operação nas estações de telecomunicação. Investigação As recomendações expedidas esta semana fazem parte do procedimento cível instaurado pelo MPF para apurar o acidente aéreo. As medidas foram tomadas após o órgão fazer a primeira rodada de análise do inquérito policial que matou Eduardo Campos, o qual continua sendo analisado pela Procuradoria da República em Santos. O relatório final da Polícia Federal sobre as causas do acidente, apresentado em agosto do ano passado, conclui que não houve infração à legislação penal, considerando-se as dificuldades encontradas ao longo da apuração. “A percepção de tais obstáculos ao esclarecimento do caso motivou a expedição das recomendações pelo MPF, de forma a evitar que futuras investigações de sinistros aéreos também sejam prejudicadas”, aponta a procuradoria. Respostas A Força Aérea Brasileira (FAB) – que responde pelo Cenipa e pela Bast – informou, por meio de nota, que os órgãos não receberam as recomendações do MPF e que "tão logo isso aconteça, elas serão analisadas". A Anac também informou que não foi oficialmente notificada e que, portanto, deve se pronunciar após a análise das recomendações.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/acidente-com-campos-mpf-quer-mudancas-na-fiscalizacao-de-avioes-06022019

Aquecimento global: década pode ser a mais quente da história, diz agência britânica
Data: 07/02/2019

Previsões do Met Office, serviço metereológico do Reino Unido, indicam que período de 2014 a 2023 será a década mais quente em 150 anos de registros

O mundo está no meio do que pode ser a década mais quente já registrada, de acordo com um estudo do Met Office - o serviço meteorológico do governo britânico. O serviço, cujos registros remontam a 1850, projeta que as temperaturas nos próximos cinco anos estarão até 1°C mais altas do que aquelas observadas no período pré-revolução industrial. Há também uma pequena chance de que um destes anos registre temperaturas até 1,5°C maiores. Este patamar é visto como um limite crítico para o aquecimento global. Se os dados realmente corresponderem às projeções do Met Office, o período de 2014 até 2023 será a década mais quente nos 150 anos de dados da agência. Como as projeções do Met Office podem impactar o Acordo de Paris? Segundo o Met Office, o ano de 2015 foi o primeiro no qual a temperatura média global da superfície da Terra atingiu 1°C acima dos níveis pré-revolução industrial - geralmente, este nível é calculado levando em conta as temperaturas entre os anos de 1850 e 1900. Em todos os anos desde 2015, a temperatura média global ficou próxima ou ligeiramente acima desta marca de 1°C a mais. Agora, o Met Office afirma que esta tendência deve se manter ou até se fortalecer nos próximos cinco anos. "Acabamos de fazer as previsões deste ano e elas vão até 2023 e o que sugerem é um rápido aquecimento global", disse o professor Adam Scaife, chefe de previsão de longo prazo do Met Office. "Olhando individualmente para cada ano nessa previsão, podemos ver agora, pela primeira vez, que há o risco de uma superação temporária, e repito, temporária, do limiar de 1,5°C estabelecido no acordo climático de Paris." Em outubro passado, cientistas da ONU publicaram um relatório sobre os impactos de longo prazo de um aumento de temperatura de 1,5°C. Eles concluíram que seria necessário um grande esforço de corte de carbono para impedir que o mundo ultrapassasse esse limite até 2030. Agora, a análise do Met Office diz que há 10% de chance de isso acontecer nos próximos cinco anos. "É a primeira vez que as previsões mostram um risco significativo de superação - que é apenas temporária. Estamos falando de anos individuais variando acima do nível de 1,5 grau", disse o professor Scaife. "Mas o fato de que isso possa acontecer nos próximos anos devido a uma combinação de aquecimento geral e flutuações devido a eventos como os do El Niño significa que estamos chegando perto desse limiar". Quão confiante está o Met Office sobre sua previsão? O serviço diz que tem um patamar de confiança de 90% nas previsões para os próximos anos. Segundo o Met Office, de 2019 a 2023, veremos temperaturas variando de 1,03°C a 1,57°C acima do nível de 1850-1900, com aumento do aquecimento em grande parte do globo, especialmente em áreas como o Ártico. A equipe de pesquisadores diz que está bastante segura de suas previsões por causa de experiências passadas. Sua previsão anterior, feita em 2013, já havia mencionado a rápida taxa de aquecimento que foi observada nos últimos cinco anos. Previu também alguns dos detalhes menos conhecidos, como a mancha de resfriamento observada no Atlântico Norte e os pontos mais frios do Oceano Antártico. Se as observações do Met Office para os próximos cinco anos corresponderem às expectativas, a década entre 2014 e 2023 será a mais quente em mais de 150 anos de registros. E o que disseram outras agências climáticas? A previsão do Met Office vem ao mesmo tempo que várias agências publicam suas análises sobre as temperaturas observadas em 2018, mostrando que o ano foi o quarto mais quente desde que os registros começaram. Dados divulgados nesta quarta pela NASA e pela Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), instituição governamental dos Estados Unidos, ressaltam esse panamora e informam que 2015, 2016 e 2017 foram os outros três anos mais quentes. A Organização Meteorológica Mundial (OMM) publicou uma análise de cinco grandes conjuntos de dados internacionais, mostrando que os 20 anos mais quentes já documentos aconteceram nos últimos 22 anos. "As temperaturas são apenas parte da história. O clima extremo e de alto impacto afetou muitos países e milhões de pessoas, com repercussões devastadoras para economias e ecossistemas em 2018", disse o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas. "Muitos dos eventos climáticos extremos são consistentes com o que esperamos de um clima em transformação. Essa é uma realidade que precisamos encarar. A redução de emissões de gases do efeito estufa e as medidas de adaptação ao clima devem ser uma prioridade global", afirmou. Outros pesquisadores da área disseram que a nova previsão para os próximos cinco anos está alinhada com as expectativas, dado o nível recorde de CO2 bombeado para a atmosfera em 2018. "A previsão do Met Office, infelizmente, não é uma surpresa", disse Anna Jones, química do British Antarctic Survey, órgão responsável pelos interesses do Reino Unido na Antártica. "Temperaturas médias em todo o mundo estão em um recorde de alta, e tem sido assim por vários anos. Elas são impulsionadas predominantemente pelo aumento das concentrações de gases do efeito estufa, como o dióxido de carbono, que resultam do nosso uso contínuo de combustíveis fósseis", disse. "Até reduzirmos as emissões de gases do efeito estufa, podemos esperar tendências de alta nas temperaturas médias globais". BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/aquecimento-global-decada-pode-ser-a-mais-quente-da-historia-diz-agencia-britanica-07022019

Chris Brown é solto e xinga mulher que o acusou de estupro
Data: 23/01/2019

Cantor deixou prisão na noite de terça-feira (22) e foi autorizado a deixar a capital francesa mesmo com investigação em andamento

Chris Brown foi solto nesta terça-feira (22) após passar pouco mais de 24 horas detido em Paris. O rapper foi acusado de estupro no último domingo (20) por uma mulher de 24 anos que não quis se identificar. Embora a investigação ainda esteja em andamento, Brown foi autorizado a deixar a capital francesa. Segundo a jovem que o acusou, o cantor a violentou em um quarto de hotel após saírem juntos de uma boate. No Instagram, Chris Brown fez diversos posts divulgando que tinha deixado a prisão e também xingou a mulher que o acusou. — Esta vadia está mentindo. Eu quero deixar perfeitamente claro. Isto é falso e um monte de baboseira! Nunca! É um desrespeito com a minha filha e minha família, vai contra meu caráter e minha moral.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/chris-brown-e-solto-e-xinga-mulher-que-o-acusou-de-estupro-23012019

Ludmilla mostra o cabelo natural:
Data: 23/01/2019

A cantora, que passou pela transição capilar para assumir os cachos naturais, compartilhou resultado do processo nas redes sociais

"Uma mulher quando está com seu black lindo não quer guerra com ninguém", escreveu a cantora Ludmilla na legenda de um dos vídeos que publicou na manhã desta terça-feira (22) em seu stories do Instagram, ao mostrar o resultado da transição capilar a que se submeteu. Ludmilla assume fios naturais após transição capilar Em julho de 2018, a cantora iniciou o processo para deixar os cabelos naturais. Segundo ela, foi difícil assumir os cachos. Como fazer a transição capilar como a cantora Ludmilla "Cresci achando que meu cabelo era errado, o mais feio do planeta e andava com várias pessoas que alisavam. Ter cabelo cacheado ou crespo não existia para mim. Hoje, aprendi a usá-lo e entendi que todos nós somos bonitos, basta a gente botar para fora e confiar mais na gente".

Link Notícia: https://meuestilo.r7.com/beleza/ludmilla-mostra-o-cabelo-natural-black-lindo-22012019

Filha de pedreiro da Zona Leste de SP vai estudar medicina nos EUA
Data: 23/01/2019

Contrariando as estatísticas, Nathalia Oliveira, de 22 anos, foi aprovada em um dos vestibulares mais concorridos do país e fará intercâmbio

No Brasil, o fator socioeconômico tem ligação direta com o sucesso no vestibular. Segundo pesquisa divulgada na semana passada, o aluno pobre tem apenas 0,16% de chances de estar entre as melhores notas do Enem. Contrariando as estatísticas, Nathalia Oliveira, de 22 anos, não apenas foi aprovada em um dos vestibulares mais concorridos do país – medicina na Universidade de São Paulo (USP), como agora se prepara para fazer um intercâmbio de um ano em Harvard, uma das universidades mais famosas do mundo. A conquista, porém, não foi das mais fáceis. Nascida em São Miguel Paulista, extrema zona leste de São Paulo, o incentivo para estudar e tirar boas notas esteve desde sempre em sua vida. Seu pai, pedreiro e bombeiro, não aceitava nada menos do que 10. Aos 13 anos, a família se mudou para Vargem Grande, e Nathalia foi aprovada para fazer o Ensino Médio em uma escola técnica em Cotia, cidade vizinha. Foi a partir deste momento que ela decidiu ser médica e lutou para isso. Após conseguir uma bolsa de estudo em um cursinho pré vestibular, até chegou a ser aprovada em uma universidade pública em Recife, mas os custos de viver em outro estado seriam quase tão altos quanto custear uma universidade privada. Depois de 3 anos de muito estudo, a jovem foi aprovada na USP, Unicamp, Unesp, Unifesp e UFMG e, acabou optando pela primeira. Tamanho esforço foi recompensado. Recentemente, Nathalia foi surpreendida com a notícia de que junto de outros 14 estudantes de Medicina da USP, havia sido aprovada para um intercâmbio na universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Para custear suas despesas, a estudante fez uma vaquinha online, na qual conseguiu arrecadar R$ 60 mil, mais do que o dobro do que esperava conseguir. Com este valor, ela pretende fazer um curso de aprimoramento, na própria Harvard ou no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Impossível não sentir orgulho!

Link Notícia: https://meuestilo.r7.com/hypeness/filha-de-pedreiro-da-zona-leste-de-sp-vai-estudar-medicina-nos-eua-22012019

Desaparecimento de avião: polícia trabalha com quatro hipóteses
Data: 23/01/2019

Autoridades policiais de Guernsey, no Canal da Mancha, retomaram buscas por avião e priorizam a possibilidade de Emiliano Sala e o piloto estarem vivos

A polícia de Guernsey, ilha no Canal da Mancha responsável pelas buscas do avião que transportava o jogador argentino Emiliano Sala, divulgou na manhã desta quarta-feira (23) que trabalham com quatro hipóteses para o sumiço da aeronave. Em três delas o atacante e o piloto teriam conseguido salvamento e em outra eles estariam no mar que liga o Reino Unido e a França. Na primeira hipótese, o avião conseguiu parar em outro lugar, e não em Cardiff, no País de Gales. A segunda trabalha com a possibilidade de eles terem pousado no mar e conseguiram resgate por meio de um barco que passava pelo local. Nos dois primeiros casos, eles ainda não teriam feito contato com ninguém. Na terceira possibilidade, o piloto conseguiu pousar o avião no mar e os dois usaram o bote salva-vidas da aeronave. Com isso, eles estão à deriva no Canal da Mancha. David Barker, capitão do porto de Guernsey, afirmou que os trabalhos de busca estão concentrados nesta hipótese. A última chance é que a aeronaves quebrou ao colidir com a água e os dois estão perdidos no mar. Na última segunda-feira, Emiliano Sala saiu de Nantes, na França, a caminho de Cardiff, no País de Gales, para ser apresentado como novo atacante do Cardiff City, time que está na zona de rebaixamento do Campeonato Inglês. Áudio O jornal argentino 'Clarín' conseguiu um áudio em que Emiliano conversa com um companheiro de equipe e revela medo com o avião. "Irmão, estou morto. Estive aqui em Nantes fazendo coisas, coisas, coisas, coisas e coisas... Não termina, não termina, não termina. De modo que estou aqui em cima em um avião que está por cair aos pedaços", afirmou.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/desaparecimento-de-aviao-policia-trabalha-com-quatro-hipoteses-23012019

Corinthians visita o Guarani no reencontro com Osmar Loss
Data: 23/01/2019

Hoje no clube de Campinas, treinador foi efetivado ao cargo no Alvinegro Paulista após a saída de Fábio Carille, que voltou à equipe do Parque São Jorge

O Corinthians enfrenta o Guarani nesta quarta-feira (23), às 19h15, em Campinas, pela segunda rodada do Campeonato Paulista no jogo que marcará o reencontro com um técnico que ajudou a formar. Osmar Loss foi efetivado de auxiliar para treinador no time alvinegro após a saída de Fábio Carille em maio do ano passado. Mas ele ficou por apenas 25 jogos na função, com dez vitórias, dez derrotas e cinco empates. Rebaixado novamente a auxiliar, tirou um período de férias para a Europa e depois acertou com o Guarani. Gaúcho de 43 anos, Loss tem uma ligação íntima com o Corinthians, o seu adversário desta noite. Lá, trabalhou entre 2013 até 2018. Conquistou duas vezes 2015 e 2017 - a Copa São Paulo Júnior. Em 2015 foi emprestado ao Bragantino, mas só durou 12 jogos no cargo. A partir de 2017 assumiu a função de auxiliar técnico corintiano. Carille, que retornou ao Corinthians em dezembro após passagem de sete meses pelo Al Wehda, fará uma mudança no Corinthians em relação à estreia contra o São Caetano: a entrada Léo Santos na zaga no lugar de Marllon. O treinador vem revezando o companheiro de Henrique no setor defensivo. O titular deverá ser Manoel, inscrito na terça-feira no Paulistão, mas fora do jogo desta quarta. O meia-atacante Sornoza ganhará mais uma chance como ponta esquerda no esquema tático 4-2-3-1. O equatoriano disse na sua chegada que prefere atuar centralizado, mas foi testado até agora somente pelos lados. Quem também segue no time por falta de alternativa é o lateral-esquerdo Danilo Avelar. Depois de terminar o Campeonato Brasileiro na reserva de Carlos Augusto, o jogador voltou a ganhar uma chance neste início de temporada pois o principal concorrente está com a seleção brasileira na disputa do Sul-Americano Sub-20. No comando do ataque, Gustagol ganhará mais uma oportunidade entre os titulares. O provável titular, Mauro Boselli, ainda ficou fora da lista de relacionados, mas já está regularizado. A tendência é que fique ao menos no banco de reservas no jogo contra a Ponte Preta, sábado. No reencontro com o Corinthians, Loss promete um Guarani agressivo para buscar a reabilitação, uma vez que perdeu na estreia para o Bragantino, por 1 a 0. "Tenho grandes e boas lembranças do Corinthians, mas agora estou vivendo um outro momento de minha carreira. Agora estou do outro lado, e, por isso, preciso me doar ao máximo aqui ao Guarani. Mas vai ser emocionante ver os dois times alinhados no campo", afirmou. A base da escalação deve ser a mesma do último jogo. "A gente busca manter um padrão neste começo, para ganhar entrosamento e corpo. Então, até os últimos instantes, a gente decide. Temos uma equipe preparada, mas eu não costumo divulgar antes. É uma possibilidade de usar dois laterais pela esquerda, não só por ser muito forte o lado direito do Corinthians, mas também para termos uma rotina. É importante dar tempo para as coisas acontecerem", justificou. A única mudança deve ser a entrada de Lucas Crispim no meio de campo na vaga de Carlinhos. Ele já era cotado para atuar na primeira rodada, mas sentiu um desconforto muscular na reta final da preparação que o tirou do jogo. Recuperado, deve ter a oportunidade de começar jogando. Mas houve uma baixa de última hora. O lateral Lenon foi vetado por uma lesão muscular grave, inclusive, podendo ficar fora do time por dois meses. Como Léo Príncipe, emprestado pelo Corinthians, ainda não está inscrito, o técnico deve ser obrigado a improvisar o volante Fabrício Bigode. Por determinação do Ministério Público do Estado de São Paulo, o jogo contra o Corinthians terá apenas torcedores do Guarani no Brinco de Ouro.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/corinthians-visita-o-guarani-no-reencontro-com-osmar-loss-23012019

Na estrada! São Paulo faz sua maior viagem no Paulistão nesta quarta
Data: 23/01/2019

Tricolor viaja para Novo Horizonte, cidade distante 400km da capital paulista, onde encara o time da casa na quinta, pela segunda rodada do estadual

Nesta quarta-feira, a delegação do São Paulo faz sua viagem mais longa durante a fase de classificação do Campeonato Paulista. Após o fim do treinamento no CT da Barra Funda, programado para tarde, o Tricolor embarca para Novo Horizonte, cidade distante 400 quilômetros da capital paulista, percurso que deve ser percorrido em pouco mais de 4 horas. Ao longo da primeira fase, o São Paulo não fará mais nenhuma viagem tão longa. Dos 12 jogos desta etapa do Paulistão, o Tricolor fará oito na capital. Além das suas seis partidas como mandante, a equipe encara o Corinthians, em Itaquera, e o Santos, no Pacaembu. No mais, viaja para São Caetano do Sul (22 km de distância), Campinas (84 km) e Bragança Paulista (114 km). Caso avance para as quartas de final do Paulistão, o Tricolor pode fazer outra viagem longa de ônibus. Isto porque, o Grupo D tem o Botafogo, de Ribeirão Preto, distante 310 km de São Paulo. As outras possibilidades são Barueri (26 km), onde o Oeste manda seus jogos, e Itu (94 km), a casa do Ituano. O jogo contra o Grêmio Novorizontino, às 21h da próxima quinta, será válido pela segunda rodada do Paulistão. Na estreia, o São Paulo goleou o Mirassol, por 4 a 1, no Pacaembu. O técnico André Jardine ainda não definiu qual equipe mandará a campo, mas há a possibilidade do Profeta Hernanes não ser relacionado para o duelo para cuidar da parte física. Mesmo assim, o provável Tricolor para esta partida tem: Tiago Volpi; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Nenê; Helinho, Pablo e Everton.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/na-estrada-sao-paulo-faz-sua-maior-viagem-no-paulistao-nesta-quarta-23012019

Relatório mostra desigualdade de trabalho na América Latina
Data: 23/01/2019

Documento produzido pela Cepal traz que a diferença entre homens e mulheres persiste e, em alguns casos, aumentou nos últimos anos

No mercado de trabalho em países da América Latina e do Caribe, a diferença entre homens e mulheres persiste e, em alguns casos, aumentou nos últimos anos. Esta é uma das conclusões do relatório Panorama Social de América Latina 2018, elaborado pela Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe) e divulgado nesta semana. Segundo o levantamento, em 2016 a taxa de desemprego urbano era de 10,4% entre mulheres e de 7,6% entre homens. No mesmo ano, 48,7% das mulheres recebiam remunerações abaixo do salário mínimo, índice que cai para 36,7% entre os homens. Na distribuição por faixa etária, a diferença se mantém, alcançando o máximo nas trabalhadoras com idade entre 45 e 64 anos, parcela onde a diferença chegou a 16 pontos. No mesmo ano, em média, 26,9% das mulheres ocupadas estavam em situação classificada pelo estudo como “subemprego” (em razão dos valores abaixo da linha da pobreza e com jornadas extensas), contra 19% dos homens na mesma condição. A média geral foi de 21,5%. Na evolução histórica desde 2002, os índices caíram para os dois gêneros, embora em ritmo maior no caso dos homens, “razão pela qual aumentou a brecha de gênero”, destaca o documento. Considerando os trabalhadores que contribuem para a previdência, houve uma inversão entre 2002 e 2016. Enquanto na primeira data a média dessa condição era maior entre mulheres (37,7%) do que entre homens (36,4%), na segunda essa prevalência mudou com índice maior no público masculino (46,5%) do que no feminino (45,5%). “Nem nem” A maior diferença de gênero no mercado de trabalho identificada pela pesquisa da Cepal está naquelas mulheres jovens fora dele: as que não não estão ocupadas nem estudam, denominadas “nem nem”. “Enfatizamos o tema da juventude, porque é a porção etária que está enfrentando as maiores dificuldades de inserção laboral e, sobretudo, as mulheres”, afirmou a secretária executiva da Cepal, Alicia Bárcena. As jovens que não estudavam nem trabalhavam em 2016 correspondiam a 31,2% nos países pesquisados da região. Já quando a análise se voltou aos homens jovens, esse índice caiu quase três vezes, ficando em 11,5%. Embora nos últimos 15 anos a queda nas taxas dessa condição tenha sido maior entre as mulheres, a diferença continua representativa. Entre os fatores para esse quadro, a Cepal citou a ausência de políticas e sistemas de cuidado, a manutenção da divisão sexual do trabalho nas famílias, a gravidez na adolescência e a alta carga de trabalho doméstico e de cuidado, ambos não remunerados. “Em particular a distribuição desigual do trabalho não remunerado e de cuidado entre homens e mulheres, o não reconhecimento de seu valor econômico e das barreiras que isso impõe a uma plena integração das mulheres ao mercado de trabalho e, portanto, à obtenção de autonomia econômica, reproduzem as desigualdades de gênero ao largo do ciclo de vida”, analisam os autores do relatório. Causas e impactos Segundo a oficial de Gênero e Raça do Escritório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) no Brasil e pesquisadora em gênero, Ismália Afonso, para entender o fenômeno é preciso analisar o histórico dessas mulheres. No Brasil, o perfil mais comum é de jovens negras de periferia, evidenciando uma inter-relação entre gênero, raça e classe. Mas outros fatores devem ser considerados, como a violência presente nas histórias de vida e nos ambientes onde essas pessoas estão inseridas. “Isso vem sendo forjado ao longo de anos, elas são vítimas de violência doméstica parental e indireta, dos pais contra as mães. E isso ajuda que elas tenham mais dificuldade de se manter na escola. O ambiente público, a cidade mais violenta, concorre para que pessoas que morem em territórios mais violentos [se mantenham], porque é muito difícil sair de casa para estudar de forma estável se a escola é violenta, se o trajeto é violento”, analisa. Outro elemento que contribui, acrescenta Afonso, é a sobrecarga de trabalho doméstico. E aí não somente dos filhos, mas também de familiares e dos próprios companheiros ou companheiras. Assim, a explicação que busca sugerir como causa central da saída da escola e da dificuldade de empregabilidade a gravidez da adolescência deveria ser observado com mais cuidado. Muitas vezes, a jovem já deixou a educação formal antes, ou vivencia o casamento ou a gestação como formas de socialização em condutas mais próximas do mundo adulto. Além de ver o fenômeno em suas múltiplas causas, a oficial do Pnud defende que esse cenário deve merecer resposta do Poder Público porque afeta não somente o presente com o futuro dessas jovens. “Sem contribuição previdenciária, já que não trabalham, há uma série de direitos que não serão garantidos a elas (licenças, aposentadoria). Dessa maneira, é possível esperar que avancem para a idade adulta e a velhice ainda mais empobrecidas”, completa.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/relatorio-mostra-desigualdade-de-trabalho-na-america-latina-19012019

Os grandes riscos que ameaçam a economia global em 2019
Data: 23/01/2019

Política econômica dos EUA, desaceleração chinesa, comércio internacional, Brexit e situação na Europa são questões que rondam o desempenho da economia global neste novo ano

O que o ano de 2019 reserva para a economia global? O crescimento econômico global de 2018 provavelmente fechará em cerca de 3,7%, quando todos os números forem computados, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI). PUBLICIDADE As duas principais economias do mundo - Estados Unidos e China - devem registrar índices razoáveis de expansão em 2018. A maior economia de todas, os Estados Unidos, teve dois trimestres de forte expansão no meio do ano passado. Os dados dos últimos três meses do ano passado devem estar disponíveis no fim de janeiro, e mesmo que eles mostrem um pouco de desaceleração, o ano como um todo deve registrar um crescimento bastante forte (para os padrões daquele país), de cerca de 3%. Quanto à China, a desaceleração do crescimento deve continuar em 2018, após três décadas de crescimento estonteante. Mesmo assim, a taxa deve fechar em cerca de 6,6% em 2018, o que é mais que suficiente para produzir uma melhora significativa no padrão de vida dos cidadãos chineses. A maioria das análises mais conservadoras sugere que a retomada do crescimento global, depois da grande recessão de 2008-2009 deve continuar por pelo menos mais um ano - ou mais. Então, o que são as tais nuvens negras? 'Trumponomics' É provável que o crescimento nos Estados Unidos seja mais lento em 2019. A aceleração do ano passado refletiu os cortes de impostos realizados pelo presidente Donald Trump em 2017, com efeito em 2018. Há controvérsia entre os economistas sobre o quanto este impacto vai durar. A medida funcionará como um "empurrão", cujos efeitos diminuem ao longo do tempo, ou terá resultados duradouros sobre os incentivos para trabalhar e investir? É preciso também levar em conta o impacto do banco central americano, o Fed (Federal Reserve). A instituição continuará aumentando as taxas de juros para manter a inflação perto da meta de 2% ao ano, como fez ao longo de 2018? Trump acredita que a ação do Fed é uma ameaça para a economia americana. O Fed, disse ele, "é o único problema da nossa economia". Na verdade, Trump reforça essa ideia com tanta frequência que seu secretário do Tesouro, Steve Mnuchin, sentiu a necessidade de dizer publicamente que o presidente não tem intenção de demitir o chefe do Fed, Jerome Powell. Não está claro também se Trump tem realmente o poder de fazer isso, mas o político republicano certamente se recusaria a nomear Powell para outro mandato à frente do Fed quando o período atual acabar, em 2022 (isto é, se Trump ainda for o presidente dos EUA). De qualquer forma, a mera perspectiva do presidente de os EUA exercer o que muitos consideram ser uma influência indevida sobre o Fed tem potencial para tumultuar o mercado financeiro. O Fed recebe do Congresso dos EUA a responsabilidade sobre a política monetária do país, o que inclui o poder de definir as taxas de juros. A visão mais aceita entre os economistas é a de que manter este tipo de decisões afastadas do controle político direto é a melhor forma, no longo prazo, de controlar a inflação. Há ainda um outro ponto da política econômica de Trump que pode prejudicar o crescimento econômico: o comércio internacional. Guerra tarifária? Os Estados Unidos já estão há algum tempo em confrontação aberta com a China, por causa daquilo que Donald Trump chama de "roubo de tecnologia" das empresas americanas que fazem negócios no país asiático. Daqui a três meses, as tarifas impostas pelo governo Trump a uma gama de produtos chineses sofrerão aumentos, de 10% a 25%. Espera-se que a China retalie os EUA, como fez na primeira rodada de aumentos tarifários. Trump e o presidente chinês Xi Jinping tiveram algumas conversas recentes sobre o tema, e é possível que a "escalada" de agressões seja revertida. Mas não há nada certo. Além disso há as tarifas americanas sobre o aço e o alumínio - criadas sob o pretexto de proteger a 'soberania nacional' dos EUA, e que afetaram um grande número de parceiros comerciais dos americanos. O Brasil e a Argentina se livraram das tarifas, que poderiam ter causado fortes danos à indústria metalúrgica dos dois países. Assim, a perspectiva de mais tensões no comércio internacional é a primeira nuvem carregada no horizonte. Diminuição do crescimento na Europa A Europa tem seus próprios problemas para enfrentar. Os dados econômicos relativos ao terceiro trimestre do ano passado já mostraram uma queda pronunciada no crescimento da zona do Euro. Uma parte destes dados negativos pode refletir uma queda de curtíssimo prazo, causada quando a União Europeia passou a aplicar novas regras para testes de emissão de poluentes de veículos - o que paralisou durante algum tempo essa indústria. Mas os dados ruins podem também ser o começo de uma perda mais significativa de velocidade no processo de recuperação econômica - que nunca foi especialmente forte na Europa. Um levantamento recente sobre o setor industrial na região mostrou que o desaquecimento continuou em dezembro passado - e duas das principais economia do bloco, Itália e França, tiveram retração. A Europa também tem o seu próprio problema de comércio exterior com que se preocupar: o Brexit. O Reino Unido deve deixar a União Europeia em 29 de março. Como exatamente será esta saída ainda é uma questão em aberto - há vários resultados possíveis, alguns dos quais com potencial de destroçar o comércio entre o Reino Unido e o continente. Recessão a caminho? Os mercados de ações tiveram um período turbulento no fim de 2018. Muitas bolsas de valores mundo afora tiveram ganhos vultosos no começo do ano, mas que foram revertidos depois. De forma geral, foi o pior ano para os mercados globais desde a crise financeira de 2008. Preços baixos de ações podem (atenção, podem) ser sinal de alerta de problemas econômicos mais generalizados à frente, e até mesmo de uma nova recessão - mas não é líquido e certo que isso vá acontecer. Como disse ironicamente o ganhador do prêmio Nobel de economia Paul Samuelson, "os indicadores de Wall Street conseguiram prever nove das últimas cinco recessões". Os mercados podem dar alarmes falsos. O mercado de títulos de dívidas - que inclui os títulos dos governos - também está mais perto de acender a luz amarela sobre as perspectivas da economia nos EUA. Um fenômeno conhecido como "curva invertida de rendimentos", observado no fim de 2018, tem sido um indicativo mais confiável de uma desaceleração econômica, embora não diga quando a recessão vai ocorrer. O fenômeno acontece quando, num dado momento, títulos de dívidas com prazo de vencimento mais curto começam a pagar mais aos investidores que os títulos de prazo longo - o contrário do que ocorre geralmente. Dito isso, há economistas sérios que acreditam que os Estados Unidos estão à caminho de uma recessão - não neste ano, mas em 2020. Nouriel Roubini, que previu a crise de 2008, é um deles. Ele também avisa que a próxima recessão será mais difícil para o governo dos EUA e o Fed que a anterior. A China também tem com o que se preocupar - ali, há o crescimento das dívidas do governo e das empresas, que pode comprometer a estabilidade financeira do país. Pesquisas recentes com as empresas do país mostram que o número de encomendas novas recebidas pelas fábricas caiu em dezembro de 2018. É a primeira vez que isso acontece nos últimos dois anos. Tudo considerado, há boas razões para considerar as perspectivas de 2019 em diante mais nebulosas do que jamais estiveram, em anos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/os-grandes-riscos-que-ameacam-a-economia-global-em-2019-19012019

Bolsonaro assina MP de combate a fraudes em benefícios do INSS
Data: 23/01/2019

Estima-se que a medida provisória trará um impacto positivo de R$ 9 bilhões nas contas públicas somente neste ano

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta sexta-feira (18) a prometida medida provisória contra fraudes e com endurecimento de regras para concessão de benefícios da Previdência Social. É estimando que a medida tenha um impacto positivo de R$ 9 bilhões somente neste ano. PUBLICIDADE Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o foco da medida é a melhoria da gestão e da eficiência do INSS. Serão redirecionados aproximadamente R$ 300 milhões para o exercício desse combate a fraudes, acrescentou. “Essa medida provisória que acabou de ser assinada pelo senhor presidente Jair Bolsonaro, ela se trata de um esforço que o governo fará no sentido do combate às fraudes. E nós chamamos essa medida, internamente, de uma medida provisória anti-fraudes”, disse Onyx, que também assinou a MP. “Em diversas auditorias realizadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União) e pela CGU (Controladoria-Geral da União), foram encontradas inúmeras irregularidades e uma das metas que está sendo estabelecida pelo governo é no sentido de criar mecanismos que nos permitam combater essas fraudes, dar eficiência ao sistema”, explicou o ministro. Inicialmente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, havia calculado uma economia anual de R$ 17 bilhões a R$ 20 bilhões com as alterações promovidas pela MP. Entre as propostas da medida estão um reforço no pente-fino feito por peritos do INSS para identificação de benefícios indevidos, a instituição de um tempo de carência de 24 meses nas contribuições a concessão de auxílio-reclusão e o aperto nas regras para comprovação da atividade rural. Segundo o secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, a ideia é que sejam destinados pouco mais de R$ 200 milhões para o combate às fraudes no primeiro ano, e a expectativa é que esse valor chegue por volta de R$ 300 milhões quando o sistema estiver adaptado, conforme estimado pelo ministro da Casa Civil. Marinho disse ainda que o custo mencionado por Onyx engloba eventual prorrogação para 2020 do pagamento de gratificações a peritos médios federais na revisão de benefícios por incapacidade e a técnicos e analistas do INSS para análise de benefícios com indícios de irregularidade. Considerando apenas o ano de 2019, a previsão de gasto com esse impulso no pente-fino é de R$ 223 milhões, apontou. A MP, que havia sido prometida por Guedes em seu primeiro discurso no cargo, tem força de lei a partir de sua edição, mas precisa ser aprovada pelas duas Casas do Congresso em um prazo de vigência de 120 dias para valer em definitivo, do contrário, perde a validade. Copyright Thomson Reuters 2018

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/bolsonaro-assina-mp-de-combate-a-fraudes-em-beneficios-do-inss-18012019-1

GCM é baleada e morre em padaria de São Caetano do Sul, em SP
Data: 23/01/2019

A guarda havia chegado ao estabelecimento para tomar café e um homem atirou. Sem resistir aos ferimentos, ela morreu antes de ser levada pelo SAMU

Uma guarda-civil municipal foi baleada e morta em uma padaria, por volta das 5h45 desta quarta-feira (23), na Rua Alagoas, 325, em São Caetano do Sul, na região do ABC. Segundo as primeiras informações, a guarda, Iara Cristiane de Oliveira, estava chegando na padaria para tomar um café antes de iniciar o expediente. estacionou o carro, um homem que estava na padaria viu a agente fardada e atirou contra ela. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu antes de ser resgatada pelo SAMU. Após a ação, o suspeito fugiu, mas foi detido por uma equipe da GCM minutos depois. O local será preservado para perícia. O caso vai ser registrado na Delegacia Central de São Caetano do Sul.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/gcm-e-baleada-e-morre-em-padaria-de-sao-caetano-do-sul-em-sp-23012019

Relatório mostra desigualdade de trabalho na América Latina
Data: 22/01/2019

Documento produzido pela Cepal traz que a diferença entre homens e mulheres persiste e, em alguns casos, aumentou nos últimos anos

o mercado de trabalho em países da América Latina e do Caribe, a diferença entre homens e mulheres persiste e, em alguns casos, aumentou nos últimos anos. Esta é uma das conclusões do relatório Panorama Social de América Latina 2018, elaborado pela Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe) e divulgado nesta semana. PUBLICIDADE Segundo o levantamento, em 2016 a taxa de desemprego urbano era de 10,4% entre mulheres e de 7,6% entre homens. No mesmo ano, 48,7% das mulheres recebiam remunerações abaixo do salário mínimo, índice que cai para 36,7% entre os homens. Na distribuição por faixa etária, a diferença se mantém, alcançando o máximo nas trabalhadoras com idade entre 45 e 64 anos, parcela onde a diferença chegou a 16 pontos. No mesmo ano, em média, 26,9% das mulheres ocupadas estavam em situação classificada pelo estudo como “subemprego” (em razão dos valores abaixo da linha da pobreza e com jornadas extensas), contra 19% dos homens na mesma condição. A média geral foi de 21,5%. Na evolução histórica desde 2002, os índices caíram para os dois gêneros, embora em ritmo maior no caso dos homens, “razão pela qual aumentou a brecha de gênero”, destaca o documento. Considerando os trabalhadores que contribuem para a previdência, houve uma inversão entre 2002 e 2016. Enquanto na primeira data a média dessa condição era maior entre mulheres (37,7%) do que entre homens (36,4%), na segunda essa prevalência mudou com índice maior no público masculino (46,5%) do que no feminino (45,5%). “Nem nem” A maior diferença de gênero no mercado de trabalho identificada pela pesquisa da Cepal está naquelas mulheres jovens fora dele: as que não não estão ocupadas nem estudam, denominadas “nem nem”. “Enfatizamos o tema da juventude, porque é a porção etária que está enfrentando as maiores dificuldades de inserção laboral e, sobretudo, as mulheres”, afirmou a secretária executiva da Cepal, Alicia Bárcena. As jovens que não estudavam nem trabalhavam em 2016 correspondiam a 31,2% nos países pesquisados da região. Já quando a análise se voltou aos homens jovens, esse índice caiu quase três vezes, ficando em 11,5%. Embora nos últimos 15 anos a queda nas taxas dessa condição tenha sido maior entre as mulheres, a diferença continua representativa. Entre os fatores para esse quadro, a Cepal citou a ausência de políticas e sistemas de cuidado, a manutenção da divisão sexual do trabalho nas famílias, a gravidez na adolescência e a alta carga de trabalho doméstico e de cuidado, ambos não remunerados. “Em particular a distribuição desigual do trabalho não remunerado e de cuidado entre homens e mulheres, o não reconhecimento de seu valor econômico e das barreiras que isso impõe a uma plena integração das mulheres ao mercado de trabalho e, portanto, à obtenção de autonomia econômica, reproduzem as desigualdades de gênero ao largo do ciclo de vida”, analisam os autores do relatório. Causas e impactos Segundo a oficial de Gênero e Raça do Escritório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) no Brasil e pesquisadora em gênero, Ismália Afonso, para entender o fenômeno é preciso analisar o histórico dessas mulheres. No Brasil, o perfil mais comum é de jovens negras de periferia, evidenciando uma inter-relação entre gênero, raça e classe. Mas outros fatores devem ser considerados, como a violência presente nas histórias de vida e nos ambientes onde essas pessoas estão inseridas. “Isso vem sendo forjado ao longo de anos, elas são vítimas de violência doméstica parental e indireta, dos pais contra as mães. E isso ajuda que elas tenham mais dificuldade de se manter na escola. O ambiente público, a cidade mais violenta, concorre para que pessoas que morem em territórios mais violentos [se mantenham], porque é muito difícil sair de casa para estudar de forma estável se a escola é violenta, se o trajeto é violento”, analisa. Outro elemento que contribui, acrescenta Afonso, é a sobrecarga de trabalho doméstico. E aí não somente dos filhos, mas também de familiares e dos próprios companheiros ou companheiras. Assim, a explicação que busca sugerir como causa central da saída da escola e da dificuldade de empregabilidade a gravidez da adolescência deveria ser observado com mais cuidado. Muitas vezes, a jovem já deixou a educação formal antes, ou vivencia o casamento ou a gestação como formas de socialização em condutas mais próximas do mundo adulto. Além de ver o fenômeno em suas múltiplas causas, a oficial do Pnud defende que esse cenário deve merecer resposta do Poder Público porque afeta não somente o presente com o futuro dessas jovens. “Sem contribuição previdenciária, já que não trabalham, há uma série de direitos que não serão garantidos a elas (licenças, aposentadoria). Dessa maneira, é possível esperar que avancem para a idade adulta e a velhice ainda mais empobrecidas”, completa.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/relatorio-mostra-desigualdade-de-trabalho-na-america-latina-19012019

ressesso câmara municipal de 01 a 31 de janeiro 2019
Data: 21/01/2019

ressesso câmara municipal de 01 a 31 de janeiro 2019

Link Notícia:

Estado de saúde de Caio Junqueira ainda é grave e ele segue internado
Data: 18/01/2019

Ator sofreu um acidente de carro na quarta-feira (16), no Rio de Janeiro. Segundo Corpo de Bombeiros, carro colidiu contra uma árvore e capotou

O estado de saúde de Caio Junqueira ainda é grave. Segundo informações da Secretaria Municipal de Saúde, o ator segue internado e recebendo os cuidados necessários, depois de realizar uma cirurgia. O ator sofreu um acidente no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro, na quarta-feira (16), depois que o carro perdeu o controle. Segundo a equipe do Corpo de Bombeiros, o veículo teria subido na sarjeta, colidiu com uma árvore e capotado, em frente ao Museu de Arte Moderna, na Glória. Caio estava sozinho na hora do acidente e teria ficado preso às ferragens. Caio Junqueira tem uma extensa lista de trabalhos no cinema e na televisão. Na telona, destacou-se como o policial Neto, o aspirante 06, em Tropa de Elite(2007). Na RecordTV, integrou o elenco das novelas Escrava Isaura (2004), Ribeirão do Tempo (2010), José do Egito (2013) e Milagres de Jesus (2014). Na TV Globo, participou dos folhetins O Clone (2001), O Quinto dos Infernos (2002) e Paraíso Tropical (2007). O trabalho mais recente do ator foi na série O Mecanismo, da Netflix, lançada em 2018.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/estado-de-saude-de-caio-junqueira-ainda-e-grave-e-ele-segue-internado-18012019

Ariana Grande e amigas curtem festa em clipe de 7 rings
Data: 18/01/2019

Cantora lançou vídeo na madrugada desta sexta-feira (18). Canção é single de novo álbum, previsto para ser lançado no começo de 2019

Ariana Grande lançou na madrugada desta sexta-feira (18) o clipe da música 7 rings, single da nova fase da carreira. Todo rosa, o vídeo mostra a cantora e as amigas curtindo uma festa regada a champanhe em uma mansão. Em pouco mais de três horas, o clipe já tinha mais de 1,8 milhão de visualizações. A música é diferente dos trabalhos anteriores da cantora. Em sweetner, último álbum de trabalho, Ariana apostou em singles que mostrassem sua potência vocal e batidas mais lentas. Já com 7 rings, a artista aposta em um rap e um ritmo mais sensual e dançante e fala sobre como ela pode usar anéis de diamante mesmo sem estar casada. Ariana teve um noivado relâmpago com o comediante Pete Davidson, em 2018. A cantora contou no Twitter que a aparição do cachorrinho T, que também aparece no clipe de thank u, next, não estava prevista para acontecer. — T não ia aparecer no vídeo, mas ele literalmente não me deixava e nem o set, então. View image on Twitter

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/ariana-grande-e-amigas-curtem-festa-em-clipe-de-7-rings-18012019

Alok e Romana embarcam para lua de mel em jatinho decorado
Data: 18/01/2019

Casal segue para as Maldivas num avião particular, que foi enfeitado com latas de refrigerante, costume comum nos Estados Unidos

Depois da cerimônia de casamento aos pés do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, no final da madrugada desta terça-feira (15), Alok e Romana Novais embarcaram em um jato particular rumo às Maldivas. O que chama a atenção na fuselagem do avião é a decoração com os nomes do casal, além das latas de refrigerante penduradas na cauda costume comum dos casais nos Estados Unidos. Veja também: Carlinhos Maia brinca com foto de ovo e tenta quebrar recorde Os recém-casados estão levando até o cachorro Apolo para a lua de mel.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/musica/alok-e-romana-embarcam-para-lua-de-mel-em-jatinho-decorado-16012019

Na seca! Times vivem jejuns de títulos estaduais pelo Brasil
Data: 18/01/2019

Dos grandes da 1ª divisão, São Paulo é um dos que está há mais tempo sem levantar a taça do Estadual. Última conquista do Tricolor foi em 2005

O São Paulo é o time da Série A do Brasileirão há mais tempo na fila, sem ganhar o título estadual, cujas competições começam neste fim de semana. Levantamento feito pelo R7 mostra quais são os mais longos jejuns em todos os Estados do Brasil. A relação reúne todos os times de Série A e os grandes de cada Estado. Existe até clube que vai completar 90 anos sem levantar a taça. O critério para o levantamento das informações é simples: apenas foram escolhidos os clubes que já ganharam pelo menos cinco edições de seu Estadual e que ainda mantenham atividade no futebol profissional. Rio e São Paulo No Paulistão, o São Paulo é o gigante que está há mais tempo sem conquistar o título. Para se ter uma ideia, a última vez que isso aconteceu, em abril de 2005, o time ainda não tinha ganhado o tricampeonato da Libertadores e do Mundial, tampouco era hexacampeão do Brasileiro. O treinador era o Emerson Leão. No Rio de Janeiro, o cenário é parecido ao que acontece em São Paulo, com um adendo de que o jejum é menor. Dentre os grandes do Estado, o Fluminense, 31 vezes campeão do Carioca, não leva a taça para casa há seis edições. Desde 2012, os rivais Flamengo, Fluminense e Botafogo revezam as conquistas entre si. Grêmio e Inter soberanos Dos principais estaduais espalhados pelo Brasil, o Gauchão é o único que não registra qualquer caso que se encaixe nos critérios adotados para a pesquisa. Grêmio e Internacional são soberanos e somam 82 títulos combinados. O time que mais ganhou a competição fora da dupla é o Guarany de Bagé, com apenas duas taças. Veja abaixo, quais são os maiores jejuns de títulos estaduais em cada unidade da federação: Campeonato Paulista São Paulo (21 títulos) - 2005 Palmeiras (22 títulos) - 2008 Campeonato Mineiro Villa Nova (5 títulos) - 1951 Campeonato Gaúcho Não tem Campeonato Carioca Fluminense (31 títulos) - 2012 América-RJ (8 títulos) - 1960 Campeonato Baiano Ypiranga (10 títulos) - 1951 Botafogo (7 títulos) - 1938 Galícia (5 títulos) - 1968 Campeonato Cearense Ferroviário (9 títulos) - 1995 Campeonato Goiano Vila Nova (15 títulos) - 2005 Goiânia (14 títulos) - 1974 Campeonato Catarinense Avaí (16 títulos) - 2012 Joinville (12 títulos) - 2001 Criciúma (10 títulos) - 2013 Campeonato Paraense Tuna Luso (10 títulos) - 1988 Campeonato Paranaense Paraná (7 títulos) - 2006 Campeonato Paraibano Treze (15 títulos) - 2011 Auto Esporte (6 títulos) - 1992 Campeonato Pernambucano América-PE (6 títulos) - 1944 Campeonato Alagoano ASA (7 títulos) - 2011 Campeonato Sergipano Itabaiana (10 títulos) - 2012 * Estagiário do R7, sob supervisão de Adalberto Leister Filho

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/na-seca-times-vivem-jejuns-de-titulos-estaduais-pelo-brasil-18012019

Jorge Sampaoli é aposta do Santos para voltar a ganhar títulos em 2019
Data: 18/01/2019

Peixe demorou a se movimentar no mercado de contratações e perdeu peças importantes no elenco; meia Soteldo é único reforço confirmado até agora

Time que menos se reforçou até agora, o Santos chega para a temporada 2019 ainda sob uma certa desconfiança da torcida. Pior do que não trazer jogadores foi perder nomes importantes do elenco. Ao menos, para o banco de reservas, a equipes contratou Jorge Sampaoli para tentar reconquistar títulos. O jejum de troféus pelos lados da Vila Belmiro está prestes a completar três anos. O Peixe, então de Lucas Lima e Ricardo Oliveira, conquistou o Campeonato Paulista de 2016 e, de lá para cá, amargou decepções no futebol profissional. Agora com Sampaoli, que estava sem clube desde quando deixou a seleção argentina, depois da Copa do Mundo, há a cobrança para ser diferente. O técnico acertou com o Santos ainda no final de 2018. Em dezembro, esperava-se da equipe maior movimentação no mercado, mas não foi o que aconteceu. Para piorar, o time ainda se viu sem Léo Cittadini, que foi para o Athlético-PR, e Gabigol, em negociação entre Inter de Milão e Flamengo. Mais do que isso, Bryan Ruiz, insatisfeito no clube, pediu a rescisão contratual; e Dodô, emprestado pela Sampdoria, tem situação indefinida e ainda pode sair. Quando foi ao mercado de contratações, o Santos ainda causou mal-estar em seu próprio elenco. A pedido de Sampaoli, o time ainda busca um goleiro que saiba jogar com os pés. Martín Campaña, do Independiente-ARG, e Éverson, goleiro do Ceará, estavam na mira e irritaram o titular Vanderlei. Entre as contratações oficialmente confirmadas, apenas o meia Yeferson Soteldo assinou contrato. O jovem, de 21 anos, recentemente se destacou pelo Universidad de Chile e chamou a atenção do Peixe. O clube também estaria acertado com o zagueiro Felipe Aguilar, de 25 anos, que inclusive já se despediu do Atlético Nacional-COL.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/jorge-sampaoli-e-aposta-do-santos-para-voltar-a-ganhar-titulos-em-2019-18012019

Fluminense começa a temporada com mais perdas do que reforços
Data: 18/01/2019

Dez jogadores deixam as Laranjeiras para 2019 e oito atletas chegaram. A grande aposta da diretoria é a chegada do técnico Fernando Diniz

Depois brigar contra o rebaixamento até a última rodada do Brasileiro, o Fluminense começa 2019 com mais perdas do que ganhos. Esse fato aumenta ainda mais a preocupação dos torcedores, que há sete anos não sabem o que é ser campeão. Para desespero de Fernando Diniz, treinador contratado para a temporada, dez jogadores se despediram do Tricolor. Entre eles, duas peças fundamentais no clube: o zagueiro e capitão Gum, que está sem clube, e o camisa 10 Junior Sornoza, negociado com o Corinthians. Além deles, saíram: Jadson (volante), Marcos Junior (atacante), Ayrton Lucas (lateral-esquerdo), Richard (volante), Matheus Alessandro (atacante), Fernando Neto (lateral-esquerdo), Junior Dutra (atacante) e Julio Cesar (goleiro). Reforços Para compensar as perdas, Diniz vai ter oito novos atletas em todos os setores do time. Para montar o sistema defensivo chegou o goleiro Agenor, do Guarani. Na zaga, Matheus Ferraz, do América-MG, vai tentar substituir Gum. Do Cruzeiro, vieram o volante Bruno Silva e o lateral-direito Ezequiel. O ataque foi o setor mais reforçado e três atletas foram contratados: Mateus Gonçalves (Sport), Luis Felipe (Internacional) e Yony González (Junior Barranquilla/Colômbia). O último nome anunciado foi o meia Caio Henrique, que estava no Atletico de Madri, da Espanha. Pedro continua A boa notícia para os tricolores é que o menino-artilheiro Pedro continua nas Laranjeiras. Mesmo sem jogar desde agosto, por causa de lesão no joelho direito, o jovem de 21 anos foi artilheiro do time na temporada, com 19 gols. Em 2019, o Fluminense disputa quatro competições: Campeonato Carioca, Campeonato Brasileiro, Copa Sul-americana e Copa do Brasil. O dilema da torcida tricolor é saber se o estilo de Fernando Diniz vai fazer com que a temporada traga menos preocupação do que no ano passado, quando o clube lutou contra o rebaixamento no Brasileirão.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/futebol/fluminense-comeca-a-temporada-com-mais-perdas-do-que-reforcos-18012019

Governador de Mato Grosso diz que decretará calamidade financeira
Data: 18/01/2019

Governador Mauro Mendes pediu ao ministro da Economia a liberação de R$ 500 milhões para o Estado garantir sua "sobrevivência" nos próximos meses

O governador do Mato Grosso, Mauro Mendes, disse nesta quarta-feira (16) que pretende decretar nesta quinta-feira (17) estado de calamidade financeira. Ele esteve com o ministro da Economia, Paulo Guedes, pedindo a liberação de recursos do FEX (Fundo de Apoio às Exportações). Segundo o governador, seriam aproximadamente R$ 500 milhões para o Estado garantir sua "sobrevivência" nos próximos meses. "A liberação do FEX nesse momento seria um canudinho para que possamos não morrer afogados", disse Mendes. Segundo ele, Guedes ficou de estudar a possibilidade de fazer a liberação aos Estados, o que depende de espaço no Orçamento e no teto de gastos. O último repasse ocorreu no fim de 2017, no valor de R$ 1,9 bilhão. Mato Grosso está com o pagamento dos salários de servidores de dezembro e do 13º atrasados. Segundo o governador, metade das viaturas policiais saíram de circulação no último mês por falta de recursos para manter o serviço. "É o colapso do serviço público", disse. Mendes reconheceu que o Estado precisará adotar medidas duras, mas disse que algumas delas já foram propostas à Assembleia Legislativa, como a elevação da alíquota previdenciária de servidores de 11% para 14%. O governo estadual também tem planos de tributar o agronegócio. Segundo ele, as gestões anteriores promoveram um "aumento irresponsável de despesas do Executivo", que extrapolaram o crescimento da arrecadação. Agora, disse o governador, será preciso traçar um plano para reduzir despesas e ampliar as receitas do Estado. Além disso, Mendes destacou que vai trabalhar pela aprovação da reforma da Previdência. "Não dá para ficar protelando", afirmou. Segundo ele, Mato Grosso deve ter um déficit de R$ 1,6 bilhão só na Previdência. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/governador-de-mato-grosso-diz-que-decretara-calamidade-financeira-16012019

Fiscalização recupera R$ 5,2 bilhões de FGTS não recolhido em 2018
Data: 18/01/2019

Resultado divulgado pelo governo federal é o maior desde 2015 e 23,6% maior do que o registrado em 2017

As equipes de fiscalização do então Ministério do Trabalho recuperaram R$ 5,2 bilhões que deveriam ter sido recolhidos por empregadores ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em 2018. Segundo os dados, divulgados pelo governo federal nesta terça-feira (15), o valor foi o maior desde 2015. O resultado registrado no ano passado 23,6% superior ao ano anterior. Em 2017, o montante recuperado foi de R$ 4,23 bilhões, enquanto em 2016 o volume ficou em R$ 3,1 bilhões e em 2015, em R$ 2,2 bilhões. No recorte geográfico, os maiores montantes recuperados foram em São Paulo, com R$ 961 milhões, quase 20% do total. Em seguida apareceram Rio de Janeiro, com R$ 460 milhões, Rio Grande do Sul, com R$ 326 milhões, e Minas Gerais, com R$ 269 milhões. O recolhimento do FGTS é um direito dos trabalhadores e uma das obrigações de empregadores no caso de contratações com carteira assinada, temporários, avulsos, trabalhadores rurais e atletas. Para pessoas em atividades domésticas, o recolhimento do FGTS é opcional. O valor deve ser correspondente a 8% da remuneração paga no mês anterior. O trabalhador pode acompanhar o depósito por meio do site da Caixa Econômica Federal. Caso identifique alguma irregularidade, pode denunciar ao sindicato ou ao Ministério Público do Trabalho. A fiscalização era feita pelo Ministério do Trabalho. Com a extinção do órgão pelo atual governo, as funções foram repassadas ao Ministério da Economia.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/fiscalizacao-recupera-r-52-bilhoes-de-fgts-nao-recolhido-em-2018-15012019

Receita Federal exclui 521 mil empresas devedoras do Simples
Data: 18/01/2019

Empresas excluídas, que devem R$ 14,46 bilhões ao Simples Nacional, poderão voltar ao programa se quitarem débitos até 31 de janeiro

A Receita Federal excluiu 521.018 micro e pequenas empresas que não quitaram os débitos com o Simples Nacional, regime especial de tributação para as pessoas jurídicas de menor porte. Em setembro, 732.664 empresas haviam sido notificadas de débitos previdenciários e não previdenciários com a Receita e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. Quem não regularizou a situação foi excluído em 1º de janeiro. As empresas excluídas devem R$ 14,46 bilhões ao Simples. Elas podem pedir a reinclusão no regime especial até 31 de janeiro, desde que quitem os débitos antes dessa data. A dívida pode ser paga à vista ou seguir o parcelamento ordinário, em até cinco anos, com pagamento de multas e juros. A consulta à situação fiscal da empresa e os pedidos de regularização podem ser feitos por meio do Portal do Simples Nacional na internet. Regime simplificado de pagamentos de tributos federais, estaduais e municipais, o Simples Nacional beneficia micro e pequenas empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/receita-federal-exclui-521-mil-empresas-devedoras-do-simples-15012019

STJ e Conselho da Justiça Federal divulgam salário de magistrados
Data: 18/01/2019

Também foram divulgados os vencimentos de outros servidores destes órgãos. Dados foram publicados no DOU

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) e o Conselho da Justiça Federal publicaram no DOU (Diário Oficial da União) desta sexta-feira (18), a remuneração de magistrados e outros servidores do Poder Judiciário. Os ministros do STJ recebem salário de R$ 37.328,65; juízes de Tribunais Regionais Federais, R$ 35.462,22; juízes federais, R$ 33.689,11; e juízes federais substitutos, R$ 32.004,65. O subsídio e a remuneração de cargos como analistas e técnicos judiciários também estão disponíveis para consulta no documento. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/stj-e-conselho-da-justica-federal-divulgam-salario-de-magistrados-18012019

Bolsonaro concede Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul a Netanyahu
Data: 18/01/2019

Primeiro-ministro de Israel o Brasil como “grande potência”, lembrando que reúne a quinta maior população mundial

O presidente Jair Bolsonaro concedeu a Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, no grau de Grã-Cruz, ao primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu. O decreto com a concessão foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (18). A concessão ocorre menos de um mês depois da primeira visita de Netanyahu ao Brasil. Na ocasião, ele classificou o país como “grande potência”, lembrando que reúne a quinta maior população mundial. A mensagem foi postada em sua conta no Twitter. “É uma grande mudança com Bolsonaro. Estou contente por podermos começar uma nova era entre Israel e a grande potência chamada Brasil", disse Netanyahu. Durante a visita, Bolsonaro e Netanyahu se reuniram, o primeiro-ministro e a mulher passearam pelas praias do Rio de Janeiro, provaram comidas e bebidas brasileiras. O presidente brasileiro manifestou a intenção de viajar a Israel.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-concede-ordem-nacional-do-cruzeiro-do-sul-a-netanyahu-18012019

General Silva e Luna é escolhido para dirigir usina de Itaipu
Data: 18/01/2019

O último militar a assumir a companhia foi Ney Braga (1985-1990). O diretor-geral de Itaipu ganha aproximadamente R$ 80 mil mensais

Mais um general vai ocupar um cargo estratégico no governo Jair Bolsonaro. Ministro da Defesa da gestão de Michel Temer, Joaquim Silva e Luna foi escolhido para ocupar a direção-geral da Itaipu Binacional, usina hidrelétrica que pertence ao Brasil e ao Paraguai. A nomeação do general Silva e Luna foi confirmada por fontes do Palácio do Planalto e do Ministério de Minas e Energia ao qual a empresa está vinculada. Os procedimentos para a nomeação do general Silva e Luna estão em andamento há pelo menos duas semanas. Várias reuniões já foram realizadas na pasta de Minas e Energia para discutir o que o novo governo quer da administração brasileira na empresa, que esteve na mão do representante do PT Jorge Samek durante 14 anos e, agora, está sob a direção de Marcos Stamm, que assumiu o cargo em abril de 2018, indicado pelo ex-presidente Temer. O último militar a assumir a Itaipu foi Ney Braga (1985-1990). O diretor-geral de Itaipu ganha aproximadamente R$ 80 mil mensais, recebe entre 14 e 15 salários por ano, tem plano de saúde sem custo para toda família e mais plano de aposentadoria. De acordo com informações obtidas pelo Estado, há uma grande preocupação com o aparelhamento que existe na empresa. A ideia é seguir a orientação geral do Planalto, de verificar em que áreas estão concentradas as nomeações políticas feitas ainda pela administração petista, mas não só por ela, como também pelos demais partidos, inclusive o MDB, de Temer. Há preocupação também com a forte influência das administrações do governo do Paraná na empresa binacional. Um dado que reforça a tese do atual governo de que é muito forte a influência política do governo do Paraná sob a administração da Itaipu brasileira é que cresceu de 16 para 54 o número de municípios do Estado que recebem royalties de Itaipu. Todos os atos administrativos da parte brasileira serão revistos principalmente nas áreas de segurança e de coordenação. A área financeira também terá um novo comando. O governo Bolsonaro quer tirar toda a influência política que exista na empresa, deixando-a com foco na sua atividade-fim, que é a geração de energia. Durante a administração petista, foram criadas várias áreas de atuação que não têm a ver com a atividade-fim da usina, abrindo um leque de ações que estariam sendo usadas para beneficiar grupos políticos. É o caso, por exemplo, da Unila (Universidade Federal da Integração Latino-Americana), instalada em Foz do Iguaçu e criada em janeiro de 2007 com apoio da usina. Revisão 2023. Uma das questões relevantes de discussão da nova administração é em relação à revisão do "Anexo C" do Tratado de Itaipu. Em 2023, o atual tratado completa 50 anos e, com isso, será encerrado o pagamento anual de US$ 2,2 bilhões referente à dívida de Itaipu. Esse valor representa 62% das despesas da usina. Esse tratado cuida da parte do financiamento da empresa, que estará totalmente paga em 2023. A partir daí, o governo brasileiro terá de fazer diversas negociações para definir o investimento dos recursos que ficarão disponíveis pelos dois países - Brasil e Paraguai - para definir os novos investimentos pela binacional. A renda de Itaipu é de US$ 3,8 bilhões por ano e 62% desse montante é destinado ao pagamento da dívida de seu financiamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/general-silva-e-luna-e-escolhido-para-dirigir-usina-de-itaipu-18012019

Ghosn recebeu R$ 33 milhões em pagamentos
Data: 18/01/2019

Executivo foi preso no dia 19 de novembro em Tóquio e posteriormente indicado por fraudes financeiras e nega irregularidades

A Nissan e a Mitsubishi informaram nesta sexta-feira (18) que o executivo brasileiro Carlos Ghosn, ex-presidente do Conselho de Administração das duas companhias, recebeu US$ 8,9 milhões (R$ 33,3 milhões) em pagamentos "impróprios" realizados por uma subsidiária que ambas mantinham na Holanda. A Mitsubishi informou que Ghosn recebeu os pagamentos entre abril e novembro do ano passado, depois de ser contratado pela Nissan-Mitsubishi BV, estabelecida em junho de 2017 em território holandês. As companhias disseram que seus atuais diretores executivos — Hiroto Saikawa da Nissan e Osamu Masuko da Mitsubishi — não foram consultados sobre os pagamentos, embora também fossem executivos da empresa holandesa, ao lado de Ghosn. A Nissan afirmou crer que os pagamentos a Ghosn foram "resultado de má conduta" e que vai tentar reaver o dinheiro. Ghosn foi preso no dia 19 de novembro em Tóquio e posteriormente indicado por fraudes financeiras. O executivo nega irregularidades. Nesta sexta, uma corte em Tóquio rejeitou o pedido da defesa de Ghosn para que fosse uma estabelecida uma fiança, para que ele pudesse responder ao processo em liberdade. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/ghosn-recebeu-r-33-milhoes-em-pagamentos-improprios-18012019

Críticas a decreto sobre posse de armas são falácias, diz Bolsonaro
Data: 18/01/2019

Presidente usou seu Twitter para rebater críticos e dizer que o governo ainda lançará outras medidas e propostas na área de segurança pública

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira que “muitas falácias” têm sido usadas sobre o decreto que flexibiliza o acesso à posse de armas e acrescentou que o governo ainda lançará mão de outras medidas e propostas na área de segurança pública. “Muitas falácias sendo usadas a respeito da posse de armas. A pior delas conclui que a iniciativa não resolve o problema da segurança pública”, publicou o presidente em seu perfil do Twitter. Para ele, as críticas ignoram “o principal propósito, que é ‘iniciar’ o processo de assegurar o direito inviolável à legítima defesa”. “Para a infelicidade dos que torcem contra, medidas eficientes para segurança pública ainda serão tomadas e propostas. Os problemas são profundos, principalmente pelo abandono dos governos anteriores. Mal dá pra resolver tudo em 4 anos, quem dirá em 15 dias de governo”, acrescentou o presidente. Na terça-feira (15), Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza as regras para posse de armas no país, uma de suas principais bandeiras de campanha, em sintonia com a chamada bancada da bala no Congresso, que o apoiou na disputa presidencial. O novo decreto facilita o reconhecimento da chamada “efetiva necessidade” para a posse de armas, amplia a lista de casos em que ela será permitida —como morar em área rural ou em cidades com elevados índices de violência—, e ainda aumenta o prazo para renovação da autorização de posse de arma de 5 para 10 anos. Mas críticos dizem que a flexibilização da posse de armas não só não vai diminuir a violência como pode aumentá-la. “Eu acho que aumentar o número de armas na sociedade num ambiente como esse não é sadio, acho que vai fazer mal, vai aumentar a violência”, afirmou o diretor-executivo da ONG Viva Rio, o antropólogo Rubem César Fernandes, em entrevista à Reuters TV. “A arma em si não faz violência, mas em um ambiente tão tenso, cheio de conflitos, pequenos e grandes conflitos, onde todo dia a gente vê cenas de violência armada no Brasil, urbanas, então o uso da arma fica muito na cabeça das pessoas", acrescentou. (Reportagem de Maria Carolina Marcello) Copyright Thomson Reuters 2018

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/criticas-a-decreto-sobre-posse-de-armas-sao-falacias-diz-bolsonaro-17012019

Bolsonaro tem 40% de avaliação positiva no início do mandato
Data: 18/01/2019

Pesquisa XP Ipespe, divulgada nesta quinta-feira (17), mostra que outros 29% ainda avaliaram os primeiros dias como regulares

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) conta com 40% de avaliação ótima ou boa e 20% de ruim ou péssima no início do mandato. De acordo com a pesquisa XP Ipespe, divulgada nesta quinta-feira (17), outros 29% ainda avaliaram os primeiros dias como regulares, enquanto 11% não souberam opinar ou não responderam. O levantamento foi realizado por telefone com 1.000 pessoas entre os dias 9 e 11 de janeiro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos. Ainda de acordo com a pesquisa, a expectativa para o restante do governo é positiva. Para 63% das pessoas entrevistadas, Bolsonaro vai fazer um mandato ótimo ou bom, contra 59% em dezembro e 57% em novembro. Já para a expectativa negativa, os dados são opostos: 15% agora ante 20% em novembro. Primeiras medidas A pesquisa mostrou ainda que 62% aprovam a equipe do governo e as primeiras medidas anunciadas por Bolsonaro, enquanto 29% desaprovam. Para 58% dos entrevistados, Bolsonaro deveria eleger como primeiras medidas de governo as da área de segurança pública. Na sequência, 33% priorizam as reformas econômicas. Por último, 5% citaram as questões relativas a valores e costumes. Ainda de acordo com o levantamento, 37% dos entrevistados têm avaliação negativa do novo Congresso Nacional, que toma posse em 1º de fevereiro, enquanto 34% acham regular e 17% avaliaram como ótimo ou bom.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/brasil/bolsonaro-tem-40-de-avaliacao-positiva-no-inicio-do-mandato-17012019

Foco da febre amarela neste verão será litoral de SP e Vale do Ribeira
Data: 18/01/2019

Doença, que retornou à Mata Atlântica, não tem a mesma magnitude de 2018, mas continua em circulação; dengue deve emergir, segundo especialista

No verão passado, a febre amarela provocou uma epidemia no país. Neste verão, com uma cobertura vacinal maior, mas ainda baixa – apenas 60% dos brasileiros estão imunizados –, a doença não apresenta a mesma magnitude, mas continua em circulação, principalmente no litoral de São Paulo e no Vale de Ribeira, de acordo com Maurício Nogueira, presidente da Sociedade Brasileira de Virologia. “O vírus retornou à Mata Atlântica, por onde foi introduzido no século 18. Migrou com a população europeia para o interior de São Paulo, movimentando-se até a Amazônia, e agora está fazendo o caminho de volta. Hoje, é uma doença endêmica em todo o Brasil”, afirma. Nas últimas semanas, dois homens morreram com suspeita de febre amarela e outras seis pessoas estão internadas com sintomas da doença na cidade de Eldorado, no Vale do Ribeira, região sul do Estado de São Paulo. “A febre amarela está circulando neste momento em Eldorado, Jacupiranga e Iporanga, que são bem próximos à fronteira do Paraná”, afirma Helena Sato, coordenadora de imunização da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo. Para o médico e doutor em microbiologia, os casos da doença no Vale do Ribeira não são uma surpresa. “O fato de ter morte de macacos e casos de febre amarela neste verão não me surpreende, já que a circulação do vírus nessas áreas era prevista. O que me surpreende é ver gente morando em área de mata que não se vacinou ainda”, diz. Quem se vacina protege quem não pode se imunizar Nogueira ressalta que todos devem se vacinar, independentemente de frequentar áreas de mata. “O Ministério da Saúde colocou o país inteiro como área de vacinação. Então, é preciso vacinar toda a população brasileira, mesmo quem não vai para área de mata ou borda de mata”, afirma. Segundo Nogueira, quem não foi imunizado está correndo risco. “As pessoas que não podem tomar vacina estão protegidas pelas pessoas ao redor que estão vacinadas. Esse é o ponto fundamental da vacinação”, diz. Mesmo prologando a campanha de vacinação contra febre amarela, no ano passado, o país não conseguiu atingir a meta de 95%, segundo o Ministério da Saúde. Cobertura vacinal no Estado de São Paulo é baixa PublicidadeFechar anúncio A menor cobertura vacinal foi registrada no Alagoas, com apenas 32% da população imunizada - os dados do Ministério são preliminares. Já o Distrito Federal e Roraima atingiram 100% da cobertura vacinal. Já no Estado de São Paulo, considerado o provável epicentro da febre amarela neste verão, a cobertura é de 65%, em média, com variação entre as regiões, segundo a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo. “Na Baixada Santista, o percentual é de 65%. No Vale do Ribeira, de 66% e, no Vale do Paraíba e Litoral Norte, de 85%”, informou a secretaria por meio de nota, em referência aos locais com maior circulação do vírus no momento. Em 2018, houve 503 casos de febre amarela confirmados no Estado, sendo que 176 evoluíram para morte. Já Minas Gerais, que passou por epidemia a partir de 2016 e dispõe de cobertura vacinal de 91%, apresentou de junho de 2017 a junho de 2018, 527 casos confirmados, dos quais 178 evoluíram para óbito, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais. Já no período de 2016/2017, houve 475 casos confirmados de febre amarela, com 162 mortes. Os dados mais recentes do Ministério da Saúde sobre a febre amarela foram divulgados em 17 de dezembro e correspondem ao período sazonal de 1º de julho de 2018 a 30 de junho de 2019. De acordo com este boletim, o país registra 383 casos da doença confirmados e uma morte. O boletim do Ministério considerou o perído sazonal de 2017/2018 como "surto mais expressivo no Brasil, que afetou principalmente os Estados da região Sudeste, quando foram registrados 1.376 casos e 483 óbitos". Para o presidente da Sociedade Brasileira de Virologia, neste verão, a dengue tende a emergir. “Já há um aumento significativo dos casos de dengue no Estado de São Paulo”. O país fechou o ano de 2018 com 247 mil casos de dengue, cerca de 8 mil casos a mais do que o ano anterior.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/saude/foco-da-febre-amarela-neste-verao-sera-litoral-de-sp-e-vale-do-ribeira-18012019

Paulistanos gastam mais de 13% da renda com transporte público
Data: 18/01/2019

Capital paulista figura como última colocada do Índice de Mobilidade Urbana realizado em 38 cidades mundiais pela Here Technologies

Os moradores da cidade de São Paulo desembolsam cerca de 13,7% do orçamento mensal somente para pagar as tarifas de transporte público. Com o resultado, a capital paulista amarga a última colocação no Índice de Mobilidade Urbana feito em 38 cidades do mundo pela empresa Here Technologies. Atualmente, a tarifa para andar de ônibus ou metrô pela cidade de São Paulo é de R$ 4,30. O valor é 7,5% superior ao pago pelos passageiros no ano passado e corresponde a um reajuste acima da inflação oficial de 2018, de 3,75%. No Rio de Janeiro (RJ), também incluída na pesquisa, os moradores gastam cerca de 11,65% da renda para arcar com os gastos do transporte público. A localidade figura apenas na frente de São Paulo no ranking. Para chegar ao resultado, o estudo usou como base para o cálculo do gasto com transporte indicadores que apontam congestionamento e tempo gasto no trânsito. Além disso, foi apurada velocidade, eficiência, automação e acessibilidade econômica da rede de transporte público de cada localidade pesquisada. Ao analisar os dados de trânsito em diferentes horários, o diagnóstico apontou que o fluxo do trânsito de São Paulo só não é pior do que Buenos Aires (Argentina), Londres (Inglaterra), Dublin (Irlanda), Moscou (Rússia), Cidade do México (México) e Mumbai (Índia). O vice-presidente executivo e diretor de plataforma da HERE Technologies, Peter Kürpick, afirma que a pesquisa foi realizada como forma de ampliar a visão da forma como nos locomovemos em ambientes povoados. “A ideia é ajudar o poder público e privado a identificarem os problemas de mobilidade em suas respectivas cidades para que soluções efetivas possam ser tomadas para melhorar o deslocamento da população”, explica ele.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/paulistanos-gastam-mais-de-13-da-renda-com-transporte-publico-18012019

Saiba qual o momento para pedir aposentadoria
Data: 14/01/2019

Especialistas ouvidos pelo R7 afirmam que possível aprovação da reforma da Previdência não deve motivo de pânico para os futuros aposentados

A reforma da Previdência voltou à tona no começo de 2019, quando Jair Bolsonaro (PSL) assumiu a Presidência da República. O novo governo será responsável pela aprovação ou não da proposta. Saber se as possíveis mudanças vão impactar a concessão do benefício dos trabalhadores é a dúvida de diversos brasileiros. Para especialistas ouvidos pelo R7, a possível aprovação da reforma não deve gerar pânico nos brasileiros e que não há motivo para pressa. O governo federal tem sinalizado possíveis mudanças no texto da reforma, como incluir o regime de capitalização, mas ainda não divulgou quais serão os moldes do texto final. O advogado especialista em direito previdenciário João Badari afirma que, quando o trabalhador atingir o mínimo para se aposentar, a reforma não irá influenciar na concessão do benefício, já que é um direito adquirido. Além disso, afirma que “a reforma não vai mexer na aposentadoria de quem já recebe”. “Se você já tem condição de se aposentar, você já tem o direito adquirido. Mesmo que ainda não tenha, não é momento de se desesperar”, afirma Badari. “As pessoas vão sair correndo para se aposentar e podem ter um prejuízo, que é para o resto da vida”. O coordenador do MBA de Previdência Complementar da FGV (Fundação Getulio Vargas), Gilvan Candido, também diz que não há motivo para desespero. Segundo ele, a reforma aparece na pauta política com a proposta de introduzir uma idade mínima. “Os que não tem idade, não tem tempo de contribuição, com a mudança da regra da aposentadoria devem se enquadrar em uma regra de transição”, explica. Badari afirma que há dois tipos mais comuns de aposentadoria: por contribuição, que utiliza a fórmula 86/96, e a especial, paga a pessoas submetidas a condições de risco no trabalho. Considerando a aposentadoria pela fórmula 86/96, o tempo de contribuição somado a idade precisa resultar em 86 pontos para as mulheres e 96 para homens. Uma mulher com 30 anos de contribuição e 56 anos de idade, por exemplo, pode se aposentar dentro desta regra. Confira as datas de pagamentos de aposentadorias e pensões em 2019 Badari afirma que o ideal é que o trabalhador deixe para se aposentar quando atingir os pontos mínimos da regra 86/96, para não ter descontos no valor. Candido, afirma que o fator previdenciário é determinante, mas que a decisão do momento de se aposentar varia de acordo com a avaliação pessoal de cada um. “Quando você se aposenta muito jovem, o fator impacta negativamente no benefício. Se você é mais novo, vai ficar recebendo muito tempo e o fator reduz o valor do benefício para poder receber pelo período”, explica. Assim, orienta que o ideal é se aposentar mais velho. O fator previdenciário é um indicador utilizado para calcular o salário da aposentadoria. Quanto menor a idade na data da aposentadoria e maior a expectativa de vida, menor o fator previdenciário e, portanto, menor o benefício recebido. Quanto mais velho e quanto maior for o tempo de contribuição do trabalhador, maior será o valor da aposentadoria. Sinalizações do governo Bolsonaro O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou na última terça-feira (8) que a nova reforma da Previdência trará um sistema de capitalização e que estuda uma reforma com regra de transição. A capitalização é um regime em que o segurado contribui para uma conta individual, que será remunerada e depois é usada para bancar os benefícios. Hoje, vigora no Brasil o regime de repartição, em que as contribuições pagas pelos trabalhadores e empregadores ajudam a bancar os benefícios de quem já está aposentado. Evite problemas Fique atento aos dados do Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais) na hora de solicitar a aposentadoria. O cadastro reúne todas as informações da vida profissional do trabalhador e é por meio dele que o valor da aposentadoria é calculado. Segundo Badari, é importante que o trabalhador junte todas as carteiras de trabalho, documentos profissionais, decisões na justiça trabalhista, se houver, e qualquer dado que possa alterar o valor da aposentadoria. O ideal é procurar um especialista para avaliar se os dados do Cnis estão completos. Se não estiverem, é preciso solicitar uma retificação do documento. “O site do INSS é muito didático, faz a somatória, calcula o salário da aposentadoria. Porém essa parte mais técnica, fica mais difícil da pessoa saber”, afirma. Badari complementa que este processo é importante, já que, na maioria dos casos, o valor do benefício não pode ser mudado depois que a aposentadoria é concedida. Quem tiver dúvidas a respeito da aposentadoria pode entrar em contato com a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135 de segunda a sábado das 7h às 22h.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/saiba-qual-o-momento-para-pedir-aposentadoria-14012019

'Não dá para confundir previdência e assistência', afirma economista
Data: 14/01/2019

O economista Marcos Lisboa, presidente do Insper, defende que a reforma previdenciária é o ponto central para a volta do crescimento econômico

Previdência e assistência social respondem hoje por 60% do gasto primário e são hoje a maior despesa do governo federal. Poucos anos atrás, essa fatia era de 40%. O crescimento acelerado desses gastos está asfixiando o Estado brasileiro e a sociedade, avalia o economista Marcos Lisboa, presidente do Insper. Ele defende a reforma da Previdência como um ponto central para a retomada do crescimento. No entanto, para desatar esse nó, o economista alerta que “não se pode confundir previdência com assistência”, algo que, na sua opinião, ocorre no País. “Não tem de atrelar um ao outro, mas, no Brasil, a gente atrela.” Lisboa argumenta que previdência é o resultado do trabalho e assistência é política social compensatória para grupos específicos. Neste caso, os benefícios são concedidos em paralelo, mas respeitando-se a disponibilidade de dinheiro. A seguir, trechos da entrevista. O tema da reforma da Previdência é central? Por quê? A primeira razão é que a Previdência e assistência social são responsáveis por 60% do gasto primário do governo federal. É o maior gasto do governo. Em segundo lugar, é um gasto que cresce muito rapidamente - há poucos anos era 40%. Isso está asfixiando o Estado brasileiro e a sociedade. Quais as razões? A razão é que o Brasil adotou regras de previdência que permitem aposentadorias muito precoces. Em média, um homem se aposenta por tempo de contribuição aos 55 anos e uma mulher, aos 53 anos. No resto do mundo, tradicionalmente, a idade mínima é de 65 anos ou mais - sobretudo nos países desenvolvidos. No Brasil, as pessoas se aposentam muito cedo. Você olha o quanto contribuem e o quanto recebem de aposentadoria e a conta não fecha. Nós trabalhamos muito menos ao longo da nossa vida do que os demais países. Estamos também envelhecendo muito rapidamente. O Brasil teve uma transição demográfica entre as dez mais rápidas do mundo. Gastamos o mesmo valor com aposentadorias do que o Japão, só que eles têm três vezes mais o número de idosos. Mas tem mais uma razão pela qual a reforma da Previdência é essencial: justiça. A nossa Previdência beneficia os mais ricos. Aquele trabalhador do tempo de contribuição que eu mencionei, que é o trabalhador formal, com carteira assinada: esse trabalhador se aposenta aos 55 anos, e as trabalhadoras, aos 53. Mas, os informais, não. Os trabalhadores de baixa renda, que não têm carteira assinada, no campo se aposentam aos 60; nas cidades, aos 65 anos. Então, os pobres têm de trabalhar muito mais do que os ricos para se aposentar. E os militares? Aí, estamos numa armadilha porque, de fato, militar é uma profissão diferente. Temos as melhores regras? Não sei. Nós deveríamos comparar com as regras dos demais países para ver como funciona a previdência deles, porque militar é uma carreira diferente. O problema no Brasil é que militar carrega o policial militar, que é a polícia. E o tratamento acaba sendo o mesmo. Só que polícia militar é polícia, não é militar. O Brasil inventou essa categoria curiosa. Mas é polícia, e deveria seguir a regra dos demais servidores públicos. Então, acho que o primeiro passo é separar a polícia militar dos militares. Que reforma o senhor defenderia? Você tem pequenas diferenças técnicas entre as propostas atualmente em voga, do Marcelo Caetano, e do Paulo Tafner e Pedro Nery, que fizeram um trabalho maravilhoso, de muito detalhamento. A reforma da previdência é meio que um padrão no mundo. Tem de ter uma idade mínima. E não se pode confundir previdência com assistência. Não tem de atrelar um ao outro, mas no Brasil a gente atrela. Previdência é o resultado do trabalho; assistência são políticas sociais compensatórias para grupos específicos, como deficientes, famílias carentes e por aí vai. É uma série de benefícios em paralelo, que você concede, mas respeitando o fato de ter dinheiro para pagar a conta. Essa é a previdência no mundo. A chave principal é a idade mínima? É a principal, mas está longe de ser a única. Tem outras coisas para fazer também, como pensão por morte, uma série de itens para serem revistos. E tem a questão dos Estados, que é um problema gravíssimo. Não basta botar idade, tem de fazer muito mais ali para poder resolver. Ainda assim o trabalhador privado recebe muito pouco de aposentadoria no Brasil. Ou não? Não! O Brasil é um país pobre. A gente esquece que o Brasil é um país pobre. Um salário mínimo, para o Brasil, não é um salário baixo. O Brasil é um país de renda média de R$ 2 mil a R$ 3 mil ao mês. Quarenta por cento da população brasileira ganha menos que um salário mínimo. O Brasil tem a fantasia de que somos um país rico, porém desigual. E que se nós dividirmos melhor o pedaço do bolo, a gente vira um país europeu. Não viramos. O Chile, aqui do lado, é quase duas vezes mais rico que o Brasil. Portugal e Grécia - os países pobres da Europa - são duas vezes mais ricos que o Brasil em termos per capita. Os países de renda média e alta aproveitaram o bônus demográfico - momento com muita gente trabalhando e pouca gente aposentada - para fazer infraestrutura, cuidar da educação, formar novas gerações mais produtivas, preparar o país. Nós aqui jogamos o dinheiro fora. Uma parte foi para Previdência e outra para maus investimentos. Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/nao-da-para-confundir-previdencia-e-assistencia-afirma-economista-13012019

Aposentadoria dos militares: como ela é diferente da previdência do restante da população?
Data: 14/01/2019

O rombo o sistema de seguridade social dos militares inativos foi de 35,9 bilhões em 2017 para 40,5 bilhões até novembro de 2018, um aumento de 12,5% – maior do que o do INSS e do que o sistema de servidores públicos

A equipe econômica do governo de Jair Bolsonaro (PSL) planeja enviar em fevereiro uma proposta consolidada de reforma da Previdência ao Congresso, segundo o novo ministro da Economia, Paulo Guedes. Ao que tudo indica, no entanto, os militares devem ficar de fora da reforma – ou ter regras diferentes. O novo comandante do Exército, general Edson Pujol, por exemplo, disse que as Forças Armadas não devem ser incluídas na reforma, e o novo dirigente da Marinha defendeu o sistema diferenciado de aposentadoria militar. O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, também já defendeu essa posição publicamente. Além do presidente – que é capitão reformado do Exército – e do vice, o general Hamilton Mourão, o alto escalão do governo Bolsonaro tem seis cargos ocupados por militares. A reforma dos sistemas de aposentaria no Brasil é considerada um tema essencial para o governo, sem a qual será difícil sanar as contas públicas. E a inclusão ou não dos militares na mudança tem sido tema polêmico desde o governo anterior, quando o presidente Michel Temer excluiu os militares de sua proposta de reforma. Mas afinal, quais diferenças entre a aposentadoria dos militares e dos civis? Crescimento da dívida Entre 2017 e 2018, o déficit de gastos com seguridade social dos militares fora da ativa subiu mais que o do INSS e mais que o sistema de servidores públicos, de acordo com dados oficiais. O rombo com a aposentadoria dos militares foi de 35,9 bilhões para 40,54% bilhões (até novembro de 2018), um aumento de 12,5%. O déficit para 2019 está projetado em R$ 43,3 bilhões, de acordo com dados da proposta orçamentária para esse ano. Esse valor é 47,7% dos R$ 90 bilhões de déficit previdenciário do setor público. Enquanto isso, o déficit do INSS cresceu 7,4% entre 2017 e 2018, e o dos funcionário públicos da União cresceu 5,22% no mesmo período. O Ministério da Defesa afirma que os valores referentes aos militares inativos não se tratam de "despesa previdenciária". Portanto, o gasto projetado de R$ 43,3 bilhões não pode ser entendido como "déficit previdenciário". A média de valores das aposentadorias e os tetos também são diferentes. Militares reformados e da reserva ganham em média R$ 13,7 mil por mês. Funcionários públicos da União ganham em média R$ 9 mil e quem se aposenta pelo INSS custa em média R$ 1,8 mil por mês para a previdência – com grandes discrepâncias entre quem recebe mais e quem recebe menos. Na Previdência Social, para trabalhadores do setor privado, o teto atual da aposentadoria é de R$ 5.645. Já um militar que vai para a reserva não possui um limite máximo para os valores recebidos. Em tese, ele está sujeito ao teto constitucional, equivalente ao salário de ministros do STF, reajustado recentemente para R$ 39,3 mil. Contribuição Os militares brasileiros não estão vinculados à Previdência Social (o regime RGPS — Regime Geral de Previdência Social —, administrado pelo INSS) nem ao sistema previdenciário próprio dos funcionários públicos, o RPPS (Regime Próprio de Previdência Social). Eles têm um sistema próprio de seguridade após saírem da ativa, e as muitas diferenças entre os sistema militar e os sistemas de previdência civil são resultado de uma grande diferença conceitual. O entendimento jurídico que se tem em relação à saída dos militares da ativa, hoje, é que eles na verdade não se aposentam, passam para a reserva e, a partir de certa idade, são reformados, explica o professor Luís Eduardo Afonso, especialista em previdência da USP (Universidade de São Paulo). Na reserva, eles podem ser chamados em caso de guerra — o que na prática não costuma acontecer, já que o Brasil não convoca reservistas para um conflito desde a Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Então, o que o militar recebe tecnicamente não é entendido como um benefício previdenciário, é entendido como um salário – mesmo que na prática ele esteja inativo. Por isso, os militares na ativa não fazem contribuições para suas aposentadorias, apenas para pensões, que vão para dependentes em caso de infortúnios. "Na prática, o que acontece é que toda a sociedade está pagando pela aposentadoria dos militares. É uma alocação de recursos que não é adequada", afirma Luís Eduardo Afonso. "Acho que é algo que a gente precisa repensar, já que estamos discutindo benefícios e custos para todos os setores da sociedade." A contribuição de um civil para o INSS é de 11% do salário bruto. Já a única contribuição feita por militares, para pensões, é de 7,5% — que pode subir para 9% se o militar tiver ingressado antes de 2001 e quiser manter o benefício de pensão vitalícia para filhas não casadas. Só o Exército tinha, no início do ano, mais de 67.600 filhas de militares recebendo um total de R$ 407 milhões por mês — o que dá um valor de mais de R$ 5 bilhões por ano. A Aeronáutica e a Marinha não divulgam os valores, apesar de se tratarem de dados públicos. No total, são mais de 110 mil filhas de militares recebendo pensões. O Ministério da Defesa afirma que a contribuição para pensões é feita "desde o início da carreira até o falecimento", "sem que haja qualquer tipo de contribuição patronal da União". No entanto, ela não é suficiente para cobrir todas as despesas com pensões — devem ser gastos R$ 21,2 bilhões com as pensões em 2019, segundo a pasta. Desse valor, R$ 3,2 bilhões serão cobertos pelas contribuições, deixando um déficit de R$ 18 bilhões. Carreira diferente A lógica por trás da discrepância é que a carreira militar requer condições especiais, já que a categoria tem algumas restrições. Enquanto estão na ativa, militares não têm direito a greve nem a horas extras e não recolhem FGTS, além de não terem direito a adicionais noturnos e de periculosidade. "Obviamente, há diferenças. É uma carreira com muitas especificidades, com mais riscos, em que, se a pessoa sair, as condições são diferentes", explica o professor Luís Eduardo Afonso. No entanto, segundo Afonso e outros especialistas em previdência, os benefícios para os militares aposentados no Brasil acabam pesando muito mais nas contas e ultrapassando os concedidos em outros países, como o Reino Unido e os Estados Unidos. "A diferença entre a previdência dos militares e o setor privado [qualquer pessoa que aposente pela Previdêncial Social] no Brasil é muito grande e muito diferente de outros países", afirma o professor de direito Jorge Cavalcanti Boucinhas, da Escola de Administração de Empresas da FGV. "A necessidade de levar em consideração as especificidades do serviço militar não pode ser usada para justificar privilégios." "É questão conceitual: todos os países estão envelhecendo e isso nos obriga a uma preparação e exige um esforço maior de custeio de toda sociedade — incluindo os militares", afirma Afonso. "E isso não significa deixar de levar em consideração as peculiaridades da carreira." A questão da idade A legislação atual permite que os militares brasileiros se aposentem com salário integral após 30 anos de serviço, sem idade mínima. No setor público a idade mínima é de 55 anos para mulheres e 60 para homens. Hoje, não há idade mínima para quem se aposenta por tempo de contribuição no INSS. Na reforma da Previdência proposta por Temer, se estabeleceria um limite mínimo de 65 anos para homens e 62 para mulheres – tanto Paulo Guedes quanto Mourão já demonstraram concordar com essa idade, embora o presidente já tenha falado em limites menores. "Temos um sistema previdenciário que gera muitas desigualdades. E para alguns regimes, a Previdência é muito generosa, permitindo aposentadorias com valores muito elevados e idade relativamente baixa", afirma o professor Luís Eduardo Afonso. Em um relatório de 2017, o TCU (Tribunal de Contas da União) afirma que mais da metade (55%) dos membros das Forças Armadas no Brasil se aposentam entre os 45 e os 50 anos de idade. Segundo o professor Boucinhas, da FGV, os militares também são afetados pela questão demográfica que se usa para justificar as reformas na Previdência da iniciativa privada. Ou seja, o envelhecimento da população e o fato das pessoas estarem envelhecendo com mais saúde também deve ter um reflexo para os militares na reserva. O Ministério da Defesa diz que "tem discutido a questão internamente e com representantes dos demais órgãos do Governo". Mas, segundo a pasta, "as atividades desempenhadas pelas Forças Armadas requerem de seus membros vigor físico compatível". "O aumento da idade mínima provocaria um envelhecimento inevitável da tropa" e resultaria na "redução da capacidade operacional das Forças". No entanto, os analistas não concordam com essa visão. "O grande argumento, inclusive do presidente, é que o militar velho não pode estar na ativa", afirma Boucinhas. "Mas isso já evoluiu muito. Hoje, alguém com 60 anos pode ser absolutamente ativo — afinal, quanto mais alta a patente, menor a chance de ele estar na linha de frente." Segundo ele, há muitos cargos de comando e inteligência que um militar mais velho poderia ocupar. Reformas No Brasil, a remuneração dos militares na reserva e as pensões de militares são regidas por uma série de legislações que vêm desde os anos 1960 — a última alteração foi por meio de uma medida provisória em 2001. O benefício vitalício pra filhas não casadas foi extinto em 2001, portanto, quem entrou após essa data nas Forças Armadas não tem mais esse direito. Mas o governo deve continuar pagando pensões para filhas de militares pelo menos até 2060, quando ainda devem estar vivas as filhas dos últimos militares que tiveram direito ao benefício. O Ministério da Defesa afirma que "algumas medidas têm sido avaliadas com o intuito de reduzir o déficit das pensões militares, com a ampliação do rol de contribuintes (contribuição obrigatória inclusive por parte das próprias pensionistas) e avaliação das condições de elegibilidade". A pasta também cita a reforma de 2001 como parte dos "esforços impetrados pelas Forças Armadas" para a redução de gastos. A mudança não alterou as outras possibilidades de pensão. Viúvas e viúvos de militares continuam recebendo pensão integral, assim como dependentes de até 21 anos. Para os analistas, mesmo levando em conta as suas especificidades, a carreira militar no Brasil precisa ser repensada com urgência. "Quando mais se retardar isso, mais vamos sobrecarregar os trabalhadores da iniciativa privada com os ônus", afirma Boucinhas. "Como dizia o (um dos criadores do Plano Real) Gustavo Franco, todo privilégio vira imposto." Segundo o ministério, a falta de direitos remuneratórios (como o FGTS) "rende anualmente à União uma economia da ordem de R$ 23 bilhões, valor equivalente às despesas com militares inativos. Em outras palavras, significa dizer que a economia gerada pela ausência de direitos remuneratórios para os militares ativos em serviço é transferida para o pagamento de inativos." Apesar de afirmar que o sistema atualmente é "autossustentável", o Ministério da Defesa diz que "tem conduzido estudos no intuito de aperfeiçoar o Sistema de Proteção Social dos Militares, visando, no que couber, a redução de gastos, sem provocar danos colaterais que possam comprometer o cumprimento da missão constitucional das Forças Armadas". No entanto, não há uma data para seu envio ao Congresso. "Os estudos já estão em fase bem avançada, porém, em função da complexidade e a constante evolução dos acontecimentos, não podem ser entendidos como um produto acabado", afirma o ministério. BBC Brasil - Todos os direitos reservados - É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC

Link Notícia: https://noticias.r7.com/economia/aposentadoria-dos-militares-como-ela-e-diferente-da-previdencia-do-restante-da-populacao-14012019

Retorno de Gustagol alivia ausência de Boselli no Corinthians
Data: 14/01/2019

Centroavante marcou contra Santos e teve desempenho exaltado; ele deve começar o Paulista como titular e quer brigar com argentino pela vaga

Até os últimos dias do ano passado, o Corinthians mantinha uma grande preocupação com a carência de um centroavante, mas o cenário mudou com o início de 2019. Mesmo ainda sem poder contar com o argentino Mauro Boselli, principal contratação da temporada, o técnico Fábio Carille ganhou tranquilidade e ela tem nome: Gustagol. O início de ano do centroavante que retornou de empréstimo animou a comissão técnica e aliviou a ausência do experiente argentino, de 33 anos. Gustagol marcou o gol no empate contra o Santos por 1 a 1 no último domingo e teve outras chances. Atuação que refletiu o desempenho que ele já vinha mostrando nos treinos e o fez desbancar Roger, escalado por Carille nas primeiras atividades como titular. No primeiro grande teste, Gustagol mostrou mais maturidade no posicionamento tático, segurando os defensores adversários perto da área e um poder de fogo muito maior do que aquele apresentado em 2016, quando foi contratado. A tranquilidade foi um dos fatores mais importantes para sua evolução. O atacante recebeu elogios do técnico e dos companheiros, mas agradeceu a Rogério Ceni, seu ex-treinador. "Voltei do Fortaleza mais maduro, bem mais preparado. Tenho que agradecer muito ao Rogério Ceni, por tudo o que ele fez, me ajudou muito lá, hoje estou colhendo os frutos", afirmou o camisa 19. Gustagol deve iniciar o Campeonato Paulista como titular, já que Boselli ainda está no México e só retorna na próxima sexta-feira. Após o clássico, Carille disse que pretende definir os 11 que iniciam até quarta-feira. Por cima: Sem Boselli mas com Gustagol, jogo aéreo vira arma no Corinthians Além de Gustagol e Boselli, Roger e Jonathas atuam como centroavantes no grupo do Corinthians. A tendência é que pelo menos um dos dois últimos sejam negociados, mais provavelmente Jonathas. Ainda mais se for confirmada a chegada de Vagner Love, que tenta se desligar na Turquia. Enquanto isso, quem sorri é Gustagol.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/retorno-de-gustagol-alivia-ausencia-de-boselli-no-corinthians-14012019

Quem volta em alta? Veja balanço do período do São Paulo nos EUA
Data: 14/01/2019

Na Florida Cup, André Jardine utilizou 25 atletas nos jogos contra Eintracht Frankfurt-ALE e Ajax-HOL; delegação embarca no Brasil nesta segunda

As duas partidas do São Paulo na Florida Cup deram indícios da equipe titular que André Jardine utilizará a partir do próximo sábado, dia da estreia da equipe no Paulistão, contra o Mirassol, no Pacaembu, mas o próprio treinador avisou que ainda não escolheu seus 11 atletas ideais. O treinador utilizou 25 atletas ao longo das partidas contra o alemão Eintracht Frankfurt (derrota por 2 a 1) e contra o holandês Ajax (derrota por 4 a 2). Abaixo, o LANCE! analisa o desempenho de cada um deles nos Estados Unidos. A delegação embarca de volta ao Brasil nesta segunda-feira à noite, desembarca em Campinas na terça e volta a treinar na Barra Funda na quarta de manhã. Tiago Volpi fez as suas duas primeiras partidas com a camisa do São Paulo. Contra o Eintracht Frankfurt, ele integrou a equipe titular e foi mais acionado para jogar com os pés, iniciando a saída de bola, do que com as mãos. Tomou um gol de pênalti. Contra o Ajax, Jardine o utilizou apenas no segundo tempo, com a equipe reserva. Embora tenha feito uma defesa difícil, Volpi foi muito prejudicado pela bagunça defensiva do time e levou quatro gols. Jean, que terminou a temporada passada como titular, tomou só um gol na Florida Cup. E foi um gol contra de Igor Vinícius, que o atrapalhou quando ele tentava cortar um cruzamento na partida contra o Eintracht Frankfurt, em que o camisa 1 foi utilizado no segundo tempo. Contra o Ajax, ele atuou com os titulares e fez ótima defesa em cobrança de falta. Jardine não confirmou quem será o goleiro contra o Mirassol, mas a tendência é de que seja Tiago Volpi. Os jovens Lucas Perri e Júnior não foram utilizados nos Estados Unidos. LATERAIS Léo foi testado na ala esquerda Rubens Chiri/saopaulofc.net Bruno Peres e Reinaldo foram os escolhidos para a equipe titular. Bruno errou um domínio simples na defesa e fez o pênalti que resultou no primeiro gol do Eintracht Frankfurt, mas avançou bem ao ataque em algumas jogadas nesse jogo e teve desempenho seguro contra o Ajax, sobretudo defensivamente. Deve iniciar o Paulistão como dono da lateral direita, até porque seus reservas não encheram os olhos: Igor Vinícius jogou o segundo tempo contra os alemães, quando mostrou vitalidade no ataque e dificuldade na defesa (fez o gol contra), e Araruna atuou nessa função na etapa final contra o Ajax (HOL). Rendeu menos do que na estreia, quando jogou como volante. Na esquerda, Reinaldo mostrou que continuará sendo uma das melhores válvulas ofensivas da equipe. Apoiou bem nas duas partidas e fez o lançamento que resultou no gol de Hernanes contra o Ajax. Léo foi o lateral-esquerdo da equipe reserva nos dois jogos - Edimar não jogou nenhum minuto - e mostrou que também é bom no apoio. Contra os holandeses, deu assistência para Brenner marcar. Na defesa, porém, teve dificuldades de posicionamento. ZAGUEIROS Arboleda e mais um. Essa será a zaga do São Paulo no Campeonato Paulista. Na Florida Cup, o escolhido para jogar ao lado do equatoriano foi Anderson Martins. André Jardine explicou que quis dar essa oportunidade ao zagueiro porque não o havia escalado como titular nenhuma vez desde que assumiu. Anderson foi mal no jogo contra o Eintracht Frankfurt, mas jogou em alto nível diante do Ajax e é favorito a começar o Estadual. Bruno Alves, um dos bons nomes do Tricolor na temporada passada, compôs a zaga reserva com dois jovens durante a competição nos Estados Unidos: Lucas Kal, contra o Frankfurt, e Rodrigo, contra o Ajax. A desorganização defensiva do "time B" o impediu de jogar no mesmo nível de 2018. MEIO-CAMPISTAS André Jardine montou o meio de campo são-paulino com um tripé: um volante mais preso à frente da zaga (Jucilei) e dois homens que se dividem entre a marcação e o apoio (Hudson, com mais funções defensivas, e Hernanes, com mais liberdade para encostar em Pablo). Mesmo sem ritmo, o Profeta já deu sinais de que será o cérebro da equipe em 2019 e marcou seu primeiro gol neste retorno ao clube em uma linda jogada contra o Ajax. O bom desempenho de Liziero na partida contra o Eintracht Frankfurt - que ele não repetiu contra o Ajax - fez com que o treinador tivesse de responder sobre a possibilidade de colocar o garoto na vaga de Jucilei ou Hudson. Ele fez elogios a Jucilei, que o agradou na função de primeiro volante, e disse que a briga de Liziero será com Hudson. A tendência é de que não haja mudanças antes da estreia no Paulistão. A equipe reserva usou duas formações diferentes. Contra o Frankfurt, teve Willian Farias mais preso e Araruna e Liziero com mais liberdade (Nenê e Everton Felipe jogaram pelos lados). Contra o Ajax, Willian Farias seguiu como o meio-campista mais recuado, com Liziero e Nenê mais à frente. A imposição dos holandeses obrigou Liziero a ficar mais preso e fez o setor funcionar menos nesta segunda partida, embora Nenê tenha sido participativo, chegando bem à frente para finalizar (vacilou ao tentar marcar por cobertura) e acionar os companheiros (deixou Brenner na cara do gol com um passe de calcanhar). ATACANTES O trio de ataque titular na Florida Cup muito provavelmente será mantido para a estreia no Paulistão: Helinho e Everton jogaram bem pelas pontas, sobretudo o jovem de 18 anos, e Pablo deixou boa impressão principalmente na segunda partida, quando fez uma bela assistência para o gol de Hernanes e brigou muito com os zagueiros, além de se dedicar bastante taticamente. Diego Souza, artilheiro do elenco em 2018, inicia esta temporada como reserva imediato da posição de centroavante. O camisa 9 fez boas jogadas como pivô e deu a assistência para o gol de Nenê contra o Eintracht Frankfurt, mostrando que pode ser muito útil, mas Jardine revelou que ele ainda precisa de mais um tempo para retomar o auge da forma física. Nenê foi utilizado pela direita do ataque na primeira partida. Segundo Jardine, uma forma de aumentar o leque de posições em que ele possa jogar e elevar suas chances de entrar na equipe titular. O camisa 10 jogou bem e marcou um gol nesta partida. Na segunda, como meia centralizado, perdeu um gol por preciosismo, mas também protagonizou bons lances. Se seguir neste nível, será importante. Everton Felipe, escalado pela ponta esquerda, deu um chute perigoso de fora da área no primeiro jogo, mas ainda mostrou muito pouco para brigar por uma vaga entre os 11. Já Brenner, utilizado nesta função contra o Ajax (HOL), marcou um gol, saiu na cara do goleiro Onana em uma outra jogada e deu mostras de que pode ser mais utilizado neste ano. Biro Biro estreou como ponta direita diante dos holandeses, mas participou pouco e foi substituído por Tréllez no fim. Ele ainda precisa evoluir fisicamente e depende da chegada da documentação para poder atuar em compromissos oficiais. SEM ESPAÇO Tréllez, que jogou apenas cinco minutos contra o Ajax (HOL), acertou neste domingo sua transferência por empréstimo para o Internacional. Quatro jogadores nem entraram em campo: os goleiros Lucas Perri e Júnior, o lateral-esquerdo Edimar e o atacante Gonzalo Carneiro. Este último, segundo Jardine, teria jogado contra os holandeses se não estivesse sentindo um incômodo muscular. Edimar, por sua vez, está sem espaço e ainda pode deixar o Tricolor.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/quem-volta-em-alta-veja-balanco-do-periodo-do-sao-paulo-nos-eua-14012019

Individualidades superam coletivo na Florida Cup do Flamengo
Data: 14/01/2019

Nos Estados Unidos, Abel Braga rodou o elenco, ganhou opções para o início da temporada e viu alguns nomes terem boas atuações e ganharem confiança

Com o título da Florida Cup, o Flamengo retornará dos Estados Unidos com a confiança em alta. O time de Abel Braga venceu o alemão Eintracht Frankfurt, derrotou o Ajax, da Holanda, nos pênaltis e ficou em primeiro na competição, deixando para trás os europeus e o São Paulo. Para Abel Braga, treinador do Rubro-Negro, a experiência foi positiva visando a sequência da temporada. No torneio, Abel utilizou 23 jogadores, dando chance a todos os atletas. Assim, o técnico ganhou opções e teve como iniciar a melhor formação da equipe - o reforço Rodrigo Caio e o zagueiro Rhodolfo, por exemplo, foram elogiados. Os jogadores que foram bem largam na frente, mas Abel não garante titularidade. PUBLICIDADE - Muitos jogadores estão chegando, tem que brigar. Ninguém vai jogar por nome - afirmou o técnico Abel, que pediu a chegada de mais um zagueiro. Os colombianos foram outros destaques do torneio. Uribe, que marcou duas vezes contra o Ajax, foi eleito o melhor do campeonato, enquanto o volante Cuéllar foi o nome do jogo contra o Eintracht Frankfurt, da Alemanha. Jovens como Jean Lucas, Ronaldo, Vitor Gabriel e Thiago Santos tiveram chances. No total, Abel Braga acionou 23 jogadores, sendo que apenas os goleiros César e Diego Alves - um em cada partida - e os zagueiros Rodrigo Caio e Rhodolfo atuaram, de forma consecutiva, por mais de 70 minutos. Levando em conta a condição em que os rivais chegaram ,Abel ficou satisfeito com o rendimento. - Não tínhamos condição nem tempo de treinamento para tentar marcar mais alto. Foram seis dias contra seis meses. Mas minha estratégia é diferente. É marcar mais alto - analisou o treinador após o jogo contra o Ajax, da Holanda.

Link Notícia: https://esportes.r7.com/lance/futebol/individualidades-superam-coletivo-na-florida-cup-do-flamengo-14012019

Chris Pratt pede filha de Schwarzenegger em casamento
Data: 14/01/2019

Nesta segunda-feira (14), o astro de Guardiões da Galáxia pegou os fãs de surpresa ao anunciar o noivado nas redes sociais

Chris Pratt pediu a namorada Katherine Schwarzenegger em casamento. A notícia foi compartilhada pelo próprio noivo nas redes sociais. O galã de 39 anos começou a namorar a filha de Arnold Schwarzenegger no verão de 2018, após ter divorciado da também atriz Anna Faris. E, nesta segunda-feira (14), o astro de Guardiões da Galáxia pegou os fãs de surpresa ao anunciar o noivado, postado foto e legenda para os fãs. — Querida Katherine, estou tão feliz por você dizer sim! Estou entusiasmado para me casar contigo. Orgulhoso de viver corajosamente na fé contigo. Aqui vamos nós!

Link Notícia: https://diversao.r7.com/chris-pratt-pede-filha-de-schwarzenegger-em-casamento-14012019

Ken Humano tem problemas em aeroportos após mudar fisionomia
Data: 14/01/2019

Rodrigo Alves vai passar por mais um procedimento depois de não ser reconhecido por scanners da alfândega. Esta é a 69ª cirurgia dele

Ken Humano vai passar por uma cirurgia plástica para corrigir outros procedimentos feitos no rosto. O influenciador digital não estava mais sendo reconhecido por scanners de aeroportos porque a foto do passaporte é diferente da aparência atual. Veja também: Felipe Neto inaugura cinema particular na mansão onde vive Segundo Ken Humano, esta é a última intervenção estética que ele vai fazer para reduzir o tamanho da face. São sete procedimentos no total. — É a maior cirurgia plástica da minha vida. Depois ficarei três dias descansando ao ter um procedimento no nariz usando cartilagem das minhas costelas. Rodrigo mora na Inglaterra, mas optou por fazer a cirurgia no Irã.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/tv-e-entretenimento/ken-humano-tem-problemas-em-aeroportos-apos-mudar-fisionomia-14012019

Game of Thrones divulga data de estreia da última temporada
Data: 14/01/2019

Série volta no dia 14 de abril, com seis episódios; HBO também mostrou teaser exclusivo de Jon Snow com Arya e Sansa Stark

O grande mistério acabou. A HBO divulgou neste domingo (13) a data de estreia da oitava e última temporada de Game of Thrones: a série volta no dia 14 de abril. Além da data, a emissora também divulgou um teaser inédito. No vídeo de 1 minuto e meio, Jon Snow (Kit Harrington), Sansa (Sophie Turner) e Arya Stark (Maisie Williams) caminham pelas catacumbas de Winterfell e ouvem as vozes de Lyanna, Catelyn e Ned Stark, todos falando algo relacionado a Jon. Durante a sétima temporada, os mistérios acerca das origens de Jon foram solucionados e ele descobriu que é filho de Lyanna Stark com Raeghar Targaryen e foi criado por Ned depois que a irmã morreu. Ao se reunirem, os três encontram as próprias estátuas. Enquanto eles tentam entender o que está acontecendo, o corredor vai sendo tomado de gelo, sinal de que os Caminhantes Brancos estão chegando, e empunham as armas. 90 dias, 23 horas, 55 minutos, 27 segundos. pic.twitter.com/tbWKDXG5bP — HBO Brasil (@HBO_Brasil) January 14, 2019 O trailer chega uma semana depois das primeiras imagens da série, em que mostram Daenerys Targaryen e Jon Snow chegando em Winterfell, quando encontram Sansa Stark. A aguardada temporada contará com apenas seis episódios, mas o Richard Plepler, diretor da HBO, garantiu que eles são como longas-metragens. A série começou com 10 episódios por temporada, mas a sétima e a última tiveram a quantidade reduzida para otimizar a história. Pelo Twitter, a HBO começou a contagem regressiva. Agora, os fãs só precisam aguardar mais 90 dias para descobrir o desfecho da história.

Link Notícia: https://diversao.r7.com/pop/cinema/game-of-thrones-divulga-data-de-estreia-da-ultima-temporada-14012019

Suspenso desde dezembro, rodízio de carros volta nesta segunda em SP
Data: 14/01/2019

A retomada da restrição tem de ser feita por causa do fim das férias escolares e do aumento do fluxo de veículos, segundo a prefeitura

O rodízio de veículos em São Paulo será retomado nesta segunda-feira (14), dia em que a restrição deve ser obedecida por carros com placas com o final 1 e 2. O rodízio, que estava suspenso desde 21 de dezembro, é válido para dias úteis em dois períodos: das 7h às 10h e das 17h às 20h. PUBLICIDADE Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, a retomada da restrição tem de ser feita por causa do fim das férias escolares e do aumento do fluxo de veículos na capital. Nos períodos em que o rodízio está ativo, a circulação de veículos no Centro Expandido é proibida. Fazem parte da área de restrição o Mini Anel Viário, formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D'Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf. Para cada dia útil, dois finais de placa devem obedecer a restrição para circulação no trecho. Às segundas, a regra vale para final 1 e 2. Às terças, 3 e 4; às quartas, 5 e 6; às quintas, 7 e 8, e, às sextas, 9 e 0. Transitar pela área nos horários proibidos é infração média, conforme o Código de Trânsito Brasileiro, com multa de R$ 130,16 e são somados quatro pontos da CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Copyright © 2018 Estadão. Todos os direitos reservados

Link Notícia: https://noticias.r7.com/sao-paulo/suspenso-desde-dezembro-rodizio-de-carros-volta-nesta-segunda-em-sp-14012019

Itália investigará rede de 'financiadores' de Battisti
Data: 14/01/2019

Italiano condenado à prisão perpétua viveu anos no exterior, em países como França, México e Brasil, e recebeu ajuda e dinheiro de simpatizantes

A suposta rede de apoiadores e financiadores de Cesare Battisti será investigada pelas autoridades italianas, anunciou nesta segunda-feira (14) o procurador-geral de Milão, Roberto Alfonso, e o procurador substituto, Antonio Lamanna, que cuidam do caso. O italiano, condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos e considerado terrorista, viveu anos no exterior em países como França, México e Brasil, e recebeu ajuda e dinheiro de simpatizantes. Em isolamento na Itália Cesare Battisti desembarcou na manhã desta segunda-feira em Roma, na Itália, por volta das 11h30 no horário local (8h30, no horário de Brasília). Durante seis meses, ele ficará sozinho em uma cela e cumprirá um regime de isolamento diurno, de acordo com fontes do governo italiano. Depois desse período, ele será transferido para a ala de segurança máxima, reservada a terroristas, do centro de detenção de Rebibbia, que fica perto de Roma.

Link Notícia: https://noticias.r7.com/internacional/italia-investigara-rede-de-financiadores-de-battisti-14012019

Governador do RJ diz que polícia tem suspeito de atacar deputada a tiros
Data: 14/01/2019

Segundo Wilson Witzel, linha de investigação inicial no caso do atentado ao carro da deputada estadual Martha Rocha (PDT-RJ) é de tentativa de latrocínio

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou no último domingo (13) que a linha de investigação inicial da polícia no caso do ataque à deputada estadual Martha Rocha (PDT-RJ) é de tentativa de latrocínio. Witzel falou à imprensa após uma reunião com o delegado Giniton Lages, titular da Delegacia de Homicídios da Capital, e o secretário de Polícia Civil, Marcus Vinicius Braga. Ele acrescentou, porém, qu