Interferência em briga de casal teria motivado atropelamento que terminou na morte de idosa em Anápolis

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Anápolis ouviu três das quatro principais testemunhas que presenciaram uma discussão que gerou um atropelamento e a consequente morte da idosa Rosângela Garcia e deixou ferido Luiz Henrique Tavares, na madrugada de segunda-feira (1º) no Bairro Parque Brasília, em Anápolis. O suspeito de atropelamento ainda está foragido.

De acordo com o delegado Fábio Alves Castro Vilela, a suspeita é de que as vítimas tenham sido atropeladas propositalmente após uma briga momentânea em um pit dog na Avenida Ayrton Sena. Com o impacto, Rosângela Garcia bateu a cabeça no meio fio e morreu no local. Luiz Henrique Tavares foi levado para o Hospital de Urgências de Anápolis onde passou por uma cirurgia.

“O que sabemos até o momento que o alvo do atropelamento era o Luiz, já que ele havia interferido na briga do condutor do veículo com a namorada . Ele entrou no meio da discussão para evitar que o suspeito agredisse a mulher”, explica o delegado.

Após a intromissão, Luiz atravessou a rua e se encontrou com a Rosângela Garcia onde começaram a conversar sobre a situação. Foi quando homem, irritado, entrou no carro, subiu a avenida e retornou atropelando as vítimas.

O delegado pretende ouvir ainda na tarde desta terça-feira (2) Luiz Henrique Tavares no Hospital de Urgências de Anápolis. A Polícia continua nas buscas pelo condutor do veículo que está foragido.

Total Page Visits: 79 - Today Page Visits: 1

Recommended For You

About the Author: desenv

Deixe uma resposta