Policiais civis são presos suspeitos de assaltar negociantes da OLX, em Anápolis

Três policiais civis foram presos em flagrante, na manhã desta quinta-feira (24), suspeitos de assaltar um trio que estava interessado na compra de um carro e um celular por meio da plataforma de vendas online OLX. O caso ocorreu no Jardim Eldorado, em Anápolis. Conforme expõe relato da Polícia Militar (PM), o grupo de compradores, tinha saído de Brasília para encontrar os vendedores, após negociação inicial pelo aplicativo. Eles aguardavam em uma cafeteria a chegada dos anunciantes para fechar negócio. Entretanto, foram surpreendidos por três pessoas armadas.

Consta no documento que os suspeitos, Marcelo Gomes de Melo, Cássio Júnior Barbosa e Kenio Tchan Rodrigues Silva, arrastaram dois dos compradores para fora do estabelecimento e os forçaram a pegar o dinheiro para aquisição dos bens, o qual estava no interior de um Nissan Versa. Posteriormente, obrigaram as vítimas a adentrar o veículo que o trio armado conduzia, um GM Onix, por meio do qual empreenderam fuga.

No caminho, após se apresentarem às vítimas como policiais civis, os suspeitos as abandonaram em uma mata localizada nas proximidades. Marcelo, Cássio e Kenio teriam partido levando o dinheiro, os celulares e toda a documentação pessoal dos homens.

Cerca de 1h depois, a agentes da Gerência de Correições e Disciplina da Polícia Civil encontraram e prenderam em flagrante os suspeitos, que negaram envolvimento no crime. Eles estão encarcerados na Delegacia de Homicídios da cidade. Em nota, a corporação repudiou o suposto comportamento dos policiais. Afirmou ainda que “empreenderá todos os esforços para que, em caso de comprovação dos fatos a eles imputados, sejam punidos com os rigores da lei”.

Mais Goiás tentou, sem sucesso, contato com as vítimas do crime. A Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO) afirmou que apenas a Polícia Civil iria comentar o caso. Confira a íntegra da nota:

Leia a nota na íntegra

“A Polícia Civil informa que a prisão em flagrante de três de seus servidores (Marcelo Gomes de Melo, Cássio Júnior Barbosa e Kenio Tchan Rodrigues Silva) por suposto roubo contra três indivíduos oriundos de Brasília-DF, que tinham se dirigido a Anápolis com vistas a realizar a compra de um veículo, foi realizada por policiais da própria Gerência Correições e Disciplina da instituição.

Assim que tomou conhecimento do fato, uma equipe de policiais corregedores deslocou-se para o local, ouviu as vítimas e testemunhas e logrou êxito em realizar a captura dos envolvidos.

Os três negaram a prática do crime, mas diante das circunstâncias, foi dada voz de prisão em flagrante a eles, que atualmente estão recolhidos na Delegacia de Homicídios.

Por fim, cumpre destacar que a Polícia Civil repudia, não compactua ou muito menos é condescendente com qualquer comportamento, ação ou conduta fora dos princípios da legalidade e retidão, cometido por qualquer um de seus servidores, e empreenderá todos os esforços para que, em caso de comprovação dos fatos a eles imputados, sejam punidos com os rigores da lei, cumpre ressaltar que a instituição agora tem uma corregedoria forte e atuante.”

Total Page Visits: 136 - Today Page Visits: 1

Recommended For You

About the Author: desenv