Morre homem que se queimou enquanto instalava piso em sala de escola em Goiânia

Morreu na tarde desta sexta-feira (17) o funcionário de uma empresa terceirizada que se feriu gravemente enquanto instalava o piso em uma escola da rede municipal, em Goiânia. Paulo da Costa Araújo teve 35% do corpo queimado e estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) há quatro dias.

O Hugol confirmou, em nota, o falecimento na tarde desta sexta-feira: “ Apesar de todos os esforços e procedimentos da equipe multidisciplinar da unidade hospitalar, o paciente foi a óbito”.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) informou ter acompanhado o caso envolvendo o funcionário e “lamenta profundamente o ocorrido e presta suas mais sinceras condolências aos familiares”.

A empresa responsável pelo serviço, Cesar Containers, declarou que também “lamenta profundamente a perda do colaborador”. Segundo a companhia, “todos os esforços estão, nesse momento, destinados a atender a família. Uma equipe de psicólogos está acompanhando a família integralmente dando todo apoio necessário”.

Acidente

O acidente aconteceu na tarde de segunda-feira (13), na Escola Municipal Alda das Neves, no Parque das Laranjeiras. O homem fazia a instalação do piso no contêiner, usado como sala de aula, quando o acidente aconteceu. Funcionários da unidade relataram à TV Anhanguera que houve uma explosão e que a vítima trabalhava usando uma cola que é inflamável.

Por sua vez, a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) disse em nota enviada na quarta-feira (15) que “informações preliminares da empresa apontam que houve pane em uma ferramenta durante o processo de montagem, o que ocasionou o acidente. No entanto, não houve explosão em nenhuma parte dos módulos, haja vista que são utilizados materiais antichamas para sua confecção e montagem”.

A Cesar Containers informou nesta sexta-feira que o “fato, ainda que pontual, está sendo avaliado pela equipe de segurança da empresa, que tomará as devidas providências de maneira a tornar todos os processos ainda mais seguros. A empresa ressalta que atende todas as exigências legais, e que preza pela segurança de seus colaboradores em todas as atividades desenvolvidas dentro e fora de suas instalações”. De acordo com a empresa, o funcionário teve 35% do corpo queimado.

O Ministério Público do Trabalho informou que deve abrir uma investigação sobre o caso, a partir de segunda-feira (20).

Total Page Visits: 1 - Today Page Visits: 1

Recommended For You

About the Author: Robson Charles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *