MDB de Goianésia pode lançar candidatura alternativa a Renato de Castro

Afastado do prefeito de Goianésia, Renato de Castro, desde as eleições de 2018, quando ele contrariou a determinação partidária e apoiou a candidatura do governador Ronaldo Caiado (DEM), o MDB deve anunciar nos próximos dias a decisão de não apoiar a candidatura de Renato e bancar um outro nome para disputar a prefeitura. Caso a articulação seja concretizada, inviabilizaria o projeto de reeleição de Renato, pois não há mais tempo hábil para ele trocar de partido.

Lideranças do MDB local que tiveram conversas nos últimos dias com o prefeito para discutir a formação da chapa majoritária apontam uma grande dificuldade de voltar a compor com ele. “O Renato não apoiou nenhum candidato do MDB em 2018, seja a governador ou a deputado, e desde então interrompeu o diálogo com a direção partidária”, conta uma liderança do partido que tem acompanhado as discussões. “Tanto é que todo mundo achava que ele iria sair do partido sem precisar ser expulso e ele foi alertado várias vezes de que, se optasse por ficar, seria difícil lhe garantir legenda depois de tudo que aconteceu. Mas ele acabou permanecendo, não se sabe se por excesso de confiança ou por desinteresse mesmo de concorrer a um novo mandato”, avalia a mesma fonte.

Outra reclamação recorrente no partido é que o prefeito tem estimulado a filiação de lideranças locais no DEM do governador Ronaldo Caiado, no que consideram uma manobra para esvaziar o MDB. A filiação do pai de Renato, Manuel de Castro, no DEM, também desagradou os emedebistas. Manuel, conhecido na cidade como Fião, é o principal líder do grupo político do prefeito.

A dificuldade de apoiar Renato foi comunicada ao próprio prefeito também pelo presidente estadual do MDB, Daniel Vilela, em reunião que tiveram na semana passada, em Goiânia. Daniel já havia afirmado anteriormente, em entrevistas à imprensa, que não tinha compromisso com a candidatura à reeleição de Renato e que sequer havia sido procurado por ele até meados de agosto para tratar do assunto.

O MDB agora abriu diálogo com partidos que não estão na base do prefeito para fortalecer a nova candidatura. O nome mais cotado hoje para disputar pela sigla é o do advogado Pedro Gonçalves, que foi secretário municipal de Projetos no início da gestão, mas deixou a prefeitura em 2018 para disputar mandato de deputado estadual. Sem o apoio da gestão municipal, que apoiou a candidatura de Lineu Olímpio (PTB) para uma vaga na Assembleia, Pedro acabou desistindo de se candidatar e se afastou politicamente do prefeito.

Total Page Visits: 25 - Today Page Visits: 1

Recommended For You

About the Author: Robson Charles