63 pessoas são presas assistindo jogo em bares em Manaus

Sessenta e três pessoas foram presas pela polícia por estarem assistindo jogo do campeonato brasileiro em cinco bares que estavam funcionando clandestinamente no bairro Jorge Teixeira, na zona leste de Manaus (AM), na noite desta quinta-feira (21). As prisões ocorreram porque o grupo estava descumprindo o decreto do governo do Amazonas que proíbe a circulação e aglomeração de pessoas, entre o período das 19h e 6h até o próximo dia 31, para conter a pandemia do novo coronavírus no estado.

Entre os presos, estão pelo menos cinco proprietários dos estabelecimentos comerciais. Os estabelecimentos estavam passando na televisão o jogo entre o Flamengo e o Palmeiras. A partida terminou com o placar de 2×0.

O grupo foi preso em uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar do Amazonas. As forças de segurança receberam uma denúncia anônima informando que os cinco bares estavam funcionando com as portas fechadas para driblar a fiscalização.

O delegado Torquato Mozer, titular do 30º DIP (Distrito Integrado de Polícia), informou que a polícia foi informada que em dia de jogos do campeonato brasileiro, os bares localizados na zona Leste da capital funcionavam com as portas fechadas para não chamar a atenção dos policiais.

“Verificamos que hoje ocorreria outro jogo de futebol e montamos esta operação para averiguar. Após o jogo ser finalizado, realizamos a abordagem nos cinco bares e prendemos os donos e as pessoas que estavam no local, no total, 63 indivíduos”, informou o delegado.

Os donos dos bares estavam comercializando bebidas alcoólicas, e nos estabelecimentos foram flagradas aglomerações. Nas imagens divulgadas pela SSP-AM a maioria dos detidos está sem usar máscara facial, item obrigatório para proteção contra o novo coronavírus.

Os nomes dos bares não foram informados pela SSP-AM (Secretaria de Segurança Pública do Amazonas) em cumprimento a lei de Abuso de Autoridade, que proíbe agentes públicos de divulgarem identificação de pessoas que ainda estão sendo investigadas.

Os presos foram levados para a Delegacia-Geral, localizada no bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste de Manaus, onde estão sendo realizados procedimentos policiais. Eles deverão assinar o TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) por descumprimento de medida sanitária preventiva e crime de desobediência.

Os crimes são passíveis de multa estipulada por um juiz. Os detidos serão liberados para responder em liberdade pelos crimes que serão indiciados pela polícia assim que os procedimentos policiais forem finalizados nesta madrugada.

O UOL tentou localizar a defesa dos proprietários dos bares, pela madrugada, mas não conseguiu.

Colapso

O Amazonas vem enfrentando explosão de casos de infectados pelo novo coronavírus e mortes em decorrência da covid-19 desde a semana passada, quando chegou a faltar oxigênio nas unidades de saúde. Atualmente, 1.864 pessoas estão internadas em unidades da rede de saúde do Amazonas.

Devido ao colapso na assistência aos doentes, 215 pacientes foram transferidos de avião para hospitais em dez estados brasileiros. Na noite de ontem, 18 pacientes com covid-19 foram transferidos em um avião da Força Aérea Brasileira, que saiu do aeroporto Ponta Pelada, na zona Sul, para Vitória (ES). Os doentes ficarão internados no Hospital Universitário de Vitória.

A Hemoam (Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas) está em estado crítico no estoque de sangue B+ e O-. O tipo B+ está com 40% abaixo do mínimo, com capacidade para atender a demanda de dois dias. Já o tipo o- está com o estoque zerado. Uma campanha foi lançada para incentivar pessoas a doarem sangue. Aplicativos de viagem estão dando descontos em duas corridas para incentivar as doações de sangue.

De acordo com o boletim epidemiológico, já são 241.182 pessoas infectadas pelo novo coronavírus, sendo 6.757 mortes por covid-19, sendo 67 óbitos registrados nas últimas 24h. 204.337 pessoas conseguiram se recuperar da doença.

Total Page Visits: 144 - Today Page Visits: 1

Recommended For You

About the Author: Robson Charles