ZOONOSES DE VALPARAÍSO MONTA PROJETO INOVADOR PARA PRESERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

A Zoonoses de Valparaíso de Goiás deu início ao projeto piloto da construção das fossas séptica biodigestora, uma solução tecnológica que trata os degetos dos animais produzindo um efluente que pode ser utilizado como fertilizante.

 

Idealizado pela unidade de vigilância em Zoonoses, junto a Secretaria de Saúde, esse trabalho é algo inovador. “Até então, em todo o território nacional não existe esse projeto dentro das unidades de Zoonoses”, contou a médica veterinária Darlene Barbosa. A vice-prefeita, Dra. Zeli Fritsche, e a secretária de saúde, Rosângela Palácio, são grandes incentivadoras do projeto.

 

O sistema da fossa séptica biodigestora canaliza os degetos dos animais (feses e urina) e transforma em adubo pelo processo de biodigestão, dessa forma elimina os micróbios e bactérias expelidos pelos animais. A partir desse processo é gerado um adubo rico em nitrogênio, fósforo e potássio, que pode ser aplicado diretamente no solo como adubo orgânico líquido (biofertilizante).

 

Esse projeto busca preservar o meio ambiente e o bem estar dos animais. Além disso, também serão aplicados no Parque Ecológico de Valparaíso por meio da Secretaria de Meio Ambiente.

 

O Centro de Controle de Zoonoses faz o acolhimento de animais e oferece à eles um espaço com conforto, comodidade e segurança. Aqueles que são vítimas de maus-tratos, abandono, ou são resgatados e possuem doenças, são tratados por veterínarios até que possam ser adotados. Contudo, a Zoonoses também é responsável pela preservação do meio ambiente onde esses animais vivem.

 

Informações:

Endereço: Rua Alagoas, Quadra 23, Lote 03 – Setor de Chácaras Anhanguera C
Contato: (61) 3629-1754

Total Page Visits: 76 - Today Page Visits: 1

Recommended For You

About the Author: Robson Charles