Goiás tem três casos suspeitos de hepatite misteriosa

A superintendente de Vigilância em Saúde de Goiás, Flúvia Amorim, afirmou que o Estado tem três casos suspeitos de hepatite aguda, a hepatite misteriosa. Eles foram registrados em Aparecida de Goiânia, Goiânia e Mineiros.

São menores de 17 anos. Flúvia não especificou os casos da capital e de Mineiros, mas o de Aparecida é uma menina de 2 anos. “Os sintomas são o de hepatite, mesmo. Dor abdominal, vômito, urina escurecida, fezes esbranquiçadas e icterícia (olho e pele amarelada)”, revela.

De acordo com ela, o tratamento é feito pelo médico conforme os sintomas. “Não existe tratamento específico, pois não sabemos as causas”, reforça. Todos os três são monitorados pela Secretaria de Saúde de Goiás (SES-GO), mas dois deles já receberam alta: Goiânia e Aparecida.

“Mineiros ainda aguardamos informações [de exames] para dar alta.” Ela expõe, contudo, que nenhum dos três casos no Estado tem risco de morte.

Ministério da Saúde informa que são 84 casos suspeitos da hepatite desconhecida no Brasil. Destes, 24 são do Estado de São Paulo. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 20 países já registraram a hepatite misteriosa.

Alguns países, entre eles o Reino Unido, por exemplo, acharam o adenovírus e o sars-cov como agentes causadores deste tipo de hepatite. Porém, “a vacinação contra a Covid-19 não é a causa” da doença, segundo Jay Butler, subdiretor do departamento de doenças infecciosas dos Centros para Prevenção e Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

Total Page Visits: 125 - Today Page Visits: 2

Recommended For You

About the Author: Robson Charles