Vice-prefeita é suspeita de participar de tentativa de homicídio de ex-marido, no Pará

A Polícia Civil paraense afirmou, nesta quarta-feira, que busca localizar a vice-prefeita do município de São Francisco do Pará, Jéssica Evelym Mota (MDB), por envolvimento na tentativa de homicídio de seu ex-marido, o empresário Roberto Douglas Mota.

Segundo disse a Polícia Civil, diligências são realizadas para reunir informações que ajudem a localizar a vice-prefeita. Em nota divulgada no início desta tarde, a defesa de Jéssica Mota afirmou que “irá comparecer junto a autoridade competente” no momento devido.

De acordo com o jornal O Liberal, a tentativa de homicídio ocorreu na empresa de Roberto Mota, quando os dois foram a uma sala para terem uma conversa privada. Segundo o relato do homem, Jéssica teria sacado um revólver e ameaçado matá-lo. Ele, no entanto, conseguiu imobilizar a mulher e retirar a arma de suas mãos, com a ajuda de funcionários. Em seguida, Jéssica Mota escapou do local. Um boletim de ocorrência foi feita na delegacia do município.

Veja abaixo a nota da defesa de Jéssica Mota:

Nota da defesa da vice-prefeira Jéssica Mota — Foto: Reprodução

Nota da defesa da vice-prefeira Jéssica Mota — Foto: Reprodução

A defesa da vice-prefeita, representada pelos advogados Maurício David Castro da Silva e José Edmar Dantas Silveira, afirma que, até o momento, apenas o relato de Douglas veio à tona e pede para que a população não faça “juízo de valor sem antes ouvir a versão” de Jéssica Mota. Segundo a nota, a versão do homem “não condiz com a realidade dos fatos”. A nota foi compartilhada pela vice-prefeita na sua conta no Instagram.

Segundo o site da prefeitura de Sâo Francisco do Pará, Jéssica Mota se licenciou do cargo em janeiro de 2021 para ocupar a pasta da Secretaria de Agricultura do município.

Ela e o prefeito Professor Marcos (PSD) foram cassados do cargo no dia primeiro de junho deste ano por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2020. A decisão, que determinou também que a dupla pague uma multa de R$ 15 mil, não teve efeito imediato por ainda caber recurso. Assim, os dois continuam no cargo.

Total Page Visits: 22 - Today Page Visits: 1

Recommended For You

About the Author: Robson Charles